:: Área de Mudanças :: Centro de Melhorias :: Área de Criação de Kuchiyoses
O Dia Mais Claro
Arco 02
Ano 13 DG
Verão
Com o fim da guerra em Oto, o mundo estava se reajustando uma vez mais. Embora se vendo como inimigas, as Cinco Grandes Nações se reergueram novamente, cada uma à sua maneira. Suna e Iwa ainda se mantinham sem Kages, e em cada uma um conselho de alto nível foi formado. Em Kumo, Kagaya focou em deixar seus ninjas mais poderosos e passou a exigir deles ainda mais comprometimento em batalha. Kaden, mesmo emocionado com a difícil vitória, levou novas esperanças à sua vila, Konoha, e, aliviado pela renúncia de Kamata ao posto de Senhor Feudal, via na nova Senhora do Fogo uma forma de deixar tudo que aconteceu em Oto enterrado em Oto, para que todos seguissem em frente, para o futuro. Em Kiri, Jyu apresentou um novo investimento, e, agora, a vila investia na área cientifica, trabalhando com engenharia genética e mecânica; um jovem engenheiro, Moira O'Deorain, lançava um produto que alavancaria Kiri e todo o mundo ninja, sua nova criação: “Vita”. Ao mesmo tempo, saindo das sombras, a organização privada HYDRA se apresentava ao mundo, investindo pesado em tecnologia e criações para torná-lo um lugar melhor.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Oblivion
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Salvatore
Salvatore é parte da comunidade de RPG narrativo desde meados de 2013. Conheceu o Akatsuki nessa época, mas começou a fazer parte como jogador ativamente em 2021, sempre com muita dedicação e compromisso com o fórum. Hoje, atua no fórum como narrador e administrador, focado nas partes administrativas do ON. Fora do fórum se considera um amante de futebol, adora cozinhar pratos exóticos e é estudante de Engenharia Civil.
Salvatore#1234
Sr. L
Sr.L apelido recebido pelos players do fórum, devido ao seu sobrenome Sinhorelli, joga em fóruns narrativos desde 2010. Encontrou o Akatsuki no final de 2020, mas manteve-se ativo no início de 2021. Desde então se empenhou como player e se sentiu na obrigação de ajudar os demais e hoje auxilia o fórum como Narrador, Moderador e Administrador. Fora do forum, trabalha e possui formações acadêmicas, voltadas a área de gestão de pessoas.
Sinhorelli#1549

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

[INVOCAÇÃO] Mizuchi ~em construção~ - Publicado Qui 13 Jun 2019 - 17:52


Mizuchi
Descrição: As serpentes divinas são criaturas mitológicas provindas de tempos quiçá anteriores ao Ninshū: deidades que regem sob a natureza e os elementos, distantes das frivolidades dos seres humanos, fato que atesta a escassez de informação reunidas sobre esta raça antiga. Envoltos em mistério e pureza abundante os mizuchi raramente interagem com os seres vivos que não possuam ligação com o plano divino, preferindo a solitude de suas terras aos outros nove reinos; ainda assim, é possível que alguns deles apelem ao disfarce da forma humana para acessar o plano terreno.

O Gokuraku Jōdo ( 極楽浄土, lit. Terra Pura) é o paraíso fora do alcance dos não iluminados, aonde estes seres residem. Uma dimensão à parte da que se é habitual, só pode ser acessada pela minúscula porcentagem daqueles que atingem o estado de bodhisattva ou os que têm a permissão do Dragão Divino de adentrá-la, normalmente através de um pacto de invocação. Sua paisagem é rica em beleza, esbanjando em demasia águas correntes e árvores de cerejeira, como também montanhas e vilarejos tipicamente orientais; é desconhecido a extensão total dessas terras, mas percebe-se certas semelhanças ao país do Fogo ao que diz respeito em sua vegetação e clima. Todavia, não é uma terra desolada, pois hei de exibir os mais puros dos seres. Seus residentes são variados e igualmente misteriosos, mas uma coisa é certa: não são pessoas muito menos animais. Espírito seria o substantivo mais correto, algo que pode também caracterizar as serpentes divinas — ainda que os mais representativos da espécie lembrem divindades, muitos deles estão mais próximos de aparições. Dito isso, é inviável verbalizar sua existência sem equipará-los aos youkai das lendas. Locais de demasiada importância são o Palácio da Nascente, a principal moradia dos dragões serpentinos, que se mostra na trilha que desdobra nas termas das águas sagradas, cujos poderes rejuvenescedores provém da grande cerejeira do Dragão Divino;  o santuário da nascente é aonde reside o patriarca destas terras, presidindo das nuvens serenas e igualmente ferozes, cujo trono é a árvore sagrada que age como a nascente das águas correntes. Longe da impureza e estagnação, a terra pura é o único local que permite o poder total desses seres.

