>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, mas simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 70DG
Hanatarō olha para a vila do topo do prédio do Departamento de Pesquisa. Há dois anos era uma salinha no fim do laboratório geral da vila, agora tinha seu próprio prédio tão alto quanto o próprio escritório do Kazekage. Hanatarō sorri vendo as pessoas andando felizes na nova vila construída graças aos avanços científicos realizados com a inteligência de Takura, sua mentora. Antes, ele só via uma vila pobre, com construções de areia frágeis, com um horizonte desértico, dependendo de outras vilas, inclusive de Konoha, para conseguir sobreviver, mas agora... Sunagakure estava grandiosa novamente e tinha comprado sua independência. As construções ainda tinham porções de areia, mas eram forjadas em metais nobres, em ouro, em prata, criando grandes casas e prédios. As lojas estavam cheias de especiarias únicas, pois o trabalho de encontrar certos ingredientes se tornou muito mais prático desde que a vegetação voltou a florescer nos arredores da vila; onde antes era só deserto agora possuía vielas de relva, florestas, rios e uma fauna cheia de roedores, mamíferos e carnívoros.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno
Últimos assuntos
» [Cena] - Those!
Hoje à(s) 16:59Skywalker

» [Teste de Iniciante] Senhor...ita?
Hoje à(s) 16:47Lessa

» Modificações de Ranks
Hoje à(s) 16:23Narumi

» [FP] Narumi Hyūga
Hoje à(s) 16:07Senko

» [ M.F ] TK
Hoje à(s) 15:01TK

» [Solo] O Pacto
Hoje à(s) 14:26~~Herr~~

» [Sugestão] - Gentoshin no Jutsu
Hoje à(s) 13:29Bahko

» [Sugestão] - Sobre os Kages...
Hoje à(s) 13:24Bahko

» [RANK D] PÍLULAS SOLDADO
Hoje à(s) 13:19Bahko

» |Cena| - Aprendendo a Arte da Cura
Hoje à(s) 13:17Bahko

» 07. Solicitações de Avaliação
Hoje à(s) 13:12Bahko

» [Banco Mundial] Raves
Hoje à(s) 12:50Revescream


Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. - em 3/2/2020, 13:17


[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. Giphy

O quente verão de Konohagakure no Sato já punia seus moradores naquele horário do dia onde o sol estava em seu pico de luminosidade e calor sobre a Terra. Devido ao calor, muitas pessoas escolhiam almoçar fora de suas casas e aproveitar a suave brisa que as vezes entregava um ar refrescante nas ruas, principalmente na barraca de lamen mais famosa da Folha. Apesar do tom pacifico dentro dos portões, o Quartel General da Folha Oculta preparava um exame de emergência para um Genin em destaque, precisando elevar as defesas da aldeia, assim como o nível de seus shinobis. O QG liberava um dos falcões mensageiros para alertar o candidato a Chunin. A ave facilmente encontraria o jovem Kaguya aonde quer que ele estivesse, interromperia qualquer atividade para lhe entregar a mensagem. Nas patas do grande animal alado, o símbolo da folha estava no pergaminho que carregava e seu conteúdo explicava a necessidade de ir ao ponto solicitado com urgência. Os objetivos de sua missão não eram esclarecidos e tão pouco o garoto estaria ciente de que seria testado. Bastaria ir até os portões de Konoha para receber atualizações de seus objetivos.

Considerações:
— Caminho Chunin [01/10]
— Você tem liberdade para a introduçao da missão.
— Ao final do turno deve estar nos portões de Konoha aguardando novas informações.
— Qualquer duvida meu discord está na assinatura.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. - em 3/2/2020, 17:05



[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. E283cbb54c91dd6df9f3c002889757fc
aves da Folha


Talvez fosse possível ver a maioria da Folha ali do telhado onde estávamos. Era a terceira casa só esse mês, as coisas andavam difíceis ao ponto de me levarem ao limite mais distante da vila, quase próximo ao monumento dos Hokages. Kaname descansava pacífica e confortavelmente ao meu lado, depois de uma refeição rápida que providenciamos, sem eu dever a ela e ela a mim. A visão agradava e acolhia, a da garota certamente, o aglomerado de prédios lá em baixo e no horizonte apenas lembram dever e dificuldade.

Um dos agrados ao estar na presença da menina era a falta de necessidade das palavras quando as mesmas não se sentiam livres para sair e vibrar pelas coisas. Fui eficiente apreciando o momento até o silêncio ser chutado pelo grasnar alto da ave se aproximando. Kaname foi mais rápida com os olhos e saltou veloz e elegantemente, jamais deixando de lado a aura de realeza que parecia ter nascido com ela. - Aparentemente vieram atrás de você de novo. Trate de pedir mais favores pra você me dever na próxima da próxima, hein?! Retribui o sorriso e confirmei com um aceno.  

Identifiquei o símbolo do vilarejo e o pergaminho antes mesmo de oferecer o braço como repouso para o animal. Protegi a pele das garras afiadas revestindo-a com um pouco de osso, o que também daria mais de estabilidade no pouso. Havia certo ineditismo naquela convocação, tudo que eu tinha era o horário, lugar e o nível de urgência ao qual minha presença era submetida. Amarrei novamente a bolsinha vazia de couro do animal, dei a ele um ou dois afagos na cabeça acompanhados do lamento por sua falta de liberdade e o soltei.

O clima agradava, a expectativa animava e a refeição e companhia recentes esquentavam cada cantinho frio da minha pessoa. Quando me dei conta não faltava muito para o portão e os pensamentos ainda corriam pra lá e pra cá com possibilidades a respeito do que viria logo mais. Incapaz de desconsiderar a natureza desconfiada de Konoha com a qual eu tanto me identificava, espantei tudo que fosse pensado a longo prazo e preparei-me para o provável padrão ritualístico e cênico da possível missão. A única inquietude não controlada, talvez apreciada e certamente necessária, era a dos olhos, sempre em constante busca e atenção, mesmo comigo e todo o resto ao redor parados; folhas, movimento das ruas, som do vento. Relaxei as costas no muro, bem ao lado de onde ele se encontrava com o paredão alto de uma casa e deixava apenas o lado direito e frente livres para aproximação.

HP [475/475] | CH [400/400] | ST [0/5]

Considerações:

Condições do personagem: Encontro-me em estado de constantes testes e provações com relação a Konoha (rp no domínio do Juin), então quando se trata de possíveis avaliações a meu respeito, por pessoas tão ritualísticas e rígidas, dou a melhor encenação que posso dar de mim mesmo. Desta forma, os músculos por baixo das vestes estão semi tensionados/rígidos (preparados), assim como os olhos estão buscando constantemente por detalhes, de poucos em poucos segundos.

Aparência e afins: A aparência do personagem é esta, tendo bolsas de equipamentos na coxa direita e um pouco acima da lombar.

Cenário e ambientação: Tomei a liberdade de narrar a ambientação, mas me contive por não saber se quer ter controle sobre isso no próximo post. Pode desconsiderar se precisar.
Equipamentos:

+20 Kibaku Fuda
+5 Kunai
+5 Shuriken
+25m Fio
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. - em 3/2/2020, 19:53


[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. F3AFDB50AB24558311727CB40C23AE6813EFCD6E

Felizmente, aquele garoto sequer tinha noção do que o esperava no futuro. Esconder o real motivo daquele teste era proposital, não podendo haver sequer um pingo de sentimentos relacionados ao que enfrentariam. Ao chegar nos portões de Konoha um dos guardas reconhecia o jovem Kaguya e imediatamente o abordava para as atualizações. Muito pouco foi descrito na carta que recebia do pássaro, mas aquele guarda com os óculos fundo de garrafa o alertava dos perigos adiante. Um time recém-formado de Chunins estavam desaparecidos a uma semana, enviados para a floresta do País do Fogo para investigar o aparecimento de inúmeros cadáveres, estes deixados totalmente vazios por dentro, desde órgãos a ossos. O Jonin arrumava seus óculos enquanto tentava explicar o que estava acontecendo, mas seu corpo tremia e sua fala parecia totalmente assustada, seu olhar desejava toda a sorte do mundo para aquele Genin a sua frente. Quando se retirou, estava gelado e suado, suspirando e agradecendo por não precisar ir naquela missão. Por mais assustador que parecesse, o Quartel não enviaria um Genin para uma missão suicida, o Kaguya havia sido selecionado por algum motivo ainda desconhecido. Deveria partir para o Sudoeste da floresta, enfrentando a densa mata fechada que se formava naquela parte do país, enfrentando o estranho fechamentos das folhagens que cobriam o solo, dando a todo um ambiente um aspecto noturno e cruel. O Genin precisaria se aventurar ali dentro, sobreviver até mesmo a própria floresta enquanto procurava por sinais do time desaparecido.

Considerações:
— Caminho Chunin [02/10]
— Você tem liberdade para acrescentar algum detalhe ao ambiente.
— Ao final do turno deve encontrar o primeiro sinal do time. Encontrará um pedaço de pano ensanguentado proximo a uma árvore com as raizes acima da superficie do solo.
— Qualquer duvida meu discord está na assinatura.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. - em 3/2/2020, 23:25



[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. E283cbb54c91dd6df9f3c002889757fc
aves da Folha


A bem da verdade, não pude deixar de me divertir com o nítido pavor gritando através das expressões do ninja. Toda a intimidação que o homem sentia certamente não partia de mim, o que inflamava o ânimo e a curiosidade. Você pode imaginar que o meio mais simples de saciar as perguntas seja perguntando, e não estaria errada até certo ponto, mas ele pode apenas mentir, dizer meia verdade ou desviar do ponto. Ator e estudioso como me orgulho de ser, aceitei o desafio de tomar as expressões do shinobi como uma leitura codificada e o li. Ele desviava o olhar sempre quando sob menção dos meus deveres na floresta e do grupo de companheiros desaparecidos, mantinha um tom melancólico de pena, medo e receio, buscava sempre distrair a tensão do momento mexendo em alguma parte do corpo, ora óculos, ora algum ornamento das vestes. Não se tratava de um problema pessoal que o deixara daquele jeito, se fosse, estaria mais intrínseco, menos palpável.  

Deixei-o com a melhor atuação de um jovem destemido, determinado e crente de suas habilidades e peguei a estrada, faceiro apesar dos indícios de um presságio ruim. Independente de me questionar sobre a confiança própria daquele shinobi por um tempo, não pude deixar de lado a possibilidade de ele saber no que estou me metendo e, pior, estar sendo enviado novamente em algo fora das capacidades de um genin. Talvez eles ainda estivessem acompanhando meu desenvolvimento com o Juin, não posso negar o progresso considerável das últimas semanas, é possível que quisessem me testar novamente. Confesso que havia reciprocidade no desejo.  

Tinha a preocupação sobreposta pelo ânimo apenas por ser enviado à onde considerava ser meu lar, ou pelo menos parte dele. Como descrito pelo ninja duvidoso, a floresta para onde me dirigia abandonava os limites da floresta circundante de Konoha, minha casa e ‘família’, e passava a abranger uma vastidão que reinava sobre boa parte do País do Fogo. Até deixar as fronteiras da Folha, o que custou um bom par de horas, me aproveitei do quintal para abastecer a mochila com frutas da melhor qualidade, o cantil com água e  para pegar mais um punhado de plantas com cheiro forte de verde, boas para disfarçar o próprio aroma. Sabia o trajeto relatado dos chūnins apenas até certo ponto, o território completamente conhecido ficava para trás e a intensidade da mata aumentava em companhia da escuridão. Qualquer postura de total atenção e prontidão adotada até agora deveria ser no mínimo dobrada.

