>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

[Filler] Aventuras Sombrias - Part. 1 - 10/12/2018, 10:39


O vento frio invadia o quarto pela janela durante a madrugada. O garoto em meio aos seus pesadelos se incomodava com o frio, porém não conseguia acordar. O suor escorria-lhe o rosto molhando toda a sua cama que já estava bastante encharcada, resultado de uma terrível noite de sono. Com um susto sentou-se abruptamente em seu colchão observando a escuridão de seu quarto. O suor em seu corpo piorava a sensação de frio que sentia. Procurou se esquentar levando suas mãos aos braços fazendo movimentos contínuos afim de friccionar, mas não adiantava muito.

Ofegante se levantou de sua cama calçando seu chinelo e seguindo até sua janela, a fechou evitando a entrada de mais ar frio. Com a garganta seca saiu de seu quarto seguindo até a parte baixa de sua casa. descia as escadas tranquilamente apoiando-se na parede devido a sonolência que sentia evitando a queda. Chegando na cozinha direcionou-se até a geladeira buscando uma garrafa de água gelada. Sentiu frio novamente ao abri-la fechando o mais rápido possível assim que tivesse o recipiente em mãos. Nem precisou de copo, levou o objeto aos lábios de sentiu a água escorrer pela garganta abaixo lhe satisfazendo. Não precisava mais agora que estava sem cede. Apenas guardou o objeto de volta na geladeira e saiu da cozinha.

Ao sair do cômodo escudava um pequeno barulho vindo de dentro de sua residência. Desconfiou, pois tudo estava trancada, pelo menos era o que achava. Caminhou calmamente até sua sala tentando não ser escutado a procura do que estava fazendo tal barulho. O cômodo assim como os demais também estava muito escuro não dando a ele a possibilidade de enxergar nada. Levou a mão no disjuntor acendendo a luz da área dando a visão plena sobre ela. O que viria a enxergar ali?

Um click e tudo se iluminou. A iluminação repentina incomodou os olhos do garoto por ter acabado de acordar e apenas estar enxergando no escuro até o momento. Levou sua mão afrente deles tentando diminuir o clarão enquanto não se acostumava com a luz. Não levou muito tempo, logo podia enxergar normalmente. Retirou a mão do rosto e deu dois passos para o lado esquerdo a procura do gerador do barulho. Ainda sem ver escutou um pequeno sibilar, como se um animal estivesse ali, mais precisamente uma cobra. "Mas o que é isso?" Perguntava-se mentalmente. Mais alguns passos para o lado saindo de trás do sofá tendo uma melhor visão do cômodo percebeu no canto da parede uma cobra, como assim imaginava. "Como ela entrou aqui?" Olhava para os lados a procura de uma abertura, e logo percebeu uma pequena brecha em sua janela. "Droga!" Se mantinha afastado observando o animal. A atenção dele se voltou em sua direção preocupando o garoto. Ela começava a escorregar em sua direção até parar em alguns metros de distância. Sua cabeça se erguia mantendo seus olhos vidrados no jovem como se pudesse vê-lo.

Em um movimento repentino deu o bote pulando na direção do tokujo afim de lhe morder. Como um ninja tinha bons reflexos, foi o bastante para se defender naquela ocasião. Pulou para seu lado direito saindo do angulo de ataque do ser rastejante o vendo bater contra a parede atrás dele. "Droga, droga!" Não conseguia entender de forma alguma o que estava acontecendo, parecia estar em um pesadelo, talvez estivesse mesmo ainda dormindo em sua cama. "Acorda, acorda, anda!" Nada, percebeu que estava em meio a sua sala acordado. Afastou-se mais atrás mantendo uma grande distância do animal a sua frente que voltava sua atenção mais uma vez para ele.

Algo pior ocorreu. Parado atento no sibilar do bicho a sua frente começou a escutar novos outros barulhos, mais sibilares vinham de toda a casa. Da pequena abertura em sua janela mais e mais cobras escorriam caindo no chão e se juntando a que estava direcionada a ele. Do arco de ligação da sala entre a parte da porta via mais daquelas cobras rastejarem. Logo se viria rodeado daqueles animais. "Mas que porcaria é essa?" O garoto se viu em perigo, pensou se tratar de um genjutsu pois não seria possível tantos animais em um mesmo lugar assim tão repentinamente. Logo juntou seus dedos executando o selo afim de se libertar. "Kai!" Recitou mentalmente. Seus olhos antes fechados em meio a execução da simples técnica agora se abria. Por azar não se tratava de uma ilusão.

