>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Erza
Genin
Erza
Vilarejo Atual
Ícone : [Filler] - O despertar Asami-sato-40a725ea-2f50-4573-a298-4393288c70a-resize-750

https://www.narutorpgakatsuki.net/t69301-ficha-de-personagem-saori-miyamizu https://www.narutorpgakatsuki.net/t69331-gf-saori-miyamizu

[Filler] - O despertar - Sab 23 Nov 2019, 14:28



Parte I

As últimas missões de Saori haviam sido um completo sucesso. Foi ao arquipélago Marai com o esquadrão de sua mãe como ninja médica, resgatar um ninja sequestrado e acabou voltando de lá com um pacto de sangue com dragões. Sim, dragões. Antes daquele dia a jovem Saori acreditava que eles eram criaturas mitológicas, existentes apenas em contos de fadas e historinhas que os pais contavam para entreter as crianças; agora, podia entrar em contato com a espécie sempre que quisesse. A aventura no país da água lhe redeu, também, "novas amizades". Pode conhecer melhor os companheiros de sua mãe, principalmente Rin, um garoto escandaloso de idade próxima à sua com quem passou a maior parte do tempo durante a missão.

De volta à Kumo, a garota descansou por uma semana antes de recomeçar a treinar. Preguiçosa? Talvez, mas acreditava merecer esse descanso depois de correr tanto perigo em sua última viagem. Finalmente, resolveu dar continuidade a seus treinamentos e dessa vez queria melhorar suas habilidades. Já começava havia desistido de despertar o Byakugan como sua mãe, acreditando que não o havia herdado, visto que Yumi (a mãe) conseguiu usar o jutsu visual com apenas cinco anos de idade e ela (Saori) faria dezesseis na estação seguinte sem apresentar sinais da Kekkei Genkai. Devia ter nascido apenas com a habilidade curativa de seu pai, por isso se tornou uma ninja médica tão cedo, então não se preocupava muito com o despertar de um doujutsu.

O inverno em Kumo era intenso e naquele dia estava especialmente mais frio que o comum, o que só dificultava o início do treinamento da garota. Era cerca de nove horas da manhã quando Asami bateu à porta da casa dos Miyamizu. — Yoo, Yumi-sensei! — O garoto cumprimentou a mãe de Saori que atendeu a porta. — Veio ver se estou bem de novo? — A mais velha brincou com o fato de que o adolescente lhe fazia visitas constantes depois de ter conhecido sua filha. Ele riu sem graça. — Pode entrar. — Ela se afastou da porta e deu passagem para o jovem de cabelos estranhamente roxos. — Saori-ch. — Se refreou com o uso do sufixo pois a garota já o havia alertado sobre isso. — Fui encarregado de uma escolta de carga para o povoado a oeste da vila e posso escolher um ninja para me acompanhar. — Disse ele, Saori só acenava com a cabeça. — E pensei se você gostaria de ir comigo... Digo, é que preciso de mais um ninja na equipe, são os requisitos da missão. — Explicou sem graça. Normalmente ele da em cima da garota descaradamente, mas a presença de Yumi na sala o deixava coagido. — Ah... Eu posso te ajudar na escolta. — Saori respondeu sem demonstrar muita emoção.

Desde que voltaram da missão as visitas de Rin se tornaram diárias e sempre havia um clima de tensão no que dizia respeito a suas interações com Saori. Yumi, que não era nenhuma lerda, havia notado, mas permanecia calada; só esperava ter alguma certeza de que havia um relacionamento antes de fazer qualquer comentário. — Filha, você não disse que estava cansada demais para treinar? — Cutucou, a ruiva. — Mãe!! É uma missão, não posso ter preguiça para a vila. — Saori tentou se explicar. — Tsc, sei bem como funciona. — Disse, por fim, e voltou a seus afazeres. — E quando é essa missão? — A garota perguntou a Rin. — Agora, na verdade saímos em trinta minutos. — Ele respondeu. Trocaram mais algumas palavras por cerca de dois minutos e o mais velho foi embora, provavelmente em direção ao portão enquanto Saori trocava de roupa e se preparava para a missão. Cerca de dez minutos depois ela estava pronta: os longos cabelos pretos caindo sobre as costas, um casaco de frio vermelho como seus lábios, calça negra e um sapato shinobi fechado de modo a aquecer seus pés.

— Estou indo mãe. — Deu um beijo na bochecha da mais velha. — Acho que volto pra jantar. — Disse, por fim, antes de fechar a porta da entrada de casa. Assim, a garota caminhou fez seu caminho a passos largos até o portão da vila onde havia combinado ser o ponto de partida. Rin já estava lá, mas a carga ainda não. Esperaram por cerca de meia hora antes de aparecerem três pessoas sobre uma carroça carregada com vários barris, ams coberta com um grande tecido branco, puxada por dois cavalos de pelagem amarronzada; e iniciaram a viagem. A formação era: Saori à direita, Rin a esquerda e a carruagem ao centro. Os barris estavam carregados com suprimentos alimentícios e armas ninjas, uma carga preciosa em tempos frios como aqueles, quando quase não se colhe alimento dos campos devido ao frio intenso e falta de incidência solar sobre as plantas.

A viagem seguiu calma e pacífica por alguns quilômetros e em determinado ponto uma forte nevasca começou a se formar. Precisavam parar, encontrar abrigo antes de seguir. — Pessoal, vamos esperar a nevasca passar, por aqui. — Rin passou à frente da carroça e guiou-os por uma trilha lateral que adentrava à floresta. Sendo um chunin com muitas missões completas ele conhecia bem a área ao redor de sua própria vila e provavelmente estava guiando todos a uma caverna, por isso ninguém questionou. Cerca de cinco minutos eles pararam. Não era bem uma caverna fechada, mas era um abrigo. Havia uma enorme rocha com um buraco grande em seu centro que permitia uma cobertura para quem entrasse embaixo dela. Assim sendo, todos entraram, inclusive a carroça com os cavalos e se sentaram ao redor de uma fogueira improvisada na hora para aquece-los, afim de esperar o fim da nevasca.

Trinta minutos, uma hora, duas horas, a nevasca continuou. A este momento já havia uma fina camada de neve sobre o solo e plantas, a fogueira já havia sido renovada três vezes e os mercadores estavam muito insatisfeitos com a situação. Entendiam que nenhum dos dois ninjas designados para sua escolta podiam controlar o tempo ou prever uma nevasca, mas não paravam de resmungar sobre a parada. Mais horas de passaram e o sol desceu no horizonte, escondido atrás de nuvens pesadas e escuras. A escuridão daquele dia só não os engoliu porque o fogo não parou de crepitar meio deles. — Desculpa, da próxima vez eu te convido pra um encontro de verdade. — Disse Rin, sentando-se ao lado de Saori. Em um dia normal ela gritaria com ele e muito provavelmente lhe socaria o rosto, mas dessa vez se contentou apenas em dar um sorriso fraco e o empurrar com o ombro. — Não vai ser fácil assim pra eu aceitar. — Mentiu. Ha algum tempo o seu olhar sobre o chuunin havia mudado e, agora, ela começava a admitir que talvez não houvesse problema algum em se permitir. Rin aproximou sua mão da de Saori e cruzou seu dedo indicador no dela, ambos sorriram mudos.

De repente um barulho muito alto assustou todos dentro da "caverna", os cavalos relincharam inquietos, batendo os cascos contra a rocha sólida e fria sob eles. Ambos os ninjas se levantaram imediatamente para chegar o que havia causado tamanho distúrbio. — Esperem aqui. Eu vou ver o que foi isso. — Disse o líder da missão. OS mercadores assentiram com expressão de assustados e Saori pensou em contrapor a ideia do mais velho, deixando isso de lado em seguida. Ele era o responsável. Estando de guarda, Saori ficou parada com uma Kunai na mão em frente a entrada, afim de impedir que qualquer inimigo entrasse, caso fosse mesmo inimigos os causadores da explosão.

Outra enorme explosão se formou a poucos metros de Rin e ele conseguiu se sair bem do impacto, sendo rápido como é. Foi quando três ninjas apareceram detrás das árvores com os rostos marcados por sorrisos sádicos. — Ninja de Kumogakure... Entregue a carga. — Um dos homens ordenou. — Se está pedindo com tanta educação... — Asami debochou e começou uma batalha sem pensar. Um contra três, a desvantagem era gritante. Sendo perito no estilo fuuton, o garoto tinha vantagem à longa distância, então começou o ataque enviando lâminas e tufões de ar em direção aos inimigos. Um deles foi acertado logo de início e ficou incapacitado de lutar. — Próximo! — Ele exclamou ao ver o primeiro dos inimigos cair ensaguentado. Cedo demais. Os outros dois eram muito melhores que o primeiro, um tomou a frente para distrair o garoto enquanto o outro lhe atacou pelas costas lançando uma dezena de shirikens. Sem ter como desviar do taijutsu do ninja que atacava pela frente e das Shurikens ao mesmo tempo, Rin foi pego pelo ataque.

O barulho das lâminas cortando sua carne ficou gravado na mente de Saori que berrou e disparou de dentro da caverna à sua máxima velocidade em direção ao corpo do jovem caído. Era uma médica, podia salva-lo. Os inimigos ali presentes, com certeza, tentariam a impedir de curar Asami, mas ela não se importava. A joelhada ao lado do corpo do garoto e com o rosto molhado de lágrimas, foi atacada. Os dois inimigos usaram um ataque combinado, mirando dois chutes (um cada) na altura da cabeça da morena ajoelhada na neve. Ela não sabia explicar como, mas viu os movimentos de ambos ninjas indo em sua direção. Como em câmera lenta, a contração de cara músculo, a presença e a força imposta no ataque. Imediatamente ela girou seu corpo, ainda ajoelhada e empurrou os dois pés inimigos com suas mãos. De pé, Saori pode perceber sua visão extremamente melhorada, podia ver tudo o que acontecia a quilômetros de distância, assim como o fluxo de chakra dos inimigos à sua frente, e o de Rin começando a falar devido aos ferimentos. "Então esse é o Byakugan...", pensou, se colocando na tão famosa posição de batalha Juuken, ensinada por sua mãe.

__________

HP: 275/275 | Chakra: 470/475Stamina: 0/5

— Falas
"Pensamentos"
— Falas de Outros
— Falas de Outros²

Informações:

• Palavas: 1620/1500
• Filler para troca de Clã Yakanaka >>> Hyuuga
• Aparência CLIQUE AQUI
Jutsus Usados:

[Filler] - O despertar Tenor
Byakugan
Requerimentos: Ser Hyuuga.
Descrição: O Byakugan (白眼; Literalmente significa "branco do olho") é o dōjutsu kekkei genkai do clã Hyuga. É um dos Três Grandes Dōjutsu (大三 瞳 术, Daisan Dōjutsu), juntamente com o Sharingan e o Rinnegan. Aqueles que herdam o sangue deste clã quase inexpressivo, tem olhos brancos. Quando o Byakugan é ativado, as pupilas do usuário se tornam mais distintas, e as veias se elevam perto dos olhos. Parece também que ao contrário dos outros dois grandes dōjutsu, todos os membros do clã possuem e podem usar a kekkei genkai desde o nascimento, em oposição à necessidade de despertar ou mais, não herdá-lo em tudo.

As Habilidades do Byakugan deixa-o muito cobiçado por outras aldeias, como evidenciado por Kumogakure que tentou roubá-lo, um evento que levou até o que é conhecido como a "Questão dos Hyūga". Ao de Kirigakure foi capaz de obter um único Byakugan de um Hyūga que ele derrotou, e utiliza grandes forças para protegê-lo. Ao mesmo tempo, Danzō Shimura tentou igualmente recuperar ou destruí-lo. Ao contrário de um Sharingan transplantado, um Byakugan transplantado pode ser ativado e desativado a vontade.
Alcance Total: 5600 Metros

-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Filler] - O despertar - Sab 23 Nov 2019, 19:03

@
-
Erza
Genin
Erza
Vilarejo Atual
Ícone : [Filler] - O despertar Asami-sato-40a725ea-2f50-4573-a298-4393288c70a-resize-750

https://www.narutorpgakatsuki.net/t69301-ficha-de-personagem-saori-miyamizu https://www.narutorpgakatsuki.net/t69331-gf-saori-miyamizu

Re: [Filler] - O despertar - Seg 25 Nov 2019, 00:15



Parte II

Os dois ninjas em sua frente a encaravam com expressões que descreviam parte medo e parte confusão. Sendo um jutsu visual originado em Konoha, não era esperado que ladrõezinhos conhecessem estando tão longe da terra de sua origem. Saori encarou ambos os homens por exatos três segundos até que eles resolveram atacar. Um erro, certamente. Em posição de batalha, a jovem genin desviou dos dois primeiros socos e começou seu contra ataque. Hakke Sanjūni Shō. Conseguia ver com clareza todos os pontos de chakra dos corpos de seus inimigos e começou atacar o primeiro. Sua velocidade era tão alta e seus movimentos tão precisos que o primeiro dos dois ninjas não teve tempo para se mover. A morena começou injetar seu próprio chakra dentro dos tenketsus do primeiro inimigo, fechando as reservas e visando causar o máximo de dando interno que podia. Os dois haviam ferido Rin e ela os fariam pagar o mais rápido possível pois o chuunin ainda se encontrava deitado de barriga para baixo sobre a fina camada de neve com as costas perfuradas por armas metálicas.