Não deixei de buscar indícios mesmo durante os cuidados próprios, um galho quebrado, uma folha rasgada de um jeito estranho, montinhos de grama fora do lugar. Há inúmeras formas de marcar vestígios das nossas próprias presenças, mesmo quando cuidamos para evitar. Ainda julgava a responsabilidade pela dificuldade em encontrar uma pista que fosse; era da vasta extensão e volume da floresta ou da competência dos procurados em esconder seus rastros?! Os recursos apanhados no caminho duraram por boas horas, o suficiente para economizar o que havia levado de casa. Depois que passei os limites do vilarejo, pouca coisa servia para estocar para mais tarde. Ao contrário do que a falsa lógica possa indicar, a quantidade oceânica de vegetação não torna mais fácil o encontro com frutos e comestíveis, no mínimo dificulta.  

Consegui tirar proveito da missão antes mesmo de desenvolver qualquer resultado. Conseguir talvez implique em tentativa, não foi o caso. Explorar escuridões antes não iluminadas, ser responsável por descobrir informações inéditas e fazer delas uma ferramenta de ajuda, a tensão da hostilidade, tudo causava uma sensação morna e familiar, remetente ao encanto da infância. Dias mais cedo apanhava para o dilema da escolha do próprio futuro, uma profissão que me tirasse da situação ruim e da pouca remuneração das missões, investigar mostrava-se uma atividade bastante satisfatória. Tive a certeza quando meus olhos se encontraram com a cor destoante em meio aos tons de verde predominantes.

HP [475/475] | CH [400/400] | ST [0/5]

Considerações:

Condições do personagem: Estou em completo estado de alerta, observação e cautela nos movimentos (incluindo respiração), tanto por estar em território desconhecido, quanto por identificar o sangue no tecido seis metros à frente. Pode parecer uma pista sólida e muita gente correria observar ou até mesmo pegar, mas também pode ser uma armadilha. Meus músculos estão tensionados e flexionados, prontos para um salto de distanciamento de qualquer encontro hostil que os sentidos identifiquem (o que não significa que saltarei, apenas estou pronto para, se preciso). Não encaixei na narração, mas usufrui das manipulações livres de chakra as quais tenho direito para proteger a parte das pernas suscetível a mordidas de animais pequenos/rastejantes, sem debilitar meu movimento.

Cenário e ambientação: Onde estou há espaço na vegetação o suficiente para liberdade dos movimentos próprios, dentro do lugar que me comporta. Um pouco mais atrás, um metro e meio, há uma árvore grande de tronco razoavelmente largo (o suficiente pra me esconder apenas).

Aparência e afins: A aparência do personagem é esta, tendo bolsas de equipamentos na coxa direita e um pouco acima da lombar.
Equipamentos:

+20 Kibaku Fuda
+5 Kunai
+5 Shuriken
+25m Fio
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. - em 4/2/2020, 12:01


[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. F3AFDB50AB24558311727CB40C23AE6813EFCD6E

Em todas as aldeias shinobi, os Genins eram vistos como os novatos e indefesos no meio das guerras e atividades de um ninja, mas para aqueles que se destacavam entre os muitos de sua idade era fácil identifica-lo como uma potencial arma para a aldeia. As preocupações que envolviam toda a escolha no Quartel começavam a aumentar quando aquele Jonin alertava que o jovem Kaguya havia partido pelos portões ao sudeste da mata do Fogo. Mal sabiam os velhotes do Quartel que o Genin era tão habilidoso quanto eles, astucioso e cuidadoso ao se mover em um ambiente totalmente desfavorável e desconhecido, não ousando desafiar a própria mãe natureza e seus animais e peçonhas. Intrigante era o fato de um grupo de Chunins ser enviado para esta mata, mesmo que alertados dos perigos que habitavam cada galho, arbusto e árvores ocas. Os ventos que sopravam por cada canto da floresta não faziam sentido dentro do verão que o País do Fogo enfrentava, era frio, intenso, as folhagens soavam como vozes que sussurravam nos ouvidos do Genin e lentamente ele poderia identificar um padrão em cada palavra que surgia entre os barulhos de folha. — As crianças... — As primeiras palavras podiam ser facilmente identificadas quando o Kaguya tocasse o pedaço de roupa úmida e mancha de vitalidade humana. Poucos metros à frente, arvores completamente marcadas por um tipo de lamina grossa, galhos quebrados e uma fumaça que deixava o chão como um fogo recém apagado. Ele deveria continuar sua busca.

Considerações:
— Caminho Chunin [03/10]
— Você tem liberdade para acrescentar algum detalhe ao ambiente.
— Ao final do turno achará mais um pedaço de roupa, este preso a um galho extremamente afiado e com marcas de sangue por ele todo.
— Qualquer duvida meu discord está na assinatura.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. - em 4/2/2020, 22:30



[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. E283cbb54c91dd6df9f3c002889757fc
aves da Folha


Há uma diferença súbita e quase palpável entre a atmosfera do interior de uma floresta selvagem e pouco pisada e qualquer outro ambiente, natural ou não. Em boa parte dos lugares a cautela costuma vir da consciência de algo que pode nos causar problemas, é um sentido ativo e consciente que busca nos afastar desse algo. Usualmente é fácil identificar essas ameaças, controlar a cautela e não a deixar se aventurar para o lado do medo, mas a partir do momento em que você penetra os limites externos da natureza nesse estado, a cautela e o medo misturam-se um ao outro e a você mesmo. Passam a cutucar cada pedaço de célula e fazem despertar cantos primitivos da consciência, partes talvez ligadas aos ancestrais em seu ápice da adaptação e evolução.

Foi preciso uma infância inteira, incontáveis situações íntimas da morte e um excelente eremita para tirar de mim a mescla de cautela e medo no interior das matas. Passei a sentir-me confortável e em casa, ainda sem deixar de lado o oceano de perigos oferecidos pela selvageria. Quando senti a cautela me cumprimentar novamente depois de tantos anos, primeiro imaginei estar sendo atacado e com os instintos a plenos pulmões, gritando para correr. Foi um encontro desconfortável, mas a sensação de lar ainda persistia ao meu lado e atentava ao fato de estarmos em território novo, desconhecido. Eu daria completa razão a essa observação, mas o medo não demorou a acenar e se aproximar da companheira. Deixei-os coexistirem por poucos segundos e os chutei.

Observei e abracei cada detalhe por onde passei, seja pela curiosidade de um lugar novo ou pela necessidade da função. Os sussurros das árvores corriam com facilidade em meio a falta de luz, quase tão perceptíveis quanto uma voz suave. Não me importei até a terceira vez em que as ouvi dialogar, na quarta passei a mão no pano ensanguentado logo à frente, desloquei do meu ombro um pedaço comprido e afiado de osso e me aprofundaria nos sinais de confronto cada vez mais nítidos, se a voz não vibrasse por todo meu ser; - As crianças...

Não soube dizer se a voz ecoava do ar até meus ouvidos ou se era projetada diretamente nos pensamentos. Independente da opção, o sinal de degradação mental era evidente e sem motivo conhecido, somava-se a coleção de indícios desagradáveis e acentuava a cautela. Guardei o tecido ensanguentado e não pude deixar de notar que o líquido ainda o umedecia, talvez absorvido há não muito. Inundei-me na revigorante e preocupante possibilidade e esperança de estar logo atrás dos meus companheiros, cenário que não havia tocado a mente dadas as informações passadas pelo ninja da Folha. Retomei o caminho, ainda mais atento e incapaz de esquecer a voz, a fumaça densa rente ao solo enfolharado pouco se assemelhava a névoa e dificultava a procura por rastros ou quaisquer outros indícios rastejantes, mas não impedia o sangue de brilhar e se destacar novamente em outro tecido rasgado pendendo não muito longe, mesmo com pouca luz.

HP [475/475] | CH [400/400] | ST [0/5]

Considerações:

Condições do personagem: Continuo em meu estado de alerta, observação e cautela nos movimentos (incluindo respiração). Continuo a manter as mesmas considerações sobre a nova pista, por mais que a primeira tenha parecido promissora. Afinal, nada mais convincente que uma boa isca. Os músculos estão tensionados e flexionados, prontos para um salto de distanciamento de qualquer encontro hostil que os sentidos identifiquem (o que não significa que saltarei, apenas estou pronto para, se preciso). Usei uma manipulação sem gasto para retirar uma lâmina de osso bastante semelhante a Tsubaki no mai, mas certamente mais fraca por conta do rank. Continuo a me proteger nas pernas contra as adversidades da natureza.

Sobre a fumaça, mentalmente meu personagem está cultivando estranheza a respeito das suas características que aparentemente a distinguem de névoa e a colocam como um elemento suspeito, talvez perigoso.

Cenário e ambientação: Onde estou há espaço na vegetação o suficiente para liberdade dos movimentos próprios, dentro do lugar que me comporta (um pouco menos que no post anterior). Assim como na primeira vez, estou parado e a buscar por indícios de emboscada ou armadilha, com o novo tecido ensanguentado em vista e não muito distante.

Aparência e afins: A aparência do personagem é esta, tendo bolsas de equipamentos na coxa direita e um pouco acima da lombar.
Equipamentos:

+20 Kibaku Fuda
+5 Kunai
+5 Shuriken
+25m Fio
Descrições:


[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. Latest?cb=20150306152046&path-prefix=pt-br
Shikotsumyaku
Shikotsumyaku é a kekkei genkai do extinto clã Kaguya, que dava a eles a habilidade de manipular suas próprias estruturas esqueléticas (seus osteoblastos e osteoclastos). Ao infundir chakra ao cálcio, eles podem manipular o crescimento e as propriedades de seus ossos como bem quiserem. Essa habilidade parece ser rara entre os membros do clã, já que Kimimaro era o único a possuí-la entre seu clã inteiro.

Aparentemente, essa habilidade dá ao usuário uma estrutura óssea única, já que quando Kimimaro estava muito doente, Kabuto Yakushi alegou que havia muita pouca informação sobre seu corpo para dar qualquer tratamento médico. Após injetar o DNA de Kimimaro em si mesmo, Kabuto pôde ter acesso a essa kekkei genkai que ele usa através de um clone de Kimimaro, que emerge da base de sua cobra do umbigo. As principais capacidades do Shikotsumyaku são permitir que o usuário manipule tanto a velocidade do crescimento dos ossos como também o local dos depósitos de cálcio. Isso permite criar armas de ossos que podem ou sair de qualquer parte do corpo ou serem puxadas e usadas como armas de mão, e até mesmo atirar pedaços dos ossos como projéteis de longo alcance. Qualquer osso que é removido do corpo se regenera imediatamente, assim como a pele que é danificada na remoção dos ossos. Usuários podem aumentar a densidade dos ossos criados, tornando-os mais fortes do que aço. Isso não só torna as armas criadas mais poderosas, mas também torna o corpo virtualmente indestrutível; os ossos podem até mesmo suportar uma lâmina infundida de chakra, que é geralmente suficiente para cortar qualquer coisa.

