>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, mas simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Verão
Últimos assuntos

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

[Fillers] Astaroth - em 17/11/2018, 22:53

O Prodígio

KUMOGAKURE NO SATO — Evolução


[01/01]

A fome começava a lhe atormentar novamente, depois de longos meses. Tatara devia manter sua integridade, pois era membro de um Vilarejo civilizado. Esperava a manhã chegar. Era chamado para uma missão nos arredores da Vila, e usava essa vantagem para procurar sua refeição naquela noite. Mas devia se apressar, antes que a fome lhe atormentasse a ponto de não diferenciar quem ela poderia atacar. Seus instintos ghouls, quando estavam com fome, lhe dava sensações que um ser humano comum jamais suportaria. A fome era comparada a um verdadeiro inferno, fazendo a pessoa agir como uma criatura demoníaca, buscando somente matar a fome.

Ele ajeitava suas coisas, com dificuldade. Colocava a espada nas costas, a bolsa ninja no cinto, e partia. Era mais de 00h, e todos na Vila já estavam dormindo. Saía pela porta principal de sua casa, e numa corrida, saltava para os telhados das casas, que davam caminho ao portão. Não tinha ninguém lá, e fazia o máximo para não ser vista, e levantar suspeitas. A cada passo, a fome aumentava ainda mais. Era algo incontrolável. Seus olhos já mudavam de cor, ativando o Kakugan, Hijutsu do clã Washu. Era o primeiro sinal de que ele precisava se alimentar urgentemente.

Conforme andava pelos arredores de Konoha, podia avistar um grupo correndo em direção ao norte. O grupo estava encapuzado, todos portando longas katanas. - Bandidos... - Pensava o rapaz. Sem hesitar, liberava sua Bikaku, criando em sua lômbar uma enorme cauda, medindo 2m de comprimento, feita totalmente de células RC, graças a Kekkei Genkai. Com um avanço simples, usando auxílio de um Shunshin no Jutsu, chegava em direção ao grupo, que era formado por quatro membros. Em uma simples movimentação, sacava a sua Kusanagi com a mão esquerda, e movimentava a espada na horizontal, na direção da barriga dos dois a sua esquerda, e com sua Kagune, fazia o mesmo movimento com os dois da direita.

Em um simples segundo, o grupo era morto. A bandana era diferente das vistas. Tinha um símbolo aparentando ser um pentagrama. Assim, ele tinha certeza de que ali seria feita sua refeição. Com auxílio de sua Kagune, começava a devorar os corpos, começando sempre pelos braços, indo depois para as pernas e devorava o restante do membro. Aos poucos, seus olhos começavam a voltar ao normal, e os instintos animais também iam desaparecendo. Por muito tempo Tatara se alimenta de bandidos, devido morar em um local onde a civilização é ordeira e pacífica. Se preocupava, pois por um descuido, quase perdeu o controle.

Saciando a fome, retomava ao seu controle, e se preocupava em limpar os vestígios dos assassinatos. Mesmo sendo bandidos, a guarda de Kumo não aceitava mortes assim. Limpava, eliminava os restos dos corpos, e saía andando. Guardava sua espada de volta na bainha, e seguia rumo de volta ao Vilarejo. Os passos eram calmos, afinal, estava cheio. Era difícil fingir ser um civil normal, enquanto a criatura dentro de si falava mais alto. Seus pensamentos distantes eram interrompidos, quando um homem surgia a sua frente, cerca de 10 metros. - Nem parece mais a mesma crianças de antes. Afinal, você nunca agiu como uma criança não é, Tatara? - Ele colocava a mão em sua espada, quando ele falava novamente.

- Fique calmo. Você não vai lembrar de mim. Mas quando todos resolveram te odiar, eu estive lá pra te trazer paz. Te transformei nesse grande assassino que você é hoje. - Ao terminar sua frase, ele estalava o dedo, e dores de cabeças tremendas atormentavam o jovem Tatara. Ele ia ao chão, de joelhos, e o homem continuava lá, em pé. - Seu merda, quem é você? Eu matei alguém da sua família? Anda, fala logo. - Gritava a jovem.

