Naruto RPG Akatsuki
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.
Bem-Vindo
Naruto rpgakatsuki
tópicos recentes
Inverno
O fim da guerra trouxe a paz, junto com a oportunidade das vilas prosperarem e crescerem. O Nascer do Sol se aproxima trazendo uma nova leva de Kages que querem expandir seu território. A primeira reunião dos Senhores Feudais está marcada, onde irão debater o futuro de Otogakure, atual colônia de Kumogakure e palco da última Grande Guerra.
11 DG
ShionFundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
AngeAnge, mais conhecida como Angell, é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
SenkoSenko, também jogador de RPG narrativo desde 2011, conheceu o Akatsuki em 2017, mas começou a jogar para valer em 2020, destacando-se pela sua prestatividade e suas habilidades em design e programação. É responsável por ajudar na criação de novos sistemas e regras além de fazer a manutenção do tema do fórum.
BlueJay#0529
BahkoBahko joga fóruns narrativos desde 2010. Após ficar muito tempo sem jogar, voltou em 2020 onde encontrou o Akatsuki. Desde então, vem auxiliando o fórum como Narrador, Moderador e Administrador. Fora do fórum, é estudante de Engenharia Elétrica.
fransudo#7724
RavesJogador ativo desde 2020, Raves entrou pro Akatsuki RPG e desde então vem contribuindo para o engajamento interno do fórum. Atualmente, é o principal responsável pela organização geral, além da criação, revisão e adequação de regras e sistemas, auxiliando como pode nas demais áreas. Particularmente, é um grande apreciador de enredos e está constantemente pensando no futuro.
Revescream#5421

Ícone
Yumiko
https://www.narutorpgakatsuki.net/t69768-ficha-kurama-mikihiko#523976 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69777-gf-kurama-mikihiko#524119
treinamento

