>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, mas simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Verão

Ange
Administradora
Ange
Vilarejo Atual
Ícone : [Filler] O Terceiro Retorno (pt. 2) HKIv36V

[Filler] O Terceiro Retorno (pt. 2) - em 29/6/2019, 23:31


Angell Hyuuga
[ HP: 975/975 | CH: 975/975 | ST: 00/05 ]
[ Byakugou no In: 500/500 ]


Angell foi do hospital da Folha direto ao ponto de encontro do time de investigação do mascarado: o local onde tinha sido repentinamente atacada por Akuma naquela tarde. Zod passou na biblioteca, para concluir a missão por ambos, depois foi para casa, para descansar; mais tarde, no horário combinado, surgiu na margem direita do rio Naka e se juntou à amiga para esperarem, juntos, pelo ANBU.

– Angell – e ele disse de repente. – não me interessa sua relação com Akuma, mas... se você souber de algo, acho melhor contar ao ANBU quando ele chegar.

E agora foi a azulada quem não respondeu. Ela realmente pensou que ele pudesse ser uma boa pessoa; não sabia que não tinha sido só consigo que as “intenções assassinas” dele se mostraram, menos ainda sabia que ele tinha feito tudo que Zod revelou lá no hospital. Mas nada disso não seria motivo para a Folha lhe perdoar, se a ajuda que ela concedeu a Akuma antes tivesse mesmo sido assim tão errada. Ingênua ou não, Angell não deveria ser mais vista como inocente. ...mas agora não teria mais volta.

O silêncio entre ela e Zod durou pouco; apenas mais alguns minutos se passaram até um mascarado entrar no campo de visão da dupla, mesmo sem ser reconhecido como o mascarado do hospital.

– O Guepardo não pode comparecer, por isso me mandou em seu lugar. Podem me chamar de Tartaruga. – mas ele já chegou com explicações. – Parece que o próprio Akuma tentou ingressar na ANBU, e o Guepardo quis fazer pessoalmente aquele interrogatório. Estou aqui para conduzirmos uma segunda investigação. Precisamos de algum tipo de prova para poder incriminá-lo e colocá-lo em seu devido lugar. Gostaria de lembrar-lhes que nós nunca nos esquecemos daqueles que nos ajudam quando necessário. Toda dívida é paga.

Angell sentiu um leve desconforto com as palavras de Tartaruga, mas outra vez não se opôs – até porque já tinha entendido bem que não poderia. Porém, o que se sucedeu, se não foi sorte nem ironia do destino, nenhum de nós aqui poderia explicar: enquanto o ANBU começava suas perguntas a ela e a Zod, já querendo encontrar algum ponto de partida para incriminar Akuma, o Inuzuka sentiu um cheiro diferente no ar e comentou baixo com seus companheiros. Angell abaixou um pouco o rosto, para que seus longos cabelos soltos pudessem cobrir suas têmporas, e ativou seu Byakugan discretamente, só para se deparar com três ninjas desconhecidos e sem identificação se aproximando. A missão do time de investigação estava mudando de última hora.

[...]

O nível daqueles invasores era alto demais até mesmo para Tartaruga. Com o embate que eles forçaram contra os konohenses, Angell e Zod, Umbra e Alba foram separados do ANBU, que, mesmo não terminando tão distante, não podia ser visto pelo Byakugan nem farejado pelo nariz Inuzuka devido a uma névoa especial que os invasores tinham conjurado anteriormente. De um lado, Angell conseguiu proteger Zod por um tempo até que longo, mas acabou rendida, com o braço esquerdo completamente congelado e o direito já a caminho do mesmo fim; Zod, porém, conseguiu fazer um dos invasores de refém e, em troca da vida dele, barganhou uma trégua. Mas, do outro lado... com a dita trégua e a retirada dos invasores, Tartaruga desapareceu também. E tanto Angell quanto Zod sentiram o peso da culpa caindo sobre seus ombros, mas ela, abatida pelos tantos estorvos daquele dia – que só agora começava a morrer com a chegada da noite –, encolheu-se aos pés de uma árvore qualquer ali às margens do Naka e desabou em prantos, enquanto ele, indignado com a simples possibilidade de um ANBU ser vencido por quaisquer invasores que fossem, tentou procurá-lo.

Porém, esse foi um erro dele – talvez o único erro verdadeiro dele em todo aquele dia caótico –; ao deixar Angell sozinha, deixou-a também vulnerável. Havia mais algo ainda à espreita... algo em forma de animal, mas de tamanho engrandecido e de inteligência avançada. Algo capaz de rastejar discreta e rapidamente até a azulada e engoli-la sem feri-la, mas também sem deixar suspeitas de que ela foi retirada da cena, ao invés de tê-la abandonado por conta própria.

Angell não sabia o que a havia encarcerado, menos ainda poderia saber por quê. Mas tinha lá um palpite; os inimigos que haviam acabado de fugir por terem firmado trato com Zod sabiam usar invocações, e, como ela mesma já tinha constatado antes, eram todos tão mentirosos quanto a mulher que lhe congelara o braço. Como simplesmente se renderiam aos konohenses? Para onde voltariam sem terem obtido sucesso em sua invasão? Melhor dizendo... como voltariam? Aquilo não teria fim enquanto todo o trio da Folha que tinha sido mandado para o rio Naka não morresse... certo? E o que quer que tivesse engolido a azulada se movia. E se movia de uma forma estranha, como se... como se rastejasse. Mas para onde a levaria? De encontro aos inimigos? Por quê? Eles não deveriam utilizar a mesma tática de Zod para finalmente obter sucesso em sua invasão; deviam querer isolá-la e matá-la, ou tentariam utilizá-la como a cura para o grupo. Mas, bem, qualquer uma das opções não era do agrado de Angell. Não seriam válidas para ela, até porque os inimigos já tinham isolado e matado Tartaruga e, com isso, arrancado parte da dignidade dela. A diferença era que o ANBU tinha morrido em combate, protegendo a ela e a Zod, não fugindo. E Angell não poderia fugir também. Então, assim que fosse regurgitada para fora daquela invocação, independentemente de onde, independentemente de como, quando, por que, reativaria seu Byakugan e se colocaria na posição de luta de seu clã. Se fosse para morrer, morreria tentando.

