:: Mundo Ninja :: Mapa Mundi :: Iwagakure no Sato :: Campo de Treinamento
12 Anos Online
O Nascer do Sol
Arco 01
Ano 12 DG
Inverno
Após a cisão que uniu o mundo, a separação de espólios pós-guerra pareceu muito promissora, mas mais para uns do que para outros. Kumo tomou como parte de seu território uma terra pequena que para muitos não tinha nada, mas, após uma investigação minuciosa feita por ninjas enviados pelo próprio Daimyou do Fogo, foi descoberta a vantagem que Kumo tinha em mãos: estavam em posse, ainda com vitalidade, do corpo de Hashirama Senju, este que foi considerado o maior shinobi em sua época. O Fogo começou uma campanha pessoal para descobrir mais sobre isso, o que acabou culminando em uma grande reunião entre os Senhores Feudais. Mas, no fim, sem nenhum acordo que fosse bom para todos os lados, uma declaração de Guerra Mundial foi feita, e o campo de batalha escolhido foi Otogakure. Forças do mundo inteiro estão agora marchando para Oto para travar aquela batalha que pode destruir toda a paz que foi conquistada há 10 anos.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Oblivion
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Salvatore
Salvatore é parte da comunidade de RPG narrativo desde meados de 2013. Conheceu o Akatsuki nessa época, mas começou a fazer parte como jogador ativamente em 2021, sempre com muita dedicação e compromisso com o fórum. Hoje, atua no fórum como narrador e administrador, focado nas partes administrativas do ON. Fora do fórum se considera um amante de futebol, adora cozinhar pratos exóticos e é estudante de Engenharia Civil.
Salvatore#1234
Sr. L
Sr.L apelido recebido pelos players do fórum, devido ao seu sobrenome Sinhorelli, joga em fóruns narrativos desde 2010. Encontrou o Akatsuki no final de 2020, mas manteve-se ativo no início de 2021. Desde então se empenhou como player e se sentiu na obrigação de ajudar os demais e hoje auxilia o fórum como Narrador, Moderador e Administrador. Fora do forum, trabalha e possui formações acadêmicas, voltadas a área de gestão de pessoas.
Sinhorelli#1549

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Treino - Pique Balboa. - Publicado 13/6/2019, 20:24


Treino - Pique Balboa. Tumblr_mpa5qbBxuI1sxce3xo2_500

Treinamento taijutsu e força.


Era uma noite como qualquer outra em Iwagakure no Sato. O céu permanecia limpo e estrelado e em contra partida a brisa gélida também se fazia presente. O inverno havia chego na vila e com ele minha intensa vontade por ação voltava, depois de anos vivendo no marasmo. — Meu corpo continua formigando. Acho que é um sinal, preciso fazer algo. — Exclamava em voz baixa observando as estrelas enquanto permanecia deitado sobre o telhado do pequeno apartamento. Esbocei um simples sorriso levantando de imediato. Duas batidas na calça foram feitas na tentativa de tirar as possíveis poeiras e sujeiras. Com um rápido movimento desci do telhado de encontro ao solo, pousando com os dois pés no mesmo, mantendo o joelho flexionado para evitar um impacto maior. — Acho que o primeiro passo é treinar igual o clã me obrigava quando criança. Apesar da truculência dos antigos sábios, eles sabiam como ninguém realizar um treino. — Pensei retirando um maço de cigarro do bolso, juntamente de um isqueiro prata. Com um tabaco já acesso realizava pequenos tragos no mesmo, saciando o vício em nicotina recém adquirido. — Isso aqui ainda vai causar minha morte. — Pensei olhando fixamente pro maço de derby azul, colocando-o logo após no lugar em que ele se encontrava. Em meio a noite e em passos largos rumei até o centro de treinamento mais próximo, ou melhor, o único que eu realmente conhecia. Enquanto caminhava permanecia atento a tudo em meio a noite, afinal, no centro da vila era possível ver incontáveis bêbados gargalhando, desmaiados e alguns vomitando por conta do excesso de bebida. — É uma ótima maneira de fugir dos problemas. — Pensei analisando um pouco os homens que pareciam mais tristes e infelizes do que qualquer outra coisa. Continuei caminhando em direção ao campo de treinamento, ignorando a situação dos homens.

No campo de treinamento vislumbrei todo o local e por sorte, parecia estar sem ninguém naquele momento. — Parece que terei esse campo inteiro só pra mim. — Gargalhei aproximando-me de um boneco de treino enquanto levantava as mangas do casaco do modo a aparecer minhas mãos e braços. — Vou começar aquecer com uma sequencia de golpes. — Disse em voz baixa, como se realmente estivesse me comunicando com o boneco inanimado. Da forma que disse foi feito, realizava com precisão dois socos, um com a mão direita e outro com a esquerda. O primeiro soco visando o que seria o nariz do boneco. Um golpe forte e rápido que provavelmente se fosse uma pessoa estaria nocauteada com o nariz sangrando. O segundo soco fora projetado para acertar o queixo do boneco, mais conhecido como uppercut. Esse sem dúvidas nocautearia qualquer um, claro, se bem executado. A força inserida nos golpes era a máxima que possuía. O som dos punhos tocando no tronco de madeira podia ser escutado de longe e para muitos melodia pros ouvidos. — É, acho que não perdi o jeito. Aqueles treinos desumanos não foram de todo mal. Enfim, preciso melhorar meu condicionamento físico e consequentemente minha força, afinal, só saber bater não vai ser suficiente. — Pensava em meios de treinamento, até lembrar de um que foi passado antigamente pelos Kaguyas. Tratava-se de executar diversas abdominais e flexões. Comecei pelas abominais, executando uma série de trinta abdominais com facilidade.  Depois de concluir a primeira série de abdominais, executava uma série de cinquenta flexões com facilidade também. — Acho que não perdi o costume. — Sorria ao vociferar em voz alta feliz com o pequeno resultado. Continuei o treino físico, intercalando entre séries de flexões e abdominais sempre dobrando o número de repetições. Isso faria com que meu corpo evoluísse pelo menos um pouco no quesito força. Após duas horas realizando os exercícios sentia meu corpo inteiro em êxtase como se o trabalho duro e as repetições estivessem dando resultado imediato. — Agora vem a parte mais chata. — Exclamava apontando com o dedo indicador direito uma rocha presente no campo. Na teoria tentaria causar golpes fortes e violentes na rocha na tentativa de parti-la ao meio por consequência dos socos e chutes.

Pronto e em posição de guarda mirava no centro da pedra e não demorava para realizar um soco rápido com bastante força concentrada. O soco foi bom, porém, não foi o suficiente para se quer causar uma pequena rachadura no alvo, a pedra. — É, preciso usar mais força que isso. — Pensava analisando a melhor forma de executar o golpe com perfeição. Assumia uma postura diferente, colocando a perna da esquerda na frente da direita e fazendo o mesmo processo com os braços. Após assumir a nova postura, realizava um giro da direita pra esquerda visando pegar mais força no golpe com o giro. O golpe era realizado causando uma grande força de impacto tanto na pedra quanto em minha mão, e podia ver uma pequena rachadura no centro da rocha causada pela força do golpe. — Melhorou um pouco, até. Talvez se eu combinar com chutes e socos dê certo. — Pensei já realizando um chute rápido e potente no mesmo local da rachadura causada anteriormente. Seguidamente um soco rápido com potência média era desferido abrindo ainda mais a rachadura sendo possível ver perfeitamente dentro da rocha. Uma rachadura de mais ou menos um metro era criada demonstrando que o treino estava aos poucos causando efeito. — Acho que já chega. Meu corpo não aguenta mais. — Sorria ao olhar atentamente a rachadura e depois fitar meus punhos que continuavam tremendo por conta da força causada pelo impacto. — Melhor eu ir pra casa descansar um pouco e botar gelo na mão antes que piore. — Pensava já caminhando pra fora do campo de treinamento indo em direção ao centro da vila aonde fica a central de residências, repleta de apartamentos. Com um sorriso no rosto e com sensação de dever comprido voltei pra casa.

Ch; 200 l Hp; 200 l St; 0/2
Treino - Pique Balboa. GM22dSN

Zeitgeist
Zeitgeist
Vilarejo Atual
Treino - Pique Balboa. GM22dSN

Re: Treino - Pique Balboa. - Publicado 13/6/2019, 20:31

@

_______________________

Resposta Rápida

Área para respostas curtas