>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, mas simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 70DG
Hanatarō olha para a vila do topo do prédio do Departamento de Pesquisa. Há dois anos era uma salinha no fim do laboratório geral da vila, agora tinha seu próprio prédio tão alto quanto o próprio escritório do Kazekage. Hanatarō sorri vendo as pessoas andando felizes na nova vila construída graças aos avanços científicos realizados com a inteligência de Takura, sua mentora. Antes, ele só via uma vila pobre, com construções de areia frágeis, com um horizonte desértico, dependendo de outras vilas, inclusive de Konoha, para conseguir sobreviver, mas agora... Sunagakure estava grandiosa novamente e tinha comprado sua independência. As construções ainda tinham porções de areia, mas eram forjadas em metais nobres, em ouro, em prata, criando grandes casas e prédios. As lojas estavam cheias de especiarias únicas, pois o trabalho de encontrar certos ingredientes se tornou muito mais prático desde que a vegetação voltou a florescer nos arredores da vila; onde antes era só deserto agora possuía vielas de relva, florestas, rios e uma fauna cheia de roedores, mamíferos e carnívoros.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno
Últimos assuntos

Ojin
Genin
Ojin
Vilarejo Atual
Ícone : [Rank D] Patrulha Externa RKh5iQq

https://www.narutorpgakatsuki.net/t72110-f-kaguya-itsuki https://www.narutorpgakatsuki.net/t72136-gf-kaguya-itsuki

[Rank D] Patrulha Externa - em Seg 20 Abr - 1:40

Aquele dia estava particularmente lindo, principalmente em konoha, nas proximidades da floresta e das montanhas altas que se recortavam num céu de seda. O ar era macio e docemente o sol faiscava nas calçadas.

Ojin vinha caminhando e pensando, de quando em quando, enquanto percorria o seu caminho até a sua nova missão. No trajeto vinham outros transeuntes. Como em todas as ruas da aldeia da Folha, havia de toda gente, de várias condições, nascimentos e fortunas. Os bem vestidos e os mal vestidos, os elegante e os pobres, os feios e os bonitos, os inteligentes e os ineptos, passeavam com respeito, com concentração.

Ojin era um jovem ainda pequeno, magro, que usava trajes ninja todo negro, olhava desleixadamente, mas, quando fixava alguém ou alguma coisa, os seus olhos tomavam um forte brilho de penetração, e era como se ele quisesse ir à alma da pessoa ou da coisa que fixava.

Sua missão era fazer uma patrulha aos arredores da Vila, e começou a tarefa bem cedinho. Esta era uma ótima ocasião, pois, lá fora, era o dia lindo, os ares agradáveis e a natureza com a sua beleza imponente e indecifrável. Aos olhos de Ojin o território externo que patrulhava era quase que infinito. E quanto mais andava mais espaço tinha para percorrer. Era naturalmente uma impressão exagerada do garoto, mas aos 13 anos tudo parece infinito.

Dada altura da ronda, as pernas do garoto lhe pareceram demasiadamente vagarosas, segundo as suas aspirações, como que inadequadas a tarefa. Então, brotou-lhe um intento: a ideia ousada de usar a oportunidade para fazer um treinamento, uma provação auto-imposta. Queria testar a sua velocidade, expandi-la. Mas como? Enquanto caminhava pensando numa espécie de método para o seu empreendimento paralelo, daquela mata adjacente vinha um ruído suspeito.

Toda a sua juventude fluía em direção aos membros e, em poucos instantes, Ojin percorria todo um trajeto, grande e irregular no solo, o que demandava a atenção plena e certa agilidade durante o pique. No ponto final escolhido ele recobrava todos os sentidos em busca da possível ameaça, da suspeita vaga. Nada havia, porém. Aquilo não perturbou o rapaz, pois a finalidade daquilo era dupla. Vigiar e treinar. E ele tinha realizado as duas.

E esta cena foi só o início do que se sucedeu. Inúmeras carreiras em passos ritmados e ligeiros se repetiram durante o trajeto que patrulhava. Durante aquele lindo dia. Às vezes a rota da corrida era reta, às vezes sinuosa. De vez em quando viam-se saltos, outras vezes rolamentos. E punha-se a correr. Correria para dar e vender.

De resto, o dia já ia dando o seu adeus e o Ojin terminava, enfim, a patrulha nos arredores inteiros da aldeia. Com a energia que lhe sobrava foi ter com os oficiais superiores, e a notícia da conclusão da tarefa chegou junta com o anoitecer daquele lindo dia.


HP: 225/225
CK: 225/225
ST: 01/03

Informações:

Patrulha Externa
Descrição: Agora que você já possui uma certa experiência, sua missão é fazer uma patrulha aos arredores da Vila. Lembre-se que mesmo assim deve evitar combates e pedir reforços! Não banque o herói (ainda!).
Treino de atributo (+1 velocidade)
Total de palavras: 476
-
Takane
Jōnin
Takane
Vilarejo Atual
Ícone : [Rank D] Patrulha Externa 9cf60763dc0395bb6231cfada13244c8

https://www.narutorpgakatsuki.net/t68749-ficha-takane-guang?highlight=Takane+Guang#513285 https://www.narutorpgakatsuki.net/t68767-m-f-takane-guang

Re: [Rank D] Patrulha Externa - em Seg 20 Abr - 15:34

@

_______________________

[Rank D] Patrulha Externa Untitled-2
Que se inicie o caos pois a rocha continuara firme!
Template
-


Layout com edições de Halloween feito por @Akeido Themes e Senko.