>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, mas simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 70DG
Hanatarō olha para a vila do topo do prédio do Departamento de Pesquisa. Há dois anos era uma salinha no fim do laboratório geral da vila, agora tinha seu próprio prédio tão alto quanto o próprio escritório do Kazekage. Hanatarō sorri vendo as pessoas andando felizes na nova vila construída graças aos avanços científicos realizados com a inteligência de Takura, sua mentora. Antes, ele só via uma vila pobre, com construções de areia frágeis, com um horizonte desértico, dependendo de outras vilas, inclusive de Konoha, para conseguir sobreviver, mas agora... Sunagakure estava grandiosa novamente e tinha comprado sua independência. As construções ainda tinham porções de areia, mas eram forjadas em metais nobres, em ouro, em prata, criando grandes casas e prédios. As lojas estavam cheias de especiarias únicas, pois o trabalho de encontrar certos ingredientes se tornou muito mais prático desde que a vegetação voltou a florescer nos arredores da vila; onde antes era só deserto agora possuía vielas de relva, florestas, rios e uma fauna cheia de roedores, mamíferos e carnívoros.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno
Últimos assuntos

Naomi
Genin
Naomi
Vilarejo Atual
Ícone : [Treinamento] - Regressando 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

[Treinamento] - Regressando - em 7/1/2019, 21:04

Treinamento Intensivo

Retornar para Konohagakure seria uma tarefa difícil. Senão um próprio sacrifício depois dos eventos que aconteceram recentemente. Ikkido ainda não havia sido apagado da minha mente desde que eu consegui ao menos sobressair-me daquela área florestal. Em meio a uma confusão mental e até mesmo psicológica, eu me localizava sobre a trilha da mata até que eu alcançasse o caminho de uma das entradas que circulava-se a caminho do campo de treinamento. Inacreditavelmente eu estava intacta da cabeça aos pés, mesmo que minha mente não estivesse com a mesma invulnerabilidade. Meus pensamentos me decorriam as duas sensações tão opostas uma da outra, caindo-me tanto sob o medo entreposto pela covardia, quanto pela coragem que Ikkido fora capaz de me preencher com as palavras.. Que ainda ecoavam dentro de mim. Sua história triste e intensa me deixou balanceada o bastante para que eu continuasse a remexê-la. Mas o que o Senju mais velho disse e suas indicações sob o futuro me deram uma continuidade dos ensinamentos da nossa filosofia. E principalmente sob o caminho na qual eu não poderia seguir. O ódio só seria um combustível para que eu traçasse uma ideologia da qual eu não queria nenhuma participação. Meu único anseio teria que ser por compreender o porquê daquilo ter acontecido; mas não nutrir o ódio e cultiva-lo internamente. Eu mal conhecia os três gennins, ademais. E não deveria pensar de modo que beirasse o negativismo. Com a mesma sorte da qual eu tive, eles também conseguiriam ter escapado.. A mulher prometera-me que tinha boas intenções para um treinamento. “Não, Naomi.. Afaste-se. Afaste-se desse peso. Afaste-se.” Algo dentro de mim mesma me refletiu que seria desnecessário montar todo aquele fardo sem ao menos ter regressado definitivamente para o vilarejo. No entanto, bons ventos me avisaram que eu não estava só próxima como também estava quase progredindo minha caminhada. Sem esquecer no entanto do movimento de mão que Ikkido efetuara em minha mão. “É similar ao Selo da Cobra, mas.. É quase uma inversão..” Eu na inquietude do momento ainda tentara aos poucos moldar as minhas mãos para simbolizar a mesma réplica da qual eu vira Ikkido se utilizando. Sempre fui hábil em selos desde que eu havia adentrado a academia, inclusive os moldando para que eu conseguisse usufruir-se em apenas uma única mão, ao passo que a maioria dos Shinobis no meu convívio não tinha o domínio de realizar o mesmo ato. Estava distintamente de frente a uma das entradas que dava acesso ao vilarejo e por conseguinte era possível ver uma espécime de cartaz.. Próximo de alguns arvoredos que ainda se mantinham do lado oposto à vila de Konoha. Eu me aproximei, ainda não adentrando suficientemente para que estivesse em si na aldeia. E olhei para o cartaz com mais assiduidade na posição que estava.

“Chuunin Shiken..” Eu li as informações daquele cartaz, mesmo me privando de compreendê-lo por inteiro. Suas letras miúdas e seus detalhes não seriam úteis para conhecimento; eu sabia do que se tratara, afinal de contas. Konoha estava realizando um exame para efetuar Gennins para a próxima graduação, referente a Chuunin. E mesmo que em tese o que acontecera no campo de treinamento visivelmente era de suma relevância, transparecia um ar de comodidade que nenhum membro do corpo superior de Konoha não tivesse notado ao longo do tempo que um grupo tão grande de Shinobis de baixa patente havia desaparecido. Ou talvez.. Tivesse acontecido algo a mais que eu desconhecia. Eu não queria mais uma vez me colocar em pensamentos ruins. Eu continuei a minha execução de selos sem parar enquanto que aos poucos comecei a pensar comigo mesma, raciocinando. “Deve ter.. Algum oficial.. Ou superior dentro do vilarejo. Alguém que possa ser capaz de me auxiliar. Os olhos daquela garota eram especiais, o sobrenome dela era importante.. Ela poderia fazer parte de alguma família.. Além do mais, eu sou uma Senju. Alguém pode me ajudar também..” Eu cogitei, mesmo que em tese eu não interrompesse aquela elevação de selos da qual eu executara ali. Sem nenhum tipo de pressa, ocasionalmente. Estava tranquila e o sentimento de estar próxima da vila, praticamente em seu interior, me abdicara das preocupações eventuais das quais eu anteriormente estaria. Eu habilmente me formalizava, enquanto que aos poucos eu poderia sentir a mesma energia.. A essência assídua da qual eu havia pressentido ao falar com Ikkido. O sentimento de força da floresta percorria o meu corpo. E me posicionava numa mesma sensação de força da qual eu sentia que.. Eu estava conectada com a natureza. Tal qual Ikkido estivera um dia. Sem abandonar aquelas rápidas tentativas de selo de mão em nenhum momento e aos poucos compreendendo a essência iluminada da qual aquele espirito/homem tivera a intenção de me passar, eu pensara duas vezes sob qual passo eu deveria agir-me. “A Kage e alguns Jounins de elite podem estar no exame Chuunin.. Mas facilmente terão outros Shinobis pela vila. E talvez.. Alguma das que nos atacou ainda possa estar lá.” Cogitei. Mesmo assim, não poderia em todo caso recuar ou até mesmo descumprir com minhas obrigações como Kunoichi; mesmo um tanto quanto abalada.. Eu me dirijo para Konohagakure a passos largos, olhando para o horizonte e eventualmente indo em direção para os portões do vilarejo, sem ao menos nem executar a passagem por casa. Estava predisposta a encontrar alguém que pudesse me orientar depois de toda aquela situação. Avistava as primeiras casas a surgirem em minha frente e aos poucos eu, mesmo um tanto quanto cambaleante e um pouco transtornada depois de todos os acontecimentos, me encaminhava substancialmente para o centro da vila, ainda a executar uma par de selos de mão para que eu decorasse-os. Todas as tentativas com a mesma similaridade da qual aquele selo que eu vira Ikkido usufruindo.
 
HP: (500/500) ☉ CH: (500/500) ☉ ST: (00/02) ☉ VEL: (00) ☉
 
Considerações:
→ Velocidade 0.
→ Treinamento de Atributo de Stamina & selos de mão. (ao invés de 2 seriam 4 pontos pelo mês do UP)
Bolsa de Armas:
→ Shuriken x6 (06)
→ Kunai x6 (06)
→ Fuuma Shuriken x1 (04)
→ Kemuridama x3 (01)
Jutsus Usados:
-x-


_______________________

[Treinamento] - Regressando ExHzwhm

(— Mod. de FichaBanco — )



-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Treinamento] - Regressando - em 7/1/2019, 21:16

@ excelente
-


Layout com edições de Halloween feito por @Akeido Themes e Senko.