>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

[Filler] Fisionomia - 22/1/2019, 11:01


Pela manhã havia feito uma simples missão de limpeza, ganhou uma boa recompensa a pesar do que fez. Mas o dia ainda estava longe de terminar. A vontade de se fortalecer o forçava a trabalhar arduamente, não só executando missões como também treinando seu corpo e mente. Um verdadeiro ninja é aquele que nunca descansa até alcançar os seus objetivos, e os dele ainda estava longe demais para parar por um só segundo. Chegou então em meio ao seu campo de treinamento. Um local plano, de solo batido e um pouco afastado da vila. Ficar longe de todo o barulho lhe fazia muito bem por sinal.

Deixou suas coisas sob a sombra da árvore mais próxima, desde sua bolsa de armas até parte de sua vestimenta. Manteve-se vestido apenas com sua calça e a faixa avermelhada enrolada em sua testa. Seu físico não era dos melhores, a sua resistência era fraca, o que lhe traria prejuízo em meio a um combate. Um ninja que não possui vigor o bastante para perdurar em uma batalha certamente cairá sob a arma do inimigo. Este era o pensamento do jovem. Puxou uma quantidade boa de ar e começou a relaxar, consequentemente focando no seu treinamento.

Deitou-se sobre o solo fresco esticando totalmente o seu corpo, o mantendo de barriga para cima. Colocou ambas as mãos sob sua cabeça e a apoiou. Puxou novamente uma grande quantidade de ar até os seus pulmões, relaxando cada músculo do seu corpo. Em seguida ergueu seu tórax do chão usando suas mãos apoiadas na cabeça como auxílio, iniciando sequências de abdominais. Não estava acostumado, nunca tinha feito isso antes, então ergueu-se devagar. Não queria fazer esforço desnecessário, sabendo que podia se machucar no processo. "Um, dois, três, quatro, cinco, ... " Contava em pensamentos, pois respirava calmamente enquanto fazia suas  abdominais. Chegou a décima abdominal e parou, teve que descansar durante um minuto, para só assim retomar o seu exercício.

Passou-se um minuto e deu prosseguimento ao seu treinamento. Colocou sua perna direita curvada e apoiou-a sobre o seu joelho esquerdo, retirou sua mão direita de baixo da cabeça e deixou somente a esquerda a apoiando. A abdominal agora seria diferente. Ergueu seu tórax na direção da perna erguida, usando sua mão esquerda como apoio para a cabeça. Começou a contar mentalmente enquanto respirava calmamente durante o processo. " Um, dois, três, quatro, cinco, seis, sete, oito,..." Finalizou mais uma vez na décima abdominal. Ficou deitado por mais um minuto, descansando o seu corpo. Fazia seu exercício de forma vagarosa, na intensão de não se lesionar.  Respirava lentamente, se recuperando do pequeno esforço que fazia.

Aquele um minuto se passou, podia prosseguir com seu treinamento. Fez a mesma coisa que antes, mas do lado oposto. Curvou sua perna e a colocou apoiada sobre o seu joelho direito. Retirou sua mão esquerda de baixo da cabeça e deixou somente a direita, a apoiando. Puxou um pouco de ar até os pulmões e iniciou mais uma vez a sua abdominal. "Um, dois, três, quatro, cinco, seis, sete, oito, ..." A cada contagem o jovem soltava o ar dos pulmões e o puxava novamente para dentro deles, aliviando a tensão do corpo e diminuindo sua frequência cardíaca, de modo a não se desgastar sem necessidade. Deitou - se sobre o chão após a décima abdominal e mais uma vez descansou. Aquele tempo se passou e ao invés de prosseguir com o treinamento resolveu se hidratar. Pegou uma garrafa grande de água e a bebeu devagar. O suor escorria em seu rosto e a água descia garganta abaixo refrescando todo o seu interior.

Voltou a se deitar no solo, apoiando sua cabeça com as mãos. Respirou profundamente fechando os seus olhos e iniciou mais uma sequência de abdominais. "Um, dois, três, quatro, cinco, seis, ..." E assim por diante, soltando e puxando o ar dos pulmões pouco a pouco. Ao final do décimo exercício ele se deitou novamente e fechou seus olhos. Começou a cochilar, para reaver a sua energia.

Uma hora se passou, o jovem havia descansado bastante, o suficiente para retomar seu treinamento anterior. Permaneceu com seus olhos e fechados e suas mãos sob a cabeça, apoiando-a. Puxou uma boa quantidade de ar para dentro de seus pulmões e em seguida ergueu o seu tórax do chão usando suas mãos como auxílio. Começou então a contar mentalmente, já que estava respirando pouco a pouco, a medida que executava um movimento. "Um, dois, três, quatro, cinco, seis, sete, oito, nove e dez!" Finalizou na décima abdominal. Manteve-se deitado no solo durante um minuto para descansar.

Se passaram um minuto e ele voltou a apoiar sua cabeça com a mão, mas dessa vez usou apenas a direita. Curvou sua perna esquerda sobre a direita e a apoiou acima de seu joelho, assim como fez na outra vez. Puxou calmamente uma boa quantidade de ar para seus pulmões, se focou nos exercícios permanecendo relaxado e ergueu seu tórax do chão, em direção a perna esquerda, erguida. "Um, dois, três, quatro, cinco, seis, sete, oito, nove, dez!" Acabou mais uma vez na décima abdominal. Até o momento o seu limite era de dez abdominais a cada um minuto, para cada tipo. Sua respiração estava desacelerada, influenciando em sua frequência cardíaca. Podia sentir o seu coração batendo de modo regular, sem agitação, do jeito que ele queria. Pegou uma garrafa cheia de água e se hidratou. Sentiu o frescor descendo por sua garganta e o gelando por dentro. Deitou-se em seguida e deixou passar um minuto.

O tempo passou e o jovem recolocou a mão esquerda sob sua cabeça. Elevou sua perna direita sobre a esquerda e a apoiou sobre seu joelho, de maneira a ficar curvada. Puxou uma boa quantidade de ar calmamente e mais uma vez ergueu seu tórax do chão. Direcionou-se até a sua perna direita levantada e a cada movimento soltava o ar preso. Estava bastante focado, além de bastante relaxado por sinal. Manteve-se focado a todo momento e a cada movimento contava mentalmente. "Um, dois, três, quatro, cinco, seis, sete, oito, nove, dez! A décima abdominal foi novamente a ultima a ser feita. Até o momento aquele era o seu limite, passar dele traria um cansaço desnecessário, o que podia gerar alguma lesão muscular no seu abdômen. Ainda sim, sentia que estava se adaptando aos exercício, cada vez mais aquilo ficava mais fácil de ser feito. Pensou um pouco e decidiu aumentar um pouco mais a dificuldade dos seus movimentos. Talvez incluir uma quantidade maior de abdominais.

Seu corpo encontrava-se bastante cansado devido a todos aqueles exercícios, precisava agora descansar um pouco para retomar o treinamento. Com isso o jovem aproveitou para estudar um pouco. Pegou o livro que tinha escolhido na biblioteca e assim iniciou sua leitura. O livro tinha lhe chamado a atenção devido ao conteúdo, se tratava de uma explicação sobre o funcionamento do corpo humano, ajudando a entender como ele agia em certas ocasiões. No inicio das páginas tudo o que mais falava era sobre o sistemas do corpo, e sua importância. O primeiro era o cardíaco, que levava o sangue a todas as partes do corpo em si, levando através dele o oxigênio que tanto precisavam para manter-se em atividade. Era interessante de fato, saber sobre os detalhes do seu próprio corpo, e isso o levou a ler ainda mais, passando assim para a próxima pagina. Nela ele via mais um sistema, dessa vez o respiratório, que agia em conjunto com o cardíaco. Sim, o respiratório era o responsável por levar o oxigênio para dentro do corpo, para que fosse transportado pelo sistema cardíaco até o restante dele. O principal órgão do sistema cardíaco era o coração, e do respiratório era o pulmão, ambos bastante eficientes mas também frágeis. Com aquilo podia saber exatamente suas localizações exatas, podendo usar isso em combate afim de lançar ataques contra tais pontos. O corpo por completo doía, lhe fazendo ficar deitado por mais tempo do que havia imaginado. Bebeu um pouco de água, pega de sua garrafa ao seu lado. Após isso voltou a sua leitura, mantendo-se atento em cada informação detalhada que havia na descrição do livro em suas mãos. Suspirou, retomando a leitura e agora lendo sobre o sistema alimentar. Se manteve ali por algumas horas, tempo o suficiente para relaxar o corpo e assim poder ir embora logo em seguida. Com isso partiu, indo para sua casa novamente.


HP: 675/675 CH: 675/675 ST: 0/5


Considerações:
Palavras: 1411
Objetivo: + 100 status = 200 mes up / Qualidade Conhecimento Anatômico (1)
Jutsus Usados:
Armas Levadas:
Kunais - 10
Kibaku Fuuda - 20 (espaço 5)
Hikaridamas - 5 (Espaço 5)
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Filler] Fisionomia - 22/1/2019, 11:11

tá ok
-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.