Pela demonstração dos dois únicos usuários dessa habilidade, Kimimaro e Kabuto, várias técnicas possuem nomes de flores. Muitas delas são também danças de espada baseadas em taijutsu, que são usadas para luta corpo-a-corpo e defesa. Porém, como Kimimaro demonstrou, os ossos podem também crescer a um volume muito grande, e provavelmente crescerem por cada um, como uma forma de um ninjutsu, e que ele pode emergir de qualquer um desses ossos.

Orochimaru cobiçou muito essa habilidade, afirmando que a kekkei genkai dava ao usuário uma estrutra óssea impenetrável, que pode resistir a qualquer tipo de ataque físico. Além do mais, se um usuário partir para a ofensiva, ele pode instantaneamente tornar seu corpo na lança mais afiada. O Shikotsumyaku é considerado como a habilidade suprema de taijutsu, fato que é mantido em alta consideração.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. - em 5/2/2020, 13:30


[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. F3AFDB50AB24558311727CB40C23AE6813EFCD6E

Florestas são conhecidas pela vasta biodiversidade existente em toda sua fauna e flora. Algumas de fato representam perigo para a humanidade e outras abraçavam os homens como fieis parentes. De modo certamente intrigante, a conhecida floresta que circundava toda a Aldeia Oculta da Folha parecia sofrer naquela região, onde o vivo verde das folhas se degradava a cada segundo em um tom escuro beirando a cor ausência de vida. O solo que aparentava uma extrema fertilidade se tornava arenoso a cada passo, úmido, lamacento e até mesmo inundado em alguns cantos. As raízes, que deveriam ficar abaixo da superfície, já sentiam a insuficiência de minerais e água límpida para que as árvores sobrevivessem. O próprio chão exalava o odor da decomposição de todos aqueles compostos orgânicos, liberando o gás metano para as narinas dos seres que ainda resistiam à morte. Ainda pelo solo, uma densa nevoa se formava quanto mais profunda era a jornada do Genin, inalando o nevoeiro e sofrendo com um certo delírio, este que tão pouco fazia sentido quando as folhas diziam as palavras

O grupo de Chunins enviado para a missão de reconhecimento partia semanas atrás na parte da manhã com a informação de que uma mulher grisalha havia sido avistada ao Sudeste da floresta. Viajantes e mercadores alegavam que a presença da idosa estava adoecendo a floresta e que aos poucos tudo se tornava morto. Pouco havia sido contado, mas a cada dia a floresta estava cada vez pior, toda a vida estava sendo transformada em algo decomposto. Muitos acreditavam que havia visto a própria morte rondando aquele local. Konoha não poderia deixar que aquilo fosse adiante e assim o grupo enviado havia sido perdido.

Outros relatos chegavam aos ouvidos do Quartel General que imediatamente escolheram o Kaguya. O pano manchado e as vozes eram apenas o começo dos acontecimentos. Muitos rastros haviam sido deixados, galhos quebrados, pegadas, troncos manchados, ranhuras e por fim as vozes. A cada sopro gélido a nevoa aumentava e as folhas conversavam com o jovem, dessa vez soando ainda mais fantasmagóricas. — estão... — uma nova palavra seria reconhecida no terceiro cantar das folhas. Seguindo em frente naquele ambiente hostil, muitos animais seriam encontrados mortos, pássaros, cervos, e sempre nos estados mais profundos de putrefação. Parecia uma trilha de cadáveres que indicavam o caminho.

Considerações:
— Caminho Chunin [04/10]
— Você tem liberdade para acrescentar algum detalhe ao ambiente.
— Ao final do turno achará a trilha de animais mortos e em decomposição e deve perceber que eles formam um caminho para uma região ainda mais escura da mata.
— Qualquer duvida meu discord está na assinatura.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. - em 5/2/2020, 16:44



[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. E283cbb54c91dd6df9f3c002889757fc
aves da Folha


Apesar da dificuldade imposta com cenário e suas modificações pouco aparentes a naturais, tive a sorte ou competência de colocar-me a seguir o rastro do que parecia ser uma situação de batalha. Cerrei o punho entorno do cabo da lâmina improvisada, logo ao ter o corpo feito de estrada pelo arrepio trazido com a voz espectral. - Estão... Fazendo algo ou em algum lugar, certamente. O que me incomodava naquele momento era a decisão de aguardar a continuação e o sentido das palavras ou me afastar e da hostilidade do solo e da fumaça, estranha desde a primeira vez que nos encontramos. O cenário havia piorado a partir de certo ponto, já não sabia identificar precisamente o tipo de floresta ou o que seria possível encontrar em um interior tão profundo, escurecido e devastado.

Deixei de diferenciar as espécies que compunham a trilha de decomposição exposta mais à frente depois que contei o quinto animal. O cheiro era terrível por onde fosse sua extensão, mas próximo aos cervos e outros animais de porte maior seria difícil passar sem proteger o nariz. Não era mais seguro e recomendável caminhar pelo solo, como caminho teria que bastar os galhos grossos das árvores que se ligavam em uma extensa rede de vegetação, para todos os lados. Seria difícil seguir a trilha do alto se os rastros não fossem tão marcantes e chamativos. Enquanto me deslocava ao lado da cautela, não deixava de trabalhar nas possibilidades que levariam ao que eu estava presenciando. No mínimo uma coisa era certa, algo na floresta estava acabando com boa parte da vida do lugar, assumir o pior a respeito das minhas buscas não só era sensato, como também trazia grande quantidade de cuidado a respeito da minha própria segurança. Apesar das reflexões, seguiria com a missão até sua completa conclusão, para bem ou para mau.

HP [475/475] | CH [400/400] | ST [0/5]

Considerações:

Condições do personagem: Continuo em meu estado de alerta, observação e cautela nos movimentos (incluindo respiração). Os músculos estão tensionados e flexionados mesmo enquanto em movimento (mas sem exigir demais, sem chegar ao ponto de prejudicar meu gasto de energia e capacidades), prontos para um salto de distanciamento de qualquer encontro hostil que os sentidos identifiquem (o que não significa que saltarei, apenas estou pronto para, se preciso). Continuo a me proteger nas pernas contra as adversidades da natureza.


Cenário e ambientação: Salto de galho em galho, em velocidade o suficiente para o tempo render no decorrer do percurso, mas também mantendo a máxima efetividade na busca e proteção. No máximo cinco metros acima do solo, já longe da fumaça.

Aparência e afins: A aparência do personagem é esta, tendo bolsas de equipamentos na coxa direita e um pouco acima da lombar.
Equipamentos:

+20 Kibaku Fuda
+5 Kunai
+5 Shuriken
+25m Fio
Descrições:


[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. Latest?cb=20150306152046&path-prefix=pt-br
Shikotsumyaku
Shikotsumyaku é a kekkei genkai do extinto clã Kaguya, que dava a eles a habilidade de manipular suas próprias estruturas esqueléticas (seus osteoblastos e osteoclastos). Ao infundir chakra ao cálcio, eles podem manipular o crescimento e as propriedades de seus ossos como bem quiserem. Essa habilidade parece ser rara entre os membros do clã, já que Kimimaro era o único a possuí-la entre seu clã inteiro.

Aparentemente, essa habilidade dá ao usuário uma estrutura óssea única, já que quando Kimimaro estava muito doente, Kabuto Yakushi alegou que havia muita pouca informação sobre seu corpo para dar qualquer tratamento médico. Após injetar o DNA de Kimimaro em si mesmo, Kabuto pôde ter acesso a essa kekkei genkai que ele usa através de um clone de Kimimaro, que emerge da base de sua cobra do umbigo. As principais capacidades do Shikotsumyaku são permitir que o usuário manipule tanto a velocidade do crescimento dos ossos como também o local dos depósitos de cálcio. Isso permite criar armas de ossos que podem ou sair de qualquer parte do corpo ou serem puxadas e usadas como armas de mão, e até mesmo atirar pedaços dos ossos como projéteis de longo alcance. Qualquer osso que é removido do corpo se regenera imediatamente, assim como a pele que é danificada na remoção dos ossos. Usuários podem aumentar a densidade dos ossos criados, tornando-os mais fortes do que aço. Isso não só torna as armas criadas mais poderosas, mas também torna o corpo virtualmente indestrutível; os ossos podem até mesmo suportar uma lâmina infundida de chakra, que é geralmente suficiente para cortar qualquer coisa.

Pela demonstração dos dois únicos usuários dessa habilidade, Kimimaro e Kabuto, várias técnicas possuem nomes de flores. Muitas delas são também danças de espada baseadas em taijutsu, que são usadas para luta corpo-a-corpo e defesa. Porém, como Kimimaro demonstrou, os ossos podem também crescer a um volume muito grande, e provavelmente crescerem por cada um, como uma forma de um ninjutsu, e que ele pode emergir de qualquer um desses ossos.

Orochimaru cobiçou muito essa habilidade, afirmando que a kekkei genkai dava ao usuário uma estrutra óssea impenetrável, que pode resistir a qualquer tipo de ataque físico. Além do mais, se um usuário partir para a ofensiva, ele pode instantaneamente tornar seu corpo na lança mais afiada. O Shikotsumyaku é considerado como a habilidade suprema de taijutsu, fato que é mantido em alta consideração.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. - em 6/2/2020, 10:29


[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. F3AFDB50AB24558311727CB40C23AE6813EFCD6E

A coragem daquele garoto era impressionante. Mesmo diante de desafios e visões que jamais imaginou enfrentar ele reunia suas forças físicas e psicológicas para ir mais a fundo naquela floresta adoecida e sequer fraquejou em algum momento. Deixar o solo foi a escolha mais sabia que o garoto teve no decorrer de sua presença ali. Aos poucos, alguns animais se tornavam lamacentos e outros já começavam a sumir no leve declínio que o chão fazia, tornando-se um verdadeiro pântano de metano que consumir as raízes e boa parte do tronco e principalmente do solo da Floresta. O terceiro vento gélido cantava para as folhas a última palavra que formulava a frase amaldiçoada. No terceiro chacoalhar ele poderia discernir as silabas e formar a palavra final. — aqui. — Parecia um indicativo obvio, ele sabia que o grupo de Chunin estava na floresta e não precisaria ser avisado pelas árvores ou o que quer se fosse aquilo. Contudo, segundos após a última palavra o Genin encontraria um campo elevado dentro do pântano, aparentemente seco e... com três silhuetas dentro da mata. Duas elevadas na altura do topo das árvores e uma no chão, paralisada e aparentemente não ligava para a presença do garoto. Ele deveria se aproximar e com cautela analisar quem eram, mas assim que o fizesse ouviria um intenso riso feminino por todos os cantos de onde estava.

