>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, mas simplesmente o melhor!
Arco 10:
RemanescentesAno: 69DG
Hanatarō olha para a vila do topo do prédio do Departamento de Pesquisa. Há dois anos era uma salinha no fim do laboratório geral da vila, agora tinha seu próprio prédio tão alto quanto o próprio escritório do Kazekage. Hanatarō sorri vendo as pessoas andando felizes na nova vila construída graças aos avanços científicos realizados com a inteligência de Takura, sua mentora. Antes, ele só via uma vila pobre, com construções de areia frágeis, com um horizonte desértico, dependendo de outras vilas, inclusive de Konoha, para conseguir sobreviver, mas agora... Sunagakure estava grandiosa novamente e tinha comprado sua independência. As construções ainda tinham porções de areia, mas eram forjadas em metais nobres, em ouro, em prata, criando grandes casas e prédios. As lojas estavam cheias de especiarias únicas, pois o trabalho de encontrar certos ingredientes se tornou muito mais prático desde que a vegetação voltou a florescer nos arredores da vila; onde antes era só deserto agora possuía vielas de relva, florestas, rios e uma fauna cheia de roedores, mamíferos e carnívoros.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Primavera

Hummingbird
Tokubetsu Jonin
Hummingbird
Vilarejo Atual
Ícone : [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 20b3da44f206a06d28509667b3a21c0f0727683d_128

https://www.narutorpgakatsuki.net/t69790-hoki-yui#524239 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69835-g-f-hoki-yui

[Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 - em 13/2/2020, 22:07


[Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 Original

Hōki Yui
ホウキ佑泉


Depois de anos sem nos vermos, finalmente nos encontraríamos. Sinceramente era estranho; no mesmo dia em que nos conhecemos, nos despedimos, mas mesmo depois de tanto tempo conseguia me sentir próxima dele. Me vestia enquanto os pensamentos sobre aquele estranho acontecimento percorriam minha cabeça. Me perguntava se era uma simples coincidência alguém que acabara de retornar depois de anos distante ser enviado para uma missão comigo, uma pessoa com laços duvidosos. Bom, não era uma pergunta muito importante, independente de qualquer coisa, afinal, eu, como ninja da aldeia, precisava focar em finalizar as missões com total aproveitamento, principalmente missões como aquela, que eram destinadas a nós diretamente pelo Raikage. Era hora de me concentrar no objetivo e demonstrar o que eu poderia fazer pela vila.

Saía de casa pensando em como o Sarutobi estaria. Ele ficara distante da vila por sete... oito anos? Era muito tempo, não devia ser por simples motivo. Ninguém se afasta de casa assim por razão nenhuma. De certa maneira a curiosidade em corroía, mas eu sabia que não deveria colocar meu foco em qualquer assunto que pudesse se colocar entre mim e o objetivo da missão. Tentava me focar ao longo do caminho, me preparando para completar os objetivos da missão acima de tudo. Talvez eu estivesse colocando maior valor do que o necessário em uma missão simples de escolta, mas é o inicio de uma grande escalada; caso eu quisesse realmente provar meu valor dentro da vila, realizar cada movimento com perfeição seria necessário.

HP: 500 | 500 CH: 700 | 700 ST: 00 | 06

Considerações:


Aparência:
Aparência: Bishamonten (Noragami). Vestimentas, na cor branca.

Armamentos:
- 10 Kunai
- 5 Shuriken
- 12 Kibaku Fuuda
- 2 Hikaridama

_______________________

[Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 Tumblr_nxepr4wD271u4f2lbo1_500
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 - em 14/2/2020, 00:15



Quando li o seu nome no pequeno formulário com as especificações das missões que estava prestes a iniciar, fui tomado por uma sensação revigorante; é como quando você resolve espontaneamente sair de casa para comprar algo que desejava há algum tempo, ou quando recebe um presente inesperado de alguém que ama. Em suma, acho que posso dizer que é algo de bom que você não sabia ou não se lembrava de que tinha, e, quando o faz, não pode conter um saudoso sorriso ao se lembrar ou descobrir este presente valioso que o destino lhe deu. Yui. Realmente, fazia muito tempo desde que não nos víamos. Dez anos? Dez anos e alguns meses, imagino. Apenas a vi uma vez, mas fiquei conjecturando por muito tempo, naquela época, sobre como seria a sua personalidade. Dada a dor e o sofrimento que teve de suportar em tenra idade, a minha aposta seria a de que ela amadureceu e se tornou uma mulher muito forte, tal qual uma espada forjada sobre a brasa mais quente de uma fornalha que acaba se tornando a mais estimada da coleção de um ferreiro. Ainda me lembrava de alguns detalhes de seu rosto, mesmo que estivéssemos separados por muitos anos de diferença: A sua pele tão clara quanto a minha, seus cabelos áureos e seus olhos de quartzo. Dramático demais, eu sei, mas eu precisava associar suas características físicas com algumas coisas para que eu não me esquecesse de seu rosto. Afinal de contas, eu não queria me esquecer de Yui.

Fico, também, pensando sobre o que passava por sua cabeça quando lia um dos códices sagrados do templo. Ah, cara, isso me rendeu uma encheção de saco na época. E, além disso... – Ande logo, En. Não os deixe esperando. – Rapidamente apressou-me mestre Haseo, com a ternura e a suavidade de um leão rasgando o pescoço de um cervo enquanto se refestela sob suas tripas. Olhei para baixo e vi o seu rosto impaciente. Assim, sem outras opções, peguei minha mochila de um outro galho, próximo daquele sob o qual eu estava sentado, e pulei para baixo, aterrissando próximo de onde meu mestre me julgava com seus olhos conspícuos. Em um dia animado de minha infância, notando o quão irritado ele estava por causa de algum trato de minha personalidade, eu provavelmente tentaria fazê-lo cruzar a linha que determina o limite de sua raiva com alguma frase idiota do tipo “e quando é que vou ganhar meu sabre de luz mesmo?”. Entretanto, eu havia amadurecido bastante nos anos que passamos como eremitas, cuidadosamente estudando as nuances da Força. E, agora, além de eu ter me tornado uma pessoa mais compenetrada e diligente, era esperado que eu agisse desta forma também. Não que eu acreditasse que agir emulando certa característica faça com que você magicamente a obtenha, mas, eu o fazia porque isto me tornaria melhor aos olhos de meu mestre. Ele estaria mais orgulhoso e confiaria mais em mim. Esta era a vontade da Força. Portanto, curvei levemente minhas costas. – Perdão, mestre. Partirei imediatamente. – Comuniquei, recebendo um gentil sorriso do ancião que sabia exatamente o que estava fazendo.

[...]


Com passos lentos, mas firmes, cruzei os portões oeste de Kumogakure, meu vilarejo. Assim que o fiz, vi alguns ninjas em torno do que parecia ser uma carroça. Preparando-a para os carregamentos que seriam transportados durante a missão, rapidamente presumi. Mas, assim que me aproximei mais, finalmente vi-a; é estranho, porque, quando nos vimos da última vez, éramos apenas crianças tentando se ajudar. Agora, entretanto, Yui havia se tornado uma mulher. Seu semblante era envolto por certezas e confianças, e sua aparência etérea conferia-a um ar de aristocracia angelical, se isso é capaz de existir. Creio que não fui capaz de disfarçar a minha surpresa em meu rosto, contudo, e imediatamente sorri ao vê-la. Sorri porque ela estava viva. Sorri porque ela parecia muito melhor. E, principalmente, sorri porque, como eu era capaz de sentir, ela havia aprendido a sobreviver apesar de todas as dificuldades deste mundo impiedoso. Quis abraçá-la, mas sabia que a garotinha de luto de dez anos atrás não se sentiria muito bem com isto. Estendi a minha mão, então, para saudá-la. – Quanto tempo, Yui. – Entoei, mantendo um gentil sorriso e os meus olhos nos seus.


