>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

[Filler] Sem Medos - Dom 6 Jan - 0:18


Caminhando pelo centro da vila observava os moradores andando de um lado para o outro, movimento normal naquela hora do dia. Olhava de um lado para o outro a procura de algo fora do normal, assim como fizera na noite anterior aonde percorrera toda a vila fazendo sua ronda após ter uma insonia. O sol iluminava os céus sem nuvem alguma atrapalhando, era assim quase todos os dias. Seus olhos focavam-se no alto, quando avistou um pássaro vindo diretamente em sua direção. "O que será?" Se perguntou curioso.

O animal pousava em seu ombro de forma delicada, evitando de machucar o jovem de cabelos alvos que estava em seu melhor estado atualmente. Em sua pata tinha um pequeno pergaminho preso, sinal de uma nova missão a fazer. Pegou com a destra, deixando a ave seguir seu rumo para entregar mais mensagens pelo vilarejo. Enfim, abriu o documento tendo a leitura disponibilizada por alguns minutos, o bastante para entender o que devia fazer em seu novo serviço. "Humm, fazer segurança do filho do senhor feudal? Isso vai ser interessante." De fato seria, então não podia negar.

O pequeno pergaminho foi colocado no interior de sua bag, presa na parte de trás de sua cintura por cima de seu kimono preto, sob o sobretudo branco que rotineiramente usava em seus dias normais. Era sim um estilo um pouco mais antigo, mas de toda forma confortável. "Vamos rápido então." Deu um passo a sua esquerda se colocando de frente a parede de uma casa próxima, impulsionando-se contra o solo alcançando o telhado da construção. Tocou seus pés de forma suave, não queria quebrar nada, caso ocorresse seria obrigado a pagar.

Disparou diante das circunstancia diretamente até o ponto de encontro aonde estaria seu contratante. Não chegaria a sua velocidade máxima, pois não podia se cansar antes mesmo de iniciar sua missão. Pulava de casa em casa, percorrendo um longo caminho até enfim ter a visão do ponto de encontro. Pausou seus passos sobre o terraço de uma casa próxima, podia vê-los bem de onde estava devido a altura do local. Ele não estava só, haviam mais cinco homens ao seu redor, o que lhe fez se perguntar o porque de precisar de um simples gennin para sua proteção.

Enfim, não era hora. Deixou seu corpo despencar de cima da casa, tocando os pés sobre o solo de forma suave evitando de se machucar na queda. Caminhou calmamente até o homem, pausando seus passos ao alcançar uma distância de um metro de todos ali. -Yamanaka Kira se apresentando senhor, fui convocado para ser eu guarda costas durante sua estadia. O reverenciava educadamente, esperando por sua resposta.

Se colocou ereto após sua reverencia, olhando diretamente para o homem no centro do circulo humano. Suas palavras eram normais, nem arrogantes nem mesmo hostis, apenas normais. Questionava o garoto sobre os gennins serem o futuro, mas o que ele de fato gostaria. O jovem de cabelos alvos parou um pouco para pensar, tinha que dar uma boa resposta para não agir de forma grosseira perante ao filho do senhor feudal. -Sim, eu acho que os gennins são uma parte fundamental da vila, até porque eles serão os novos Chunnins, Tokujos e jonnins um dia, precisamos aprender desde cedo o caminho que levará nossa vila ao seu melhor. Pausou suas palavras, começou a se perguntar se ele estava mencionando os gennins da vila ou a própria vila em si, mas procurou não falar nada até ter certeza.

Enfim, o interesse pelo resto do vilarejo rapidamente foi posta a mostra. "Entendi, só preciso mostra a vila a ele." -Claro, mostrarei tudo ao senhor. Podemos ir então? O garoto abriu passagem, uma pequena demonstração de educação para com o homem rodeado de guardas. -Como estamos no centro da vila, podemos começar pela loja de comida, eles fazem uma refeição deliciosa de fato. O garoto então iniciou sua caminhada ao lado da roda de mal encarados, mantendo uma certa distância do seu contratante, o bastante para que o mesmo pudesse escuta-lo.

O cheiro de comida pairava no ar, pausaram os passos a frente do restaurante um pouco movimentado. -Está sentindo o cheiro? A comida daqui é muito boa. Sorriu para o senhor, ao terminar de falar. Não sabia se ele gostaria de parar ali para comer algo, então perguntou. -Gostaria de comer um pouco ou prefere seguir adiante? Permaneceu calado, apenas esperando pela resposta.

