:: Mundo Ninja :: Mapa Mundi :: Iwagakure no Sato :: Campo de Treinamento
12 Anos Online
O Nascer do Sol
Arco 01
Ano 12 DG
Inverno
Após a cisão que uniu o mundo, a separação de espólios pós-guerra pareceu muito promissora, mas mais para uns do que para outros. Kumo tomou como parte de seu território uma terra pequena que para muitos não tinha nada, mas, após uma investigação minuciosa feita por ninjas enviados pelo próprio Daimyou do Fogo, foi descoberta a vantagem que Kumo tinha em mãos: estavam em posse, ainda com vitalidade, do corpo de Hashirama Senju, este que foi considerado o maior shinobi em sua época. O Fogo começou uma campanha pessoal para descobrir mais sobre isso, o que acabou culminando em uma grande reunião entre os Senhores Feudais. Mas, no fim, sem nenhum acordo que fosse bom para todos os lados, uma declaração de Guerra Mundial foi feita, e o campo de batalha escolhido foi Otogakure. Forças do mundo inteiro estão agora marchando para Oto para travar aquela batalha que pode destruir toda a paz que foi conquistada há 10 anos.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Oblivion
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Salvatore
Salvatore é parte da comunidade de RPG narrativo desde meados de 2013. Conheceu o Akatsuki nessa época, mas começou a fazer parte como jogador ativamente em 2021, sempre com muita dedicação e compromisso com o fórum. Hoje, atua no fórum como narrador e administrador, focado nas partes administrativas do ON. Fora do fórum se considera um amante de futebol, adora cozinhar pratos exóticos e é estudante de Engenharia Civil.
Salvatore#1234
Sr. L
Sr.L apelido recebido pelos players do fórum, devido ao seu sobrenome Sinhorelli, joga em fóruns narrativos desde 2010. Encontrou o Akatsuki no final de 2020, mas manteve-se ativo no início de 2021. Desde então se empenhou como player e se sentiu na obrigação de ajudar os demais e hoje auxilia o fórum como Narrador, Moderador e Administrador. Fora do forum, trabalha e possui formações acadêmicas, voltadas a área de gestão de pessoas.
Sinhorelli#1549

[T] ─ ハセオ FKaCpRU

Haseo
Jōnin
Haseo
Vilarejo Atual
[T] ─ ハセオ FKaCpRU

[T] ─ ハセオ - Publicado 27/7/2019, 13:19



Minhas missões para o dia haviam sido concluídas. Por esforço, havia julgado ter recuperado o tempo perdido quando me atrasei mais do que o esperado durante meu descanso. Não obstante, outra parte tão importante quanto ao longo do meu dia era a aquisição de mais algumas espécies exóticas de insetos, estas que coletei ao longo duma missão que me enviou para longe da vila visando a entrega duma importante encomenda para um dos vilarejos subsidiários da minha. Portanto, assim que cheguei em casa, cumprimentei minha mãe e dialoguei sobre o seu dia e o meu, removi-me do ambiente em direção ao meu quarto. Agora no ambiente mais pacífico que conhecia, pude, por fim, me engajar na minha atividade predileta: Coletei, na parte inferior de meu armário, uns três recipientes de vidro adaptados e vazios. Posicionei o trio sobre minha escrivaninha, e, esticando minha mão esquerda, permiti que três insetos completamente diferentes se desvencilhassem do abrigo concedido por meu corpo e habitassem suas novas casas. Temporárias, ao menos, já que não pretendia manter todos os insetos que adquiri em meu quarto para sempre; minha intenção, para falar a verdade, era incluir os insetos propícios a combate à minha própria coleção de insetos, produzindo algumas gerações dos mesmos para que os tivesse em grande número quando estes se mostrassem necessários. Os outros iriam me dar grande conhecimento a respeito de suas espécies, classificações e famílias daqui, e, por conseguinte, iria devolvê-los para seus habitats assim que tivesse concluído meus estudos.

