>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, mas simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 70DG
Hanatarō olha para a vila do topo do prédio do Departamento de Pesquisa. Há dois anos era uma salinha no fim do laboratório geral da vila, agora tinha seu próprio prédio tão alto quanto o próprio escritório do Kazekage. Hanatarō sorri vendo as pessoas andando felizes na nova vila construída graças aos avanços científicos realizados com a inteligência de Takura, sua mentora. Antes, ele só via uma vila pobre, com construções de areia frágeis, com um horizonte desértico, dependendo de outras vilas, inclusive de Konoha, para conseguir sobreviver, mas agora... Sunagakure estava grandiosa novamente e tinha comprado sua independência. As construções ainda tinham porções de areia, mas eram forjadas em metais nobres, em ouro, em prata, criando grandes casas e prédios. As lojas estavam cheias de especiarias únicas, pois o trabalho de encontrar certos ingredientes se tornou muito mais prático desde que a vegetação voltou a florescer nos arredores da vila; onde antes era só deserto agora possuía vielas de relva, florestas, rios e uma fauna cheia de roedores, mamíferos e carnívoros.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno
Últimos assuntos

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

[Cena]Dois pássaros na mente fazem ela voar. - em Qua 2 Out - 1:08

Dezessete outonos de sua vida transcorridos até aquele momento. Seu passado pacato no campo e a vida tranquila e típica que vinha vivendo como shinobi lhe proporcionava certas mordomias e hábitos que cultivava desde sua raiz. Lá, dentro daquele quarto e cercado pelas paredes de concreto enquanto o filete de sol transpassava a brecha entre as janelas, Sasaki deitado sobre a cama lia seu livro de forma tranquila. Seus estudos contínuos lhe renderam uma inteligência excepcional e talvez por isso aquele título em suas mãos lhe prendesse tanto a atenção. 'A Natureza e Eu'. Poucos haviam estudado aquela área vista até então até como esotérica no meio militar em que vivia; mas não ligava. Tinha o compromisso mais tarde de encontra-se com um famoso monge que vagava pelo país do fogo disseminando sua sabedoria sobre os elementos naturais e a relação harmônica que se deve ter perante eles, e deveria estar preparado.

[1/8]

Leia:
Introdução básica. Narração livre. Se quiser explorar o conteúdo do livro para o seu conhecimento de energia natural, aproveite. Finalize o post indo ao encontro do monge em uma cachoeira onde iria acontecer o encontro de uma multidão que iria lá para assisti-lo.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Cena]Dois pássaros na mente fazem ela voar. - em Qua 2 Out - 17:16

Folheava vagarosamente A Natureza e Eu. Um livro grosso e surrado, encadernado em couro. Sem preâmbulos, pulei as partes introdutórias, avançando para o cerne da obra. As informações certamente eram substanciais, embora parte dele se restringia à pura teoria. Quando decidi que não havia muito mais o que absorver lendo o exemplar de A Natureza e Eu, fechei o livro e o empurrei para debaixo da cama, a ficar com os demais amontoados de livrecos que possuía. O repicar do alarme despertou-me do sonho vívido introduzido pela gnose. Seria hora de encontrar um monge itinerante cujas ideias transformariam o meu ser, complementando todo o discernimento adquirido ao ler A Natureza e Eu.

Saí as pressas de meus aposentos nada luxuosos. Estava envolvido com vestes finas: uma uma curta camisa de tom marfim, calças justas e uma capa verde-escura cor de floresta. Segui rumo ao encontro, cortando uma breve brisa vespertina, as roupas esvoaçando ao vento.

Desacelerei o passo ao cruzar uma alameda. O caminho ladeado de árvores recendia à alfazema e morango. O doce aroma invernal irrompeu uma sensação tênue em meu peito, mas tive consciência de não sustar para apreciar. Continuei pela trilha ladeada de árvores até chegar no destino marcado: um penhasco sobre uma cachoeira cristalina. Ele estava na protuberância. Acenei assim que o vi, mas não esperei que ele soubesse quem eu era.

Sasaki: Hp: 450. Ck: 800.

Spoiler:
Aparência: Kaneki Ken/Sasaki Haise.
Contadores: -.
Cansaço: Estamina - 0/4.
Atributos físicos utilizados: -.
Técnicas: -.
Bônus: -15% de gastos em chakra.

Considerações: Post 1/8. @Sly

Spoiler:
Bolsa cheia.