Ao fim de seu ataque o primeiro bandido foi lançado para trás, voou alguns metros e se chocou contra o tronco de uma grande árvore. Furiosa, Saori encarou o segundo, com olhar sádico e a face dura. — Próximo. — Desafiou. O segundo bandido era mais alto, musculoso e certamente mais habilidoso que o primeiro que se encontrava caído a cerca de vinte metros de distância. O brutamontes tentou acertar Saori com um soco no meio do peito, mas não acertou. A garota apenas girou para o lado e se abaixou na tentativa de dar uma rasteira e derruba-lo. Acertou sua cabela atrás dos pés de seu inimigo, mas ele mal se moveu. Apenas abriu um sorriso cínico em resposta ao ataque da garota. — Acha que vai ser fácil assim? — Debochou. — Você é tão bonita... É uma pena ter que estragar seu rostinho. — Finalizou com um largo sorriso no rosto. Apesar do visível tom de ameaça a genin não se sentiu coagida. A frase do brutamontes, que devia ter o tripo de seu peso, só serviu pra incitar ainda mais a raiva e agressividade que crescia no peito da morena. — Humpt. Não pense você que vai ser tão fácil. — A garota mudou a posição de batalha.

Não queria mais usar o Juuken pois algo dentro dela queria vê-lo sofrer. Para aquele inimigo específico ela usaria um estilo de luta desenvolvido por ela mesma. Não havia mais ninguém no mundo que era capaz de lutar como ela estava prestes a fazer. De pés juntos, começou a concentrar seu chakra nas extremidades de seus membros inferiores e superiores e no instante seguinte já começou se sentir mais leve. O fato de focar o chakra nas solas de sues pés ajudava seus movimentos se tornarem mais rápidos e lhe trazia a sensação de leveza ao corpo. Com as mãos vibrando e quentes, ela começou o ataque ao ninja em sua frente. O primeiro ataque pareceu mais inofensivo que os anteriores. Um barulho de tapa ecoou pela floresta e o brutamontes riu. — É com essa força de taijutsu que você acha que vai me derrotar, garota? — Ele gritou alto e investiu contra Saori, que desviou com facilidade de todos os seus golpes, aproveitando para desferir alguns outros tapas em contra ataque.

Em cerca de três minutos de batalha, o inimigo estava pálido e aparentando cansado. Também demonstrava dores ao se mover com caretas horríveis. Caiu de joelhos quando recebeu um último tapa nas coxas. — O que você fez comigo? — Ele perguntou com expressão de medo no rosto ao ver Saori se aproximar mais uma vez. — Sairento no Mai. — Disse, a voz fria. — A dança silenciosa. Os ataques aparentemente fracos para você não visavam causar dano externo, e sim, interno. — Explicou analisando a situação do corpo do homem com seu Byakugan. — Pelo que posso ver você tem cerca de vinte e oito músculos distendidos e uma hemorragia interna de classe um. Se eu fosse você não me mexeria muito ou sua situação pode piorar. — Explicou. Não queria assustar seu inimigo, mas estava falando a verdade. Seu estilo de luta próprio havia sido desenvolvido com o estudo da técnica do bisturi de chakra, assim, causava dano interno com os golpes sem que a pele fosse lesada.

O ninja gigante caiu para trás sobre a neve e Saori se ajoelhou ao lado do corpo de seu amado amigo. — Saori, eu- — Rin tentou falar, mas foi impedido pela garota. — Fica calado, você precisa ficar quieto enquanto cuido de você. Vai ficar tudo bem. — Disse ela concentrando o chakra em suas mãos para iniciar a técnica curativa. Com uma mão ela tirava as shurikens fincadas nas costas do chunin e com a outra fechava o ferimento ao mesmo tempo que a lâmina saia dos tecidos. Passou cerca de cinco minutos no mesmo processo de arrancar uma lâmina e fechar o ferimento. — Frio... Sinto frio... — Rin sussurrava contra a neve do solo. Com o clima como estava e tendo perdido aquela quantidade de sangue era esperado que sentisse frio. Ao contrário de Saori que apesar do clima, suava devido a batalha e esforço para focar seu chakra em cura-lo.

Assim que acabou a cura, a garota o ajudou levantar e o levou para dentro da caverna onde os mercadores esperavam ansiosos. — Vamos acampar aqui. O plano era dormir um pouco mais a frente, mas com os acontecimentos de agora será impossível seguir viagem. — Explicou. Alguns dos mercadores resmungaram e foram pegar seus sacos de dormir na carroça. Saori, então, abriu sua mochila e forrou a pedra fria do chão da caverna com dois sacos de dormir. Também tirou de sua mochila algumas ataduras. — Vou precisar que você tire sua camisa. — Pediu. Rin o fez, apesar do frio. — Você não precisa fazer isso. Sou eu quem devia te proteger. — Disse enquanto a garota enrolava bandagens brancas ao redor de seu torso inteiro para manter pressão sobre as feridas recém-fechadas nas costas. Não queria que fossem abertas outra vez. — Sou uma ninja médica. É o meu trabalho. — Ela deu um beijo na testa do mais velho. — Agora, descansa. — Finalizou. Com o cair da noite a garota foi chegar os inimigos e percebeu que ambos haviam partido, desistiram de roubar a carga e deviam estar em algum médico. Antes de repousar, armou um algumas armadilhas ao redor da caverna e principalmente carroça para impedir furtos durante a noite. Satisfeita com seu trabalho, voltou para a caverna para dormir.

__________

HP: 275/275 | Chakra: 224/475Stamina: 1/5

— Falas
"Pensamentos"
— Falas de Outros
— Falas de Outros²

Informações:

• Palavas: 1088/1000
• Filler continuação do anterior, (mesmo plot) mas com outro objetivo.
• Filler para troca aumento de status. +100 (+200 devido ao do boost de dobro de status ativo)
• Status aumentado melo esforço físico na batalha e pela concentração em seu controle de chakra.
• Aparência CLIQUE AQUI
Jutsus Ativos:

[Filler] - O despertar Tenor
Byakugan
Requerimentos: Ser Hyuuga.
Descrição: O Byakugan (白眼; Literalmente significa "branco do olho") é o dōjutsu kekkei genkai do clã Hyuga. É um dos Três Grandes Dōjutsu (大三 瞳 术, Daisan Dōjutsu), juntamente com o Sharingan e o Rinnegan. Aqueles que herdam o sangue deste clã quase inexpressivo, tem olhos brancos. Quando o Byakugan é ativado, as pupilas do usuário se tornam mais distintas, e as veias se elevam perto dos olhos. Parece também que ao contrário dos outros dois grandes dōjutsu, todos os membros do clã possuem e podem usar a kekkei genkai desde o nascimento, em oposição à necessidade de despertar ou mais, não herdá-lo em tudo.

As Habilidades do Byakugan deixa-o muito cobiçado por outras aldeias, como evidenciado por Kumogakure que tentou roubá-lo, um evento que levou até o que é conhecido como a "Questão dos Hyūga". Ao de Kirigakure foi capaz de obter um único Byakugan de um Hyūga que ele derrotou, e utiliza grandes forças para protegê-lo. Ao mesmo tempo, Danzō Shimura tentou igualmente recuperar ou destruí-lo. Ao contrário de um Sharingan transplantado, um Byakugan transplantado pode ser ativado e desativado a vontade.
Alcance Total: 5600 Metros
[Filler] - O despertar 3Q6Q
Sairento no Mai
Requerimentos: Grande ou Bom Controle de Chakra, Conhecimento Anatômico, Iryo Ninjutsu, Chakura no Mesu
Bonificação: + 1 Velocidade
Descrição: Após ter se aprofundado nos conhecimentos em anatomia humana e dissecado a teoria por trás do jutsu Chakura no Mesu (Bisturi de Chakra), Saori conseguiu desenvolver um estilo de luta único. Ela concentra determinada quantidade de chakra nas mãos e pés de forma tão focada que a movimentação de seus membros se torna mais veloz e eficiente. Os ataques da garota são belos como uma dança e aparentemente não causam dano exterior, pois são leves e rápidos. Entretanto, ao golpear ela envia uma pequena quantidade de chakra, que funciona como um bisturi, para dentro do corpo do oponente, causando danos internos e cortes nas fibras musculares de seu alvo. O estilo de luta recebeu o nome de Dança Silenciosa pois pode deixar seus alvos incapazes de lutar depois de receber alguns golpes, devido aos cortes internos em suas fibras musculares, de forma aparentemente inefetiva.
OBS: Os ataques físicos de Saori causam dano interno equivalente a cortes médios na área atacada, que seguem a Regra de Danos Gerais.
Gasto: 70 CK para ativar e 15 por turno para manter ativo.
Jutsus Usados:


