:: Mundo Ninja :: Mapa Mundi :: Konohagakure no Sato :: Campo de Treinamento
O Dia Mais Claro
Arco 02
Ano 13 DG
Verão
Com o fim da guerra em Oto, o mundo estava se reajustando uma vez mais. Embora se vendo como inimigas, as Cinco Grandes Nações se reergueram novamente, cada uma à sua maneira. Suna e Iwa ainda se mantinham sem Kages, e em cada uma um conselho de alto nível foi formado. Em Kumo, Kagaya focou em deixar seus ninjas mais poderosos e passou a exigir deles ainda mais comprometimento em batalha. Kaden, mesmo emocionado com a difícil vitória, levou novas esperanças à sua vila, Konoha, e, aliviado pela renúncia de Kamata ao posto de Senhor Feudal, via na nova Senhora do Fogo uma forma de deixar tudo que aconteceu em Oto enterrado em Oto, para que todos seguissem em frente, para o futuro. Em Kiri, Jyu apresentou um novo investimento, e, agora, a vila investia na área cientifica, trabalhando com engenharia genética e mecânica; um jovem engenheiro, Moira O'Deorain, lançava um produto que alavancaria Kiri e todo o mundo ninja, sua nova criação: “Vita”. Ao mesmo tempo, saindo das sombras, a organização privada HYDRA se apresentava ao mundo, investindo pesado em tecnologia e criações para torná-lo um lugar melhor.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Oblivion
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Salvatore
Salvatore é parte da comunidade de RPG narrativo desde meados de 2013. Conheceu o Akatsuki nessa época, mas começou a fazer parte como jogador ativamente em 2021, sempre com muita dedicação e compromisso com o fórum. Hoje, atua no fórum como narrador e administrador, focado nas partes administrativas do ON. Fora do fórum se considera um amante de futebol, adora cozinhar pratos exóticos e é estudante de Engenharia Civil.
Salvatore#1234
Sr. L
Sr.L apelido recebido pelos players do fórum, devido ao seu sobrenome Sinhorelli, joga em fóruns narrativos desde 2010. Encontrou o Akatsuki no final de 2020, mas manteve-se ativo no início de 2021. Desde então se empenhou como player e se sentiu na obrigação de ajudar os demais e hoje auxilia o fórum como Narrador, Moderador e Administrador. Fora do forum, trabalha e possui formações acadêmicas, voltadas a área de gestão de pessoas.
Sinhorelli#1549

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

[treinamento/edl] shhh - Publicado 11/2/2020, 22:34



[treinamento/edl] shhh 6c47803fed6b162b5ab00fb95cb2402a
shhh


É comum em histórias existir personagens eremitas da floresta, um mago isolado em matas remotas, o “monge” nas cavernas. Costuma trazer características interessantes ao conto e saiba você ou não, é um aspecto baseado em nosso próprio mundo, nossa sociedade, principalmente nos imensos mares de vegetação nos arredores da Folha. Florestas vastas costumam ter muito espaço ainda não pisado pelos homens, longe da sociedade que julga, persegue e mata aqueles que são diferentes. Longe do barulho e da falta de sossego que algumas mentes tanto requerem. Distante da bagunça, da escuridão dos sentimentos humanos e do risco da confiança. Tive o gostinho da ideia tentadora de uma vida como essa na minha infância. Foi a época de maior desenvolvimento e aproveitamento que tive. Em atividade pelo nome de Konoha, surgiu a oportunidade de me encontrar com uma dessas raras almas.  

Desviei do caminho de volta à vila após o término de uma missão pouco trabalhosa, sobrava no mínimo o dobro do tempo que costumava sobrar, o suficiente para explorar ao menos uma pequena parte daqueles matos. Saltei habilmente de galho em galho até ser levado rápida e repentinamente ao ar por um dos pés, preso em uma armadilha. Não dei muita atenção a admiração pela habilidade usada ao esconder a corda, coloquei os olhos para buscarem qualquer indício de um ataque ou outro mecanismo a ser ativado. Julguei seguro me soltar e os ossos da canela, onde a corda fechava o nó, furaram a pele rapidamente e cortaram a corda como faca quente em manteiga. Girei no ar algumas vezes e caí felinamente ao chão.

Mal me situei no chão após a queda e a silhueta saltou do arbusto pouco à frente, tamanha a velocidade que meus punhos tiveram tempo apenas de bloquear o chute contra o peito. Voei para trás e girei novamente no ar, caindo em pé e equilibrado. Olhei-o sem disfarçar qualquer sinal da fúria que se espalhava pelos músculos e tendões. Deixei as armas de lado e parti contra sua força impressionante apenas com a carne e o osso.

Talvez nossa luta tenha alcançado os sessenta minutos, possivelmente mais. Uma das últimas lembranças nos colocava exaustos em meio a floresta parcialmente destruída, meus movimentos aleatórios e os dele inaudíveis e imprevisíveis. Combinávamos em forma de combater, mas sua técnica fora superior e alcançou a vitória. Soube na metade da trocação que, mesmo derrotado haveria respeito de ambas as partes, por isso não fiquei surpreso quando acordei acolhido em uma cabana confortavelmente adaptada à natureza.

Ajudá-lo em algumas tarefas no seu canto da mata fora o suficiente para me conectar ao lado social do homem. Certamente fazia muito tempo que se isolava ali, a cabana era adaptada de todas as formas possíveis à natureza, desde a construção dos itens necessários em uma cozinha simples até o lugar de dormir, plantar, lavar e estocar. Aparentemente ele não se mostrava tão selvagem quanto sua filosofia e seus modos; tinha os pelos do rosto curtos (para um morador de floresta), a pele pouco machucada e quase sem sujeira, os músculos em constante forma e disposição. Viveu no máximo trinta anos, isso era certo.

Aparentemente minhas técnicas haviam impressionado ele mais do que as suas me impressionaram, apesar de nitidamente inferiores. Não iria desperdiçar uma casualidade única quanto o encontro conflitante, profundo e raro com um eremita da floresta, tão apreciados nas histórias. Precisamos lutar por pouco tempo apenas uma vez mais para mostrar novamente que eu seria alguém confiável a se passar um conhecimento pessoal, íntimo e precioso como um estilo de combate. Há mais diálogo e informações pessoais em uma batalha do que a falta de palavras e o som da carne e osso batendo podem aparentar.

Primeiro precisei observar a rotina de uma coruja noturna. Suigek, nome do homem, raro o suficiente para ser descoberto apenas no segundo dia de hospitalidade, dizia que para entender e aprender as coisas da forma certa, primeiro era preciso saber de onde vinham, como vinham, para que vinham e no que se tornariam. Não era um pensamento longe da realidade, na verdade, o método se mostrou a chave para entender e dominar o que ele chamava de Muon no Ken.

No último dia observando principalmente as técnicas predatórias noturnas das corujas, finalmente entendi o que Suigek queria que fosse entendido. O ambiente noturno é difícil e cruel tanto com os predadores quanto com as presas, sobrevive mais e perpetua seus genes por mais tempo aqueles que se adaptam melhor a ele. Nessa visão, comida é um recurso de valor inestimável na perspectiva animal sobre o mundo, consegui-la no escuro não é fácil.  

Para melhorar o voo e torná-lo silencioso ao ponto de burlar o som gerado com a turbulência do ar nas asas, deixando de chamar atenção das presas e dos predadores, corujas desenvolveram as penas com pontas capazes de fragmentar o som quando em contato com elas, ao ponto de ser inaudível aos ouvidos comuns. Era esse o princípio aplicado no chakra moldado em torno do corpo através do Muon no Ken; fazer os movimentos silenciosos, imprevisíveis aos ouvidos dos ninjas habilidosos em taijutsu. Torná-los predadores.

