Naruto RPG
Akatsuki
Não é o único, mas simplesmente o melhor!
Shaka retornou. O inimigo número um da humanidade num passado apagado da existência retornou ainda mais poderoso. Os fantasmas dos heróis que o aprisionaram no passado solicitaram a ajuda de guerreiros poderosos que estivessem dispostos a selá-lo na cadeia do tempo, porém, algo de errado ocorreu. Shaka não só conseguiu escapar dos inimigos como ainda corrompeu os fantasmas e roubou uma das três marcas sagradas do tempo. Enquanto isso, as vilas sofreram ataques massivos de seguidores da religião de Jashin, todos acreditando que Shaka é o verdadeiro deus da morte. Templos foram encontrados nos arredores de cada vilarejo e aos poucos foram derrubados. Mas o inimigo da humanidade não tinha apenas uma carta na manga; Kinarra, um demônio antigo, voltou do além buscando a destruição do mundo, entretanto, ao enfrentar os novos heróis da humanidade, acabou se aliando aos humanos até que Shaka reapareceu e a selou novamente mostrando todo o seu poder. O mundo se encaminha para uma era sombria ou de paz? Só o tempo dirá.
Ano: 66DG
15/03/19 - 05/04/19
06/04/19 - 27/04/19
28/04/19 - 19/05/19
20/05/19 - 11/06/19
17 / 03 – Estamos precisando de novos mestres, graças a alta demanda de novos jogadores o grupo de mestre necessita urgente de novas inscrição, leia mais informações clicando aqui.

07 / 03 Seja bem-vindo ao novo tema do Akatsuki 2019, após o período de 48 Horas de aplicação e testes ele finalmente está funcional, no entanto muitas mudanças, alterações e fixações de bugs ainda ocorrerão, fiquem ligados e quaisquer problemas ou dúvidas entrem em contato com DelRey e Akeido.

11 / 03 O novo sistema de NPCs Nukenins foi finalmente lançado, ele já estava sendo usado através dos RPs da organização “A Ordem” que você poderá conferir clicando aqui e agora finalmente foi implementado através de regra para a futura estreia oficial que ocorrerá através de um evento mundial. Para conferir a regra nova clique aqui.
.
.
.
.


treino

treino em 2/3/2019, 21:15

Repousava sobre o cume de uma montanha sem qualquer pretensão. Tendo se tornado uma perita das chamas, decidira tomar um tempo para si. Era justo, tendo em vista o perrengue passado. A natureza da combatente diria o contrário, no entanto. Postou-se sob si no subconsciente, uma figura caricata que por vez ou outra sempre aparecia nos momentos de maior ócio. — Eu não reconheço você. Por que está aqui, deitada?! Burra. Se soubesse de seu potencial, não cansaria tão facilmente. — disse simbolicamente, entidade maior representativa de todo o esforço. — Droga. Parece que não consigo me esquivar de você, não importa o quanto tente. Dane-se. É hora de treinar. — decidiu-se subitamente. Num relampejar, flexionou os joelhos e os arremessou contra o ar num potente movimento dos membros superiores. Caíra de pé, firme. — E lá vamos nós mais uma vez... — comentou timidamente, descendo da elevação rochosa.

No terreno plano, optara por correr. Continuaria a prática de outrora: velocidade. Desta vez contava com braceletes e tornozeleiras especiais, desenvolvidas pela mãe. E que, apesar da aparência de fina tira, concentravam cada uma massa colossal. Assustada com o peso dos artefatos, caminhou. Fase inicial de adaptação. Por muito treinada, não acreditava que aquele quarteto fosse causá-la tamanho desconforto. Propiciou um estresse absurdo à musculatura, quase que cedendo ao chão involuntariamente. Vibradora, concentrou-se e, de moral elevada, enfrentou o novo desafio posto. — Nem um passo darei para trás. Não importando quão pesado seja o fardo. — garantiu ante nada. Engolfada pelo sentimento de aprimoramento, seguiu. O fez até o desmaio, momento em qual nem mesmo toda a força de vontade pudera contrariar. — Eu acho que isso é tudo... — disse pouco antes de seus olhos fecharem.