A vantagem de um ninja do meu clã estudar estes insetos na prática da entomologia é que este não precisaria matar os insetos para entender sua estrutura interna. Numa explicação simplificada, podemos simplesmente “perguntar” para os insetos a respeito dos pormenores, e eles irão nos responder com todos os detalhes desejados. Portanto, eu não precisaria empalhá-los nem agravar suas partes separadas em mostruários; ao invés disso, poderia ter um interessante diálogo com um inseto único e, quando concluísse a pequena sabatina, o devolveria ao seu ambiente. Portanto, foi isto que principiei a fazer.

[...]

Concluí a tarefa em algumas horas. Não que eu as tenha visto passando, é claro; dizem que o tempo “voa quando está se divertindo”. Mesmo que não concordasse num aspecto lógico com a analogia do tempo voar, com certeza compreendia e reconhecia a validade desta afirmação. Portanto, agora que havia concluído a tarefa, iniciei a separar as jarras de insetos: Do meu lado esquerdo, aqueles que carregavam características que me seriam úteis em combate ou aquisição de inteligência. Ao meu lado direito, aqueles que já haviam me ensinado informações extremamente valiosas e poderiam retornar para seus amados biomas ao longo dos próximos minutos. Portanto, uma vez que tivesse concluído a separação entre os grupos de insetos, utilizaria um treinamento de chakra ao fazer com que os insetos que iriam compor meu arsenal se reproduzissem em alta velocidade enquanto comandava que os demais retornassem para seus habitats. Concluí a tarefa em alguns minutos, retornando para meus estudos logo em seguida.

HP [200/200] | CH [200/200] | ST [0/2]

Aquisições:
Quinhentas e uma palavras me concedem dois pontos em Ninjutsu.

_______________________

[T] ─ ハセオ N7bctl0[T] ─ ハセオ 4qq0ZDL
[T] ─ ハセオ Tumblr_ot2ifclOid1rjqt15o2_400

Redhood'
Tokubetsu Jonin
Redhood'
Vilarejo Atual
[T] ─ ハセオ Tumblr_ot2ifclOid1rjqt15o2_400

Re: [T] ─ ハセオ - Publicado 27/7/2019, 13:20

@

_______________________

[T] ─ ハセオ Tumblr_p2mus4AmIF1r1j2boo1_500
[T] ─ ハセオ FKaCpRU

Haseo
Jōnin
Haseo
Vilarejo Atual
[T] ─ ハセオ FKaCpRU

Re: [T] ─ ハセオ - Publicado 27/7/2019, 13:40



A atividade mais interessante de meu dia havia sido concluída: fiquei feliz em concluir meus estudos a respeito de todos os insetos que havia coletado ao longo dos últimos dias, incluindo algumas espécies locais em meu arsenal de insetos de combate e espionagem, ao mesmo passo em que devolvia para a natureza os demais que haviam me concedido uma vasta gama de conhecimento a respeito de espécies locais e da influência dos biomas sobre as mais variadas famílias de insetos que poderia encontrar nos arredores. Ao mesmo tempo em que era triste ver todos os meus potes de vidro adaptados vazios em minha estante, era reconfortante saber que boa parte dos insetos que estavam ali agora viviam em liberdade, fosse em seus biomas de preferência ou em meu corpo, agora se alimentando de meu chakra através de suas gerações híbridas que coordenei com meus kikaichū. Não faria sentido em manter uma estante cheia de jarros de vidro vazios, então os reposicionei na discrição de meu armário até que adquirisse novas espécies nos dias que se aproximavam. Por enquanto, contudo, a tarefa havia sido concluída.