Considerações:
— Caminho Chunin [05/10]
— Você tem liberdade para acrescentar algum detalhe ao ambiente.
— Ao final do turno achará a silhueta das tres pessoas dentro da escuridão e quando se aproximar para ver o que ou quem são, vai perceber que se trata de uma garota no solo e dois garotos enforcados no topo das árvores. Os três possuem bandanas de Konoha e estão completamente sujos, machucados e ela está em um estado de choque absoluto que voce sequer vai conseguir tirar uma palavra dela.
— Qualquer duvida meu discord está na assinatura.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. - em 6/2/2020, 15:13



[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. E283cbb54c91dd6df9f3c002889757fc
aves da Folha


Gradativamente o cenário tornava-se “melhor”, deixando de abrigar o ritualístico amontoado de corpos espalhados por todos os cantos e dando lugar ao pântano intoxicante em aparência e possivelmente composição química também, não muito melhor que antes. Os saltos de galho em galho agora deveriam ser mais calculados, ainda mais cautelosos e infelizmente menos ligeiros. Não deixei de notar a diferença agradável ao me desfazer do ar infestado por fumaça, seja efeito placebo ou não. Porém, ainda pude ouvir o resquício da voz espectral que voltava para entregar o restante da mensagem.  

- As crianças estão aqui... Era algo que certamente eu já desconfiava, mas a confirmação também trazia um frio estranho ao corpo, quase supersticioso. Apertei o ritmo dos pulos dentro do que pude e o terreno começou a entrar em aclive, secando com o aumentar da altura. Não demorei a perceber silhuetas à frente, os olhos estavam sempre em movimento e o espaço entre a vegetação aumentava na pequena área que eu progredia. Contei três quando me aproximei e as batidas do coração diminuíram a distância umas das outras. Aproximei-me mais, rápido, rígido e preparado. O punho cerrado no cabo do osso embranquecia os nós dos dedos, ansiosos por resolver o que viria. Quando novamente os olhos encontraram o que deveria ser encontrado, a reação beirou o espanto, pena e indignação, mas os músculos não hesitaram ao soltarem-se e disparar.  

Com a mão destra arremessei o osso na corda que prendia o garoto da direita e na que mantinha o da esquerda alvejei com igual rapidez e desenvoltura, sacando uma kunai no compartimento mais próximo, acompanhado pela risada que pouco durou na minha concentração, mas ainda fora capaz de marcar como ferrete. Durante o percurso até ali meus pensamentos haviam buscado o entendimento de toda a situação da floresta. Para minha pessoa, que sempre teve o receio e cuidado com a degradação mental, a floresta fora uma experiência problemática. Psicológicos fracos naquela vegetação seriam crianças jogadas aos lobos. Quando a imagem de dois meninos pendurados pelo pescoço e uma garota em possível estado de choque inundou meu discernimento, o que se desenrolava ali desdobrou-se como um estalar. Sem deixar os movimentos dos braços encerrarem, me coloquei em toda velocidade na direção da menina. Talvez meus pensamentos e decisões também não estivessem completamente lúcidos, mas me pareceu mais seguro desmaiá-la para tirá-los dali em segurança. Voei em seu pescoço e tentei atingi-la com força e sutileza, tendo o desmaio como dano maior do ataque.

HP [475/475] | CH [400/400] | ST [1/5]

Considerações:

Condições do personagem: Continuo em meu estado de alerta, observação e cautela nos movimentos. Assim que identifiquei as silhuetas e apertei os passos, não demorei a ver a cena e me situar, por mais que eu possa estar equivocado.Meu personagem não teve tempo para analisar se estavam respirando, se aquilo tinha acabado de acontecer ou não, apenas agiu (não sem pensar, completamente consciente, mas agiu). Apesar de toda a situação, continuo a considerar tudo uma armadilha. Então é possível que e a menina tente me atacar durante o meu ataque, que os garotos surjam do nada com vida e energia para me matar, ou até que saia outra pessoa do mato e me finalize. Por isso mantenho os músculos preparados para estacar e recuar ou contra-atacar, se for necessário futuramente.




Cenário e ambientação: Estava 12m distantes do trio quando comecei meus movimentos. Ainda estava escondido e tomando cuidado com as dimensões do meu corpo na natureza, a direção de meus passos e a altura da minha respiração. Procurei me deslocar até o alvo pelo melhor caminho, apesar de eu pensar que a minha velocidade não requereria muitos passos em uma distância tão pouca.

Ataques/Defesas/Relacionados: Quando agi, primeiro mirei as duas cordas que prendiam ambos os garotos, de forma que  o osso e a kunai as cortassem e permanecerem fincadas (arma e osso) nos galhos que os mantinham, com 3 de força. Sem intervalo, até mesmo durante os últimos resquícios de movimento dos braços, "voei" na garota com toda minha velocidade, que é igual a 3 pontos. Caso haja uma defesa contra meu ataque, vou me afastar cinco metros para um espacinho onde comporta meu corpo seguramente e manter-me em alerta e posição de guarda fechada. Procurei narrar tentativa em todos os movimentos envolvendo outros personagens, mas caso tenha falhado, use esta consideração para ter certeza de que tudo foi uma tentativa.

Aparência e afins: A aparência do personagem é esta, tendo bolsas de equipamentos na coxa direita e um pouco acima da lombar.
Equipamentos:

+20 Kibaku Fuda
+5 Kunai
+5 Shuriken
+25m Fio
Descrições:


[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. Latest?cb=20150306152046&path-prefix=pt-br
Shikotsumyaku
Shikotsumyaku é a kekkei genkai do extinto clã Kaguya, que dava a eles a habilidade de manipular suas próprias estruturas esqueléticas (seus osteoblastos e osteoclastos). Ao infundir chakra ao cálcio, eles podem manipular o crescimento e as propriedades de seus ossos como bem quiserem. Essa habilidade parece ser rara entre os membros do clã, já que Kimimaro era o único a possuí-la entre seu clã inteiro.

Aparentemente, essa habilidade dá ao usuário uma estrutura óssea única, já que quando Kimimaro estava muito doente, Kabuto Yakushi alegou que havia muita pouca informação sobre seu corpo para dar qualquer tratamento médico. Após injetar o DNA de Kimimaro em si mesmo, Kabuto pôde ter acesso a essa kekkei genkai que ele usa através de um clone de Kimimaro, que emerge da base de sua cobra do umbigo. As principais capacidades do Shikotsumyaku são permitir que o usuário manipule tanto a velocidade do crescimento dos ossos como também o local dos depósitos de cálcio. Isso permite criar armas de ossos que podem ou sair de qualquer parte do corpo ou serem puxadas e usadas como armas de mão, e até mesmo atirar pedaços dos ossos como projéteis de longo alcance. Qualquer osso que é removido do corpo se regenera imediatamente, assim como a pele que é danificada na remoção dos ossos. Usuários podem aumentar a densidade dos ossos criados, tornando-os mais fortes do que aço. Isso não só torna as armas criadas mais poderosas, mas também torna o corpo virtualmente indestrutível; os ossos podem até mesmo suportar uma lâmina infundida de chakra, que é geralmente suficiente para cortar qualquer coisa.

Pela demonstração dos dois únicos usuários dessa habilidade, Kimimaro e Kabuto, várias técnicas possuem nomes de flores. Muitas delas são também danças de espada baseadas em taijutsu, que são usadas para luta corpo-a-corpo e defesa. Porém, como Kimimaro demonstrou, os ossos podem também crescer a um volume muito grande, e provavelmente crescerem por cada um, como uma forma de um ninjutsu, e que ele pode emergir de qualquer um desses ossos.

Orochimaru cobiçou muito essa habilidade, afirmando que a kekkei genkai dava ao usuário uma estrutra óssea impenetrável, que pode resistir a qualquer tipo de ataque físico. Além do mais, se um usuário partir para a ofensiva, ele pode instantaneamente tornar seu corpo na lança mais afiada. O Shikotsumyaku é considerado como a habilidade suprema de taijutsu, fato que é mantido em alta consideração.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. - em 6/2/2020, 18:55


[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. F3AFDB50AB24558311727CB40C23AE6813EFCD6E

A rapidez do Kaguya mostrava toda a sua frieza e preparo psicológico para aquela missão e aos poucos era compreensível os motivos do quartel ter escolhido o garoto para a floresta. Sem hesitação em seus movimentos, rapidamente retirou ambos os garotos pendurados, mas, como era se esperar, já estavam naquela forma a muito tempo e tanto seus pescoços como o oxigênio em seus pulmões já não possuíam mais vida e estavam entregues para a morte. Ele não deveria se culpar em momento algum, nem mesmo se tivesse sido mais rápido seria capaz de salvar a vida dos garotos, mas ainda poderia entrega-los para um funeral apropriado em Konohagakure no Sato. A garota, desmaiada pelo golpe preciso de Taijutsu, aparentava boa saúde física, apesar de arranhões em seu rosto e braço. Caso não houvesse apagado a garota, poderia tentar uma abordagem lenta para estimular a adrenalina em seu corpo e obter ajuda para carregar os garotos, mas agora havia três pesos a serem levados por um único homem. Sua missão estava quase completa e bastava deixar aquele local, e deveria fazer isso procurando a melhor maneira de atravessar o pântano ou acordar a garota de seu ataque. Quanto mais demorasse, maior seriam os ventos que atingiam o grupo, gélidos, carregando um peso que atingia o psicológico de cada um e, como os outros, carregava uma voz fantasmagórica e dessa vez incompreensível.

Considerações:
— Caminho Chunin [06/10]
— Você tem liberdade para acrescentar algum detalhe ao ambiente.
— Você tem que levar os tres de volta a vila, vivos ou mortos. Como apagou a garota (eu não esperava por isso), terá que acordar ela se quiser uma ajuda ou carregar os tres ao mesmo tempo. As vozes ficam cada vez mais altas como se algo se aproximasse de voce.
— Qualquer duvida meu discord está na assinatura.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. - em 6/2/2020, 22:46



[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. E283cbb54c91dd6df9f3c002889757fc
aves da Folha


Senti o mindinho acertar e carregar consigo o peso de mais três dedos, uma mão, um braço, um corpo inteiro calculista e gentil, colocando-a nos braços antes de atingir o chão. A caminho da menina, antes do golpe, já supunha a falta de vida em ambos os garotos, não houve reação alguma enquanto eu me aproximava ou qualquer indício de fôlego em busca de vida. Nem mesmo quando caíram, foram apenas corpos rendidos a gravidade e ao sono profundo, ainda mais que aquela floresta.

O murmúrio das árvores e do vento estava mais alto em comparação as vozes de mais cedo, voltar pelo mesmo caminho me causava uma sensação receosa, mas julgava ser mais rápido que desbravar uma nova trilha. Sobre ser mais seguro, eu deveria confiar nas minhas habilidades, estava em uma situação que ninguém além delas poderia me tirar. Deitei suavemente o corpo da garota na melhor parte do solo próximo que pude encontrar, aproximei os dois corpos e os despi com a devida pressa que o cenário exigia e com o respeito que jamais deixaria de prestar a um companheiro caído. Retirei apenas os seus coletes, que por si só pesariam na caminhada. Porém, também levei separado comigo tudo que a vestimenta acolhia, incluindo as bolsas de armamentos e seus conteúdos. Somei à bagagem no interior da roupa as duas bandanas, evitando perde-las.  

As estaturas dos dois corpos eram de garotos, apesar de ambos serem chūnin. Em relação a minha pessoa, pareciam adolescentes um pouco mais jovens que eu. Acomodei-os nas minhas costas, cada face para um lado, os braços para baixo, paralelos a coluna. Fiz os ossos crescerem em ambas as laterais do meu tronco, abraçando-os firmemente e prendendo-os a mim. Por estar desacordada e poder estranhar toda a situação em uma possível lucidez, piorando as coisas de inúmeras formas, a garota seria levada nos braços com a cabeça cuidadosamente apoiada na curva do antebraço.  