[Filler] - O despertar Tumblr_nitmjfHLgl1tob1xvo3_r1_500
Hakke Kūshō
Rank: B
Requerimentos: Ser Hyuuga.
Descrição: Esta técnica é semelhante, na prática, ao Hakkeshō Kaiten, mas tem um alvo específico, em vez de uma área geral. Para realizá-lo, o usuário aponta precisamente para os pontos vitais do inimigo com o Byakugan e libera um impulso com a palma da mão em alta velocidade. A "rajada de vácuo" compactado usando o Jūken é formada para atacar os órgãos vitais do oponente de uma certa distância, lançando-os para longe com uma força tremenda antes mesmo de perceber que eles foram atingidos.

[Filler] - O despertar D4wzhss-ae8004e0-ca03-437d-ac4d-68bbe5f6dbf7.gif?token=eyJ0eXAiOiJKV1QiLCJhbGciOiJIUzI1NiJ9.eyJzdWIiOiJ1cm46YXBwOjdlMGQxODg5ODIyNjQzNzNhNWYwZDQxNWVhMGQyNmUwIiwiaXNzIjoidXJuOmFwcDo3ZTBkMTg4OTgyMjY0MzczYTVmMGQ0MTVlYTBkMjZlMCIsIm9iaiI6W1t7InBhdGgiOiJcL2ZcLzg5OGU5ODk2LWZmNGYtNDdjYS05YTc0LTFhZWM3YjNiZjhiYlwvZDR3emhzcy1hZTgwMDRlMC1jYTAzLTQzN2QtYWM0ZC02OGJiZTVmNmRiZjcuZ2lmIn1dXSwiYXVkIjpbInVybjpzZXJ2aWNlOmZpbGUuZG93bmxvYWQiXX0
Hakke Sanjūni Shō
Rank: B
Requerimentos: Ser Hyuuga.
Descrição: O Oito Trigramas Trinta e Duas Palmas é uma técnica do estilo de luta do Punho Gentil. É essencialmente uma versão inferior do Oito Trigramas Sessenta e Quatro Palmas, assim ela se torna menos eficaz. Esta técnica é feita com o intuito de violar o fluxo de Chakra ao acertar uma meta de trinta e dois Pontos de Chakra do Sistema de Circulação de Chakra do seu inimigo. Isso elimina as chances do alvo em usar ou controlar seu Chakra em algum tempo e dificulta a movimentação.

[Filler] - O despertar 18e08a1f50100f0b141446c54f54bae18c98ef41_hq
Shōsen Jutsu
Rank: A
Requerimentos:
Descrição: Este ninjutsu médico permite ao usuário acelerar o processo de cura natural do corpo, enviando chakra de suas mãos em uma ferida ou aflições das partes do corpo. Isso permite que o utilizador cure um paciente sem a necessidade de equipamento médico ou cirúrgico, o que torna a técnica muito útil no campo de batalha. Ele pode ser usado para tratar ambos os ferimentos externos e internos. É vital para corresponder à quantidade de chakra utilizado para a gravidade da doença ou lesão. Isso requer uma grande quantidade de controle de chakra. Devido a isso, apenas alguns ninjas médicos altamente qualificados são capazes de usar esta técnica. Kabuto Yakushi demonstrou a capacidade de usá-la à uma curta distância do alvo, em vez do contato direto. Ao enviar uma quantidade excessiva de chakra ao corpo do paciente, o usuário pode sobrecarregar a circulação normal do paciente, aprisionando-o em um estado de coma. Embora esta é geralmente indesejável, Kabuto, uma vez efetivamente utilizou esse efeito colateral para obter Kiba Inuzuka fora do seu caminho.

-
Allen
Tokubetsu Jonin
Allen
Vilarejo Atual
Ícone : [Filler] - O despertar Dani10

https://www.narutorpgakatsuki.net/t73225-ficha-allen-4-0 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69101-m-f-allen#542869

Re: [Filler] - O despertar - Seg 25 Nov 2019, 00:33

@
-
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [Filler] - O despertar -

-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.