:: Área de Mudanças :: Centro de Melhorias :: Treinamentos de Fillers
Alvorecer
Arco 04
Ano 17 DG
Verão
A queda do pastor cobrou um preço altíssimo do mundo ninja: o golpe final trouxe ao mundo um tempo de dor e sofrimento; fome e pobreza retornaram às ruas, a violência triplicou, os antigos heróis caíram ou ficaram desacreditados. Mas, um pouco perto do amanhecer, a Hydra, que até então se mantivera em silêncio, mostrou-se das sombras, trazendo oportunidades de emprego e uma esperança para salvar o mundo dessa mais nova calamidade. Líderes ninja não tiveram escolha senão se arriscarem em tratados suspeitos para conseguir manter firmes seus lares e seus soldados. No entanto, os reais planos da Hydra ainda continuam sendo um grande mistério.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Indra
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Biskath
BisKath é jogador do NRPGA desde julho de 2020, tendo encontrado o RPG por meio de pesquisas e começado a jogar nele, sem pausas desde então. É jogador de RPG desde 2013, mas o Akatsuki foi o primeiro de Naruto em que se aventurou. Apenas começou como moderador em abril de 2022, se dedicando as funções da moderação até se tornar administrador em julho do mesmo ano, auxiliando também na avaliação da área de criações. Fora do fórum cursa desenho, pois tem interesse em artes de forma geral..
BisKath#0666
XXXXX
XXXXX
Discord#1234

山本元柳斎 重國

Yamajii.
Jōnin
Yamajii.
Vilarejo Atual
山本元柳斎 重國

[Filler] Nuvens Cheias de Sangue - Publicado 22/6/2019, 23:46

山本元柳斎 重國
Commander
In all those thousand years, no Shinigami was born to rival me in strength.

Era um dia tranquilo em Kumogakure. Eu estava sem nada a fazer: a vida de um velho qualquer, aposentado parcialmente como ninja - afastado, no melhor sentido das palavras. O que um velho arrogante faria além de sentar e não fazer nada? Ler, obviamente. Mesmo sem ser muito inteligente, tinha noção que conhecimento vence tudo. Dessa forma, fui até a biblioteca e, nesse exato dia, conheci Jashin-sama. Soube que houveram incidentes de ataques Jashinistas, mas realmente não conhecia a religião ao certo. Todavia, neste dia, eu a conheceria e tornaria-me um devoto ao Deus.

A biblioteca era tranquila como de costume. Poucas pessoas apareciam por lá, mas as que iam tinham real interesse no conhecimento e estudo. Eu, um velho, teria interesse no conhecimento de entretenimentos, mas não deixava de ser um tipo de conhecimento. Sendo assim, busquei livros interessantes que pudessem também retratar um pouco da história de Kumogakure, mas a maioria eram livros de estudos didáticos, os quais não teriam muita importância para mim naquele momento. Até que em um olhar rápido vi um pergaminho um tanto quanto estranho e diferente. Peguei-o às mãos e observei o título e o nome do autor. “Hazuki Mako... Nuvens Cheias de Sangue...” li em minha mente. O título chamou-me a atenção de certa forma por mostrar o livro como um conjunto de histórias e resenhas sobre tal fato ocorrido, e assim aceitei que aquela seria minha leitura. Sentei à uma cadeira da biblioteca e comecei a ler desenfreadamente e a cada página que eu passava era um frenesi maior que percorria meu corpo. Ouvir o nome “Jashin” escrito aumentava ainda mais meu interesse e curiosidade.

Foi então que decidi não apenas ler tal livro. O Deus me interessava até demais: era como um chamado do mesmo, para eu ir até ele. Por mais que muitos teriam morrido em tal invasão, que muito estrago possa ter sido feito, aquela devoção e fé enormes que os religiosos traziam eram apaixonantes. Era até como se o meu coração batesse em ressonância com cada palavra do livro, e a cada leitura do nome do Deus, eu sentia um aperto forte: desejava conhecer mais sobre aquele estilo de vida, aquela religião. E foi assim que, num dia onde tinha tudo para ser tedioso e sem graça, interessei-me novamente pela vida de um ninja, principalmente representando um Deus. De manhã até a noite: busquei livros diversos, informações diversas, testemunhos de pessoas que tiveram qualquer tipo de contato com Jashinismo, e não desistia até encontrar mais informações. O livro também não trouxe apenas uma versão histórica da invasão: retrataram também uma visão épica, com cenas de clímax e alguns diálogos interessantíssimos que realmente tornaram minha leitura um tanto quanto empolgante. Mesmo tendo terminado a leitura, não me contentava. Buscava mais livros do assunto e até mesmo voltava algumas páginas para revisar alguns aspectos tratados ali: estava realmente estudando o livro a cada palavra escrita.

