>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Primavera
Últimos assuntos
» 07. Solicitações de Avaliação
Hoje à(s) 16:52:36Isshin

» [Filler - Status] Em meio à guerra
Hoje à(s) 16:49:50Isshin

» [História] -- Ichirin no Hana
Hoje à(s) 16:06:31Skywalker

» [ Por todos nós - Checkpoint ]
Hoje à(s) 15:41:40Isshin

» Biblioteca de Uzushio
Hoje à(s) 15:39:30Senka'

» Lista e Organização de Ausências
Hoje à(s) 15:25:28Ange

» [Por Todos Nós - Kage] Racer
Hoje à(s) 14:09:08Angell

» G.F Diablos
Hoje à(s) 13:57:20Diablos

» Lista e Organização de Clãs
Hoje à(s) 13:03:12Raves

» [Graduação] Forjado na Alma
Hoje à(s) 9:55:36Senkū

» Pedidos de Reset Parcial e Total
Hoje à(s) 9:51:11Bahko

» [GF] - ISIRUS
Hoje à(s) 9:49:38Bahko


Kaido
Raikage
Kaido
Vilarejo Atual
Ícone : [Treinamento] Kaled To2whn10

https://www.narutorpgakatsuki.net/t70736-f-kaido

[Treinamento] Kaled - Sex 2 Ago - 12:10:50

O regresso do País da Neve até Kumogakure foi difícil para Kaled, não devido ao relevo ou ao clima do local, pois esses não afetavam tanto o corpo do guerreiro, mas devido a as memorias que havia revivido naquele dia, memorias que fragilizaram o gigante, que atingiram seu psicológico e físico, tornando a caminhada na neve um estorvo.
Assim que cruzou os portões da vila, cabisbaixo, incapaz de confrontar e brigar com os shinobis que controlavam a alfandega e lhe bombardevam com perguntas, Kaled prestou os devidos esclarecimentos de sua viagem, murmurando, e então seguiu em direção a periferia da vila, um local tomado pela humidade e pelo frio, um mar de precárias residências. Ali, entre os diversos edifícios improvisados e encravados na superfície das rochas, ficava o recinto de Kaled, uma residência de apenas um quarto e um pequeno banheiro, um lugar humilde, o melhor lugar que ele poderia pagar.
De volta ao seu lar, Kaled lançou sobre sua mesa os diversos pergaminhos que havia encontrado em sua viagem, fragmentos de sua história e de sua família. Algo que a anos não acontecia então aconteceu, o bárbaro se sentou no banco de madeira, que bambo, ameaçou se espatifar diante do peso do colosso.
Kaled abriu os pergaminhos e no inicio teve certa dificuldade para ler e interpretar o que ali estava escrito. A maioria dos livros traziam receitas familiares, receitas de pães, bolos, ensopados e até mesmo assados e churrascos, comida boa e caseira cujas receitas foram eternizadas naquelas paginas.
Em um gesto atípico para o brutamontes, Kaled, com seu dedo indicador, acariciou o papel, ou melhor, a tinta que se encontrava sobre o papel. A caligrafia fina e precisa que quase como arte marcava o livro era sem sombra de duvidas de uma mulher, que Kaled concluiu ser sua mãe.
Com cuidado, o jovem voltou a fechar os livros, sua herança, seu legado. Aquele ainda não era o momento para o guerreiro fazer uso de tais ensinamentos, ainda havia muito que Kaled aprender, entender e superar para que pudesse um dia compreender com profundidade o significado e o poder daquele pequeno livro.

