>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Primavera
Últimos assuntos

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

[Treino] Inteligência - 3/11/2018, 14:57


Amargo Caramelo HP: 475/475 e CH: 225/225

Era fim de tarde em Kumogakure no Sato, e Amargo caminhava por uma das suas ruas, indo ao encontro de seu pai que tinha convocado ele para um treino. Era uma hora irregular e o garoto não fazia ideia porque diabos tinha sido mandando para encontrá-lo no centro do vilarejo, em vez de um campo de treinos. Avistou o homem ao fim da rua, iluminado pelas luzes do interior de uma casa. Não era uma casa, mas sim um clube: O Clube de Xadrez da Vila de Kumo.

– Boa tarde, filho! – Cumprimentou o homem. – Pronto para o seu treino? – Perguntava. – Sempre! – Respondeu, determinado. – Mas… Onde é que nós vamos treinar? – Perguntou o Kumonin. – Nós não. Hoje é apenas você. É o seu treino! – Informou. – Dentro do clube irá encontrar duas mesas com um lugar vazio. A dificuldade entre a primeira e a última irá aumentar. Sei que você conhece a regra do jogo e, portanto, a sua missão é vencer os dois jogos. Pode repetir se sair derrotado, mas só iremos sair daqui quando você derrotar os dois adversários. – O homem orientou. – Este é o treino mais estranho que você já me deu… Mas tudo bem, vamos lá!


Amargo entrou no estabelecimento e se aproximou da primeira mesa e se sentou na cadeira destinada para ele, cumprimentando o seu adversário em sinal de respeito. Era um jogo sem tempo e o adversário ficara com as peças brancas, iniciando assim o jogo movendo um peão em frente. Amargo fez o mesmo a um dos seus peões, abrindo assim o caminho para um dos bispos. O adversário moveu outro peão, demonstrando uma atitude ofensiva e abordagem frontal. "Vou manter o meu jogo defensivo até encontrar uma falha e aí desmancho o jogo dele" Com esse pensamento, Amargo moveu o cavalo do seu lado esquerdo, fazendo-o ladear o peão que avançara anteriormente, enquanto que o adversário fazia a sua jogada, movendo um dos seus cavalos também. Avançou o cavalo do seu lado direito, e ele respondeu colocando um bispo em posição, tirando-o da posição original. Avançou um peão propositadamente para o seu alcance, rapidamente e depois de colocar a peça sobre o tabuleiro, fingiu um momento de arrependimento pela jogada. O rapaz, um jovem mais novo que Amargo, olhando a sua reação, aproveitou-se e antes que Amargo pudesse tentar reformular o seu movimento, avançou o seu bispo, colocando-se sobre a mira do cavalo de Amargo, à custa de um dos seus peões. Assim caía a primeira peça preta, e imediatamente o bispo branco. O jogo prosseguiu com vários avanços e depressa o tabuleiro apresentava várias aberturas e possíveis jogadas. Amargo analisava o tabuleiro, com os olhos mudando rapidamente de direção, entre as várias peças, até encontrar a abertura perfeita. Avançou uma torre, em uma posição onde tinha a certeza que seria capturada. Era impossível recusar uma oferta de tal tamanho, tão próxima do rei, por maior que fosse o preço a pagar. A torre ficava apenas na mira da Rainha adversária e ameaçava um cavalo, colocado com duas casas de espaço do Rei, que ficava protegido por alguma peça no canto do tabuleiro. Se a Torre não fosse destruída, o Cavalo iria ser o próximo alvo, e o Rei, sem meios de fugir, sofreria imediatamente um Cheque-Mate. A Rainha pálida, tomou a Torre Negra e viu cair sobre si a Rainha adversária. Por esta altura, o jogo estava ganho, independentemente da jogada o Rei acabaria sempre, dentro de três jogadas em Cheque-Mate e reconhecendo esse fato, o adversário tombou o Rei, manifestando a sua desistência e derrota.

Levantou-se e assim dirigiu-se até à mesa final, onde o seu segundo adversário esperava. Tinha a noção que este não seria tão fácil e então começou a planejar um pequeno esquema. "Ele claramente que é mais experiente que eu e vai me dar uma sufocada." Pensou, sorrindo. Sentou-se e ao cumprimentá-lo encarou o homem mais velho nos olhos e aceno com a cabeça. A sorte fizera novamente com que o jovem obtivesse novamente as peças pretas e assim o seu plano, podia ter uma execução perfeita. O homem perante Amargo clicou no botão do temporizador, começando a contagem decrescente do mesmo e avançando um peão e tocando no botão para iniciar a contagem de tempo do Kumonin. Quase ao mesmo tempo, a sua mão já avançava copiando toda a sua jogada. O início da partida deu-se com várias jogadas do mesmo e o seu movimento rápido em copiá-las, dispondo exatamente da mesma distribuição de peças e consequentemente acesso às mesmas jogadas. 

A irritação era visível na cara adversária, e o homem chegara a perguntar se Amargo pensava em jogar ou se ficaria suficiente pelo empate. Continuando a jogar da mesma maneira, um sorriso de brilhantismo rasgou-lhe o rosto. Continuou seguindo rapidamente as suas jogadas sem perder o mínimo de tempo, e enquanto podia acompanhar rapidamente as sucessivas jogadas, enquanto as peças começavam a cair. Após alguns momentos de reflexão, Amargo percebeu a sua intenção. Começara a abrir falhas no seu próprio jogo, de modo a criá-las no seu. Voltando a analisar seu jogo se lembrou de um pequeno truque para o enganar. No meio das cópias sucessivas das jogadas, saltou uma, movimentando uma peça diferente, a enorme velocidade e clicando de imediato no temporizador, inciando-o para o seu adversário. Como tinha copiado o jogo todo até aquele ponto, a jogada passou desapercebida e as suas estratégia passou por continuar a abrir o máximo de falhas. Quando o seu ar ficava cada vez mais confiante, o jogo parecia estar a algumas poucas jogadas do fim. Nesse momento, voltou a não seguir o seu jogo e avançou um Cavalo que colocou o Rei Branco em Cheque, forçando-o a se mover uma casa para a direita. Nesse momento o ar de confiança adversário desapareceu por completo, e um ar de preocupação e frustração encheu-lhe a cara. Era tarde de mais, pois a Rainha de negro encurralava-o, surgindo do seu lado, dando o jogo por terminado. O Rei tombou novamente e assim Amargo saiu vitorioso de ambas as mesas.

– Muito bom, a primeira você venceu sem sustos, e essa última, por se tratar de um adversário mais experiente, copiar suas jogadas acabou por fazer com que o adversário achasse que estivesse sobre controle, sua soberba era tanta que nem se ligava quando você alternava entre jogadas ensaiadas e jogadas repetidas... Foi uma boa estratégia, no campo de combate isso não é diferente, você precisa analisar cada movimento adversário e então planejar um contra-ataque em cima de suas características. – Com a conclusão do seu pai a respeito do treinamento, a dupla voltou para casa imediatamente.

Filler escreveu:450+ palavras para +1 Ponto no atributo Inteligência. (Dobrado pelo mês do UPson).
Link da Ficha: Aqui 




-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Treino] Inteligência - 3/11/2018, 15:04

Legal o plot.
@Aprovado
-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.