HP [500/500] | CH [500/500] | ST [0/3] | Post [01/10]

Considerações:
Equipamentos:
※ 10 Kunais [10 un.]
※ 10 Shurikens [10 un.]
Missões:

As contendas de Chá
Vocês foram selecionados pela raikage para escoltar uma remessa de ervas em uma vila vizinha, essa seria a missão número um, no entanto são abordados por um pequeno grupo de assaltantes não muito experientes e fortes, detenham-nos e terminem a escolta. Entregar os assaltantes para a prisão de Kumo será a segunda missão de vocês, o superior imediato de vocês ordenará que levem ambos para Kumo como uma missão extra.
-
Hummingbird
Tokubetsu Jonin
Hummingbird
Vilarejo Atual
Ícone : [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 20b3da44f206a06d28509667b3a21c0f0727683d_128

https://www.narutorpgakatsuki.net/t69790-hoki-yui#524239 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69835-g-f-hoki-yui

Re: [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 - em 15/2/2020, 21:34


[Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 Original

Hōki Yui
ホウキ佑泉


Aguardava pacientemente ao lado da carroça era carregada e preparada para a viagem por alguns outros ninjas. Mantinha minhas mãos a frente de meu corpo, unidas; eu nunca fui a pessoa mais sociável, mas era comum me sentir desconfortável perto de pessoas que não conheço, principalmente quando sozinha.  O sol quente do verão começava aos poucos a me incomodar; os climas em Kumo sempre subiam no verão e na primavera, porém eu sempre fui uma pessoa do frio.

Enquanto aguardava que os preparos fossem finalizados olhava em volta. Sabia que hora ou outra o garoto chegaria, mas não sabia como ele estaria depois de tanto tempo e muito menos em como reagir. Senti meu coração acelerando um pouco; era comum que eu ficasse nervosa em situações sociais, principalmente assim. Suspirei; acho que a ação já era mais comum do que respirar para mim.

Olhava em direção ao portão enquanto a brisa úmida do varão balançava as longas mechas louras que quase tocavam o solo. Mesmo com minha visão prejudicada pela luz solar tinha o vislumbre de alguém se aproximando. Quando pude finalmente enxergar com precisão tive certeza: era ele. Vestido com as tradicionais roupas shinobi da Nuvem,  ele não mudara tanto... Bom, ao menos é o que os restos da minha mória infantil dizia. Talvez só devesse deixar de chamá-lo de 'garoto', mesmo que mentalmente. Se eu já não era mais uma criança, então ele também já era um adulto. O Sarutobi se aproximou e, com um sorriso, estendeu a mão. Assenti com a cabeça e aceitei a saudação, com um sorriso quase imperceptível. – Já faz muito tempo, Enmei.  

HP: 500 | 500 CH: 700 | 700 ST: 00 | 06

Considerações:


Aparência:
Aparência: Bishamonten (Noragami). Vestimentas, na cor branca.

Armamentos:
- 10 Kunai
- 5 Shuriken
- 12 Kibaku Fuuda
- 2 Hikaridama

_______________________

[Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 Tumblr_nxepr4wD271u4f2lbo1_500
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 - em 17/2/2020, 23:39



I n t e r l ú d i o
Seis

Suponho que eu já deveria ter esperado por isto, mas, sim, Yui havia se tornado mais ou menos aquilo que eu havia pensado que seria; uma pessoa forte, mas que, mesmo em seu rosto, carrega as cicatrizes das coisas pelas quais passou. Ela tinha um rosto inocente, jovem também, mas as suas palavras carregavam um peso diferente. Talvez porque ela falasse pouco, não sei, mas esta era a sensação que eu havia adquirido a partir de nossas primeiras impressões. Por sorte, eu não precisaria me limitar a primeiras impressões: estávamos em uma carroça, quieta e trepidante. Onde estaríamos daqui à uma hora? Na mesma carroça, quieta e trepidante. – Como está sua mãe, Yui? – Começaria perguntando-a. Na verdade, a partir disto, buscaria realizar algumas perguntas para que eu entendesse melhor o que se passava em sua cabeça e em seu coração. Querendo ou não, Yui era uma das pessoas mais importantes do meu passado quando eu lembrava de Kumogakure; usei a imagem de seu rosto com o único sorriso que vi vários dias enquanto estava em montanhas, ou vales, ou em oceanos. Servia como uma bússola para mim, estes rostos. Quando eu estava numa parte muito difícil de meu treinamento ou tinha que entender algo que eu não achava que era capaz de compreender, eu me lembrava do porquê de estar ali. Eu era mais agradecido a Yui e aos outros que eu me lembrava do que eles jamais saberiam, provavelmente.

HP [500/500] | CH [500/500] | ST [0/3] | Post [02/10]
-
Hummingbird
Tokubetsu Jonin
Hummingbird
Vilarejo Atual
Ícone : [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 20b3da44f206a06d28509667b3a21c0f0727683d_128

https://www.narutorpgakatsuki.net/t69790-hoki-yui#524239 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69835-g-f-hoki-yui

Re: [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 - em 18/2/2020, 23:06


[Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 Original

Hōki Yui
ホウキ佑泉


Parte da viagem se passara e o garoto não abrira a boca, o que era de certa maneira estranho e, de certa maneira incômoda. Aquele clima estranho de um silêncio se formava, mas eu buscava não me incomodar; focava no caminho,  nas pequenas paisagens que eram visíveis no caminho, nos animais que passavam e nos mínimos detalhes que podiam ser observados por mim do alto de uma carroça em movimento.

Apesar do meu foco em desviar a atenção de meu companheiro, me perguntava o que acontecera em suja longa jornada. No dia em que passamos juntos, que diga-se de passagem, foi o dia em que nos conhecemos, ele falou durante todo o tempo. O que podeira ter acontecido a alguém de tal maneira que seus comportamentos fossem alterados tão bruscamente? Aquilo era só um reflexo da infância? Ele amadurecera? Não sei se a passagem pela adolescência mudaria tanto alguém, mas, ao mesmo tempo, não possuo uma perspectiva diferente, afinal, essa passagem ainda acontece, tanto em mim quanto nele, ao menos é o que eu acredito.

Conforme o caminho passava ele finalmente abrira a boca. Não sei se isso era um bom sinal ou apenas uma notificação para correr. De tantos assuntos... Ele perguntou de minha mãe.   Senti a garganta coçando devido ao longo tempo sem falar e tussi como uma resposta do corpo. – Bom... - Minha voz soou firme, porém distante e fria. Com o tempo acredito que aquilo se tornara parte de mim; era difícil lembrar de uma época onde isso era diferente, mesmo para mim. – As coisas não mudaram muito. Ela continua se afogando no trabalho... Mesmo eu me pergunto se ela era já superou o que aconteceu... Porém não a julgo, ela faz o que tem que fazer. E, no fim das contas, nós só temos uma a outra. - Talvez fosse muita informação, mas não sabia o que ele gostaria de ouvir. Em todo caso, era a verdade.

