>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, mas simplesmente o melhor!
Arco 10:
RemanescentesAno: 69DG
Hanatarō olha para a vila do topo do prédio do Departamento de Pesquisa. Há dois anos era uma salinha no fim do laboratório geral da vila, agora tinha seu próprio prédio tão alto quanto o próprio escritório do Kazekage. Hanatarō sorri vendo as pessoas andando felizes na nova vila construída graças aos avanços científicos realizados com a inteligência de Takura, sua mentora. Antes, ele só via uma vila pobre, com construções de areia frágeis, com um horizonte desértico, dependendo de outras vilas, inclusive de Konoha, para conseguir sobreviver, mas agora... Sunagakure estava grandiosa novamente e tinha comprado sua independência. As construções ainda tinham porções de areia, mas eram forjadas em metais nobres, em ouro, em prata, criando grandes casas e prédios. As lojas estavam cheias de especiarias únicas, pois o trabalho de encontrar certos ingredientes se tornou muito mais prático desde que a vegetação voltou a florescer nos arredores da vila; onde antes era só deserto agora possuía vielas de relva, florestas, rios e uma fauna cheia de roedores, mamíferos e carnívoros.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Primavera

Zeitgeist
Shodai Otokage
Zeitgeist
Vilarejo Atual
Ícone : Uma nova era GM22dSN

https://www.narutorpgakatsuki.net/t68386-fp-lawliet-hawk-scarlet#509119

Uma nova era - em Qui 28 Nov - 17:16

A volta para o País do Arroz se deu de forma lenta, apesar disso, através de uma rota alternativa L utilizou as coordenadas adquiridas com a viagem para que o caminho se encurtasse alguns quilômetros, chegando mais cedo do que o esperado. Em primeira instancia sabia o que faria ao chegar em sua nação e dotado de qualidades sensoriais pode sentir a presença da maior parte dos militares a uma distancia considerável.

[...]

A chegada fora um tanto quanto frívola de ambas as partes. L havia ficado cerca de dois dias fora e sua presença fora tratada com respeito e quietude. Suas palavras dificilmente possuíam aspecto descontraído, na verdade, nunca tiveram e por isso sua presença era respeitada e não temida. Os homens ao perceberem sua chegada continuaram em seus postos e só saíram ao comando de seu líder.

— Homens, venham até aqui, por favor. — Ordenou apesar das palavras respeitosas e mansas.

Os militares rapidamente se apresentaram a sua frente, eram cerca de três deles. Acenaram positivamente sob o olhar calmo de seu líder que os fitava lentamente, esperando que todos se apresentassem. A maior parte dos homens estava ali, na Goei.

— A partir de hoje precisamos aumentar nossas forças militares, temo que enfrentaremos forças além de nossa compreensão. — Explicou o motivo para qual havia convocado a presença de todos. Os homens o olhavam destemidos e com um ar orgulhos. — Creio que todos vocês sejam aptos à proteger nossa nação, entretanto, precisamos ser cautelosos... — L fechou os olhos por um instante, lembrando-se do encontro que havia ocorrido a pouco tempo atrás, com a mulher da aliança. —... provavelmente, virão atrás da minha pessoa e o motivo não é a organização criada, mas algo ainda maior, uma guerra que esta para eclodir pelo mundo shinobi... —

O silencio dos homens demonstrava compreensão. Lawliet era sincero em suas palavras, tentando deixa-lo a par dos perigos que cercavam o povo a partir dali; entretanto, era melhor que eles não soubessem dos detalhes pois assim não seriam envolvidos diretamente em sua escolha. O Kaguya realmente havia mudado desde que havia chegado; nunca se imaginara pensando em um bem coletivo.

— Por isso, peço que vocês vão em busca de apoio militar confiável,, o máximo que encontrarem, haverá uma boa remuneração para eles e para todos vocês. — Falou lançando o saco de couro em direção a um dos homens, ali continha uma grande quantia de dinheiro. — Ficarei aqui, mantendo a guarnição da vila até voltarem. — Apesar da liderança nítida, L fazia um papel militar como qualquer outro e sabia que a partir dali isso seria cada vez mais comum. — Confio em vocês. — Disse ao ver os olhares sérios e destemidos de seus homens.

[...]

Os militares partiram após a conversa e numa rápida troca de ideias tomaram rumos diferentes. L andou devagar até a base de monitoramento, uma espécie de palco sobre uma alta montanha. Ele retirou sua espada e o manto de sua organização, colocando-os ao seu lado enquanto sentava em meditação. Fechou os olhos enquanto sentia o distanciamento dos ninjas do som e esperou de maneira tranquila. Tinha em mente que outras coisas deveriam ser feitas mas, primeiramente, era necessário manter a segurança de seu vilarejo.

1100 HP
1225 CH

ST: 00/05

Considerações:
- Roupas e aparência idêntica a esta imagem. Sem blusa, tipo Kimimaro no anime/mangá, a blusa pendurada pelo cinto, sem atrapalhar o possível saque da espada.
- Marca Hattori sobre o peito esquerdo.
- Kokutou embainhada, colocada na parte traseira da cintura.
- Atributos usados ao mínimo do personagem.
- Kanchi ativo passivamente.
- Roleplay normal, apenas pra justificar o crescimento do vilarejo pra rank B.

OUTROS:

Kokutō
Rank: A
Descrição: O Kokutō (黒 刀, Literalmente significado: Black Blade) é uma espada única exercida por Raidō Namiashi. Esta katana tem uma superfície escurecida e não reflexiva e está fortemente revestida de veneno que Raidō geralmente usa para realizar suas missões de assassin;ato. Ele usou isso em conjunto com Aoba Yamashiro's Scattering Thousand Crows Technique para ocultar-se e a lâmina e defender com sucesso Akatsuki membro Kakuzu.

Uma nova era E5db9ee08df122719dcc3b700f9882b165891f52r1-512-205v2_00
Kanchi [600 metros]
Requerimentos: Sensor & Quest: Sensitivos.
Descrição: A Técnica Sensorial, usada pelos shinobi tipo sensor, permite ao usuário detectar chakra. Isso permite que eles detectem e localizem alvos através de suas assinaturas de chakra. O alcance dessa técnica varia entre os sensores.

Bolsa de armas 05/70:

_______________________

-
Zeitgeist
Shodai Otokage
Zeitgeist
Vilarejo Atual
Ícone : Uma nova era GM22dSN

https://www.narutorpgakatsuki.net/t68386-fp-lawliet-hawk-scarlet#509119

Re: Uma nova era - em Qui 28 Nov - 18:54

Por volta das seis horas o céu começou a escurecer e a chegada dos homens se deu em tal momento. Junto a eles cerca de cinco pessoas, dois homens e três mulheres. Eles acabaram de passar o limite sensorial de L, fazendo-o despertar de sua meditação. L levantou-se lentamente, como de costume, quase como se não tivesse animo para se mover, entretanto, a calma era a maior de suas virtudes. Caminhou para fora da base de monitoramento, descendo a montanha arrastando os pés até chegar ao solo plano. Caminhou na direção dos homens no intuito de se encontrarem antes da base.

[...]

O encontro ocorreu cerca de cem metros da primeira montanha que levava ao Goei, L parou a frente dos três homens que caminhavam a frente das cinco pessoas.

— Obrigado, senhores. A partir daqui eu assumo. Podem voltar para seus postos. — Disse calmamente, enquanto estalava o ombro esquerdo em um movimento leve. Os homens acenaram positivamente e saíram do local rapidamente, voltando para seus postos.

L observou atentamente cada uma das pessoas, vislumbrando por um breve instante suas particularidades. Por fim, quebrou o silencio que pairava.

— Creio que meus homens tenham dito grande parte do que precisam saber, estou certo? — Perguntou e todos acenaram positivamente com a cabeça. — Ótimo! — Exclamou em baixo som. — Entretanto, sem querer ofende-los, irei precisar de uma prova para que adentrem nossas bases, teriam algum problema com isso? — Perguntou mais uma vez. Cada um deles respondeu negativamente de forma individual. L então se virou e começou a caminhar para o leste. — Me sigam, por favor. — Pediu enquanto partia rumo ao campo aberto no extremo leste.

[...]

A chegada lá não demorou muito, L parou a frente daquelas pessoas e se sentou lentamente no chão. Seus olhos se fecharam por um instante e em seguida ergueram-se rumo aos céus. — Não perderei tempo com testes sem sentido, a habilidade de vocês é o que menos me importa agora. O que eu quero saber é sobre suas determinações e no futuro compartilharemos mais informações uns sobre os outros... — Falou voltando-se os olhos para todos eles.

L fitou o primeiro da fila. — Então, por favor, digam me por ordem, quais são suas motivações para estarem aqui comigo? — Pediu e o primeiro começou a falar e assim por sequencia. Cada uma delas contou parte de suas histórias e motivações e L ouviu atentamente sem julgar ou se mover. Cada um demonstrava uma visão de mundo mas todos no fundo diziam quase o mesmo. Estavam em busca de um sentido pra vida. L então se viu nos mesmos e ao fim das explicações se levantou. — Entendo... Isso é nostálgico... — Sorriu levemente enquanto se levantava. — Bem vindo à Nação do Som, a partir de hoje vocês fazem parte de nossas forças militares. Terei o prazer de conhece-los pessoalmente assim que a poeira abaixar. Meu nome é Lawliet Hawk. — Deu as boas vindas, caminhando pelo mesmo local de onde vieram. — Me sigam novamente, os seus veteranos lhe darão mais informações. — Continuou a caminhar lentamente, enquanto eles o acompanhavam. — Lembrem-se, todos aqui somos iguais. — Frizou, ainda caminhando.

[...]


A chegada ao Goei se deu depois de um certo tempo, lá os novos e novas militares foram recebidos pelos mesmos três homens que os deram informações sobre o funcionamento das forças e as principais tarefas. Conversaram um bom tempo e apesar de longe, L pode ouvir cada detalhe das perguntas e respostas de seus subordinados. Alguns perguntavam sobre o próprio e obtiveram respostas a cerca de sua importância para a nação, tal como as mudanças implantadas; mas sabia que a confiança viria com o tempo e isso não lhe preocupava no momento. Ficou ali sobre o cume da montanha parado durante um bom tempo, enquanto os homens conversavam a bons metros dali. Sob a imensidão que se estendia pelos limites do país do arroz pode perceber as prioridades que sua presença deveria significar. Os pastos gramados e os açudes se estendendo ao redor das pequenas casas e currais, plantações de arroz e homens simplórios com suas famílias a voltarem pra casa ao anoitecer.

[...]


Um dos novatos, que carregava uma grande espada se aproximou de Lawliet devagar e interrompeu seu momento de reflexão. — Desculpe, senhor. — Disse ele ao se aproximar. Lawliet se virou e o repreendeu de maneira suave. — Por favor, pode me chamar de L. — O rapaz era jovem e deu um sorriso ao ouvir suas palavras. Ele pegou a grande espada enfaixada em suas costas e a estendeu para frente. — Soube que é um exímio espadachim e por isso gostaria de lhe presentear com essa poderosa espada, creio que o senhor poderá beneficiar a todos mais do que eu jamais poderia. — Disse se aproximando.

L sorriu fechando os olhos. — Não poderia aceitar, as espadas merecem os donos que escolhem e tenho certeza que fará bom uso dela... — Finalizou, olhando para o jovem, entretanto o rapaz insistiu. — É uma prova de minha gratidão e posso dizer, que a espada já escolheu o senhor. Entenderá com o tempo. — Deu um leve sorriso mais uma vez, movendo a espada para que L a pegasse.

A principio L não entendeu e estendeu a mão pegando o cabo da grande espada com facilidade apesar do peso. A espada pareceu reagir com o toque, como se tivesse vida. — Agradeço pela hospitalidade, senhor. Voltarei ao meu posto. — Disse o rapaz se curvando levemente e se virando; entretanto, L o interrompeu através de palavras. — E qual o seu nome? — O rapaz se virou ainda sorrindo. — É Chinaski, senhor. É um prazer. — Acenou com a cabeça esperando as palavras do líder. — Agradeço pelo presente, Chinaski. Mais uma vez, seja bem-vindo a nosso vilarejo, vocês podem contar comigo e com seus companheiros para quaisquer coisa... — Falou em tom sincero e amigável. Chinaski acenou mais uma vez e agradeceu. — Agradeço. Se me permite, irei para meu posto. — Pediu. L acenou positivamente, com a espada apoiada no solo. O rapaz virou-se saindo em direção ao seu posto de guarnição.

[...]

Lawliet manteve-se ali parado. Se virou novamente para o horizonte e com a espada ao seu lado sentiu a energia que emanava de dentro das faixas. Era uma grande espada, da qual L nunca havia utilizado, entretanto, não se acanhava com tal fato. A espada lhe parecia viva e por um momento sentiu que isso era verdade. Aquela espada poderia ser útil e capaz de coisas inimagináveis até mesmo para ele, entretanto, o que mais lhe chamou atenção fora o modo como o rapaz se portou. A presença daquelas novas pessoas poderia ser mais útil que o imaginado e conhece-las era o caminho para uma união estável da nação. Chinaski com sua iniciativa havia apresentado tal pensamento e, apesar do presente, demonstrou a ideia de se aproximar daquele que muitos pareciam acanhados dado seu modo de ser.

1100 HP
1225 CH

ST: 00/05

Considerações:
- Roupas e aparência idêntica a esta imagem. Sem blusa, tipo Kimimaro no anime/mangá, a blusa pendurada pelo cinto, sem atrapalhar o possível saque da espada.
- Marca Hattori sobre o peito esquerdo.
- Kokutou embainhada, colocada na parte traseira da cintura.
- Atributos usados ao mínimo do personagem.
- Kanchi ativo passivamente.
- Roleplay normal, apenas pra justificar o crescimento do vilarejo pra rank B e a aquisição da Samehada.

OUTROS:

Kokutō
Rank: A
Descrição: O Kokutō (黒 刀, Literalmente significado: Black Blade) é uma espada única exercida por Raidō Namiashi. Esta katana tem uma superfície escurecida e não reflexiva e está fortemente revestida de veneno que Raidō geralmente usa para realizar suas missões de assassin;ato. Ele usou isso em conjunto com Aoba Yamashiro's Scattering Thousand Crows Technique para ocultar-se e a lâmina e defender com sucesso Akatsuki membro Kakuzu.


Samehada [Selada]
Rank: S
Descrição: Samehada (鮫 肌, literalmente significando: Shark Skin) é uma grande espada sensível, de tamanho comparável ao Kubikiribōchō. É descrito como o mais terrível de todas as lâminas dos Sete Espadachins e até ganhou o título de "grande palavra" (大刀, daitō), aumentando ainda mais a sua reputação temível..

Uma nova era E5db9ee08df122719dcc3b700f9882b165891f52r1-512-205v2_00
Kanchi [600 metros]
Requerimentos: Sensor & Quest: Sensitivos.
Descrição: A Técnica Sensorial, usada pelos shinobi tipo sensor, permite ao usuário detectar chakra. Isso permite que eles detectem e localizem alvos através de suas assinaturas de chakra. O alcance dessa técnica varia entre os sensores.

Bolsa de armas 20/70:

_______________________

-
Zeitgeist
Shodai Otokage
Zeitgeist
Vilarejo Atual
Ícone : Uma nova era GM22dSN

https://www.narutorpgakatsuki.net/t68386-fp-lawliet-hawk-scarlet#509119

Re: Uma nova era - em Qui 28 Nov - 20:08

Lawliet ficou ali durante um bom tempo, parado. Em dado momento o sol deixou o céu totalmente e a lua tomou posse de seu lugar como astro. Diante a noite o rapaz decidiu ir para uma das bases militares. Dotado de pensamentos férteis, lembrou-se de uma conversa que havia tido quando era jovem, sobre o uso de substâncias químicas na alteração comportamental do corpo e na ideia de uso desses químicos em batalha. Seu avô, um homem muito inteligente havia lhe passado uma pequena base sobre aquilo, mas nada que ele pudesse replicar ou mesmo entender o funcionamento. Tal lembrança culminou numa ideia abstrata e que necessitaria de certa busca científica e toxicológica. A ideia de aplicar o uso de venenos em suas laminas para que isso trouxesse um maior poderio bélico e uma carta nas mangas. Isso o levou ao Heisha onde os laboratórios estavam.

[...]

Após alguns longos minutos caminhando até o Heisha, Lawliet adentrou ao laboratório principal. Lá um jovem cientista costumava fazer seus experimentos e provavelmente alguma anotação poderia ajuda-lo no desenvolvimento de conhecimentos a cerca de tal matéria. Toxicologia. Anakin não estava lá, entretanto, suas anotações se apresentavam sobre a mesa do laboratório e apesar de espalhadas demonstravam certa organização escrita, possuindo reconhecimentos a cerca do que estava sendo anotado.

Grande parte dos papéis eram inúteis para Lawliet, que não possuía conhecimentos suficientes para entender pesquisas complexas da qual Anakin já estava acostumado, entretanto, algumas anotações pareciam ser básicas e de fáceis compreensão. Folheou os papéis até encontrar um titulo identificando um estudo básico sobre o uso de substancias químicas no funcionamento do corpo, tal como a criação de antídotos para os venenos mais básicos. Uma das explanações falava sobre um antídoto capaz de retardar o efeito de venenos avançados, entretanto, deveria haver o uso de um antídoto efetivo após determinado tempo, evitando assim a disseminação do veneno no corpo da vitima.

Lawliet sentou-se na cadeira, pegando o papel que possuía letras pequenas e uma quantidade enorme de explicações. Desde a composição química até o funcionamento dos venenos. Ao fim, havia uma explanação simples de um veneno muito conhecido e de rápida ação, o cianureto. Causador de paradas cardíacas com uma dose quase que nula, menos de um mililitro era capaz de causar paralisação dos órgão vitais e problemas físicos por uma grande quantidade de tempo.

[...]

O rapaz de cabelos negros e mechas longas folheou até que entendesse o conhecimento, guardando em sua mente a origem e existência de venenos mais conhecidos e utilizados. No fim, encontrou uma receita básica para a criação de qualquer veneno, desde o reagente à substancia ativa. Deixou então a folha sobre a mesa e utilizando das capacidades do laboratório iniciou a criação de um veneno simples capaz de fechar as vias sanguíneas e os alvéolos pulmonares evitando a respiração e a circulação do sangue. Uniu substancias das quais a explicação falava e através de medições exatas uniu-as, centrifugando com as mãos. O veneno só fazia efeito em contato direto com a circulação sanguínea, ou seja, através de feridas expostas. Era perfeito para o uso em combate. Lawliet então pegou um bisturi e retirou um pouco de sangue que foi colocado numa ampola. Através da mistura de uma pequena gota do veneno criado pode perceber a coagulação do sangue e a reação gerada.

[...]

Esteve ali por muito tempo e, por fim, sentiu que havia adquirido o conhecimento necessário para a criação de venenos. Tanto como a identificação de alguns mais comuns, através da coloração. Entendeu o uso diferente de diversos venenos, daqueles de contato direto e indireto, através de inalação ou injeção. Deixou então o laboratório depois de algumas horas e saiu até o lado de fora do Heisha onde cerca de dois homens faziam a guarda. Lawliet os cumprimentou acenando a cabeça e continuou a caminhar. Seu rumo até então era desconhecido, apesar de já ter algumas ideias em mente.

1100 HP
1225 CH

ST: 00/05

Considerações:
- Roupas e aparência idêntica a esta imagem. Sem blusa, tipo Kimimaro no anime/mangá, a blusa pendurada pelo cinto, sem atrapalhar o possível saque da espada.
- Marca Hattori sobre o peito esquerdo.
- Kokutou embainhada, colocada na parte traseira da cintura. Samehada pendurada nas costas através de uma faixa transversal.
- Atributos usados ao mínimo do personagem.
- Kanchi ativo passivamente.
- Adquirindo Conhecimento Toxicológico através de One Post: 654 palavras.

OUTROS:

Kokutō
Rank: A
Descrição: O Kokutō (黒 刀, Literalmente significado: Black Blade) é uma espada única exercida por Raidō Namiashi. Esta katana tem uma superfície escurecida e não reflexiva e está fortemente revestida de veneno que Raidō geralmente usa para realizar suas missões de assassin;ato. Ele usou isso em conjunto com Aoba Yamashiro's Scattering Thousand Crows Technique para ocultar-se e a lâmina e defender com sucesso Akatsuki membro Kakuzu.

Uma nova era E5db9ee08df122719dcc3b700f9882b165891f52r1-512-205v2_00
Kanchi [600 metros]
Requerimentos: Sensor & Quest: Sensitivos.
Descrição: A Técnica Sensorial, usada pelos shinobi tipo sensor, permite ao usuário detectar chakra. Isso permite que eles detectem e localizem alvos através de suas assinaturas de chakra. O alcance dessa técnica varia entre os sensores.

Bolsa de armas 05/70:

_______________________

-
Erza
Genin
Erza
Vilarejo Atual
Ícone : Uma nova era Asami-sato-40a725ea-2f50-4573-a298-4393288c70a-resize-750

https://www.narutorpgakatsuki.net/t69301-ficha-de-personagem-saori-miyamizu https://www.narutorpgakatsuki.net/t69331-gf-saori-miyamizu

Re: Uma nova era - em Qui 28 Nov - 22:59

@ Aprovado
-
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: Uma nova era -

-


Layout por @Akeido Skins, @Loola Resources e Naru.