Parei duas vezes para arrumar a posição de um ou dois ossos e verificar se a sobrevivente estava minimamente bem. Não tinha muito conhecimento sobre cuidados médicos, mas sabia reconhecer uma respiração saudável e um coração em bom ritmo. Apesar do volume e quantidade, os três não ofereciam uma resistência tão grande ao corpo, pelo menos até o fim, que agora era início, da trilha de animais mortos.

HP [475/475] | CH [300/400] | ST [3/5]

Considerações:

Condições do personagem: Continuo em meu estado de alerta, observação e cautela nos movimentos. Imagino que força 3 me dê capacidade para sair do pântano com os três sendo carregados, um ponto pra cada hehe. Mas caso não seja, começo a narrar o cansaço na próxima. Coloquei os dois corpos nas minhas costas, em paralelo com a coluna (em pé), de costa um para o outro e com os braços para baixo. Os ossos foram provenientes da karamatsu no mai, controlando-os para saírem no tamanho necessário e lugar certo, com força correta. Mantenho atenção sobre a garota também, cuidando as reações agressivas ou assustadas que possa ter.

Cenário e ambientação: Farei o caminho de volta pelo solo apenas por onde as arvores não conseguirem comportar o peso dos quatro, caso contrário é pelo alto que irei. Limpei um lugar improvisado para descansar por alguns segundos e logo continuar. Ah, se puder definir o que eu peguei nos corpos por gentileza.

Aparência e afins: A aparência do personagem é esta, tendo bolsas de equipamentos na coxa direita e um pouco acima da lombar.
Equipamentos:

+20 Kibaku Fuda
+5 Kunai
+5 Shuriken
+25m Fio
Descrições:


[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. Latest?cb=20150306152046&path-prefix=pt-br
Shikotsumyaku
Shikotsumyaku é a kekkei genkai do extinto clã Kaguya, que dava a eles a habilidade de manipular suas próprias estruturas esqueléticas (seus osteoblastos e osteoclastos). Ao infundir chakra ao cálcio, eles podem manipular o crescimento e as propriedades de seus ossos como bem quiserem. Essa habilidade parece ser rara entre os membros do clã, já que Kimimaro era o único a possuí-la entre seu clã inteiro.

Aparentemente, essa habilidade dá ao usuário uma estrutura óssea única, já que quando Kimimaro estava muito doente, Kabuto Yakushi alegou que havia muita pouca informação sobre seu corpo para dar qualquer tratamento médico. Após injetar o DNA de Kimimaro em si mesmo, Kabuto pôde ter acesso a essa kekkei genkai que ele usa através de um clone de Kimimaro, que emerge da base de sua cobra do umbigo. As principais capacidades do Shikotsumyaku são permitir que o usuário manipule tanto a velocidade do crescimento dos ossos como também o local dos depósitos de cálcio. Isso permite criar armas de ossos que podem ou sair de qualquer parte do corpo ou serem puxadas e usadas como armas de mão, e até mesmo atirar pedaços dos ossos como projéteis de longo alcance. Qualquer osso que é removido do corpo se regenera imediatamente, assim como a pele que é danificada na remoção dos ossos. Usuários podem aumentar a densidade dos ossos criados, tornando-os mais fortes do que aço. Isso não só torna as armas criadas mais poderosas, mas também torna o corpo virtualmente indestrutível; os ossos podem até mesmo suportar uma lâmina infundida de chakra, que é geralmente suficiente para cortar qualquer coisa.

Pela demonstração dos dois únicos usuários dessa habilidade, Kimimaro e Kabuto, várias técnicas possuem nomes de flores. Muitas delas são também danças de espada baseadas em taijutsu, que são usadas para luta corpo-a-corpo e defesa. Porém, como Kimimaro demonstrou, os ossos podem também crescer a um volume muito grande, e provavelmente crescerem por cada um, como uma forma de um ninjutsu, e que ele pode emergir de qualquer um desses ossos.

Orochimaru cobiçou muito essa habilidade, afirmando que a kekkei genkai dava ao usuário uma estrutra óssea impenetrável, que pode resistir a qualquer tipo de ataque físico. Além do mais, se um usuário partir para a ofensiva, ele pode instantaneamente tornar seu corpo na lança mais afiada. O Shikotsumyaku é considerado como a habilidade suprema de taijutsu, fato que é mantido em alta consideração.


[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. 500px-Shikotsumyaku_en_la_Guerra
Karamatsu no Mai
Rank: A
Requerimentos:
Descrição: Kimimaro usa esta técnica para criar uma massa de espinhos afiados de ossos por todo o corpo. Estes espinhos parecem ramificar sua estrutura pré-existente esquelético ao invés de completamentar novos ossos. Kimimaro é ainda capaz de crescer esses ossos a um ritmo extremamente rápido para que eles possam esfaquear um adversário mesmo quando eles estão crescendo. Ele até pode usá-los para bloquear ou fazer armadilha para um oponente. Além de ser uma surpresa desagradável para os adversários, faz-lhe, basicamente, intocável a curta distância. Se um adversário iria começar a chegar perto dele, ele iria começar a girar rapidamente cortando o inimigo em várias áreas do seu corpo.

-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. - em 7/2/2020, 13:57


[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. F3AFDB50AB24558311727CB40C23AE6813EFCD6E

Meticulosamente, o garoto utilizava todas as suas forças para garantir que a família daqueles dois chunins tivessem a dignidade de se despedir de um caixão preenchido e não de algo simbólico e vazio por dentro. Sua velocidade e habilidades para evitar caminhos que não conhecia ajudava no retorno para a Aldeia, porém, o grande esforço físico que fazia poderia ser um fator determinante no que estava por vir naquela missão de resgate. As vozes que se aproximavam de alguma forma tomaram a dianteira do Genin, surpreendendo-o com um ataque que o levaria para o chão instintivamente. Ao certo evitaria o golpe projetado para mata-lo, buscando um local seguro para deixar os resgatados e combater o perigo que se aproximava. Com uma risada aguda e atrapalhada, um vulto negro descia a metros do Genin, completamente encapuzada permitindo que apenas alguns fios de cabelo grisalho deixassem seu capuz. — Sinto... eu sinto. Eu sinto o cheiro de um parente a quilômetros, garoto. — Lentamente aquele ser começava a se mover para a esquerda e direita continuamente, sempre retornando ao ponto central enquanto buscava implementar duvidas na cabeça do Genin. — Sabe, éramos guerreiros temidos, violentos... mas fomos traídos. Você deve conhecer a história, não? —

Considerações:
— Caminho Chunin [07/10]
— Você tem liberdade para acrescentar algum detalhe ao ambiente.
— No momento em que eu afirmo que voce desceu para o chão ao ser atacado, deve respeitar e realmente narrar descer. Considere uma area levemente aberta como aquela em que achou os Chunins, com um total de 50m sem árvores, somente um chão lamacento. Aqui você tem duas opções: Apenas reagir a todas as passagens narradas, respondendo e questionando quem está a sua frente ou pode partir para o ataque já. Lembre-se de arrumar sua stamina, acabou descontando um ponto a mais nesse seu ultimo turno.
— Qualquer duvida meu discord está na assinatura.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. - em 7/2/2020, 18:07



[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. E283cbb54c91dd6df9f3c002889757fc
aves da Folha


Havia peso e dificuldade ao carregar os três pelas árvores do pântano, mas meu corpo resistia mais que o esperado. Saltava ainda em pleno vigor quando a perturbação das vozes e um vulto veloz invadiram a mente e a rapidez dos olhos, pondo os músculos em reação instintiva e animalesca. Em meio ao salto, deixei que os corpos nas costas resistissem um pouco menos a gravidade e me inclinassem para trás, dando ângulo o suficiente para estacar o avanço no galho em que pousaria e tomar impulso repentino e veloz para o lado contrário, desviando por um segundo da mancha preta. Os estilhaços da madeira destruída faiscaram pelo ar até forrarem o chão, onde pousei e reduzi os ossos que seguravam as vítimas a poucos centímetros, acolhendo-os ao chão seco e seguro, dentro do possível.

Naquele momento eu poderia ter dado voz à minha curiosidade, escutando e presenciando a cena macabra e conseguido informações que poderiam ser importantes, mas há poucos segundos havia pousado os dois corpos que a minha mente não conseguia deixar de ligar àquela pessoa ou criatura. Todos teriam que se contentar com a cabeça da assassina. Pouca distância separava-nos naqueles instantes lentos de cálculo frio, percebi um padrão nos movimentos da inimiga mesmo com pouquíssimas demonstrações, remetiam ao bestial. Era ali que eu atacaria.

Pela terceira vez ela voltava ao centro da posição depois de alguns movimentos repetitivos, mas agora eu já estava a meio caminho e com a destreza do meu braço direcionada ao que poderia ser a cabeça ou pescoço do alvo. Sentia o prazer inicial da adrenalina banhando os músculos, afiando os pensamentos e melhorando os sentidos. Mergulhava nos resquícios primais da bestialidade que todo humano possui e nada mais importaria enquanto a vida da coisa não fosse tirada por meus ossos.  

HP [475/475] | CH [295/400] | ST [3/5]

Considerações:

Condições do personagem: Continuo em meu estado de alerta, observação e cautela nos movimentos. Apesar do meu ataque focar a possível cabeça/pescoço do alvo, meus sentidos e atenção também focavam as reações do corpo do oponente, facilitados pelo cálculo para encontrar o lugar certo a se atacar, sem a necessidade de contato visual direto.

Cenário e ambientação: Deixar os corpos no chão ao diminuir os ossos (sem recolher completamente), incluindo a menina desmaiada, fora junto aos movimentos de defesa e sem muitas regalias ao escolher onde, afinal, todos ali entenderiam as necessidades da falta de delicadeza em combate. O importante é chegar vivo na vila, no caso de quem tá vivo. Como disse que ele desceu há metros de mim, considerei 8m. Não é uma distância pequena, pessoas não conversam oito metros distantes, nem interações acontecem com frequência, e nem é muito longe, o suficiente para alcançá-la rapidamente.

Ataques, defesas e ações: Por estarmos separados por oito metros e eu ter utilizado velocidade máxima, estarei colado a ela em bem menos que um segundo se a tentativa ocorrer bem. Quando a ataquei com o braço direito, mirei o soco com duas estacas de ossos para frente, à frente da própria mão, objetivando perfurar o que vier pelo caminho (se não for danoso pra minha pessoa, claro. Se for, estacar e recuar é uma possibilidade que considero durante os movimentos) vide força 3 e resistência dos ossos.

O Karamatsu no Mai não é de uso instantâneo, como mostrado em todas as aparições na obra. Como não há regra específica de duração e gasto, imagino que seja bom senso considerar 5 de chakra por manutenção, com duração até a stamina aguentar. Por estarmos falando da capacidade nata de um Kaguya, imagino que seja justo, afinal, também tenho as manipulações livres de gasto e com limite de três ossos, habilidade essa que também usei. Não espero que meu oponente fique parado esperando o ataque ou defenda-se sem sair do lugar, não fazer isso é básico de um bom combatente. Logo, esperava um movimento para qualquer direção, salto, uma esquiva para os lados, flexão das pernas. Estava preparado para pegá-la durante o movimento de esquiva com as minhas três manipulações, fazendo três ossos crescerem até alcançarem-na (limite de 3m), assim como os ossos do karamatsu que, como visto também, permite a manipulação do tamanho e forma/direção dos ossos. Apenas na imagem descritiva da técnica (descrição) é possível ver mais de 20 ossos apontados para a frente do corpo, mas considerarei apenas quinze (também atingirão no máximo 3m). É importante ressaltar que as manipulações e o ataque são ações de reação a defesa em movimento, mas caso ela fique parada se defendendo e meu personagem identifique, o mesmo acontecerá.

Como também é básico das táticas de combate aproveitar de um ataque para contra-atacar, esse cenário também está sendo considerado por mim e os músculos estão preparados para cancelar ações e desviar/recuar, se necessário (não significa que farão necessariamente).

Certamente tentei narrar tudo como tentativas, tratando-se do outro personagem, mas caso haja um erro ou má interpretação, que fiquem considerados tentativas.

Aparência e afins: A aparência do personagem é esta, tendo bolsas de equipamentos na coxa direita e um pouco acima da lombar.

Buff's utilizados:
+ Pode-se calcular tudo, inclusive probabilidades de ação com perfeição. (Inteligência Matemática)
Equipamentos:

+20 Kibaku Fuda
+5 Kunai
+5 Shuriken
+25m Fio
Descrições:


[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. Latest?cb=20150306152046&path-prefix=pt-br
Shikotsumyaku
Shikotsumyaku é a kekkei genkai do extinto clã Kaguya, que dava a eles a habilidade de manipular suas próprias estruturas esqueléticas (seus osteoblastos e osteoclastos). Ao infundir chakra ao cálcio, eles podem manipular o crescimento e as propriedades de seus ossos como bem quiserem. Essa habilidade parece ser rara entre os membros do clã, já que Kimimaro era o único a possuí-la entre seu clã inteiro.

Aparentemente, essa habilidade dá ao usuário uma estrutura óssea única, já que quando Kimimaro estava muito doente, Kabuto Yakushi alegou que havia muita pouca informação sobre seu corpo para dar qualquer tratamento médico. Após injetar o DNA de Kimimaro em si mesmo, Kabuto pôde ter acesso a essa kekkei genkai que ele usa através de um clone de Kimimaro, que emerge da base de sua cobra do umbigo. As principais capacidades do Shikotsumyaku são permitir que o usuário manipule tanto a velocidade do crescimento dos ossos como também o local dos depósitos de cálcio. Isso permite criar armas de ossos que podem ou sair de qualquer parte do corpo ou serem puxadas e usadas como armas de mão, e até mesmo atirar pedaços dos ossos como projéteis de longo alcance. Qualquer osso que é removido do corpo se regenera imediatamente, assim como a pele que é danificada na remoção dos ossos. Usuários podem aumentar a densidade dos ossos criados, tornando-os mais fortes do que aço. Isso não só torna as armas criadas mais poderosas, mas também torna o corpo virtualmente indestrutível; os ossos podem até mesmo suportar uma lâmina infundida de chakra, que é geralmente suficiente para cortar qualquer coisa.

Pela demonstração dos dois únicos usuários dessa habilidade, Kimimaro e Kabuto, várias técnicas possuem nomes de flores. Muitas delas são também danças de espada baseadas em taijutsu, que são usadas para luta corpo-a-corpo e defesa. Porém, como Kimimaro demonstrou, os ossos podem também crescer a um volume muito grande, e provavelmente crescerem por cada um, como uma forma de um ninjutsu, e que ele pode emergir de qualquer um desses ossos.

Orochimaru cobiçou muito essa habilidade, afirmando que a kekkei genkai dava ao usuário uma estrutra óssea impenetrável, que pode resistir a qualquer tipo de ataque físico. Além do mais, se um usuário partir para a ofensiva, ele pode instantaneamente tornar seu corpo na lança mais afiada. O Shikotsumyaku é considerado como a habilidade suprema de taijutsu, fato que é mantido em alta consideração.


[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. 500px-Shikotsumyaku_en_la_Guerra
Karamatsu no Mai
Rank: A
Requerimentos:
Descrição: Kimimaro usa esta técnica para criar uma massa de espinhos afiados de ossos por todo o corpo. Estes espinhos parecem ramificar sua estrutura pré-existente esquelético ao invés de completamentar novos ossos. Kimimaro é ainda capaz de crescer esses ossos a um ritmo extremamente rápido para que eles possam esfaquear um adversário mesmo quando eles estão crescendo. Ele até pode usá-los para bloquear ou fazer armadilha para um oponente. Além de ser uma surpresa desagradável para os adversários, faz-lhe, basicamente, intocável a curta distância. Se um adversário iria começar a chegar perto dele, ele iria começar a girar rapidamente cortando o inimigo em várias áreas do seu corpo.

-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. - em 7/2/2020, 21:18


[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. Tumblr_inline_nuojuxmaoO1spg4o9_1280

A ferocidade do clã Kaguya era algo invejável entre muitos ninjas que conheciam a dramática história do clã que um dia foi massacrado. Aos poucos, muitos sobreviventes da linhagem guerreira davam as caras por todos os países shinobi e aquela ocasião não era diferente de todas as outras já vistas. O vilão ou vilã presente naquela espécie de ringue entre a floresta não demonstrava sequer um sinal de preocupação com o avanço rápido dos ataques físicos do Genin, ao contrário, permanecia em seu movimento repetitivo até ser finalmente atingida pela curta distância que possuíam. Seu corpo, atingido pelos inúmeros cortes dos ossos se despedaçava em uma espécie de jutsu de clonagem, envolvendo a própria lama que estava presente em toda a mata. Apesar da básica técnica de clonagem, ela era mais do que eficiente para que a luta se prolongasse por mais algum tempo e o inimigo obtivesse o que ele realmente queria: o corpo sadio da jovem Chunin.

Em poucos segundos após a técnica de clonagem ser derrotada pelo Kaguya, metros atrás do mesmo outra forma bestial se erguia do solo posicionada exatamente a direta da Chunin, tocando seu rosto com uma kunai, marcando as bochechas rosadas com um fino corte que permitia que o filete escarlate escorresse lentamente. — Fique calmo, querido. Logo tudo isso acabará. — A voz seguia na direção contraria do próximo clone, surgindo a cerca de dez metros do Genin. O ser bestial revelava seu rosto, consumido pelos longos anos de vida, como uma velha que reunia cada força que lhe restava para sobreviver. Apesar de sua aparência, demonstrava claras aptidões físicas e uma enorme experiência de combate ao apresentar uma enorme técnica de seu clã. Seus ossos recebiam uma quantidade enorme de chakra capaz de manipula-los da forma mais agressiva conhecida pela anciã, envolvendo os próprios braços em uma lança espiral esbranquiçada. A outra mão, buscava a coluna que se expandia para fora de sua pele, como um enorme chicote ensanguentado. Sua velocidade, apesar de superior, ainda garantia a percepção para o Genin que, se não se defendesse, teria os movimentos paralisados pelo chicote ósseo e posteriormente seria perfurado pela lança.

Usados:
Tessenka no Mai: Hana
Rank: S
Requerimentos: —
Descrição: Esta técnica é a segunda metade da quarta dança de Kimimaro. Para obter a arma mais dura e absolutamente forte uma quantidade considerável de chakra é necessário. Melhorada para uma maior solidez no grau máximo, devido à compressão densa, a arma de osso é excessivamente grande. Seu poder destrutivo não tem sentido se o golpe não se conecta com o adversário, Kimimaro primeiro liga o adversário com uma "vinha".

Tessenka no Mai: Tsuru
Rank: S
Requerimentos: —
Descrição: A primeira metade da dança do quarto de Kimimaro. Com o Shikotsumyaku, Kimimaro pode modificar e retirar sua própria coluna vertebral, e regenerar uma coluna nova para substituí-lo. Entre os ossos nas lacunas não há cartilagem que permite uma flexibilidade, o que torna possível a dobrá-lo como se fosse um chicote. Com habilidades de estimativa média junto com a faixa impossível estende-se, a esquiva é difícil. As saliências sobre as vértebras são modificadas para torná-los mais fortes e mais nítidos. Ele segue com Dança da Clematite: Flor para perfurar o oponente imobilizado

Doton: Kage Bunshin
Rank: B
Requerimentos: Kage Bunshin no Jutsu.
Descrição: O usuário cria um clone de sombra feito de barro. Ao contrário da maioria das técnicas de clonagem, depois de ser atingido, o clone pode se reformar.
Considerações:
— Caminho Chunin [09/10]
— Ao sofrer com o seu ataque ela se desfez completamente em barro, retornando para o solo e o mesmo clone se resturava em suas costas, acariando o rosto da Chunin sobrevivemente. Quanto ao reaparecimento, agora sim da vilã original, ela está a trinta metros de você com uma velocidade de cinco pontos. Ela disparou em sua direção assim que removeu a coluna para preparar o chicote e este possui um total de quatro metros, e a lança possui um metro a mais que o braço dela, considere um total um metro e vinte centimetros de lança. O ataque foi simples e sem muitas considerações, ela começará o ataque de fato assim que estiver a quatro metros de você, tentando prende-lo com o chicote e se ela o fizer, perfurará seu peito com a lança de ossos. Acredito e confio que não terá dificuldade em se defender do ataque, pode me procurar no discord qualquer duvida. Sim, se o ataque pegar ele será fatal. No seu turno, narre a defesa e o ataque, sendo que o ataque deve ser narrado afirmando acertar e, se atacar para matar, pode afirmar que a anciã foi morta e seu clone desfeito. A garota acordará no final do turno e deve acalma-la, assim vai conseguir ajuda para deixar a floresta que lentamente começa a se regenerar de toda a doença que estava se espalhando.
— Qualquer duvida meu discord está na assinatura.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. - em 8/2/2020, 19:50



[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. E283cbb54c91dd6df9f3c002889757fc
aves da Folha


Soube que tinha falhado no ataque no mesmo instante que os ossos perfuraram a cabeça daquilo. A consistência pouco parecia humana, macia e maleável demais. Não houve muito tempo entre a dedução e a procura dos olhos pela verdadeira inimiga, mas os ouvidos foram mais rápidos. Logo atrás, outra forma idêntica materializava-se próxima o suficiente para manter a arma contra o rosto da chūnin e deixá-la refém da sua vontade. Porém, no lado oposta a voz tornava a ecoar, ainda mais fria e penetrante.  

Dessa vez os olhos foram rápidos e focaram a criatura misteriosa em meio a revelação das suas feições, tão envelhecida e vivida quanto as árvores que nos cercavam. Não só os fragmentos de habilidades que a velha havia deixado escapar diziam a respeito do perigo que ela representava, também sentia algo estranho na base da coluna e no topo da cabeça, como se uma caravana de eletricidade tivesse corrido de um ponto ao outro. Lembrei da sensação que a marca no meu peito trazia quando misturada as células do corpo e não pude evitar o escape de um sorriso, rápido e arisco como uma lebre.  

Não havia dúvida sobre a origem da velha, por mais que eu soubesse pouco a respeito, seus movimentos traziam recordações de algo poderoso, antigo e muito vago do clã Kaguya. Eu sabia dos potenciais destrutivos e manipulativos do Shikotsumyaku, observá-la retirar gradativamente sua própria coluna me dava noção do quanto aquilo poderia ser problemático. Sua mão remexeu-se de forma antinatural e esculpiu uma formação floral para servi-la como lança, o que dessa vez tirou um sorriso sincero e voluntário. Apesar da raiva que queimava como combustível para os músculos, o cérebro também recebia parte dessa energia e a gastava apreciando a batalha.  

Não permaneci inerte enquanto minha oponente se armava. Antes mesmo da coluna deixar o interior da hospedeira, senti o calor das marcações negras se espalhar por toda a pele do corpo. Ao mesmo tempo, remexi os ossos do ombro esquerdo e tirei deles uma extensão que se esticava até o comprimento aproximado de uma katana. Diferente das estruturas anteriores, nessa havia uma boa quantidade do meu chakra. Era necessário, sentia que a decisão da batalha estava sendo colocada naquele ataque.  

Poucos segundos pairaram sobre a preparação de ambos os lados da batalha, lentos e corrosivos como lava. Ela segurava uma arma de curto alcance e outra de médio ou longo, não fazia sentido usá-las ao mesmo tempo se não fosse para se complementarem. Coloquei-me em guarda fechada, a katana óssea à frente do corpo em defesa do que se portava atrás e a velha disparou. Por um ínfimo instante pensei em encontrá-la, mas sua velocidade mostrava-se maior; ela dobrou o chicote com maestria em minha direção. O corpo permaneceu imóvel, duro e resistente como uma estátua monumental. Antes de ser enrolado pela coluna, a grande quantidade de estacas que me perfuravam de dentro pra fora cresceram por toda parte de provável impacto, como uma parede de trepadeiras espinhentas.  

Não houve resistência de outros sons quando o ranger das ossadas colidindo ecoou pela mata. Espantados há tempos, não ouvi qualquer canto ou zumbido de animais. O chicote enrolou-se contra os ossos que me defendiam e, no instante antes do momento que sua domadora o puxou de volta para aplicar a restrição, com força, diminuí quase completamente minha defesa e disparei contra ela através da brecha oportuna. Aos olhos nus e pouco treinados, talvez meu movimento até o lado da velha tenha soado como um teleporte. Aos dela, não passaram de passos velozes e nítidos, perigosamente imprevisíveis naquela situação. Desloquei com frieza e rapidez o braço que segurava a espada, a lâmina sedenta pelo pescoço. Golpeei-a com a força do ódio, da vingança, da adrenalina e dos músculos, senti a lâmina separar a carne e partir o osso, senti a dor de um impacto nas minhas costelas e meu pulmão perfurado.  

A força da pancada me arrastou por poucos metros pelo chão até ser consumida completamente. Os reflexos da velha ainda admiravam meu raciocínio, mesmo ao chão, ferido e com a escuridão na borda dos olhos. Calculei que seria rápido o suficiente para chegar ao seu lado e cortar a cabeça sem qualquer reação perigosa, mas meus cálculos se mostraram errados depois de muito tempo impecáveis. Passei a mão pela parte externa das costelas e pulmão direito, reconstruindo o único osso quebrado que julguei ter perfurado o órgão. - Desgraçada rápida. Conseguiu me atingir antes. Cuspi um punhado de sangue, olhei ao redor e a menina acordava aos poucos. Pelo menos o clone havia sumido.  

Mesmo estando um pouco atordoado ainda pude observar o desespero se espalhar pelas feições da garota conforme a consciência acordava e as memórias retornavam ao lugar onde pertenciam. - Está tud... bem. Konoha me... mandou... As palavras consumiram o que restava da minha consciência e tudo escureceu.  

Estávamos no mesmo lugar quando acordei, os dois corpos mais gentilmente postos ao chão, a garota mexendo em algumas coisas e os pássaros cantando novamente. A luz ainda se assemelhava bastante, o que dizia que pouco tempo havia se passado ou quase vinte e quatro horas inteiras. Encontrei as costelas com a mão e o sangue ainda estava pastoso, longe de secar, mas a ferida fechada e o pulmão aparentemente intacto. Respirei fundo uma, duas vezes e não havia sequer um resquício de dor. - Foi você?! Perguntei enquanto levantava. Julgando seu estado pouco tempo atrás, não imaginaria que ela fosse capaz de conduzir ninjutsus médicos, porém ela confirmou com a cabeça. Talvez aquele estado se desse pela falta de esperanças, pelo abandono da vila durante nossas demonstrações de dever e dedicação. Saber que havia alguém ali por ela e que ela poderia estar ali por esse alguém, salvando-o da forma que não pôde salvar seus companheiros, é um bom fator de cura psicológica. Pensei em tentar conversar sobre como ela se sentia, mas o que sabia eu de sentimentos?! Como poderia confortá-la?! Apenas agradeci e a abracei.  

Organizamos em silencio rapidamente o que deveria ser organizado, cada um cuidou de um corpo e nos colocamos no caminho de volta. As palavras eram desnecessárias, cada um tinha plena ciência do que era preciso naquele momento e para onde deveríamos ir. A quietude do luto estava pesada, mesmo na presença do alívio trazido com a regeneração da floresta. Embalada e escondida onde a garota não conseguiria notar, levava comigo a cabeça do inimigo.  

HP [200/475] | CH [490/400] | ST [4/5]

Considerações:

Condições do personagem: Os danos sofridos pelo ataque que recebi foram curados pela chunin, mas não houve recuperação de hp. A costela quebrada foi reparada com uma manipulação das três que possuo por post. Levo comigo um corpo e que tinha separado anteriormente, deixando com a menina apenas suas coisas e o segundo corpo.

Cenário e ambientação: Estamos voltando pela mesma trilha já feita, imagino que seja um pouco mais rápido.  

Ataques, defesas e ações: Enquanto ela ainda tirava a coluna e formava a lança, ativei o Juin e retirei um osso quase do tamanho de uma Katana, através do Tsubaki no mai. Durante o processo de ser atacado até de fato ser "atingido", os ossos da técnica karamatsu no mai envolveram-se em torno de mim de formas aleatórias entre si mas padronizadas no lugar onde afetavam. O intuito disso foi criar uma espécie de barreira contra o chicote, fazendo-o enrolar nela e não no meu corpo em si.

Quando falamos do uso de um chicote, não podemos simplesmente arremessá-lo contra o oponente e esperar que ele se enrole e prenda-se sozinho, por mais que ele tenha espinhos. É necessário fazer uma força (por mais que por simples manejo) contra o movimento da arma, puxando-a de volta para firmar o "nó" no que for ser preso. Tenho conhecimento disso e me aproveitei dessa necessidade e, um instante antes de acontecer o puxão, diminui os ossos onde o chicote se prendia e "me livrei" das amarras fazendo com que repentinamente não houvesse onde elas se prenderem, deixando um espaço vago entre a coluna vertebral (vulgo chicote) e meu corpo.

Tendo essa liberdade de movimento sem que o inimigo esperasse (afinal, eu estava quase preso em sua técnica e prestes a receber o ataque), me movi com velocidade 4 (18m/s em 4m, bem rápido) até o seu lado e golpeei-a no pescoço. O intuito era ser rápido o bastante para aparecer ali e lhe arrancar a cabeça sem que houvesse contra-ataque (força 4), mas a velha foi rápida e conseguiu me atingir também, apesar de perder a cabeça ao mesmo tempo (foi mais um reflexo dela. O período de tempo em que as coisas ocorreram foi mt pequeno para ela pensar em desviar/se mover, assim como eu pensei sobre o ataque dela.

Sobre o ataque recebido, usei das duas manipulações de ossos que me restaram para criar duas camadas rápidas (rank C cada) sobre a área afetada, além de alguns ossos do karamatsu terem revestido externamente também.

Aparência e afins: A aparência do personagem é esta, tendo bolsas de equipamentos na coxa direita e um pouco acima da lombar.

Buff's utilizados:
+ Pode-se calcular tudo, inclusive probabilidades de ação com perfeição. (Inteligência Matemática)
+ Permite manusear com perfeição a arma escolhida. A arma escolhida deve ficar em evidência na ficha de personagem. (Perito Armamentista (Kenjutsu)
+ +200CH, +1FOR, +1VE (Tsuki no Juin)
Equipamentos:

+20 Kibaku Fuda
+5 Kunai
+5 Shuriken
+25m Fio
Descrições:


[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. Latest?cb=20150306152046&path-prefix=pt-br
Shikotsumyaku
Shikotsumyaku é a kekkei genkai do extinto clã Kaguya, que dava a eles a habilidade de manipular suas próprias estruturas esqueléticas (seus osteoblastos e osteoclastos). Ao infundir chakra ao cálcio, eles podem manipular o crescimento e as propriedades de seus ossos como bem quiserem. Essa habilidade parece ser rara entre os membros do clã, já que Kimimaro era o único a possuí-la entre seu clã inteiro.

Aparentemente, essa habilidade dá ao usuário uma estrutura óssea única, já que quando Kimimaro estava muito doente, Kabuto Yakushi alegou que havia muita pouca informação sobre seu corpo para dar qualquer tratamento médico. Após injetar o DNA de Kimimaro em si mesmo, Kabuto pôde ter acesso a essa kekkei genkai que ele usa através de um clone de Kimimaro, que emerge da base de sua cobra do umbigo. As principais capacidades do Shikotsumyaku são permitir que o usuário manipule tanto a velocidade do crescimento dos ossos como também o local dos depósitos de cálcio. Isso permite criar armas de ossos que podem ou sair de qualquer parte do corpo ou serem puxadas e usadas como armas de mão, e até mesmo atirar pedaços dos ossos como projéteis de longo alcance. Qualquer osso que é removido do corpo se regenera imediatamente, assim como a pele que é danificada na remoção dos ossos. Usuários podem aumentar a densidade dos ossos criados, tornando-os mais fortes do que aço. Isso não só torna as armas criadas mais poderosas, mas também torna o corpo virtualmente indestrutível; os ossos podem até mesmo suportar uma lâmina infundida de chakra, que é geralmente suficiente para cortar qualquer coisa.

Pela demonstração dos dois únicos usuários dessa habilidade, Kimimaro e Kabuto, várias técnicas possuem nomes de flores. Muitas delas são também danças de espada baseadas em taijutsu, que são usadas para luta corpo-a-corpo e defesa. Porém, como Kimimaro demonstrou, os ossos podem também crescer a um volume muito grande, e provavelmente crescerem por cada um, como uma forma de um ninjutsu, e que ele pode emergir de qualquer um desses ossos.

Orochimaru cobiçou muito essa habilidade, afirmando que a kekkei genkai dava ao usuário uma estrutra óssea impenetrável, que pode resistir a qualquer tipo de ataque físico. Além do mais, se um usuário partir para a ofensiva, ele pode instantaneamente tornar seu corpo na lança mais afiada. O Shikotsumyaku é considerado como a habilidade suprema de taijutsu, fato que é mantido em alta consideração.


[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. 500px-Shikotsumyaku_en_la_Guerra
Karamatsu no Mai Ativo
Rank: A
Requerimentos:
Descrição: Kimimaro usa esta técnica para criar uma massa de espinhos afiados de ossos por todo o corpo. Estes espinhos parecem ramificar sua estrutura pré-existente esquelético ao invés de completamentar novos ossos. Kimimaro é ainda capaz de crescer esses ossos a um ritmo extremamente rápido para que eles possam esfaquear um adversário mesmo quando eles estão crescendo. Ele até pode usá-los para bloquear ou fazer armadilha para um oponente. Além de ser uma surpresa desagradável para os adversários, faz-lhe, basicamente, intocável a curta distância. Se um adversário iria começar a chegar perto dele, ele iria começar a girar rapidamente cortando o inimigo em várias áreas do seu corpo.

[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. 4504801-9878196204-1V2zP
Tsubaki no Mai
Rank: B
Descrição: Kimimaro realiza esta técnica, modificando o úmero (osso do braço) de qualquer braço direito ou esquerdo para criar um curto, punho da espada ósseo. Desde que ele pode aumentar e comprimir a densidade dos seus ossos, ele pode fazer a espada mais resistente do que o aço. Ele então usa a espada para lutar; seu estilo usa cortes rápidos e estocadas para desabilitar oponentes rapidamente. Ele é extremamente hábil com esta espada e não pode, apenas desviar a shuriken, mas também deter um grande número de Clones de Sombra com esta técnica.


[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. 300?cb=20121119135603&path-prefix=pt-br
Juinjutsu
Requerimentos: 3 Stamina & Quest: Selo Amaldiçoado.
Descrição: Os Orochimaru no Juinjutsu (大蛇丸の呪印術, lit. Juinjutsu de Orochimaru) criam selos amaldiçoados criados e utilizados por Orochimaru.

Quando ativado, o selo amaldiçoado libera o próprio chakra do senjutsu de Orochimaru no corpo do usuário, garantindo melhorias comparáveis ​​ao Modo Sábio. O selo corrói o chakra do próprio usuário para sustentar seu estado ativado, como Anko Mitarashi observou, com consequências possivelmente fatais. Enquanto o usuário tem chakra suficiente para sustentar o estado, ele ou ela, em seguida, obtém chakra adicional para executar as habilidades que de outra forma teria sido incapaz, devido à exaustão. No entanto, este chakra adicional é separado e distinto do próprio chakra do usuário, alterando a sua assinatura chakra. O uso prolongado do selo amaldiçoado pode corroer o corpo e a mente do usuário devido ao chakra de Orochimaru estar presente, tornando-o mais suscetível à sua influência.

Nem todos os indivíduos são compatíveis com estes selos amaldiçoados, com a incompatibilidade resultando em morte. Orochimaru teve em média uma taxa de sucesso de dez por cento ao aplicar estes selos com base em sua primeira experiência com dez indivíduos do teste, dos quais Anko foi a única sobrevivente. Mesmo que o indivíduo sobreviva à aplicação inicial, o seu corpo não vai facilmente ser capaz de controlar o poder do selo, resultando em dor intensa. Quando o usuário é incapaz de controlar ou não suprimir seu selo amaldiçoado, pode forçosamente ativar e começar a drenar seu chakra sempre que eles tentam manipulá-lo. Para compensar isso, Orochimaru desenvolveu a Pílula do Despertar da Mente, uma droga que força selo amaldiçoado do usuário avançar para o seu segundo estado, apesar de fazê-lo resultará na morte do usuário. A Formação dos Quatro Nevoeiros Pretos e o Método de Selamento Escuro são usados ​​para evitar o processo de matar o usuário, colocando-o em um estado de morte temporária. O poder do selo amaldiçoado pode sincronizar com o corpo normal do usuário através de uma utilização prolongada, aumentando exponencialmente as capacidades do seu estado normal.

Os selos têm dois níveis diferentes, e os tipos de transformações diferem de selo para selo. Quando inativo, o selo é simplesmente uma marca preta no corpo do usuário. Após a ativação, as marcas no selo brilham e replicam, espalhando-se sobre o corpo do usuário. Isto é conhecido como o primeiro nível (状態1, Jōtai Ichi; Literalmente significa "Estado 1") do selo. O grau em que isto ocorre está dependente do utilizador, e o grau em que se espalha é proporcionado para o efeito geral que tem. Normalmente, o portador do selo também experimenta ligeiras dores durante a ativação deste nível.

O segundo nível (状態2, Jōtai Ni; Literalmente significa "Estado 2") do selo faz com que as marcas pretas envolvam completamente o usuário, seguido por muitas alterações não naturais para seu corpo. Uma vez transformado, as características comuns incluem olhos com íris amarelas e esclera preta, cor da pele alterada, e um cabelo mais longo. Quando neste estado, o selo também corrói a mente e a personalidade de seus usuários, levando-os à loucura, se usado por muito tempo. Ele também leva uma diferença em seu corpo, uma vez que ele está sendo transformado pelo selo. Usuários qualificados do selo amaldiçoado são capazes de realizar transformações parciais, em que as alterações acima mencionadas podem ser limitados a partes específicas do corpo.

Considerando a habilidade de Jūgo sendo conhecida como Transformação Sábia, as transformações induzidas por estes selos são chamados de "Transformação do Selo Amaldiçoado" (呪印化, Juinka).

Tsuki no Juin
Rank: -
Transformação Total: Quando o segundo nível de seu selo é ativo, seu cabelo cresce mais, cresce cinco chifres estranhamente colocados na cabeça, ligeiramente parecido com uma coroa, e sua pele fica marrom escura.


[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. O7FXXrL
Iryō Ninjutsu
Requerimentos: 3 Ninjutsu, Grande ou Bom Controle de Chakra, Conhecimento Anatômico & Quest: Caminhos da Cura.
Descrição: Ninjutsu médico (医療 忍術, Iryō Ninjutsu, literalmente significando: Técnicas de Ninja Médicas) é um ramo de ninjutsu associado com a cura, bem como a manipulação de seus próprios, ou o corpo de outro, praticado por shinobi categorizado como "médico-nin". O uso do ninjutsu médico requer um controle de chakra muito avançado, bem como um amplo conhecimento sobre coisas como ervas, remédios, corpo humano e até venenos. O conhecimento do ninjutsu médico pode ser usado para uma variedade de propósitos além de simplesmente curar, como criar e tratar venenos, como visto com Shizune, que usa seu extenso conhecimento médico para criar um gás venenoso, realizar autópsias ou cirurgias ou atacar o corpo de uma pessoa diretamente, derrubando o sistema nervoso do alvo ou enviando-os para um estado comatoso, substituindo seu corpo por chakra. O Ninjutsu médico também pode ser usado ofensivamente, testemunhado no uso de Kabuto Yakushi dos escalpelos de chakra na batalha, superando o corpo de seus oponentes com chakra médico e Tsunade também demonstrou a capacidade de usar ninjutsu médico ofensivamente, como mostrado quando ela tentou usar ninjutsu médico para matar Orochimaru. Tsunade, conhecida como a maior médica-ninja do mundo, conseguiu aplicar o controle extremo do chakra requerido para o ninjutsu médico para criar força aprimorada no chakra, uma habilidade que ela ensinou a sua aluna, Sakura Haruno.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. - em 10/2/2020, 11:08


[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. Tumblr_inline_nuojuxmaoO1spg4o9_1280

Como um verdadeiro mestre no taijutsu, o garoto executava seus movimentos como uma dança, seguindo um ritmo próprio e invejável que retirou daquele ser ancião toda a vida que pouco lhe restava. O corpo dela lentamente perdia a vitalidade, ao mesmo tempo em que a lama da floresta a consumia lentamente, membro por membro até que não restava mais nada sobre o chão, o mesmo era feito com a cabeça que se despedaçava nas mãos do Kaguya até se unir com o solo. A saúde da floresta parecia lentamente voltar, como um passe de mágica divina. Mesmo que o herói não tivesse saído ileso, sua linhagem o tornava resistente o suficiente para o combate e talvez as explicações para ter sido escolhido já haviam sido dadas. A garota estava em condições de ajuda-lo e assim o fez, lentamente voltando para Konoha sem necessitar de esforços excessivos. Ambos deveriam cuidar de suas feridas com especialistas e reportar a missão. — A propósito, meu nome é Yu — Ela gentilmente se apresentava após tudo e passava para dentro de Konoha.

Usados:
-
Considerações:
— Caminho Chunin [10/10]
— Basta narrar recebendo um tratamento mais serio no hospital, reportando a missão e recebendo sua graduação. Descanse no final.
— Qualquer duvida meu discord está na assinatura.
[/quote]
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. - em 10/2/2020, 15:38



[Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. E283cbb54c91dd6df9f3c002889757fc
aves da Folha


- E o meu é Ecanis. Respondi com o resto de energia que me acolhia. - Espero vê-la novamente. Durante o percurso de volta conversamos sobre o que faríamos primeiro quando chegássemos em Konoha. Concordamos que o melhor seria ela buscar tratamento médico o quanto antes e eu cuidaria de conseguir ajuda e levar os corpos ao lugar certo. Depois disso cada um procuraria relatar sua missão e tive que concordar em buscar supervisão médica logo em seguida.

Colocamos os corpos rente a parte de fora do muro da entrada. Não foi difícil conseguir colaboração dos ninjas que faziam a guarda do portão, bastou dizer que tinha algo a ser feito com ajuda deles e que a mando dos superiores nada deveria ser questionado ou implicado. Eles se entreolharam por dois segundos no máximo e o maior se dispôs a me acompanhar. Deixei claro que força seria necessária.

O impacto da imagem de dos jovens mortos não foi fácil para o ninja segurar. Deixou suas expressões assumirem todo o pesar do corpo e das emoções, mas as espantou rapidamente, com custo. Ajudou-me até o Quartel General, em silêncio durante o caminho todo, e se dispôs a permanecer ali e levá-los aos locais de procedimento padrão, apesar de ter sido dispensado ao seu dever de guarda. Relatei, fui parabenizado com ênfase e admiração, anunciaram-me em um cargo de maior responsabilidade e consegui notar um embate de ofensa e compreensão em suas expressões quando minha reação não foi tão animada e lisonjeada quanto eles esperavam. Até aquele momento eu ainda estava em missão, minha mente deveria focar no que e como fazer, ainda havia dever. A partir dali o dever terminava e ficava apenas a experiência, as consequências, a reflexão e o cansaço.  

Fui direto para o hospital depois das boas notícias e de todas as congratulações que não esperava receber. Não me surpreendi nem um pouco em acordar dois dias depois de ter sentado na maca em uma sala de atendimento para esperar a enfermeira. Estava descansado e curado, mas fiquei ali mais um pouco.

HP [475/475] | CH [400/400] | ST [0/5]

Considerações:

Aparência e afins: A aparência do personagem é esta, tendo bolsas de equipamentos na coxa direita e um pouco acima da lombar.
Equipamentos:

+20 Kibaku Fuda
+5 Kunai
+5 Shuriken
+25m Fio
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. - em 10/2/2020, 16:02

Graduação Aprovada
-
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [Graduação — Chunnin] O Shinobi Impecável. -

-


Layout com edições de Halloween feito por @Akeido Themes e Senko.