Naruto RPG Akatsuki
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.
Bem-Vindo
Naruto rpgakatsuki
tópicos recentes
Inverno
O fim da guerra trouxe a paz, junto com a oportunidade das vilas prosperarem e crescerem. O Nascer do Sol se aproxima trazendo uma nova leva de Kages que querem expandir seu território. A primeira reunião dos Senhores Feudais está marcada, onde irão debater o futuro de Otogakure, atual colônia de Kumogakure e palco da última Grande Guerra.
11 DG
ShionFundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
AngeAnge, mais conhecida como Angell, é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
SenkoSenko, também jogador de RPG narrativo desde 2011, conheceu o Akatsuki em 2017, mas começou a jogar para valer em 2020, destacando-se pela sua prestatividade e suas habilidades em design e programação. É responsável por ajudar na criação de novos sistemas e regras além de fazer a manutenção do tema do fórum.
BlueJay#0529
BahkoBahko joga fóruns narrativos desde 2010. Após ficar muito tempo sem jogar, voltou em 2020 onde encontrou o Akatsuki. Desde então, vem auxiliando o fórum como Narrador, Moderador e Administrador. Fora do fórum, é estudante de Engenharia Elétrica.
fransudo#7724
RavesJogador ativo desde 2020, Raves entrou pro Akatsuki RPG e desde então vem contribuindo para o engajamento interno do fórum. Atualmente, é o principal responsável pela organização geral, além da criação, revisão e adequação de regras e sistemas, auxiliando como pode nas demais áreas. Particularmente, é um grande apreciador de enredos e está constantemente pensando no futuro.
Revescream#5421

Ícone
Convidado
Sob o Nascer do Sol
|Treinamento de Ninjutsu & Selos|


Meu corpo já começava a se movimentar enquanto eu poderia sentir o arfar dos ventos sob meu rosto no primeiro passo afora da minha residência. Konohagakure transparecia uma forma mais iluminada do que eu certamente estava acostumada a vê-la naquele dia. “Ou seria a minha própria animação?” Devo ter me perguntado enquanto que eu terminava de colocar as minhas luvas uma de cada vez em cada mão. Minha íris verde dançou sobre os raios de sol vigentes dentro de Konoha e se viram mediante a um turbilhão de rostos inimagináveis que ou habitavam pelas redondezas ou estavam simplesmente de passagem por ali. Decerto um vilarejo tão desenvolvido quanto o nosso não era um lugar que não servia como fonte aos olhos dos que costumavam se deslumbrar com belos lugares para se visitar. Mas isso poderia servir aos outros que estavam momentaneamente ali. Para mim, permanecer parada apenas era uma perda de tempo e desperdiçar uma oportunidade de desenvolvimento próprio. Sob a aljava do sol e o alicerce dos edifícios de Konoha, meus passos pelos corredores e vielas rumavam ao campo de treinamento mais uma vez. Para que eu pudesse me conciliar comigo mesma e buscar uma razão sob o silêncio das árvores e o apogeu da alvorada. O sol naquele dia brilhava intensamente. Estava deslumbrante demonstrando a pujança do astro-rei.
Sob o mesmo recinto que meu treinamento começou eu me portei enquanto que poderia ver o auge do brilho sob minha face. Haviam poucas sombras disponíveis dentro da copa das árvores por conta da imensidão do sol dentro daquele lugar. Mas eu costumeiramente não estava habituada a vê-lo em seu mais completo ápice. Naquele fatídico dia eu sentia que eu me encontrava imersa sob a sensação de estar conectada a aquele sol de alguma forma. Era como se houvesse uma ligação entre nossas auras e chamássemos um ao outro naquele instante. Por alguma justificativa não plausível eu sentia que estava em pleno equilíbrio com meu próprio corpo. Ao olhar para o horizonte, me posicionava de modo a ficar sob o lado horizontal do sol e assim poder encara-lo sempre que possível. Meus pés se tornaram mais próximos um do outro naquele momento enquanto eu podia ouvir o oscilante ruído das folhas dos arvoredos se tocarem umas com as outras. Numa completa harmonia. Como se todos os movimentos fossem previamente calculados para que se moldassem numa única sincronia. As palmas das minhas mãos se juntaram num único toque até que eu pudesse projetar toda a energia que eu tinha ciência de que cobria todo o meu corpo num único ponto. “Eu posso senti-lo.. Totalmente. Está tudo dentro de mim.” Minhas pupilas se dilataram conforme o lançamento destas em direção ao sol. Eu pude sentir que havia uma sensação flamejante dentro de mim. Algo que precisava ser libertado. A idealização das minhas duas mãos para a dianteira do meu corpo com o alicerce dos meus braços me consentia a oportunidade de planear os próximos passos ali.

