Não é o único, Simplesmente o melhor!
Naruto RPG
Akatsuki
A doce melodia dos ventos atravessando o deserto não era mais querida por absolutamente ninguém. Ele sabia muito bem disso, por mais que odiasse o fato. Concordava que sua vila estava morta há muitos anos, entendia que seu povo sofrera, e, mesmo assim, não entendia como. Parecia um absurdo sem precedentes como uma vila tão renomada como Sunagakure no Sato, organizador do primeiro Chunin Shiken mundial desde a formação das novas nações, havia sido destruída, afundada nos seus próprios desertos, graças a uma única entidade chamada Okina. Mas isso aconteceu. Muitas pessoas inocentes morreram, muitas fugiram, e os vastos desertos dentro de Kaze no Kuni tornaram-se morada de aldeias e mercenários, todos tentando sobreviver na jornada. Muitos ficavam nos arredores com esperança do retorno da gloriosa Sunagakure no Sato, outros porque não eram aceitos em outros lugares e, alguns ainda não tentavam, pois tinham idosos e doentes consigo. Um verdadeiro caos. A economia despencou; começaram os gastos com população, poucos impostos recebidos e mais gastos com mercenários contra outros mercenários. Acreditava que a iniciativa destrutiva de Okina não visava aquelas consequências, mas eram reais e ele precisava enfrentá-las.
Arco Atual:
Reconstrução
A AlvoradaUzushiogakure e Sunagakure estão reconstruídas, marcando uma nova era para as nações shinobi, que agora são cinco uma vez mais. Os Shodaime Kazekage e Mizukage comandam as novas gerações de seus vilarejos, iniciando uma série de planos governamentais para garantir que o mal não os assole como ocorreu no passado.
RelíquiasAs facções caminham em direção à calamidade, e os líderes de cada grupo correm contra o tempo para adquirir novos seguidores. Da mesma forma, os mais ferrenhos seguidores se enfrentavam, e a ínfima possibilidade de relíquias do passado se revelarem ao mundo deu início a uma nova corrida por parte das facções.
Estação: VerãoAno: 67DG


[ DEBATE ] PVP & Personagens

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

[ DEBATE ] PVP & Personagens Publicado no dia 30/11/2019


Olá!

A reunião de ontem rendeu muitas sugestões à staff e algumas ideias a serem lapidadas, e agradecemos muito por isso. Uma das conversas que foi elencada por alguns jogadores, que mais tarde foi debatida em uma conversa interna, chegamos à conclusão de que muitos jogadores não se arriscam com medo de perder vagas e até mesmo personagens que são muito apegados. Por ser uma decisão que atingiria o ON-game de maneira impactante, decidimos trazê-la em forma de debate para lapidarmos da melhor forma possível.

A ideia é que hajam personagens protegidos ao PVP, isto é, o jogador diz na criação de sua ficha se gostaria ou não de ser passível de ataque. Caso a resposta seja positiva, o jogador será protegido, por meio de um indicador em seu perfil, de ser atacado por um outro jogador, enquanto estivesse posicionado entre os ranks Genin e Tokubetsu Jonin; eles ainda seriam isentados das obrigatoriedades de membros do cargo Chunin ou maior.

Esta proteção não é eterna. Ao atingir o cargo Jonin, o jogador automaticamente perde seu status de jogador PVE e passa a poder atacar e ser atacado. Outros cargos também seriam passíveis de perda da proteção do sistema, como cargos especiais (Sannin, Kugutsu Butai, etc., exceto Herói, S.K. e L.N.), ANBU, Nukkenin e Kage. Se o jogador ainda tiver a preferência de modificar sua conta para o modo PVP antes de atingir um dos cargos, basta uma solicitação, embora seja uma escolha sem volta.

Uma atualização sobre o Rinnegan: Estamos planejando uma modificação para trazermos novamente a vocês e, se for o caso, a habilidade será removida do jogo.


Última edição por Tama em 20/12/2019, 01:39, editado 3 vez(es)
Tama
[ DEBATE ] PVP & Personagens - Página 3 Vh077Ys

Tama
Administrador
https://www.narutorpgakatsuki.net/t67003-f-yuki-shiroi#493173

Voltar ao Topo Ir em baixo

Hideki'
Vou expor minha opinião ao público, visto que já havia comunicado a um adm sobre ela, e até mesmo conversado sobre.

Em minha opinião é injusto alguns players quererem ser protegidos pelo pve quando tem vagas de habilidades op ou até mesmo bijuu, sem comentar os cargos de alto nível das vilas, mas também é injusto eles não poderem jogar com elas porque serão assassinados ou perseguidos, ou terão que proteger suas vilas. Então minha sugestão é criar dois tipos de vaga limitada, uma para mundo PVE e um para Mundo LIVRE ( com pvp e pve, porque se a pessoa não pode ser proibida de jogar pve quando quer pelo fato dela assumir mais riscos que os players pve, que jogam mais pelo roleplay e criação de histórias de personagens.)

Fica minha sugestão aqui.

Vagas limitadas de pve e habilidades únicas de pve, quando pegas, não poderiam ser transferidas para o mundo livre, ou seja, o jogador que pega vagas limitadas de clã ou H.U em pve, não poderiam migrar elas para o pvp ( pelo fato óbvio que se não seria muito fácil começar como pve e depois migrar quando tivesse build fichada.). Jogadores pve ficariam impossibilitados de assumir cargos de alto escalão das vilas, como Kages e afins, porque são cargos diretamente ligados a própria defesa do território. Tal como bijuus, jinchuurikis seriam vagas apenas mundo Livre, afinal Jinchuurikis sempre são perseguidos ou algo do tipo.

Para fins de players não monopolizar clãs limitados, poderia manter a regra da d.a, de somente poder ter direito a UMA vaga limitada, não ocupando em hipótese alguma duas. Bom, é basicamente isso.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Teensei
Voltei hoje, então nem vou ler os comentários, só a sugestão e me expressar baseado nela.

Primeiro, eu acho ridículo tirar o PVP de um fórum narrativo simplesmente pq algumas pessoas tem "medo de perder o personagem". Pra quem joga a mais tempo sabe que a alma de fóruns sempre foi o PVP, inclusive quando entrei nesse mundo o RP era tão pouco explorado que quase todas as lutas eram PVP. Claro, com a evolução do RP a pessoa acaba se apegando mais ao personagem e criando um laço com o mesmo por passar tanto tempo na criação e desenvolvimento do mesmo. Mais ai eu te pergunto, e se a pessoa pega uma build boa e faz um eterno chunnin? Ela vai segurar sua vaga pra sempre?

Na real eu até achei que era zoeira quando me falaram desse debate. Se a pessoa quer mesmo segurar a vaga, ela treina e fortalece seu personagem e sua narração. Assim não morre facilmente. E se morrer, é a vida. Ninguem é imortal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kynz
Deve permanecer como é hoje. Participa quem quer e quem não quer fique de fora.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Shion
@Kynz escreveu:Deve permanecer como é hoje. Participa quem quer e quem não quer fique de fora.

Mas hoje não é bem assim...
E bem vindo de volta

Voltar ao Topo Ir em baixo

Zeitgeist
Sly, prodígio sensatoHoje às 20:08
Seria maneiro fazer uma fita assim: Sistema de profissão onde as pessoas com determinadas profissões postariam rps semanalmente para não terem obrigação de defenderem o vilarejo. Seria feita uma lista assim como a "reservista" do exercito, organizada pelo kage, onde em toda invasão o número mínimo para defesa (caso haja shinobis na vila) é o mesmo número de invasores. No caso de não tiverem shinobis suficiente que sejam obrigados a defender, os que estavam na listagem passam a ter obrigatoriedade.
seria um sistema militar
ultra realista

Achei bem maneira a ideia. Uma profissão que abstem, quando possível, dos pvps referentes a invasões ou adversos, como fuga.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sly
Andei conversando com bastante gente então vou tentar estruturar melhor minha visão sobre a situação. Isso é uma sugestão de sistema, a minha opinião já foi dada.

É algo que não visa a separação, mas sim, o distanciamento entre players e PvP. Um sistema de profissões; que fossem muitas como por exemplo: Professores, tutores, administradores. Ou uma única que seja, por exemplo: Auxiliar. Enfim, estas pessoas iriam narrar rps semanalmente executando suas atividades (salvo as exceções caso estejam em missões ou outras rps) e isso faria com que elas entrassem em uma listagem. Nesta listagem estira contando o número de todos aqueles que aderiram a profissão e não querem ter a primeira OBRIGATORIEDADE de defender o vilarejo; funcionaria como uma "reservista" como temos no quartel.

Situação de Invasão: Os shinobis que não se encontram na lista devem SEMPRE proteger o vilarejo. Em caso de invasão, quando há shinobis suficientes na vila, o número de invasores deve ser o mesmo do de defensores (Caso não seja e a vila perca todos morrem). Aqui entra a questão, vamos ao exemplo. Ocorre uma invasão onde há 5 invasores e a vila tem apenas 3 defensores obrigatórios, 2 shinobis da listagem de "reservista" se tornam obrigados a defenderem o vilarejo para completar a somatória mínima de defesa.

Sugeri que a listagem de reservista fosse organizada pelo Kage para que ele tivesse mais cunho estratégico na defesa de seu vilarejo, já que poderia armar os primeiros "defensores de emergência" de acordo com várias prioridades: Aqueles que curtem pve mas não se incomodam de jogar pvp. Aqueles com melhores habilidades caso seja necessário. Creio que isso traria algo para enriquecer o modo macro de se jogar o jogo.

Como funcionaria a caça? Falando como um player que tem um char focado em caça no on: Hoje já é algo difícil. Mas uma barreira que me surgiu em quanto escrevia foi a seguinte. "E se eu quiser aquela vaga do mano que ta na reservista? Ele tem um mokuton brabento e nem sabe usar." Bom, sabemos que se uma invasão acontecer e ele não quiser defender, ele não irá defender; no entanto, ele estará preso dentro da vila. Se os invasores ganharem, existe a possibilidade de caçar o alvo dentro do vilarejo. Fazendo rps simples de rastreamento até 48 hrs após a invasão para "topar" com algum shinobi que ainda se encontre por ali.

Sugiro também disponibilizar a abertura de fugas enquanto ocorre uma invasão, desde que coerente com o plot, por um lado oposto aos ataque, e aprovada por narradores. A fuga traria algum defeito como "covarde" ou "desertor" que poderia ser desenvolvido.

Lembrando que cargos como Anbu tem obrigatoriedade de defender o vilarejo e chega até ser anti-jogo cogitar que não. Bom, foi o que minha cabeça matutou para tentar agregar algo para o fórum. Quem concorda chega no RT do Kevinho O Chris.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Myrddin
@Sly escreveu:
Andei conversando com bastante gente então vou tentar estruturar melhor minha visão sobre a situação. Isso é uma sugestão de sistema, a minha opinião já foi dada.

É algo que não visa a separação, mas sim, o distanciamento entre players e PvP. Um sistema de profissões; que fossem muitas como por exemplo: Professores, tutores, administradores. Ou uma única que seja, por exemplo: Auxiliar. Enfim, estas pessoas iriam narrar rps semanalmente executando suas atividades (salvo as exceções caso estejam em missões ou outras rps) e isso faria com que elas entrassem em uma listagem. Nesta listagem estira contando o número de todos aqueles que aderiram a profissão e não querem ter a primeira OBRIGATORIEDADE de defender o vilarejo; funcionaria como uma "reservista" como temos no quartel.

Situação de Invasão: Os shinobis que não se encontram na lista devem SEMPRE proteger o vilarejo. Em caso de invasão, quando há shinobis suficientes na vila, o número de invasores deve ser o mesmo do de defensores (Caso não seja e a vila perca todos morrem). Aqui entra a questão, vamos ao exemplo. Ocorre uma invasão onde há 5 invasores e a vila tem apenas 3 defensores obrigatórios, 2 shinobis da listagem de "reservista" se tornam obrigados a defenderem o vilarejo para completar a somatória mínima de defesa.

Sugeri que a listagem de reservista fosse organizada pelo Kage para que ele tivesse mais cunho estratégico na defesa de seu vilarejo, já que poderia armar os primeiros "defensores de emergência" de acordo com várias prioridades: Aqueles que curtem pve mas não se incomodam de jogar pvp. Aqueles com melhores habilidades caso seja necessário. Creio que isso traria algo para enriquecer o modo macro de se jogar o jogo.

Como funcionaria a caça? Falando como um player que tem um char focado em caça no on: Hoje já é algo difícil. Mas uma barreira que me surgiu em quanto escrevia foi a seguinte. "E se eu quiser aquela vaga do mano que ta na reservista? Ele tem um mokuton brabento e nem sabe usar." Bom, sabemos que se uma invasão acontecer e ele não quiser defender, ele não irá defender; no entanto, ele estará preso dentro da vila. Se os invasores ganharem, existe a possibilidade de caçar o alvo dentro do vilarejo. Fazendo rps simples de rastreamento até 48 hrs após a invasão para "topar" com algum shinobi que ainda se encontre por ali.

Sugiro também disponibilizar a abertura de fugas enquanto ocorre uma invasão, desde que coerente com o plot, por um lado oposto aos ataque, e aprovada por narradores. A fuga traria algum defeito como "covarde" ou "desertor" que poderia ser desenvolvido.

Lembrando que cargos como Anbu tem obrigatoriedade de defender o vilarejo e chega até ser anti-jogo cogitar que não. Bom, foi o que minha cabeça matutou para tentar agregar algo para o fórum. Quem concorda chega no RT do Kevinho O Chris.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Yahiro
@Sly escreveu:
Andei conversando com bastante gente então vou tentar estruturar melhor minha visão sobre a situação. Isso é uma sugestão de sistema, a minha opinião já foi dada.

É algo que não visa a separação, mas sim, o distanciamento entre players e PvP. Um sistema de profissões; que fossem muitas como por exemplo: Professores, tutores, administradores. Ou uma única que seja, por exemplo: Auxiliar. Enfim, estas pessoas iriam narrar rps semanalmente executando suas atividades (salvo as exceções caso estejam em missões ou outras rps) e isso faria com que elas entrassem em uma listagem. Nesta listagem estira contando o número de todos aqueles que aderiram a profissão e não querem ter a primeira OBRIGATORIEDADE de defender o vilarejo; funcionaria como uma "reservista" como temos no quartel.

Situação de Invasão: Os shinobis que não se encontram na lista devem SEMPRE proteger o vilarejo. Em caso de invasão, quando há shinobis suficientes na vila, o número de invasores deve ser o mesmo do de defensores (Caso não seja e a vila perca todos morrem). Aqui entra a questão, vamos ao exemplo. Ocorre uma invasão onde há 5 invasores e a vila tem apenas 3 defensores obrigatórios, 2 shinobis da listagem de "reservista" se tornam obrigados a defenderem o vilarejo para completar a somatória mínima de defesa.

Sugeri que a listagem de reservista fosse organizada pelo Kage para que ele tivesse mais cunho estratégico na defesa de seu vilarejo, já que poderia armar os primeiros "defensores de emergência" de acordo com várias prioridades: Aqueles que curtem pve mas não se incomodam de jogar pvp. Aqueles com melhores habilidades caso seja necessário. Creio que isso traria algo para enriquecer o modo macro de se jogar o jogo.

Como funcionaria a caça? Falando como um player que tem um char focado em caça no on: Hoje já é algo difícil. Mas uma barreira que me surgiu em quanto escrevia foi a seguinte. "E se eu quiser aquela vaga do mano que ta na reservista? Ele tem um mokuton brabento e nem sabe usar." Bom, sabemos que se uma invasão acontecer e ele não quiser defender, ele não irá defender; no entanto, ele estará preso dentro da vila. Se os invasores ganharem, existe a possibilidade de caçar o alvo dentro do vilarejo. Fazendo rps simples de rastreamento até 48 hrs após a invasão para "topar" com algum shinobi que ainda se encontre por ali.

Sugiro também disponibilizar a abertura de fugas enquanto ocorre uma invasão, desde que coerente com o plot, por um lado oposto aos ataque, e aprovada por narradores. A fuga traria algum defeito como "covarde" ou "desertor" que poderia ser desenvolvido.

Lembrando que cargos como Anbu tem obrigatoriedade de defender o vilarejo e chega até ser anti-jogo cogitar que não. Bom, foi o que minha cabeça matutou para tentar agregar algo para o fórum. Quem concorda chega no RT do Kevinho O Chris.

Achei uma opção bastante interessante, e que veria ambos os lados.

Voltar ao Topo Ir em baixo

AKCL
@Sly escreveu:
Andei conversando com bastante gente então vou tentar estruturar melhor minha visão sobre a situação. Isso é uma sugestão de sistema, a minha opinião já foi dada.

É algo que não visa a separação, mas sim, o distanciamento entre players e PvP. Um sistema de profissões; que fossem muitas como por exemplo: Professores, tutores, administradores. Ou uma única que seja, por exemplo: Auxiliar. Enfim, estas pessoas iriam narrar rps semanalmente executando suas atividades (salvo as exceções caso estejam em missões ou outras rps) e isso faria com que elas entrassem em uma listagem. Nesta listagem estira contando o número de todos aqueles que aderiram a profissão e não querem ter a primeira OBRIGATORIEDADE de defender o vilarejo; funcionaria como uma "reservista" como temos no quartel.

Situação de Invasão: Os shinobis que não se encontram na lista devem SEMPRE proteger o vilarejo. Em caso de invasão, quando há shinobis suficientes na vila, o número de invasores deve ser o mesmo do de defensores (Caso não seja e a vila perca todos morrem). Aqui entra a questão, vamos ao exemplo. Ocorre uma invasão onde há 5 invasores e a vila tem apenas 3 defensores obrigatórios, 2 shinobis da listagem de "reservista" se tornam obrigados a defenderem o vilarejo para completar a somatória mínima de defesa.

Sugeri que a listagem de reservista fosse organizada pelo Kage para que ele tivesse mais cunho estratégico na defesa de seu vilarejo, já que poderia armar os primeiros "defensores de emergência" de acordo com várias prioridades: Aqueles que curtem pve mas não se incomodam de jogar pvp. Aqueles com melhores habilidades caso seja necessário. Creio que isso traria algo para enriquecer o modo macro de se jogar o jogo.

Como funcionaria a caça? Falando como um player que tem um char focado em caça no on: Hoje já é algo difícil. Mas uma barreira que me surgiu em quanto escrevia foi a seguinte. "E se eu quiser aquela vaga do mano que ta na reservista? Ele tem um mokuton brabento e nem sabe usar." Bom, sabemos que se uma invasão acontecer e ele não quiser defender, ele não irá defender; no entanto, ele estará preso dentro da vila. Se os invasores ganharem, existe a possibilidade de caçar o alvo dentro do vilarejo. Fazendo rps simples de rastreamento até 48 hrs após a invasão para "topar" com algum shinobi que ainda se encontre por ali.

Sugiro também disponibilizar a abertura de fugas enquanto ocorre uma invasão, desde que coerente com o plot, por um lado oposto aos ataque, e aprovada por narradores. A fuga traria algum defeito como "covarde" ou "desertor" que poderia ser desenvolvido.

Lembrando que cargos como Anbu tem obrigatoriedade de defender o vilarejo e chega até ser anti-jogo cogitar que não. Bom, foi o que minha cabeça matutou para tentar agregar algo para o fórum. Quem concorda chega no RT do Kevinho O Chris.

Achei uma opção bastante interessante. Outra sugestão que poderia se encaixar ao mesmo sistema seria o player que não deseja participar do PvP (no caso da invasão de vila) fazer uma RP com um numero X de palavras dentro das 48h do W.O (não parando a contagem caso acontecer algum chamado de juiz) explicando o porque não defendeu a vila naquele momento.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Zeitgeist
Melhor ideia até agora, ao meu ver. A parte de fuga creio que possa ser agregada futuramente, mas a das profissões ou profissão não é muito difícil ser implantada, além de ser genial. Boa, Matheus.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Jim
@Sly escreveu:
Andei conversando com bastante gente então vou tentar estruturar melhor minha visão sobre a situação. Isso é uma sugestão de sistema, a minha opinião já foi dada.

É algo que não visa a separação, mas sim, o distanciamento entre players e PvP. Um sistema de profissões; que fossem muitas como por exemplo: Professores, tutores, administradores. Ou uma única que seja, por exemplo: Auxiliar. Enfim, estas pessoas iriam narrar rps semanalmente executando suas atividades (salvo as exceções caso estejam em missões ou outras rps) e isso faria com que elas entrassem em uma listagem. Nesta listagem estira contando o número de todos aqueles que aderiram a profissão e não querem ter a primeira OBRIGATORIEDADE de defender o vilarejo; funcionaria como uma "reservista" como temos no quartel.

Situação de Invasão: Os shinobis que não se encontram na lista devem SEMPRE proteger o vilarejo. Em caso de invasão, quando há shinobis suficientes na vila, o número de invasores deve ser o mesmo do de defensores (Caso não seja e a vila perca todos morrem). Aqui entra a questão, vamos ao exemplo. Ocorre uma invasão onde há 5 invasores e a vila tem apenas 3 defensores obrigatórios, 2 shinobis da listagem de "reservista" se tornam obrigados a defenderem o vilarejo para completar a somatória mínima de defesa.

Sugeri que a listagem de reservista fosse organizada pelo Kage para que ele tivesse mais cunho estratégico na defesa de seu vilarejo, já que poderia armar os primeiros "defensores de emergência" de acordo com várias prioridades: Aqueles que curtem pve mas não se incomodam de jogar pvp. Aqueles com melhores habilidades caso seja necessário. Creio que isso traria algo para enriquecer o modo macro de se jogar o jogo.

Como funcionaria a caça? Falando como um player que tem um char focado em caça no on: Hoje já é algo difícil. Mas uma barreira que me surgiu em quanto escrevia foi a seguinte. "E se eu quiser aquela vaga do mano que ta na reservista? Ele tem um mokuton brabento e nem sabe usar." Bom, sabemos que se uma invasão acontecer e ele não quiser defender, ele não irá defender; no entanto, ele estará preso dentro da vila. Se os invasores ganharem, existe a possibilidade de caçar o alvo dentro do vilarejo. Fazendo rps simples de rastreamento até 48 hrs após a invasão para "topar" com algum shinobi que ainda se encontre por ali.

Sugiro também disponibilizar a abertura de fugas enquanto ocorre uma invasão, desde que coerente com o plot, por um lado oposto aos ataque, e aprovada por narradores. A fuga traria algum defeito como "covarde" ou "desertor" que poderia ser desenvolvido.

Lembrando que cargos como Anbu tem obrigatoriedade de defender o vilarejo e chega até ser anti-jogo cogitar que não. Bom, foi o que minha cabeça matutou para tentar agregar algo para o fórum. Quem concorda chega no RT do Kevinho O Chris.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Skywalker
@Sly escreveu:
Andei conversando com bastante gente então vou tentar estruturar melhor minha visão sobre a situação. Isso é uma sugestão de sistema, a minha opinião já foi dada.

É algo que não visa a separação, mas sim, o distanciamento entre players e PvP. Um sistema de profissões; que fossem muitas como por exemplo: Professores, tutores, administradores. Ou uma única que seja, por exemplo: Auxiliar. Enfim, estas pessoas iriam narrar rps semanalmente executando suas atividades (salvo as exceções caso estejam em missões ou outras rps) e isso faria com que elas entrassem em uma listagem. Nesta listagem estira contando o número de todos aqueles que aderiram a profissão e não querem ter a primeira OBRIGATORIEDADE de defender o vilarejo; funcionaria como uma "reservista" como temos no quartel.

Situação de Invasão: Os shinobis que não se encontram na lista devem SEMPRE proteger o vilarejo. Em caso de invasão, quando há shinobis suficientes na vila, o número de invasores deve ser o mesmo do de defensores (Caso não seja e a vila perca todos morrem). Aqui entra a questão, vamos ao exemplo. Ocorre uma invasão onde há 5 invasores e a vila tem apenas 3 defensores obrigatórios, 2 shinobis da listagem de "reservista" se tornam obrigados a defenderem o vilarejo para completar a somatória mínima de defesa.

Sugeri que a listagem de reservista fosse organizada pelo Kage para que ele tivesse mais cunho estratégico na defesa de seu vilarejo, já que poderia armar os primeiros "defensores de emergência" de acordo com várias prioridades: Aqueles que curtem pve mas não se incomodam de jogar pvp. Aqueles com melhores habilidades caso seja necessário. Creio que isso traria algo para enriquecer o modo macro de se jogar o jogo.

Como funcionaria a caça? Falando como um player que tem um char focado em caça no on: Hoje já é algo difícil. Mas uma barreira que me surgiu em quanto escrevia foi a seguinte. "E se eu quiser aquela vaga do mano que ta na reservista? Ele tem um mokuton brabento e nem sabe usar." Bom, sabemos que se uma invasão acontecer e ele não quiser defender, ele não irá defender; no entanto, ele estará preso dentro da vila. Se os invasores ganharem, existe a possibilidade de caçar o alvo dentro do vilarejo. Fazendo rps simples de rastreamento até 48 hrs após a invasão para "topar" com algum shinobi que ainda se encontre por ali.

Sugiro também disponibilizar a abertura de fugas enquanto ocorre uma invasão, desde que coerente com o plot, por um lado oposto aos ataque, e aprovada por narradores. A fuga traria algum defeito como "covarde" ou "desertor" que poderia ser desenvolvido.

Lembrando que cargos como Anbu tem obrigatoriedade de defender o vilarejo e chega até ser anti-jogo cogitar que não. Bom, foi o que minha cabeça matutou para tentar agregar algo para o fórum. Quem concorda chega no RT do Kevinho O Chris.

Chamam jogador novo de "random" mas são eles que dão aula? Você é brabo.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Reegs
@Sly escreveu:
Andei conversando com bastante gente então vou tentar estruturar melhor minha visão sobre a situação. Isso é uma sugestão de sistema, a minha opinião já foi dada.

É algo que não visa a separação, mas sim, o distanciamento entre players e PvP. Um sistema de profissões; que fossem muitas como por exemplo: Professores, tutores, administradores. Ou uma única que seja, por exemplo: Auxiliar. Enfim, estas pessoas iriam narrar rps semanalmente executando suas atividades (salvo as exceções caso estejam em missões ou outras rps) e isso faria com que elas entrassem em uma listagem. Nesta listagem estira contando o número de todos aqueles que aderiram a profissão e não querem ter a primeira OBRIGATORIEDADE de defender o vilarejo; funcionaria como uma "reservista" como temos no quartel.

Situação de Invasão: Os shinobis que não se encontram na lista devem SEMPRE proteger o vilarejo. Em caso de invasão, quando há shinobis suficientes na vila, o número de invasores deve ser o mesmo do de defensores (Caso não seja e a vila perca todos morrem). Aqui entra a questão, vamos ao exemplo. Ocorre uma invasão onde há 5 invasores e a vila tem apenas 3 defensores obrigatórios, 2 shinobis da listagem de "reservista" se tornam obrigados a defenderem o vilarejo para completar a somatória mínima de defesa.

Sugeri que a listagem de reservista fosse organizada pelo Kage para que ele tivesse mais cunho estratégico na defesa de seu vilarejo, já que poderia armar os primeiros "defensores de emergência" de acordo com várias prioridades: Aqueles que curtem pve mas não se incomodam de jogar pvp. Aqueles com melhores habilidades caso seja necessário. Creio que isso traria algo para enriquecer o modo macro de se jogar o jogo.

Como funcionaria a caça? Falando como um player que tem um char focado em caça no on: Hoje já é algo difícil. Mas uma barreira que me surgiu em quanto escrevia foi a seguinte. "E se eu quiser aquela vaga do mano que ta na reservista? Ele tem um mokuton brabento e nem sabe usar." Bom, sabemos que se uma invasão acontecer e ele não quiser defender, ele não irá defender; no entanto, ele estará preso dentro da vila. Se os invasores ganharem, existe a possibilidade de caçar o alvo dentro do vilarejo. Fazendo rps simples de rastreamento até 48 hrs após a invasão para "topar" com algum shinobi que ainda se encontre por ali.

Sugiro também disponibilizar a abertura de fugas enquanto ocorre uma invasão, desde que coerente com o plot, por um lado oposto aos ataque, e aprovada por narradores. A fuga traria algum defeito como "covarde" ou "desertor" que poderia ser desenvolvido.

Lembrando que cargos como Anbu tem obrigatoriedade de defender o vilarejo e chega até ser anti-jogo cogitar que não. Bom, foi o que minha cabeça matutou para tentar agregar algo para o fórum. Quem concorda chega no RT do Kevinho O Chris.

Finalmente li algo que bate com o anime que é o tema desse forum nesse tpc

Voltar ao Topo Ir em baixo

Takane
@Sly escreveu:
Andei conversando com bastante gente então vou tentar estruturar melhor minha visão sobre a situação. Isso é uma sugestão de sistema, a minha opinião já foi dada.

É algo que não visa a separação, mas sim, o distanciamento entre players e PvP. Um sistema de profissões; que fossem muitas como por exemplo: Professores, tutores, administradores. Ou uma única que seja, por exemplo: Auxiliar. Enfim, estas pessoas iriam narrar rps semanalmente executando suas atividades (salvo as exceções caso estejam em missões ou outras rps) e isso faria com que elas entrassem em uma listagem. Nesta listagem estira contando o número de todos aqueles que aderiram a profissão e não querem ter a primeira OBRIGATORIEDADE de defender o vilarejo; funcionaria como uma "reservista" como temos no quartel.

Situação de Invasão: Os shinobis que não se encontram na lista devem SEMPRE proteger o vilarejo. Em caso de invasão, quando há shinobis suficientes na vila, o número de invasores deve ser o mesmo do de defensores (Caso não seja e a vila perca todos morrem). Aqui entra a questão, vamos ao exemplo. Ocorre uma invasão onde há 5 invasores e a vila tem apenas 3 defensores obrigatórios, 2 shinobis da listagem de "reservista" se tornam obrigados a defenderem o vilarejo para completar a somatória mínima de defesa.

Sugeri que a listagem de reservista fosse organizada pelo Kage para que ele tivesse mais cunho estratégico na defesa de seu vilarejo, já que poderia armar os primeiros "defensores de emergência" de acordo com várias prioridades: Aqueles que curtem pve mas não se incomodam de jogar pvp. Aqueles com melhores habilidades caso seja necessário. Creio que isso traria algo para enriquecer o modo macro de se jogar o jogo.

Como funcionaria a caça? Falando como um player que tem um char focado em caça no on: Hoje já é algo difícil. Mas uma barreira que me surgiu em quanto escrevia foi a seguinte. "E se eu quiser aquela vaga do mano que ta na reservista? Ele tem um mokuton brabento e nem sabe usar." Bom, sabemos que se uma invasão acontecer e ele não quiser defender, ele não irá defender; no entanto, ele estará preso dentro da vila. Se os invasores ganharem, existe a possibilidade de caçar o alvo dentro do vilarejo. Fazendo rps simples de rastreamento até 48 hrs após a invasão para "topar" com algum shinobi que ainda se encontre por ali.

Sugiro também disponibilizar a abertura de fugas enquanto ocorre uma invasão, desde que coerente com o plot, por um lado oposto aos ataque, e aprovada por narradores. A fuga traria algum defeito como "covarde" ou "desertor" que poderia ser desenvolvido.

Lembrando que cargos como Anbu tem obrigatoriedade de defender o vilarejo e chega até ser anti-jogo cogitar que não. Bom, foi o que minha cabeça matutou para tentar agregar algo para o fórum. Quem concorda chega no RT do Kevinho O Chris.

Tenho que concordar que a ideia desse sistema e bem melhor do que dividir o continente (apesar de adorar a ideia de um novo continente para futuras rps)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Voltar ao Topo



Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Você não pode responder aos tópicos neste fórum