Pelo olhar do homem ao sentir o maravilhoso cheiro da comida ele gostara do local. No entanto para ele não era hora de comer ainda, porém passaria por ali uma outra hora. -Tudo bem então. O garoto voltou a seguir seu caminho junto de seu protegido, observando atentamente ao seu redor enquanto o escutava falar. Suspirou, trazendo uma grande quantidade de ar para seus pulmões enquanto caminhava.

Em meio ao caminho o homem começou falar o que realmente lhe interessava ver. De fato, a visão de cima das montanhas era deveras esplendida, e isso o interessava também. -Tudo bem, o levarei até lá. Caminhando o contratante fez uma nova pergunta, agora sobre sua kage. A menina que outrora havia ajudado a vila ao derrotar uma invasora que havia matado o hokage anterior. -Então, nossa kage apesar de ser jovem também é bem poderosa. Ela ajudou a salvar nossa vila de uma mulher que nos invadiu tomando o poder, foi uma luta e tanto, e depois de derrota-la ela foi nomeada a nossa nova Hokage. Havia uma certa expressão de orgulho dos feitos de sua superior, uma enorme admiração, mas voltava a si mesmo enquanto caminhava.

Seus passos o levaram até o alto da montanha, tendo uma bela vista da vila por cima. O vento tocava seu rosto, seus olhos miravam o horizonte enquanto os homens se colocavam posicionados ao redor de seu contratante, mas quem se atreveria a ataca-lo naquele local? Enfim. Voltou seus olhos para o homem no momento em que ele o fez uma pergunta um tanto quanto delicada ao seu ver. Levou sua destra mais uma vez até o queixo pensativo, preparando uma resposta enquanto procurava do fundo de sua mente as palavras certas.

Seus pensamentos foram além do esperado, lhe traziam a resposta que nem mesmo havia pensado durante seus dias na vila. Qual era sua vontade para o futuro? Ele respondeu sem muita demora. -Desejo me tornar um Anbu. Um dos melhores no que faço, que de a minha vila tudo o que ela necessita. Devo muito a eles, e por isso quero compensar com meus serviços. Talvez sua resposta não fosse levada muito a sério, alias quem levaria um gennin a sério não é mesmo? Não se importava, era seu sonho para o futuro. Voltou seus olhos para o horizonte, sentindo o vento tocar em seu rosto.

O garoto mantinha seus olhos vidrados no horizonte, apenas desfrutando da bela paisagem que se encontrava naquele instante. Logo foi interrompido pela voz do homem que protegia, o tirando de seu estado viajante em que se encontrava. Voltou sua atenção para aquele homem e o escutou atentamente suas palavras. Não entendeu muito bem sua primeira frase, mas sua sugestão foi bem recebida. -Pode deixar que farei isso senhor. Espero vê-lo mais um dia. O sorriu para o filho do senhor feudal, o reverenciando em forma de despedida para assim partir daquele local.

Já era noite, e ainda sim não sentia nenhum pingo de sono. Perguntava-se mentalmente sobre o que fazer, até que uma ideia lhe veio em mente. Vasculhar a vila seria de grande utilidade, e se por ventura algo de diferente ocorresse se beneficiaria com isso. Logo avançou sobre as diversas casas que haviam ao longo do vilarejo, indo de um ponto ao outro observando a movimentação. Como já estava anoitecendo o movimento de pessoas era bem fraco. Não encontrava nada demais em algumas partes, em outras pequenas conversas entre bêbados, mas nada que o obrigasse a se aproximar.

Resolveu então dar seu último movimento. Se colocou no alto da torre mais alta da vila afim de vasculhar mais amplamente todo o território. Nada, era o que ele podia perceber ao observar a vastidão daquele lugar. Sem mais o que fazer despencou de cima da construção, indo de encontro ao chão suavemente. Seus pés tocavam o solo de forma a não gerar som algum, nem mesmo sofria um impacto tão grande assim. Sem muito o que fazer decidiu então partir para sua residencia, para descansar e tentar dormir.


HP: 325/325 CH: 375/375 ST: 0/3

Considerações:
Palavras: 1413
Objetivo: +100 status = 200 mes up / Superação do defeito: Timidez (1)
Jutsus Usados:
Armas Levadas:
Kunais - 10
Kibaku Fuuda - 20 (espaço 5)
Hikaridamas - 5 (Espaço 5)
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Filler] Sem Medos - Dom 6 Jan - 1:01

@
-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.