“Pássaro. Boi. Cavalo. Macaco. Coelho.” Enquanto minha mente raciocinava sobre a metodologia que os professores adotavam em cada um daqueles selos de mãos que decorávamos desde o ingresso na academia, eu tentava inserir cada uma daquelas manobras com o entrelaço vigente dos dedos o mais rápido possível, não importando se eu pudesse errar algum daqueles movimentos. “Cobra. Javali. Tigre. Cão. Carn.. Droga.” Eu não contava que com o máximo de velocidade que eu poderia alcançar atingir sob aquela tentativa de execução eu pudesse me embaralhar inteiramente vide a forma como meus dedos indicadores se ligaram decorrente ao meu processo acelerado. “Como eles conseguem fazer isso de um nível tão acelerado?!” Me perguntei enquanto que na primeira lembrança me vinha na memória a forma como alguns Shinobis de graduação mais alta conseguiam chegar a um nível tão alto de execução de movimentos com as mãos. Meus olhos até então estavam abertos enquanto eu tentava a todo custo poder decorar cada etapa e selo com o maior nível de precisão. “Concentre-se. Você não pode depender da visibilidade dos seus olhos.” Descia minhas pálpebras enquanto me removia completamente do direito da visão sob o mundo a minha volta. Antes que eu tentasse retornar aos meus movimentos originais com os selos de mãos eu interrompia o meu treinamento para que eu pudesse ter acesso ao som do vento sob o ambiente. A forma como ele se condensava entre as árvores e realizava suas sinuosidades em meio as árvores.. O modo como se portava. Era isso. Era exatamente daquilo que se tratava. Eu finalmente havia deduzido a forma como se poderia abrandar o Chakra.

“O Chakra que existe dentro de mim não deve ser usado de uma forma espalhafatosa.. Como se eu apenas usasse apenas para atacar. Ele deve ser suavizado.. E assim simplesmente moldado quando for preciso.” Meus olhos se permitiram a voltar a enxergar o mundo ao meu redor enquanto que a minha íris dilatada se concentrou em poucos instantes com a intensidade do sol sob meu rosto até que eu voltasse ao meu foco principal. Em minha mente só era possível girar em torno das memórias que eu tinha sob as aulas práticas que tínhamos com os professores da Academia e da configuração que eles conseguiam reproduzir em suas transformações. O alinhamento e a forma como eles concediam a visão do movimento de suas mãos sob a altura da cintura/peitoral demonstrava uma preocupação em não manter a visibilidade da execução da técnica frontalmente ao adversário e de como eu estava me posicionando numa colocação extremamente perceptível até mesmo para os olhos menos assíduos e desatentos. Após corrigir o meu próprio posicionamento eu começava a tentar fomentar a maior quantidade de energia física e espiritual residente em meu corpo sob a circulação dos meus braços. Numa clara tentativa de buscar melhor eficácia e maior rapidez sobre aquele ponto ou até mesmo de conseguir realizar novamente o que anteriormente eu havia executado em uma simples oscilação de Chakra. Buscava que eu pudesse controlar ou até mesmo dominar aquele tipo de habilidade, aquele tipo de energia que soava tão perigosa e ao mesmo tempo tão fascinante em sua essência. Eu voltava ao enfoque dos selos de mãos mais uma vez enquanto eu tentava puxar toda a essência de Chakra de uma forma diferente, tentando equilibra-la sob meu próprio corpo que apesar de ser pequeno ainda assim poderia condensar entre as variáveis partes até que chegasse a um comum acordo. Eu não poderia enxergar, estava distante do alcance da minha visão, mas era como se naquele instante eu conseguisse conversar com meu próprio fluxo de Chakra e dialogar com sua natureza com uma acessibilidade absurda. Talvez não estaria me conectando diretamente com a fonte principal, mas apenas com uma síntese do que ela realmente era, um fragmento do quão expansiva ela poderia se tornar. Minhas pupilas se dilataram quando eu pude acompanhar a diminuição da intensidade do astro-rei dentro do ambiente do Campo de Treinamento.

“Fluir o Chakra dentro de si. Flua o Chakra dentro de si. Flua.” Meu corpo tentava percorrer aquela escala de sensações intensas no melhor método possível enquanto que aos poucos eu buscava mais uma vez o alinhamento dos meus dois braços e me concentrava. Derrubava os olhos mais uma vez o quão rápido eu podia e tomava uma respiração me baseando apenas dentro das circunstâncias que eu me encontrava. Tentei diminuir em forma de paralisação qualquer movimento dos meus cinco sentidos enquanto meus esforços se moldaram numa única direção. “Não se prenda.. Se liberte.. Se liberte!” Me permiti que meu corpo apenas se concentrasse numa única ponta ao passo de que eu revitalizava os meus próprios sentimentos num único esforço. Comecei a calibrar as minhas energias sobre todas as pontas dos meus dedos e gesticular numa única disparate todos os meus dedos ao modo que eu tentava centralizar sob meus movimentos. Meu intento era fluir as minhas reservas de energia ao ponto que eu pudesse provocar uma enorme liberação do meu próprio Chakra. Igual ao que eu havia sido capaz de originar por acidente em um treino. Mas dessa agora meu objetivo era intencional. Eu precisava sentir mais uma vez aquela sensação de poder sob meu próprio corpo. Aquele raio de energia sob a palma da minha mão me elucidou a existência de uma força maior vinda de mim e residente no meu Chakra. Meu rosto começou com uma leve tremedeira que aos poucos se intensificou. Meus braços e meu corpo a acompanharam ao modo que se expandia por todo o meu âmbito corporal. Eu pude sentir que era diferente de qualquer meio de ninjutsu que eu havia tido conhecimento dentro da academia. Era um tipo de energia.. Um tipo de vida dentro do próprio Chakra. Similar a quase como se houvesse uma própria essência e natureza internamente. Poderia ser a manifestação de um dos cinco elementos principais usados pelos Shinobis. Mas parecia ser.. Transparecia ser algo que não estava restrito a somente aquilo. Harumi não poderia descrever com qualquer espécie de erudição sob o que sentia dentro de si. Mesmo que em tese os conhecimentos transmitidos na Academia fossem ao menos uma indicação do que poderiam haver-se dentro daqueles traços mas não um embasamento como um todo. Ainda faltava-me muita sapiência dentro de alguns requisitos mínimos dentre os Shinobis e eu provavelmente tinha que remover algumas parcelas do meu vago tempo para que eu pudesse me aprofundar sobre as sabedorias do mundo ninja como um todo, pois ainda estava submersa ao obscurantismo. Por alguns minutos eu me dediquei a olhar o sol e o enaltecer sob a ótica ofuscante do meu único observador naquele treinamento. E analisa-lo com uma espécie de dúvida sobre minha própria origem. Haviam questionamentos.. Haviam trechos não decifrados sobre mim mesma que eu precisava decodificar pouco a pouco. E isso poderia ocorrer comigo mesma indo atrás deles. Sob os passos pensativos e a perspectiva da sombra que o sol era capaz de produzir em meu entorno. O tilintado dos ventos que produziam o ruído das copas das árvores foi o meu maior companheiro no retorno para casa.


|HP: 225/225|Chakra: 225/225|ST: 01/03|
Considerações:

- Aparência da minha personagem. (+ vestes inclusas)
- Abri esse novo tópico de treinamento que vai ser fixo. Por causa do uso desse template não é possível repetir a postagem no outro.
Jutsus Usados:
Bolsa de Armas:


Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Rocky
https://www.narutorpgakatsuki.net/t65854-ivar#480928
App, +4 pontos de atributos. (2 selos, 2 nin).

_______________________

[Treinamentos] Harumi Kimura  Original
Rocky
Rocky
Shugonin Jūnishi
Vilarejo Atual
[Treinamentos] Harumi Kimura  Tumblr_pse1kamKGv1w7ua6go1_100

Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos