>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, mas simplesmente o melhor!
Arco 10:
RemanescentesAno: 70DG
Hanatarō olha para a vila do topo do prédio do Departamento de Pesquisa. Há dois anos era uma salinha no fim do laboratório geral da vila, agora tinha seu próprio prédio tão alto quanto o próprio escritório do Kazekage. Hanatarō sorri vendo as pessoas andando felizes na nova vila construída graças aos avanços científicos realizados com a inteligência de Takura, sua mentora. Antes, ele só via uma vila pobre, com construções de areia frágeis, com um horizonte desértico, dependendo de outras vilas, inclusive de Konoha, para conseguir sobreviver, mas agora... Sunagakure estava grandiosa novamente e tinha comprado sua independência. As construções ainda tinham porções de areia, mas eram forjadas em metais nobres, em ouro, em prata, criando grandes casas e prédios. As lojas estavam cheias de especiarias únicas, pois o trabalho de encontrar certos ingredientes se tornou muito mais prático desde que a vegetação voltou a florescer nos arredores da vila; onde antes era só deserto agora possuía vielas de relva, florestas, rios e uma fauna cheia de roedores, mamíferos e carnívoros.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Outono

Agnes
Genin
Agnes
Vilarejo Atual
Ícone : [Missão C] Escolta I: Hora do Chá da Tarde! DFJH30L

https://www.narutorpgakatsuki.net/t65102-fp-agnes#471623

[Missão C] Escolta I: Hora do Chá da Tarde! - em 24/2/2019, 02:53

No meio dia o clarão que vinha dos céus abraçava os pinheiros na beira da estrada e reluzia nas águas cristalinas do lago mais próximo, onde seis peixes brigavam por comida. Martelada ao chão, uma placa com escritas em mandarim que desejavam as boas vindas ao País do Chá, e no horizonte a imagem de uma tela sensacional: O desenho do caminho zigue-zagueando e as plantações de ervas ao fundo, próximas do centro do vilarejo e da residência de seus dedicados aldeões, trabalhando arduamente com enxadas, pás e foices para aparar e colher os frutos de seus hectares. Ainda depois, mais vegetação rasteira e árvores e plantas relando uma enorme montanha de três gumes que parecia encostar as nuvens do mesmo modo que uma das Três Grandes Nações. O azul claro preenchia os espaços faltantes da cena.

― A que devo a honra de uma visita tão ilustre quanto a sua, garotinha? ― Indagou uma senhora bem velha e cabeçuda, com uma verruga do lado da boca e o canto dos olhos cheios de "pé de galinha", a testa enrugada a todo o tempo e as bochechas caídas abaixo do queixo. Usava um quimono cor de rosa amarrado por uma fita arroxeada e calçava duas guetas - conhecidas como sandálias japonesas. ― Eu vim buscar o suprimento ― Afirmou, entregando-lhe o pergaminho reconhecido pelas autoridades da sua aldeia sem demonstrar qualquer emoção facial ou vocal, o que foi difícil já que estava quase descontrolando-se por conta de todo o aroma de chá que advinha dos quatro cantos, e majoritariamente da senhora. Coincidentemente Agnes não suportava o cheiro das ervas queimando em água fervente e sentia refluxo, mas era óbvio que lhe atribuiriam alguma missão do gênero já que não se preocuparam com o seu ódio por flores, por exemplo. ― Ah... sim. Irei buscá-lo ― A recepcionista sibilou, nitidamente desconfortável com a entonação e a posição que o corpo da menina admitira, considerando-a mal educada e dispensável - o que não fazia diferença alguma.

― Estará levando consigo algo de extrema importância para uma porção de procedimentos medicinais. Esteja atenta a tudo, sempre! ― Explicou e alertou, passando a encomenda com um pouco de receio para as mãos de Agnes, meio que duvidando da sua capacidade. ― Por último: Você aceita um chá? ― Sugerindo mentalmente a náusea de tal ação, retirou-se abruptamente da saleta para longe daquela região. Carregando uma sacola artesanal feita da folha da cana-de-açúcar, abriu-a para conferir o conteúdo e espantou-se por um milésimo de segundo com a beleza da caixa minúscula no seu interior, completamente vedada, recheada de swarovski pelo seu entorno e aparentemente pintada a mão no tom mais lindo de azul marinho. Não quis saber de destravá-la para conhecer a sua raridade pois tratava-se do País do Chá e, certamente, de alguma erva rara - o que a faria vomitar. Sendo assim, voltou a segurar o peso com uma só mão e prosseguiu sem contratempos até a vossa nação. Ponderou acerca da caixa valer ainda mais dinheiro do que o que tinha dentro dela mas logo mudou os rumos do pensamento.

HP: 200/200 CH: 200/200 ST: 00/02

Considerações:
Realização de uma Missão de Rank C permitida semanalmente:

Escolta I: Hora do Chá da Tarde!
Rank:
C
Descrição: Sua missão é viajar até o País do Chá e retornar com um suprimento de ervas muito caro.


Bolsa de Armas (19/20):
Kunai 06
Fuma Shuriken 01
Kibaku Fuuda 12
Kemuridama 03
Hikaridama 03

_______________________

[Missão C] Escolta I: Hora do Chá da Tarde! FVt8yNf
-
Shiro
Tokubetsu Jonin
Shiro
Vilarejo Atual
Ícone : [Missão C] Escolta I: Hora do Chá da Tarde! 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: [Missão C] Escolta I: Hora do Chá da Tarde! - em 24/2/2019, 11:09

Bisbilhotando chá alheio!

[Missão C] Escolta I: Hora do Chá da Tarde! Jbc8Apt

_______________________

-


Layout com edições de Halloween feito por @Akeido Themes e Senko.