Mateki
Rank: C
Descrição: Usando a flauta demoníaca (魔笛, Mateki), Tayuya poderia lançar genjutsu e controlar seu Doki tocando melodias específicas. Este é o único item que ela manteve com ela antes de sua reencarnação. Ela afirmou que ninguém que já ouviu o som de sua flauta morreu. Se o oponente reconhecer sua melodia, ela pode mudá-la para confundi-los. A flauta era durável o suficiente para entrar em choque com um kunai ileso, mas, no entanto, foi cortada ao meio pela técnica do vento de Temari durante sua briga com ela. No anime, Shiin implantou uma flauta muito parecida e, como Tayuya, a usou para fins de genjutsu.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Cena]Dois pássaros na mente fazem ela voar. - em Qua 2 Out - 18:09

Nada mais natural para abordar a natureza do que a calma fundindo à agitação de uma cachoeira. Aquela queda d'água já havia recebido eventos anteriormente, porém, era a primeira vez que os passos do mestre Khan por Konoha e seus arredores o guiavam até ali. Tudo era silencioso. A multidão começava a se reunir; quieta; Aglomeravam-se sobre as pedras em meio a corrente d'água, na borda do riacho que a cachoeira formava, e a estimativa era de que não demoraria muito tempo até que cabeças ocupassem todo o local que agora ainda era vegetação. Khan era um eremita, um sábio; seus seguidores que o observavam de longe em posição de lótus diziam que a luminescência divina tocava suas palavras e seu espírito. Tranquilidade! Era isso que emanava da pele desnuda de pelos e berço para aves que magnificamente repousavam sobre seus braços e pernas enquanto ele mesmo se mantinha imóvel sobre a maior rocha bem em frente ao precipício fatal de água, meditando e esperando que todos se reunissem.

-Olá, me chamo Gotami. A pele dela parecia papel de arroz branco, sedosa, visivelmente lisa, e sua mão estendia para Sasaki um panfleto. -Sou seguidora do mestre Khan. Estamos ajudando o pessoal que chega a se acomodarem. Posso te auxiliar? Os olhos inteiramente brancos da garota entregavam sua origem. -Aliás, como se chama?

[2/8]

Leia:
Narração livre. Como eu havia citado que seria um local lotado e tudo mais não levei em conta seu comprimento mas introduzi alguém para lhe guiar. Narre uma conversa com Gotami, tire dúvidas, explore a vertente religiosa deles e como eles encaram essa relação com a natureza e tudo mais. Finalize o post se acomodando em algum lugar para observar o mestre Khan discursar.

Local/NPCs:
Cachoeira: click
-
Khan: click
Gotami: click

@Hentai
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Cena]Dois pássaros na mente fazem ela voar. - em Qui 10 Out - 0:30

Um silêncio soturno e instigador cruzou o cume da montanha. A relva sacudiu ligeiramente com o ameno toque do zéfiro. Khan, abancado em sua posição de lótus, sentiu o seu afago.

A donzela meneava por entre a pequena multidão aglomerada de seguidores, oscilando seu cormo como um instrumento musical. Como a própria dança encarnada no ser. Sondei-a com um olhar cético, intuindo-me a pensar no que uma garota de aparência tão vivaz fazia com aquele bando. Murmurou alguma coisa que não pude perceber de início pois estava vidrado em seu rosto fronte ao meu. Gotami, era como se chamava. Os olhos eram alvos como a tez, como o halo do sol. Pigarreei antes de retornar a realidade e me dirigir a palavra à Gotemi. Disse-lhe meu nome e que sim, ela poderia me auxiliar. Evitei outros assuntos porque intuí que ela os evitaria. A devoção estava esboçada em seu rosto e seria necessário romper grilhões para trazê-la de volta; não que este fosse meu objetivo, mas passou pela minha consciência roubá-la para mim.

Destarte, iniciamos uma conversa curta mas que teve certa valia àquela altura. Ela disseminou sobre a importância, o conceito e valores sobre a religião que seguia e exaltava. Fiz-me por dentro de tudo o que os seguidores de Khan representavam, mas em momento algum senti-me fissurado à mergulhar de cuca no troço todo. Logo depois fui induzido a sentar, me acomodar e assistir aos ensinamentos do monge. Encontrei um lugar não tão longe ou perto do homem: um lugar calmo, onde eu poderia absorver tudo o que estava ao meu dispor.

Sasaki: Hp: 450. Ck: 800.