HP: 500 | 500 CH: 700 | 700 ST: 00 | 06

Considerações:


Aparência:
Aparência: Bishamonten (Noragami). Vestimentas, na cor branca.

Armamentos:
- 10 Kunai
- 5 Shuriken
- 12 Kibaku Fuuda
- 2 Hikaridama

_______________________

[Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 Tumblr_nxepr4wD271u4f2lbo1_500
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 - em 19/2/2020, 21:29



– Entendo... – Concluí mediante sua resposta. – Talvez ela tenha encontrado em seu trabalho uma distração para os seus problemas na época? – Brevemente cogitei, dando continuidade ao assunto conversado. – De quaisquer formas, eu tenho certeza de que ela está melhor. Posso sentir isso. Assim como sinto que você está muito melhor também, Yui. – Continuei. Eu não deveria nos aprofundar demais em conversas sobre o passado durante missões, eu suponho, mas eu não poderia evitar de fazê-lo quando estou na presença de uma velha amiga. Entretanto, eu não gostaria, também, de distraí-la demais com perguntas pessoais. – Alguma chance de você ter gostado daquele livro que te emprestei? Você ainda está com ele, né? – Mudei de assunto num tom levemente cômico. Mas, no fundo, eu realmente estava interessado no que os olhos e a mente de Yui concluíram a respeito dos abstratos conceitos que definem a Força e como ela age sobre todos os indivíduos como uma força da natureza. Afinal de contas, as palavras espiritualmente fortalecedoras contidas naquele livro muito especial eram capazes de trazer conforto para aqueles que precisam, como muitas vezes fizeram comigo. Não era exatamente que eu esperasse que Yui tenha gostado do livro, pensando bem. Acho que meu verdadeiro desejo é saber se eu fui útil quando ela precisou de mim ou não. Um dia eu descobriria. – Tazuna-san. – Entoaria, chamando a atenção do homem que controlava os rumos da carruagem. Um senhor de barba branca e um chapéu assimétrico engraçado e que, de acordo com alguns rumores, era um dos maiores entendedores de cavalos do país. – Será que estamos chegando? – Gentilmente questionei-o, não querendo fazer com que o meu tom parecesse um de cobrança. – Apenas uma hora, eu acho, meu querido. Não tenha pressa. – Respondeu-me o senhor num tom de consolação. Permiti que um sorriso que se alardeou nos cantos de minha boca, indubitavelmente um reflexo de sua resposta que achei engraçada, concluísse nosso pequeno diálogo. Recostei-me novamente no banco da carruagem e senti o seu trepidar que, surpreendentemente, servia como uma boa distração.


HP [500/500] | CH [500/500] | ST [0/3] | Post [03/10]
-
Hummingbird
Tokubetsu Jonin
Hummingbird
Vilarejo Atual
Ícone : [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 20b3da44f206a06d28509667b3a21c0f0727683d_128

https://www.narutorpgakatsuki.net/t69790-hoki-yui#524239 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69835-g-f-hoki-yui

Re: [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 - em 20/2/2020, 19:09


[Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 Original

Hōki Yui
ホウキ佑泉


A resposta do Sarutobi foi rápida e precisa. Talvez na época eu fosse muito infantil para entender, e, mesmo com o ressentimento quanto a suas ações, que sempre considerei egoístas, agora eu via, mesmo que minimamente, o impacto que um acontecimento do tipo pode ter resultado nela... Perder a pessoa que você ama e dois filhos. Engolia um seco quando percebia que o garoto que não me via há uma aproximadamente década conseguia me levar a pensamentos que eu evitava frequentemente. Apesar de tudo, ela era uma guerreira que eu sempre respeitei e admirei... Mesmo quando brava, eu entendia que tudo o que ela fazia era por mim. No final das contas um sorriso singelo escapava; independente do que ele fizera no tempo fora, isso o tornara uma boa pessoa.

Enmei rapidamente mudou o curso da conversa e eu suspirei levemente em alivio. O livro. Claro, bordado com as estrelas na capa. – É um livro interessante... Me ajudou em alguns momentos, quando precisei... - Finalizei diminuindo o volume da voz – Está em casa. Você precisa pegar de volta, como disse que faria. - Finalizei enquanto o garoto já mudava sua atenção para o condutor da carroça. Ele parecia uma pessoa ansiosa, no final das contas. Quando ele se acomodou no banco levei meus olhos ao azul claro que cobria o céu no momento e permiti que ele tomasse minha mente; seria bom esvaziar a cabeça por alguns momentos.  

HP: 500 | 500 CH: 700 | 700 ST: 00 | 06

Considerações:


Aparência:
Aparência: Bishamonten (Noragami). Vestimentas, na cor branca.

Armamentos:
- 10 Kunai
- 5 Shuriken
- 12 Kibaku Fuuda
- 2 Hikaridama

_______________________

[Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 Tumblr_nxepr4wD271u4f2lbo1_500
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 - em 20/2/2020, 21:06



Todas as coisas pareciam estar sob controle, por enquanto. Tazuna-san parecia saber o suficiente a rota e o que estava fazendo, tínhamos suprimentos o suficiente e os cavalos não precisariam de descanso até que chegássemos ao ponto de entrega. Estava quase anoitecendo, então as nuvens se destacavam no céu e serviam como um bom lugar para que repousasse meus olhos enquanto pensava nas palavras ditas pela menina de olhos púrpura. O sorriso que se formou em seu rosto, que vi por apenas uma fração de segundo, foi reconfortante; então parecia que, afinal de contas, ela realmente não estava tão incomodada assim em conversar. – Fico feliz que tenha te ajudado. – Compartilhei com Yui alguns segundos depois da chegada do silêncio; permiti que ele perdurasse por mais alguns momentos enquanto me distraía com as paisagens que corriam pelos lados da carroça e que entretinham os meus olhos.

A viagem que, de acordo com o velho Tazuna, duraria mais uma hora, alongava-se para quase duas. Estes pequenos detalhes não importavam muito, mas era importante que víssemos a missão ser concluída. Assim que a carroça passou por uma estrada tal qual já havíamos percorrido,minha mente disparou. Será que Yui havia percebido, também? Aproximei-me dela, o máximo possível, para que minha voz não fosse detectada. Se eu estivesse errado, isso iria parecer muito estranho, mas era um risco que eu estava disposto a correr. – Já passamos por aqui, Yui. Talvez seja uma armadilha. Fique alerta. – Rapidamente murmurei, retornando para meu assento o mais rápido possível para não chamar a atenção do velhote. Talvez eu devesse tomar ação imediata, mas se eu estivesse errado eu pioraria a situação da missão. Por hora, paciência seria importante.


HP [500/500] | CH [500/500] | ST [0/3] | Post [04/10]
-
Hummingbird
Tokubetsu Jonin
Hummingbird
Vilarejo Atual
Ícone : [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 20b3da44f206a06d28509667b3a21c0f0727683d_128

https://www.narutorpgakatsuki.net/t69790-hoki-yui#524239 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69835-g-f-hoki-yui

Re: [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 - em 22/2/2020, 00:28


[Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 Original

Hōki Yui
ホウキ佑泉



O garoto soltou uma última frase antes de que o o som da carroça, dos cavalos e da natureza pudesse ser os únicos a se pronunciarem. Uma vez que estava tudo encaminhado, me propus a manter meu foco disperso na paisagem que nos rodeava; desde criança isso sempre fora algo comum para mim. Parar por alguns momentos e observar os mínimos detalhes de uma pintura natural que se colocava frente a mim; não que algo como observar detalhes fosse possível na velocidade que percorríamos, mas sempre é possível tirar um total, independente da situação.

O caminho parecia se alongar mais do que o velho que direcionava a carruagem indicara e algo me incomodava quando arbusto bem único na flora local, adornado com três flores brancas, aparecia em uma cena parecida por pelo menos uma segunda vez. – Que déjà vu... - Resmunguei baixo para mim mesma a ponto em que Enmei se aproximava lentamente, parecendo não querer que o guia percebesse sua movimentação,  e enunciava algo em tom baixo para mim. Talvez a estranha sensação de reviver o momento não fosse só minha, ou então ele estava certo: aquilo era parte de um tipo de armadilha. Podia ser alguma neurose por parte do garoto, mas era no mínimo estranho. Talvez eu não estivesse dando o valor correto à carga como deveria.  

HP: 500 | 500 CH: 700 | 700 ST: 00 | 06

Considerações:


Aparência:
Aparência: Bishamonten (Noragami). Vestimentas, na cor branca.

Armamentos:
- 10 Kunai
- 5 Shuriken
- 12 Kibaku Fuuda
- 2 Hikaridama

_______________________

[Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 Tumblr_nxepr4wD271u4f2lbo1_500
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 - em 23/2/2020, 18:29



Por mais distraída que minha mente pudesse ser, uma vez que eu me via em alerta, meus pensamentos eram completamente concentrados no presente. Buscava todos os detalhes, ouvia todos os sons, presumia todas as situações possíveis. Entretanto, mesmo que eu estivesse acostumado com combate e fosse proficiente nisto, eu ainda era inexperiente; não tinha conhecimento o suficiente para prever a situação mais provável dentre todos os possíveis cenários. Desta forma, como me foi ensinado, eu deveria confiar em meus instintos. Instintos, afinal de coisa, são nada mais do que os murmúrios da Força nos ouvidos dos que merecem ajuda. Lentamente levei minha mão para a minha coxa esquerda, retirando uma kunai e rapidamente ocultando-a em minhas costas para um rápido saque, que infelizmente parecia que era apenas uma questão de tempo. – Acho que já passamos por aqui, Tazuna-san. – Comentei, em inocente tom e com os olhos fixos no homem que conduzia a carroça e na densa floresta que nos rodeava. Ao contrário de suas rápidas respostas com calmo tom, não ouvi nada do velhote que comandava os cavalos. Eu havia tomado a primeira ação, mas e agora? Eu não poderia atacá-lo, e, novamente, eu ainda deveria operar presumindo que eu pudesse estar errado, onde ele apenas havia errado o caminho e não havia ouvido o que eu tinha dito.

Ingenuamente continuamos dentro da carroça por mais alguns segundos, até que, em determinada curva – esta já repetida antes ao longo do percurso –, duas silhuetas se prostravam no meio da estrada. Suas vestes eram negras como a noite que se aproximava, e fitavam diretamente a carruagem. Tudo bem, En. Parece que o papel do garoto inocente deve sair de cena por enquanto. Mesmo que eu estivesse sendo complacente com a atitude suspeita do condutor, isto não significava que eu não tivesse pensado em um curso de ação para um eventual problema. Apenas um obstáculo se opunha ao meu plano: Yui estava de costas para a estrada, e, portanto, não tinha visto os dois prováveis assaltantes. Perdoe-me, Yui, mas deverei ser incisivo. – Cuidado, Yui! – Vociferei em bom tom, simultaneamente levando minha mão, aquela que não empunhava a kunai, para um mecanismo de metal que unia a carga ao restante da carroça. Assim que ativei-o, a carga se soltou, e, com um pulo, aterrissei logo à frente da carga, agora inerte, que deveríamos proteger.

Esperando que Yui tivesse feito o mesmo – já que ficar na carroça com um bandido não seria tão agradável quanto –, vi o fim de meus planos. Não tivemos muito tempo para pensar, e eu não havia cogitado uma medida para deter um grupo de capangas. Dificilmente eles desistiriam apenas com o pequeno contratempo que criei, e, afinal de contas, eles estavam a apenas uns quinze ou vinte metros de distância daquilo que eles queriam. – Vocês! O que querem?! – Entoei, com volume suficiente para que o condutor e seus dois capangas ouvissem. Eu precisava de uma última confirmação, uma chance para se explicarem, antes que tivéssemos que apreendê-los à força.


HP [500/500] | CH [500/500] | ST [0/3] | Post [05/10]
-
Hummingbird
Tokubetsu Jonin
Hummingbird
Vilarejo Atual
Ícone : [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 20b3da44f206a06d28509667b3a21c0f0727683d_128

https://www.narutorpgakatsuki.net/t69790-hoki-yui#524239 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69835-g-f-hoki-yui

Re: [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 - em 24/2/2020, 17:26


[Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 Original

Hōki Yui
ホウキ佑泉


Notei uma serena movimentação vinda de Enmei, mas não sabia sobre o que se tratava. Talvez fizesse relação com seu comentário anterior, mas não podia dizer de minha posição. Talvez da próxima vez fosse mais sagaz não ficar de costas para o caminho e, consequentemente, com qualquer coisa que esteja na frente do caminho. Ele parecia inquieto; desconfiada de sua movimentação incomum, apenas apoiei meu braço direito sobre o banco e virei minha cabeça de maneira que poderia ter uma visão do homem que conduzia a carroça, de seus animais e do caminho a frente. O Sarutobi finalmente se pronunciou.  De maneira demasiadamente dócil ele anunciou, como quem afirmava uma dúvida, que talvez nós havíamos passado por ali anteriormente. Me perguntava se ele sempre era desse jeitou, mas não era hora para questionamentos triviais. O velho na parte dianteira da carruagem nada falou. Cerrei as sobrancelhas com a ausência de resposta; me parecia a confirmação de que algo não estava certo. Talvez Enmei estivesse correto.

Com o braço ainda acima do encosto de madeira, virei meu olhar ao garoto frente a mim. Meu olhar dizia claramente entender suas preocupações pouco anunciadas; apenas aguardava por seu próximo movimento. O garoto desnecessariamente bradava que me protegesse; entendia seu gesto, mas ainda assim não achava necessário. Agilmente ele separava a carga da carroça e, com um salto, parava logo adiante da carga. Seguia então seus movimentos; todo o mistério que rodeava o ambiente seria finalmente revelado, ao menos é o que eu esperava a esse ponto. Posicionada a menos de um metro de meu companheiro, ouvia o mesmo questionando o velho a mais duas sombras que agora estavam próximas a si.

HP: 500 | 500 CH: 700 | 700 ST: 00 | 06

Considerações:


Aparência:
Aparência: Bishamonten (Noragami). Vestimentas, na cor branca.

Armamentos:
- 10 Kunai
- 5 Shuriken
- 12 Kibaku Fuuda
- 2 Hikaridama

_______________________

[Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 Tumblr_nxepr4wD271u4f2lbo1_500
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 - em 26/2/2020, 12:00



Meu coração palpitava muito mais rapidamente agora; querendo ou não, tinha várias coisas para pensar e vários movimentos para planejar e acompanhar. Entretanto, a Força estaria comigo. – Hahaha... Não é nada pessoal, moleque. – Disse-me Tazuna, com um tom de voz que dificilmente lembraria o homem brando que antes conduzia a carruagem que eu e Yui utilizávamos. – Vocês ninjas, são patéticos. Sequer sabem o valor destas cargas, não é mesmo? – Continuou, com suas palavras vis. Apertei a lâmina que minha mão esquerda empunhava, impedindo que sentimentos ou emoções tomassem conta de mim ou enevoassem o meu julgamento. Eu deveria pensar com clareza. Meus erros não prejudicariam apenas a mim, mas também a Yui, com seus sonhos e ambições, e Kumogakure, já que perderia uma carga que, de acordo com estes bandidos, era muito valiosa. Sem nem mesmo aparentar, eu havia retomado o controle. Pelo semblante dos bandidos, eles não notaram nenhuma mudança, o que era vital. Aparentemente, meus treinamentos haviam demonstrado algum resultado. – Deixem-nos ir, crianças, e daremos uma porção dos ganhos para vocês, então. – Tazuna manifestava sua última tentativa de pôr as suas mãos na carga. – Ah, terá de nos desculpar, Tazuna-san. – Redargui, em tom irônico. – Mas ser ninja até que paga bem. – Olhei para Yui com um rosto despreocupado, complementando minha provocação. Entretanto, fui obrigado a rapidamente retornar os meus olhos para os assaltantes quando ouvi a sua disparada.

Rebati a espada do primeiro com a minha kunai, e, quando o segundo aterrissou de um pulo para me atacar por cima, rolei para a esquerda e desviei dele também. Aparentemente, eles já haviam escolhido os seus alvos: eu teria de lidar com os dois encapuzados, enquanto Tazuna agora corria em direção de Yui. Eu seria a maior ameaça e, por isso, era atacado por dois? Ou Tazuna lutava melhor do que os seus dois capangas e havia decidido que minha amiga era a maior ameaça? O campo de batalha ainda estava confuso, e eu precisava de mais tempo para entendê-lo. Gradativamente eu era afastado de Yui, afinal de contas era difícil me manter próximo dela enquanto desviava de dois ataques simultâneos a cada segundo. Confio em você, Yui, pensei, esperando que, por algum milagre, ela pudesse ouvir os meus pensamentos. Eu possuía uma técnica de fogo que me foi ensinada por meu clã; normalmente, eu a utilizava como um ás em situações adversas, para finalizar combates sendo este jutsu o elemento surpresa de minha estratégia. Provavelmente, era isto que eu deveria fazer agora, mas eu estava sem ângulo para usar a técnica com a certeza de que ela seria efetiva. Então, eu deveria mudar o nosso curso de movimentos.

Rapidamente esperei a súbita aproximação de um dos espadachins. Ao invés de rebater a sua lâmina e dar um ou dois passos para trás, como eu comumente estava fazendo, pulei em sua direção; colidi a minha lâmina com a dele, mas, eu estava no ar. Desta forma, utilizei o impulso de meu corpo, usando as nossas lâminas em choque como um ponto de eixo confiável, para rodopiar sobre ambos, pousando de costas para onde Yui estava. – Vamos tentar juntá-los, Yui. Eu tenho uma ideia! – Informei à minha companheira, esperando que estas palavras fossem passar despercebidas pelos homens tomados por ganância e sede de sangue. Entretanto, eu imagino que isto seja tudo que eu possa fazer sozinho. O resto dependeria das ações de Yui para que a nossa estratégia se completasse. Uma pessoa deve confiar nas outras para ser bem-sucedida, uma vez me foi dito. E eu me sentia bem por confiar em uma pessoa tão digna quanto a Yui. Mesmo em um campo de batalha, sentia que estaríamos bem de quaisquer formas.


HP [500/500] | CH [500/500] | ST [0/3] | Post [06/10]
-
Hummingbird
Tokubetsu Jonin
Hummingbird
Vilarejo Atual
Ícone : [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 20b3da44f206a06d28509667b3a21c0f0727683d_128

https://www.narutorpgakatsuki.net/t69790-hoki-yui#524239 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69835-g-f-hoki-yui

Re: [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 - em 26/2/2020, 22:00


[Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 Original

Hōki Yui
ホウキ佑泉


Não demorou muito para que a máscara que cobria o rosto do condutor caísse. Quando saltamos de cima da carroça a situação mudou e, em segundos, a expressão facial do velho passou de ingênua e humilde para algo completamente contrária; um arrepio percorreu minha espinha tão brutalmente que pude sentir em minhas orelhas. – Não sei pra quê se arriscar assim, velhote. Com essas habilidades de atuação seria um ator fácil. - Soltei com a mesma voz firme de antes, mas agora imbuída de ironia e, mesmo que sutilmente, de nervosismo. Apesar de saber do perigo real do momento entendia também que vencer o inimigo mentalmente poderia nos dar alguma vantagem e esperava que minha voz carregada de sua natural firmeza misturada com a ironia fosse o suficiente para ocultar o nervosismo do momento. Por um momento me deixei observar meu colega, que agora era vítima dos comentários do velho. Talvez ele estivesse tão nervoso quanto eu, pela maneira que apertava a kunai; os nós de seus dedos estavam mais brancos que sua pele. Eramos, de certa maneira, novatos nisso, mas aquela era a única verdadeira maneira de aprender. Não falharíamos.

Enmei respondeu as provocações do mais velho. Quando finalizou sua frase deixei que fugisse um sorriso de canto de boca; de fato tínhamos nossas semelhanças. O sorriso se tornou em uma carranca quando os três inimigos finalmente fizeram seu primeiro movimento. Os homens coberto de preto se dirigiram como raios ao Sarutobi enquanto o velho vinha logo atrás, em minha direção. Não era tão rápido quanto os dois, mas logo me alcançou. Uma kunai já estava em minha mão este ponto e, quando tentou me cortar com sua arma, moderadamente menor que a de seus capangas, estas se chocaram. O velho tinha mais força física do que aparentava, me fazendo assim recuar. Com o canto das armas em choque forcei por um segundo com a arma em seguindo recuando com um leve salto, vendo-o perder seu equilíbrio; talvez ele não fosse tão bom quanto aparentava. Não deixei que pensasse muito: enquanto se recuperava, o punhal que antes estava em minha mão, agora voava em sua direção. Determinada a finalizar o combate de uma vez por todas, segui a kunai esperando derrubá-lo enquanto ele tentava se defender da arma. O velho perdeu sua arma enquanto rebatia a minha, mas não foi tão lento quanto eu esperava; com um leve movimento circular tentava acertá-lo com um chute em suas pernas, o que era facilmente desviado por ele, e, no momento em que meus braços se direcionavam a seu tórax o homem parava meus movimentos. Mordi o lábio inferior em negação; taijutsu não era meu forte, e, até o momento, tudo indicava que sua proficiência na arte fosse melhor que a minha; talvez fosse a hora de libertar minhas verdadeiras habilidades, mas, para isso, seria necessário um recuo mínimo. – Desista, garota, você já era! - O velho bradou em meio a risadas enquanto segurava ambos meus braços. Enmei gritava então, em meio as risadas do inimigo, para que justássemos eles. Minha expressão se tornava ainda mais dura; talvez estivesse claro em meu rosto minha infelicidade com o resultado até o momento, mas isso deveria ser usado a meu favor; era hora de dar tudo de mim. Com toda minha força usei de minha perna esquerda para girar em meio ao ar e impulsionar minha perna direita diretamente em suas costelas, que estavam expostas por sua posição atual; o velho tinha duas opções: receber o golpe diretamente ou se defender e me libertar. Ele optou pela segunda, o que me permitiu, no momento em que toquei o chão, recuar até meu parceiro, que agora se encontrava rente as minhas costas. – Não temos muito tempo. No que está pensando? - Anunciei rápido, deixando a irritação do momento transparecer em minha voz.

HP: 500 | 500 CH: 700 | 700 ST: 01 | 06

Considerações:


Aparência:
Aparência: Bishamonten (Noragami). Vestimentas, na cor branca.

Armamentos:
- 10 Kunai
- 5 Shuriken
- 12 Kibaku Fuuda
- 2 Hikaridama

_______________________

[Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 Tumblr_nxepr4wD271u4f2lbo1_500
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 - em 27/2/2020, 00:14



I   n   t   e   r   l   ú  d   i    o
Faíscas

Víamos-nos próximos um do outro. Geralmente, como aprendemos na academia ninja, esta é uma formação de batalha que se deve evitar, já que, quando o inimigo lhe cerca – exatamente o cenário em que nos encontrávamos –, você fica sem rotas de fuga. Entretanto, sempre fui adepto da opinião de que, quando você acha que vai morrer, acaba encontrando uma saída. E, no momento, era justamente isto que eu estava pensando em fazer. Yui havia caído em posição, e estávamos próximos um do outro, como parcialmente planejado. E agora, apenas restava executar a segunda parte de meu pequeno plano. – Eu tenho um jutsu que vai dar conta deles. Mas, pra isso, eles precisam estar juntos, certo? – Não é como se meu arsenal de técnicas fosse muito grande, e eu não gostaria de depender de outra pessoa para finalizar as batalhas que eu começo. – Ah, é, isto talvez seja bem anticlimático também, mas... Fogo. Eu preciso que você acenda um fogo quando eu der o sinal, depois que eu acertá-los com meu jutsu. – Concluí as explicações enquanto meus olhos revelavam que todos os assaltantes se aproximavam de nós de uma só vez, o que acabaria por se virar em nosso favor caso sincronizássemos os nossos movimentos. – Agora! – Coordenava com Yui, orquestrando a nossa esquiva para iniciar a segunda fase do plano.

HP [500/500] | CH [500/500] | ST [0/3] | Post [07/10]
-
Hummingbird
Tokubetsu Jonin
Hummingbird
Vilarejo Atual
Ícone : [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 20b3da44f206a06d28509667b3a21c0f0727683d_128

https://www.narutorpgakatsuki.net/t69790-hoki-yui#524239 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69835-g-f-hoki-yui

Re: [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 - em 28/2/2020, 18:37


[Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 Original

Hōki Yui
ホウキ佑泉


"Eu tenho um jutsu"... Suspirei em meio a fala do garoto. Talvez soasse grosseiro, mas não pensei na hora. Jutsus eu também tinha; ninjutsu era minha especialidade, mas parece que ele queria bancar o herói, então esperei que ele finalizasse sua frase e assenti. Estava preparada para me lançar de volta ao combate quando ele voltou uma informação no mínimo muito importante. "Fogo. Eu preciso de fogo"; ao menos foi o tudo o que entendi de sua segunda frase enquanto pressionava os dentes uns contra os outros. Fogo. Minha natureza elemental era o exato oposto do elemento. – Algo mais? - Lancei como um ataque irônico ao Sarutobi. Não era a hora, mas tais situações conseguiam me desequilibrar. Mal tive tempo de voltar minha atenção ao inimigo quando o velho se aproximava. Já era hora de finalizar aquilo; não deixaria que ele continuasse se sentindo superior por muito tempo. Seguindo sua movimentação, fui de encontro a ele enquanto já tecia selos; momentos antes que ele me alcançasse a mágica finalmente se iniciaria: as mechas douradas que antes respondiam apenas ao movimento do vento agora tomavam vida e se direcionavam ao velho. A este ponto já não era necessário que meu corpo se movesse; saltando por cima do homem, trocando assim de lugar com o mesmo, meus cabelos o emaranhavam pelos braços, pernas e tórax, deixando o assim imóvel. – Enemei, sua vez! - Anunciava ao garoto que desse um sinal para que finalizássemos de fato aquele jogo.  

HP: 500 | 500 CH: 663 | 700 ST: 02 | 06

Considerações:


Aparência:
Aparência: Bishamonten (Noragami). Vestimentas, na cor branca.

Armamentos:
- 10 Kunai
- 5 Shuriken
- 12 Kibaku Fuuda
- 2 Hikaridama

Utilizados:

[Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 B27_KR
Hair Binding Technique
Rank: B
Requerimentos:
Descrição: Usando seu chakra, o usuário é capaz de estimular seus cabelos, concedendo-lhes a capacidade de manipulá-lo livremente. Por causa da maleabilidade do cabelo, o usuário pode usá-lo para emaranhar seus oponentes, cortando seus movimentos ou até mesmo usá-lo para agarrar seu alvo e enviá-lo a alguma distância. Como essa técnica depende exclusivamente do cabelo do usuário, quanto mais volume houver, mais eficaz será a utilização dessa técnica.

_______________________

[Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 Tumblr_nxepr4wD271u4f2lbo1_500
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 - em 29/2/2020, 13:14



Yui era muito ágil. Durante o calor da batalha, pude perceber que era uma garota dotada da mesma personalidade forte que havia demonstrado há tantos anos atrás. Agora, entretanto, ela havia contido-a para que não se tornasse um obstáculo em meio a batalhas. Muito bem, Yui, denotava. Enquanto ainda perto de mim, ela ouvia as instruções que eu compartilhava para que pudéssemos acabar com os bandidos e finalizar a luta. – Não, madame, acho que só isso. – Redarguia em tom irônico, sempre anticlimático. O velhote, na verdade, tomou a dianteira em sua investida. Eu gostaria de poder auxiliar Yui, mas eu tinha de manter meus olhos fixos nos dois ladinos que representavam uma ameaça que poderia ser fatal. Algo que não pude ignorar, entretanto, era o rápido crescimento capilar que uma das técnicas de Yui iniciava; era um jutsu forte, já que rapidamente partia em direção ao velhote e parecia ser bem-sucedido em conter os seus movimentos rapidamente. Mas, ainda, talvez eu pudesse usar este momento para a minha própria vantagem.

Os dois capangas disparavam em minha direção enquanto Tazuna se debatia com o jutsu de Yui. Ao invés de confrontá-los diretamente, utilizando a kunai que empunhava com minha mão dominante, preparei uma rápida esquiva que teria de ser muito bem calculada para me trazer o resultado que eu gostaria de obter: assim que seus golpes vieram, efetuei um pulo, este de baixa altitude, para que me permitisse, logo após a esquiva, desferir um chute com cada perna em cada um dos meus atacantes, empurrando-os pelo lado de Yui e sendo, também, incidentalmente emaranhados na técnica de aprisionamento de minha companheira. Restava-me, agora, como indicado pela menina, finalizar este confronto; eu deveria ser cuidadoso para não tirar as suas vidas com esta técnica, entretanto. Afinal de contas, um ninja não pode ser o júri e o executor. Enquanto amassava chakra flamejante em meus pulmões que se enchiam, mantinha meus olhos fixados em meus alvos.

– Katon: Haisekishō! – Decretei ao exalar um hálito dracônico. Ao invés de chamas imediatas, contudo, era uma nuvem de cinzas que atingiam os nossos oponentes. Quando terminei de cuspir as chamas em estado gasoso, olhei para Yui e fiz um gesto afirmativo com a cabeça. Havia pedido para que ela me proporcionasse fogo, e, logo após expelir uma coluna de cinzas, imaginei que ela seria capaz de ligar os pontos para concluir a nossa estratégia. – Tome cuidado com o seu cabelo, sim? – Brinquei, ironicamente olhando para as partes douradas que haviam sido pegas nas cinzas.

HP [500/500] | CH [450/500] | ST [1/3] | Post [08/10]

Utilizado(s):
Katon: Haisekishō
Rank: B
Requerimentos: Nenhum.
Descrição: O usuário lança uma corrente de pólvora infundida de chakra pela boca, que circunda a região. Como a pólvora é composta inteiramente de cinzas, ela permanece no ar ao redor da vítima como uma nuvem, que pode ser usada como uma cortina de fumaça. Depois de cercar o inimigo com as cinzas, o usuário pode acendê-lo com uma pedra colocada em seus dentes de antemão para criar uma faísca, resultando em uma violenta explosão, queimando o inimigo. No entanto, esta técnica requer sentidos aguçados para ler as correntes de ar, o discernimento para ler os movimentos do inimigo, a experiência tática para não envolver também os aliados nas chamas, e atenção cuidadosa para o momento da ignição.
-
Hummingbird
Tokubetsu Jonin
Hummingbird
Vilarejo Atual
Ícone : [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 20b3da44f206a06d28509667b3a21c0f0727683d_128

https://www.narutorpgakatsuki.net/t69790-hoki-yui#524239 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69835-g-f-hoki-yui

Re: [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 - em 1/3/2020, 14:01


[Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 Original

Hōki Yui
ホウキ佑泉


O garoto respondia minha pergunta irônica a altura. Não demonstrava reação, uma vez que a situação já começava a me estressar. Não entendia muito o porquê de eu estar agindo daquela maneira; em minha cabeça a sensação de adrenalina no sangue, de um combate seria mais animadora, emocionante, mas no momento tudo que conseguia sentir era um profundo sentimento de incômodo.

Com o velho se debatendo em meus cabelos aguardava que Enmei fizesse sua jogada. Enquanto os fios dourados continuavam a se enrolar mais e mais no corpo do inimigo preso a eles, o Sarutobi utilizava uma técnica bem parecida com a minha anteriormente: direcionar a atenção do inimigo a um falso ataque para vencê-los em um segundo. Assistindo a real impressão foi de que eles mesmos se derrotaram; o chute final de meu aliado lançava os inimigos sem equilíbrio em minha direção. Um mar dourado então se estendia a estes, emaranhando todos os três em uma grande bola de fios áureos. Um pequeno sorriso escapou enquanto imaginava a imagem: uma garota com seus cabelos todos para o ar, agarrando homens por aí; era uma cena que podia muito bem ter saído de um conto de horror. Bom, não havia muito mais o que fazer, apenas arranjar o fogo de meu amiguinho. Levei a mão direita até minha bolsa de equipamentos e retirei um único selo bomba. Com a mão aberta e o selo nesta observei enquanto uma madeixa de meus cabelos levava o selo e prendia-o no grande emaranhado de inimigos que fora formado há pouco.

"Haisekishō" era frase que ouvia quando o garoto emitia seu jutsu. Ao invés de fogo, cinzas eram lançadas em uma parte do campo de batalha, onde os inimigos se encontravam agora. Meus cabelos se partiam então na linha em que as cinzas se encontravam com o a atmosfera natural, e, com mais uma frase em tom irônico de Enmei, realizei um último selo, permitindo que um mar vermelho engolisse o cinza. Como algo consumido de dentro para fora, as chamas rugiam em direção ao oxigênio do ar. Tapei o rosto entre meus braços enquanto sentia o calor nascente. O garoto não brincara quando disse que os finalizaria com seu plano; no entanto, algo ficava claro ali. Apesar de nossas semelhanças, também tínhamos nossas diferenças. Naturalmente, eu era água, enquanto ele, fogo.

HP: 500 | 500 CH: 663 | 700 ST: 03 | 06

Considerações:


Aparência:
Aparência: Bishamonten (Noragami). Vestimentas, na cor branca.

Armamentos:
- 09 Kunai
- 5 Shuriken
- 11 Kibaku Fuuda
- 2 Hikaridama

Utilizados:

[Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 B27_KR
Hair Binding Technique
Rank: B
Requerimentos:
Descrição: Usando seu chakra, o usuário é capaz de estimular seus cabelos, concedendo-lhes a capacidade de manipulá-lo livremente. Por causa da maleabilidade do cabelo, o usuário pode usá-lo para emaranhar seus oponentes, cortando seus movimentos ou até mesmo usá-lo para agarrar seu alvo e enviá-lo a alguma distância. Como essa técnica depende exclusivamente do cabelo do usuário, quanto mais volume houver, mais eficaz será a utilização dessa técnica.

_______________________

[Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 Tumblr_nxepr4wD271u4f2lbo1_500
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 - em 1/3/2020, 21:29



Uma atemorizante dança escarlate incendiou o ar, o chão e os meus olhos conforme meu jutsu era ativado por Yui. Cobrindo metade de minha boca e um de meus olhos com meu braço, rapidamente olhei para minha amiga, certificando-me de que estava bem também. A grande explosão durou menos de um segundo, mas os destroços eram arremessados violentamente, junto com fumaça, por mais algum tempo. Quando terminou, entretanto, eu estava bem, subtraindo alguns arranhões que algumas pedras deixaram em minhas pernas. Mas, mesmo assim, não tinha problema. Este era o preço pago por machucar outras pessoas. Com passos lentos e cansados, aproximei-me da menina cujos cabelos facilitavam a identificação. – Você está bem, Yui? – Confirmaria, caminhando pelo lado dos corpos desacordados dos bandidos. – Eles não estão mortos. – Senti que deveria avisar, assim que pudéssemos conversar. – O templo ensina que devemos matar apenas em último caso. Eu removi parte das cinzas de seus corpos antes da explosão. Eles terão queimaduras gravíssimas, mas apenas em partes não letais. – Concluía, dependendo da aceitação de Yui.

Retornei meu olhar para a pequena carga, esta desvencilhada de sua carroça, que havia parado a alguns metros na frente. Ambas estavam intactas, para a nossa sorte. – Descanse um pouco, sim? Prepararei a carruagem de vossa majestade. – Entoei, já a alguns metros de distância de minha companheira e de costas para a mesma, andando em direção à carroça para remontar nosso único meio de transporte neste meio do nada em que estávamos. Eu não sabia exatamente para onde deveríamos ir, mas, ao longo dos últimos minutos de trajeto, eu pude perceber algumas placas de indicação que mostravam o caminho para o pequeno vilarejo que deveríamos visitar. Desta forma, provavelmente estaríamos perto. E, por fim, as placas provavelmente se estenderiam por mais uma parte do percurso, o suficiente para que nos guiassem até nosso destino em segurança. Enquanto usava toda a minha força para arrastar a carga para a carroça, sorri, pensando sobre o quão bem trabalhamos em equipe mesmo pensando e agindo de formas tão distintas.


HP [500/500] | CH [450/500] | ST [2/3] | Post [09/10]
-
Hummingbird
Tokubetsu Jonin
Hummingbird
Vilarejo Atual
Ícone : [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 20b3da44f206a06d28509667b3a21c0f0727683d_128

https://www.narutorpgakatsuki.net/t69790-hoki-yui#524239 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69835-g-f-hoki-yui

Re: [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 - em 3/3/2020, 19:07


[Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 Original

Hōki Yui
ホウキ佑泉


O fogaréu durou um instante, mas foi o suficiente para levantar a poeira que nos cercava, mudar a direção da brisa que passava e lançar destroços na direção contrária de onde se iniciara. Talvez alguma admiração aparecia em meu ser no momento; o garoto soube calcular com precisão a área que atingiria, atingindo assim apenas os inimigos e conseguindo deixar tanto a mim como ele seguros. Sua jornada lhe fizera bem. Enmei perguntou se estava bem e eu assentia observando enquanto o vento levava a poeira consigo e o Sarutobi se aproximava dos inimigos, agora, desacordados no chão. Algumas queimaduras eram visíveis mesmo da distância em que em encontrava; não pareciam leves. Meu aliado me assegurou que não estavam mortos e  anunciou algo sobre seus aprendizados: ele só deveria matar em último caso. Mesmo com seu discurso involuntariamente minhas sobrancelhas se juntaram, era como se eu conseguisse ver sua dor. Suspirei. Mesmo sendo inimigos me sentia tentada a utilizar alguma cura neles, mas mantive minhas ideias tolas comigo. – Certo. - Apenas confirmei. – Nós deveríamos voltar para o caminho... Quem sabe quando chegaremos. - Finalizei direcionando meus olhos ao caminho adiante.

A carga e nossa acomodação não foram tocadas. Enmei se direcionava a uma das partes enquanto continuava seu show de ironia. Revirei os olhos em resposta, mas segurando uma risada boba com suas piadas. – Nós deveríamos amarrá-los. - Me virei aos inimigos no chão. – Apenas por desencargo de consciência. - Finalizei enquanto observava a movimentação de meu companheiro.

HP: 500 | 500 CH: 663 | 700 ST: 03 | 06

Considerações:


Aparência:
Aparência: Bishamonten (Noragami). Vestimentas, na cor branca.

Armamentos:
- 09 Kunai
- 5 Shuriken
- 11 Kibaku Fuuda
- 2 Hikaridama

Utilizados:

--

_______________________

[Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 Tumblr_nxepr4wD271u4f2lbo1_500
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 - em 3/3/2020, 22:22



E p í l o g o
Dança das Cinzas

As palavras de Yui a respeito de restringir os bandidos encobertas por sua seriedade letal atingiram os meus ouvidos com um tom de humor tão difícil de ignorar que não pude evitar rir um pouco. – Apenas por desencargo de consciência. – Repeti, baixinho, para mim mesmo, saboreando este traço da personalidade de minha companheira que eu não havia notado antes. Por sorte, meu puxão nas engrenagens da carroça quando a desvencilhei da carga não causou nenhum tipo de dano interno, e o “clack” que ouvi quando encaixei um pedaço de metal no outro soou reconfortante. Tomei, também, a tarefa de agir como condutor dos cavalos até o nosso destino – no pior dos casos, eu poderia dizer que era o mordomo da mocinha que carregava nos assentos da carruagem. Isto não foi necessário, como mais tarde constatamos, assim que a estrada de terra deu lugar a ladrilhos de pedra e um grande letreiro ergueu-se ao lado da entrada do pequeno vilarejo, dando boas-vindas a qualquer transeunte que se aventurasse para aqueles lados. Acima de uma missão necessária para mim, senti que o aspecto mais importante disso tudo foi reconectar laços com uma pessoa que era muito importante para mim. Parecia que um pedaço de meu passado, antes rompido, havia sido restaurado; isto tirava parte do peso que eu sentia em meus ombros por causa daquela época. – Você foi ótima, Yui. Não se esqueça de lavar o cabelo quando chegar em casa, sim? – A boa e velha técnica do uso do humor para mascarar possíveis situações desconfortantes nunca falhava. Espero te ver novamente, em breve, seria mais ou menos o que eu diria se não fosse um idiota. Bem, quem sabe outro dia. Obrigado, Yui.


HP [500/500] | CH [450/500] | ST [0/3] | Post [10/10]
-
Hummingbird
Tokubetsu Jonin
Hummingbird
Vilarejo Atual
Ícone : [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 20b3da44f206a06d28509667b3a21c0f0727683d_128

https://www.narutorpgakatsuki.net/t69790-hoki-yui#524239 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69835-g-f-hoki-yui

Re: [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 - em 4/3/2020, 20:02


[Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 Original

Hōki Yui
ホウキ佑泉


Pude ouvir um chiado vindo do garoto frente as minhas últimas palavras, mas eu costumava falar sozinha, então não o julguei, apenas me virei novamente para o caminho. Era possível enxergar o crepúsculo se aproximando enquanto o sol se encontrava com o horizonte. Suspirei. Me lembrava com clareza da época em que era um costume observar essas cenas quase que diariamente. Hoje em dia, mesmo quando tinha tempo, preferia ficar sozinha, quieta em minha casa. As coisas já não eram como antigamente. Esse é o peso de amadurecer, ganhar responsabilidade e enxergar as coisas como elas de fato são.

Viajamos o restante do caminho em silêncio. Enquanto escurecia era possível ouvir os sons das redondezas crescendo e, àquele ponto, só esperava chegar na tal vila e logo ir pra casa. Enmei seguiu guiando a carroça, então simplesmente me dei o trabalho de observar os inimigos e, vez ou outra, me certificar de que não estavam mortos. Chegamos a vila que se apresentava exageradamente por entre a estrada e deixamos a carga, logo nos colocando de volta ao caminho de casa, e, provavelmente, ao departamento policial primeiro.

Pronta para finalmente voltar o Sarutobi decidiu iniciar o que seria nosso último diálogo, pelo menos no momento. Me elogiou e finalizou com mais uma piadinha. Abafei uma risada e demonstrei um leve sorriso. – Aquilo não foi nada... - Anunciei com um tom um pouco mais leve. – Minha especialidade vai além do meu cabelo. - Conclui finalizando com uma leve contraposição a piada do garoto. –  Quem sabe algum dia você consiga presenciar algo. - Terminei enquanto saía. Algo me dizia que ainda havia história a ser contada sobre essa excêntrica relação.

HP: 500 | 500 CH: 663 | 700 ST: 03 | 06

Considerações:


Aparência:
Aparência: Bishamonten (Noragami). Vestimentas, na cor branca.

Armamentos:
- 09 Kunai
- 5 Shuriken
- 11 Kibaku Fuuda
- 2 Hikaridama

Utilizados:

--

_______________________

[Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 Tumblr_nxepr4wD271u4f2lbo1_500
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 - em 6/3/2020, 01:24

Ok
-
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [Solo - Capítulo] ─ Menorá: Parte 02 -

-


Layout por @Akeido Skins, @Loola Resources e Naru.