>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, mas simplesmente o melhor!
Arco 10:
RemanescentesAno: 69DG
Hanatarō olha para a vila do topo do prédio do Departamento de Pesquisa. Há dois anos era uma salinha no fim do laboratório geral da vila, agora tinha seu próprio prédio tão alto quanto o próprio escritório do Kazekage. Hanatarō sorri vendo as pessoas andando felizes na nova vila construída graças aos avanços científicos realizados com a inteligência de Takura, sua mentora. Antes, ele só via uma vila pobre, com construções de areia frágeis, com um horizonte desértico, dependendo de outras vilas, inclusive de Konoha, para conseguir sobreviver, mas agora... Sunagakure estava grandiosa novamente e tinha comprado sua independência. As construções ainda tinham porções de areia, mas eram forjadas em metais nobres, em ouro, em prata, criando grandes casas e prédios. As lojas estavam cheias de especiarias únicas, pois o trabalho de encontrar certos ingredientes se tornou muito mais prático desde que a vegetação voltou a florescer nos arredores da vila; onde antes era só deserto agora possuía vielas de relva, florestas, rios e uma fauna cheia de roedores, mamíferos e carnívoros.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Primavera

rayts
Genin
rayts
Vilarejo Atual
Ícone : [Treino] Primeiras semanas é sempre díficil 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

[Treino] Primeiras semanas é sempre díficil - em 30/1/2019, 16:24

S H I K I
HP: ❲ 200 • 200 ❳ CH: ❲ 200 • 200 ❳ ST: ❲ 00 • 04 ❳
Faz pouco tempo que está em Iwagakure e já está acostumado com o clima sedo do lugar, embora não seja o ideal é o que ele vai ter que aturar daqui em diante. Pois agora possui uma residência fixa e vizinhos, não o tipo de vizinho legal que consegue engolir espadas ou acrobatas e sim o tipo que mora no andar debaixo e reclama dizendo que está fazendo muito barulho e pisando forte demais. Devido ao pouco tempo tiveram que se organizar e morar em um cortiço, já que o centro da vila foi devastado por uma explosão e a Mãe acabou perdendo sua casa por conta disso. Saturado de ficar em sua nova moradia foi em direção a um campo aberto onde poderia treinar livremente, algo que se mostrou bastante trabalhoso de encontrar, o termo Vila Oculta da Pedra faz jus a seu nome e para todo lugar que ia encontrava pilhas de rochas amontoadas, ficar zanzando de um lado para o outro estava se tornando cada vez mais cansativo. É então que desiste da ideia de achar um campo aberta para fazer um, começou a pegar a pedras que encontrava e as começou a colocar ao redor de uma área que ele havia delimitas, fazia um círculo enorme com pedras pelos cantos demarcando. No início até que estava simples, começando pelas menores não teve dificuldade alguma e servia até como aquecimento para o treino que estava por fim. Porém conforme terminou com as menores, começou com as de tamanho mediano, essas por si só já exigiam um pouco mais do garoto que apesar de ser mais forte que boa parte dos shinobis de baixo nível, o esforço constante começou a desgastar e calejar um pouco as mãos.

Nesse ponto já começava a se questionar se havia sido uma boa ideia, mas um pensamento cliché o enche de ânimo: – Seja a mudança que você quer no mundo! Nesse caso é literalmente mudar o mundo, pelo menos um espacinho dele – Rindo baixinho que o devaneio, passava agora a praticamente correr com uma poção de pedras empilhadas em seus braços, o espaço demarcado cada vez parecia maior do que havia pensado inicialmente. Ao final da tarde não havia retirado nem metade do que esperava, seria então um trabalho para vários dias, retornou então para aquele cortiço. A próxima semana inteira gastou suas tardes indo naquele lugar e carregando pedras, as maiores foram um grande desafio podendo apenas carregar uma por vez devido algumas serem quase o tamanho dele, todavia foi quando essas começaram a ser eliminadas que o espaço realmente começou a ficar vazio dado o volume que elas ocupavam, a última pedra era tão grande que ele não conseguia suportar o peso, foi então que se aproveitando de formato redondo da mesma a rolou até o limite da área demarcada, agora tinha um espaço plano e consideravelmente grande.

A primeira coisa que começou a fazer depois de ter terminado com a limpeza, foi da inumares cambalhotas, a alegria expressa por aquela criança por ter terminado esse afazer poderia ser escutada facilmente por qualquer um que se aproximasse devido as gargalhadas que ele soltava, o som agudo expressava a mais pura felicidade que algo poderia possuir em seu auge de inocência, chegando até esquecer para o que ele teria se dado tanto trabalho. Transbordando disposição saltos e estrelinhas também eram realizadas naquele espaço vazio de uma maneira que ele encarava como se estivesse tetando pegar a sua sombra, uma brincadeira que só uma criança solitária poderia apreciar. Dado o seu gosto pelas artes marciais, converteu a prática da mesma em recreação, socos e chutes eram realizados como se estivesse lutando com alguém, a conexão com os movimentos conforme repetia iam se tornando cada vez mais impecáveis, esquivas eram realizadas em contra partida a cada ataque realizado, era um luta das sombras e o oponente era ele mesmo. Por alguns dias que sucederam tudo o que ele fazia pela tarde era isso, na parte da manhã ele ajudava o Pai nos afazeres da casa e sua Mãe sempre saia cedo e só voltava do trabalho com o pôr do sol, a família só ficava realmente junta durante um período do dia e por hora estão bem assim. Entretanto estava ficando chato brincar sozinho em um lugar vazio e por não ter estudado efetivamente na academia local, não conhecia ninguém da vila além de seus Pais. Para contornar isso começou a utilizar as pedras que havia carregado anteriormente, as empilhando realizava golpes contra as mesmas, se impressionando com a própria força que havia adquirido em limpar esse lugar, seu Pai com as tardes livres começou a acompanhá-lo e auxiliar nos treinos, pois apesar não ser um shinobi era um ótimo artista marcial e inspiração para SHIKI. Conforme os dias passam as pedras diminuem de tamanho e aumentando em quantidade, os golpes realizados pelo garoto vão se tornando mais polidos e menos exagerados, embora que não seja de um estilo em específico, seu Pai nunca frequentou uma escola e tudo que aprendeu foi nas ruas quando era desabrigado, tinha que se virar e por um tempo sobreviveu de torneios clandestinos de lutas, esse talento que o levou a se tornar acrobata no circo. No final do dia após os treinos, a conversa quase sempre era sobre como SHIKI estava progredindo, sua Mãe falava sobre seus alunos – geralmente rindo deles – enquanto seu Pai cozinha a comida, assim eram os dias na até então pacata vida do genin.
Words: 908 + Outfit: here



Considerações:
>Treino de Força e Taijutsu.
Itens:
Bolsa:
  • Kunai 5
  • Shurikens 10
  • Hikaridamas 2
  • Kibaku Fuda 12 (03)
Jutsus Usados:

_______________________

-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Treino] Primeiras semanas é sempre díficil - em 30/1/2019, 17:11

@.Aprovado.
-


Layout por @Akeido Themes, @Loola Resources e Naru.