>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, mas simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 70DG
Hanatarō olha para a vila do topo do prédio do Departamento de Pesquisa. Há dois anos era uma salinha no fim do laboratório geral da vila, agora tinha seu próprio prédio tão alto quanto o próprio escritório do Kazekage. Hanatarō sorri vendo as pessoas andando felizes na nova vila construída graças aos avanços científicos realizados com a inteligência de Takura, sua mentora. Antes, ele só via uma vila pobre, com construções de areia frágeis, com um horizonte desértico, dependendo de outras vilas, inclusive de Konoha, para conseguir sobreviver, mas agora... Sunagakure estava grandiosa novamente e tinha comprado sua independência. As construções ainda tinham porções de areia, mas eram forjadas em metais nobres, em ouro, em prata, criando grandes casas e prédios. As lojas estavam cheias de especiarias únicas, pois o trabalho de encontrar certos ingredientes se tornou muito mais prático desde que a vegetação voltou a florescer nos arredores da vila; onde antes era só deserto agora possuía vielas de relva, florestas, rios e uma fauna cheia de roedores, mamíferos e carnívoros.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno
Últimos assuntos

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

[Missão C] O brincalhão! - em 7/3/2020, 21:29


Narrador: @Reegs

[Missão C] O brincalhão

@Lokesh

Um dos mensageiros da folha fora atribuído a uma missão importante, apesar do baixo rank, e devido a isso seus saltos entre os telhados das diversas casas fazia jús a sua pressa. Precisava encontra aquele designado para assumir tal responsabilidade o mais rápido possível afim de entrega-lo uma carta contendo informações cruciais sobre o acontecido e a localização que deveria seguir.

Hyūga Lokesh estamos solicitando sua presença com extrema urgência em um caso onde outros Shinobis acabaram por não voltar com vida, estão desaparecidos e no pior dos casos até mortos. Um Shinobi chamado Kazeki enlouqueceu e devido a seu jeito brincalhão roubou um dos pergaminhos secretos da Folha e precisamos recupera-lo. Siga a noroeste após ultrapassar os portões do Vilarejo e depois de percorrer cerca de 1km dentro da floresta irá encontrar uma caverna, próximo a uma cachoeira. Lá se encontra o esconderijo do ladrão, entretanto, tome cuidado. Suas brincadeiras de mal gosto pioraram de uns tempos pra cá e, como dito antes, outros acabaram por não retornar. As chances de um combate é alta. Boa sorte!

Alto escalão da Folha!

Considerações:
--- Acredito que esteja bem autoexplicativo mas por via das dúvidas. Sua missão é recupera um pergaminho importantíssimo, entretanto, terá que lidar com um Shinobi chamado Kazeki que encontra-se escondido em uma caverna, seu esconderijo aparentemente pessoal. Outros foram enviados porém não voltaram, então, o risco de uma luta ou de morrer são altos. Dirija-se aos portões e siga a direção escrita por lá até encontra o Vilarejo.

Qualquer dúvida me contate pelo jogo/fórum ou no discord, meu nome lá também é Reegs. ^^

Palavras mínimas: 600 palavras
Post 01/08
-
Lokesh
Chūnin
Lokesh
Vilarejo Atual
Ícone : [Missão C] O brincalhão! B1LCdZa

https://www.narutorpgakatsuki.net/t70801-fp-lokesh?nid=7#536645 https://www.narutorpgakatsuki.net/t70799-gf-lokesh#536629

Re: [Missão C] O brincalhão! - em 9/3/2020, 18:30


Folheei mais uma página, respirando fundo enquanto realizava tal movimento. Fazia poucos minutos que o sol havia surgido no horizonte, lançando seus raios por cima das montanhas e iluminando metade da vila. Apesar de ser verão, o vento soprava e balançava levemente a copa das árvores que me rodeavam, carregando algumas folhas consigo. Eu estava perto do campo de treinamento, sentado com as costas apoiadas em uma rocha mediana qualquer, com uma pequena cópia do manuscrito A paz de Yoshin em mãos.

Havia retirado o livro das prateleiras particulares do quarto de minha mãe, disposto a continuar a trajetória de autoconhecimento. Não pretendia voltar cedo para minha casa, tinha me preparado para um treinamento sozinho ao longo da manhã, inclusive trazendo uma marmita com alguns bolinhos de arroz, que estavam na geladeira por um tempo que só um deus poderia saber. Além disso, meus equipamentos estavam comigo, já que pretendia utilizá-los para aprimorar minhas habilidades de calcular distâncias e velocidades, por exemplo. Entretanto, isso era tarefa para mais tarde, no momento o livro era o meu maior interesse. Eu estava curioso para descobrir a visão de paz que aquele monge escritor tinha, ainda mais porque dizia na contra-capa que o homem tinha feito diversas viagens pelo mundo, o que com certeza agregava uma quantidade considerável de diversos conhecimentos, principalmente culturais.

O som de galhos quebrando e pássaros batendo asas fez com que meus olhos rapidamente fossem guiados naquela direção. Com a mesma velocidade, fechei o livro em um estrondo e todo meu corpo entrou em estado de alerta. Aparentemente, não estava sozinho. Por entre as árvores, um corpo esguio se apresentou: uma figura masculina de cabelos curtos e loiros, com feições delicadas e aparentando não tendo mais do que vinte anos. Suas vestimentas eram simples e monocromáticas, algo entre o cinza e marrom terra. O rapaz carregava em sua testa uma bandana com o símbolo da vila da folha e, em suas mãos, uma carta lacrada. Apesar de não mostrar muito cansaço, a elevação rápida e curta de seu tórax denunciava a pressa em chegar até ali.

— Sr. Lokesh? — a voz grave do ninja me surpreendeu, certamente não era o que eu esperava. Já me encontrando de pé, assenti, ainda com a expressão desinteressante de sempre, apesar de ter me agradado ser chamado de senhor. — O Alto escalão da Folha ordenou que eu te entregasse isso, senhor.

Com formalidade e agilidade, foi entregue a carta para minha pessoa. Com a mesma velocidade que surgiu, o rapaz desapareceu entre as árvores. Ao abrir o envelope com delicadeza, examinei a escrita com atenção. Hm, uma missão?, indaguei a mim mesmo. Era a segunda vez em poucos minutos que tinha sido surpreendido, precisava trabalhar em cima disso: durante a vida cotidiana, precisava analisar e tentar anteceder as coisas que aconteceriam, afinal, que tipo de shinobi estava sendo? Aparentemente não tinha muito tempo para refletir sobre isso, a pressão do mensageiro e a urgência da escrita era algo que chamava minha atenção. Guardei a carta e o livro na bolsa presa à cintura, juntamente com os bolinhos de arroz, me preparando para o trajeto que percorreria.
. . .

Ao passar pelo portão de Konohagakure, tinha traçado o caminho ordenado por poucos minutos, atento principalmente ao meu redor. Se alguém havia saqueado um pergaminho da vila, provavelmente não seria qualquer um, mas sim um ninja com certa habilidade. Pelos meus cálculos, eu estava a menos de duzentos metros do local indicado pelo Alto Escalão. Saltei sobre os galhos de uma árvore alta, pousando em meio às folhas de uma copa densa. Fechei os olhos por apenas um segundo, o suficiente para que as veias ao redor dos mesmos saltassem e a coloração da íris desvanecesse, dando lugar a um branco fosco. Minha visão se ampliou e aguçou, me permitindo analisar com cautela o terreno que se estendia à frente.

Lokesh: 450 [HP]; 550 [CK]; 00/04 [ST] // Aparência e vestimentas.

Descrições:
Comentários
Fiquei um pouco confuso, na carta dizia ser uma cachoeira e um esconderijo, nas suas considerações falava de um vilarejo. Ainda que pudesse ser os dois, fiquei na dúvida e deixei em aberto para você poder explicitar o que encontrarei.

Quantidade de palavras: 642

Byakugan [ATIVO]
Requerimentos: Ser Hyūga.
Descrição: O Byakugan (白眼; Literalmente significa "branco do olho") é o dōjutsu kekkei genkai do clã Hyuga. É um dos Três Grandes Dōjutsu (大三 瞳 术, Daisan Dōjutsu), juntamente com o Sharingan e o Rinnegan. Aqueles que herdam o sangue deste clã quase inexpressivo, tem olhos brancos. Quando o Byakugan é ativado, as pupilas do usuário se tornam mais distintas, e as veias se elevam perto dos olhos. Parece também que ao contrário dos outros dois grandes dōjutsu, todos os membros do clã possuem e podem usar a kekkei genkai desde o nascimento, em oposição à necessidade de despertar ou mais, não herdá-lo em tudo.

As Habilidades do Byakugan deixa-o muito cobiçado por outras aldeias, como evidenciado por Kumogakure que tentou roubá-lo, um evento que levou até o que é conhecido como a "Questão dos Hyūga". Ao de Kirigakure foi capaz de obter um único Byakugan de um Hyūga que ele derrotou, e utiliza grandes forças para protegê-lo. Ao mesmo tempo, Danzō Shimura tentou igualmente recuperar ou destruí-lo. Ao contrário de um Sharingan transplantado, um Byakugan transplantado pode ser ativado e desativado a vontade.

Arsenal ninja
Kibaku Fuuda [03] + Kunai [03] + Shuriken [05]
Kemuridama [02] + Fios de aço [10m]
-
Takane
Jōnin
Takane
Vilarejo Atual
Ícone : [Missão C] O brincalhão! 9cf60763dc0395bb6231cfada13244c8

https://www.narutorpgakatsuki.net/t68749-ficha-takane-guang?highlight=Takane+Guang#513285 https://www.narutorpgakatsuki.net/t68767-m-f-takane-guang

Re: [Missão C] O brincalhão! - em 14/3/2020, 21:43


Narrador: Seu Nome

Nem só de tolice vive o homem

JOGADORES PARTICIPANTES DO RP



Corpos, era isso que o shinobi conseguia enxergar quando ele abriu seus olhos e o chakra fluiu sobre eles, a vila em questão não era nada mais nada menos do que um amontoado de cadáveres sem vida, onde os filetes da calçada formavam um pequeno e tortuoso rio de sangue, havia um grupo armado pela forma com que agiam era no mínimo assassinos ou bandidos com um preparo em combate, já que os poucos sobreviventes da vila que tentavam se defender com enxadas e outros equipamentos típicos de colheita eram eliminados sem qualquer tipo de piedade.

--Kazeki-san, recebemos noticias de que você tem algo que nos interessa, vem conversar...-- Disse um homem alto de cabelos curtos e pele morena, ao que tudo indicava ele era o lider daquele grupo de assassinos.

Se o ninja se concentrasse um pouco mais veria Kazeki o ninja brincalhão encolhido  ele havia usado de henge para se esconder e esconder o pergaminho, mas aquela farsa duraria pouco tempo, ele se encontrava  em uma das cabanas que ainda não tinha sido vasculhada ao fundo do vilarejo.


Considerações:
Por via de regra Você pode escrever o minimo de 200 palavras, eu comecei com um post simples para tentar me situar e pela canseira me desculpa.
[Missão C] O brincalhão! D2rfvs2-d4e4245b-2dd4-4e76-b5ec-5b36c41e17bf Seu ponto de visão e o mesmo da imagem onde você com seu byakugan consegue enxergar todos os bandidos , e eles estão marcados com o simbolo de bolinha, ja a estrela e o lider e talvez o mais forte dentre eles. Kazeki esta escondido na casa com o simbolo  de setinha
Post 2/8

_______________________

[Missão C] O brincalhão! Untitled-2
Que se inicie o caos pois a rocha continuara firme!
Template
-

Última edição por Takane em 22/3/2020, 04:14, editado 1 vez(es)
Lokesh
Chūnin
Lokesh
Vilarejo Atual
Ícone : [Missão C] O brincalhão! B1LCdZa

https://www.narutorpgakatsuki.net/t70801-fp-lokesh?nid=7#536645 https://www.narutorpgakatsuki.net/t70799-gf-lokesh#536629

Re: [Missão C] O brincalhão! - em 18/3/2020, 02:06


A cena seria facilmente representada em um filme de ação, daqueles bem sanguinários, um verdadeiro massacre. Entretanto, presenciar todos aqueles corpos espalhados pelas ruas, banhados por seus próprios fluidos sanguíneos, trazia uma sensação de estar dentro de um filme de mistério. Durante meus poucos anos de vida, havia tido pouco contato com a morte, mas era um tema recorrente nos ensinamentos do meu clã: minha família, considerada secundária, deveria estar disposta a se sacrificar por outros parentes, da parte primária. De acordo com minha mãe, a morte era simplesmente uma travessia entre mundos, por isso não fazia sentido vê-la como um demônio ou algo a se lutar contra. Ainda assim, visualizar aquele cenário fez meu coração acelerar, trazendo principalmente desconforto, provavelmente por não saber a origem de minhas emoções.

Saltei do galho onde me encontrava e me locomovi com cautela, aproximando do vilarejo por entre as árvores, buscando não fazer movimentos bruscos e barulhentos, afinal, pretendia manter o anonimato. No curto caminho, questionei rapidamente sobre o que eu estava sentindo naquele momento, não parecia ser medo, mas sim... excitação?! Era difícil pensar e admitir isso, ia totalmente contra meus princípios ceifar a vida de um ser humano, mas ver outras pessoas praticando isso mal parecia me incomodar. O que está acontecendo comigo?, pensei, assustado com minha própria pessoa. Definitivamente, eu precisava analisar aquilo com mais calma, talvez com a ajuda de alguém que entendesse sobre o assunto. Respirei fundo, buscando me organizar mentalmente e acalmar meus nervos, que se encontravam enrijecidos. Por ora, precisava me concentrar em meu objetivo.

— Dois. Cinco. Sete — sussurrei, analisando o cenário com cautela. Aparentemente, essa era a quantidade de pessoas responsáveis pelo caos que se instalava naquele pequeno vilarejo. Era notável a diferença entre os habitantes daquele local, que usavam roupas comumente atribuídas a trabalhadores agrários, e os invasores, que trajavam vestimentas inteiramente pretas. Os moradores carregavam armamentos de campos, como enxada e forquilha, mas claramente estavam assustados demais para pensarem em se agrupar, alguns corriam pelas ruas, provavelmente buscando abrigo ou entrando em fuga, enquanto outros tentavam defender seus lares. Esses últimos, carregavam consigo expressões que não me eram estranhas: a disposição de morrer por seus familiares.

Um rio se ramificava pela vila, com algumas pequenas pontes sobre ele, ligando um local ao outro. Próximo à uma das entradas, rapidamente me esgueirei para trás de uma árvore, aproveitando que os invasores mais próximos se encontravam de costas para mim, enquanto os demais estavam entretidos revirando carroças e olhando atrás de madeiras. Não sabia qual era o objetivo deles ali, mas, pelo jeito que se comportavam, tinha algo em comum ao meu: a busca de alguém. Ou algo. Quase como uma resposta ao meu questionamento, uma voz grave rasgou o silêncio, revelando ser de um rapaz alto, que se encontrava no meio do vilarejo. Seu queixo levemente inclinado e expressão soberba trazia consigo a postura de um líder. Ele… quer o pergaminho?, aquele pensamento trouxe um aperto em meu peito.

As peças finalmente haviam se encaixado. Apurei minha visão, dando mais atenção aos corpos caídos pelas ruas. Uma parte deles não era simplesmente de agricultores, mas sim de ninjas! O Alto Escalão da Folha não tinha a mínima noção do que estava acontecendo naquele lugar, seus shinobis não estavam sendo aniquilados pelo ninja fugitivo, mas sim por aquele bando de invasores! Esse era um problema maior do que eu imaginava. Engoli seco, percebendo as emoções começando a tomar forma em meu corpo, se apoderando de meus pensamentos. Inconscientemente, cerrei o punho, completamente desconfortável por estar sentindo aquilo. A paz é um estado, portanto, controlável, mentalizei, lembrando de uma das frases soltas de Yoshin. O manuscrito do monge pareceu pesar na minha cintura, como se estivesse ganhando vida própria.

Inspirei mais ar do que o comum, buscando oxigenar o cérebro e recuperar o controle do meu corpo. Pense, Lokesh! Precisava me concentrar nas informações que havia adquirido até então e recordar o foco da missão, que era o mais importante naquele momento. Kazeki não estava entre os corpos, pelo o contrário, estava escondido, caso contrário eles não estariam o procurando. Além disso, o pergaminho devia estar minimamente a salvo daquele grupo assassinos. A energia fluía por meus olhos, me permitindo vasculhar por detrás de rochas, carroças e até mesmo o interior das residências. Comecei por locais mais distantes, provavelmente que ainda não haviam sido revistados, onde supus que deveria ser o esconderijo do fugitivo.

Te achei!, exclamei mentalmente. O fluxo de chakra do rapaz era o principal motivo que tinha trazido sua localização à tona, justamente por estar fora do padrão, ainda que ligeiramente. Essa alteração talvez havia se dado por estar mantendo uma técnica ativa, que deveria ser o henge ou uma derivação do mesmo, já que Kazeki tinha a aparência de uma estante. Seria cômico, se não fosse trágico.

Lokesh: 450 [HP]; 550 [CK]; 00/04 [ST] // Aparência e vestimentas.

Informações:
Comentários
Como explicado por discord, esse tópico é referente a realização de uma missão rank C e a aquisição da qualidade Calmaria(2). @Takane

Quantidade de palavras: 807

Arsenal ninja [hip pouch na coxa direita]
Kibaku Fuuda [03] + Kunai [03] + Shuriken [05]
Kemuridama [02] + Fios de aço [10m]

Byakugan [ATIVO]
Requerimentos: Ser Hyūga.
Descrição: O Byakugan (白眼; Literalmente significa "branco do olho") é o dōjutsu kekkei genkai do clã Hyuga. É um dos Três Grandes Dōjutsu (大三 瞳 术, Daisan Dōjutsu), juntamente com o Sharingan e o Rinnegan. Aqueles que herdam o sangue deste clã quase inexpressivo, tem olhos brancos. Quando o Byakugan é ativado, as pupilas do usuário se tornam mais distintas, e as veias se elevam perto dos olhos. Parece também que ao contrário dos outros dois grandes dōjutsu, todos os membros do clã possuem e podem usar a kekkei genkai desde o nascimento, em oposição à necessidade de despertar ou mais, não herdá-lo em tudo.

As Habilidades do Byakugan deixa-o muito cobiçado por outras aldeias, como evidenciado por Kumogakure que tentou roubá-lo, um evento que levou até o que é conhecido como a "Questão dos Hyūga". Ao de Kirigakure foi capaz de obter um único Byakugan de um Hyūga que ele derrotou, e utiliza grandes forças para protegê-lo. Ao mesmo tempo, Danzō Shimura tentou igualmente recuperar ou destruí-lo. Ao contrário de um Sharingan transplantado, um Byakugan transplantado pode ser ativado e desativado a vontade.
-
Takane
Jōnin
Takane
Vilarejo Atual
Ícone : [Missão C] O brincalhão! 9cf60763dc0395bb6231cfada13244c8

https://www.narutorpgakatsuki.net/t68749-ficha-takane-guang?highlight=Takane+Guang#513285 https://www.narutorpgakatsuki.net/t68767-m-f-takane-guang

Re: [Missão C] O brincalhão! - em 19/3/2020, 19:49


Narrador: Seu Nome

Nem só de tolice vive o homem

JOGADORES PARTICIPANTES DO RP



O ninja estava correto quanto a sua linha de pensamento, o rapaz estava amedrontado em um canto, e temporariamente protegido do mundo exterior, foi quando um dos ninjas se virou na direção  de onde estava o gennin e começou a caminhar olhando tudo ao seu redor fechando os olhos e indo em sua direção atraves das ondas sonoras, seja quem fosse um dos capangas tinha uma audição invejavel ja que conseguia diferenciar a respiração do gennin com o simples farfalhar das folhas do vento.

Considerações:
tente fugir do local sem se desesperar ou ele vai conseguir te ouvir.
Post 3/8

_______________________

[Missão C] O brincalhão! Untitled-2
Que se inicie o caos pois a rocha continuara firme!
Template
-

Última edição por Takane em 22/3/2020, 04:14, editado 1 vez(es)
Lokesh
Chūnin
Lokesh
Vilarejo Atual
Ícone : [Missão C] O brincalhão! B1LCdZa

https://www.narutorpgakatsuki.net/t70801-fp-lokesh?nid=7#536645 https://www.narutorpgakatsuki.net/t70799-gf-lokesh#536629

Re: [Missão C] O brincalhão! - em 20/3/2020, 02:27


Ver Kazeki isolado me trouxe esperanças, pelo menos eu não havia chegado tarde demais. Talvez tinha percorrido um alívio tão grande em meu corpo que tenha feito barulho, pois um dos invasores se virou bruscamente em minha direção. Apesar de haver uma árvore entre nós, ele parecia não estar preocupado com isso. Ver seus olhos fechados me deixou ainda mais em alerta: o rapaz estava usando outros sentidos para tentar me localizar. Pelos movimentos das suas atletas nasais, que se encontravam normalizadas, julguei não ser pelo olfato. Não restava diversos outros meios, o mais provável era a audição. Se antes, distraído e distante, ele tinha sido capaz de me ouvir, eu estava em uma situação perigosa.

Mais uma vez pude sentir meus pensamentos irrompendo em minha mente e meu músculo cardíaco bombardeando sangue com ainda mais velocidade. Eu teria que tomar uma decisão rápida, não podia ficar aguardando ele chegar mais perto, isso só tornaria as coisas ainda mais difíceis. A paz é controlável, obriguei-me a acreditar, tentando estabelecer pensamentos lógicos e fugir da histeria. Seria burrice tentar enfrentá-lo naquelas condições, chamaria muita atenção e, com certeza, estaria em uma desvantagem muito grande contra sete inimigos. Além disso, meu objetivo naquele local não era combater assassinos, mas sim trazer de volta o pergaminho roubado da vila. Como um verdadeiro cumpridor de missões, eu teria que bolar uma forma de escapar daquela situação e me aproximar ainda mais do meu propósito naquele vilarejo.

O invasor passou perto de seu parceiro, seguindo pelo ponte. Esperei que seus pés tocassem a madeira velha, fazendo o ranger propagar um som irritante e contínuo, a cada passo. Claro que não era muita coisa, mas qualquer mínimo benefício deveria ser aproveitado. A todo momento eu estava lutando contra meus pensamentos acelerados, buscando acalmá-los, assim como minha respiração. O foco da minha visão era o rosto do capanga que se locomovia até mim. Com meu doujutsu e meus conhecimentos fisiológicos, esperava ter uma vantagem em analisar as suas expressões faciais, elas poderiam denunciar se ele estava captando algo. Aquela onda de confiança em minhas próprias habilidades trouxe calmaria. Com cautela, movi meus pés agilmente, evitando folhas secas ou qualquer coisa que pudesse denunciar meu esconderijo, tentando sair dali. Como havia aprendido na academia, a habilidade de esconder a presença era uma das mais básicas que um ninja deveria dominar.

Meu corpo deslizou pelo cenário, passando por trás de arbustos e árvores, até chegar em uma carroça. Não tinha sido movimentos rápidos, naquele momento estava mais preocupado com a qualidade dos mesmos, precisava manter minha presença no anonimato. O inimigo continuava de olhos fechados, provavelmente mantendo seus ouvidos focados, mas sua face não tinha demonstrado alterações bruscas. Espero ter conseguido despistá-lo. Entretanto, a movimentação não tinha sido apenas para fuga, continha uma finalidade mais estratégica. Não havia tomado qualquer destino, mas sim um que me levasse para mais perto do meu objetivo: o ninja foragido. Seguir o rumo à esquerda da minha posição anterior tinha me levado ainda mais perto da residência onde Kazeki estava. Aparentemente, permanecia seguro.

Lokesh: 450 [HP]; 550 [CK]; 00/04 [ST] // Aparência e vestimentas.

Informações:
Quantidade de palavras: 510 || @Takane

Arsenal ninja [hip pouch na coxa direita]
Kibaku Fuuda [03] + Kunai [03] + Shuriken [05]
Kemuridama [02] + Fios de aço [10m]

Byakugan [ATIVO]
Requerimentos: Ser Hyūga.
Descrição: O Byakugan (白眼; Literalmente significa "branco do olho") é o dōjutsu kekkei genkai do clã Hyuga. É um dos Três Grandes Dōjutsu (大三 瞳 术, Daisan Dōjutsu), juntamente com o Sharingan e o Rinnegan. Aqueles que herdam o sangue deste clã quase inexpressivo, tem olhos brancos. Quando o Byakugan é ativado, as pupilas do usuário se tornam mais distintas, e as veias se elevam perto dos olhos. Parece também que ao contrário dos outros dois grandes dōjutsu, todos os membros do clã possuem e podem usar a kekkei genkai desde o nascimento, em oposição à necessidade de despertar ou mais, não herdá-lo em tudo.

As Habilidades do Byakugan deixa-o muito cobiçado por outras aldeias, como evidenciado por Kumogakure que tentou roubá-lo, um evento que levou até o que é conhecido como a "Questão dos Hyūga". Ao de Kirigakure foi capaz de obter um único Byakugan de um Hyūga que ele derrotou, e utiliza grandes forças para protegê-lo. Ao mesmo tempo, Danzō Shimura tentou igualmente recuperar ou destruí-lo. Ao contrário de um Sharingan transplantado, um Byakugan transplantado pode ser ativado e desativado a vontade.
-
Takane
Jōnin
Takane
Vilarejo Atual
Ícone : [Missão C] O brincalhão! 9cf60763dc0395bb6231cfada13244c8

https://www.narutorpgakatsuki.net/t68749-ficha-takane-guang?highlight=Takane+Guang#513285 https://www.narutorpgakatsuki.net/t68767-m-f-takane-guang

Re: [Missão C] O brincalhão! - em 21/3/2020, 12:38


Narrador: Seu Nome

Nem só de tolice vive o homem

JOGADORES PARTICIPANTES DO RP



A vida de um shinobi se resguardava a dois tipos de eventos beneficos os que ocorriam por suas habilidades de dedução e habilidade e um segundo pela mais pura sorte, e nesse sentido ela estava do lado do gennin já que um dos homens percebendo o estranho silencio de seu amigo gritou o chamando e perguntando se havia escutado algo desconcentrando o estranho detentor da audição aguçada e permitindo assim uma fuga segura do menino
Foi quando o líder já cansado daquela brincadeira de esconde esconde decidiu por fogo em cada uma das cabanas de madeira afim de espantar o ninja brincalhão de seu esconderijo.
Se a sorte estava ao seu favor, o tempo não os homens incendiariam cada uma das casas a procura de seu alvo trancando o que havia sobrado das famílias dentro das mesmas e atiçando fogo em seguida, dessa formas apenas um ninja com certa experiencia conseguiria fugir do mesmo, era possível escutar os gritos de desesperos daqueles que tinham o azar de estarem nas casas em chamas.

Considerações:
A ideia e levar a mente do seu personagem ao maximo do estresse mental
Post 4/8

_______________________

[Missão C] O brincalhão! Untitled-2
Que se inicie o caos pois a rocha continuara firme!
Template
-

Última edição por Takane em 22/3/2020, 04:14, editado 1 vez(es)
Lokesh
Chūnin
Lokesh
Vilarejo Atual
Ícone : [Missão C] O brincalhão! B1LCdZa

https://www.narutorpgakatsuki.net/t70801-fp-lokesh?nid=7#536645 https://www.narutorpgakatsuki.net/t70799-gf-lokesh#536629

Re: [Missão C] O brincalhão! - em 21/3/2020, 19:24


A distração sonora dos próprios comparsas havia ajudado na minha movimentação, tinha conseguido me posicionar como o esperado. Não existia muitos metros até residência onde o ninja foragido se encontrava, que inclusive era próximo à janela. Ainda assim, algo me deteve. O homem de postura rígida e voz grave se manifestou com indignação, lançando fogo pela boca em uma casa qualquer, que sucumbiu ao calor e, através de suas madeiras secas, alimentou as chamas ainda mais. Os outros rapazes não esperaram por muito tempo, aproveitaram o elemento pré-existente e começaram a espalhá-lo pelo cenário.

Agilmente, coloquei uma tarja explosiva em uma carroça próxima e saltei pela janela da residência onde o pergaminho se encontrava. Ao pousar no chão, minha mão esquerda estava posicionada na altura do peito, enquanto a outra se mantinha na abertura da hip-pouch, caso precisasse ter acesso rapidamente a uma arma ninja. Meu objetivo não era lutar, mas me precaver, não sabia qual seria a reação do rapaz, ainda que em formato de estante. Encarei suas prateleiras, sinalizando que sabia de seu truque.

— Kazeki, venha comigo — sussurrei, demonstrando seriedade. — Caso contrário, nas mãos dessas pessoas, sua vida e a integridade do pergaminho estarão em risco. — Ainda preocupado com a segurança de nossa localização, fiz uma varredura geral ao nosso redor, com meu doujutsu ainda ativo.

O vilarejo se transformara em um palco qualquer. As chamas conduziam a apresentação, se esgueirando por cantos impossíveis para humanos e, com o toque, contagiando as pessoas com o poder da dança. Uma valsa dessincronizada, com passos e movimentos particulares de cada um. Famílias inteiras participavam dentro de suas casas, ora se abraçando ora desfilando para longe um do outro. O som do violino era inaudível, mas todos sabiam que as notas eram agudas e lentas, uma trilha sonora melancólica e profunda. Os corpos se moviam quase em câmera lenta, deixando rastros de pó e fumaça. Alguns, provavelmente cansados de tanto dançar, estavam deitados com a face no chão. Seus olhos refletiam nada mais que o próprio vazio.

Eu sempre havia considerado minha visão uma verdadeira bênção divina, mas, naquele momento, era a maior praga que alguém poderia imaginar. Onde quer que eu focasse, lá estava o caos. Mais alto que o crepitar das chamas, um som agudo cortou os ares. Aquele maldito som! O grito desesperado de uma criança, com o corpo lambido pelo fogo. Sua pele escorria como uma vela acesa, revelando músculos que sequer estavam formados ainda. Em sua face, não existiam lágrimas, mas sim a própria personificação do medo e da dor. Aquela cena rasgou meu peito, indo ainda mais fundo e dilacerando meu coração.

As vidas daquelas pessoas não diziam respeito a mim, por que haviam me impactado de forma tão profunda? A morte é uma transição, não um demônio. Uma transição cruel e torturante, aparentemente. Talvez era essa a questão. Ali, naquele momento, não era a morte que me importava, mas o sofrimento ainda em vida. Meu corpo era sensível a ponto de compartilhar daquela dor, angústia e desespero. Entretanto, aquelas vidas logo se acabariam, suas dores passariam e seus corpos pereceriam. Eu não podia deixar que aquilo me impedisse de viver, pelo o contrário, deveria usufruir do que aquelas pessoas, infelizmente, não teriam mais: a vida.

Foi somente naquele instante que senti uma lágrima encostar em meus lábios e percebi que tinha estado, na verdade, paralisado. O sabor levemente salgado despertara minha consciência. Além disso, os invasores agora estavam cada vez mais perto. Você precisa retomar o controle! Forcei meu corpo a se alongar, relembrando a mim mesmo que eu ainda estava no comando do mesmo. Aquelas cenas e pensamentos haviam acontecido em pouquíssimos segundos, mas, para mim, tinha sido quase uma eternidade.

Lokesh: 450 [HP]; 550 [CK]; 00/04 [ST] // Aparência e vestimentas.

Informações:
Quantidade de palavras: 622 || @Takane

Arsenal ninja [hip pouch na coxa direita]
Kibaku Fuuda [02] + Kunai [03] + Shuriken [05]
Kemuridama [02] + Fios de aço [10m]

Byakugan [ATIVO]
Requerimentos: Ser Hyūga.
Descrição: O Byakugan (白眼; Literalmente significa "branco do olho") é o dōjutsu kekkei genkai do clã Hyuga. É um dos Três Grandes Dōjutsu (大三 瞳 术, Daisan Dōjutsu), juntamente com o Sharingan e o Rinnegan. Aqueles que herdam o sangue deste clã quase inexpressivo, tem olhos brancos. Quando o Byakugan é ativado, as pupilas do usuário se tornam mais distintas, e as veias se elevam perto dos olhos. Parece também que ao contrário dos outros dois grandes dōjutsu, todos os membros do clã possuem e podem usar a kekkei genkai desde o nascimento, em oposição à necessidade de despertar ou mais, não herdá-lo em tudo.

As Habilidades do Byakugan deixa-o muito cobiçado por outras aldeias, como evidenciado por Kumogakure que tentou roubá-lo, um evento que levou até o que é conhecido como a "Questão dos Hyūga". Ao de Kirigakure foi capaz de obter um único Byakugan de um Hyūga que ele derrotou, e utiliza grandes forças para protegê-lo. Ao mesmo tempo, Danzō Shimura tentou igualmente recuperar ou destruí-lo. Ao contrário de um Sharingan transplantado, um Byakugan transplantado pode ser ativado e desativado a vontade.
-
Takane
Jōnin
Takane
Vilarejo Atual
Ícone : [Missão C] O brincalhão! 9cf60763dc0395bb6231cfada13244c8

https://www.narutorpgakatsuki.net/t68749-ficha-takane-guang?highlight=Takane+Guang#513285 https://www.narutorpgakatsuki.net/t68767-m-f-takane-guang

Re: [Missão C] O brincalhão! - em 21/3/2020, 23:10


Narrador: Seu Nome

Titulo do Post

JOGADORES PARTICIPANTES DO RP



Brincalhão se transformou de volta em um humano ele estava paralisado, havia molhado suas próprias calças com urina devido ao medo que havia sentido, estava carregando consigo um pergaminho que provavelmente era o que o shinobi estava procurando.

--Vim com um grupode outros jounins, falaram que era uma missão de carregar um pergaminho, quando dei por mim descobri que eles estavam tentando vender informações... ai roubei ele e escondi... os outros começaram uma briga la fora e agora... agora todo mundo ta morrendo---

Era claro o pânico do menino que nunca havia passado por tal situação e era ainda mais claro que o menino brincalhão havia sido usado de bode expiatório por ninjas da própria vila que queriam usar do fato dele ser uma “piada” dentro da vila para transforma-lo em um criminoso, algo que poderia ter acontecido com qualquer um.


Considerações:
-
Post 5/10

_______________________

[Missão C] O brincalhão! Untitled-2
Que se inicie o caos pois a rocha continuara firme!
Template
-
Lokesh
Chūnin
Lokesh
Vilarejo Atual
Ícone : [Missão C] O brincalhão! B1LCdZa

https://www.narutorpgakatsuki.net/t70801-fp-lokesh?nid=7#536645 https://www.narutorpgakatsuki.net/t70799-gf-lokesh#536629

Re: [Missão C] O brincalhão! - em 22/3/2020, 00:58


Discretamente, limpei a lágrima que havia escorrido por meu rosto. Naquele momento, o garoto estava em uma situação lastimável, precisava de alguém que pudesse guiá-lo. Ver o ninja daquela forma tinha me dado um choque de realidade. Havia pessoas em condições piores do que as minhas, não podia me deixar sucumbir aos pensamentos desorganizados. Parafraseando Yoshin, são nas noites mais escuras que as estrelas mais brilham. Eu precisava encontrar, no meu interior, a calmaria que me fizesse ultrapassar aquela conjuntura. Respirei fundo, ouvindo com atenção a narrativa, analisando suas expressões.

O Alto Esquadrão da Folha parecia estar enganado sobre ele, ainda assim, mantive minha guarda alta, estava acostumado a esperar o pior da pessoas. Apesar das falas do rapaz, não tínhamos muito tempo para conversar, o caos tinha se instaurado pelo vilarejo, logo eles chegariam até a residência e, se não saíssemos a tempo, seríamos queimados vivos também. Utilizei daquele tempo não apenas como uma forma de escuta, mas de trazer tranquilidade a mim mesmo e conseguir bolar alguma estratégia para nos livrarmos daquela cena de terror.

— Você agiu bem. Agora, precisamos sair daqui! — afirmei, estendendo uma das mãos na direção de Kazeki. Independente do caráter do rapaz, minha missão precisava ser cumprida. Além disso, o material tão valioso estaria mais seguro sob minha posse, o garoto não tinha condições de andar com aquilo. Respirei fundo mais uma vez, buscando manter a calma e soar com autoridade. — Por favor, me entregue o pergaminho, vou nos manter a salvo.

Após o curto diálogo, me locomovi juntamente ao shinobi até uma janela perpendicular àquela por onde outrora eu havia utilizado. Juntos, fora da vista dos inimigos, saltamos. Com um único selo de mão, fiz a tarja explosiva ser ativada, resultando em uma explosão suficiente para lançar pedaços da antiga carroça pelos ares. A distração talvez nos desse algum tempo a mais, era um benefício que realmente precisávamos para sair dali. Esperava que o garoto confiasse em mim naquele momento, não iria conseguir manter minha promessa se ele fraquejasse naqueles minutos tão cruciais.

— Se mantenha forte, Kazeki — sussurrei, esperando que ele me ouvisse. Eu estava atento aos posicionamentos dos invasores, tentando ao máximo evitar que nossa presença entrasse no campo de visão deles. Com a poluição sonora que se espalhava pelo local, esperava que tivéssemos uma vantagem maior no encobrimento de nossa presença. Com a mão direita, desabotei a hip pouch e agarrei uma kunai, esperando pelo pior.

Lokesh: 450 [HP]; 550 [CK]; 00/04 [ST] // Aparência e vestimentas.

Informações:
Quantidade de palavras: 410 || @Takane

Arsenal ninja [hip pouch na coxa direita]
Kibaku Fuuda [02] + Kunai [03] + Shuriken [05]
Kemuridama [02] + Fios de aço [10m]

Byakugan [ATIVO]
Requerimentos: Ser Hyūga.
Descrição: O Byakugan (白眼; Literalmente significa "branco do olho") é o dōjutsu kekkei genkai do clã Hyuga. É um dos Três Grandes Dōjutsu (大三 瞳 术, Daisan Dōjutsu), juntamente com o Sharingan e o Rinnegan. Aqueles que herdam o sangue deste clã quase inexpressivo, tem olhos brancos. Quando o Byakugan é ativado, as pupilas do usuário se tornam mais distintas, e as veias se elevam perto dos olhos. Parece também que ao contrário dos outros dois grandes dōjutsu, todos os membros do clã possuem e podem usar a kekkei genkai desde o nascimento, em oposição à necessidade de despertar ou mais, não herdá-lo em tudo.

As Habilidades do Byakugan deixa-o muito cobiçado por outras aldeias, como evidenciado por Kumogakure que tentou roubá-lo, um evento que levou até o que é conhecido como a "Questão dos Hyūga". Ao de Kirigakure foi capaz de obter um único Byakugan de um Hyūga que ele derrotou, e utiliza grandes forças para protegê-lo. Ao mesmo tempo, Danzō Shimura tentou igualmente recuperar ou destruí-lo. Ao contrário de um Sharingan transplantado, um Byakugan transplantado pode ser ativado e desativado a vontade.
-
Takane
Jōnin
Takane
Vilarejo Atual
Ícone : [Missão C] O brincalhão! 9cf60763dc0395bb6231cfada13244c8

https://www.narutorpgakatsuki.net/t68749-ficha-takane-guang?highlight=Takane+Guang#513285 https://www.narutorpgakatsuki.net/t68767-m-f-takane-guang

Re: [Missão C] O brincalhão! - em 22/3/2020, 03:05


Narrador: Seu Nome

Titulo do Post

JOGADORES PARTICIPANTES DO RP




O menino não fez se quer menção de tentar brigar pelo manuscrito, entregou para ele como se aquela coisa em si fosse amaldiçoada, e devido a tantas mortes talvez fosse verdade, os dois ninjas saíram pela janela ocultando suas presenças através de explosões de uma carroça o que realmente havia dado certo já que todos os bandidos foram no local para ver o que estava acontecendo.

---Eu acho que deixei uma Kibaku fuuda ai sem querer--- Disse o homem que tinha a audição mais perspicaz de todos, enquanto seus olhos apesar de não estarem vendo diretamente conseguia seguir com precisão de poucos metros onde os meninos estavam, ele por sua vez suspirou e disse para a equipe de bandidos apontando para a direção oposta a dos gennins. ---Acho que ouvi alguma coisa para la.---

A trupe de assassinos acompanhou o homem como uma matilha de lobos atrás de pistas falsas, menos o líder que se ajoelhou e começou a observar tudo ao seu redor, como se procurasse pistas que o levassem na direção do gennin.


Considerações:
-
Post 6/10

_______________________

[Missão C] O brincalhão! Untitled-2
Que se inicie o caos pois a rocha continuara firme!
Template
-
Lokesh
Chūnin
Lokesh
Vilarejo Atual
Ícone : [Missão C] O brincalhão! B1LCdZa

https://www.narutorpgakatsuki.net/t70801-fp-lokesh?nid=7#536645 https://www.narutorpgakatsuki.net/t70799-gf-lokesh#536629

Re: [Missão C] O brincalhão! - em 22/3/2020, 03:45


Kazeki parecia estar em choque. Seus olhos vagavam pela paisagem, sem um foco sequer, e seu corpo parecia estar se movimentando no automático. Eu não tinha certeza de tudo o que o garoto tinha passado, mas a sua dose de estresse parecia ter sido o suficiente para destruí-lo. Fiquei refletindo sobre o quanto imagens e sons são capazes de mexer com o ser humano, a ponto de inutilizá-lo. O quão aquele cenário no vilarejo tinha impactado minha vida, eu talvez não teria me recomposto tão rápido se não fosse a necessidade de ajudar outra pessoa. Analisei com cautela as expressões daquele que outrora era uma estante.

Aparentemente, a grande maioria dos outros ninjas tinham sido despistados ou atraídos por algo de maior interesse, pois se locomoveram quase em direção contrária à nossa. Entretanto, o homem robusto, que aparentava ser o líder, se manteve no local de explosão da carroça. Ele tinha uma face serena, o que de certa forma me preocupava. Esperava não ter que enfrentá-lo, ainda mais naquela situação. Observei Kazeki quase tropeçar em seus próprios pés, perdido. É melhor nos apressarmos, pensei. Coloquei a kunai, antes posicionado na mão direita, de volta na hip pouch.

— Se apoie em mim, será mais fácil — sugeri ao rapaz, passando um de seus braços por trás do meu pescoço. Ele com certeza estava tão atormentado que tinha sido enfraquecido. Por um momento, pensei em como seria ser alvo de uma ilusão tão poderosa a ponto de desfragmentar sua mente. Na academia ninja, tínhamos aprendido brevemente sobre uma das formas de usar o chakra, através de genjutsus. Eu deveria buscar conhecer mais sobre isso, não gostaria de acabar sendo pego por um e estar numa situação como aquela.

Ainda com minha visão aguçada, mantinha guarda elevada, prestando atenção nos movimentos dos então invasores, principalmente no suposto líder, que me preocupava ter abandonado o grupo. Franzi o cenho, aprofundando mais minha visão e percebendo que seus olhos pareciam estar analisando cada centímetro daquele local, como um cão farejando seu objetivo. Ainda que ele conseguisse descobrir nossa localização, esperava não ser capaz de nos alcançar. De qualquer forma, só estaria mais tranquilo quando estivéssemos dentro dos muros de Konoha.

Pensando na Vila da Folha, percebi o quão preocupante era ter traidores em nosso meio. O Alto Escalão não tinha noção sobre o ocorrido e poderia facilmente ter culpado Kazeki, se o mesmo não tivesse sido corajoso o suficiente para pegar o pergaminho e se esconder. O serviço de Inteligência deveria ser reforçado, cheguei a conclusão. Por um momento, me imaginei fazendo parte daquele esquadrão. Não me considerava uma pessoa muito inteligente, mas sabia que iria evoluir com o tempo e, quem sabe, poderia tentar entrar naquela profissão. Parece interessante.

Lokesh: 450 [HP]; 550 [CK]; 00/04 [ST] // Aparência e vestimentas.

Informações:
Quantidade de palavras: 456 || @Takane

Arsenal ninja [hip pouch na coxa direita]
Kibaku Fuuda [02] + Kunai [03] + Shuriken [05]
Kemuridama [02] + Fios de aço [10m]

Byakugan [ATIVO]
Requerimentos: Ser Hyūga.
Descrição: O Byakugan (白眼; Literalmente significa "branco do olho") é o dōjutsu kekkei genkai do clã Hyuga. É um dos Três Grandes Dōjutsu (大三 瞳 术, Daisan Dōjutsu), juntamente com o Sharingan e o Rinnegan. Aqueles que herdam o sangue deste clã quase inexpressivo, tem olhos brancos. Quando o Byakugan é ativado, as pupilas do usuário se tornam mais distintas, e as veias se elevam perto dos olhos. Parece também que ao contrário dos outros dois grandes dōjutsu, todos os membros do clã possuem e podem usar a kekkei genkai desde o nascimento, em oposição à necessidade de despertar ou mais, não herdá-lo em tudo.

As Habilidades do Byakugan deixa-o muito cobiçado por outras aldeias, como evidenciado por Kumogakure que tentou roubá-lo, um evento que levou até o que é conhecido como a "Questão dos Hyūga". Ao de Kirigakure foi capaz de obter um único Byakugan de um Hyūga que ele derrotou, e utiliza grandes forças para protegê-lo. Ao mesmo tempo, Danzō Shimura tentou igualmente recuperar ou destruí-lo. Ao contrário de um Sharingan transplantado, um Byakugan transplantado pode ser ativado e desativado a vontade.
-
Takane
Jōnin
Takane
Vilarejo Atual
Ícone : [Missão C] O brincalhão! 9cf60763dc0395bb6231cfada13244c8

https://www.narutorpgakatsuki.net/t68749-ficha-takane-guang?highlight=Takane+Guang#513285 https://www.narutorpgakatsuki.net/t68767-m-f-takane-guang

Re: [Missão C] O brincalhão! - em 22/3/2020, 04:45


Narrador: Seu Nome

Titulo do Post

JOGADORES PARTICIPANTES DO RP



Para a sorte dos dois ninjas não foram mais perseguidos por bandidos, talvez o tal homem com capacidades absurdas de audição fosse algum membro de konoha infiltrado naquela organização já que foi ele quem deu o espaço necessário para a fuga dos dois.
Chegando aos portões da vila foram recepcionados por um esquadrão de Anbus que já estavam preparados para prender o ninja brincalhão a menos era claro que Lockesh intervisse e ajudasse o menino, ou simplesmente deixasse de lado já que a ideia era apenas entregar o pergaminho.

--Você vem conosco esta sendo acusado de fugir da vila, e roubar um pergaminho importante--- Disse um dos Anbus.

O outro olhou para Lockesh esperando que ele entregasse o pergaminho.

--Parabens pelo seu trabalho, e a proposito esperamos um relatório sobre o que ocorreu na vila.---


Considerações:
-
Post 7/8

_______________________

[Missão C] O brincalhão! Untitled-2
Que se inicie o caos pois a rocha continuara firme!
Template
-
Lokesh
Chūnin
Lokesh
Vilarejo Atual
Ícone : [Missão C] O brincalhão! B1LCdZa

https://www.narutorpgakatsuki.net/t70801-fp-lokesh?nid=7#536645 https://www.narutorpgakatsuki.net/t70799-gf-lokesh#536629

Re: [Missão C] O brincalhão! - em 22/3/2020, 13:47


Após um curto período de tempo, cheguei a conclusão que não estávamos sendo seguidos. Talvez por sorte do destino, tínhamos escapado. Os portões de Konoha estavam próximos, qualquer um veria daquela distância. Focando um pouco mais na entrada, percebi que um esquadrão Anbu se mantinha parado lá, observando. Eles estão nos esperando?, me questionei. Se eles tinham tempo para ficar aguardando, tinham tempo para ter ido nos ajudar, não? Percebi uma leve onda de raiva surgindo em mim, mas logo foi reprimida. Eles eram meus superiores, eu deveria mostrar respeito.

Suas vestimentas eram impecáveis como sempre, com suas leves armaduras e suas máscaras estilosas. Além disso, alguns carregavam uma pequena espada presa nas costas. Fiquei me perguntando se eles teriam que pagar para ter todo aquele aparato ao serem admitidos no cargo. Afinal, se a vila estava convocando-os, deveria subsidiar pelo menos o uniforme. Não era o momento de perguntar sobre aquilo, então guardei o questionamento para mim mesmo. Ao chegar mais perto deles, me senti um pouco mais seguro, sabendo que estava sendo vigiado por shinobis qualificados. Pode haver traidores, um pensamento irrompeu.

O pronunciamento repentino daquelas pessoas não me surpreendeu, era imaginável o motivo delas estarem ali. Entretanto, eu sabia o quão estavam erradas e a confusão que existia, com aquela troca difusa de informações. Os olhos do rapaz, que se apoiava em mim, ainda estavam ligeiramente vagos, mas não mais perdidos. Ele sabia o que estava acontecendo, ainda assim mal tinha forças para se defender. Afinal, quem, sob aquelas circunstâncias, acreditaria nele? Eu, não?. Suspirei, enquanto o garoto retirava o braço sobre meu pescoço.

— Senhor, imagino que tenha ocorrido um equívoco. Se não fosse por Kazeki, talvez sequer soubéssemos do paradeiro do pergaminho. — Meus olhos se estreitaram, as veias ao redor do mesmo relaxaram e a coloração branca foi substituída por uma azulada. Meu rosto tinha seriedade e, mais do que isso, sinceridade. Eu tinha testemunhado uma verdadeira carnificina naquele vilarejo, não podia deixar logo um inocente ser preso. — Além disso, a vila se encontra completamente destruída. Os assassinos, um grupo de homens, continuam à solta. Aparentemente, foram capazes de derrotar jounins da Folha com facilidade.

Eu não tinha noção do quanto aquilo impactaria os ninjas, mas esperava que servisse como um soco para eles. Muitas vezes, fazemos julgamentos errados e devemos ser humildes para reconhecer esses erros. Buscando se manter profissional, estiquei meu braço, entregando o pergaminho tão cobiçado a um dos Anbus. Fiquei imaginando se aquele objeto realmente era tão importante assim. Tinha custado o sofrimento de dezenas de pessoas, de algumas que pereceram e de outras que teriam de lidar com aquilo por muito tempo. Olhei para Kazeki, esperando que ele se recuperasse logo. Enquanto isso, eu teria um burocrático relatório para preencher. Tedioso.

Lokesh: 450 [HP]; 550 [CK]; 00/04 [ST] // Aparência e vestimentas.

Informações:
Quantidade de palavras: 463 || @Takane

Arsenal ninja [hip pouch na coxa direita]
Kibaku Fuuda [02] + Kunai [03] + Shuriken [05]
Kemuridama [02] + Fios de aço [10m]
-
Takane
Jōnin
Takane
Vilarejo Atual
Ícone : [Missão C] O brincalhão! 9cf60763dc0395bb6231cfada13244c8

https://www.narutorpgakatsuki.net/t68749-ficha-takane-guang?highlight=Takane+Guang#513285 https://www.narutorpgakatsuki.net/t68767-m-f-takane-guang

Re: [Missão C] O brincalhão! - em 22/3/2020, 14:48


Narrador: Seu Nome

Titulo do Post

JOGADORES PARTICIPANTES DO RP



---Achavamos estranho a demora de outros ninjas, mas não sabíamos que a situação era tão grave, pois bem, mas ele terá que vir conosco para que um interrogador Yamanaka veja as lembranças dele e nos de mais pistas sobre quem e quantas pessoas estão realmente envolvidas.

AS palavras do Anbu não pareciam ser de alguém em negociação, e muito menos um pedido.

--Houve outros casos semelhantes como esse em toda fronteira, estávamos ocupados de mais para perceber que algo assim poderia acontecer tão perto de Konoha.—

O homem claramente estava fazendo um pedido de desculpas ou ao menos meia culpa em relação aos eventos, era sempre assim, quando um evento de grande porte estava para ocorrer, bandidos e nukenins se sentiam livres para fazer suas maldades já que a vila em si estava focada na defesa de si própria.
E antes que o menino brincalhão pudesse dizer qualquer coisa o ninja junto com o grupo de elite desapareceu sem deixar qualquer rastros como se tivesse simplesmente evaporado no ar, já que mesmo com seu byakugan o gennin não conseguia ver para onde eles foram.


Considerações:
-
Post 8/8

_______________________

[Missão C] O brincalhão! Untitled-2
Que se inicie o caos pois a rocha continuara firme!
Template
-
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [Missão C] O brincalhão! -

-


Layout com edições de Halloween feito por @Akeido Themes e Senko.