>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, mas simplesmente o melhor!
Arco 10:
RemanescentesAno: 69DG
Hanatarō olha para a vila do topo do prédio do Departamento de Pesquisa. Há dois anos era uma salinha no fim do laboratório geral da vila, agora tinha seu próprio prédio tão alto quanto o próprio escritório do Kazekage. Hanatarō sorri vendo as pessoas andando felizes na nova vila construída graças aos avanços científicos realizados com a inteligência de Takura, sua mentora. Antes, ele só via uma vila pobre, com construções de areia frágeis, com um horizonte desértico, dependendo de outras vilas, inclusive de Konoha, para conseguir sobreviver, mas agora... Sunagakure estava grandiosa novamente e tinha comprado sua independência. As construções ainda tinham porções de areia, mas eram forjadas em metais nobres, em ouro, em prata, criando grandes casas e prédios. As lojas estavam cheias de especiarias únicas, pois o trabalho de encontrar certos ingredientes se tornou muito mais prático desde que a vegetação voltou a florescer nos arredores da vila; onde antes era só deserto agora possuía vielas de relva, florestas, rios e uma fauna cheia de roedores, mamíferos e carnívoros.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

[ Treino ] Empatia - em 22/10/2019, 17:54


[ Treino ] Empatia Dohko_de_libra_by_backbat-d62qdek

Natsumi, uma jōnin de Kumogakure, estava em um período de quase férias, onde não tinha missões a se fazer. Ela passeava por sua vila natal, ou, mais combinando com ela, patrulhava. Ela tinha um senso de polícia de verificar o que estava acontecendo por lá.

Em um desses dias, estava andando pelos campos de treinamento da vila, era um hábito dela de ver como os jovens shinobis e kunoichis de Kumogakure estavam se saindo. Por alguma coincidência, era um dia onde estava cheio de estudantes ali. De longe, ela observava a aula que os pequenos recebiam do seu professor, o tema era selos. O professor explicava às crianças como se deve fazer selos, e assim mostrava com as duas mãos e pedia para todos fizessem igual. Observando um por um, ela percebia que uma pequena garota não fazia como os outros, suas longas mangas escondiam suas mãos, por isso não suspeitou de começo, mas ficou de olho nela, a garota de cabelos azuis, um pouco envergonhada e sem amigos, no canto dela.

No fim da aula, os alunos se dispersaram para brincar, treinar e descansar. A ruiva, com os olhos cravados na menina, a viu se distanciando um pouco e pegando um lanche de seu bolso, mas somente com sua mão direita. Um grupo de garotos aproximou-se dela e tomou o lanche da mão dela, o que alertou Natsumi na hora. — Devolve meu lanche! — gritou a menina. — Tenta pegar com sua mão só, idiota! — retrucou o ladrão.  A menina emburrou a cara e arregaçou a manga direita de sua roupa, e com somente sua mão direita, começou a fazer símbolos estranhos e com um forte sopro empurrou todo o grupo para trás. Natsumi se surpreendeu. — Ela fez um jutsu só com uma mão? — pensou. O professor chegou perto dela quando tava pegando o lanche do chão, ainda saudável porque não tinha sido retirado a proteção. — Sua mãe disse para não fazer isso… — falou o professor. — Mas eles pegaram minha comida. — justificou. O professor abriu um sorriso, aceitando que ela estava certa. Nesse tempo, Natsumi apareceu do lado dele. — Com licença, posso falar com ela, professor? — perguntou a Uzumaki. — Você… acho que te conheço. — indagou o homem. — Natsumi, uma jōnin daqui. — apresentou-se. — Isso mesmo. Pode falar com ela a vontade. — e assim o homem foi atender as outras crianças.

Sua habilidade é incrível. — a ruiva elogiou. A menina ficou envergonhada. — Sua força de vontade, mesmo com suas dificuldades, você me encantou, menininha, você é muito forte. — continuou. — Onde aprendeu a fazer selos com uma mão só? — perguntou. — Minha mãe… ela me ensinou. — respondeu. — Eu nasci sem o braço esquerdo então só poderia me tornar uma kunoichi se aprendesse isso. — finalizou. Natsumi abriu um sorriso. — Quer ser minha professora hoje? — pediu a ela. — O que você sabe dominar, pode ser muito útil para mim. Quero aprender com a melhor. — finalizou. — Ah… claro. — a menininha aceitou.

As duas então foram para um local um pouco mais afastado, mas as crianças e o professor ainda podiam vê-las. A pequena garota de cabelo azul explicava cada passo de como tecer selos com uma mão só. Natsumi, como uma boa aluna, prestava atenção e fazia tudo que ela pedia. A Uzumaki sentia que estava evoluindo bem, vendo que podia moldar chakra somente com a mão direita, sem precisar da esquerda. Em algumas horas de aula, a jōnin já podia realizar os selos sozinhos. — Muito obrigado, menina. Você é uma ótima professora. — agradeceu e elogiou a menina, que abriu um sorriso discreto para a ninja. Um beijo na testa e palavras de incentivo foram o agradecimento da ninja pela pequena estudante ter a ajudado nisso.