[...]

Tratava-se mesmo de uma serpente. Ela levou a azulada até o laboratório de Akuma, e, confiante com a ausência de reação por parte da kunoichi, expeliu-a sem rodeios, bem diante do corpo do shinobi maluco das múltiplas personalidades, jogado e inconsciente no chão terroso. Era como se a serpente quisesse que a situação dele ficasse clara aos olhos de Angell; ele tinha sido atingido em cheio no ombro, provavelmente durante a luta que travou com Guepardo quanto tentou entrar para a ANBU. Mas as informações ainda demoraram um pouco a começarem a ser efetivamente organizadas dentro do cérebro da azulada. E, enquanto isso, o corpo dela foi se aproximando mais de Akuma.

Ela parou novamente logo ao lado dele, sem saber mais o que pensar a seu respeito. Ele a tinha enganado, e não foi só uma vez. Ele a tinha atacado, e também não foi só uma vez – inclusive, ele tinha até tentado matá-la em ambas, pelo que ela se lembrava. Ele abandonou Zod e Zenna à própria sorte durante uma missão perigosa. Ele horrorizou estudantes da academia ninja a troco de nada. Ele... matou Sam! Não... não devia ter matado; Sam era competente demais para ser morto, ainda mais sem deixar qualquer sinal, e... exatamente não havia qualquer prova.

Mas havia as lembranças que ela mesma tinha do shinobi das múltiplas personalidades, inerte bem diante de seus olhos perolados, desacordado, abandonado para morrer no estado em que se apresentava na primeira vez. ...que era exatamente o mesmo estado em que se apresentava agora também. A vontade dela era de se aproveitar da situação e espancar Akuma, surrar de verdade, sem nem banhar seus punhos em chakra. Mas que serventia aquilo teria, se ele já estava desacordado e não sentiria qualquer coisa? E se ele acabasse mesmo morrendo, não só pelos maus-tratos que ela lhe daria, mas também por não ter recebido logo o tratamento médico que necessitava? Não, ela não poderia fazer nada contra ele. Não agora, não nas condições em que ele estava. Mas... ela também não poderia deixá-lo continuar brincando com vidas como bem quisesse. Ferido ou não, maluco ou não, ele não poderia continuar bagunçando vidas como bem quisesse! Nem a dela, nem a de mais ninguém!

...não. Angell inspirou profundamente uma vez e segurou o ar, fechando os olhos por um instante suficientemente longo. Ao soltar o ar, tornou a abrir os olhos e se deparou exatamente com a mesma cena de segundos atrás. Não que ela quisesse ter sonhado ou algo do tipo... mas seria tão menos problemático se fosse o caso! No que diabos ela estava pensando até agora? Fazer justiça com as próprias mãos... não, ela não poderia; isso nunca sequer foi do feitio dela! Mas tantas boas pessoas já tinham sido feridas por Akuma, algumas até pareciam ter sido mortas por culpa dele! Isso por acaso era justo? Mas... não, ela não tinha o direito de julgar nada nem ninguém. Por mais que pensasse estar certa, não poderia simplesmente impor seus valores. Não é assim que as coisas funcionam! Mas... ficar parada e assistir mais e mais caos sendo disseminado por aí ao bel prazer de um maluco? Mas o que ela poderia fazer então? Entregá-lo à elite da vila? De que adiantaria, afinal?

A azulada cedeu outra vez.


“But it’s the only thing that I have.”


Informações:

Considerações:
Filler (em 1.497 palavras) para aquisição de 100 de status (dobrados pelo mês do up).
Segundo filler da semana (o item Filler Extra foi ativado aqui).
Habilidades usadas:
Bolsa:
Equipamentos e itens:

_______________________

[Filler] O Terceiro Retorno (pt. 2) Scre1755
[Filler] O Terceiro Retorno (pt. 2) D5NZRF4Olá, eu sou a Angell.
Vim te trazer alguns conselhos que facilitarão o seu jogo aqui no Naruto RPG Akatsuki:

Admineiros Leia o nosso Sistema de Conduta e mantenha a paz tanto no seu ON quanto no seu OFF.
Admineiros Conheça o Akatsuki Shop!
Admineiros Fique atento às Notícias do nosso fórum!
Admineiros Em caso de dúvidas, visite a área de Dúvidas ou o tópico de Dúvidas Rápidas.
Admineiros Acesse a área de Sugestões para expor as suas ideias e incrementar o jogo de todo mundo!
Admineiros Entre no nosso servidor do Discord e socialize!
-
Rocky
Shugonin Jūnishi
Rocky
Vilarejo Atual
Ícone : [Filler] O Terceiro Retorno (pt. 2) Tumblr_pse1kamKGv1w7ua6go1_100

https://www.narutorpgakatsuki.net/t65854-ivar#480928

Re: [Filler] O Terceiro Retorno (pt. 2) - em 30/6/2019, 03:32

Filler aprovada.

_______________________

[Filler] O Terceiro Retorno (pt. 2) Original
-


Edição de Natal por Loola e Senko.