>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, mas simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 70DG
Hanatarō olha para a vila do topo do prédio do Departamento de Pesquisa. Há dois anos era uma salinha no fim do laboratório geral da vila, agora tinha seu próprio prédio tão alto quanto o próprio escritório do Kazekage. Hanatarō sorri vendo as pessoas andando felizes na nova vila construída graças aos avanços científicos realizados com a inteligência de Takura, sua mentora. Antes, ele só via uma vila pobre, com construções de areia frágeis, com um horizonte desértico, dependendo de outras vilas, inclusive de Konoha, para conseguir sobreviver, mas agora... Sunagakure estava grandiosa novamente e tinha comprado sua independência. As construções ainda tinham porções de areia, mas eram forjadas em metais nobres, em ouro, em prata, criando grandes casas e prédios. As lojas estavam cheias de especiarias únicas, pois o trabalho de encontrar certos ingredientes se tornou muito mais prático desde que a vegetação voltou a florescer nos arredores da vila; onde antes era só deserto agora possuía vielas de relva, florestas, rios e uma fauna cheia de roedores, mamíferos e carnívoros.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Angell
Superior a Kage | Sannin | Rainha Hattori
Angell
Vilarejo Atual
Ícone : [Treinamento] Quando Tudo Continua Interligado TwR2UbA

https://www.narutorpgakatsuki.net/t70412-ficha-angell-hyuuga-hattori https://www.narutorpgakatsuki.net/t69243-gestao-da-ficha-angell-hyuuga-hattori

[Treinamento] Quando Tudo Continua Interligado - em 3/12/2019, 19:14


Angell Hyuuga
[ HP: 1350/1350 | CH: 3100/3100 | ST: 01/10 ]
[ Byakugou no In: 500/500 ]
[ Uso do Souzou Saisei: 00/08 ]


Treinamentos exaustivos sempre pedem noites longas de sonos bem dormidos, por mais que quem treina seja teimoso de querer se esforçar demais – e, às vezes, à toa também. Não adianta; o corpo e a mente sempre acabam cobrando, e, aos pouquinhos, a azulada ia descobrindo isso. Dizemos, ela tentava teimar, desde que foi chamada pelo próprio Kai para não apenas ser sua aluna, junto de Sayuri e Kei, mas também já realizar com os três um primeiro treinamento em time, partindo então para a missão improvisada de resgate à filha do daimyou, que demorou não menos que três dias quase inteiros, depois usando o restante do terceiro dia e mais o dia seguinte para voltar a evoluir sozinha... e não que não estivesse dando certo, porém, mesmo tendo como um dos objetivos a melhoria em sua resistência como um todo, seu corpo e sua mente estavam começando a lhe cobrar, tanto que, sem nem perceber, ela dormiu até mais tarde desta vez.

...e nem assim deixou de teimar, já que continuava sempre com aquela sensação de que ainda tinha trabalho a fazer; levantou-se logo, prendeu sua bolsinha de armas à cintura, debaixo de sua blusa azul, pegou a mesma garrafa de água do dia anterior e saiu. Agora, como de um costume quase que abandonado nos últimos tempos, encaminhou-se para a floresta que circunda Konohagakure – e não só por comodidade, mas também por uma grande necessidade de se sentir mais conectada à natureza.

Angell se lembrava mais ou menos do local no qual tinha adormecido no solo terroso em uma noite qualquer e acordado no solo lamacento na manhã do dia seguinte, coisa que lhe rendeu a descoberta inconsciente do seu domínio sobre o elemento terra. Claro que, desde aquilo, todas as melhorias desse mesmíssimo domínio tiveram de ser conscientes, mas, aos poucos, as mesmas pareciam ir perdendo a efetividade. (Ela só não tinha ainda parado para pensar que, talvez, isso também não fosse sua culpa.) Então, nascia ali mais outro “método” próprio de treinamento da azulada: agora, para evoluir em seu caminho de kunoichi, ao menos quanto às suas técnicas e habilidades espirituais, interligaria seus feitos inconscientes e conscientes. E, para isso, nada melhor que estar de volta ao último lugar em que reparou um de seus feitos inconscientes, certo?, e, estando nele, fazer por onde entender seus feitos conscientes. Talvez funcionasse.

A azulada se sentou ao pé de uma das árvores – esperando que fosse a mesma ao pé da qual dormiu naquela vez –, cruzando suas pernas em “X”, e fechou seus olhos. Ativou seu Kawari No, já atenta ao funcionamento dele – em “como” ele acelera e fortifica todo seu metabolismo – desde o interior de seu corpo. Conseguia sentir as essências da água e da terra correndo livres, leves e soltas por seu sistema de chakra, trabalhando, mescladas à sua energia, para que suas aptidões melhorassem quase que magicamente. Porém, se só aquilo fosse suficiente, Angell sequer teria aparecido ali na floresta naquela tarde; agora tinha chegado a hora de ela evoluir até mesmo esse detalhezinho em suas habilidades. E era justamente para isso que ela se atentava tanto ao funcionamento da dita cuja dentro de seu corpo; entendendo como tudo acontecia, ela saberia como tudo poderia ganhar – e lhe proporcionar – as melhorias que estava buscando.

Quanto ao elemento água, não havia lá tanta coisa que Angell pudesse fazer; já estava se aproveitando ao máximo do dito cujo a partir da afinidade que tinha com ele desde que nasceu. Porém, quanto ao elemento terra, seu maior trunfo atualmente, ainda havia um quê de possibilidades que ela sabia que poderia explorar: já estava se fortalecendo tanto a partir de seu interior que nem mesmo aumentando a aplicação de seu chakra em seus músculos sentia que talvez pudesse se prejudicar – e não por não ser capaz de controlar esse aumento na incidência de seu chakra, já que seu controle sobre sua energia sempre foi exímio, mas por notar que, aos poucos, a essência da terra se juntava a seus próprios esforços contra um possível desgoverno de seu chakra. E, ao mesmo tempo, ela percebia que um pouco do chakra contido por seus músculos fortalecidos acabava vertendo para fora de seu corpo através de seus tenketsus.

...mas para que desperdiçar sua energia desse jeito? Não, a azulada reverteria mais essa situação; ao invés de deixar seu chakra doton escapar de si daquela forma, faria questão de utilizá-lo a seu favor também, passando a acumulá-lo sobre sua pele e a moldá-lo em microestruturas capazes de melhorar sua aerodinâmica conforme se movesse. Agora era só testar a funcionalidade de sua teoria… sim, a partir do momento que se levantasse de novo e disparasse em uma corrida “despretensiosa” por entre as árvores.


“But it’s the only thing that I have.”


Informações:

Considerações:
Contador de palavras: 796.
One-post para evolução do estilo de luta Kawari No.
Deixei a narração em aberto com relação ao sucesso da evolução por causa da avaliação que isso tudo ainda vai sofrer em off, tanto neste tópico quanto no meu tópico pessoal de evoluções.
Habilidades usadas:

Nome: Kawari No
Tipo: Estilo de luta.
Requerimentos: Habilidade em Ninjutsu, afinidade/perícia em suiton, afinidade/perícia em doton e GCC/BCC.
Duração: De acordo com a stamina do usuário.
Descrição: Com seu elemento suiton, o usuário proporciona a formação de água em seu corpo, através da criação espontânea de mais moléculas de água dentro de si, o que aumenta a oxigenação das células e, como consequência, acelera o metabolismo como um todo (sem deixar de mantê-lo constantemente resfriado, evitando efeitos colaterais). Ao mesmo tempo, com seu elemento doton, o usuário fortifica seus músculos, transmitindo para eles as propriedades de força do elemento, o que lhes garante uma maior resistência a impactos tanto internos (inclusive aqueles possivelmente causados pela aceleração repentina do metabolismo) quanto externos.
Bonificações: +1 em força & +1 em velocidade enquanto o Kawari No estiver ativo.
Observações: A desativação do Kawari No, seja por vontade do usuário, seja por esgotamento da sua stamina, culminará na necessidade de pelo menos 1 post de espera para uma nova ativação do estilo de luta, já que o corpo do usuário precisará se recuperar do estímulo repentino.
Bolsa (19/20 espaços):
Kunai: 9 (9 espaços)
Kemuridama: 5 (5 espaços)
Hikaridama: 2 (2 espaços)
Kibaku fuuda: 0 (0 espaços)
Extra(s): “Polvo Frito” (2 espaços) & “Sushi Doce” (1 espaço)
Equipamentos e itens:

[Treinamento] Quando Tudo Continua Interligado I8a3yhX
Thunderjaw’s Bracelet
Rank:
A
Classe: Raro.
Descrição: Um item de natureza peculiar que outrora pertencera ao núcleo de processamento responsável por controlar as habilidades de uma besta metálica formidável. Na ótica mundana, um mero bracelete, encrustado por pedras preciosas de origem desconhecida, que se adéqua perfeitamente ao pulso de seu portador. Sua única habilidade é uma forma muito mais simplória que a habilidade do Thunderjaw: quaisquer ninjutsus direcionados ao seu portador, de Rank B ou inferior, uma única vez a cada 3 turnos, tem imediatamente sua trajetória alterada como se retornasse para o conjurador. Essa habilidade necessita de 30 pontos de chakra para ser utilizada. Esse item não pode ser evoluído.
-
Tenshin
Jonin | ANBU
Tenshin
Vilarejo Atual
Ícone : [Treinamento] Quando Tudo Continua Interligado 100x100

https://www.narutorpgakatsuki.net/t66477-fp-hakken https://www.narutorpgakatsuki.net/t66476p30-g-f-hakken

Re: [Treinamento] Quando Tudo Continua Interligado - em 3/12/2019, 22:32

@

bela narração

_______________________

[Treinamento] Quando Tudo Continua Interligado Giphy
-


Layout com edições de Halloween feito por @Akeido Themes e Senko.