>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, mas simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 70DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Primavera

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

[Fillers] Kurona e Nashiro - em 14/11/2018, 23:55

A Mestra do Ninjutsu

Como tinha combinado com sua irmã, iriam buscar poder e reconhecimento. Queriam ficar fortes, mas do jeito delas. Nashiro então se dividia de sua irmã, pois queria conversar. — Kurona-chan, estive pensando seriamente em algo. Sempre buscamos ir atrás de esquisitões, monstros e mutantes. Pensei que talvez pudéssemos então, buscar algo diferente, assim como nós, para usar como vantagem para nós. O que acha? — Kurona se sentava na cadeira, e respondia. — Acho que entendi. Já que somos assim, vamos nos envolver com coisas mais estranhas ainda? Pode ser uma boa. — Nashiro sorria, e chamava sua irmã para sair. — Então anda, se vista, sei um local apropriado para isso. — Então, Nashiro voltava para Kurona, que logo se vestia com suas roupas padrão.

— Nashiro-chan, pra onde nós vamos? — Questionava Kurona, porém sua irmã não falava nada, apenas a direcionava. O alvo de ficar fortes, agora era quase priorirdade. Porém, queriam buscar habilidades incomuns, ou que pessoas normais não se interessariam, por uma simples questão considerada inútil pelas irmãs, chamado estética. — Vamos visitar um médico, louco, mas inteligente, e um shinobi bem dedicado. — Elas andavam então, rumo ao centro da vila. Estava de noite, começo de noite, provavelmente iriam o encontrar lá. Kurona chegava até lá, e batia na porta, ao mesmo instante que Nashiro se separava dela.

Quando esperava na porta, uma mulher abria a porta. — Nashiro-chan, você realmente veio. — Kurona olhava na mesma hora para sua irmã, com um olhar completamente de ódio. — Nashiro, porquê não me disse que íamos ver ela? Touka-chan, perdão, mas a Nashiro ultimamente, não me diz quase nada. — Touka sorria, e pedia para elas entrarem. — É uma honra ter as irmãs Yasuhisa aqui na minha casa. Na verdade Kurona-chan, não falei nem mesmo para Nashiro o motivo de ter chamado vocês aqui. Bom, descobri recentemente, que uma das habilidades que tenho, está sendo considerada como uma técnica proibida. O novo líder do Vilarejo de Origem da habilidade, está matando todos os que a possuem. Seria egoísmo talvez, mas queria passar essa habilidade a vocês, como recompensa por vocês me ajudar a tirar esse cara do poder. — Kurona ficava séria, e Nashiro não tomava nenhuma decisão. — Kurona-chan, era sobre isso que eu tinha lhe falado... — Kurona olhava para Touka, e logo a respondia. — Não soa egoísmo, não para nós. Ter poder hoje em dia é um fardo, e muitos invejam poderes que não têm, ou não que não possam usar. Estamos dentro, quanto partimos? — Touka falava que iriam pela madrugada, então, ainda teriam aquele dia para discutir informações.


Touka olhava para Kurona, que era quem sempre estava no comando. — Kurona-chan, como você estará no controle de vocês duas, iremos combinar o caminho. Eles me conhecem, é claro. Eu pensei em entrarmos lá como comerciantes. Podemos usar Henge no Jutsu para armar uma ótima armadilha. Vamos usar um carrinho que tenho, encher ele de coisas, e ai Nashiro usará o Henge para se disfarçar em um cachorro, que seguirá eu e Kurona, como dois comerciantes velhos, com cara de bandido, como eles normalmente tem. E ai, usamos para nos infiltrar no escritório de Tarou, o líder, e o matamos lá mesmo. — Kurona olhava para sua irmã, e ria profundamente.

— Touka-chan, seus planos são engraçados, mas sempre são muito inteligentes. Já topamos. Nashiro volte, vamos dormir. — As irmãs se juntavam novamente, e se preparavam para a viagem. O caminho era longo. Cerca de uma hora de viagem a pé. Porém, como ninjas, tinham uma agilidade fora do comum, o que adiantava o tempo para chegarem lá. O plano começaria a ser executado nos arredores do País da Flor. Kurona pensava na habilidade de Touka, e o quanto ela seria efetiva, ainda mais com a vantagem de ter sua irmã consigo.

O dia seguinte chegava, e os preparos já tinham sido feitos. Touka saía carregando a carroça, e Kurona a seguia. As possibilidades de os inimigos também terem armado armadilhas era grande, porém, não contavam tanto com isso. Iriam preparadas. A caminhada era feita. O caminho era rodeado de árvores, e conforme avançavam até o destino, um grand campo de flores podia ser visto, e logo, a caminhada era tomada por milhares de flores, das mais diversas cores e tipos. Era algo realmente magnífico de olhar. Kurona estava completamente focada, afinal, iam ganhar uma nova habilidade, se conseguissem vencer a batalha e tirar o homem do poder, pois era o pedido de Touka.

Elas já tinham uma amizade a tempos, pois Touka, também foi criada no laboratório junto de Kurona. Era mais pela consideração do que pelas recompensas. Chegavam então no ponto estratégico que tinham combinado. — Kurona, Nashiro, vamos lá. — As irmãs se dividiam. Nashiro se transformava no cão logo de cara, e Kurona juntamente de Touka, se transformavam em dois velhos comerciantes. Não tinham certeza se daria certo, porém, estavam preparadas para qualquer novidade. A Kusanagi de Kurona se transformava em uma adaga, ficando na mesma posição que a bainha da espada.

Começavam a caminhada, pois o portão de entrada da Vila que elas tinham como destino ficava a pouco menos de um quilômetro. Qualquer deslize ali poderia ser fatal, ocasionando assim nos espertar dos guardar e etc. Ao passar pelo portão, não tinham problema algum. Mas, o problema se dava, ao chegarem em frente ao escritório, de onde o líder ficava. O mesmo surgia de pé, diante o portão. — Touka, sempre achei que você iria voltar. Sabe, minhas habilidades sensoriais melhoraram muito, mas na verdade, não me lembro de ter dito a você sobre elas... E o melhor de tudo, você é a única detentora do Shikigami no Mai, e nós vamos tirar ele de você... —

Assim, dois ANBU surgia do portão, e avançava contra Kurona e Touka, que logo voltavam a sua forma original. Nashiro mantinha sua posição, e quando os ninjas apareciam, ela voltava a sua forma normal, com uma kunai em cada mão, cravando ambas na cabeça dos ninjas. Kurona aproveitava disso, e avançava na direção do líder, com a Kusanagi em suas mãos. Buscava um corte na diagonal, do ombro até o final da barriga. O homem erguia seus braços, e com o próprio membro, protegia o ataque. O braço era coberto por uma camada de ferro, por isso resistia o ataque, mas era altamente danificado, pela potência do ataque. Ele não percebia, mas no momento em que Nashiro atacava os homens, ela já retornava para Kurona. E isso lhe foi fatal. No momento em que impede o ataque de Kurona, sua irmã sai de seu corpo, e com uma kunai que pegava da bolsa de sua irmã, acertava o crânio do homem, o encerrando ali.

Para as irmãs, era algo simples, como cortar uma fruta ou algo assim. Era óbvio, que aquela vila não tinha um poderio militar alto como as outras vilas. Touka se impressionava, com a Habilidade das irmãs, e a destreza e agilidade que tinham em combate. Em um só movimento, o combate era findado. - Devo confessar que ainda não me acostumei com esses movimentos Nashiro-chan. Porém, esse maldito foi morto. - O corpo do homem se transformava em pó, e um papel estava perdido no meio de seus restos. Touka avançava até o local, e logo ia ver o que era.

- Maldito. Ele tinha conseguido. - O papel era um acordo, declarando que o Shikigami no Mai fosse extinto, e varrido do mundo ninja, com ordem direta da Vila da Flor. - Agora, que esse verme está morto, eu ficarei no comando. Pessoas não passarão mais fome, nem nada do tipo, dificuldade nem nada. Vamos prosperar novamente, e dar a vocês, aquilo que meu pai queria. - Touka se emocionava, e pegava a capa de líder da Flor que estava com o morto. - Kurona-chan, Nashiro-chan, obrigada. Como prometido, irei dar essa habilidade a vocês. Vamos repousar por hoje, e amanhã iremos treinar. -

Descansava aquela noite, colocando em mente algumas coisas. - Nashiro, Touka está realmente focada na ciência não? Ela está quase esquecendo de lutar. Fico tentando imaginar o tanto de habilidades que ela possui, mas não usa por medo ou algo parecido. Mas não devemos focar nisso. O que acha, Nashiro-chan? - Nashiro se deitava na cama do quarto de hotel onde estavam. - Ah, acho que devemos deixar isso pra ela, e focar no nosso ganho. Sabe, ultimamente tem acontecido algumas coisas no mundo ninja, e isso tem me preocupado. Ninjas com olhos repleto de dons, pessoas imortais. Acho que qualquer ganho em habilidade para nós é vantajoso. Ainda wc precisamos nos encontrar com aquela Uchiha de expedição até aquele servo Jashin. As habilidades dela... -

Kurona sorria , e a respondia. - Não temos força pra pegar aqueles olhos Nashiro. Mas bem que seria uma boa, os reflexos dela e etc... - Então elas dormiam para o dia seguinte. Ao acordar, Touka as esperava em frente o hotel. - Vocês estão aí. Então vamos lá? Bom, o Shikigami no Mai, é um jutsu corpóreo, capaz de transformar o corpo todo em folhas de papel. Taijutsu, ataques físicos e afins, são completamente inúteis. Leiam esse pergaminho, e em seguida vamos começar o processo. -

Lia o pergaminho sem hesitar. A habilidade sem dúvida era algo fora do normal mesmo, totalmente poderoso e raro. Transformar o corpo em papel, realizar jutsus de papel com mestria e etc, era realmente algo que despertava interesse nas irmãs demônio. - Nashiro, tive pensando nisso, com o domínio sobre o Futon, que eu te falei que pretendia dominar. Touka, aquela habilidade que mencionou, sobre os tentáculos e etc, canibalismo. - Kurona sorria. - Como é? Estive pensando nela também como complemento, queria saber mais a respeito dela, se realmente ela existe. - Touka olhava para ela e ficava séria. - É algo que hoje em dia não posso mais falar Kurona-san. Mas vamos ao que interessa. Peguem. Essas folhas de papel são puras, normais, sem chakra nem nada. Vocês deverão transformar elas em partes de seus corpos, como se fossem uma segunda pele ou camuflagem, como bem entenderem. - Kurona e Nashiro juntavam frente a frente uma da outra, e começavam a fazer o pedido. Kurona começava liberando chakra nas mãos, com a folha na mesma, e colocava sobre seu braço esquerdo. Nashiro fazia isso tentando transformar o papel na paa da sua mão, para fazer com que o mesmo se camuflasse em sua pele.

Claramente era uma habilidade de difícil controle. Mas as irmãs faziam de tudo para conseguir aquilo da melhor forma, e da mais rápido também. Afinal, tinham coisas a resolver na vila. Queriam retornar a vila e subir de graduação, pois queriam fazer muito mais em nome da Konoha, além de melhorar sua relação com os outros membros da Vila. Era necessário. Por incrível que pareça, o alto controle de chakra ajudava elas a aprender a técnica mais rápido ainda. A primeira folha que elas colocavam, já se camuflava na sua pele. O primeiro passo era dado.

Touka agora, pedia pra elas realizarem um fuinjutsu, para selar os papéis em seus corpos. Dessa forma, elas conseguiriam usar o corpo por meio das folhas, além das técnicas e etc. Realizavam, e logo as folhas entravam no corpo das duas, no selo demarcado no braço direito das irmãs. Agora elas podiam fazer uso das habilidades. Começavam os testes então. Logo tentava usar o primeiro jutsu que mostrava no pergaminho lido anteriormente. Era poucos Selos, e logo, o corpo de Kurona se transformava em milhares de papéis. Nashiro, usava o papel para criar um par de asas enormes em suas costas e levantava voo.

Touka se sentia orgulhosa. Passava uma de suas habilidades para as garotas, e sabia que fariam bom uso de tal habilidade, da melhor forma possível. — Muito bem garotas, aos poucos, vocês irão se adaptar melhor. Então, é isso. Vocês já vão voltar? Eu vou buscar as coisas na minha casa na outra semana, e aí possivelmente irei visitar vocês. Obrigado novamente Kurona-chan, Nashiro-chan. O que precisarem, podem contar comigo. — Assim, as irmãs se despediam e voltavam para Konoha. — É, Nashiro-chan, estamos evoluindo. Pensei muito no que me disse, sobre isso não ser uma maldição, e acho que estamos provando que não é. —

Nashiro sorria. — Sim, sempre tentei encarar isso da melhor forma. Precisamos treinar ainda mais nosso combate juntas, com nossa habilidade, poucos vão esperar receber um outro ataque sem ver algum clone das sombras, coisas que raramente vamos precisar. — Começavam então a debater possíveis combos, ataques surpresas e etc. Agora era hora de evoluir ainda mais. Tinham coisas a fazer na Vila, e tentar buscar mais reconhecimento na Vila, e da própria Hokage. As irmãs estavam cada vez mais fortes e dedicadas, além de estarem sempre mais juntas, a cada batalha ou confronto que enfrentam juntas. Chegavam na Vila.



Considerações:
Filler 2125 Palavras + Qualidade Conhecimentos Anatômicos (01)
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Fillers] Kurona e Nashiro - em 15/11/2018, 02:09

-


Edição de Natal por Loola e Senko.