Meu interesse em religiões sempre foi muito forte. Desde pequeno tinha uma enorme paixão por todas as religiões por sentir que elas sempre se agregam e trazem conhecimentos distintos, umas das outras. Entretanto, esta parecia diferente: algo muito diferente do usual que sempre era “padrão” e “comum” a todas outras religiões que já teria estudado em minha vida. Isso despertou em muito meu interesse, e Jashin tornou-se algo central em minha vida para estudos. Foi dessa forma, com esse simples início, que comecei uma conversão importante. Todas as outras religiões que já teria estudado fracassaram-me: tornavam-se apenas materiais de estudo para observar tais padrões. O Jashinismo foi, dentro de todas as religiões que já tinha estudado durante todo esse período de minha vida, a que mais me atraiu como um “divino chamado”. Acreditava muito em destino, e isso apenas reforçou essa sensação que corria pelo meu peito, veias e artérias.

Ao perguntar muito sobre livros Jashinistas à biblioteca fui recriminado por todos. Qualquer um que ouvia o que eu dizia olhava-me com nojo ou repulsa. Muito provavelmente a religião seria um tabu na região, muito provavelmente pelos ataques ofensivos realizados por ela nos últimos tempos, inclusive que deram vida ao livro que lia. Até mesmo a bibliotecária, que tentava me ajudar, olhava com repulsa. Em um momento de meus estudos naquele local fui inclusive interrogado por um homem que sentou ao meu lado. Este era muito parecido com um ninja, mas era perceptível que tentava vestir-se como um cidadão comum. Muito provavelmente buscava saber se eu tinha alguma intenção de realizar um ataque na localidade – porém não foi tão direto assim. Com várias perguntas indiretas numa tentativa absurda de incriminar-me, o ninja viu-se sem chão. Não era possível levar em conta que eu realizaria um ataque apenas por ler e querer aprender sobre uma religião – algo que já era comum à minha pessoa. Vendo-se como inútil, decidiu ir embora antes que se frustrasse mais, e aproveitei para continuar meu estudo e admiração pelo Jashinismo.

A biblioteca já estava fechando pela noite, quando a bibliotecária perguntou se eu  teria interesse de levar o livro. Fechei o livro e entreguei-o, após várias e várias leituras das mesmas palavras impressas, porém com diversas interpretações diferentes que circulavam minha cabeça. Agradeci à bibliotecária e fui até o Templo Genryusai, o pequeno e antigo templo de minha humilde família. Lá muitas religiões de todas as localidades possíveis eram mostradas através de esculturas, mas eu percebia que algo era ausente: o Jashinismo. Pensando um pouco mais, também notei que a morte é sempre um tabu em todas as religiões que ali eram presentes, e que eu já havia estudado. Sendo assim, notei que o Jashinismo era o tabu de todas as religiões, e ao mesmo tempo o desejo de todas. No tabu, o Jashinismo traz a morte como algo natural e comum, e o sacrifício ao Deus como uma atitude de caridade. Já o desejo de todas as religiões é a vida eterna, esta que Jashin a concede a quem mostra amor e fé: através justamente da morte. Com tal interesse fui dormir: minha cabeça estava prestes a explodir de encontrar algo tão interessante, e sabia que deveria buscar mais sobre tal religião, porém com cuidado.



Considerações:


[Filler] Nuvens Cheias de Sangue Tumblr_pse1kamKGv1w7ua6go1_100

Rocky
Shugonin Jūnishi
Rocky
Vilarejo Atual
[Filler] Nuvens Cheias de Sangue Tumblr_pse1kamKGv1w7ua6go1_100

Re: [Filler] Nuvens Cheias de Sangue - Publicado 23/6/2019, 09:36

Aprovado, +200 status.

_______________________

[Filler] Nuvens Cheias de Sangue Original