Spoiler:
Aparência: Kaneki Ken/Sasaki Haise.
Contadores: -.
Cansaço: Estamina - 0/4.
Atributos físicos utilizados: -.
Técnicas: -.
Bônus: -15% de gastos em chakra.

Considerações: Foi mal, roubaram meu hamster e eu estava preso!

Post 2/8. @Sly

Spoiler:
Bolsa cheia.

Mateki
Rank: C
Descrição: Usando a flauta demoníaca (魔笛, Mateki), Tayuya poderia lançar genjutsu e controlar seu Doki tocando melodias específicas. Este é o único item que ela manteve com ela antes de sua reencarnação. Ela afirmou que ninguém que já ouviu o som de sua flauta morreu. Se o oponente reconhecer sua melodia, ela pode mudá-la para confundi-los. A flauta era durável o suficiente para entrar em choque com um kunai ileso, mas, no entanto, foi cortada ao meio pela técnica do vento de Temari durante sua briga com ela. No anime, Shiin implantou uma flauta muito parecida e, como Tayuya, a usou para fins de genjutsu.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Cena]Dois pássaros na mente fazem ela voar. - em Qui 10 Out - 10:52

Sua respiração tornava-se visivelmente mais intensa. -Ah! Natureza. Disse alto e conclusivo rompendo o silêncio. As poucas cabeças que persistiam distraídas reuniram-se as atenciosas e voltam-se à Khan. -Nós a saudamos. Seus olhos fechados e sua insistência inerte na posição que estava. -De você viemos e para você voltaremos. Esta realidade cíclica onde o universo nos abraça e nos guia. Gotami esboçou um sorriso largou e cutucou o shinobi com o cotovelo. -Ah! Natureza. Nós a saudamos. As mãos sobre os joelhos o ajudaram a levantar enquanto os pássaros permaneceram fazendo de seu corpo morada; se Van Gogh estivesse vivo seu amarelo eternizaria aquela cena na cachoeira. -A natureza é algo que flui, já notaram? O modo como demonstrava respeito com Gaia e igualdade com os seres humano demonstrava suas prioridades. -Vejam o vento. Um resquício de brisa leve no deserto é o suficiente para que nos amenize o calor sufocante. Seus passos calmos o guiavam perambulante sobre a rocha central da corredeira que lhe servia de palco. -Quando no mar, mesmo a deriva, uma corrente é capaz de decidir se vivemos. Sua mão esquerda ergueu-se no ar. -Ou morremos. A direita fechou-se em gesto antagônico à opositora. -E a nossa vida não foge a essa regra. Muitas vezes na dificuldade basta o ponto final de uma frase para que amenize a angustia sufocante. Ele parou e pareceu encarar com serenidade e compaixão a alma de cada um ali presente. -Assim como, a bifurcação da sábia escolha é o ditame para nossa estada sob a terra ou sobre ela. Gotami observava extasiada Khan que nunca tinha seus discursos previamente prontos, e sempre que se pronunciava a público vinha de forma nunca antes vista.

[3/8]

Leia:
Narração livre. Vá formando uma linha própria de raciocínio em cima do discurso de Khan, pode utilizar Gotami como auxiliar para uma conversa caso queira. Sem problema, se precisar de fiança pra próxima liga nois que o bonde financia. PJL menor!

Locais/NPCs.:

Cachoeira: click

-

Khan: click
Gotami click
@Hentai
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Cena]Dois pássaros na mente fazem ela voar. - em Sex 11 Out - 19:07

Havia uma parcela desconcertada de pessoas que não estava propriamente imersa na figura inerte de Khan. Seus olhos mantiveram-se fechado conforme as palavras saiam naturalmente de sua boca. O talhe pálido e curtido pelo sol era banhado por um feixe retangular de luz; os lábios rosados, moviam-se com desenvoltura conforme proferiam as palavras inusitadas, pregando seu ensinamento filosófico.

Sem qualquer prefácio, senti Gotami me cutucar de lado com seu cotovelo esguio. Seus olhos alvos em contraste com a pele igualmente pálida estavam vidrados inteiramente no semblante do monge. Seus cabelos esvoaçaram com um resvalo do vento em seu rosto. Acompanhei o espetáculo interno com um olhar conspícuo. Antes que pudesse perceber, tornei a virar o olhar ao druida. Vez por outra, de esguelha, perscrutava-a.