Um pequeno diário, um novo livro, com capa de couro batido, foi encontrado entra a papelada. Kaled o abriu e teve uma surpresa emocionante. Logo na contracapa do diário, a assinatura de Mohamed Baldattin, pai de Kaled.
O livro permitiu que o jovem mergulhasse no passado de seu pai, um antigo shinobi de Konoha que havia deixado sua vila em busca de felicidade, em busca de um sentido para sua vida. Baldattin encontrou o que procurava no País de Neve, local onde em uma pequena vila pode conhecer aquela que viria a ser sua esposa, Mohamed Claudya. Apaixonado pela bela guerreira e pela cultura do país, Baldattin se fixou no local e deixou de fazer uso de suas técnicas ninjutsu, afinal, naquela pequena vila isolada do resto do mundo, a magia, como era chamado o ninjutsu, não era visto com bons olhos.
As técnicas de Mohamed Baldattin foram no entanto registradas em meio aqueles diversos pergaminhos, técnicas básicas, medianas, avançadas, autorais, uma coletania que Kaled jamais vira igual.
Kaled, que nunca tivera interesse pelas artes do ninjutsu, afinal fora criado pelos costumes bárbaros do país da neve, passou a querer entender, como forma de se aproximar de seu pai, as técnicas que estavam registradas nos pergaminhos.
Durante horas o garoto estudou sobre os clones das sombras, as esferas espirituais, as naturezas elementais, com foco no fogo, elemento de afinidade de Baldattin, etc. A mente do jovem fervilhava diante de tantas informações e para seu desagrado, ele ainda não se sentia nem um pouco próximo do homem que Baldattin fora e talvez outra década fosse necessária para que ele pudesse entender, afinal, a identidade de Baldattin não se encontrava em suas técnicas, mas nas pequenas coisas em que ele doava todo seu amor, como nas cartas para Claudya ou em sua receitas, que escreverá em parceria com a mulher que amava.

De cabeça cheia, Kaled largou o emaranhado de papeis largados sobre sua mesa, se levantou, fazendo o banco e o piso rangerem, apanhou se u enorme casaco de pele e deixou o recinto, indo em direção a um lugar ao qual ele jamais recordava de ter pisado antes, a biblioteca central da vila.
Era noite, Kaled não tinha certeza se encontraria o local aberto, mas não custava nada tentar. Com a cabeça cheia, o melhor que podia fazer era aproveitar a caminhada até o centro da cidade, contemplar o silencio, a paz e procurar por algumas respostas, respostas a questionamentos que pela primeira vez Kaled fazia.
Dentro da biblioteca, Kaled passou horas sentado diante de livros que traziam ifnormacoes básicas a respeito de ninjutsus, selos e outras habilidades conhecidas do mundo shinobi. Kaled ainda procurava adquirir aquele conhecimento como uma forma de entender e se aproximar de seu pai e apesar de sua tentativa ser falha, seu conhecimento acerca do ninjutsu avançou muito, assim como seu respeito pela mesma.
De volta as ruas da cidade, desertas e iluminadas quase que exclusivamente pela luz do luar, Kaled, ainda confuso, triste com tudo que acontecia, escalou as rochas de um dos grandes picos da vila, alcançando, com certa dificuldade, um dos lugares que talvez oferecessem a mais bela visão da vila, relativamente alto e silencioso, onde o jovem tentava juntar as peças de tudo que havia lido e aprendido naquele dia.



HP: ❲ 575 • 575 ❳ CH: ❲ 575 • 575 ❳ ST: ❲ 00 • 04 ❳

Considerações”:
Treino Databook (903/900)

Treino de Ninjutsu e Inteligência.
Jutsus Utilizados:

-
'Schrödinger
'Schrödinger
Vilarejo Atual
Ícone : [Treinamento] Kaled 8e54bf24474c86b68496ba784ed7878a

https://www.narutorpgakatsuki.net/t63640-fp-schrodinger-1-5#456006 https://www.narutorpgakatsuki.net/t62242-g-ficha-schrodinger

Re: [Treinamento] Kaled - Sex 2 Ago - 21:56:10

@

_______________________

[Treinamento] Kaled ?imw=512&imh=288&ima=fit&impolicy=Letterbox&imcolor=%23000000&letterbox=true
O sistema me usa e eu uso o sistema.
King Of The Dead - B.B
One Who Has Triumphed Over Adversity
-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.