>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, mas simplesmente o melhor!
Arco 10:
RemanescentesAno: 70DG
Hanatarō olha para a vila do topo do prédio do Departamento de Pesquisa. Há dois anos era uma salinha no fim do laboratório geral da vila, agora tinha seu próprio prédio tão alto quanto o próprio escritório do Kazekage. Hanatarō sorri vendo as pessoas andando felizes na nova vila construída graças aos avanços científicos realizados com a inteligência de Takura, sua mentora. Antes, ele só via uma vila pobre, com construções de areia frágeis, com um horizonte desértico, dependendo de outras vilas, inclusive de Konoha, para conseguir sobreviver, mas agora... Sunagakure estava grandiosa novamente e tinha comprado sua independência. As construções ainda tinham porções de areia, mas eram forjadas em metais nobres, em ouro, em prata, criando grandes casas e prédios. As lojas estavam cheias de especiarias únicas, pois o trabalho de encontrar certos ingredientes se tornou muito mais prático desde que a vegetação voltou a florescer nos arredores da vila; onde antes era só deserto agora possuía vielas de relva, florestas, rios e uma fauna cheia de roedores, mamíferos e carnívoros.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Verão

Tsuki Murashida
Tokubetsu Jonin
Tsuki Murashida
Vilarejo Atual
Ícone : [Missão Rank D] Ursos e Desabamentos Icon

https://www.narutorpgakatsuki.net/t70007-fp-tsuki-murashida https://www.narutorpgakatsuki.net/f170-gestao-da-ficha

[Missão Rank D] Ursos e Desabamentos - em 4/1/2020, 22:20



Ursos e Desabamentos


Meus passos seguiam tranquilos pela estrada, apesar de estarmos no inverno o dia tinha amanhecido em uma temperatura agradável.  A brisa fria refrescava o meu rosto enquanto eu caminhava. Era um dia sem neve onde o verde dos das arvores e da grama podia ser visto. Ecoando por entre as arvores eu podia ouvir alguns pássaros que cantavam. Ocasionalmente um animal ou outro cruzava meu caminho, nos olhávamos e seguíamos nossos caminhos separados.  O caminhar pela floresta antes de alguma missão pra mim era sempre revigorante.

Após algum tempo de caminhada pude ver no horizonte as construções da fazenda  que havia contratado a missão. Parei minha caminhada e olhei em volta. –Certo, Aqui já dever ser próximo o suficiente. Disse a mim mesmo enquanto mudava a direção da caminhada saindo da estrada e adentrando cada vez mais na floresta, atento a cada passo. A cada passo meus olhos passeavam entre todos os elementos que compunham o cenário. Cascas de Arvore, folhas no chão, cursos de água, corpos rochosos imensos. Meus olhos não passeavam em vão por esses lugares, não, eles buscavam marcas , pegadas, restos de comida ou indicações de ataques recentes. Qualquer coisa que me ajudasse a encontrar mais depressa os  ursos que estavam atacando a fazenda.  Claro que Ursos dificilmente atacariam dessa forma, mas de acordo com a missão ninjas inimigos parecem estar fazendo experimentos com as pobres criaturas.

Não demorou muito para que eu avistasse marcas de garras que tinham o tamanho e formato do corte perfeito. Continuei seguindo as pistas até encontrar um grande urso negro que se alimentava de um animal menor. Eu não tinha prazer nenhum em tirar a vida de um animal, na verdade teria de faze-lo com o coração pesado. Porém, se eles realmente estão sendo usados como armas a morte será um alivio. Com a mão sobre o cabo da minha espada comecei uma aproximação descontraída, para chamar a atenção do animal. –Sinto muito que seu destino tenha sido injusto e que nos humanos tenhamos te feito mal. Disse enquanto me movia. O urso percebeu minha presença e com um rugido começou a correr em minha direção. –Que seu chakra retorne ao planeta e que você viva para sempre no fluxo eterno. Disse puxando minha espada em um movimento rápido. Era um animal forte que devoraria com facilidade um humano. Se seu adversário não fosse um shinobi. – Bom garoto , sem dor nenhuma. Você foi um bom urso. Disse enquanto acariciava o pelo de sua cabeça enquanto retirava a espada de seu ponto vital. Um corte limpo e uma morte pacifica. Retirei um pouco de seu pelo e guardei para que os cientistas de Konoha pudessem estuda-lo. Fiz uma ultima reverencia com a cabeça para o corpo do animal e segui meu caminho de volta a vila.

