:: Área de Mudanças :: Centro de Melhorias :: Treinamentos de Fillers
Alvorecer
Arco 04
Ano 17 DG
Verão
A queda do pastor cobrou um preço altíssimo do mundo ninja: o golpe final trouxe ao mundo um tempo de dor e sofrimento; fome e pobreza retornaram às ruas, a violência triplicou, os antigos heróis caíram ou ficaram desacreditados. Mas, um pouco perto do amanhecer, a Hydra, que até então se mantivera em silêncio, mostrou-se das sombras, trazendo oportunidades de emprego e uma esperança para salvar o mundo dessa mais nova calamidade. Líderes ninja não tiveram escolha senão se arriscarem em tratados suspeitos para conseguir manter firmes seus lares e seus soldados. No entanto, os reais planos da Hydra ainda continuam sendo um grande mistério.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Indra
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Biskath
BisKath é jogador do NRPGA desde julho de 2020, tendo encontrado o RPG por meio de pesquisas e começado a jogar nele, sem pausas desde então. É jogador de RPG desde 2013, mas o Akatsuki foi o primeiro de Naruto em que se aventurou. Apenas começou como moderador em abril de 2022, se dedicando as funções da moderação até se tornar administrador em julho do mesmo ano, auxiliando também na avaliação da área de criações. Fora do fórum cursa desenho, pois tem interesse em artes de forma geral..
BisKath#0666
XXXXX
XXXXX
Discord#1234

狼

Odin.
Genin
Odin.
Vilarejo Atual
狼

[Filler] A Espada Ceifadora de Grama - Publicado 29/6/2019, 23:48

隻狼
Starving Wolf
A shinobi's role is to kill, but even a shinobi must not forget mercy.

Kusanagi no Tsuguri, uma espada um tanto quanto curiosa. Significando literalmente “Espada Ceifadora de Grama”, a história de como a encontrei é um tanto quanto curiosa. Minha família é uma mistura de Ninjas com Samurais, e eu já sendo Genin, decidiram presentear-me com uma viagem para o País das Neves, onde moravam posteriormente antes de volverem à Konohagakure no Sato, no País do Fogo. Entretanto, antes dessa viagem empolgante para ver os samurais e conhecê-los, passamos pelo País das Gramas, local onde conheci e tomei a Kusanagi no Tsuguri para mim.

Por minha família ser um tanto quanto miscigenada, possuíamos parentes no País das Gramas, que viviam numa fazenda de forma tranqüila: não eram ninjas, muito menos samurais, e pelo País das Gramas ser pequeno e com pouca força militar, é um país que ostenta paz. Ainda assim, era família e deviam ser visitados assim como iríamos visitar o País das Neves. Meus pais sentiam-se tão empolgados quanto eu para voltar ao “inverno infinito” do País das Neves mais uma vez, mas queriam que eu conhecesse meu tio, que mesmo vivendo de forma tranquila, foi um incrível e poderoso espadachim em seus templos de glória. De acordo com meu pai, este era seu irmão mais velho de nove dos filhos de meu avô, e ele que cuidou do treinamento de todos desde pequenos, sempre ensinando a arte do samurai, Bushido, e a arte da espada, Kenjutsu. Fiquei um tanto quanto curioso de conhecê-lo, pois já admirava bastante meu pai, e conheceria então praticamente o mentor, o mestre, do meu próprio pai.

Passamos pela fronteira junto à carroça de um comerciante. Mesmo meu pai possuindo a riqueza que fosse, sempre foi muito humilde e nunca esbanjou tal ostentação. Com um pedido a um comerciante amigo, conseguimos uma viagem para o País da Grama. Pelo que entendi, este mercador era um amigo antigo de meu pai, pois este viajaria sempre que possível ao País das Gramas – e deixaria minha mãe a cuidar de mim em Konoha. Desta vez, íamos eu, meu pai e minha mãe, todos juntos para dar um olá para toda a família.

Chegamos a uma pequena vila, esta onde o comerciante iria parar para vender seus itens e materiais. Deveríamos então andar a pé pelo tal país até a fazenda de meu tio, que era esbanjada como enorme pelo meu pai. A vila era de fato pequena, e muitos pequenos comerciantes – como o que nos deu carona – paravam lá, vendendo o que podiam para as poucas pessoas que podiam pagar. Poucos minutos a andar já estávamos em campos de girassóis, estes que me faziam sentir agradável e confortável. Era um campo belo, digno de um passeio.

Passamos por lá e chegamos a um campo que trazia em sua essência o nome de seu país: este era completamente lotado de grama, para todos os lados. Era difícil e raro encontrar uma ou duas flores naquele local, diferentemente do campo dos girassóis. Meu pai informou que ali já seria território de meu tio, e que ainda tínhamos algumas horas de viagem. Contou-me também a história da Kusanagi no Tsuguri, porém sem falar diretamente dela. Disse que no País das Gramas antigamente era um completo inferno e necessitava uma mão de obra enorme para cortar toda a grama a uma certa altura, e por causa disso gastava-se muito em recursos. Assim, um lendário espadachim com cheiro de girassóis encontrou uma espada, esta que podia limpar quilômetros de distância de grama, cortando-a à altura que desejasse. Entretanto, para passar essa espada adiante, deveria encontrar alguém que fosse capaz de cortar de forma uniforme e igual com ela. Se isso não fosse feito com o mínimo detalhe, com nenhum milímetro sequer de diferença entre a altura das gramas, a espada seria passada para quem conseguiu tal façanha. Muitos erraram, até que chegou um senhor de idade, este que já teria ouvido falar da história da espada, a história original. Interrompi meu pai perguntando a história original, e o mesmo pediu para que eu pedisse a meu tio quando chegássemos lá. Continuou falando que o guerreiro dos girassóis se surpreendeu, não esperava alguém conhecer tal história, e mesmo o homem sendo muito velho, permitiu-o que realizasse o desafio. Toda a grama já estava irregular pelas outras tentativas de pessoas que falharam, porém o velho respirou fundo e deu apenas um corte: um corte e conseguiu superar o próprio espadachim dos girassóis na distância que conseguiu cortar perfeitamente. E assim, o velho recebeu a espada, e este era meu avô. Fiquei curioso, pois achei que meu avô sempre viveu no País das Neves, porém meu pai confirmou que estaria apenas à viagem, mas sempre levou meu tio para uma fazenda que comprou no País das Gramas, a fim de treiná-lo com a Kusanagi no Tsuguri, e também para ver se o mesmo seria digno.

Chegamos então à fazenda após tal conversa: o tempo passou que nem percebi. Minha curiosidade sobre a história original foi muita, e logo perguntei a meu tio e pedi para vê-lo em ação. O mesmo rio, estava um pouco idoso e realmente precisava passar essa espada para alguém: e não possuía filhos para herdá-la. Levou-me para fora, para a plantação onde a grama tomava conta. Sentou-se com a espada na bainha, e num rápido movimento de desembainhar a arma, cortou duzentos metros de grama à sua frente, guardando-a em seguida. Disse então que a história dos quilômetros era apenas um exagero para fazer a história mais satisfatória a ouvidos de quem não a conhecia. Contou-me a história original, e disse que iria permitir que eu realizasse um corte na grama. Nunca teria feito isso, nem mesmo utilizar uma espada com perfeição eu sabia. Na minha primeira tentativa, errei o corte completamente. O mesmo então ensinou-me o segredo: tudo estava na posição de início. Sentei-me da mesma forma que ele, desembainhei um pouco desajeitado e então cortei com quase perfeição: alguns erros ainda estavam à vista. Ele permitiu que eu herdasse a espada, mas me fez prometer que iria treinar e me tornaria um perito na arte do Kenjutsu, em nome de nossa família. Agradeci ao mesmo, e continuamos a viagem no dia seguinte, após muitas conversas e risadas com minha família.



Considerações:



_______________________

[Filler] A Espada Ceifadora de Grama Tumblr_pse1kamKGv1w7ua6go1_100

Rocky
Shugonin Jūnishi
Rocky
Vilarejo Atual
[Filler] A Espada Ceifadora de Grama Tumblr_pse1kamKGv1w7ua6go1_100

Re: [Filler] A Espada Ceifadora de Grama - Publicado 30/6/2019, 03:34

Filler aprovada.

_______________________

[Filler] A Espada Ceifadora de Grama Original