>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Hitoruyami
Chūnin
Hitoruyami
Vilarejo Atual
Ícone : [Filler] Visita 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

[Filler] Visita - 21/12/2018, 09:59

Visita


Era uma manhã chuvosa e o jovem Gakkin não conseguia se levantar de sua cama, mesmo sem sono ele estava deitado enquanto lembrava de algumas coisas, sentia uma energia negativa no ar e a lembrança do funeral de seu amigo Fupuro lhe invadia a cabeça, por algum motivo sua mente focava na lembrança daquele dia, o céu estava nublado e ele estava em pé de frente a lapide de seu amigo, tinha vestido a roupa mais escura e formal que encontrara em seu guarda-roupa para comparecer ao que seria um dos eventos mais tristes de sua vida, um tanto considerável de pessoas compareceu ao funeral, adultos e crianças que Fupuro ajudou enquanto em vida, elas também pareciam tristes diante da morte dele, mas o mais transtornado era Gakkin, que olhava para a lapide com um olhar vazio, não se podia mais ver lagrimas em seus olhos pois elas já haviam secado, aos poucos as pessoas iam embora e o jovem ficava cada vez mais sozinho, no final só restara ele sentado em frente a lapide de seu amigo, quando do nada ele ouviu uma voz, "ora ora ora, você esta aqui a quanto tempo?" perguntou um homem que se aproximava, "bem você é o único que sobrou aqui, sendo assim você deve ser o tal Gakkin que meu irmão mencionou" o homem tinha uma aparência semelhante a Fupuro, Fupuro era alto, com a pele morena e os cabelos loiros que eram relativamente longos, o homem era quase igual porém seu cabelo era mais curto, pela sua fala e aparência o jovem logo concluía que ele era o irmão de seu amigo, "parece que ele conseguiu o que queria... afinal você esta ai, todo triste pela morte dele" dizia o homem, o que mais incomodava o garoto era a tranquilidade nas falas do homem e o sorriso em seu rosto, o que não era coerente com a situação em que se encontrava, "Esse Fupuro... sempre se preocupando com a vida dos outros, no final eu acho que ele teve o que queria, morreu para salvar alguém, francamente..." continuava o homem, sua fala era de deboche e isso irritava o garoto, quem exatamente era aquele homem? como podia debochar do seu irmão em seu funeral, era visível que tal ser não lamentava a morte de seu irmão, o ar em torno daquela coisa era estranho, o jovem sentia uma agonia e desconforto em sua presença, logo o homem olhava para os olhos do jovem e voltava a olhar para a lapide, com uma expressão de deboche em seu rosto,"bem... cada um com seus problemas, boa sorte garoto, foi bom te conhecer" dizia o homem enquanto se virava e ia embora, o encontro com aquela coisa nunca saiu da cabeça do jovem, mesmo diante de assassinos e ninjas ele nunca sentiu um desconforto tão grande quanto aquele.

O garoto ainda pensava nisso quando ouviu uma batida em sua porta, sempre que alguém batia em sua porta era sinal de uma missão a ser entregue, então por isso o jovem levantava da cama com pressa e se dirigia a porta, logo quando ele abriu a porta sua reação foi um susto, pois não era nenhum jounin com pergaminho na mão que estava la, era o homem, o irmão de Fupuro, que depois de quatro anos o encontrava novamente, "bom dia garoto, a quanto tempo hein, posso entrar?" perguntava o homem com um sorriso no rosto, ele estava encharcado pela chuva que ocorria naquele dia, a face do garoto mostrava a sua surpresa, "Você... oque você fazendo aqui? digo... depois de tanto..." dizia o jovem assustado," Gakkin Gakkin, você tem que sair mais de casa, olhe só pra você, nem consegue falar direito, mas não se preocupe, eu posso te ajudar com isso, posso fazer o que Fupuro não fez..."dizia o homem enquanto entreva sem permissão na casa, "eu não quero sua ajuda" dizia o jovem com mais convicção,"aaah mais você que sim, vamo-la garoto, meu irmão ensinou muitas coisas erradas pra você, desse jeito você não vai poder curtir a vida e..." continuava o homem,"CALA A BOCA!" exclamou o jovem, a raiva era visível em sua fala, o descontrole emocional daquele momento fez com que a marca se manifestasse também, fazendo com que marcas negras cobrissem metade do rosto do jovem por um momento, a primeira reação do homem foi um susto com o aumento de voz do garoto mas em seguida ele demonstrou um olhar de interesse quando viu as marcas negras aparecendo,"tá tá, pelo visto você realmente não gosta dos meus conselhos, mas me diga... como anda sua vida?" perguntava o homem, a sensação de desconforto invadia Gakkin, aquele ser tinha uma espécie de aura que incomodava as pessoas, ele era estranho,"minha vida? minha vida não te interessa" respondia o garoto, ele já não se preocupava com a tal da educação que Fupuro sempre lhe falava para ter diante das pessoas, ele só queria que aquele homem fosse embora, "hahaha, você esta realmente estressadinho garoto, mas qual é, por que toda essa raiva, eu só estou aqui querendo te ajudar" dizia o homem com um tom despreocupado,"e eu só estou querendo que você saia." disse o garoto, "ah... vamos, não faça assim, você realmente me odeia tanto assim? Fupuro era meu irmão e eu só quero ajudar um amigo dele, vamos la, você pode chamar de titio, eu lhe mostrarei o que é VIVER" continuava o homem com um tom de deboche, a sensação de desconforto aumentava acada vez mais,"é realmente difícil de acreditar que você é irmão do Fupuro" Disse o garoto, ao ouvir essas palavras um sorriso estranho invadiu o rosto do homem, sua expressão demonstrava deboche e uma espécie de sadismo, o olhar que o homem direcionava ao garoto gelava sua espinha e fazia seu coração acelerar,"isso é Sakki?" pensou o garoto, sua marca se manifestava novamente diante da presença ameaçadora do homem," é claro que é difícil de acreditar, meu irmãozinho era uma decepção pra família, nosso pai nunca sentiu tanto desgosto por alguém eu acho, hi hi, nunca se perguntou por que apenas eu fui ao seu funeral, a resposta é simples, ninguém da família aguentava olhar na cara do covarde, quanto mais olhar seu tumulo, é muito desgosto pra uma família só" dizia o homem em um tom sádico, a raiva invadia a mente do garoto, porém a presença do homem o impedia de mover, logo a expressão do homem se desmanchava e ele seguia para a porta, "Bem acho que é isso, você foi corrompido por ele, não a nada que eu possa fazer, aproveite sua vida de covarde, adeus" dizia o homem enquanto saia pela porta, o garoto borbulhava de raiva porém não conseguia avançar contra o homem, não conseguia fazer nada diante aquela presença.

Hp:650/650 Chakra:600/600 Stamina:0/5

Considerações:
Filler de 1131 palavras, gostaria que ele fosse uma espécie de prólogo para um arco pessoal que planejo para o futuro.

Bolsa de Armas:
Kunai: 05 UN / 05 ESP;
Shuriken: 05 UN / 05 ESP;
Kemuridama: 04 UN / 04 ESP;
Fūma Shuriken: 01 UN / 04 ESP;



Legenda: UN = Unidade, ESP = Espaço.

_______________________

Ficha:
Ficha de Personagem(Gakkin): ficha.
  Banco Mundial: banco.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Filler] Visita - 21/12/2018, 11:30

@Aprovado. Massa, meus fillers são arcos também, recomendo postar a sequencia no mesmo tópico.
-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.