Naruto RPG Akatsuki
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.
Bem-Vindo
Naruto rpgakatsuki
tópicos recentes
Inverno
O fim da guerra trouxe a paz, junto com a oportunidade das vilas prosperarem e crescerem. O Nascer do Sol se aproxima trazendo uma nova leva de Kages que querem expandir seu território. A primeira reunião dos Senhores Feudais está marcada, onde irão debater o futuro de Otogakure, atual colônia de Kumogakure e palco da última Grande Guerra.
11 DG
ShionFundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
AngeAnge, mais conhecida como Angell, é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
SenkoSenko, também jogador de RPG narrativo desde 2011, conheceu o Akatsuki em 2017, mas começou a jogar para valer em 2020, destacando-se pela sua prestatividade e suas habilidades em design e programação. É responsável por ajudar na criação de novos sistemas e regras além de fazer a manutenção do tema do fórum.
BlueJay#0529
BahkoBahko joga fóruns narrativos desde 2010. Após ficar muito tempo sem jogar, voltou em 2020 onde encontrou o Akatsuki. Desde então, vem auxiliando o fórum como Narrador, Moderador e Administrador. Fora do fórum, é estudante de Engenharia Elétrica.
fransudo#7724
AkkeyJogador de RPGs narrativos desde 2012, Akkey (mais conhecido entre os players como Akihito) conheceu o Akatsuki em maio de 2020, encantando-se, acima de tudo, pela comunidade afetuosa e acolhedora formada pelos jogadores do fórum. Atualmente, é responsável por auxiliar no desenvolvimento e adequação das regras e sistemas do RPG, manutenção do tema e design do fórum e gestão da área de avaliação de criações. Fora do universo do Akatsuki, Akihito é graduando em Engenharia da Computação e atua profissionalmente como Desenvolvedor de Software.
wyalves#7702

Ícone
Mokaccino
https://www.narutorpgakatsuki.net/t67013-f-mokarzel
Resistencia física nunca fora a especialidade de Zenyatta, que na academia shinobi evitara por meio da inteligência todo e qualquer esforço físico desnecessário. A ideia de ter seu corpo saturado de acido lactio, causando dores e estresse incomodavam o garoto, que preferia jogar uma boa partida de xadrez durante os combates do que colocar seu corpo frente ao inimigo.
Apesar da resistência, Zenyatta sabia que precisaria ter seu corpo e mente treinados, de forma que pudesse fazer uso de seus poderes durante longos períodos no campo de batalha. A ausência de resistência poderia um dia levar o garoto a morte e era sobre esse pensamento que ele buscava se motivar.
Zenyatta havia organizado uma seção de treino extremamente elaborada, com base em teorias que havia aprendido em livros e outros conhecimentos teóricos que havia adquirido por meio da observação. Com seu treino elaborado e anexado dentro de seu cronograma semanal, tudo que precisava fazer seria seguir a rotina.

Logo no primeiro dia de treino Zenyatta aprenderá uma importante lição: Mesmo seu habito quase que impulsivo de seguir as regras e os cronogramas não eram o suficiente para fazer com que o garoto se sentisse confortável. De fato, Zenyatta pensava pela primeira vez em quebrar as regras / a estrutura organizacional e faltar no treino.
O garoto caminhava pelas ruas como se estivesse se dirigindo para o abate. Zenyatta se arrastava, sem humor, sem sopro de vida e esperança “Vamos, isso vai ser bom para você. Pense em seus ídolos, em suas inspirações... Todos eles passaram por isso, então VAMOS”. A voz interior de Zenyatta conversava com ele, tentando motiva-lo.
Quando finalmente chegara ao campo de treinamento, a força de vontade do garoto parecia ter melhorado um pouco. A constante insistência e pressão da voz parecia ter ajudado.
Dotado de uma postura impecável e de roupas extremamente limpas e alinhadas, Zenyatta ignoraria todos os demais shinobis no campo e iria para um dos extremos do local, uma área isolada, dentro dos bosques. Seria sobre o silencio e as sombras das arvores que Zenyatta começaria seu treinamento “Há quem valorize a resistência física. Mas talvez no meu caso a mental seja tão importante quanto”.
Em uma clareira onde poucas luz solar incindia, o garoto se senta em postura meditativa, coloca suas mãos, juntas, em contato com seu abdômen na altura do diafragma. Zenyatta controlava e sentia sua respiração, ignorava os sons e estímulos exteriores e focava em seu ser, o que lhe exigia um nível de concentração muito elevado.
Dentro da escuridão do universo mental, Zenyatta lutava contra aquelas vozes e pensamentos que insistiam em surgir e que tentavam dominar aquela escuridão “Não sei em que momento as pessoas deixaram de se sentirem confortáveis no silencio e na escuridão. É do silencio que surgem as grandes ideias e da escuridão que enxerga aquilo que precisa ser visto”. Não eram raros pensamentos e ideias surgirem na mente do garoto, de fato, aqueles pensamentos eram um dos motivos que levavam Zenyatta a meditar.
A ansiedade, fruto da incapacidade do garoto em exercer a paciência, que dentro do universo mental era uma das criaturas mais aterrorizantes e poderosas, começa a anunciar sua chegada. Era perceptível para Zenyatta a aproximação da ansiedade devido a pensamentos que começavam a lhe surgiam com frequência e impulsos que o garoto tentava inibir e que desejavam liberta-lo da estática. Aquelas eram as táticas da tão temida ansiedade, que tomava conta de todos os seres humanos e que poderia ser combatida, desde que a pessoa aprendesse as técnicas mentais e tivesse força para tal.
Era cada vez mais difícil lutar contra sua própria mente, mas o garoto resistia bravamente. Apesar de ser diferente, esse tipo de resistência, que combina a necessidade de certas inteligências, como a pessoal (Teoria das Inteligências Múltiplas - Gardner) e a inibição de impulsos tão naturais aos humanos, era tão difícil de ser treinada quando a física.
O monstro da ansiedade parecia ter se aquietado no reino escuro da mente, Zenyatta sabia que aquilo era passageiro, logo ela voltaria a assombra-lo e tenta-lo “Sempre acontece quando tentamos ganhar domínio sobre nossa mente e corpo”. O garoto, que estivera de olhos fechados até então, abre suas pálpebras, permitindo que a luz incidisse mais uma vez sobre sua córnea.
O canto dos pássaros e o sopro dos ventos era a única coisa que poderia ser escutava naquela região do campo, coisa que somada a meditação, trazia grande paz para o espirito do genin.
Zenyatta coloca suas mãos contra a superfície do chão, flexiona uma das pernas e se impulsiona para cima, voltando a ficar ereto – Por hoje isso deve ser o suficiente. Acho que para fechar eu posso treinar um pouco de minha resistência física voltando para casa correndo -. Após um rápido alongamento, que soltaria seus músculos e os deixaria preparados para o exercício, Zenyatta da inicio a uma corrida. O garoto exprimia toda sua força contra o chão, de forma que aquela era a velocidade máxima que conseguia alcançar.
Ainda dentro das dependências do campo, o jovem sentia o acido lácteo, produto do metabolismo das moléculas de glicogênio dentro do musculo, sendo produzido em grande velocidade em seus músculos inferiores. O acido causava enorme desconforto ao garoto, mas ele resiste, havia resistido horas dentro de seu reino mental, então aquilo certamente não deveria ser tão desafiados.
Os cidadãos da vila que realizavam suas atividades rotineiras em meios as ruas, abriam espaço para o garoto que corria, bufava e sofria a cada passo que dava. Algumas pessoas se solidarizavam com o esforço e ofereciam água ao garoto, mas esse se limitava a acenar negativamente com a cabeça “logo estarei em casa e poderei descansar e tomar toda água que eu desejar”.



HP: ❲ 200 • 200 ❳ CH: ❲ 200 • 200 ❳ ST: ❲ 03 • 03 ❳

Considerações”:
Treino Databook de 900 palavras. Apesar de ter narrado um treino que explorou resistência mental e aspectos ligados a inteigencia pessoa, que pode ser encontrada nas teorias de Gardner, citada na narração, houve também um auto-conhecimento a cerca de sentimentos e da mente humana que pode ser considerado um treinamento de Genjutsu.
Vou pedir que seja considerado um treino de Inteligencia e Genjutsu, concedendo +1 em cada um desses atributos e +1 ponto para cada atributo pelo mês do UP.
Equipamentos”:
Primeira bolsa de armas: 8 Kunais (8), 16 Kibaku Fuuda (4), 4 Kemuridama (4), 4 Hakaridama (4).
Segunda bolsa de armas:
Jutsus Utilizados”:
Byakugan: INATIVO


Mokaccino
Mokaccino
Game Master
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos