>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Tenzou
Genin
Tenzou
Vilarejo Atual
Ícone : Ultrapasse seus limites. Bem aqui. Agora mesmo.

https://www.narutorpgakatsuki.net/t70550-fs-wuqing-the-real-asura https://www.narutorpgakatsuki.net/t69259-gestao-de-ficha-tenzou

[Mudança de Clã] Transição - Seg 11 Mar - 23:02



A kunai atravessou suavemente a garganta do encapuzado. Uma parcela de sangue jorrou e acabou cobrindo a face dos homens que o imobilizavam. ——— Eu lhes ofereço ajudo e vocês me oferecem a morte? ——— o sangue fluía através da boca conforme as palavras. ——— Irei repetir mais uma vez. Se pretendem atacar a Aldeia dos Tolos, eu gostaria de participar. ——— os olhos permaneciam fixos no horizonte, ensandecidos pela fúria ao mesmo tempo que um sorriso vil preenchia o seu semblante. O corpo de Yami, mesmo imobilizado, continuava firme. —— Eu lhes adverti para não esbarrar na morte. Eu o fiz. ——— concluiu. Cada frase, assim como sua postura imponente, detinham um único objetivo, fazê-los temer ante a sua presença, essa que foi sendo desvanecida aos poucos enquanto o sorriso dos malfeitores reverberava. ——— O que está acontece... ——— as palavras desvairaram e, em seguida, silenciaram-se.

[...]

As pálpebras pesadas não conseguiam separar-se causando um enorme desconforto e o desespero, por não compreender a situação atual e muito menos o que havia acontecido, fora reprimido através de sua sublime calmaria, alcançada tempos atrás. Yami evitou dispender energia enquanto sua mãos permaneciam atadas as costas e uma placa de ferro, exageradamente grossa, lhe circundava o tronco.

——— Os malditos me conhecem. Encontraram alguma maneira de neutralizar a Kagune enquanto me impedem de fugir com as amarras. Só me resta ter paciência. ——— sentenciou, compreendendo que em casos de raptos, a chance de sobrevivência era mínima.
——— Você é bastante resistente, Yami. Nós acertamos em cheio quando decidimos comprar as informações de Kumogakure no Sato.
O Jounin permaneceu em silêncio, observando atentamente a fala de seu algoz.
——— Você parecia mais soberbo naquele bar. Esbarrar na morte? Faça-me o favor... naquele bar havia, ao menos, cinco ninjas mais poderosos que você. Já se perguntou o que diabos está acontecendo, eu suponho. Nós aguardamos pacientemente até que todos os Jounins estivessem ausentes e a Raikage também. Incitamos a desordem cobrando pedágios e aguardamos, como um gato espreita um rato, até que você chegasse.
——— Me parece um plano muito complexo. ——— em momentos como aquele, o instinto irônico de Yami se sobressaia.
——— Nem tanto. Fiquei até surpreso quando você deixou ser acertado por uma... puff... kunai envenanada. Aprecio a sua resistência mas a sua arrogância é que lhe trouxe até aqui.
——— Não posso negar. Foi bastante arrogância mas o importante é que estamos todos bem, certo? O ambiente aqui é até agradável e o cheiro de mofo já deixou de incomodar.
——— Nós tentamos reproduzir um experimento em diveersos homens. Uns com um poder destrutivo absurdo. Todos morreram. Então, num belo dia para cantar-se uma canção, capturamos um renegado da Nuvem que trocou a própria liberdade por informações, digamos, interessantes sobre os ninjas. Você, Yami, é possuidor de uma resistência quase injusta. Um ninja médico com uma vitalidade sobre-humana e que se regenera através desse enxerto nojento, sem contar com a sua linhagem Uzumaki. Perfeito para o experimento. Quando tudo terminar, usaremos a sua força para tomar a Aldeia da Nuvem e, consequentemente, as outras.
——— Eu fui subjugado por uma kunai envenenada. Não acha que está depositando as esperanças na pessoa errada, meu camarada? A propósito, eu ainda não sei o nome do meu cordial anfitrião.
——— Meu nome é a última coisa com que você deve se preocupar, Yami. Nós usaremos o seu corpo para algo inovador para a ciência. Nós vamos alterar o seu DNA. Implantaremos uma habilidade em você enquanto suprimimos as outras. Depois é só apagar sua mente e está pronto o soldado mais leal que essa organização já viu.
——— Ah... agora está tudo claro. Olha, se vocês me convidam pra um café e me propõe isso de maneira cordial, eu ia ficar muito feliz de ajudá-los. ——— enquanto falava, o rapaz tentava, vagarosamente, romper as amarras que prendiam suas mãos.
——— Sim, com certeza. Mas é que gostamos de fazer as coisas do nosso jeito. A propósito, a conversa foi muito divertida... você parece um cara legal, Yami. Confesso que poderíamos nos tornar grandes amigos mas está na hora do procedimento e... digamos que depois você não vai lembrar de nada.

A gargalhada do homem exprimiu uma satisfação tão grande que Yami também acabou gargalhando. Subitamente, um amontoado de passos foi facilmente identificado, revelando a presença de outros três homens. O ranger da porta de aço que protegia a cela foi ensurdecedor.
——— Vocês deveriam colocar um óleo aqui, amigo. ——— disse, enquanto era conduzido a força por seus sequestradores.
A temperatura caiu e diversos sons curtos puderam ser ouvidos. Yami foi alojado em um recipiente de vidro que logo foi tomado por um líquido viscoso de coloração verde e seu corpo adormeceu mas sua consciência permaneceu sã. Uma máscara de oxigênio avançou até seu rosto e seus olhos abriram-se.

——— Quando eu apertar esse botão, alguns componentes químicos vão adentrar o seu organismo. Não vai doer muito, não se preocupe. Yami apenas lançou uma piscadela com o olho esquerdo e, imediatamente, um líquido negro adentrou o recipiente e começou a preencher não apenas as veias mas também os pulmões do shinobi. A dor era excruciante, assemelhava-se a pequenos animais devorando as células comuns de seu corpo enquanto as substituía. Demorou pouco até que a mente desvanecesse.

Algo parecia diferente mas ainda não era possível saber o quê. A meia-luz no lado de fora da cela revelava o período de descanso. Por conta do ambiente sem arestas ou janelas, era quase impossível saber se era de fato noite. Largado como um cão na cela fria e com sua circulação de chakra interrompida - por pouco não o matando e restando o suficiente apenas para sustentar os sinais vitais, o Jounin apresentava um quadro de febre acima do suportado por humanos convencionais.

——— Agora eu entendo porque os outros morreram. É desumano submeter alguém a essas condições... ——— Sem forças pra falar, restava apenas afogar-se em seus próprios pensamentos. Um prato - de comida intragável, foi lançado por baixo da porta de aço. Seu corpo doía tanto que foi difícil alcançar o recipiente com uma das mãos. Tentar expurgar um de seus tentáculos causava tanta dor que tornou-se compreensível o motivo de o deixar desamarrado e com apenas um capanga guardando a entrada, esse que passava pelo corredor de tempos em tempos, como se estivesse em uma ronda. A colher de madeira dentro da tigela de gosma lhe causava ânsia mas Yami compreendia a importância de alimentar-se e por isso forçou-se a tragar tudo mesmo com a constante vontade de regurgitar o alimento. No fim da "refeição" o ninja observou uma estranha marca em sua mão direita.
——— Eu já vi essa marca em algum lugar... Liberação de Escuridão, suponho... os malditos conseguiram o que queriam, provavelmente eu não tenho mais o DNA de Uzushiogakure. Uma oportunidade de sair daqui é tudo que eu vou ter, se falhar eles irão aumentar a segurança e dar continuidade ao plano. Deve ter algum tipo de técnica de selamento limitando a minha circulação de chakra. ——— concluiu mentalmente, demonstrando bastante dificuldade em se manter acordado. Os olhos varreram seu corpo quase completamente e, em seguida, a saleta. Uma estranha marca cobria completamente o teto. ——— Só pode ser isso. ——— concluiu, erguendo-se buscando fazer o mínimo de barulho. ——— Minha única esperança é liberar esse selo mas com o pouco chakra que sinto em meu corpo é mais fácil eu acabar morrendo... bem, melhor que virar escravo desses caras, certo? ——— proferiu, através de sua psique. Os selos foram tecidos custosamente. ——— Fūinjutsu: Kai! ——— as palavras fluíram, o selo foi quebrado e Yami despencou.

O guarda que rondava ouviu o barulho e decidiu checar o que acontecera. ——— "Contate a equipe de resgate o mais rápido possível e enquanto isso, faça os primeiros socorros. Se aquele experimento morrer, você será o próximo a passar por ele. Ouviu bem?" ——— disse, um de seus superiores. O medo de morrer e deixar sua mulher e filhos, o fez cometer um grande equívoco - tentar socorrer o experimento antes de chamar a equipe de resgate. Ao notar o líquido negro e viscoso escorrendo pela boca de Yami, inundando o recinto, o homem abriu a cela com tanta pressa que deixou de lado todas os protocolos. As mãos moveram-se velozmente para realizar uma técnica médica. A medida que ele notava os sinais do homem retornando, o guarda cerrou os olhos e os ergueu, agradecendo.

Imerso na escuridão, o Jounin sentiu algo lhe suspirando vida sobre a face. Ao abrir os olhos, observou a oportunidade perfeita para deixar o local. A mão direita ergueu-se para sugar uma quantidade ínfima de chakra mas o suficiente para fazer surgir um tentáculo ágil o suficiente para perfurar o coração do guarda antes mesmo que ele percebesse. Após sugar energia suficiente do falecido, ele ainda tornou-se uma deliciosa refeição que restaurou ainda mais o seu vigor. Ainda foi necessário usar uma técnica de clonagem para assemelhar a aparência a do guarda subjugado. Munido da calma necessária pra sair do esconderijo sem levantar suspeitas, Yami deixou o local com a certeza de que voltaria em breve. De todos os efeitos, havia um mais visível...

——— Eu não sou mais um Uzumaki...

1508p nesse site
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Mudança de Clã] Transição - Ter 12 Mar - 11:39

-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.