>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno
Últimos assuntos

Kagmanok
Genin
Kagmanok
Vilarejo Atual
Ícone : [FILLER] Alma tragada; 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

[FILLER] Alma tragada; - 10/11/2019, 18:51


I - Prólogo.

Mais um dia se passava, e dentre o soar dos ventos no lado extremo sul de Kumogakure no Sato, um jovem e desbravado ninja se encontrava debruçado em tristezas. Eram dias complicados, que comprometeram toda a história de um garoto, que sem culpa de nada e com transtornos acabou se tornando um temido promissor. De linhagem de extrema nobreza, com sangue Aburame correndo em suas veias, porém com um outro sangue habilidoso todavia comprometedor os caminhos de onde vieram... PAIS DO SOM... No qual tragou a vida de diversas pessoas. Destruição se fez morada entre cada lar, e vida destruído. Maldade foi criada e implantada, mas sua linhagem pura de controlar o som não pode ser contida, e então posta em prática o deixando mais temido dentre os ninjas, afinal, que tipo de mestiço com poderes tão avantajados em tão pouca idade teria sido descoberto antes? Uma pergunta meio sem resposta...
Os raios solares adentravam suas janelas, seus lábios esboçavam salivamento, anseio por algo... Talvez SANGUE. Morte, guerras, ou quem sabe uma nova trama para seu caminho individualista. Um clima estranho se estabelecia dentro de casa com um ar obscuro de morte, um ótimo dia para treinamentos talvez. Ou até mesmo um ótimo dia para iniciar uma revolução. Meus insetos saiam de dentro dos poros em meu corpo, eram milhares e isso era apenas para meu clã que é de elite e de linhagem pura e nobre. Deitado e ao levantar, com um sopro suave faz música com sua flauta na qual soa lindamente com belos estreitos lados e sons. Tão sinistros quanto a história trágica e obscura do garoto, que até mesmo é um mistério para ele.
Levantando e fazendo suas necessidades principais e diárias, comendo uma fruta e pensando no futuro de sua carreira ninja, apenas um mero Gennin atualmente, todavia com habilidades únicas especializadas, mas devido a grande Fobia de ondas, que atrapalhou sua vida por si só, talvez seria o motivo de não estar no ápice tão novo. Sem saber oque era o garoto ainda pensativo, reflete sobre possíveis treinamentos de melhorias excepicionais para jovens de sua idade, ainda então lembrando de sua carreira e do exame Gennin que foi passado já na primeira tentativa sem muito esforço devido a ser um prodígio de suas linhagens sanguíneas deixadas pelos familiares nos quais também nunca obteram e nem procuraram contato com o jovem ninja.
Ódio não era bem o sentimento expressado, mas amor muito menos. Talvez um sentimento de amargura misturado com a vontade de vencer e não se espelhar em seus familiares nos quais o deixaram e abandonaram desde muito cedo, apenas com o amor maternal no qual não durou tanto também devido a ataques Nukennins em seu abrigo, no qual destroçaram seu lar e mãe com jutsus de natureza Suiton, e uma onda na qual foi a fatal para a mesma, traumatizando o garoto eternamente o prejudicando talvez para seus laços eternais do fim... Não querendo isso o garoto então planejava a solução de se livrar do seu medo tão paralizante e envolvente, que sempre o atrapalhou desde tão jovem assim sendo sua barreira para o caminho promissor.


II - Rente ao desamparo.

Ao observar o cantar dos pássaros na janela o incentivando a treino lembrando das origens de sua Mateki e os fins para qual era destinado. Maldade destinada e canalizada toda para seu próximo treino que estava prestes a acontecer, só não tinha destino definido, porém o garoto sabia que só iria embora após se aperfeiçoar a perder o pavor de ondas, que parecia até meio tosco para um jovem tão assustador com capacidades tão brutais e de linhagens tão puras e mortíferas com histórias espetaculares de guerras e sobreviventes nunca já vistos antes. Tão sombrio quanto seu passado, o jovem com suas grandes vestes se vestiu e partiu num rumo talvez ao desconhecido, mas com objetivos já definidos em mente e com devidas cordeenadas já prontas para ser colocadas em práticas.
Somente o sol e as nuvens da grande e rochosa Kumogakure no Sato ditariam pra onde o jovem prodígio ia se deslocar. Ao caminhar lento e rente observando todos passarem e com insetos espalhados dentre todo o território para observar e obter informações acerca de qualquer descuido ou ataque propício a acontecer na vila. Não visando defender a vila em si, mas sim a sua própria e valiosa vida na qual somente um Edo Tensei poderia recolocar em prática caso fosse tirada. Mas afinal quem teria a coragem de enfrentar um mestiço semi demônio da vila do raio?
Um ato de locomoção e uma cachoeira foi avistada a frente, com algumas crianças treinando sem parar em busca de aumentar suas habilidades. Isso lembrava tanto o garoto, que ele observava com os olhos brilhantes e sedentos por poder só de observar aqueles jovens treinando com tanto amor e capacidade em seus punhos, que se deslocavam como a velocidade da luz, eram jovens tão talentosos em taijutsus que sua velocidade nem poderia ser descrita, algo que o garoto nunca havia visto nem mesmo na acadêmia ninja. Sua aproximação causou pânico nos garotos, que possuíam pavor de Kagmanok devido seus insetos tenebrosos, que já tiraram a vida de diversos caçadores Nukennins que o buscaram depois da morte de sua mãe.
Sentado sobre a beira do rio refletindo sobre tudo, observando as grandes montanhas rochosas sua língua sedenta por poder, e seus labios já mordidos de tanto esperar. O garoto então decide que deve enfrentar seu medo, tão irritante que o havia atrapalhado tanto até o momento atual de sua carreira ninja, e finalmente o garoto sabia que ia supera-lo após um dia incessável de treinos fisícos e mentais, para superar a mesma.


III - Parei de enche linguiça -q.


Socos disparados para aquecer, vindo de sequências de chutes. Então uma meditação começava pelo garoto para superar o medo psígologico que afetava tanto o mesmo. Sentado sobre as águas sua Mateki então começava a ecoar um som tão suave e doce, nos quais vinham acompanhados das brisas dos ventos e dos barulhos das ondas que se encontravam ali no local. Ondas nem tão grandes, mas já apavorantes para o garoto, todavia, seu som o acalmava em todos instantes dando um cessar no medo do garoto momentaneamente.
Descanso momentâneo que já foi o suficiente para encoraja-lo e se jogar em frente a uma das ondas... Momento paralisante... Aterrorizante. Foi um minuto de medo e dor com momentos de sua infância sendo repassados sem cessar em sua cabeça devido ao pavor já então diminuidos. Na próxima onda já não tão aterrorizante o garoto se joga novamente e agora com uma paralisia rápida e sem dor... Mais duas tentativas pelo garoto foram executadas até conseguir uma sensação de segurança ao ver e tocar ondas... Já então sucessivamente superada, com um olhar calmo e tranquilo sem pudor de suas atitudes que já foram tão colocadas em questão, com uma sensação de dever cumprido o jovem levanta e reflete em seus feitos.
Além de ser considerado um dos melhores, agora teria superado um de seus piores defeitos e traumas, tão feliz e cheio de sonhos mas apenas esboçando espanto em sua face o jovem se debrulha em lagrímas por conseguir superar um trauma tão afetuoso em sua vida, envolvendo laços que são impossíveis de cortar ou separar mesmo com a morte ou qualquer tipo de distanciamento pessoal. Seus feitos já sendo considerados muitos para um mero Gennin, o prodígio jovem com felicidade estampada no rosto se dirige para seu lar a fim de descansar.
Deitado, já comendo uma fruta sendo mordida extremamente forte com um semblante de felicidade já nunca visto na cara do garoto jovem e promissor de Kumogakure no Sato, fica ao observar tudo que acontece em volta de si, e um jovem aparentemente estranho aparece em frente a sua casa. O garoto então já forte e destemido com um senso acaba percebendo movimentos estranhos do garoto que estava em frente a sua residência, parecia um ataque de ventos fortes, no qual balançou as telhas do jovem que quase caíram de cima do lar.
O garoto então manda os insetos para observar, e sugar o chakra do garoto que mandava os ventos fortes e soprava com uma face de ódio expressada em cada detalhe facial. Os insetos então entram no corpo do jovem que aparentemente atacava e começam a sugar sangue o transformando em hospedeiro, mas ao sair de casa o garoto observa que era apenas um treinamento com golpes falhos e mal dirigidos que acabaram acertando sua construção em meio as montanhas altas e rochosas da vila.
Já descansado e em paz, o garoto se deita debruçado e pensa sobre todo seu dia, e que cada ação tem uma reação, e devido ao seu grande teor de treino e esforço o jovem conseguia superar uma coisa tão dificil, e com seu dever cumprido deitou e dormiu.


Ch; 200 l Hp; 200 l St; 0/0

Adendos:
Filler para 100 pontos de status, e para a remoção do defeito Fobia de Ondas.

_______________________

-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.