Naruto RPG Akatsuki
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.
Bem-Vindo
Naruto rpgakatsuki
tópicos recentes
Inverno
O fim da guerra trouxe a paz, junto com a oportunidade das vilas prosperarem e crescerem. O Nascer do Sol se aproxima trazendo uma nova leva de Kages que querem expandir seu território. A primeira reunião dos Senhores Feudais está marcada, onde irão debater o futuro de Otogakure, atual colônia de Kumogakure e palco da última Grande Guerra.
11 DG
ShionFundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
AngeAnge, mais conhecida como Angell, é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
SenkoSenko, também jogador de RPG narrativo desde 2011, conheceu o Akatsuki em 2017, mas começou a jogar para valer em 2020, destacando-se pela sua prestatividade e suas habilidades em design e programação. É responsável por ajudar na criação de novos sistemas e regras além de fazer a manutenção do tema do fórum.
BlueJay#0529
BahkoBahko joga fóruns narrativos desde 2010. Após ficar muito tempo sem jogar, voltou em 2020 onde encontrou o Akatsuki. Desde então, vem auxiliando o fórum como Narrador, Moderador e Administrador. Fora do fórum, é estudante de Engenharia Elétrica.
fransudo#7724
AkkeyJogador de RPGs narrativos desde 2012, Akkey (mais conhecido entre os players como Akihito) conheceu o Akatsuki em maio de 2020, encantando-se, acima de tudo, pela comunidade afetuosa e acolhedora formada pelos jogadores do fórum. Atualmente, é responsável por auxiliar no desenvolvimento e adequação das regras e sistemas do RPG, manutenção do tema e design do fórum e gestão da área de avaliação de criações. Fora do universo do Akatsuki, Akihito é graduando em Engenharia da Computação e atua profissionalmente como Desenvolvedor de Software.
wyalves#7702

Ícone
Convidado


Na plataforma final das grandes muralhas da Vila Oculta da Folha, no segundo andar, diante de um parapeito, examinava com minúcia o conteúdo de minha mochila antes de partir. Certo de que havia me preparado bem o suficiente para esta viagem, colocava o utensílio em minhas costas novamente e, pondo um dos pés sobre a madeira que compunha o parapeito, efetuei um longo pulo, levando-me metros para longe das muralhas – e, por conseqüência, para longe de meu lar. Seria a terceira, cria eu, de minhas viagens em busca de autoconhecimento e poder. Sinceramente, havia me acostumado com este hábito, me vendo extremamente confortável em situações de sobrevivência, isolamento e solidão. Mais confortável ainda era o sentimento que eu tinha, nas piores noites, aquelas mais chuvosas, frias ou densas, que eu não existia. Este era, provavelmente, o sentimento que fez com que eu me tornasse uma espécie de viciado em isolamento.

Saí do vilarejo pelo portão norte. Evitando as estradas de terra comumente povoadas por comerciantes e andarilhos, entrei na floresta densa, movimentando-me através de lampejos entre um galho e outro com o auxílio de meus pés. A cada passo que eu dava, me sentia mais livre. Ouso dizer, ainda, mais feliz.

HP [1.025/1.025] | CH [2.225/2.225] | ST [0/7] | Post [1/5]


Considerações:
Solo a respeito da aquisição da especialidade "Especialista em Deslocamento". Redução de postagens proveniente do evento "Inverno Branco".
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado


Até o momento, tudo havia progredido bem. Após algumas horas de caminhada intercalada com momentos de descanso, já havia cruzado a cidade Otafuku, e me via agora em repouso na cidade de Tanzaku. Todo o percurso, até o momento, havia me custado dois dias. Em geral, Tanzaku era uma cidade mercantil, para dizer o mínimo, na verdade não passando de um covil de apostadores, beberrões e mulherengos. Indiferente a estas práticas, movi-me para o setor oeste da vila, o que me deixaria o mais próximo possível da estrada que retomaria minha viagem no dia seguinte. Agora, andejando ao longo da extensão do distrito oeste, buscava uma hospedaria barata o suficiente e o mais discreta possível.

Como era noite, não era difícil passar despercebido pelas ruas locais, embora eu não tivesse nem um motivo para não ser detectado – com exceção de meu gosto pessoal por isso. Em geral, todo o local estava quieto, ao menos com exceção dos “pontos turísticos” da vila, fossem estes cassinos ou bordeis. Após apenas alguns minutos, vi, numa esquina convidativa, uma hospedaria de madeira que se erguia ao longo de três andares. Provavelmente eu não encontraria um local mais adequado, e não perder tempo era vital. Fitando a placa da hospedaria por dois ou três segundos, me desloquei para seu interior empurrando uma das duas portas de vidro que compunham a entrada convidativa.