Era só mais um dia comum de Inverno. Já havia feito um bom tempo que a minha graduação na Academia Ninja ocorrera, e, desde então, tinha praticado poucas vezes as minhas técnicas, provavelmente estava um bocado enferrujado, mas não estava ligando muito para isso. Quer dizer, parte de mim estava, a outra parte tratava de praticar as suas sabotagens e me tirar o ânimo para ser algum ninja importante.
No entanto, os meus planos de não fazer nada naquele dia foram arruinados quando a porta do meu quarto foi arrastada para o lado, dando espaço para o aparecimento de Chiba, minha mãe. Comumente utilizava vestidos mais soltos, sandálias de dedo e os cabelos soltos, bem hippie mesmo, mas hoje estava diferente, utilizava trajes como se fosse sair para alguma missão, calça, sandálias especiais, uma camiseta mais justa e de manga longa para se proteger do frio.
— Ué, vai voltar a fazer missões, dona Chiba? — perguntei, ironicamente.
— Engraçadinho. Mas não, não é isso. Levanta daí e se vista, vamos treinar. — respondeu ela, simples e objetiva.
— Como é? O que deu na sua cabeça agora, mulher? Tem, sei lá, meses, talvez um ano, que eu não treino, resolveu voltar com isso agora? — falei surpreso, interrompendo a minha leitura.
— É isso mesmo que você ouviu. Você não quer ser um ninja de grande nome? Então. Vamos treinar. Te dou três minutos. — ordenou ela, mais uma vez, sendo curta e objetiva.
Praguejei silenciosamente, mas preferi obedecer, queria evitar conflitos — já bastava os que eu tinha comigo mesmo. Levantei-me da cama e substituí o pijama por algo mais adequado. Caminhei até a frente da casa e, juntamente com minha mãe, partimos para os campos que haviam ali perto.
Paramos em uma vasta clareira, rodeada por árvores dos mais diferentes tipos, ali também cresciam algumas flores simples. Só aí, então, pude perceber como estava o tempo, o ceu estava limpo, azulado, mas o frio do inverno dominava o local, os ventos sopravam os meus cabelos e me fazia subir um frio na espinha que me arrepiava mesmo usando o moletom.
— Vamos treinar Genjutsu de início. Vai ser assim: eu vou estar constantemente te colocando em genjutsus e cabe a você se livrar deles através do Kai. — explicou ela — Se é que ainda sabe usar essa técnica, né. — complementou, com um sorriso irônico no canto do rosto. Resisti à provocação e fingi que não foi comigo. Acenei com a cabeça enquanto bocejava, aceitei os termos daquele treino, parecia simples.
— Então vou te dar dez segundos para fazer o que quiser: correr, sentar, chorar, pedir arrego. Fique à vontade. — falou ela, mantendo a ironia. Retribuí com um sorrisinho falso.
Enquanto ela contava, em alto e bom som, dei um giro trezentos e sessenta para gravar melhor aquela clareira, um súbito pensamento me veio a cabeça e, sem hesitar, decidi colocar ele em prática. Enfiei a mão na minha bolsa de armas e puxei de lá uma kunai, cravei-a no chão, ao lado do meu pé. A face de Chiba se alterara, parecia não entender muito bem o porquê daquilo mas continuou contando.
Rapidamente, virei-me de costas e corri em direção à floresta que havia ali. Lá dentro, fui caminhando enquanto dedicava toda a minha atenção a qualquer movimento ou som suspeito.
Não demorou muito e ela fez o primeiro ataque, uma kunai passou rapidamente perto da minha cabeça. Em um reflexo rápido, saltei para os galhos das árvores, tentando ficar o mais distante do chão possível e almejando aumentar o campo visual para encontrar minha mãe.
— Os reflexos até que estão em dia. — ecoou a voz dela pela floresta. Agradeci silenciosamente e continuei procurando por ela.
Por um momento comecei a sentir os meus olhos caindo, não estava com tanto sono assim antes de chegar ali, e toda aquela agitação momentânea devia ter removido qualquer possibilidade de sono em mim. Pisquei e pude perceber várias plumas brancas caindo. Rapidamente, juntei as duas mãos formando um único selo (tigre).
Kai! falei mentalmente. Ao fazer isso, interrompi a circulação de chakra por um instante, expulsando todas as penas que estavam perto de mim e me liberando dos sintomas do genjutsu.
Aproveitou enquanto eu procurava por ela pra usar Nehan Shōja. Inteligente. analisei, enquanto ia saltando para outros galhos, me distanciando do ponto inicial. Decidi parar por um instante para retomar o fôlego, estava ofegante e suando, mas não podia abaixar a guarda, a qualquer momento ela poderia lançar outro genjutsu sobre mim. Voltei a caminhar, agora entre galhos baixos, evitando consumir muito do meu fôlego, queria evitar a fadiga.
Tá tudo estranhamente silencioso, era para ter alguns animais por aqui, sei lá... AH! Maldita. falei comigo mesmo em pensamentos. Fui saltando de galho em galho até alcançar a copa de alguma árvore alta, ao chegar no topo, olhei tudo ao meu redor e era como eu suspeitava.
— Foi inteligente, mãe, aproveitou enquanto eu corria e bolava algum plano para usar Kokoni Arazu, seu erro foi cobrir uma área pequena. Cadê a vila? — perguntei pro além, tendo ciência de que ela me escutava de algum lugar.
— Kai! — vociferei após ter realizado o selo do tigre, interrompendo o fluxo do meu chakra momentaneamente, o cenário ao redor começou a alterar em pequenos detalhes, então pude confirmar a ilusão que ela havia aplicado. Decidi que seria mais inteligente voltar para a clareira, lá seria mais fácil de enxergar ela, só me esconder e correr não daria certo.
Quando alcancei fui andando em passos lentos, ainda estava ofegante, enfiei a mão na bolsa e peguei a garrafinha d'água. Sentei-me ao chão enquanto bebia alguns goles da água gelada para me refrescar e descansar.
Onde foi parar!? franzi o cenho enquanto olhava ao meu redor. Quando percebi o que havia acontecido, esbocei um leve sorriso no canto da boca.
— Nijū Kokoni Arazu, é? Mas onde foi parar a minha kunai? Olha, você pegava mais leve a alguns anos atrás. — falei, novamente, para o além. Mais uma vez, juntei as mãos e alterei a minha circulação de chakra, desfazendo a terceira ilusão, o local mudava em pouquíssimos detalhes, como a direção da grama e das flores, mas o mais marcante era a minha kunai cravada no chão que voltava a aparecer.
— Jamais pensei que essa kunai ia servir para algo. Quem diria hein, tá menos enferrujado do que imaginei. Meus parabéns. — parabenizou-me Chiba, saltando de uma árvore e juntando-se a mim, ambos sentados no chão da clareira enquanto descansávamos e analisávamos o treino.

Considerações:

Dúvida: Por possuir a Qualidade "Habilidade em Genjutsu", posso atingir 6 pontos nesse atributo, certo?


  • Treinamento de Genjutsu
  • A kunai foi recuperada
  • Foram necessárias 900+ palavras devido ao Defeito "Preguiçoso"


[Treinos] Kurama Mikihiko HldJj2I
Aparência
Veste-se com um suéter preto de lã e gola alta, um moletom de algodão cinza, uma calça em sarja preta, um tênis simples preto com detalhes branco, além de seu típico óculos.

Jutsus utilizados por Chiba Kurama (mãe):

Nehan Shōja no Jutsu
Rank: A
Requerimentos: —
Descrição: Todos dentro de uma área estão sujeitos à mesma ilusão: muitas penas brancas flutuando do céu. Se um determinado alvo vê o suficiente dessas penas cair, ele cairá em um sono profundo. Por ser um genjutsu, as vítimas não podem ser acordadas de maneira convencional, o que significa que elas continuarão a dormir mesmo que um extenso combate esteja acontecendo ao seu redor. Somente dissipando o genjutsu, como com o Genjutsu Kai, as vítimas podem recuperar a consciência. Se os alvos são suficientemente atentos, eles podem similarmente dispersar o próprio genjutsu antes que as penas os tenham embalado para dormir.

Magen: Kokoni Arazu no Jutsu
Rank: C
Requerimentos: —
Descrição: Essa técnica envolve uma ilusão em um local, fazendo com que ele pareça um local diferente. Por causa da largura da área em que a ilusão pode ser colocada, isso torna fácil enganar os outros: qualquer um que entrar na área será afetado pela ilusão e verá a falsa localização. Mas criar uma ilusão em uma escala tão grande e potencialmente enganar tantas pessoas aumenta as chances de que o truque seja descoberto por alguém que esteja familiarizado com o genjutsu.

Magen: Nijū Kokoni Arazu no Jutsu
Rank: B
Requerimentos: —
Descrição: Essa técnica coloca outra ilusão dentro de outra ilusão criada pelo usuário. Quando o alvo dissipa a primeira ilusão, eles não perceberão que uma segunda está no lugar.

Health Points 200/200Chakra Points 200/200Stamina 0/2

orion

_______________________

[Treinos] Kurama Mikihiko Xh7Edv1
Mikihiko
Kurama
Ficha | Gestão | Banco | Criações | Treinos
Yumiko
Yumiko
Genin
Vilarejo Atual
[Treinos] Kurama Mikihiko 7ePnwtD

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Yumiko
https://www.narutorpgakatsuki.net/t69768-ficha-kurama-mikihiko#523976 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69777-gf-kurama-mikihiko#524119
treinamento

Já devia ter completado meia hora desde o treinamento de dissipação de genjutsu, eu pensei que o treinamento iria terminar logo ali e não iria demorar para que voltássemos para o conforto da nossa casa. Mas me enganei, minha mãe se levantou e eu acompanhei-a, bati a mão contra as minhas roupas para limpar a sujeira e já ia tomando o caminho de volta para casa.
— Tá indo pra onde, Miki? — perguntou minha mãe — Ainda não acabamos com o treino. — concluiu ela. Soltei todo o ar em meu pulmão em sinal de repúdio, mas virei-me de volta para ela — Agora quero testar se continua sendo aquele mesmo garotinho inteligente, capaz de desarmar e prever várias armadilhas. — falou com um sorriso maldoso no rosto — Me dê alguns minutos enquanto eu preparo as armadilhas na floresta, cuidado, diferente de antigamente, dessa vez usarei armas de verdade. — falou com um tom ameaçante.
Engoli em seco, fiquei ali, parado, atônito, esperando que ela voltasse. Milhões de pensamento inundaram a minha cabeça, desde voltar para casa até enfrentar o desafio, por fim, fiquei com a segunda opção — mesmo que um lado meu gritasse para que a gente voltasse para casa e descansasse. Enfim, após uns dez ou quinze minutos, Chiba voltara, estava um pouco suada, mas parecia satisfeita com o resultado.
— Vamos ver se você só sabe ler yaoi ou se ainda continua esperto. — falou soltando uma risadinha — Pode seguir em frente.
— Não tem medo de me ferir? Eu posso sair morto dessa floresta, sua doida. — apelei pro drama.
— Não adianta tentar chantagem emocional, não vai funcionar. Nós dois sabemos muito bem que você vai sair lá de dentro intacto, no máximo com alguns arranhões. — concluiu ela. Bufei em indignação.
Girando a kunai no dedo indicador direito, caminhei para dentro da floresta sendo o mais cuidadoso possível, observando os detalhes ao meu redor, desde a dança da flora que acompanhava o ritmo dos ventos, até o movimento de alguns animais inofensivos que se afastavam à medida que eu me aproximava.
Em poucos minutos, pude notar uma sombra diferente a minha frente, o caminho que eu seguia não era coberto por nada, era como uma estrada para atravessar a floresta. Olhei para o alto e encontrei uma espécie de balão pairando no ar ligado a um quase invisível fio de nylon que tava esperando eu só dar alguns passos a frente para liberar algum ataque em mim.
Saltei entre galhos de árvore até ficar próximo do suposto balão, desamarrei-o do fio de nylon e o rasguei com a kunai, ali dentro havia vários makibishi e senbons prontos para me ferir. Guardei-as comigo para devolver para minha mãe.
Voltando a caminhar no térreo, permaneci atento, percebi que de fato ela estava disposta a me ferir caso eu desse bobeira. Olhava para todos os lados e aguçava a minha audição, qualquer movimento ou som era o suficiente para me deixar em estado de alerta.
A segunda armadilha foi fácil de encontrar, tratava-se de um emaranhado de cordas escondidos sob um monte de folhas, caso eu pisasse, ficaria imóvel e suspenso no ar, como uma prisão. Usei a minha kunai para cortar as cordas e, assim, desativar a armadilha.
— Okay, você me subestimou nessa. — falei em voz alta, para que ela me escutasse, sabia que estava me acompanhando de alguma direção.
Continuei a caminhar por alguns minutos e por pouco não fui pego em uma nova armadilha, desta vez, havia um papel colado no tronco de uma árvore, estava com cores parecida com a do vegetal, por isso a dificuldade em percebê-lo. Disparei a kunai que estava em mãos, cravando-a na árvore, rasgando o pedaço de papel.
Pelas escritas, iriam disparar várias shurikens quando eu passasse naquele ponto. falei comigo mesmo enquanto puxava a kunai de volta, aquilo me preocupava, as armadilhas estavam ficando cada vez mais perigosas e difíceis de serem notadas.
Sem ter alguns poucos minutos de descanso, me deparei com uma nova armadilha. Por pouco não foi ativada. Saltei para trás, e, ainda no ar, peguei três das várias agulhas da primeira armadilha, as lancei em direção a um pequeno monte de areia que estava a uns dez metros de distância de mim. Assim que houve o toque das agulhas com o chão, ocorreu uma pequena explosão.
— É sério!? Até papel explosivo você colocou? Caramba. — perguntei incrédulo.
— Bom, esse foi o último desafio. Já pode voltar pra clareira, filho. — ecoou a voz de Chiba. O seu tom de voz não me passara confiança, só me chamava de filho quando ou estava sendo irônica ou escondendo algo. Dei meia-volta e fiz o caminho de retorno, mas ainda me mantive atento.
Como eu suspeitava, as armadilhas não tinham acabado ali. Poucos metros da última armadilha — os papéis explosivos escondidos — me deparei com uma nova emboscada. Um delicado fio de nylon que ficava suspenso poucos centímetros mais alto do que a minha cabeça, o objetivo era, provavelmente, que eu não o enxergasse, mas por sorte fui capaz de enxergar um pequeno brilho quando um raio de sol passou por ele.
Parecia ser extenso e se ligaria a novos mecanismos de uma armadilha um tanto quanto complexa, devido a esse fator, decidi não seguir a linha para desarmar a armadilha. Com a kunai em mãos, respirei fundo, cortei o fio de nylon e rapidamente saltei para trás. Em uma fração de segundo uma imensa tora de madeira veio do oeste, estava no ponto certo para me acertar no toráx e me nocautear.
— Caramba, não alivia mesmo, né? — reclamei surpreso com a capacidade de Chiba fazer armadilhas para ferir o seu próprio filho.
Continuei caminhando, já podia enxergar a clareira, devia estar a uns vinte passos de mim. Por um triz não ativei a última armadilha plantada. Dois papéis presos a poucos centímetros do solo em árvores paralela ao meu caminho. Saquei uma segunda kunai e disparei uma em cada papel, rasgando-os para desativar o efeito do pedaço de pergaminho. Me aproximei de cada e, enquanto puxava a kunai de volta, averiguei as escritas para tentar desvendar as armas contidas ali.
— Uma saraivada de flechas e fūma shuriken!? Você passou dos limites. — reclamei boquiaberto.
— Sua cara tá impagável. — disse minha mãe, saltando da árvore enquanto ria olhando fixamente para mim — Bom, agora é sério, acabou as armadilhas, podemos ir para casa. — concluiu ela, controlando-se para não rir mais.
— Tô precisando urgentemente de um banho. — reclamei — Você é louca, mulher! — falei ainda incrédulo com todas as armadilhas encontradas.
No caminho de volta pra casa, fomos conversando mais sobre algumas outras armadilhas, possíveis treinos no futuro, e algumas besteiras.

Considerações:

Dúvida: Por possuir a Qualidade "Inteligência Aguçada", eu posso atingir 6 pontos em Inteligência?


  • Treinamento de Inteligência
  • Foram necessárias 900+ palavras devido ao Defeito "Preguiçoso"


[Treinos] Kurama Mikihiko HldJj2I
Aparência
Veste-se com um suéter preto de lã e gola alta, um moletom de algodão cinza, uma calça em sarja preta, um tênis simples preto com detalhes branco, além de seu típico óculos.

Armamentos utilizados por Chiba Mikihiko (mãe):

Senbon
Descrição: Senbon são agulhas de metal com um ponto em ambas as extremidades. Eles muitas vezes servem uma finalidade médica, sendo usado para atacar os pontos de acupuntura. Eles têm pouco matando poder, mas pode ser jogado com grande precisão. Um usuário com o conhecimento médico adequado no entanto, pode usar eficazmente senbon na batalha para incapacitar ou até matar seu alvo que eles deveriam apontar para os pontos vitais. Para tornar estas agulhas mais eficaz, o utilizador pode envenenar as pontas do senbon. Um benefício adicional de jogar estes em que o inimigo é que estes são menores do que um kunai ou uma shuriken, tornando-o mais difícil de ver e esquivar. Como explicado por Shikamaru Nara nos exames Chunin, ninja também pode anexar os sinos ao senbon para enganar seu oponente

Makibishi
Descrição: Makibishi são pequenos objetos, afiadas que são principalmente usados para inibir a alguém de caminhar em uma determinada direção ou área, uma vez que iria ferir os pés do ninja se tentou andar sobre elas.

Arame/Fios de Aço
Descrição: Cordas de arame são finos pedaços de fios que são altamente duráveis e podem ser usados para uma variedade de propósitos, tais como rapel, manipular armas, binging e restringir os movimentos de um adversário ou preparando armadilhas.

Kibaku Fuda
Descrição: Papeis Explosivos (起爆 札, Kibaku Fuda) são pedaços de papel inscrito com uma escrita especial, centrado em torno do kanji para "explodir" (爆, Baku). Infundido com chakra, eles vão explodir depois de um determinado período de tempo, remotamente, ou após ter sido incendiado por chama. As tags podem ser anexados a uma superfície ou envolvida em torno de uma arma para ser jogado em um inimigo. Eles são muito versátil e uma das ferramentas básicas ninja. Ninja pode confundir seus inimigos através da obtenção de marcas explosivos falsos. Eles trabalham, mesmo sob chuva pesada.

Flecha
Descrição: Consiste de uma haste longa e fina, com seção circular e feita de madeira. Ela é afiada na ponta, dispondo na outra de um engaste para fixação na corda do arco.

Fūma Shuriken
Descrição: O Fuma Shuriken (風魔 手裏 剣, Fuma Shuriken) é um grande shuriken, quatro pás possuindo nitidez eminente e letalidade. Este tipo de shuriken é considerada característica do famoso clã Fuma, após os quais eles foram nomeados, e que, eventualmente, desenvolve-los. No entanto, a sua utilização não se limita a este clã. Seus quatro lâminas podem ser recolhido para armazenamento fácil, levando ao seu apelido Sombra do moinho de vento (影 風車, Kage fusha). Embora um Fuma Shuriken é normalmente caracterizada por lâminas curvas, as lâminas podem ser de qualquer forma, tais como aqueles com bordas retas que não podem ser dobradas, utilizadas por Mizuki e Obito Uchiha. Mesmo os gigantes em forma de quadrados utilizados por Toroi pode ser considerado Fuma Shuriken.

Health Points 200/200Chakra Points 200/200Stamina 0/2

orion

_______________________

[Treinos] Kurama Mikihiko Xh7Edv1
Mikihiko
Kurama
Ficha | Gestão | Banco | Criações | Treinos
Yumiko
Yumiko
Genin
Vilarejo Atual
[Treinos] Kurama Mikihiko 7ePnwtD

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
@:
Ponto dobrado pelo mês do UP! Para maiores informações leia aqui.
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Yumiko
https://www.narutorpgakatsuki.net/t69768-ficha-kurama-mikihiko#523976 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69777-gf-kurama-mikihiko#524119
treinamento

O dia mal havia começado — devia ser por volta de oito ou nove da manhã, não sabia com precisão — ingênuos e fracos raios de sol atravessavam as cortinas das janelas do meu quarto e iluminavam o chão, era um dia ótimo para eu ficar deitado sem fazer nada — assim como qualquer outro dia é, na verdade. No entanto, como nem tudo são rosas, minha mãe fez questão de entrar nos meus aposentos.
Arrastou a porta para o lado e já foi sacudindo as minhas cobertas e abrindo as cortinas para deixar espaço para o sol entrar com mais facilidade. Fingi que ainda estava dormindo para que houvesse um pouco de piedade, mas não tive sucesso. Chiba, sem hesitar, sacolejou meu corpo para que dispersasse o resto de sono que havia em mim.
— Mulher de Rikudou! Pra que isso? — perguntei indiginado, ainda agarrado ao travesseiro.
— Levanta daí, vamos treinar um pouco. — convidou ela.
— Ah não! Você com isso denovo não. Nem é hora pra treino, é hora de dormir. — reclamei prontamente.
— Larga de ser preguiçoso, menino. É rapidinho, só um treino rápido, já já eu tenho que voltar pra fazer o almoço. Vamos. — disse Chiba — Tô atoa, você precisa treinar, é coisa boba. Vai Miki, se arruma e vamos treinar um pouquinho. — implorou ela. Por fim, cedi aos desejos de minha mãe e levantei-me da cama, troquei de roupa e fui, junto a ela, para os campos almejando um treino rápido, obviamente que reclamei o trajeto inteiro, ao mesmo tempo em que tentava descobrir do que seria o treino, mas falhei nas minhas tentativas. Ela preferiu manter suspense.
Ao chegarmos na mesma clareira de sempre pude perceber em como o inverno interferia, sutilmente, naquela região, os ventos gélidos sopravam constantemente e eriçavam os pelos de minha nuca, os animais preferiam ficar em suas tocas para se abrigarem do frio e as flores já não desabrochavam como antes.
— Bom, o nosso treino de hoje vai ser Selos de Mão. Você precisa ficar mais ágil quando for realizar uma técnica, Miki. — disse minha mãe.
— Isso é mesmo necessário? Eu não sou tão lento assim. — contestei, me sentindo menosprezado.
— É o que veremos. — desafiou-me — Vai funcionar assim: você vai ficar parado em um ponto fixo, com uma kunai em mãos, e vai tentar preparar um Kawarimi. A questão é que eu vou ficar lançando coisas contra você, de modo que, assim, você fique mais ágil pra executar os selos. Que tal? — explicou. A princípio, não parecia nenhum bicho de sete cabeças, acenei com a cabeça e concordei com os termos.
Carneiro, Javali, Touro, Cachorro e Cobra. Okay, não vai ser tão difícil assim, eu sou capaz. mentalizei enquanto caminhava para o centro da clareira. Respirei fundo e saquei uma kunai da minha bolsa de armas, colocando-a na minha mão direita. Após alguns segundos de concentração, dei o sinal para que pudéssemos começar.
Juntei as mãos e comecei a realizar os selos. Primeiro, seg- e fui interrompido com uma kunai sendo disparada em minha direção, fui obrigado a rebater com a minha para alterar o trajeto da kunai atirada por minha mãe.
Okay Miki, foi só um descuido. De novo. falei comigo mesmo. Aproximei as mãos e comecei a realizar os selos: carneiro, javali... Tive que interromper os selos para me defender novamente, duas shurikens vinham em minha direção, uma delas eu rebati com a minha kunai, a outra passou zunindo perto do meu rosto, cheguei a perder o ritmo da respiração de susto.
— É, o reflexo também não está muito bom, hein. — apontou Chiba, com um sorrisinho no canto do rosto. Preferi ignorar e me focar em realizar os selos.
Já estava começando a me sentir frustrado mas preferi ocultar esse fato, juntei as mãos, pela terceira vez, para realizar os selos: foi o primeiro, foi o segundo, foi o terceiro e, mais uma vez, fui atacado. Rapidamente, rebati uma kunai, lançando-a em direção aos céus, esta, desta vez, estava equipada com um papel explosivo, que explodiu somente quando estava distante o suficiente para não nos atingir.
Enchi os pulmões com ar, sentia um peso no peito, uma súbita onda de pensamentos melancólicos tomaram conta de mim e senti os meus olhos ficarem marejados. Abaixei a cabeça por alguns instantes, tentava afastar aqueles pensamentos mas era mais forte do que eu. Acordei daquelas ideias ruins com a voz de minha mãe me chamando de volta para o campo.
— Ei, Miki. Não fique assim. — senti um pesar em sua voz — Eu não devia ter forçado você a fazer isso. — disse ela, com um tom de melancolia.
— Não. Tudo bem. Eu estava precisando mesmo acordar, né? Como vou virar um mestre de Genjutsu se fico chorando por bobeira. — falei, limpando a única lágrima que estava escorrendo pelo o meu rosto. Botei um sorriso forçado no rosto para animar minha mãe. Receosa, ela voltou para a sua posição e esperou o meu sinal para que voltássemos ao treino.
— Certo. Pode ir. — falei, respirando profundamente.
Iniciei, mais uma vez, os selos de mão. Carneiro, Javali, Touro, Cachorro, Cob- e precisei interromper mais uma vez, rebati duas shurikens que vinham em minha diretriz, mudando o trajeto de ambas para direções opostas, indo de encontro ao chão da clareira.
Rapidamente, sem hesitar, comecei uma nova sessão de selos. Carneiro, Javali, Touro, Cachorro e Cobra. Consegui! comemorei em pensamentos. Mas, antes que eu pudesse continuar a minha alegria, fui atingido por uma kunai na barriga. Estranhamente não senti a dor e rapidamente uma fumaça subiu, meu corpo foi substituído por um pedaço de madeira, e, nesse pedaço, havia a kunai cravejada.
— Mais uma! — gritou minha mãe, de longe.
Automaticamente, realizei os selos e, desta vez, com certa antecedência do ataque. Quatro senbons atingiram minha coxa esquerda, mas antes que eu pudesse sentir dor o meu corpo foi substituído por outra tora de madeira.
— Outra! — gritou Chiba, mais uma vez.
Os selos foram feitos de uma maneira tão rápida que nem parecia ser eu que estava os realizando. A kunai atingiu o meu toráx, mas fui substituído por um galho de árvore que estava ali perto até agora a pouco. Não pude evitar de ser contagiado por uma alegria imensa, havia conseguido completar aquele treino mesmo tendo dificuldades.
— Finalmente conseguiu. — parabenizou-me minha mãe, vindo de encontro a mim para que pudesse me abraçar. Retribuí a demonstração de carinho.
— Muito obrigado pela paciência. — agradeci enquanto estava entrelaçado em seus braços.
Decidimos fazer uma pausa ali mesmo, seria o melhor, estávamos um pouco esgotado e ainda era cedo demais para voltarmos para casa, não tinha que ter pressa para preparar o almoço tão cedo, afinal, éramos só eu e ela naquela casa.

Considerações:


  • Treino de Selos de Mão;
  • Quantidade de palavras segundo o Word: 1108;
  • Foram necessárias 900+ palavras devido ao Defeito "Preguiçoso".


[Treinos] Kurama Mikihiko Yu-yang-146069
Aparência
Mikihiko veste-se com um moletom de algodão canguru branco, calça em sarja preta e tênis casuais igualmente brancos com detalhes em vermelho e azul, e usa o seu típico óculos.

Health Points 200/200Chakra Points 200/200Stamina 0/2

orion

_______________________

[Treinos] Kurama Mikihiko Xh7Edv1
Mikihiko
Kurama
Ficha | Gestão | Banco | Criações | Treinos
Yumiko
Yumiko
Genin
Vilarejo Atual
[Treinos] Kurama Mikihiko 7ePnwtD

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Yumiko
https://www.narutorpgakatsuki.net/t69768-ficha-kurama-mikihiko#523976 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69777-gf-kurama-mikihiko#524119
treinamento

Já devia fazer quase meia hora que tínhamos parado para descansarmos após o treino de selos de mão. Ficamos discutindo assuntos com temas aleatórios, desde táticas de combate até garotos.
Minha bunda já estava doendo de tanto ficar sentado naquela grama que não era nada confortável. Levantei-me e bati as mãos na calça para limpar ela das sujeiras que havia acumulado. Quando já ia me virando rumo para a nossa casa, Chiba fez questão de acabar com as minhas expectativas.
— Calma lá mocinho. — disse ela, pedindo pra eu parar — Ainda é cedo, vamos treinar algo a mais. — falou, obviamente eu não queria treinar mais, só queria comer algo e ficar parado o resto do dia — Que tal... Ninjutsu? — sugeriu, um pouco exaltada — Mesmo que você queira se tornar um mestre em Genjutsu, é importante você treinar Ninjutsu também, afinal, tem várias técnicas úteis, além disso, te ajuda a manipular alguma natureza de chakra, mas essa parte vamos deixar para outro dia. — falou ela. No fundo eu sabia que aquilo tudo era verdade e preferi não contestar.
— Tá, e como vai ser esse treino? — perguntei sem vontade alguma.
— Você ainda não sabe muita coisa, não é? Acho que as técnicas da academia servem por ora. — disse Chiba — Vou pensar um pouco. — falou para si própria.
Passamos alguns segundos, um encarando o outro, enquanto esperávamos a ideia vir a cabeça dela para que pudéssemos treinar logo. Eu não estava afim de treinar e torcia para que ela não tivesse ideia alguma e voltássemos para casa. Infelizmente, um pensamento súbito surgiu a sua cabeça.
— Tive uma ideia. — disse animada — É bem simples mas é o jeito que dá pra treinar algo. Vai ser assim: a gente vai pro lago que tem aqui perto, lá tem também umas árvores, nisso a gente vai testar a sua capacidade pra subir nas árvores e andar sobre a água, e eu ainda posso ficar tentando te acertar pra te forçar a usar o Kawarimi. É o que temos pra hoje. — explicou ela. Me parecia bem cansativo, mas sabia que qualquer contestação seria em vão então apenas concordei com a cabeça.
Fomos caminhando para o lago que havia ali perto, tinha ido poucas vezes lá e não me recordava completamente da aparência do local, porque estava mais bonito do que me lembrava. O inverno tinha feito despencar algumas folhas sobre a água do lago, a água estava parecia ser a mais pura do mundo, de tão límpida que estava, o vento soprava levando com ele mais folhas. Mas não estava ali pra isso.
Com um pouco de receio, concentrei o meu chakra na sola dos pés e fui, lentamente, colocando-os sobre a água, felizmente tive sucesso em me manter equilibrado na água. Corri até um bom ponto do lago e sinalizei que poderíamos começar o treino.
Não demorou muito para que Chiba se equipasse com suas armas básicas e as apontasse em minha direção. Comecei a correr na direção oposta enquanto realizava selos para um Kawarimi, por um triz não fui atingido por uma kunai que passou zunindo por mim, por sorte, também, não cai na água, por um instante perdi o controle do chakra e meu pé começou a falhar, mas rapidamente recuperei a concentração e me estabilizei.
Mais uma vez, fui correndo dos disparos feitos por minha mãe, shurikens, senbons, kunais, passavam direto por mim enquanto eu corria sobre a água. Pro meu azar, uma shuriken acertou em cheio na minha coxa esquerda, mas, antes que eu pudesse sentir qualquer dor, fui substituído por uma tora de madeira e apareci logo ao lado. Não pude evitar de dar um sorriso de satisfação.
Voltei a correr, desta vez fui rumando em direção as árvores para  que pudesse escalar elas. Alterei a concentração de chakra na planta dos pés e consegui subir na árvore com tranquilidade enquanto mais armas eram disparadas em minha direção mas mal alcançavam a minha sombra.
— Agora você está sem saída, hein. — disse minha mãe ao perceber que eu estava no topo da árvore. Por um instante cheguei a pensar o mesmo que ela, mas era hora de me arriscar, saltei para trás em um mortal e cai em pé de volta no lago, surpreendendo a mim mesmo.
Alegremente, comecei a patinar no lago como se não houvesse nada ao meu redor. Vez ou outra era atingido por algum armamento mas logo minha técnica de substituição — sempre preparada com antecedência — entrava em ação e me protegia dos ataques.
Por fim, decidi mudar um pouco a estratégia. Queria testar o meu Shunshin. Continuei a patinar, mas desta vez sem tirar o olho de minha mãe, observando a trajetória dos ataques disparados por ela. Toda vez que um se aproximava eu tratava de me transportar, em uma velocidade extraordinária, para algum ponto logo ao lado, me esquivando sem a necessidade de Kawarimi, a princípio não foi fácil, perdia um pouco o equilíbrio, a perna bambeava ou quase falhava, mas fui pegando o jeito aos poucos.
Segui assim por alguns minutos: patinando e transportando-me em zigue-zagues, desviando de todas as shurikens que eram lançadas contra mim, podia sentir o vento soprando no meu rosto. No entanto, nem tudo são flores, senti meu chakra se esvaindo quando fui me aproximando da borda, estava perdendo o controle sobre ela, tropecei e fui parar na grama. Chiba não se conteve e riu bastante de mim.
— Bem feito, exibido, quem mandou ficar patinando? — disse entre risadas.
— Argh... Pode nem mais se divertir. — falei tristemente — Obrigado por me ajudar, viu!? — reclamei enquanto me levantava sozinho.
— Ui, minha barriga tá até doendo. Mas enfim, vamos pra casa? Tô com fome. — falou Chiba. Concordei com ela sem nem pensar duas vezes, meu estômago roncava e eu precisava de recuperar as minhas energias.

Considerações:


  • Treino de Ninjutsu;
  • Quantidade de palavras segundo o Word: 958;
  • Foram necessárias 900+ palavras devido ao Defeito "Preguiçoso".


[Treinos] Kurama Mikihiko Yu-yang-146069
Aparência
Mikihiko veste-se com um moletom de algodão canguru branco, calça em sarja preta e tênis casuais igualmente brancos com detalhes em vermelho e azul, e usa o seu típico óculos.

Health Points 200/200Chakra Points 200/200Stamina 0/2

orion

_______________________

[Treinos] Kurama Mikihiko Xh7Edv1
Mikihiko
Kurama
Ficha | Gestão | Banco | Criações | Treinos
Yumiko
Yumiko
Genin
Vilarejo Atual
[Treinos] Kurama Mikihiko 7ePnwtD

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Takane
https://www.narutorpgakatsuki.net/t68749-ficha-takane-guang?highlight=Takane+Guang#513285 https://www.narutorpgakatsuki.net/t68767-m-f-takane-guang
@ Aprovado

_______________________

[Treinos] Kurama Mikihiko Untitled-2
Que se inicie o caos pois a rocha continuara firme!
Template
Takane
Takane
Jōnin
Vilarejo Atual
[Treinos] Kurama Mikihiko 9cf60763dc0395bb6231cfada13244c8

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos