>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Saevon
Chūnin
Saevon
Vilarejo Atual
Ícone : [Filler] Lee Sai - Nostalgia 5e97583888b19002750dc1671ad60d3d

https://www.narutorpgakatsuki.net/t71088-ficha-saevon https://www.narutorpgakatsuki.net/t71138-gestao-de-ficha-lee-sai#544717

[Filler] Lee Sai - Nostalgia - 29/3/2020, 00:13

Treinamento:

Filler:+100 de Status, dentro do limite de 1 por semana.

[Filler] Lee Sai - Nostalgia Images?q=tbn%3AANd9GcRTDHLQRq4EjbgKhpT4xJoBxj-zx_polmEoy6mOn0klWMXsOKHp

    Estou morando temporariamente na casa de meu Tio Takeda, para aperfeiçoar meu Kenjutsu, visto que ele é o único na família que domina a arte, além de ser melhor, aparentemente, do que a maioria dos Jonin na área. E mesmo assim, os Jonin que se equiparassem ou superiores, não teriam tempo para me treinar, estando ocupados em missões.
 
   Desde que cheguei aqui, praticamente só treinei. Graças aos Céus hoje eu tive um dia de descanso. Fazia muito tempo que eu não saia de dentro de um Dojo, virou rotina. Mas, por mais que a rotina seja importante, é bom sair. Saí primeiramente à noite, depois do último dia de treino, depois de dominar, pelo menos do básico, o Iaido. O céu estava muito estrelado, a noite era escura e silenciosa, eu só escutava o quebrar das ondas. Não o movimento caótico que, às vezes, o mar tem de dia, mas aquele lento, constante. É ótimo para meditar, acalmar o espírito. Acho que quando me aposentar como Shinobi vou querer viver em um lugar como esse. Isolado, calmo, com mulher e filhos, talvez netos.

  Vou até a praia mais distante da casa, a mais isolada: começo a pegar pedrinhas e tacar no mar. Nesse momento só estou de Kimono, sei que armas não vão ser necessárias. Sinto nostalgia, como se eu já tivesse estado aqui, mesmo sabendo que nunca estive. É algo que transborda em minha alma, preenche meu corpo. Sinto-me como que conectado a algo maior, sincronizado. Já li, de um dos meus autores favoritos, por que seus livros tinham momentos tão calmos, como esse, momentos em que os personagens só paravam e observavam, passavam pelo tempo, pela vida, pelos instantes. Ele dizia que para ele a nostalgia era o sentimento mais universal do ser humano. Não sei se era exatamente a nostalgia como eu conheço que ele falava. Acho que era de algo mais existencial, a saudade de algo que talvez nunca vivi. De tempos calmos na floresta, pertencente à natureza, ao todo. Afinal, para esse autor até crianças, mesmo sem ter vivido muito, sentem nostalgia. E esse é meu caso. Talvez seja que essa calma nos traga a memória inconsciente da infância, em seu início. Da descoberta mágica do mundo, do amor incondicional dos pais, para aqueles que têm. Da calma e falta de preocupações. Infelizmente, coisas que algumas pessoas nunca experimentam, mesmo na barriga de suas mães. De acordo com alguns filósofos ela vem, a nostalgia, para nos lembrar do que fomos, do que vivemos, do que sentimos, nos dar a sensação de autocontinuidade, de que permaneço e de que há um motivo para seguir, uma razão para minha história. No meu caso, deve ser dos tempos iniciais da infância, de quando descubro e tudo é novo. Sinto saudade daquela empolgação, mesmo que ainda a tenha em certo grau.

  Chega de pensar. Vou apenas sentir. Tiro toda minha roupa, ando em direção a mar, depois sobre ele, até a profundidade. Me deixo cair, mergulho, exploro. Por alguma razão, não sinto medo. Não sinto aquela aversão à escuridão do mar, ao seu mistério. Vou mais fundo, vejo tubarões, nado perto deles. Quando sinto que devo subir, e que a coragem começa ir embora, saio rapidamente. Subo e me apoio com a mão sobre a água, volto caminhando com Chakra sob meus pés. Esse Jutsu, por mais que básico, é uma mão na roda. Dificilmente me afogarei um dia, ou ficarei perdido no mar dessa forma. Espero secar, subo um coqueiro, faço um furo em um côco com meu dedo e bebo tudo. Visto-me e durmo em cima de uma pequena “grama” na praia. De baixo de um coqueiro. Quem me dera pudesse ter essa vida pacífica para sempre. Quem dera todos fossem éticos, não houvesse mais agressão no mundo e todos pudéssemos viver em paz. Com esse ultimo pensamento, adormeço.

  Acordo antes do sol nascer, treino meu físico como sempre, faço as 43 formas do meu estilo de Iaido, em seqüência. Nesse meio tempo não tenho tanta coisa pra fazer. Sinto-me ligeiramente entediado. E não é como se tivesse um grande treinamento nesse momento. Faltam-me recursos nesse lugar. Desafios maiores. Pêra, to em meio ao oceano. Claro que tenho desafios.
  Tiro toda minha roupa, pego uma espada de madeira entre as centenas que meu tio possui, um cesto e vou ao mar. Corro algumas centenas de metros antes de eu avistar o primeiro peixe perto da superfície, em um coral. Em um movimento, uma estocada eu o pego e lanço dentro do cesto, já morto. Pego vários, está cheio. O almoço está garantido. Me seco, me visto e vou para o quarto onde estou dormindo. Pego os peixes e cozinho todos. Frito alguns, asso outros, faço uma sopa com mais alguns. Uma refeição cheia de proteínas! Além disso, estou em fase de crescimento.

  - Bom dia. – Diz meu tio e mestre – o almoço está pronto?
 - Sim! Temos peixe frito, peixe assado, sopa de peixe, o que quer? E também temos arroz.
  - Pra quê tanto peixe? Além disso, onde você os conseguiu? Não teve entrega de comida hoje.
  - Pesquei todos em um recife de coral aqui perto.
  - Com o quê?
  - Uma espada de madeira qualquer.
 - Péssimo uso, na próxima faça com as mãos. E você poderia ter sido mais criativo, só peixe? Pegava algumas ostras, uma lula, um tubarão. Só peixe? Além disso, você fez todos!
 - To com muita fome. Relaxa vai ser fácil comer todos, e tem uns defumando pra mais tarde também.
 - Quero ver comer tudo. Além disso, cuidado, nesse ritmo você vai exterminar os peixes no recife.

  Como todos que sobraram depois de meu mestre comer. Sinceramente, com tal banquete jurava que ele ia comer mais. Tive que comer uma montanha de peixes, no final eu estava quase vomitando. Na próxima vez vou fazer menos, meu tio estava certo. Depois de acabar de comer nem conseguia mais andar direito. Acho que nunca comi tanto na minha vida, empolguei. Além disso, ainda tem um monte pro jantar, to ferrado.

  Tirei uma boa soneca e dormi por toda a tarde. Quando acordei, a noite, eu já estava morrendo de fome. Fui ao defumador (sim, meu tio tem uma área pra defumar comida, aumenta a duração, isso é de suma importância em uma ilha deserta) vi que alguns já tinham sido comidos pelo meu tio. Novamente, comi todos. É acho que não vai dar pra ir pra praia essa noite. To cheio de mais. Dessa vez dormi na cozinha mesmo, com um peixe na mão, que cena cômica.
Informações Gerais:

1.039 palavras. Treinamento para obter:+100 Status.
HP:375
CH:375
ST:0/6
+1 Limite de Cansaço Grande Durabilidade (1), Inata.

Jutsus Usados:

Suimen Hokō no Gyō
Rank: E
Descrição: Este método de treinamento é usado para obter um melhor controle de chakra. Para fazer isso, o utilizador tem de ser emitindo um fluxo constante de chakra a partir do fundo dos seus pés e usando a força repelente de atravessar a superfície da água. Esta técnica é muito mais difícil de dominar que a prática Ki Nobori no Shugyō, porque a quantidade de chakra que necessita de ser emitida muda constantemente.
Armamentos:

Bolsa de Armas X2 (20/40)
+ 15 Makibishi (3)
+ 12 Kibaku Fuuda (3)
+ 4 Kunai (4)
+ 10 Shuriken (10)

Outras Armas (5)
+ 1 Token (5 espaços; Presa na cintura, do lado esquerdo).
Ficha "Lee Sai"/Banco/Gestão de Ficha
-
Luishturella999
Jōnin
Luishturella999
Vilarejo Atual
Ícone : [Filler] Lee Sai - Nostalgia 100x100

https://www.narutorpgakatsuki.net/t70499-f-p-squall-sarutobi#532365 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69839p30-gestao-de-ficha-squall-saruhatake

Re: [Filler] Lee Sai - Nostalgia - 29/3/2020, 11:29

@
-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.