HP [1.025/1.025] | CH [2.225/2.225] | ST [0/7] | Post [2/5]
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado


Já acostumado com todos os pequenos sacrifícios envolvidos quando se está longe de casa, havia me acostumado com a tarefa de dormir numa cama que não fosse a minha. Para ser sincero, a maioria das camas de hospedarias – ou dos quartos, já que estou falando sobre isso – eram melhores do que as minhas; sempre contava como um fator adicional para me auxiliar durante o sono. Acordando razoavelmente cedo, despedi-me com breves palavras da balconista responsável pelo estabelecimento, logo após dá-la as moedas necessárias para pagar por minha breve estadia ali.

Meu destino em questão era a Vila Escondida Pelos Vales. Um nome longo e nem um pouco prático de se pronunciar de uma só vez. Entretanto, eu tinha motivos para acreditar que um grande degrau para minha escalada em busca de poder se encontrava lá. O motivo para esta firme esperança era Kanki, um dos especialistas de minha guilda na arte de aquisição de informações. Foram as suas palavras exatas: “Você é bem rápido. Eu conheço um cara, nessa vila, que é capaz de determinar se você vale a pena ou não. Com um olhar ele vai determinar o quão bom você é. Caso seja bem-sucedido, ele te auxiliará com seu negócio”. Kanki não era exatamente um homem muito claro no falar.

HP [1.025/1.025] | CH [2.225/2.225] | ST [0/7] | Post [3/5]
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado


Após quatro dias de viagem ininterrupta, parando apenas durante as noites para conceder ao meu corpo algumas horas de sono, estas escassas por toda a minha empreitada, me pus finalmente no Vilarejo dos Vales. Embora distante do País do Fogo, era um vilarejo não apenas militar, mas um com ninjas habilidosos; é por estar em uma das fronteiras, presumi. Há várias centenas de anos, se é sabido que as chamadas “vilas de fronteira” devem sempre estar adequadas para lidar com invasores para o pior cenário possível. Enquanto caminhava pela estrada principal da vila, movimentada e com vários comércios contribuindo para sua energia, perguntei-me como exatamente eu conseguiria encontrar aquilo que eu procurava por ali. Talvez Kanki já tenha feito os preparativos sem seu saber?

Presumi que sim, assim que uma figura com um grande manto branco, encapuzada, entoou em sua voz feminina, a poucos metros de minha frente, aparentemente ignorada pelo restante da multidão que nos cercava: - Você chegou mais tarde do que esperávamos, Haseo Kirishima. Nosso mestre está ansioso em te ver. Nesta noite, vá para onde é necessário. – Concluiu como se o que suas palavras me revelassem fizesse algum sentido. Assim que sua mensagem me foi dada e antes que eu pudesse responder, sumiu em um rápido piscar de olhos cujo qual eu, surpreendentemente, me vi incapaz de acompanhar.

HP [1.025/1.025] | CH [2.225/2.225] | ST [0/7] | Post [4/5]
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado


Desta vez, enquanto a noite se aproximava, não aluguei um quarto em uma pousada como havia feito anteriormente. Ao invés disto, pensei que, de acordo com as palavras da menina, precisaria estar em um local acessível o suficiente. A partir deste raciocínio, assim que a noite recaiu sobre a cidade, andejava pela vila, procurando não um local onde repousar, mas um lugar alto. Sempre gostei destes por natureza, subindo em cima de locais difíceis como um felino; portanto, julguei que não encontraria dificuldades em fazê-lo.

Em cima de uma típica torre de rádio, sentei-me sobre seu ponto mais alto, refletindo sobre a validade do que eu estava fazendo. Assim cético a respeito de meus métodos, pensei em esperar ali por cerca de uma hora e, caso sem resultados, buscaria pessoalmente por meu tutor. Entretanto, esta segunda ação não foi necessária, já que eventualmente vi, ao topo de outro prédio, a mesma menina, ainda encapuzada. Assim que a alcancei, fui levado para seu tutor. Começamos o treinamento por uma batalha de velocidade; a metodologia desta foi replicada nos três dias seguintes, desta vez utilizando uma técnica em que o ar do ambiente se tornava mais pesado, limitando o alcance e o fluxo de meus movimentos a fim de, com êxito, tornar-me mais rápido num ambiente comum.

HP [1.025/1.025] | CH [2.225/2.225] | ST [0/7] | Post [5/5]
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
@
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos