:: Área de Mudanças :: Centro de Melhorias :: Treinamentos de Fillers
Alvorecer
Arco 04
Ano 17 DG
Verão
A queda do pastor cobrou um preço altíssimo do mundo ninja: o golpe final trouxe ao mundo um tempo de dor e sofrimento; fome e pobreza retornaram às ruas, a violência triplicou, os antigos heróis caíram ou ficaram desacreditados. Mas, um pouco perto do amanhecer, a Hydra, que até então se mantivera em silêncio, mostrou-se das sombras, trazendo oportunidades de emprego e uma esperança para salvar o mundo dessa mais nova calamidade. Líderes ninja não tiveram escolha senão se arriscarem em tratados suspeitos para conseguir manter firmes seus lares e seus soldados. No entanto, os reais planos da Hydra ainda continuam sendo um grande mistério.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Indra
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Biskath
BisKath é jogador do NRPGA desde julho de 2020, tendo encontrado o RPG por meio de pesquisas e começado a jogar nele, sem pausas desde então. É jogador de RPG desde 2013, mas o Akatsuki foi o primeiro de Naruto em que se aventurou. Apenas começou como moderador em abril de 2022, se dedicando as funções da moderação até se tornar administrador em julho do mesmo ano, auxiliando também na avaliação da área de criações. Fora do fórum cursa desenho, pois tem interesse em artes de forma geral..
BisKath#0666
XXXXX
XXXXX
Discord#1234

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

[Filler] Iris Jiyūna - Publicado 11/1/2019, 11:06

Fazendas da Vila
Descrição: Alguns animais estão atacando as plantações da Vila. Sua missão é aniquilar estes animais.
Info:


Era manhã quando acordei, o brilho do sol passava pelas cortinas entreabertas, me fazendo fechar os olhos e afastar o rosto, após algum tempo me debatendo na cama, finalmente me levantei, um pouco indisposta, considerando ser o dia que iria realizar minha primeira missão ninja.

— YOSH! Ânimo, Jiyūna! Hoje começa sua jornada. - Mais fácil dito que feito, não faziam muitos dias desde que eu havia quebrado meu arco, o mesmo que eu usava desde o início de meus treinos. É claro, ele estava velhinho, porém nunca imaginei que ele quebraria daquele jeito...

~ Flashback ~

— Ok, eu vou acertar o primeiro alvo, subir na árvore, atirar no segundo e enquanto descendo da árvore no terceiro.
Algumas crianças estavam envolta, não era incomum se juntar duas ou três pessoas curiosas vendo alguém em Kumo usando arco, e não espadas, mas por algum motivo hoje havia mais do que o normal. Eu não me importo com algumas crianças me observando, elas devem achar maneiro ver a moça, só que um público assim... é diferente.

" Jiyūna, pare de se distrair, sem nervosismo, não tem porque ficar tímida, são só crianças, elas querem ver o quão legal você é; Sim, o qual legal eu sou, até eu errar uma flecha e passar vergonha na frente de pirralhos."

— Urgh... Soltei um grunhido por debaixo dos dentes, fechei os olhos, respirei fundo e comecei minha sequência, puxei a corda, tensionei e soltei, a flecha foi certeira no primeiro alvo, pulei para a árvore, puxei o arco, a corda novamente tensionou e soltei, a flecha foi certeira, fui pular da árvore para mirar no terceiro alvo, mas... onde ele está?!
Olhei em volta e achei, um garoto estava correndo com ele acima da cabeça.
— Acha que não acerto algo em movimento? Há! Gritei de cima da árvore, as outras crianças soltaram um "Ooooh", e isso foi o suficiente para me deixar nervosa novamente, olhei para elas, e isso me fez resvalar do galho, batendo o corpo do arco onde a poucos segundos estavam meus pés, com uma pirueta no ar consegui me por em pé, com meio arco em mãos, e outra metade quebrada no chão, partida ao meio pelo impacto repentino...

~ Back to you, Iris ~

As lembranças ainda eram muito vívidas, já que haviam acontecido literalmente dias atrás, o fato de estar sem um arco em mãos, contudo, me dava uma sensação de nudez, e não da boa, logo na minha primeira missão eu iria despreparada.
Após ir ao banheiro me aprontar, desci para tomar o café da manhã, minha mãe percebeu meu rosto desanimado e com um comentário sagaz me deixou encurralada; "Está nervosa pela primeira missão, Iris? Não se preocupe, mesmo que esteja sem seu antigo companheiro, com o dinheiro dessa missão você pode comprar um novo arco, certo? E assim, mantém a promessa de se manter segura para sua mamãe querida." Com um sorriso no rosto, ela mordiscou o pão e voltou a sua refeição, e isso me deu uma nova perspectiva, desde que eu completasse essa missão, teria minhas roupas novamente. Com um sorriso no rosto, fiz um "Uh-hum!" para ela, terminando meu café e me despedindo, indo até o quadro de missões receber minha primeira designação.

Ao chegar lá, fui recebida por um senhor, na casa dos seus 40, de roupas azuis, quem deu uma olhada rápida, mexeu em seus papéis um pouco e então voltou a atenção a mim. "O que seria?" Perguntou, indiferente, mostrei-lhe minha carteira ninja e solicitei uma missão Rank D, ele novamente mexeu em seus papéis, olhou para a carteira ninja em minhas mãos, abriu uma gaveta, puxou um arquivo e após alguns "Uh-huhs" se levantou, foi até a mesinha de trás, e de dentro da caixa puxou uma pasta, sentou-se novamente, abriu a pasta, passou algumas folhas e então parou em uma, com um rosto satisfeito pela primeira vez em nossa conversa, dobrou o papel e rapidamente o pôs dentro de um envelope de carta, no qual ele selou e me entregou; "Aqui sua missão."
— Obrigada? Minha resposta parecia um pouco confusa, ele havia acabado de por dentro do envelope algo eu eu iria retirar literalmente um segundo depois? Talvez fosse parte da burocracia geral, entretanto eu estava bem na frente dele. Bem, seja como for, me retirei e abri o envelope, lendo o conteúdo da carta.

Olá, necessito da ajuda urgente de um Ninja! Há animais invasores em minha fazenda! E eles estão acabando com a qualidade das minhas plantações, estou pagando adiantado, então enviem logo alguém. Fazenda parte extrema-norte da vila, TakaFields.
Assinado, Takara.

Animais selvagens, huh? Bem, mesmo sem meu arco, devo ser capaz de tomar conta disso. Missão dada é missão cumprida, e com isso em mente, fui em direção norte com um passo acelerado, não muito tempo depois, alcancei o local, era possível ver uma placa de madeira escrita "TakaFields" pendurada na entrada, uma cabana com várias plantações de alface e abóboras.
Me aproximei da entrada, olhei envolta e não enxerguei ninguém, continuei observando os campos, e não vi rastro nenhum de animais ou pisadas, confusa, mordi meu lábio e comecei a cogitar que talvez a missão fosse falsa, uma sacanagem do distribuidor ou uma armadilha? Eu deveria voltar? Subitamente, uma voz vem de dentro da cabana, com um susto, mordo mais forte o lábio, fazendo um pequeno corte, novamente. "ENTRE LOGO!", por um momento continuei parada, pensando, mas de nada adiantará agir baseada em especulações, quem iria armar uma armadilha dentro da vila?
— Olá, o senhor é o Takara? Perguntei por de trás da porta, que subitamente se abriu, apresentando um homem de 30 anos, quase careca, com uma camisa de algodão esfarrapada e bermudas deploráveis. Sim! E você é? Ele me questionou, respondi de prontidão, ou melhor, mostrei-lhe de prontidão, com o baque da presença dele repentina, não consegui formular palavras, com a carteira ninja em mãos, ele se aproximou, como se não conseguisse enxergar, mesmo não aparentando ter usado óculos nunca na vida. "Bahhg! Que seja, se não fizer o trabalho direito, vou ir pedir reembolso! Vamos, se livre deles logo!
Confusa, olhei envolta, e ainda não via nada. — Deles... quem? Quais animais estão atacando sua fazenda? O senhor sabe pra onde eles v— com um súbito urro, ele me interrompeu "Chega! Eles estão bem ali, vamos, mate todas essas pragas! Malditos insetos estão acabando com a qualidade da minha plantação! Inclinei a cabeça, fazendo uma expressão de desentendida, enquanto fitava o homem quase careca a minha frente, afobado.

"A missão era para eliminar uma praga? Por que ele mesmo não fez isso, é só passar veneno!

Óbvio, não podia falar isso, e se ele estava pagando, que diabos, qual mal tem? — Bem, se o senhor me disser onde está o pesticida, eu tomo conta disso rapi- E novamente, fui interrompida, desta vez por um grito NÃO! Sem venenos, eles estragam a qualidade, eu prezo a saúde dos meus clientes! Vamos, mate eles, um por um, com suas mãos. SEM estragar a plantação, tenha cuidado! Vocês receberam bastante dinheiro para isso.

...
É brincadeira, né? Ele está brincando, é claro. Continuei o fitando, ele deu as costas, foi até a cabana, voltou com um chapéu de palha em mãos. "Use isso, vai ajudar com o sol. Se precisar de água, é só me chamar, bom trabalho." E saiu novamente, entrando na cabana e se sentando numa poltrona, com a porta aberta, era possível ver, ele estava assistindo algum programa bobo na televisão.
...
Isso era real, eu devia matar... insetos.
— Ao menos eu não preciso do meu arco... Murmurei, enquanto começava a fazer a tarefa, coloquei o chapéu de palha e peguei um pirulito do bolso, o deixei em minha boca, fui checando uma por uma a sua plantação, um trabalho meticuloso, e toda vez que encontrava algum inseto, fazia o grande esforço de fechar dois dedos, esmagando, uau. Contudo, o trabalho exigia certo cuidado, muitas vezes, os insetos estavam cobertos, e após um tempo, descobri seus padrões, além de obviamente dar mais cuidado a alfaces furadas, era possível ver algumas manchas recentes de movimentação, a coloração era alterada na comida, por último, algumas bolinhas as vezes se mostravam presente, provavelmente fezes ou algo do gênero que eles deixavam enquanto se arrastavam, assim consegui rastrear mais facilmente onde cada um se encontrava, e não deixava passar nenhum daqueles vermes insolentes.

Após quase duas horas, havia terminado, devolvi o chapéu para o homem, que me serviu um copo de água e agradeceu rudemente, abri uma bala parti.
"E com isso, voltei ao quadro de missões, para notificar que havia terminado a minha primeira gloriosa missão ninja! Esmagando mais de 80 inimigos com minhas mãos nuas! Mwhahaha"
— ARGH, NÃO TEM COMO DEIXAR ISSO INTERESSANTE, é patético! No máximo é engraçado, do tipo de piedade, que piada de mal gosto! Eu vou mentir, não me importo, vou dizer pra minha mãe que, sei lá, sei lá! Cacei um javali! Urgh! Resmungando até a volta, cheguei ao homem de roupa azul, com um olhar mortal, apenas lhe proferi duas palavras; "Missão cumprida.", esperei para receber meu dinheiro e voltaria para casa.

Bem... certamente, não foi o começo que eu esperava.
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Filler] Iris Jiyūna - Publicado 11/1/2019, 11:43

@.+200 de Status e Qualidade Treinável: Rastreador (1)