A viagem de volta teria sido mais breve do que a de ida, se claro eu não fosse surpreendido no caminho. Enquanto caminhava próximo a um corpo rochoso pude sentir um grande tremor de terra acompanhando de um som de pedras rolando e gritos. Instintivamente subi no ponto alto mais próximo e pude ver uma fumaça vindo da região das minas, logo minha cabeça ligou os pontos e eu disparei rumo a fumaça.  Ao chegar no local minhas suspeitas se confirmaram, um desabamento havia acontecido e ao julgar pelas vozes abafadas que  vinham dos escombros com certeza haviam pessoas presas ali.   – Tem alguém ai? Alguem se feriu? Gritei me aproximando das pedras. As vozes pararam como que para me ouvir e em seguida uma única voz me respondeu, fazendo com que dessa vez eu pudesse ouvir nitidamente. –Estamos aqui, somos sete trabalhadores, estamos todos bem. Felizmente nenhuma pedra nos atingiu mas  essa era a única saída, estamos presos. Saber que não havia nenhum ferido era um alivio mas eu ainda precisava pensar em uma forma de tirar aquelas pessoas dali. Talvez uma Kibaku Fuda? Não isso causaria mais danos ainda e poderia machucar alguém e obviamente eu não  consigo quebrar elas com a mão. Mas pode ser que... Interrompi minha fala assim  que a ideia me ocorreu. –Pessoal preciso que todos vocês se encostem na parede, deixem o centro da caverna livre.    Assim que me ouvi a confirmação de que eles estavam prontos me posicionei em frente a entrada e realizei os selos de mão. - Ranton Kõten no Jutsu Disse calmamente levantando minha mão em forma de arma aportando para a parede de pedras desabadas enquanto meu chakra se acumulava na ponta de meu dedo na forma de laser ate ser disparado como uma rajada em linha. O disparo preciso causou uma perfuração calculada nas pedras , grande o suficiente para que as pessoas pudessem se arrastar para sair. Todos saíram e comemoraram Muito Obrigado Jovem, você é incrível Disse o homem abrindo os braços como quem queria receber um abraço. –Ok  Disse apertando de maneira desconfortável apertando uma de suas mãos ates de me virar e partir sem dar brechas para mais conversas. Não demorou muito para que eu chegasse de novo a vila e para minha surpresa quando fui até o quartel entregar as amostras de pelo acabei descobrindo que uma missão havia sido postada pedindo para que alguém resgatasse os trabalhadores e informei a todos que também já havia feito isso.

HP – 625/625      CHA – 425/400       STA 0/3

Considerações:

Número de palavras: 881
2 missões de Rank D (contabilizando mais 2 pelo mês do up)
Jutsus Usados:

Suiton: Mizuame Nabara
Rank: C
Requerimentos: Nenhum.
Descrição: O usuário expele a água de alta viscosidade para cobrir o solo. Este fluxo de líquido pegajoso pode ser usado para formar uma armadilha adesiva que inibirá a mobilidade de uma pessoa. Pode-se efetivamente reduzir a área de atividade do inimigo com esta técnica, dando ao usuário uma vantagem no campo de batalha. O âmbito normal desta técnica é normalmente apenas alguns metros, mas é possível fazer uma lagoa inteira de xarope de amido. O xarope pode ser manipulado para se mover depois de criado, sendo capaz de grudar e subir superfícies.
Referêcnia:

[Missão Rank D] Ursos e Desabamentos Source



_______________________

[Missão Rank D] Ursos e Desabamentos Assinatura
-

Última edição por Tsuki Murashida em 6/1/2020, 02:36, editado 2 vez(es)
Tsuki Murashida
Tokubetsu Jonin
Tsuki Murashida
Vilarejo Atual
Ícone : [Missão Rank D] Ursos e Desabamentos Icon

https://www.narutorpgakatsuki.net/t70007-fp-tsuki-murashida https://www.narutorpgakatsuki.net/f170-gestao-da-ficha

Re: [Missão Rank D] Ursos e Desabamentos - em 5/1/2020, 02:54



Ursos e Desabamentos


Meus passos seguiam tranquilos pela estrada, apesar de estarmos no inverno o dia tinha amanhecido em uma temperatura agradável.  A brisa fria refrescava o meu rosto enquanto eu caminhava. Era um dia sem neve onde o verde dos das arvores e da grama podia ser visto. Ecoando por entre as arvores eu podia ouvir alguns pássaros que cantavam. Ocasionalmente um animal ou outro cruzava meu caminho, nos olhávamos e seguíamos nossos caminhos separados.  O caminhar pela floresta antes de alguma missão pra mim era sempre revigorante.

Após algum tempo de caminhada pude ver no horizonte as construções da fazenda  que havia contratado a missão. Parei minha caminhada e olhei em volta. –Certo, Aqui já dever ser próximo o suficiente. Disse a mim mesmo enquanto mudava a direção da caminhada saindo da estrada e adentrando cada vez mais na floresta, atento a cada passo. A cada passo meus olhos passeavam entre todos os elementos que compunham o cenário. Cascas de Arvore, folhas no chão, cursos de água, corpos rochosos imensos. Meus olhos não passeavam em vão por esses lugares, não, eles buscavam marcas , pegadas, restos de comida ou indicações de ataques recentes. Qualquer coisa que me ajudasse a encontrar mais depressa os  ursos que estavam atacando a fazenda.  Claro que Ursos dificilmente atacariam dessa forma, mas de acordo com a missão ninjas inimigos parecem estar fazendo experimentos com as pobres criaturas.

Não demorou muito para que eu avistasse marcas de garras que tinham o tamanho e formato do corte perfeito. Continuei seguindo as pistas até encontrar um grande urso negro que se alimentava de um animal menor. Eu não tinha prazer nenhum em tirar a vida de um animal, na verdade teria de faze-lo com o coração pesado. Porém, se eles realmente estão sendo usados como armas a morte será um alivio. Com a mão sobre o cabo da minha espada comecei uma aproximação descontraída, para chamar a atenção do animal. –Sinto muito que seu destino tenha sido injusto e que nos humanos tenhamos te feito mal. Disse enquanto me movia. O urso percebeu minha presença e com um rugido começou a correr em minha direção. –Que seu chakra retorne ao planeta e que você viva para sempre no fluxo eterno. Disse puxando minha espada em um movimento rápido. Era um animal forte que devoraria com facilidade um humano. Se seu adversário não fosse um shinobi. – Bom garoto , sem dor nenhuma. Você foi um bom urso. Disse enquanto acariciava o pelo de sua cabeça enquanto retirava a espada de seu ponto vital. Um corte limpo e uma morte pacifica. Retirei um pouco de seu pelo e guardei para que os cientistas de Konoha pudessem estuda-lo. Fiz uma ultima reverencia com a cabeça para o corpo do animal e segui meu caminho de volta a vila.

A viagem de volta teria sido mais breve do que a de ida, se claro eu não fosse surpreendido no caminho. Enquanto caminhava próximo a um corpo rochoso pude sentir um grande tremor de terra acompanhando de um som de pedras rolando e gritos. Instintivamente subi no ponto alto mais próximo e pude ver uma fumaça vindo da região das minas, logo minha cabeça ligou os pontos e eu disparei rumo a fumaça.  Ao chegar no local minhas suspeitas se confirmaram, um desabamento havia acontecido e ao julgar pelas vozes abafadas que  vinham dos escombros com certeza haviam pessoas presas ali.   – Tem alguém ai? Alguem se feriu? Gritei me aproximando das pedras. As vozes pararam como que para me ouvir e em seguida uma única voz me respondeu, fazendo com que dessa vez eu pudesse ouvir nitidamente. –Estamos aqui, somos sete trabalhadores, estamos todos bem. Felizmente nenhuma pedra nos atingiu mas  essa era a única saída, estamos presos. Saber que não havia nenhum ferido era um alivio mas eu ainda precisava pensar em uma forma de tirar aquelas pessoas dali. Talvez uma Kibaku Fuda? Não isso causaria mais danos ainda e poderia machucar alguém e obviamente eu não  consigo quebrar elas com a mão. Mas pode ser que... Interrompi minha fala assim  que a ideia me ocorreu. –Pessoal preciso que todos vocês se encostem na parede, deixem o centro da caverna livre.  

 Assim que me ouvi a confirmação de que eles estavam prontos me posicionei em frente a entrada e realizei os selos de mão. - Ranton Kõten no Jutsu Disse calmamente levantando minha mão em forma de arma aportando para a parede de pedras desabadas enquanto meu chakra se acumulava na ponta de meu dedo na forma de laser ate ser disparado como uma rajada em linha. O disparo preciso causou uma perfuração calculada nas pedras , grande o suficiente para que as pessoas pudessem se arrastar para sair. Todos saíram e comemoraram Muito Obrigado Jovem, você é incrível Disse o homem abrindo os braços como quem queria receber um abraço. –Ok  Disse apertando de maneira desconfortável apertando uma de suas mãos ates de me virar e partir sem dar brechas para mais conversas. Não demorou muito para que eu chegasse de novo a vila e para minha surpresa quando fui até o quartel entregar as amostras de pelo acabei descobrindo que uma missão havia sido postada pedindo para que alguém resgatasse os trabalhadores e informei a todos que também já havia feito isso.

HP – 625/6245      CHA – 400/425       STA – 1

Considerações:

Número de palavras: 881
2 missões de Rank D (contabilizando mais 2 pelo mês do up)
Jutsus Usados:

Suiton: Mizuame Nabara
Rank: C
Requerimentos: Nenhum.
Descrição: O usuário expele a água de alta viscosidade para cobrir o solo. Este fluxo de líquido pegajoso pode ser usado para formar uma armadilha adesiva que inibirá a mobilidade de uma pessoa. Pode-se efetivamente reduzir a área de atividade do inimigo com esta técnica, dando ao usuário uma vantagem no campo de batalha. O âmbito normal desta técnica é normalmente apenas alguns metros, mas é possível fazer uma lagoa inteira de xarope de amido. O xarope pode ser manipulado para se mover depois de criado, sendo capaz de grudar e subir superfícies.
Referêcnia:

[Missão Rank D] Ursos e Desabamentos Source



_______________________

[Missão Rank D] Ursos e Desabamentos Assinatura
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Missão Rank D] Ursos e Desabamentos - em 6/1/2020, 11:40

@
-
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [Missão Rank D] Ursos e Desabamentos -

-


Layout por @Akeido Themes, @Loola Resources e Naru.