>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno
Últimos assuntos

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Fillers — Maya. - Seg 12 Nov - 13:51



Maya Lee.
HP: 200/200
CH: 200/200
ST: 00/03
Template por @MilkWho

Titania.
ライフコブラ


— “Maya! “ — A voz retumbaria como um trovão sobre a cabecinha da jovem Lee, que ergueria o olhar acastanhado de uma maneira quase confusa, e lá estava ele, tão alegre e firme, como sempre, e bem-humorado, papai Rin. Ele então acordara naquela vibe pelo fato de que sua filha já estava em uma idade mínima para treinar em uma das artes ninjas. E era de se esperar de que ela fosse seguir com a rota do meio, pois ambos eram Lee, era de tradições que estes viessem sob o viés das artes da luta corpo a corpo, passando de geração em geração dos Lee. — “É hoje que começamos nossos rituais, treinos de inicialização ao Taijutsu! “ — Ele vibrava.

A menina então sem saber muito do que se tratava, sorriu e acompanhou o pai, o seguindo para cima da colina de onde moravam. Dessa vez, eles iriam até mais encima, no alto da colina mais distante do solo, onde se poderá ver toda a Iwagakure no Sato. — “Cuidado querido! Não se animem muito! “ — Diria sua mãe e esposa do nobre homem, ao longe, acenando para eles. — Tchau mamãe! — Gritaria a garotinha antes de partir para com seu pau, acenando previamente antes de se virar. Então a menina de fios ruivos passou a caminhar lado-a-lado com seu pai enquanto subiam acima, novamente o objetivo era alcançar as colinas altas para treinamento.

— “Então filha! “ — Começaria o pai de Maya há algum tempo depois. — “Sabia que seu avô fora um grande mestre das Artes do Corpo?! Ele era conhecido como o grande Dragão Dourado! ” — O shinobi executaria uma série de socos para frente após tal ato, seguindo de um chute ascendente para cima, e um urro energético. — ‘’Yooooohhh!  “— Berraria ele. — Nossa papai, então vovô Gyatso foi alguém muito forte! — Diria a garota, inocentemente, apesar das loucuras de seu progenitor, ela o amava muito, seu pai era sempre alguém que a animava o tempo todo. — “Sim! Ele era! Até lutar bravamente com um inimigo formidável que custou sua vida. ” — Aquela última frase geraria uma friagem no local.

— “Não faça essa cara... Você sabe, eu já te expliquei antes. ” — A luz do homem surgiria sobre o semblante emburrado de Maya, mudando este de expressão, em que ela adquiriu uma faceta mais desafiadora, mais pensativa também. — “Os Oito Portões são pontos de chakra que limitam nosso corpo... Se existem limitações, é porque não é para usar! Não é para ultrapassar o limite!  Mas, nós, Lee’s, meio que podemos quebrar estes limites, mas nenhum de nós sobrevivemos ao último, aliás, ninguém sobreviveu a tal poder até hoje. ” — Explicaria o pai, o que faria as engrenagens girarem sobre a mente da ruivinha. — “O último portão é responsável pela grande liberação de poder a partir da abertura do coração. “

— Ahamm... — Maya diria algo, mesmo que já soubesse, ela tinha de ouvir tudo de novo, afinal, era algo em que ela iria ter uma reinicialização, mas na prática propriamente dita. — “Como sabe, o Oitavo Portão é conhecido como o Portão mortífero porque é onde atinge seu coração. O coração é responsável por pelo menos 80% do funcionamento do seu corpo. Fora o seu cérebro. E é onde se há a famosa fonte de vida! Onde a vida é batida e rebatida! ” — Ele tagarelava mais e mais, enquanto a garota só fazia escutar. — “ Você abre um ponto no seu coração! Esse ponto libera muito chakra e muito ar! E muita energia, mas libera todos os pontos do seu corpo possíveis, isso permite a quebra total do seu sistema! ” — Finalizaria.

— Pai, é por isso que você não vai me ensinar tudo? Como você disse? Mas se for o caso, acho que não tem problema. — Perguntaria a garota, ainda que não se mostrasse mais abalada pelo fato de que um poder que poderia usar no futuro poderia matá-la. — “Não Maya. O sentido é de que terei que te ensinar aos poucos, é uma tradição de nosso Clã treinarmos até sermos capazes de abrir todos os portões. Você não está isenta. ”  — Mas pai, usarei o último portão, somente como último recurso. Quando não houver mais nada, quando tudo estiver acabado, quando eu estiver encurralada. — “Bem, quem decide se encurrala é você. Não sou eu quem deve decidir as coisas por você. Tem sete anos e já sabe o que é certo e errado. ”

— Entendi. — Diria ela. — Então não estou surpresa, se olhar de um certo modo, todos n´s morreremos um dia, tudo o que mudará é que iremos reencarnar em novos corpos e seguir com a roda da vida. Sempre encontrando nossos amores e melhores amizades por toda a eternidade. — “Nossa! Me surpreendi! Você já está pensando como uma menina muito madura para a sua idade. ”  Seu pai diria, de fato impressionado — Bem, dizem que os livros crescem nossas mentes e nos fazem mais sábios... — Ela refletiria um pouco, pensativa. — “ De fato! Pelo visto tem lido muito! Mas, não esperava que fosse tanto! ” — Bem, às vezes, ser paparicada o tempo todo e sendo desejada por garotos da academia me faz cansar as vezes. — Diria ela.

— “Entendi filha! “ — Diria ele, a pegando no colo e correndo para com sua filha para as colinas. Maya poderia sentir a energia do Taijutsu emanar de seu corpo ao tempo em que o vento vibrava sob sua face, esvoaçando seus cabelos, e ouvir o próprio zunido do atrito, das folhagens se mexendo e do próprio movimento. — “ Ler livros é o que faz para matar tempo então?!” — Questionaria o homem, vendo o topo grande da colina se aproximar. — Também, papai! É mais como um hobby também! Gosto também de brincar de lutinha! Quantas vezes não dei uma de inspetora geral dos meus amigos para enfrentar meninos no mano a mano?! Afinal, igualdade de gênero também é importante! Abaixo o machismo! — Bradaria ela. E eles então chegariam no topo da colina onde o grande sol estava nascendo, iluminando a tudo, o treinamento iria começar.


1000 palavrinhas para o dobro de Status com Fillers, segundo a regra e o evento em andamento.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: Fillers — Maya. - Seg 12 Nov - 13:57

ap
-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.