O homem ficava parado, quieto em pé. Olhava para o garoto e se sentava num tronco, que tinha pouco mais de 1m de altura. - Claro que não. Eu sou Fuyuki. Fui um dos responsáveis por seu treinamento. Estive observando você por um período, e notei que você não tem usado muito seus ninjutsus. Sabe, encontramos sua irmã, e desejamos que você a encontre. Ela está trabalhando para uma organização que caça a sua raça. Sim, ela usa isso contra seu povo. Creio que isso seja um motivo justificável para ir atrás dela, não? - O jovem sorria.

- Então você quer que eu acredite em um estranho que aparece assim, do nada, nesse papo todo, envolvendo minha irmã? - O homem olhava para ele, e com um olhar irônico respondia. - Sim, ué. Mas caso não queira, está livre para ir. - Tatara virava a cara, e continuava a caminhada. O homem ia embora. Alguns dias se passavam, e ela ficava com aquilo em mente, tentando, mas quase não conseguindo evitar de pensar. Levantava numa madrugada, e começava um grande treinamento de chakra. Realmente, ele mal usava seus Ninjutsus, e isso lhe causava preocupação. Começava uma pequena meditação, e para isso, concentrava chakra em suas mãos.

Sentado no centro da sala de sua casa, o tempo frio não lhe era incomodo. Seus desejos de ghoul estavam saciados. Concentrava em sua natureza de chakra, o Raiton. Conforme liberava o chakra da natureza, sem nenhuma habilidade feita, os raios eram disparados para os lados, não conseguindo manter em uma região só, ou controlá-lo perfeitamente em suas mãos. O garoto concentrava. Com a sua mão esquerda, segurava seu pulso do braço direito, e começava a concentrar o chakra. Dessa vez, usava em uma técnica. O Chidori. Os raios começavam a se dissipar ao redor das suas mãos, como se fossem faíscas de algo.

Com o jutsu, ele controlava exatamente o elemento em sua mão. Agora, tentava sem usar nenhuma técnica. Conforme ia liberando o chakra, tentava por meio dos dedos, e do movimento da mão, controlar o chakra para que ele ficasse dentro de sua mão, exatamente na palma dela. Conforme passava o tempo, eles iam se fechando, formando uma espécie de círculo, algo parecido. Tentava controlar o chakra da forma mais intensa, que era através de sua natureza. Não tinha muita dificuldade, era mais uma questão de se acostumar com aquilo. Concluía com êxito, e o próximo passo, era entender o porque daquele homem, citar sua irmã.

TATARA;
HP: [900|900]; CK: [600|600]; ST: [00|06];

Considerações:
- Aparência: Exatamente assim. Samehada presa na transversal como Kisame usava. Kiba na cintura, ambas na mesma bainha, ao lado direito.

- Importante: Filler, 1039 palavras.

Bolsa de Armas:
- 2 Kunais [02]
- 2 Shurikens [02]
- 8 Kibaku Fuuda [02]
- 1 Fuuma Shuriken [04]
- 8 Senbons [02]
- 2 Ampolas [02]
- 2 Kemuridamas [02]
- 2 Hikaridamas [02]
- 10m Fios Ninja [02]
Armas:
[Fillers] Astaroth 5367992_orig
Samehada
Rank:
S
Descrição: Samehada (鮫 肌, literalmente significando: Shark Skin) é uma grande espada sensível, de tamanho comparável ao Kubikiribōchō. É descrito como o mais terrível de todas as lâminas dos Sete Espadachins e até ganhou o título de "grande palavra" (大刀, daitō), aumentando ainda mais a sua reputação temível.

[Fillers] Astaroth Tumblr_mdjyc7oPKa1rxu6qqo1_r2_500
Kiba
Rank:
S
Descrição: Kiba (牙, literalmente significando: Fangs) é uma das espadas famosas dos Sete Espadachins da Névoa. Cada um deles foi imbuído de relâmpagos, exibindo poder de corte aprimorado de forma semelhante às vibrações de alta freqüência do fluxo de chakra baseado no relâmpago. É essa capacidade que resultou nesses "trovões" (雷 刀, raitō) sendo reivindicados como as espadas mais afiadas existentes.
Técnicas utilizadas:

-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Fillers] Astaroth - em 17/11/2018, 22:53

O Prodígio

KUMOGAKURE NO SATO — Evolução


[01/01]

O zéfiro da primavera gerava um contraste perceptível com as brisas do inverno. —— Mais um dia bosta, sendo mantidos em uma gaiola ... —— praguejou para si enquanto vagava na direção indicada pelo pergaminho. Algumas horas atrás, uma espécie rara de falcão pousou sobre a janela de Tatara levando uma mensagem.

"Compareça aos arredores da aldeia e aguarde mais instruções, convocação imediata."

Algumas horas após deixar os Portões da aldeia da Nuvem, o jovem Washu avistou um balanço infantil e, ao lado, um homem encapuzado. Ao aproximar-se, uma instrução concisa foi pronunciada. —— Tatara-kun, obrigado por ter vindo tão depressa. Não se amedronte por conta dessa capa, prefiro manter minha aparência oculta as outras pessoas, a não ser, é claro, aquelas confiáveis. Você deve acompanhar-me até a Fortaleza da Nuvem. Além disso, a nossa líder está a par da situação. —— disse o senhor, de forma clara e não deixando espaços para ambiguidades. —— Que seja, quero acabar logo pra ir embora, quando começamos? —— Disse o garoto com um tom de arrogância.

Não restavam dúvidas para o jovem, com a ascensão da nova Kage, uma aparente reforma no poderio militar estava acontecendo na aldeia. "Espero que isso tudo resulte em lutas, assim, não passarei fome", afirmou mentalmente.

Inicialmente o garoto tinha uma atitude totalmente arrogante e sem educação. Isso deixava o homem meio incomodado, mas ele ainda assim mostrava respeito. —— Peço perdão pela indelicadeza de não me apresentar. Para isso preciso de um lugar seguro. Não tenha medo, estamos do seu lado. Quero que confie em mim. Por mais que não pareça, tenho idade o suficiente pra vivenciar todas as guerras ninja. —— disse o homem.

"Idade suficiente para vivenciar de todas as guerras ninjas?", indagou-se mentalmente o garoto. —— Você viveu todas as guerras, participou de alguma? Venceu? Eu odeio perdedores. —— disse com seriedade mas, deixando um comentário direto escapar no final de sua fala. —— Eu não estou aqui pra fazer amigos, eu vim cumprir essa missão porque faço parte da Vila. Eu não tenho muita paciência, então quanto menos falar, melhor vai ser. ——

A medida que ambos avançavam ao cume da Montanha, próximos a deixarem os arredores da Aldeia da Nuvem, foi possível notar o surgimento de um portal, onde suas bordas eram formadas inteiramente por relâmpagos, entre duas árvores secas. —— Venha garoto, chegamos. —— disse o senhor, adentrando o portal. —— Finalmente. —— respondeu prontamente ao chamado do homem e o acompanhou em seguida. Tatara mantinha o rosto sério a todo momento.

No mesmo intante em que entrava, tudo mudava. O garoto percebia que o local tomava uma proporção diferente, além da ambientação. Parecia que estavam em uma nuvem, e o céu era completamente nublado. Percebia também que o homem que estava desaparecia, e de repente, uma figura estranha surgia, feita inteiramente de raios. — Então você realmente foi o escolhido dele... Um garoto tão arrogante e cheio de orgulho. Bom, não tenho como evitar isso, então, você veio aqui para aprimorar suas habilidades com seu elemento de afinidade. — No momento em que terminava a frase, o garoto estranhava. — Elemento? Tudo que tenho é meus poderes Ghouls, nada além... — Antes de terminar a frase, o corpo do garoto levava um grande choque. — Você ainda não tinha usado, porém, possui uma afinidade em Raton. E hoje irá aprimorar. Comece tentando liberar seu chakra, e em seguida, quero que concentre em sua afinidade. — Tatara ria, e mesmo achando aquilo puro deboche, tratando aquilo como mera brincadeira, ele fazia o que o homem o pedia. Era algo simples, mas Tatara jamais tinha usado suas habilidades de ninjutsu, pois Yoshimura o ensinou a sobreviver apenas com suas habilidades Ghoul, pois para ele, era a habilidade mais poderosa.

Começava fazendo o que lhe era pedido, concentrando o chakra em seu corpo, a fim de liberá-lo em forma pura, sua real essência. Tatara se assustava, com a sua habilidade ao concentrar o elemento em questão, na sua mão dominante. Ele sorria. — Seu velho maldito, porque está me ensinando isso? — A figura sorria. — Você precisa aprender a ter bons modos, e como um shinobi de Kumogakure, é seu dever dominar o elemento. — O próximo passo era transformar aquele chakra em sua pura essência, ou seja, transformar ele na sua afinidade elemental, o Raiton. Não era simples, mas ele se esforçava ao máximo.

Logo, após alguns minutos repetindo o processo, ele finalmente conseguia expelir o chakra Raiton, sem realizar nenhuma técnica para isso. Isso era ser um Perito Elemental, e era um bônus adicional para Tatara, visto que suas habilidades eram totalmente físicas e brutais, nada tão avançado como técnicas de Ninjutsu, pois ele não era familiarizado com esse tipo de poder. Aos poucos, demonstrava que tinha dominado tudo o que o homem havia lhe ensinado. — Então é só? Irei treinar mais isso em casa. — O velho sorria, e o mandava de volta a Vila, e novamente, percebia que o homem de anteriormente, não estava lá.

O poder do Raiton corria a cada parte de seu chakra, e era estranho acostumar com isso, já que o garoto estava acostumado com apenas o uso da sua força. Retornava então para seu lar. Sentado no centro da sala de sua casa, o tempo frio não lhe era incomodo. Seus desejos de ghoul estavam saciados. Concentrava em sua natureza de chakra, o Raiton. Conforme liberava o chakra da natureza, sem nenhuma habilidade feita, os raios eram disparados para os lados, não conseguindo manter em uma região só, ou controlá-lo perfeitamente em suas mãos. O garoto concentrava. Com a sua mão esquerda, segurava seu pulso do braço direito, e começava a concentrar o chakra. Dessa vez, usava em uma técnica. O Chidori. Os raios começavam a se dissipar ao redor das suas mãos, como se fossem faíscas de algo.

Com o jutsu, ele controlava exatamente o elemento em sua mão. Agora, tentava sem usar nenhuma técnica. Conforme ia liberando o chakra, tentava por meio dos dedos, e do movimento da mão, controlar o chakra para que ele ficasse dentro de sua mão, exatamente na palma dela. Conforme passava o tempo, eles iam se fechando, formando uma espécie de círculo, algo parecido. Tentava controlar o chakra da forma mais intensa, que era através de sua natureza. Não tinha muita dificuldade, era mais uma questão de se acostumar com aquilo.

TATARA;
HP: [900|900]; CK: [600|600]; ST: [00|06];

Considerações:
- Aparência: Exatamente assim. Samehada presa na transversal como Kisame usava. Kiba na cintura, ambas na mesma bainha, ao lado direito.

- Importante: Filler, 1039 palavras.

Bolsa de Armas:
- 2 Kunais [02]
- 2 Shurikens [02]
- 8 Kibaku Fuuda [02]
- 1 Fuuma Shuriken [04]
- 8 Senbons [02]
- 2 Ampolas [02]
- 2 Kemuridamas [02]
- 2 Hikaridamas [02]
- 10m Fios Ninja [02]
Armas:
[Fillers] Astaroth 5367992_orig
Samehada
Rank:
S
Descrição: Samehada (鮫 肌, literalmente significando: Shark Skin) é uma grande espada sensível, de tamanho comparável ao Kubikiribōchō. É descrito como o mais terrível de todas as lâminas dos Sete Espadachins e até ganhou o título de "grande palavra" (大刀, daitō), aumentando ainda mais a sua reputação temível.

[Fillers] Astaroth Tumblr_mdjyc7oPKa1rxu6qqo1_r2_500
Kiba
Rank:
S
Descrição: Kiba (牙, literalmente significando: Fangs) é uma das espadas famosas dos Sete Espadachins da Névoa. Cada um deles foi imbuído de relâmpagos, exibindo poder de corte aprimorado de forma semelhante às vibrações de alta freqüência do fluxo de chakra baseado no relâmpago. É essa capacidade que resultou nesses "trovões" (雷 刀, raitō) sendo reivindicados como as espadas mais afiadas existentes.
Técnicas utilizadas:

-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Fillers] Astaroth - em 17/11/2018, 22:56

-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Fillers] Astaroth - em 18/11/2018, 02:04

@Aprovados
-
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [Fillers] Astaroth -

-


Edição de Natal por Loola e Senko.