Entreguei-me ao treinamento e não demorei três dias para aprender o suficiente para tomar conta dos treinos, sem ocupar o precioso e muito bem gasto tempo do Suigek. Não houve muito diálogo no meu período de estadia, conversamos sobre o treino, sobre nossas habilidades e sobre a floresta. Mas ao deixar seu cantinho do mundo, trocamos apertos de mãos e admirações de velhos amigos de infância.

HP [875/875] | CH [825/825] | ST [0/6]

Considerações:

Aparência e afins: A aparência do personagem é esta, tendo bolsas de equipamentos na coxa direita e um pouco acima da lombar.

Treino para adquirir o Muon no Ken.
Equipamentos:

+ 20 Kibaku Fuda
+5 Kunai
+5 Shuriken
+25m Fio
+Tōken x2
+ Hyōrōgan x10
+ Makimono x2p x2m
+ Hikaridama x5
+ Zōketsugan x5
+ Kemuridama x10
Descrições:


[treinamento/edl] shhh Latest?cb=20130201172321&path-prefix=pt-br
Kakuran Taijutsu Usado junto
Requerimentos: 5 Taijutsu, 4 Força, 4 Velocidade & Habilidade em Taijutsu.
Descrição: Distúrbio Taijutsu (攪乱 体 術, Kakuran Taijutsu) refere-se ao estilo único de luta de Killer B. Semelhante ao desempenho de dança de um guerreiro, B é capaz de bombardear rápida e implacavelmente seu alvo, com precisão, em vários ângulos e locais. Esse estilo, composto de movimentos imprevisíveis, pode facilmente surpreender seus oponentes. Mesmo aqueles que manejam o Sharingan demonstraram ter dificuldade em acompanhar os movimentos de B e foram forçados a ficar na defensiva ou recuar. B também é capaz de empregar essa técnica contra um múltiplo de oponentes, como mostrado em sua luta com Taka. Combinando a natureza selvagem desse estilo de luta com espadas, B é capaz de aumentar a letalidade de seus ataques. B, usando qualquer número de espadas, pode facilmente se aproximar e explorar os pontos vitais de um oponente. Para maximizar o potencial de matança do estilo, ele poderia, em conjunto com suas sete Supervibrato Lightning Release Swords, fazer uso de seu exclusivo e peculiar kenjutsu Acrobat.
Regras: Ignora qualquer previsão de movimento, ou seja, sempre vai ser necessário o mesmo valor de velocidade para esquivar de qualquer golpe com esse estilo.


[treinamento/edl] shhh Latest?cb=20150226200709&path-prefix=pt-br
Muon no Ken
Requerimentos: 5 Taijutsu, 4 Força, 4 Velocidade & Habilidade em Taijutsu.
Descrição: O Punho Silencioso (無音の拳, Muon no Ken) é capaz de tornar seus movimentos completamente silenciosos envolvendo-se com chakra. Neji Hyūga compara seu uso com as penas de uma coruja, como o manto de chakra faz com que os movimentos sejam praticamente imprevisíveis.
Regras: Faz com que os inimigos tenham maior dificuldade em acompanhar e prever os golpes, exigindo deles velocidade superior a do usuário da técnica para que eles desviem dos golpes.
Agilidade aguçada/avançada e Doujutsus que aumentem a acuidade visual (percepção de movimentos) exigem velocidade igual para escapar dos golpes do usuário desse estilo de luta.
[treinamento/edl] shhh Tumblr10

Indra
Hokage
Indra
Vilarejo Atual
[treinamento/edl] shhh Tumblr10

Re: [treinamento/edl] shhh - Publicado 12/2/2020, 00:28

@

_______________________

[treinamento/edl] shhh Tumblr_pl035uEflG1uocgm5o2_500

Resposta Rápida

Área para respostas curtas