Noutro dia, despertou. Os pássaros acertavam-lhe o crânio com seus bicos pontudos, pareciam um despertador da natureza. Balançou a destra na direção da occipital, afastando-os. O rosto moveu-se lentamente e ofuscado foi pelo majestoso astro solar que irradiava magnificência. — Desistir está fora de questão! — disse a si própria, nos instantes em que alguns pensamentos frouxos escorriam e adentravam à mente. Ergueu-se com dificuldade imensa. Todas as fibras estremeciam, fadigadas e exauridas. A dor, contudo, era apenas um indício do aprimoramento. Ela que maltratava a menina, continuou por uma semana ao seu lado enquanto, passada a passada, corria. A velocidade lentamente aumentava. Um dia após o outro e, no sétimo, finalmente viu-se contente. Toda a carga carregada não mais lhe era um empecilho. Locomovia-se com agilidade notável. Comparar-se com a Kai anterior era falta de lealdade. — Tudo isso tem um propósito. A lagarta rasteja até que possa voar com as asas que cria. Eu farei o mesmo, cansarei e vencerei o meu eu anterior até que possa voar... — disparou contra os ares, dando fim à rotina.

Uma mulher batia palmas. — Um belo discurso, garotinha. Nunca vi alguém com sua idade ser tão sábia. Não é, certamente, normal. — provocou. Era pouco mais velha, com silhueta voluptuosa, cabelos longos amarrados, maquiagem pesada e vestia um quimono de flores de cerejeira. Kai recusou-se a dialogar, prostrando-se com feição fechada, acreditando que ali se iniciaria um duelo. A outra riu. — Gyagyagya! Não há com o que se preocupar, afinal somos companheiras de vilarejo. — afirmou apresentando sua proteção de Iwagakure. — Depois de vê-la treinando, achei que seria divertido praticar um pouco com alguém, aceita? — questionou oferecendo a possibilidade de uma disputa árdua. Relutar estava fora de questão. Fechou e abriu as pálpebras calmamente. Assentiu com um tranquilo deslizar da cabeça. Estava definido, lutariam.

Estabelecida uma distância de vinte passo entre ambas, começaram. Atiçada por ser a batalha o centro da situação, Kai era agraciada com os poderes providos por sua determinação inesgotável. Todos os seus sentidos se afiaram, bem como as valências físicas eram acrescidas. A proponente se lançou numa ofensiva primária. Sacou uma centena de cartas de baralho e as arremessou como se tratassem de objetos afiados. Naquele instante, pôde contar com nada senão acrobacias. Buscou desdobrar-se em infinitas maneiras a fim de esquivar-se do ataque da oponente. Mortais e outras piruetas foram executadas com um único propósito: evitar ser atingida. Ao final da saraivada, viu-se com pequenos cortes por todo o corpo, superficiais, causados por sua falta de habilidade em taijutsu. Não fora marcial o suficiente; assim se revelou o erro. — Se tentar apenas fugir, vai acabar sendo acertada por minhas cartas... — provocou.

Numa feição cerrada, a kunoichi decidiu que aquela seria, a partir de então, um caminho de uma única via: tornar-se capaz de evadir-se de todos os artefatos retangulares com perfeição. Uma nova precipitação de cartas era arremessada, porém desta vez com uma fugacidade ampliada. Espalharam-se no espaço e dançaram por alguns segundos no ar, até que se propuseram a atingir a Genin e rasgá-la em centenas de pedaços. Com o intuito de romper os limites conhecidos pelas suas articulações, continuou a tentar executar manobras de complexidade infinitamente superior à capacidade de taijutsu detida. Conforme promovia ao corpo o máximo de si, conseguiu, com dificuldade, sair com vida.

E foi assim que a batalha prosseguiu por alguns dias seguidos: projéteis de uma parte e esquiva da outra. O guerrear só cessou quando ambas se esgotaram completamente e cederam de joelhos no chão. Despropositadamente, aprimoraram-se. Cada uma naquilo que lhe cabia: físico e espiritual. Ao fim, se encararam e sorriram. Finalmente ela conseguira falar com outrem. — A propósito, sou Kai. — disse-lhe o nome. — Finalmente consegui arrancar um sorriso seu... Eu sou Guan. É um prazer conhecê-la. — rebateu contente. Dormiram e, quando desperta, a nobre guerreira viu-se sozinha em meio às montanhas. Retornou à Iwagakure satisfeita com a evolução notável. — Um passo a mais em meu caminho...


Kyou Kai; 225/225 550/550 00/03

Considerações:
Aparência: Kyou Kai - Kingdom, roupas como descritas na seção de aparência da ficha.

+1 ponto em velocidade e outro em taijutsu
Usados:


_______________________



Fama : 000
nujabes.
Genin
http://narutorpgakatsuki.net http://narutorpgakatsuki.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: treino em 2/3/2019, 22:58

@ +1 VEL & TAI

_______________________



Fama : 16
Exile
Jōnin
http://narutorpgakatsuki.net/t65407-f-the-elixed http://narutorpgakatsuki.net/t59736-c-t-natsumi#409350

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo



Você não pode responder aos tópicos neste fórum