Ao que diz respeito os próprios mizuchi — que beiram ao limite entre dragões e serpentes em questão de aparência e nomenclatura, não sendo nenhum dos dois porém — suas habilidades dependem exclusivamente de quem são, pois estão ligados à natureza e ao mundo espiritual, sendo únicos em vários quesitos. Compartilham, no entanto, certas características: incapazes de se manifestar em plenitude ao serem convocados para o nosso mundo, o que impõe uma limitação de sempre serem invocados em formas humanas capazes de metamorfosear em suas existências verdadeiras por um determinado período de tempo; o contrato só permite a invocação de um membro da espécie, o que implica na necessidade de desinvocá-lo para invocar outro; todos os membros da espécie são versados nas artes eremitas, ainda que possuam maestrias de níveis diferenciados, usando o Senjutsu para diferentes fins; por último, cada um na espécie é capaz de uma pseudo capacidade de flutuar enquanto transformado. Nas raríssimas vezes que fecham um contrato com um humano, este geralmente carrega consigo uma sina de um carma diferenciado dos demais, o que acende a necessidade de guiar o humano ao caminho do bodhisattva.

Obs: Enquanto em forma humana as invocações são classificadas como rank C e apenas podem usar seus atributos, ganhando suas habilidades ao se transformarem — o que gasta equivalente ao rank para ambos, invocador e invocação.

[INVOCAÇÃO] Mizuchi ~em construção~ O7IKnnt
Oryou
Rank: S
Descrição: Uma mulher de cabelos negros e semblante enfadado que carrega consigo o carma excessivo dos espíritos. Oryou têm uma personalidade exótica que extrapola entre a sua essência mística e aparência juvenil de vinte anos. Uma donzela misteriosa que evidencia seu silêncio perdurante como uma atitude recatada aos olhos de outrem, esta exibe dentro de si a identidade de uma das serpentes divinas mais novas que existem. Ainda assim, não se sabe exatamente sua idade. Por ser consideravelmente nova aos olhos de sua espécie, é aquela que mais se assemelha a um espírito corriqueiro; quiçá um mononoke próximo de se tornar um dragão divino, o que influencia em sua personalidade que pende para um lado um pouco mais humanizado — prefere que coloquem o prefixo san em seu nome —, ainda que anômalo para seres humanos de verdade. É uma das únicas de sua espécie capaz de flutuar tanto em forma humana como em forma de serpente e possuí como habilidade apenas a força e resistência exacerbada pelo Senjutsu, como também a capacidade de absorver chakra.
Atributos: FOR: 5 VEL: 5 INT: 2
Jutsus:
[INVOCAÇÃO] Mizuchi ~em construção~ TrGXWbs
Amakakeru Ryū ga Gotoku
Rank: S
Descrição: "A serpente divina do monte Takachiho, que carrega nas presas e escamas a lança de Amasakahoko"

A transformação absoluta que apenas os oriundos da terra pura são capazes de acessar: o dragão terrestre que anseia por ultrapassar as cascatas e atingir o céu. No caso de Oryou, sua única função é a vitalidade monstruosa que esbanja em abundância tanto em sua força física quanto resistência, juntamente da capacidade de devorar o chakra ou absorvê-lo por meio de suas escamas.

[INVOCAÇÃO] Mizuchi ~em construção~ Jaf0B6v
Kiyohime
Rank: A
Descrição: A princesa de cabelos esmeralda que carrega consigo o carma excessivo da retribuição divina. Kiyohime traz nos olhos um fitar penetrante que pode vislumbrar a essência pecaminosa de qualquer um, ou, em vocabulário mais humilde, exibe uma atitude bastante observadora. Ainda que Oryou se caracterize por ser pouco falante na presença daqueles que não conhece, Kiyohime pode ser descrita como o pináculo do silêncio, como se sua visão trouxesse tudo que esta precisasse dizer; no entanto, é plenamente capaz de se comunicar quando quer, geralmente com seu mestre que ela julga como "amor" ou em desprezo à qualquer tipo de mentira. Dado isso, é perceptível a inevitabilidade de seu samsara, o que a impede de acessar seu potencial pleno. Ela é capaz de manipular chamas aperfeiçoadas pelo Senjutsu com maestria.
Atributos: FOR: 2 VEL: 5 INT: 3
Jutsus:
[INVOCAÇÃO] Mizuchi ~em construção~ IDJcF50
Tenshin Kashou Zanmai
Rank: A
Descrição: "Meu corpo é fornalha, minha alma extingue o imortal, e com único sopro os céus se chamuscam "

A transformação absoluta que apenas os oriundos da terra pura são capazes de acessar: as  chamas do verdadeiro samadhi que os humanos usurparam para si. Kiyohime assume a forma do fogo mais puro, o cultivo de trezentos anos proferido por Hóng Hái-ér, tornando-se uma serpente cuspidora de chamas cujo corpo é uma extensão deste mesmo fogo.

Resposta Rápida

Área para respostas curtas