Não poderia me esquecer pelo motivo que estava empertigado ali naquele dia. À guisa de explicação, o monge discursou: "A brisa é algo que flui. Um resquício de brisa leve no deserto é o suficiente para que nos amenize o calor sufocante [...]" Khan saltitou sobre a rocha na protuberância rente à cachoeira. A natureza é cíclica, e fazemos parte dela como um todo. Ela pode decidir se vivamos ou pereçamos. Ao fim de seu ditame, peguei-me vislumbrando o monge. Pensei: ele parece livre. Eu queria ser assim também.

Sasaki: Hp: 450. Ck: 800.

Spoiler:
Aparência: Kaneki Ken/Sasaki Haise.
Contadores: -.
Cansaço: Estamina - 0/4.
Atributos físicos utilizados: -.
Técnicas: -.
Bônus: -15% de gastos em chakra.

Considerações: -.

Post 3/8. @Sly

Spoiler:
Bolsa cheia.

Mateki
Rank: C
Descrição: Usando a flauta demoníaca (魔笛, Mateki), Tayuya poderia lançar genjutsu e controlar seu Doki tocando melodias específicas. Este é o único item que ela manteve com ela antes de sua reencarnação. Ela afirmou que ninguém que já ouviu o som de sua flauta morreu. Se o oponente reconhecer sua melodia, ela pode mudá-la para confundi-los. A flauta era durável o suficiente para entrar em choque com um kunai ileso, mas, no entanto, foi cortada ao meio pela técnica do vento de Temari durante sua briga com ela. No anime, Shiin implantou uma flauta muito parecida e, como Tayuya, a usou para fins de genjutsu.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Cena]Dois pássaros na mente fazem ela voar. - em Sab 12 Out - 11:52

-Nosso espírito clama por um preenchimento que somente a carga positiva da natureza pode satisfazer. Prosseguiu o monástico enquanto sua careca passava a refletir o sol relutante em meio ao clima de inverno. -O mundo nos oferece cargas que visam substituir um anseio que temos e não entendemos. Porém, o retorno à nossa origem é onde se encontro o restante do líquido para o jarro que chamamos de "eu". Sentou-se novamente em sua posição de lótus original, como se desde feto aquela lhe fosse a posição de origem; tamanha a naturalidade e destreza com que fazia os movimentos. -Vou lhes convidar para uma introspecção guiada. O que mais ao oriente daqui chamam de meditação. Os pulmões do peregrino expandiam-se lentamente e então regrediam em mesma medida. Inspirava energia e emanava de si entulhos emocionais excedentes àquela situação. -Fechem os olhos. Inspirem e expirem com tranquilidade. Percebam como o ar que sai de seus pulmões é cíclico como o tempo e universal como a natureza que vocês querem entrar em contato. Khan sabia o que estava fazendo, porém, seu foco eram pessoas comuns, a melhoria de hábito no cotidiano de simples trabalhadores; no entanto, o shinobi ali presente, detentor de reservar controladas de chakra e conhecedor de suas capacidades, notou a oportunidade que esperava.

[4/8]

Leia:
Narração livre. Vá formando uma linha própria de raciocínio em cima do discurso de Khan e suas atividades.

Locais/NPCs.:

Cachoeira: click

-

Khan: click
Gotami click
@Hentai
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Cena]Dois pássaros na mente fazem ela voar. - em Seg 14 Out - 15:59

Um feixe de luz solar refletiu-se no cume da careca do monástico e , por um momento, roubou-me toda a atenção no que cerne o discurso do druida. Conforme ditava seu elóquio, movia-se com a desenvoltura tarimbada de quem sabia muitas coisas. Por fim, voltou a tornar-se inerte em sua posição de lótus que lhe era muito familiar pois a fazia com naturalidade e destreza. "Vou lhes convidar para uma introspecção guiada. O que mais ao oriente daqui chamam de meditação", continuou o monge.

O próximo passo se resumiu em mimicá-lo em sua atuação do que poderia ser chamado de meditação. Na primeira tentativa de seguir seus conselhos, inspirei ar suficiente para expandir meus pulmões, estufando o peito e mantendo-me, como mostrado pelo monge, de olhos hermeticamente fechados. Em seguida, expeli de maneira gradual, similar à quando inspirei, o ar acumulado, esvaziando os pulmões e desinflando o peito. A sensação foi de paz e calmaria. Como o ciclo da natureza, pude encontrar-me em perfeita sintonia para com o ambiente que me rondava. A energia natural e  entrava e as sensações exasperantes saíam. A multidão em procissão repetiam os passos, assim como o fiz, mas não tive como acompanhá-los, e apesar disto, senti-me inerte e solitário, como se só eu estivesse ali, rodeado de mais ninguém senão o universo em si.

Sasaki: Hp: 450. Ck: 800.

Spoiler:
Aparência: Kaneki Ken/Sasaki Haise.
Contadores: -.
Cansaço: Estamina - 0/4.
Atributos físicos utilizados: -.
Técnicas: -.
Bônus: -15% de gastos em chakra.

Considerações: -.

Post 4/8. @Sly

Spoiler:
Bolsa cheia.

Mateki
Rank: C
Descrição: Usando a flauta demoníaca (魔笛, Mateki), Tayuya poderia lançar genjutsu e controlar seu Doki tocando melodias específicas. Este é o único item que ela manteve com ela antes de sua reencarnação. Ela afirmou que ninguém que já ouviu o som de sua flauta morreu. Se o oponente reconhecer sua melodia, ela pode mudá-la para confundi-los. A flauta era durável o suficiente para entrar em choque com um kunai ileso, mas, no entanto, foi cortada ao meio pela técnica do vento de Temari durante sua briga com ela. No anime, Shiin implantou uma flauta muito parecida e, como Tayuya, a usou para fins de genjutsu.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Cena]Dois pássaros na mente fazem ela voar. - em Ter 15 Out - 11:14

O modo como o universo é caótico e organizado de forma simultânea chega a ser elegante. O cosmos se autodestruindo de forma repetitiva enquanto se reconstrói em mesma medida. Os ciclos da natureza onde uma estação vem avassaladora para que a posterior gere frutos. Aquilo é belo aos olhos do bom apreciador. O silencio humano havia tomado conta do local, deixando-se ser guiado apenas pela orquestra das águas que chocavam-se contra as pedras. Gotami aparentava estar em um estrado contemplativo de introspecção tão semelhante quanto o jovem Sasaki, que mergulhava em si. Khan deixou a mente de seus ouvintes lhes guiarem e o universo agir naquele ato; afinal, era em prol dele que todos ali estavam.

[5/8]

Leia:
Narração livre. Cite o desenvolvimento de contato com o chakra natural.

Locais/NPCs.:

Cachoeira: click

-

Khan: click
Gotami click
@Hentai
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Cena]Dois pássaros na mente fazem ela voar. - em Sex 18 Out - 1:11

O estridente som de meu pensamento borbulhava em meu âmago, enquanto fora de mim, o lento e corriqueiro fluir da água que logo pendia-se no precipício do regato formulava o segundo som.

Agachei-me despretensiosamente, primeiro tateando o solo hibernai, sentindo o aroma doce e o frio do inverno. Àquela altura, as palavras de Khan se perderam em um vazio interior. A terra estava úmida mas palpável. Arranhei em súbito o solo, revolvendo terra e grama em uma medida distópica de aproximar-me cada vez mais da natureza em si. Estagnei, breve, fitando o terreno revolvido, quando em um lampejo, percebi-me que não era necessário: ela nos ladeava, nos cercava. Iminente e a todo momento. A natureza em si, era eu. Respirei e inspirei; um simulacro do que havia feito antes. Às vezes sentia coisas que não podia ver, um pequeno relato de silhuetas astrais, formadas em um vasto ambiente escurecido. Às vezes sentia como se minha energia se fundisse com a terra, com o ar e de certa forma, compartilhada com os pássaros que gorjeavam e trinavam.

Fiquei assim por dez belos minutos, absorto em meus pensamentos, quase ébrio com a própria essência das coisas. Antes de despertar de minha viagem, pisquei duas vezes, pigarreei uma e bati com o palmo das mãos, de leve, duas vezes nas bochechas. Quase que não percebi Gotami rente a mim. Seu corpo esguio, a pele alva curtida pelo sol, cintilante demais, uma dor lancinante aos olhos de quem a deseja. Não que esse fosse o caso. Suspirei novamente. A capa esgarçada esvoaçou às costas e vlislumbrei por uma nesga na variegada multidão o grande Khan. Se não fosse testemunha de meus atos, poderia facilmente intuir que a viagem de outrora seria fruto de uma mistura de ervas desconhecidas e cogumelos. O velho sabia das coisas, e eu sabia disso.

A respiração parecia mais calma, compassada, tênue. O corpo mais leve, desenvolto, febril. Eu mirava algo mais, algo que apenas o ser monástico me proporcionaria com sua gama elevada de conhecimentos. Passeis os minutos seguintes tentando me recompor, tentando levar-me de volta à sinergia inexplicável e insólita entre a natureza e o homem. Entre eu e o universo.

Sasaki: Hp: 450. Ck: 800.

Spoiler:
Aparência: Kaneki Ken/Sasaki Haise.
Contadores: -.
Cansaço: Estamina - 0/4.
Atributos físicos utilizados: -.
Técnicas: -.
Bônus: -15% de gastos em chakra.

Considerações: -.

Post 5/8. @Sly

Spoiler:
Bolsa cheia.

Mateki
Rank: C
Descrição: Usando a flauta demoníaca (魔笛, Mateki), Tayuya poderia lançar genjutsu e controlar seu Doki tocando melodias específicas. Este é o único item que ela manteve com ela antes de sua reencarnação. Ela afirmou que ninguém que já ouviu o som de sua flauta morreu. Se o oponente reconhecer sua melodia, ela pode mudá-la para confundi-los. A flauta era durável o suficiente para entrar em choque com um kunai ileso, mas, no entanto, foi cortada ao meio pela técnica do vento de Temari durante sua briga com ela. No anime, Shiin implantou uma flauta muito parecida e, como Tayuya, a usou para fins de genjutsu.
-
'Schrödinger
Líder de Yugakure | Kinkaku Butai | ANBU
'Schrödinger
Vilarejo Atual
Ícone : [Cena]Dois pássaros na mente fazem ela voar. 8e54bf24474c86b68496ba784ed7878a

https://www.narutorpgakatsuki.net/t63640-fp-schrodinger-1-5#456006 https://www.narutorpgakatsuki.net/t62242-g-ficha-schrodinger

Re: [Cena]Dois pássaros na mente fazem ela voar. - em Qua 23 Out - 22:30

Sinceramente, nunca deixava-se de se maravilhar, o quão o próprio mundo em si, podia ajudar a fortalecer tanto um ninja. Era uma sensação acolhedora, boa e que trazia enormes benefícios, todos que lá estava presentes, podiam sentir o poder que estava sendo reunido dentro da pessoa, e de certa forma, mesmo não o demonstrando e muito menos exaltado, Khan, simplesmente deixou o seu aluno seguir o seu instinto, raramente falhava, mas podia haver uma primeira vez com tudo, mas naquele momento, tudo dependia do senhor destino, mesmo que fosse apenas chakra a ser reunido, e isso tendo em conta a experiência de Khan, ainda assim, era uma tarefa que poucos shinobis conseguiam fazer, então errar era algo que estava definitivamente no prato, e possivelmente poderia acabar sendo comido. Muito se esperava, a natureza com ele comunicava, e aquela sensação de paz e conforto, por vezes podia ser arrancada a força, ou simplesmente forçada, para que tudo se torna-se evidentemente mais rápido de terminar.

[6/8]

Leia:
Narração livre. Cite o forçando contato com o chakra natural, que de primeira desabilita o chakra que estava sendo reunido.

Locais/NPCs.:

Cachoeira: click

-

Khan: click
Gotami click
@Hentai

_______________________

[Cena]Dois pássaros na mente fazem ela voar. ?imw=512&imh=288&ima=fit&impolicy=Letterbox&imcolor=%23000000&letterbox=true
O sistema me usa e eu uso o sistema.
King Of The Dead - B.B
One Who Has Triumphed Over Adversity
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Cena]Dois pássaros na mente fazem ela voar. - em Sex 25 Out - 0:23

Sentado, inerte e empertigado, sob o solo hibernai, aprimorei meu contato com a extensão naturalista do chakra. Fui abraçado e acolhido pela ambiente, pela tênue corrente de ar, pelo clima em constante mutação, pela energia absorvida e transferida dos seres vivos que ali habitavam, enfim tornando-me cada vez mais parte do tudo. Senti meus arredores: os corpos distantes, a respiração destoante da multidão, o murmúrio do regato, o próprio Khan e Gotami. Senti a energia que meneava sinuosa e lentamente, trespassando os corpos, terra e ar até atingir meu corpo, findando em meu íntimo. Forcei sua entrada e manipulei meu chakra para que se fundisse ao novo poder.

Contrastando com a minha própria, a energia absorvida do ambiente inibia a de natureza intrínseca. Senti meu corpo dispor de um novo vigor, febril e latente. Era uma situação jocosa que roubou-me um sorriso discreto. Sobretudo, encontrei-me em um impasse. A sensação de ternura e calmaria, como um abraço de mãe e o sol no alvorecer, inundou meu ser. O estado de vivacidade eufórica passou ara um torpor cômodo.

Sob esse viés, tornei a me concentrar na imaginação do que aconteceria a seguir. O silêncio era proposital, e se sim, necessário? Teria cometido algum declive, dado um passo em falso? Balancei a cabeça meio que para desanuviá-la dos pensamentos constantes e lutei contra a ânsia de indagar ao monástico sobre o que fazer. Não estava decerto com vergonha de questioná-lo ou interrompê-lo, mas talvez aquilo tudo fizesse parte do processo.

Sasaki: Hp: 450. Ck: 800.

Spoiler:
Aparência: Kaneki Ken/Sasaki Haise.
Contadores: -.
Cansaço: Estamina - 0/4.
Atributos físicos utilizados: -.
Técnicas: -.
Bônus: -15% de gastos em chakra.

Considerações: -.

Post 6/8. @'Schrödinger

Spoiler:
Bolsa cheia.

Mateki
Rank: C
Descrição: Usando a flauta demoníaca (魔笛, Mateki), Tayuya poderia lançar genjutsu e controlar seu Doki tocando melodias específicas. Este é o único item que ela manteve com ela antes de sua reencarnação. Ela afirmou que ninguém que já ouviu o som de sua flauta morreu. Se o oponente reconhecer sua melodia, ela pode mudá-la para confundi-los. A flauta era durável o suficiente para entrar em choque com um kunai ileso, mas, no entanto, foi cortada ao meio pela técnica do vento de Temari durante sua briga com ela. No anime, Shiin implantou uma flauta muito parecida e, como Tayuya, a usou para fins de genjutsu.
-
'Schrödinger
Líder de Yugakure | Kinkaku Butai | ANBU
'Schrödinger
Vilarejo Atual
Ícone : [Cena]Dois pássaros na mente fazem ela voar. 8e54bf24474c86b68496ba784ed7878a

https://www.narutorpgakatsuki.net/t63640-fp-schrodinger-1-5#456006 https://www.narutorpgakatsuki.net/t62242-g-ficha-schrodinger

Re: [Cena]Dois pássaros na mente fazem ela voar. - em Sab 26 Out - 20:06

Gotami estava preparada para começar a falar sobre o estado do shinobi de Konoha, e sua recepção ao chakra natural, mas logo Khan, colocou o braço direito reto em frente, impedindo que palavras fossem liberadas para a direção do shinobi, que estava sobre o treino irrengular, como esperado da maioria dos ninjas que procuravam mais poder, então palavras foram faladas com uma calma, como esperando do seguimento de um monge — Tenha calma, meu caro. A natureza é sua amiga, não um animal que espera ser dominado. Aceite o poder como um prazer sensível. — Assim, Khan, simplesmente se colocou em posição de lótus, deixando seu item afrente de sua aluna, prostrando então como se fosse uma forma demonstrar controlo sobre as ações por parte dela, e ele estava com uma expressão séria, realmente esperando que o sucesso fosse alcançado pela pessoa que estava sobre a sua orientação.

[7/8]

Leia:
Narração livre. Cite o recebendo o chakra natural, descrevendo uma sensação agradável e leve, que fortalece seu corpo. .

Locais/NPCs.:

Cachoeira: click

-

Khan: click
Gotami click
@Hentai

_______________________

[Cena]Dois pássaros na mente fazem ela voar. ?imw=512&imh=288&ima=fit&impolicy=Letterbox&imcolor=%23000000&letterbox=true
O sistema me usa e eu uso o sistema.
King Of The Dead - B.B
One Who Has Triumphed Over Adversity
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Cena]Dois pássaros na mente fazem ela voar. - em Dom 27 Out - 19:54

Olhei de soslaio Gotami que tornou a aprumar o corpo, enquanto os lábios se entreabriam, possivelmente preparando uma crítica. Khan, mais astuto e observador do que eu, se postou, interrompendo-a antes que qualquer palavra fosse dita. Seus olhos semicerrados fitaram-na de cima, enquanto o braço pendia ereto ante o corpo em um gesto de desaprovação. Pouco saiu de sua boca mas foi suficiente para que Gotami compreendesse e, portanto, permanecesse calada. Acompanhei o pequeno espetáculo estupefato, com os olhos a quase saltar das órbitas. O ancião de sobrancelhas hirsutas tornou a empertigar o talhe, escolhendo a posição de lótus anterior. Os ensinamentos continuavam.

Pus-me a receber a energia natural de uma outra maneira, desta vez, a seguir a dica espontânea do mestre. Em um simulacro de sua postura chave, a de lótus, mantive-me inerte, a observar o íntimo de minha mente, a conciliar o corpo e a natureza como um só, por fim, atingir a paz habitual. Senti um leve enrijecer nos pelos do braço conforme continuava a me concentrar. O murmúrio abafado da água e da multidão desapareceu. Dizem que quando se foca realmente em algo, é possível ignorar tudo ao seu redor. Foi essa sensação que presenciei. A energia chegou e alavancou-se de forma tênue, como um sopro gentil na nuca. Como as pétalas que caem na primavera. Como o transcorrer do tempo em si. Pude ver em meu âmago o que me interligava com o ambiente. Pude sentir o poder revigorante e calmo que me abraçava e se fundia comigo. Pude, enfim, tornar-me um só com a terra.

Sasaki: Hp: 450. Ck: 800.

Spoiler:
Aparência: Kaneki Ken/Sasaki Haise.
Contadores: -.
Cansaço: Estamina - 0/4.
Atributos físicos utilizados: -.
Técnicas: -.
Bônus: -15% de gastos em chakra.

Considerações: -.

Post 7/8. @'Schrödinger

Spoiler:
Bolsa cheia.

Mateki
Rank: C
Descrição: Usando a flauta demoníaca (魔笛, Mateki), Tayuya poderia lançar genjutsu e controlar seu Doki tocando melodias específicas. Este é o único item que ela manteve com ela antes de sua reencarnação. Ela afirmou que ninguém que já ouviu o som de sua flauta morreu. Se o oponente reconhecer sua melodia, ela pode mudá-la para confundi-los. A flauta era durável o suficiente para entrar em choque com um kunai ileso, mas, no entanto, foi cortada ao meio pela técnica do vento de Temari durante sua briga com ela. No anime, Shiin implantou uma flauta muito parecida e, como Tayuya, a usou para fins de genjutsu.
-
'Schrödinger
Líder de Yugakure | Kinkaku Butai | ANBU
'Schrödinger
Vilarejo Atual
Ícone : [Cena]Dois pássaros na mente fazem ela voar. 8e54bf24474c86b68496ba784ed7878a

https://www.narutorpgakatsuki.net/t63640-fp-schrodinger-1-5#456006 https://www.narutorpgakatsuki.net/t62242-g-ficha-schrodinger

Re: [Cena]Dois pássaros na mente fazem ela voar. - em Sab 2 Nov - 14:42

Gotami logo ficou admirada com o acontecimento, viu o jovem shinobi, se misturar e se tornar um com a natureza, o que era de facto um colírio, para seus olhos, e logo com palavras de orgulho ele se dirigiu para sua primeira aluna, com calma e suavidade em suas palavras — Viu, Gotami? A paciência é sempre um caminho para as nossas melhores virtudes, — Assim, Khan, simplesmente se levantou, fez uma vénia, esperando que ele soubesse utilizar tal poder, fez um sinal para Gotami, que prontamente eles se retirassem do local, e deixassem o shinobi, aproveitando os últimos momentos com aquela parte toda límpida da natureza, os passos eram calmos e singelos, de cada um, a pressa era a inimiga da perfeição e Khan, era alguém que já tinha até essas palavras entalhadas nos ossos. Agora, o shinobi de cabelo incomum para sua idade, podia continuar aproveitando aquela calma, ou finalmente voltar para o seu caminho, de trilhar uma melhor força para ele.

[8/8]

Leia:
Narração livre. Cite usando o chakra natural de qualquer maneira que desejar.

Locais/NPCs.:

Cachoeira: click

-

Khan: click
Gotami click
@Hentai

_______________________

[Cena]Dois pássaros na mente fazem ela voar. ?imw=512&imh=288&ima=fit&impolicy=Letterbox&imcolor=%23000000&letterbox=true
O sistema me usa e eu uso o sistema.
King Of The Dead - B.B
One Who Has Triumphed Over Adversity
-
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [Cena]Dois pássaros na mente fazem ela voar. -

-


Layout com edições de Halloween feito por @Akeido Themes e Senko.