>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

[Filler] A Saga de Um Guerreiro Part. 3 - 21/4/2019, 20:53


Os primeiros sinais do dia apareciam em meu quarto. O fato de estar com a janela entre aberta fazia com que a luminosidade do sol invadisse o comodo incomodando meus olhos ainda fechados. Esfregava-os afim de diminuir a irritação, não tendo sucesso na ação. Levantei-me um tanto sonolento, buscando abrir meus olhos aos poucos para se acostumarem com a luz.

Meus pés tocavam o chão frio do assoalho de madeira, procurando pelos calçados que usava pela manhã. Não conseguia encontra-los, ainda me sentia sonolento o bastante para não prestar muita atenção ao meu redor, e por isso levantei descalço. Segui até o banheiro, tomando um bom banho e assim me arrumando. A água gélida caída do chuveiro fora o bastante para despertar-me, me deixando mais alerta.

Desci as escadas indo até a cozinha, aonde tomei meu café da manhã como o normal. Logo em seguida limpei tudo o que havia sujado, e assim segui até a sala de estar. Minha bag se encontrava em cima da mesa de centro, com todas as armas que eu tinha. O grande leque por sua vez era deixado guardado em meu quarto, pois tinha algo em mente para ele após a chegada de minha kage. "Vamos ver o que há na vila para fazer."

Deixei minha casa em alguns minutos, preparado para o dia que se estenderia a minha frente. Era mais ou menos umas sete da manhã, e logo podia ver o pouco movimento pelas ruas do centro. Voltara minha visão para o céu, vislumbrando-o por alguns segundos. Sim, durara alguns segundos pois uma forte luminosidade vermelha me chamara a atenção. Não vinham de perto, porém sua intensidade me assombrava. Era forte o suficiente para ser vista de longe, e poderia até deduzir que não somente konoha conseguiria vê-lo. A hokage não se encontrava na vila, e provavelmente que algum outro ninja fosse até aquela luz para averiguar. Já tínhamos sido invadidos e após tudo aquilo aquela luz, o que me deixou ainda mais desconfiado. "Há algo ocorrendo. Preciso averiguar logo." Sem esperar avancei em velocidade mediana até o portão, verificando se havia mais alguém por ali. Não podia esperar, e ir até o gabinete da vila me faria perder tempo. Com isso segui pela trilha da vila, seguindo a luminosidade que tomava o céu.

A luz era intensa e servia para mim como um tipo de farol que me atraía até ela. Tomava cuidado pelo meio do caminho, precisava me atentar a tudo ao meu redor se quisesse chegar até o ponto aonde se encontrava aquele sinal, vivo. Claro, me enfiava em meio as várias árvores que cobriam o terreno esverdeado de Konoha, um tipo de proteção natural existente. Toda aquela vegetação servia para camuflar o vilarejo, dificultando a descoberta por parte de inimigos ou seres indesejados. Para mim era tudo muito simples, conhecia aquelas florestas a algum tempo, até porque já tinha feito algumas missões pelos arredores da vila.

Avancei, me mantendo pelo solo em velocidade mediana evitando de me cansar. O terreno irregular meio que me incomodava, tinha que ser cuidadoso se não quisesse tropeçar em algum tronco ou até mesmo raiz de alguma árvore centenária, ou quem sabe até mesmo milenar. "As vezes não gosto de andar por aqui." Sim, era um pouco chato andar sozinho pelo meio da floresta. Enfim, uma parte de mim torcia para que algum aliado tivesse visto a tal luz e viesse junto, porém por outro lado eu torcia para que ficassem aonde estavam. Isso mesmo, após a ultima invasão minha preocupação com a vila ficara ainda maior, mesmo tendo conseguido defende-la. Mas, agora estava eu tendo que sair da mesma em busca de informações sobre aquilo que me alertava, a luz sanguinária.

Levei em torno de uma hora e meia de caminhada. Pouco a pouco o terreno começara a mudar, saindo das árvores robustas e antigas e entrando em um descampado. Pelo que havia lido nos livros escondidos pela biblioteca aquele local seria o país do arroz, ou pelo menos parecia ser dada o caminho percorrido por mim. Não podia dizer com toda a certeza, pois de fato nunca tinha ido até lá de fato, porém tudo me levava a crer que era isso mesmo. "Cheguei."

Estava em campo aberto, parecia ser em torno de oito e meia da manhã tendo em vista a posição do sol no céu. Observava a minha volta em busca de alguém, porém nada conseguia ver. A luz ainda se encontrava longe, porém não avançava mais, parando no descampado. Assim como todos os ninjas nunca se podia entrar em um local desconhecido sem ajuda, ainda mais quando tudo parecia se tratar de alguma armadilha. Não sabia se era mesmo uma, mas minha dedução apitava dizendo que sim. Fiquei por ali, apenas aguardando pela chegada de mais alguém, para assim ver o que poderíamos fazer naquelas circunstancias.

Meus olhos vislumbravam o além, após nada perceber a minha volta. Nesse instante um intenso brilho negro em uma outra parte do local apareceu. Pensei que o mesmo iria diretamente contra a vila, no entanto algo o parou em meio ao caminho. Logo em seguida um brilho meio azulado apareceu a minha frente, parecendo estar trincando. Não entendi muito bem, mas parecia que havia um tipo de barreira a frente, que agora tinha sido destruído.

Tendo visto de onde viera o brilho negro avancei, tomando todo o cuidado para não ser pego de surpresa. Mantive uma velocidade mediana, evitando de me cansar desnecessariamente. Não demorara muito para alcançar um pequeno grupo de pessoas, que se juntavam em um ponto do mapa. Desconhecia grande parte dela, menos a heroína. Não tinha como não conhece-la dada a sua fama mundial. Aproximei-me de forma calma, observando os demais ao redor.

Fiquei a cerca de um metro da menina loira, sendo interrompido por uma voz feminina que parecia vir de todos as partes. Não sabia de quem era aquela voz, porém nos convidava a entrar na vila. Desconfiava, porém não podíamos começar uma briga sem antes conhecer uma parte das habilidades do inimigo, e devido a isso decidi por acatar tal ordem. - Espero não estar fazendo a escolha errada. Respirei profundamente, largando minha bolsa de armas sobre o solo e voltando meus olhos para a jovem loira a minha frente aguardando por sua movimentação...


HP: 1425/1425 CH: 1975/1975 ST: 0/8


Considerações:
Palavras: 1057
Objetivo: + 100 Status
Vestimenta:
Vestimentas e Aparência:
Ações:
Jutsus Usados:
Armas Usadas:
Armas Especiais:
Armas Levadas:
Kunais - 10
Kibaku Fuuda - 20 (espaço 5)
Hikaridamas - 5 (Espaço 5)
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Filler] A Saga de Um Guerreiro Part. 3 - 22/4/2019, 15:48

Evento?
@
-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.