Pois é, as vezes temos aquele dia de azar, aquela era a vez do jovem rodeado por animais venenosos. Procurando se proteger endureceu todo o seu corpo e partiu na direção de sua porta na tentativa de fugir. Ao abri-la se deparou com mais animais do lado de fora, todos vinham em sua direção. Estava completamente cercado, o que podia fazer? Bem, decidiu não atacar nem mesmo usar seu segundo elemento, até porque não queria destruir sua casa nem mesmo parte do centro residencial. O que melhor lhe caiu em mente foi impulsiona-se afim de saltar até a casa mais afrente deixando os animais na rua mais abaixo. Foi o que fez. Usando de seu chakra nas plantas dos pés impulsionou-se no chão e partiu para o alto, se mantendo sobre o telhado da casa mais próxima. Tentava entender o que estava acontecendo, foi então que mirou todos os lados a procura de alguém estranho que pudesse estar fazendo aquilo com ele.

Sobre o telhado fazia uma varredura completa ao redor do local em busca de alguém estranho que pudesse estar por trás de tudo aquilo. Não obteve exito, pois não enxergava ninguém em meio a completa escuridão da madrugada. Apesar disso percebeu algo ainda mais estranho, todas as cobras simplesmente sumiam de uma só vez do local como se nunca estivessem aparecido por ali, seria difícil de explicar isso para alguém que não tenha visto o mesmo que ele. Com seu corpo ainda endurecido mantendo toda a sua precaução virou-se para todos os lados mais uma vez em busca de explicações, e em fração de segundos teve como resposta o inesperado. Teve apenas frações de segundos para se defender de uma gigantesca boca que vinha em sua direção em alta velocidade. Para ele tinha tempo o suficiente para se esquivar, mas precisando do auxilio de seu chakra para tal. Impulsionou-se para longe do angulo de investida do animal colossal pousando sobre um outro telhado mais próximo. Impulsivei seria não escutar o grande barulho feito pela colisão da boca do animal com parte das casas ao redor.  

Sobre um novo telhado se perguntava o que estava acontecendo, tentava acreditar no que via apesar de estar bem claro que estava sendo atacado, mas por quem? Observava a enorme cobra perguntam-se o que ela queria. O susto por quase ser engolido o fez soltar algumas palavras involuntariedade. -Mas que porcaria é essa? Não esperava ser respondido, sabia muito bem que não teria quem fizesse isso, ou teria? Enfim, manteve-se atento na enorme cobra a sua frente se preparando para um contra-ataque caso ela viesse a lhe atacar novamente. Suspirou retomando o fôlego perdido anteriormente devido as suas esquivas sucessivas buscando uma maior concentração para analisar melhor a situação em que se encontrava no momento.

Segundos depois decidiu simplesmente disparar para longe dali procurando alguém que pudesse lhe ajudar com aquele ataque sem motivos aparentes. Ao longo do caminho não achava ninguém, pela hora certamente todos estariam dormindo em suas casas confortáveis. Assim como ele ninguém esperaria um ataque repentino de cobras assassinas em meio a uma enorme vila. Mas tinha que ter alguém por traz disso tudo, era isso o que ele queria saber. Provavelmente quem estivesse por traz do ocorrido não estaria dentro da vila correndo o risco de ser encontrado facilmente, talvez estivesse em algum canto ao redor dela mantendo-se escondido até que seu plano desse certo, mas qual seria ele? Enfim, aproximou-se do portão em busca de algum guarda disponível para lhe ajudar sabendo que pela hora seria um pouco difícil de encontrar alguém. Mas como todos dizem, a esperança é a ultima que morre.

Há momentos em sua vida que um sonho é tão real que não se sabe verdadeiramente se está acordado ou dormindo, aquele era um desse tipo. Preso em seu subconsciente sem saber alcançou o portão principal de seu vilarejo aproximando-se rapidamente da guarita bem em seu inicio. Como havia imaginado, não havia ninguém de prontidão, o que lhe despertou a desconfiança, sua vila sempre era bem protegida e não seria aquele dia diferente, ou era? Voltou-se para o local de onde fugia afim de observar o monstro que o atacara anteriormente tetando acha-lo, mas nada. Levou a mão ao queixo pensativo e então começou a deduzir. Não havia ninguém pela vila, não ouviram tamanho barulho feito pelo colossal monstro nem mesmo havia guardas na guarita, sim havia algo de muito errado.

Pois bem, quando damos conta do que realmente é verdadeiro e falso tudo se resolve. O jovem garoto assustado levantou-se do gramado de supetão dando conta de que estava em meio a floresta próximo ao portão de sua vila. Não lembrava de como havia parado naquele local, nem mesmo o que tinha acontecido anteriormente, mas estava ali. Virou-se para a entrada buscando algo a vista e pode ver algumas luzes tremeluzindo ao longe. Pelo visto agora estava bem acordado, ou não? Para conferir beliscou seu braço deixando uma marca avermelhado no local percebendo que desta vez estava em meio ao mundo real. "Nossa, que estranho!" Sim, de fato era tudo muito estranho. O suor em seu rosto escorria pela face até encontrar o chão aonde ainda estava sentado, tinha tido um susto e tanto aquela noite, mas não era o fim ou era?

Pouco a pouco um pequeno barulho foi aumentando o tom vindo do meio da floresta como se alguém estivesse fazendo um tipo de ritual, o que estranho. "Mas o que é isso afinal?" Serrado os olhos buscou enxergar melhor no escuro mas sem sucesso, estava muito bem escondido em meio as árvores. Levantou-se do chão limpando em seguida toda a roupa que vestia atentando-se no som que escutava. Suas narinas alertavam para um possível inicio de incêndio visto o cheiro de madeira queimada vinda da mesma direção de onde vinha tal som. Era hora de tomar uma decisão, ir averiguar o que era aquele barulho ou voltar para sua vila e chamar reforços? Por alguns segundos se manteve parado apenas pensando até enfim se decidir. De forma lenta e cuidadosa segui o cheiro e o som até se deparar com um tipo de acampamento e alguns instrumentos sendo tocados. afim de não ser visto escondeu-se atrás de uma das árvores verificando o que era toda aquela reunião.



HP: ----/---- CH: 2150/2150 ST: 0/11

Considerações:
+ 100 Status + Qualidade Sábio (1)
Palavras: 1808
Ações:
Jutsus Usados:
Armas Usadas:
Armas Especiais:

Armadura:
[Filler] Aventuras Sombrias - Part. 1 Smaizlm
Kami no Hogo - Selada no Peito
Espécie: Lendária
Rank: S
Descrição: Quando um ninja não possui uma boa defesa ele acaba sucumbindo perante aos ataques mais poderosos de um inimigo, ou até mesmo fracos por não ter como se defender. Foi pensando nisso que um ferreiro ninja ao perceber os danos causados em algumas armaduras e a dificuldade que elas geravam aos movimentos de ninjas reduzindo sua mobilidade resolveu criar um item diferenciado. Com o uso de seu chakra e fibras altamente resistentes e maleáveis o homem desenvolveu uma armadura altamente poderosa defensivamente e auto-regenerativa afim de evitar os altos custos em sua reforma. Outra coisa levada em conta foi o modo de se levar as armaduras convencionais, na maioria das vezes os ninjas tinham que carregar suas proteções para cima e para baixo tendo que coloca-las no momento de seu uso, o que dava uma certa desvantagem a eles, com isso efetuou um selo bem no centro de seu peitoral cujo o uso seria para sela-la diretamente em uma parte do corpo do usuário, mais especificamente no centro do seu peito, tendo maior liberdade para acessa-la no momento em que precisa. Querendo que tal proteção fosse total fez a armadura com uma proteção facial além de uma proteção da cabeça, pescoço e afins, deixando todos os pontos de seu corpo protegidos de ataques.

Habilidades 1: Levando em conta a desvantagem de um ninja em carregar seus equipamentos ninjas esta armadura de corpo inteiro foi criada de forma a se selar em uma parte do corpo do usuário de forma a ser guardada por ele e assim liberada no momento em que ele precisar de seu uso. Geralmente o selo se forma no centro do peito do dono da armadura facilitando o vestimento da mesma que aparece no mesmo instante cobrindo toda a parte de seu corpo até mesmo seu rosto, deixando sua respiração passar normalmente pelas pequenas aberturas feitas na parte facial. Para liberar o selo e assim trazer a armadura ao seu corpo é necessário o gasto de 35 ch, a mesma quantia deve ser usada para que retorne ao seu selo.

Habilidade 2: Assim como todos os equipamentos possuem uma certa durabilidade esta proteção também, apesar de ser bem mais alta do que as demais. No entanto sua segunda habilidade faz dela um equipamento mais bem feito e duradouro, isso porque com um gasto referente ao dano que levara a armadura se regenera voltando ao seu estado inicial sem nenhum tipo de falha ou dano em toda a sua extensão, isso a faz ser uma boa forma de defesa para aqueles que não possuem uma grande quantidade de chakra ou um grande arsenal defensivo. O limite de regeneração da armadura é de 3 por tópico.

Raijin no Ken - Presa na Cintura
Armas Levadas:
Kunais - 5
Shurikens - 5
Kibaku Fuuda - 20 (espaço 5)
Hikaridamas - 5 (Espaço 5)
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Filler] Aventuras Sombrias - Part. 1 - 10/12/2018, 13:24

@
-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.