:: Área de Mudanças :: Centro de Melhorias :: Treinamentos de Fillers
Alvorecer
Arco 04
Ano 17 DG
Verão
A queda do pastor cobrou um preço altíssimo do mundo ninja: o golpe final trouxe ao mundo um tempo de dor e sofrimento; fome e pobreza retornaram às ruas, a violência triplicou, os antigos heróis caíram ou ficaram desacreditados. Mas, um pouco perto do amanhecer, a Hydra, que até então se mantivera em silêncio, mostrou-se das sombras, trazendo oportunidades de emprego e uma esperança para salvar o mundo dessa mais nova calamidade. Líderes ninja não tiveram escolha senão se arriscarem em tratados suspeitos para conseguir manter firmes seus lares e seus soldados. No entanto, os reais planos da Hydra ainda continuam sendo um grande mistério.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Indra
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Biskath
BisKath é jogador do NRPGA desde julho de 2020, tendo encontrado o RPG por meio de pesquisas e começado a jogar nele, sem pausas desde então. É jogador de RPG desde 2013, mas o Akatsuki foi o primeiro de Naruto em que se aventurou. Apenas começou como moderador em abril de 2022, se dedicando as funções da moderação até se tornar administrador em julho do mesmo ano, auxiliando também na avaliação da área de criações. Fora do fórum cursa desenho, pois tem interesse em artes de forma geral..
BisKath#0666
XXXXX
XXXXX
Discord#1234

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

[Filler] Os céus e sua dádiva. - Publicado 18/11/2019, 02:02


[Filler] Os céus e sua dádiva. Giphy

Vestimenta; Palavras: 1034; O.B.J.: +100 status (+100 boost) e Obter Desumasuku .

Deitado naquela quarto após um treino intenso como aquele podia sentir um pouco mais controlado aquilo que corria cada parcela do meu eu. Dentro de mim as células de chakra pareciam se restabelecer enquanto meu rim suplicava a cada gole. As coisas estavam um pouco estranhas; Pude notar alguns passos exagerados do lado de fora vez ou outra e algo me dizia para olhar pela janela. "É besteira Reken." Podia ser; mas eu devia estar equivocado nisso também. Porém: "Foram apenas equívocos bem sucedidos que me trouxeram até aqui." E apesar de ser habitado pelo vírus as coisas estavam se encaminhando para o caminho que deviam seguir. Levantei-me e apoiei a garrafa sobre a mesa. O corredor era silencioso, lá fora somente a chuva. "Quase nunca vejo pessoas pelas ruas." Os passos que me guiaram até a cozinha foram os mesmos que me possibilitaram o copo d'água tão satisfatório; e ali tive um vislumbre. Da janela da cozinha pude notar uma sombra abaixo da marquise; era um rapaz novo, moreno, devia baixo demais para a sua idade. Seus cabelos eram tribais e ao ver seu esteriótipo vi em seu semblante algo que não via a meses -e quando observei por último suplicavam por suas vidas-. Ele sumiu tão rápido quanto botei aquele copo sobre a pia. "Tem muito tempo que não vejo o King. Isso não ta parecendo boa coisa." Voltei ao quarto e troquei minhas roupas. Meditei por algum tempo entorno daqueles flashs de acontecimentos que haviam acontecido de maneira tão repentina. "Eu conheço esse clima. Pesado. Denso. Cheira sangue." Apanhei a luva sobre a mesa, ao lado da garrafa, e a coloquei na mão dominante. "Tenho que encontrar King e rastrear esse estranho, antes que de alguma merda." Apertei o coldre em meu braço e coloquei a kusanagi na cintura. Batendo aporta em minhas costas avencei pelo corredor.

Me sentia muito mais seguro para andar, porém, a dor em meu abdômen ainda era constante e quando praticava de muito esforço vinha como mil agulhas atingindo um ponto único. King não havia deixado pistas de para onde poderia ter ido e o fato de eu ter passado tanto tempo em repouso me deixou impossibilitado de ter qualquer informação. Optei por começar meu caminho indo atrás das hipóteses que levantei sobre o garoto que me observava da marquise do outro lado da rua. "Essas manchas de barro [...] Ele se moveu rápido demais. O que tem para lá? Segui o rastro em curva que os tênis haviam feito. Eles trilharam na direção de um beco que seguia infinitamente reto -o que não era tão distante- até a periferia do vilarejo; um ponto muito próximo, inclusive, da biblioteca onde Shinigami no Kama havia sido conquistada. Avancei movimentando-me de forma constante e tendo em minha atenção tudo que achasse relevante: Coisas presas à arames farpados. Pegadas como as que foras vistas antes. Sinais de luta. Qualquer coisa que pudesse clarear a direção que devesse ser seguida. Não precisei.

Ao atingir a zona das fábricas pude observar novamente aquela silhueta; desta vez sobre um telhado. O telhado era extenso e cobria um galpão inteiramente de metal, a água escorria de suas calhas como uma enxurrada e a sombra permanecia inerte e minúscula no centro daquela imensidão. "Então é pessoal." Naquela altura já tinha entendido que aquele era o último para que eu encerrasse de uma vez por todas aquela linhagem medíocre. Em uma nuvem de papéis me desfiz e subi até alcançar o topo liso do galpão. -O que quer? Ele riu por baixo de um gorro preto e sacou da cintura uma lâmina curta. -Quero matar o Shinigami. Pude ver sua máscara brilhar mesmo fosca, escorrendo a água da chuva. Branca e com traços contemporâneos de uma arte antiga das máscaras de Shinigami. "Entendo." -Acredito que tenha vindo em vão, criança. No seu vilarejo ainda fui gentil. A kusanagi correu de seu coldre para minhas mãos. A luta seria no ritmo que eu impusesse, não poderia deixar que ele dita-se o andar do confronto em cima da minha fraqueza. Tendo isso em mante avancei.

Meu corpo movia-se numa velocidade realmente rápida, pelo menos para ele, que parecia poder acompanha-la em seu limite. Movia-me em papéis mas os golpes vinham de um corpo composto de maneira natural da cintura para cima e que empunha uma lâmina que se movimentava hora na horizontal, hora na vertical. Ele demonstrava frieza e destreza, desviava deixando para trás gotículas de chuva cortadas pelo fio mortal que mirava seu pescoço. Deixava que me atacasse e ria de forma demoníaca ao ver o desespero estampar-se discreto atrás do concreto ao notar a inutilidade de seus ataques contra os origamis. Uma estocada o moveu para trás, após um avanço rápido e seguido movi a lâmina de cima para baixo e pude sentir a kusanagi romper a carne e os tendões do braço do garoto. Um grito. Sorri. -Desista e volte para tentar reconstruir aquele chiqueiro que você chama de cultura, garoto. Ele havia dado alguns passos para trás, no entanto, não julguei que sua malícia chegasse a tanto. Selos com uma única mão. De forma repentina o chão abaixo de toda a construção tremeu e estacas começaram a saltar em minha direção. "Ataques diretos não me afetam. Mas bela surpresa." As estacas atravessavam meu corpo enquanto passos levavam minha presença cada vez mais próxima dele. Ele dava passos para trás, enquanto segurava o braço preso pela sorte abaixo do outro braço e fazia selos desesperados para que mais projéteis se manifestassem em minha direção. Abri os braços. -Eu estou doente. Você sabe, você parece ser um bom rastreador. Mas isso continua sendo inútil. Finalmente alcancei ele após o tropeço que o levou ao chão. A lâmina teve sua ponto apoiada ao seu peito. -Deveria ter me escutado. Atravessou de forma cirúrgica o centro do peitoral do jovem. Após separar a cabeça do corpo como de costume apanhei a máscara. "Cabeças apodrecem muito rápido."

Cai por terra, a dor era intensa após me ver em carne novamente. Meu abdômen parecia retorcer-se como poucas vezes havia feito antes. Aquele confronto mostrava para mim que o esforço existia se eu pudesse aguentar de maneira honrosa as consequências.

CH: 1238/1275; HP: -/-; ST: 1/3





considerações:

Itens e afins:

Usado:
Kynz
Genin
Kynz
Vilarejo Atual

Re: [Filler] Os céus e sua dádiva. - Publicado 18/11/2019, 08:34

@ Aprovado. Status e Desumasuku obtidos.

_______________________

[Filler] Os céus e sua dádiva. Aee49c2fe7977fe1cb1b865a494da5cf