Uzumaki Natsumi; 1775 • 1775 & 2275 • 2275 & 00 • 07
Chakra Natural; 100 • 400
Bōmei no Ha; 200 • 300

Considerações:
• Aparência. Marca da Aliança Karma no peito esquerdo, acima do coração, na pele.

Treinamento de Qualidade de 1 ponto: Hábil em Selos (605/300)
Armas:
Kusanagi no Tsurugi (Uchiha Sasuke) (AG) — 10 espaços
Rank: S
Descrição: O chokutō Sasuke Uchiha referido como uma espada de Kusanagi foi sua arma pessoal em toda a parte da Parte II. Tinha uma bainha preta e um punho combinado, e era um tamanho maior do que um chokutō normal. Não tinha nenhuma das especialidades naturais como o que Orochimaru exerce, como a extensão da lâmina e a capacidade de cortar quase qualquer coisa, os quais são atributos naturais do Kusanagi, mas foi repetidamente demonstrado ser muito durável e capaz para cortar vários materiais. Sasuke poderia expandir o poder da sua espada, canalizando seu chakra relâmpago para a lâmina com fluxo de chakra, o que aumentaria sua nitidez muito através de vibrações de alta frequência, além de aumentar sua faixa de corte. Isso permitiria a Sasuke cortar quase qualquer coisa, além de adormecer o alvo que foi perfurado por esta lâmina relâmpago.

Bōmei no Ha — 10 espaços
Rank: S
Raridade: Lendária
Descrição: A espada do exilado, a lâmina portada por alguém que largou que desistiu de suas raízes por perceber quão maléficas eram suas terras e seus comandantes. Forjada na chama mais quente do País do Relâmpago e encantada com o poder dos raios, a Espada do Exilado se encontra perdida depois de seu portador original ser caçado e morto em seu esconderijo. Alguns dizem que a lâmina está nas Terras Secas de Noxus, uma pequena ilha próxima de Kumogakure, que nunca mais entrou em conflitos com ninguém após a ascensão da grande vila. Outros dizem que os assassinos foram mortos por um pupilo do exilado e que roubou a espada para ele próprio, protegendo o legado de seu mestre. A lâmina inicialmente é negra fosca, mas com certas ações pode se tornar verde-água, atingindo seu poder máximo. Possui cerca de setenta centímetros de comprimento, ignorando o cabo feito de um metal totalmente negro de vinte e cinco centímetros. Sua peculiaridade é na ponta da espada, onde a lâmina se assemelha a um cutelo em um dos lados. (imagem)
Habilidades e Mecanismos:
1. A primeira habilidade se chama Kaminari no Chikuseki (雷の蓄積, Lightning Accumulation) e sua funcionalidade reflete a aparência da espada. O metal usado na forja da lâmina tem propriedades de absorção de um chakra elemental específico, o Raiton. O cabo da espada há um mecanismo que permite que o usuário consiga pôr chakra deste elemento na lâmina. A cor da lâmina sem qualquer quantidade de chakra é totalmente negra, mas ao ter energia elétrica nela sua cor vai se modificando ficando em um tom de verde-água (referência: ponta da espada na imagem) por todo o corpo laminoso. O processo de transmissão de chakra só poderá ocorrer fora de combate em um único post. A reserva da espada consiste em um limite de 300CH, e o usuário poderá utilizar deste acúmulo quando quiser para utilizar técnicas exclusivamente de Raiton, com exceção de mortais. O máximo de chakra que poderá se retirar da espada, por post, é de 200CH.
2. A segunda habilidade se chama Kyūkyoku no Mahi (究極の麻痺, Ultimate Paralysis) e é uma técnica exclusiva da Bōmei no Ha. Com um gasto de 100CH, a lâmina libera instantaneamente um rajada de eletricidade na coloração verde por um raio de vinte metros com a arma sendo o centro, paralisando todos os inimigos por um post. A explosão elétrica tem dano de técnica rank-A. Caso a espada esteja totalmente carregada baseada na primeira habilidade, Kaminari no Chikuseki, a técnica ganha uma bonificação, duplicando seu alcance, porém dispenderá todo o acumulo feito anteriormente e a habilidade não poderá ser usada por um turno, a decisão de usar as reservas da lâmina neste caso será do usuário.
Jutsus utilizados:

[ Treino ] Empatia Apps.3440.13817926585774377.b9ee8933-f6fc-4c39-8085-07d26f7f7b3e
Kami no ChikaraInativo
Rank: S
Descrição: A marca ostentada pela aliança Karma consegue invocar os poderes divinos de Shaka como formas de anjos. Desta maneira, eles podem carregar poderosos aliados de combate em suas batalhas. Essa é uma técnica de uso exclusivo do PVP. Com o custo do rank da técnica, o usuário conjura um anjo humanoide de aparência decidida pelo usuário, cujos pontos de força e velocidade são iguais aos do usuário e possuem Status de uma invocação rank-S, podendo disparar rajadas de energia de qualquer rank dependendo de seus limites de chakra, sendo dispersados somente quando seus pontos de HP zeram.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [ Treino ] Empatia - em 22/10/2019, 18:34

@
-


Layout por @Akeido Skins, @Loola Resources e Naru.