Questionava-me sobre o que deveria fazer em seguida quando me lembrei do livro que havia emprestado da biblioteca local e que não tinha exatamente tempo para despender sobre sua leitura nos últimos dias. Agora, contudo, especialmente num fim de semana onde minhas atividades haviam sido esgotadas, poderia interagir com suas palavras. Busquei-o com minhas mãos e principiei sua leitura, removendo meu marcador de páginas que se encontrava logo no começo do volume, entre as páginas dezoito e dezenove. O livro, em si, falava sobre a história real de alguns sobreviventes de um atentado com bombas de larga escala que aconteceu em outro continente deste mesmo país. Escolhi aquele livro, pois, além de introduzir um assunto novo em minha vida literária que eu nunca antes havia lido a respeito, também poderia me conceder muitos pedaços úteis de informação para o futuro – independente de ser para combate ou não.

Não pude deixar de levantar minhas sobrancelhas ao ler, dentro deste livro, sobre o “efeito formiga” que infelizmente recaiu sobre parte das vítimas: A mudança de cenário antes e depois das bombas eram tão abruptas, dolorosas e súbitas que, durante a confusão causada pelas explosões, os sobreviventes, aos poucos, caminhavam sem um propósito exato, sem uma direção exata e sem saber exatamente o que desejavam conquistar com aquilo. Concluindo o tal “efeito formiga”, vários outros sobreviventes que viam outros caminhando, resolviam caminhar logo atrás deles; com certeza era algum tipo de resposta subconsciente que fazia com que se sentissem menos desnorteados. Uma crueldade, realmente. Fiquei tentado a corrigir o termo, sabendo que formigas não realmente andam sem propósito, mas julguei a situação e o contexto inapropriados para isto.

HP [200/200] | CH [200/200] | ST [0/2]

Aquisições:
Quatrocentas e cinquenta e nove palavras me concedem dois pontos em Inteligência.

_______________________

[T] ─ ハセオ N7bctl0[T] ─ ハセオ 4qq0ZDL
[T] ─ ハセオ FKaCpRU

Haseo
Jōnin
Haseo
Vilarejo Atual
[T] ─ ハセオ FKaCpRU

Re: [T] ─ ハセオ - Publicado 28/7/2019, 00:04



O dia anterior havia sido proveitoso como um todo. Não pude deixar de notar que, assim que realmente apliquei esforços em minhas ações, obtive uma maior produtividade; fui capaz de realizar três missões, dois treinos importantes e estudos aprofundados a respeito de anatomia humana e insectoide. Havia melhorado meu estoque de insetos, aprendido mais sobre novas espécies exóticas do País da Pedra e, portanto, pude encerrar o dia e dá-lo como não só concluído, mas também bem-sucedido. Agora que havia chego em casa, pus minha mochila com alguns equipamentos no armário, removi a roupa excedente em meu corpo e permiti que meus braços e meus pés pudessem respirar diante do ar puro na tranqüilidade e privacidade provenientes de meu quarto. Com ações leves e despreocupadas, caminhei ao longo de meu quarto, buscando um de meus livros para que pudesse degustá-lo até que o sono me aturdisse. Vários minutos após o início de minha leitura, contudo, outro pensamento adentrou minha consciência; talvez dois treinos não fosse o meu limite, no final das contas. Não poderia necessariamente sair de casa e adentrar os campos de treinamento que possuíamos ao longo do vilarejo, logicamente. Nada me impedia, contudo, de utilizar a própria vila e a minha vizinhança como um campo de treinamento. Com isto em mente, portanto, deveria meramente ter o trabalho de escolher exatamente quais de minhas vertentes ninja iria exercitar, como o faria para obter um êxito tão bom quanto se o treinasse nos campos de treinamento, e quanto tempo esta tarefa dispendiosa iria me custar. Andejando pelo meu quarto, comecei a buscar uma solução para o primeiro problema: A vertente ninja que exercitaria. Parando para refletir, no começo da semana eu recebi o que alguns chamavam de cartão ninja; nada mais era do que um apanhado de informações sobre as minhas capacidades que diziam respeito às competências shinobi. Era um local tão bom quanto qualquer um para começar.

Busquei, em determinada estante de meu quarto, um envelope marrom tradicionalmente usado para armazenar documentos. O símbolo de meu vilarejo, carimbado próximo de sua abertura, ditava a importância de seu conteúdo. Já havia interagido com o documento assim que chegou a minha casa, portanto, não o manejei com tanta estima quanto havia feito da última vez; ao longo de duas semanas atrás, eu e um pequeno grupo de ninjas de meu nível fomos submetidos, por ordens superiores, a um teste de aptidões, por assim dizer. Desta forma, uma vez que o teste foi concluído, levariam alguns dias para que recebêssemos os resultados em nossos endereços providos para os examinadores; a planilha continha dados das três vertentes ninja – Ninjutsu, Genjutsu e Taijutsu – assim como a respeito de outros atributos, como estamina, velocidade, força física e outros aspectos que são tidos como importantes para um ninja. Lembro-me de olhar com satisfação para o envelope, ao ver os altos números que tirei em determinadas vertentes. Mas é claro que fui inocente demais, e me faltou senso crítico no momento. Agora, lendo o relatório como devia tê-lo lido pela primeira vez, vi que, em áreas como velocidade e estamina, meus números eram criticamente baixos. Imediatamente, portanto, buscando remediar a situação, prostrei-me em pensamentos, buscando como eu poderia, durante aquele começo de madrugada, treinar ambas as vertentes ninja sem poder me utilizar do campo de treinamento nem causar alarde demasiado na vizinhança – já que não era um arruaceiro, afinal de contas. Portanto, enquanto minhas preocupações rondavam ao longo de todos os hemisférios de meus pensamentos, comecei a me vestir apropriadamente para que pudesse iniciar meu treinamento. Saí de casa, subi num telhado vizinho e fitei todo o perímetro que meus olhos alcançavam em busca de uma ideia.

[...]

Para ser sincero, não me pareceu tão difícil assim; precisei apenas improvisar uma ampulheta com alguns itens que pude encontrar em casa e nas poucas mercearias que estavam abertas neste horário. Ela marcaria o tempo de maneira precisa enquanto eu, correndo em velocidade limite, cruzava um determinado perímetro que tracei em minha mente; possuía cerca de oitocentos metros quadrados todo o percurso, e a intenção era eu dar o maior número de voltas que me via capaz de dar dentro do tempo limite, vendo quantas delas era capaz de executar numa única virada da ampulheta improvisada. Para a minha surpresa, a cada volta que dava, mesmo que estivesse cansado, sentia ter um resultado melhor; isto acontecia porque, no decrescimento de minha velocidade devido ao meu cansaço, minha estamina se via obrigada a trabalhar em dobro para prover sustento para meu corpo durante todo o percurso que intensamente realizava. Existiam alguns empecilhos desagradáveis, é claro, como evitar manobras que pudessem fazer muito barulho assim como também trajetos que me colocariam de frente para janelas, já que a estranha movimentação que eu realizava – além de ter uma aparência fora do comum, devo confessar – poderia assustar os locais. Mesmo assim, me mantive feliz com o resultado. Uma vez que estivesse exausto a ponto de não mais agüentar dar outra tentativa diante do trajeto, parei para realizar algumas contas matemáticas com o auxílio de minha ampulheta. Para minha surpresa, não apenas melhorei em meu teste de resistência como também me tornei mais rápido, dosando melhor a velocidade aplicada, como que dividindo-a em minha cabeça pelo cumprimento do trajeto que deveria percorrer; isto me daria mais controle, sendo capaz de discernir melhor os momentos em que deveria acelerar e os momentos que deveria depender de minha resistência. Concluído o treino, retornei para casa em busca de meu chuveiro.

HP [200/200] | CH [200/200] | ST [0/2]

Aquisições:
Novecentas palavras me concedem dois pontos em velocidade e dois pontos em estamina.

_______________________

[T] ─ ハセオ N7bctl0[T] ─ ハセオ 4qq0ZDL
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [T] ─ ハセオ - Publicado 28/7/2019, 00:56

@
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [T] ─ ハセオ - Publicado

Resposta Rápida

Área para respostas curtas