Os Imortais
Okina conseguiu destruir Sunagakure, tornando o vilarejo um só com as suas origens, as areias profundas do deserto. O mesmo aconteceu em Kirigakure no Sato, onde a entidade afundou a vila no oceano que o cercava. Porém, ao tentar acabar com Konoha, a inimiga da humanidade falhou sendo impedida pelos novos salvadores do mundo. Abençoados por Hagoromo, os ninjas Mako e Mordred conseguiram selar a adversária criando uma segunda lua pairando sobre o planeta. Passadas algumas semanas, uma seita antiga se reuniu procurando o local onde poderiam ressuscitar Jashin, um deus antigo. Liderados por uma mulher capaz de ouvir a voz do deus, os seguidores subiram a Cordilheira dos Deuses e encontraram uma rocha cheia de selamentos frágeis e acabaram assim liberando um novo inimigo que se diz ter muitos nomes: Kami-sama, Jashin-sama e Shaka-sama. A nova divindade absorveu os poderes da lua onde Okina foi selada e transformou-se totalmente, porém, uma quantidade estranha de chakra vazou e espalhou-se no planeta inteiro.O novo inimigo da humanidade marcou três vilarejos: Konoha, Iwa e Kumo. Mas quais são seus verdadeiros planos? E quem é a pessoa que despertou depois de muitos anos?
.
.
.
.
.
Últimos assuntos
» [Capítulo] Evolução interna
Hoje à(s) 20:58 por Shizui

» [Ato] Tesouros de uma mente perdida - Kaya
Hoje à(s) 20:55 por Zeitgeist

» [Capitulo] Brisa de inverno - Julian Kyor
Hoje à(s) 20:50 por Zeitgeist

»  [ Inventário - AG ] Crown
Hoje à(s) 20:48 por Zenyatta

» [Capítulo] - Heracles & Spike
Hoje à(s) 20:44 por Kubo

» [Ato] - Zeitgeist
Hoje à(s) 20:40 por Zeitgeist

» [Crônica] Reika & Radagast
Hoje à(s) 20:36 por Shades

» |Cronica| Aguas Profundas
Hoje à(s) 20:21 por Shades

» [C.T] Yoshiru
Hoje à(s) 20:20 por Mordred

» [ Capítulo - Solo ] Rugindo com Tigres
Hoje à(s) 20:09 por Ablon.


|Cronica| Aguas Profundas

Página 2 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

|Cronica| Aguas Profundas - em Seg 24 Set - 22:18

Relembrando a primeira mensagem :


NARRADOR
────────


Kumogakure | Primavera

O Clã Hyūga é um dos clãs nobres que espalhou sua ramificação pelo continente. Todos os membros nascidos neste clã possuem o Byakugan, uma kekkei genkai que lhes dá campos estendidos de visão e a capacidade de ver através de objetos sólidos e até mesmo ver o chakra do sistema circulatório, entre outras coisas, e expelir chakra de qualquer um dos tenketsu, ou pontos de pressão, em seu corpo. Anos antes da Guerra Final, esta cujo Mikoto Uchiha havia causado, o clã dos olhos albinos vivia em total domínio no território do pais do fogo, na proclamada aldeia da folha. Konoha havia servido de berço para as primeiras gerações desse clã, um local onde se fortaleceriam numa cultura um tanto rudimentar, tal cultura haveria cessado quando Neji hyuuga havia perdoado o seu tio, o homem cujo possuía o clã em suas mãos. A humildade gerou uma aproximação das famílias segundarias e primarias.

Após a Guerra os remanescentes do clã se espalharam com o propósito de sobreviver e reestruturar o clã novamente. Em kumogakure, nos dias de hoje, existem três shinobis com ligação direta na ramificação principal, podendo haver mais, mas estes três se destacaram na academia ninja.

Takeshi

O jovem garoto havia passado por um bocado de coisas recentemente. A descoberta do seu passado havia criado um forte interesse na sua origem sanguínea. Havia passados semanas desde que o rapaz havia dominado o manto do deus do trovão, este que até então era dominado pela elite dos Raikages. Naquele tempo fez amizade com sana, uma garota estudante de medicina no hospital de Kumogakure.

O tokujo teria uma tarefa naquele dia, ir até a academia para ensinar algumas coisas para os estudantes devido à ausência de um dos professores. Um dos alunos o convidaria para jogar xadrez, como era inexperiente, certamente iria perder para o prodígio Hyuuga.

Aiki

A menina, como todo hyuuga, era inteligente e tinha um gosto particular pelas missões, amava treinar e se tornar forte, tinha boas ambições e as mantinha firmemente nos treinos diários. A garota já tinha um bom histórico de missões, por conta disso, não demoraria a ser chamada novamente.

Quais seriam os motivos para a garota se esforçar tanto para ser a herdeira do clã? De onde surgiu a sua motivação em se esforçar cada dia mais por busca de poder e conhecimento? Algumas coisas teriam de se analisar, refletir e organiza-las em sua mente, apesar dos Dez invernos vividos por ela, possuía um talento nato.

[...]

Uma carta chegaria até os domínios da hyuuga. A missão dessa vez era C, mas realizada com outro genin de sua aldeia...

Ash

A ovelha negra da família, ao menos de forma isolada, estaria a dormir, coisa que sempre fazia. A mãe do rapaz estaria cansada de tamanha preguiça que o menino teria no lombo, as vezes queria descer a madeira nas costas do garoto. – Acorda seu besta – dizia quase que quebrando a porta de seu quarto – você tem uma missão C e não desaponte, eu fiquei sabendo que uma de suas primas é mais nova e tem melhores qualificações que você -  a pressão familiar por parte de mãe era nítida naquela casa. A carta indicava uma missão C, mas esta seria realizada em conjunto com outro genin.


Informações:
Qualquer coisa sabem como em contactar
Feedback são bem vindos

esse post esta liberado o filler, mas NÃO PODERÃO FAZER FORA DESSE TÓPICO E CONSUMIRA 1 POR SEMANA, no caso do kazui poderá usar o enredo dado, os demais podem criar antes de receber a missão

Kazui(min 1300 palavras)(filler e o defeito)
Crown e Dito(min 1100 palavras e o enredo de receber a missão)

Obs: os filler são opcionais, se fizerem, devera ter o enredo da cronica

perdão qualquer erro de português ;-;

Objetivos:
Takeshi:
Post livre: 1/X
Superar o defeito: Código de Honra - Derrota 1/8
Dominar Jutsu criado

Aiki:
Post livre: 1/X
Superar o defeito: Cumpridor de Regras 0/5
Fazer a Quest do Juuinjutsu - Chi 0/10

Ash:
Post livre: 1/X

Aiki & Ash:
Missão C 1/5

Cronica: 1/40

@Kazui @Crown @dito

_______________________

Status | bank | aparencia |Template
私は愛のためにしますが、私が売っているとき、私の愛はお金です。
I do for love, but I'm sold, my love is money.
Akeido 2k18
avatar
Shugonin Jūnishi
Shugonin Jūnishi
Ver perfil do usuário

Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Qui 4 Out - 0:09


Byakugan's Princess


- Hm? De quem é essa voz? - Após numerosos e irritantes gritarias provindas de minha parte, todas com o intuito de fazer com que um de meus inimigos se aproximasse, uma voz masculina adentrou em meus ouvidos. Aparentava ser uma voz cansada, experiente e - infelizmente - desamparada. O tom desinteressado que jazia naquelas palavras levou-me a conclusão de que não se tratava de um inimigo. Talvez não exatamente um "aliado", mas o dono daquela voz não parecia ter interesse - ou até mesmo ânimo - em adquirir o doujutsu do clã Hyuga. " É melhor eu ver o que é isso.. " Dei um suspiro, levando a mão direita à cabeça. Uma massa de ar quente, abafada, sairia pela minha boca. Sem mais delongas, eu subiria a escada do porão e, sem proferir qualquer palavra, abriria a porta do mesmo, lentamente. Uma das minhas mãos empurrava a porta, enquanto a outra a segurava pela lateral, em uma tentativa de evitar que a porta rangesse. No fim das contas, eu ainda estava em território inimigo, e deveria ser precavida em relação a meus movimentos.

- a. Era um idoso, acorrentado contra a parede. - Eu não tenho esses fetiches, sabe.. - disse, sorrindo pelo canto de um dos lados da boca. Nesse instante, eu desfaria o Henge no Jutsu, deixando à mostra minha aparência grotesca. O homem tornou a falar, explicando a origem da dor que eu vinha sentindo até então, além de me dizer do que se tratava a marca em meu corpo. - Selo.. Amaldiçoado ? - disse, indagando-o. - Pera aí.. Eu posso controlar essa merda e ficar forte com isso? - Por bem ou por mal, eu me sentia "tentada" a ter aquele poder sobre meu domínio. Afinal, a força que eu sentia sequer se equiparava à anterior, superando-a monstruosamente.

O homem apontou para a parte superior da parede, próximo ao teto. Havia um pequeno espaço, para que uma pessoa de pequeno porte fosse capaz de escapar. Os meus 1,32m de altura, somado aos 25kg, provavelmente era o suficiente para armar minha fuga. - Valeu. - disse, com um joinha, indo em direção à parede. Será que eu realmente era um monstro, a ponto de deixar um senhor de idade apodrecendo lá, enquanto eu escapava? - Eu trago ajuda.. - disse. Já em frente a parede, eu a escalaria, andando sobre a mesma em vertical, concentrando chakra nas solas de meus pés. Caso meu corpo não passasse "de primeira", eu removeria parte da madeira, brutalmente, a fim de gerar minha rota de fuga o mais rápido possível. - Até outra hora! - diria, saltando em alto mar.

Antes de cair no mar, porém, eu giraria o corpo a fim de cair em pé na água e, no mesmo instante, concentraria chakra(dessa vez, em um fluxo mais denso e variado) na sola dos pés. Sem aviso prévio, eu tornaria a correr na direção mais propensa a haver "terra firme", localizando-me em relação à altura do Sol no instante e o "sopro" dos ventos. A fatiga se fazia presente mas, mesmo assim, cabia a mim minha sobrevivência.

Considerações:
Aparência Aqui, com a Tantõ embainhada nas costas
Notas: Se possível, eu faço o filler sábado. Em corre corre de dia útil fica meio complicado
Todas as afirmações podem ser desmentidas, é apenas pra narração.
Tá meio merda, tô com sono. 00:06 as crianças já dormem.
Movimentos realizados na maior velocidade que meu cansaço permite.
Negrito representam falas
Itálico são pensamentos
Armamentos(60/60):
20 kunais
20 shurikens
20 senbon
10 metros de arame
30 makibishi
Usados:
Chi no Juin (Selo da Terra)
Nível 1: +200CH, +2FOR, +1VEL & -25HP p/ post - limite de três turnos.
Nível 2:+250CH, +2FOR, +1VEL & -45HP p/ post - limite de três turnos.
Transformação Total: Quando o segundo nível do selo está ativo, o usuário assume uma aparência de dinossauro completa com uma cauda que serve para defesa com resistência rank-B. Duas marcas escuras e curvadas surgem sobre seus olhos como sobrancelhas alongadas.
Transformação Parcial: Quando o usuário ativa o primeiro nível do selo, ele poderá projetar uma cauda com consumo de rank-B por post, ela desaparece ao fim do turno.


Ki Nobori no Shugyō
Rank: E
Descrição: Ki Nobori no Shugyō é um método de treinamento utilizado para obter mais habilidades com controle de chakra. Esta formação envolve focalizar uma quantia fixa de chakra para o fundo do seus pés, e usar isso para subir em uma árvore sem utilizar as mãos. Se o fluxo de chakra é muito fraco, o usuário perderá sua posição na árvore e cair. Se ele for muito forte, o utilizador irá ser empurrada para longe da árvore, fazendo com que a árvore se quebre em torno do ponto de contacto com o utilizador.


Suimen Hokō no Gyō
Rank: E
Descrição: Este método de treinamento é usado para obter um melhor controle de chakra. Para fazer isso, o utilizador tem de ser emitindo um fluxo constante de chakra a partir do fundo dos seus pés e usando a força repelente de atravessar a superfície da água. Esta técnica é muito mais difícil de dominar que a prática Ki Nobori no Shugyō, porque a quantidade de chakra que necessita de ser emitida muda constantemente. Também foi mostrado que um pode usar seu chakra para "deslizar" em toda a sperfície da água, como uma patinadora no gelo, em vez de apenas caminhar ou correr.

HP: ❲ 585 • 675 ❳ CH: ❲ 895 • 550 ❳ ST: ❲ 04 • 05 ❳

Thankz Mirai



_______________________


you should see me in a crown
Falas
Pensamentos

*Click*
avatar
Genin
Genin
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Qui 4 Out - 12:35


DIA PREGUIÇOSO
Tão problemático.
Ao ouvir o que o velho pronunciou sobre a ajuda ser de puxar e cuidar dos cabos fez um sorriso largo nascer nos lábios do jovem de madeixas azuis, sempre sonhou em ser um pirata e o que melhor que subir no mastro e cuidar de tudo que existia no porto. — Tudo bem, eu, o Grande Ash irei te ajudar. Lembre-se que foi agraciado com minha ajuda, senhor? — Deixou uma pergunta em aberto com todo aquele falatório dele, ainda não sabia o nome de seu novo companheiro de trabalho, e se vangloriou de ser uma grande pessoa, mesmo sendo um total desconhecido. Não demoraria em começar seus afazeres, puxando algumas cordas no pequeno convés da embarcação, em uma tentativa de organizar toda a bagunça que um barco de pesca pode proporcionar. Apesar de ser um preguiçoso nato, Ash não reclamou do trabalho, o velho falou mais algumas coisas, mas estava tão absorto em suas ações e imaginação na qual era um jovem pirata galgando para se um rei que não achou ruim ter que carregar pesadas cordas.

Depois de um rápido tempo, usando toda sua força para tentar acabar rápido com a parte inferior, o Hyuga grudou na madeira cilíndrica do mastro e começou a subir como um macaco, demorando pouco tempo para estar no topo do mundo. Do alto do mastro poderia ver todos os barcos, os que zarpavam e os que entravam, os que atracaram e os que aguardavam sua vez. Dos barcos que saíam do porto, Ash focou sua atenção em suas bandeiras e características das embarcações e se maravilhou com tantas coisas diferentes. Cada barco parecia ser um mundo diferente, mas é claro, o Hyuga estava preso em um devaneio onde o mundo ninja não existia e sim um mundo pirata, onde os senhores dos mares reinavam no oceano e em terra, e agora o gennin fazia parte desse mundo. — Em breve eu serei conhecido em todos os sete mares, o Senhor do Mar Ash, o caolho do olho branco. — Interrompeu seus pensamentos ao notar algo errado. — Espera aí, ser caolho quer dizer que eu perdi um dos meus byakugans e a luta?! Não, preciso de uma nova alcunha. O senhor dos Olhos Ligeiros. O Que Tudo Vê! Senhor do Acha-Esconde. Droga, não faço ideia de como ter um nome bonito. Hã? — Mesmo sendo uma isca, sentia que Takeshi estava o observando, mas aquela sensação desapareceu e o Hyuga estava realmente sozinho? O que poderia ter acontecido para o tokujo ter lhe abandonado? Se tivesse encontrado o barco dos piratas, duvidou que não teria ocorrido alguma comoção, ninguém desistiria do byakugan sem lutar. — Se estou sozinho, terei que procurar pelos dois. Mas isso é ruim. Se eu for sozinho, as chances de cair em outro genjutsu é grande demais, só que posso perder a oportunidade de encontrar Aiki. — Estava em um impasse, mas não deixaria o barco pesqueiro. Takeshi deveria saber onde ele estava, talvez o estivesse testando, se fosse isso, teria que retornar com algo. Seus olhos esbranquiçados focaram novamente nos barcos que deixavam o porto, analisando mais profundamente suas bandeiras e direção que seguiam.

Suas habilidades poderiam ser postas à prova, usar seu byakugan naquele caso seria uma excelente escolha pois poderia verificar ainda mais de perto os marinheiros e características dos barcos, mas as embarcações estavam longe demais e seu doujutsu não seria tão favorável. — Tenho que guardar o máximo de informação e convencer o senhor a ir atrás dos barcos que fugiram, mas como saber qual deles temos que seguir? Se Takeshi soubesse pelo menos como os homens se parecessem e se eles vão mesmo usar barcos. — Uma dúvida bateu forte sobre o gennin. E se o porto fosse apenas uma distração para que pensassem que eles estavam fugindo pelo oceano, mas na verdade estão usando uma rota terrestre para desaparecerem? Uma sensação de desconforto tomou conta do preguiçoso, que começou a criar cenários imaginários sobre como seria sobrecarregado por ter que correr e procurar por pistas em um terreno desconhecido. — Droga, vou tentar conseguir a benção do senhor e usar seu barco para depois, mas não sei se ele vai ser bom o bastante. Talvez Takeshi apareça com algo melhor, mas vou ficar com um plano reserva. — Após passar um bom tempo observando o vai-e-vem das embarcações, o Hyuga desceu do mastro e foi conversar com o dono do barco. — Senhor, gostaria de lhe perguntar algo, você irá para o mar aberto depois de arrumarmos todos os cabos e deixar o barco pronto para pesca? Pensei que seria legal seguir um das embarcações maiores. Por que são grandes, devem atrair mais peixes, facilitaria nossa pesca, não? — Indagou. Como um shinobi e pouca experiência de vida, não sabia nada sobre pesca marítima, na verdade, qualquer tipo de pesca, mas se convencesse o dono do barco de pesca, poderiam perseguir algum dos navios que zarparam.

Takeshi não poderia demorar muito mais, cada minuto que demoravam, era um espaço de tempo a mais para que os byakugans de Aiki fossem roubados. Procurar uma garota é bem mais fácil do que ter que seguir em uma jornada atrás de um par de olhos brancos. O doujutsu dos Hyugas tem uma enorme reputação, mas mesmo assim, muitas pessoas não dariam atenção a um ninja ostentando aqueles olhos. Poucos saberiam diferir um Hyuga "oficial" de um ladrão de olhos. Somente os membros pertencentes da família principal seriam capazes de reconhecer. — Quando encontrarmos aquela menina, ela vai ter que se desculpar comigo. Me obrigando a fazer tanto esforço. — A relação entre os dois não era nada boa, afinal, desde do momento que se conheceram a menina julgou e estava sendo a carrasca do gennin, o importunando. Ash tinha que arrumar um jeito de avisar Takeshi, não entendi o porque de ainda não ter sido procurado pelo mais velho, sua estratégia estava mais que clara que não tinha tendo sucesso. Se o tokujo demorasse muito tempo, mesmo se tivesse obtido a ajuda e o velho tivesse aceitado em "perseguir" o barco que Ash teria que descobrir qual ainda não teria muito efeito. Como dito antes, cada minuto conta, e eles estavam desperdiçando os que tinham. 

O gennin subiu no mastro tentando ver se havia mais barcos indo embora, talvez os que tinham deixado o porto antes não tivessem nada a ver com o rapto da menina, e os retardatários poderiam ser a verdadeira cela que aprisiona a Hyuga. Não esperava que sua primeira missão fora da vila lhe traria tanta dor de cabeça ao ponto de ter que explicar ao seu pai, o líder da família, que tinha deixado um membro da soke ser raptado debaixo de seu nariz. Só de imaginar as punições e horas de sono que lhe serão privadas causava uma enorme dor de cabeça no menino.



нρ: ❲ 475 • 475 ❳ cн: ❲ 37O • 375 ❳ sт: ❲OO • O3 ❳ sρ: ❲1Om/s ❳


Informações:

Considerações:
Filler feito, desculpa a demora. Mil palavras enche demais o saco.

Bolsas, 2O slots:
1O kunais; O5 kibaku fuda (32un); O5 shurikens.

Equipamentos:

Jutsus usados:


_______________________



Não fazemos aquilo que queremos e, no entanto, 
somos responsáveis por aquilo que somos.
Jean-Paul Sartre
avatar
Genin
Genin
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Qui 4 Out - 15:58


NARRADOR
────────


Kumogakure | Primavera

Takeshi

O guarda seria indagado com uma pergunta rotineira – Quase todo dia escuto isso. – vasculharia por meio de alguns papéis em cima da mesa – aqui está – disse tomando uma tabela e entregando para takeshi – lista de navios mercantis das últimas 24 horas, todos foram averiguados exceto este – apontou para o segundo da lista – trata-se de um navio diplomata e não temos jurisdição.

O navio citado pelo guarda tinha características peculiares, que supostamente takeshi poderia ter visto em algum momento em que perambulou pelas plataformas. O navio possuía bandeiras do pais da agua, junta isso, uma variedade de detalhes nos mastros e no topo do casco, parecia pertencer a alta sociedade de Daimyos, mas não teria conclusões a respeito disso.

Analisando as grandes embarcações por fora, em um momento de relance, veria o barco que Ash estava, prestes a entrar em alto-mar, estava longe mas reconheceria a silhueta sem o uso do byakugan. A informação era irrelevante para o tokujo no momento, assim, tendo que buscar mais afundo sem levantar suspeita. Em meio a busca, algo o chamaria a atenção no navio que se despedia de kumo...

Aiki

Antes de ver a garota se movimentando para escapulir em meio ao espaço minúsculo do casco, o idoso precisaria comentar algo – para controlar isso aí basta manter-se calma, segurar a raiva, isso seria o suficiente – aconselhava. - por favor traga ajuda – foi a última coisa que ouviria do velho.

Aiki caira na agua de forma discreta, o navio era ligeiramente grande para alguém notar a fuga e distante da costa para notarem que algo havia caído. Teria de nadar por baixo para afastar-se daquele navio, teria de lutar contra a forte correnteza do mar somada as aguas gélidas e o vento incessante. Certamente teria uma dificuldade acima do que já havia enfrentado.

[...]

Estando afastada, ao menos o suficiente do navio que estaria de costas para a garota, seu corpo se contorceria e começaria a fundar. Os efeitos do selo viriam à tona forçando sua musculatura a sentir fortes dores...

Ash

Na boca da bacia, prestes a cruzar para o alto-mar, se encontrava o jovem genin em sua aventura pelos sete mares, ao menos era o foco de sua fantasia. Algumas conversas rolaram outra tropeçaram, mas o importante foi a visão privilegiada no qual o garoto teria naquele ponto. A grande, e mais bela, das embarcações passaria a uma distância de quase 3 quilômetros, os grandes detalhes poderiam ser vistos de onde estavam, poderia notar a majestade daquele casco, a forma com que se movia em meio as ondulações oceânicas provindas da forte corrente de vento somada a corrente marítima. A visão era realmente bela e que poderia ser bem aproveitada pelos olhos albinos.

Em um momento poderia ver algo caindo daquele belo navio, mas não era objeto e não teria como reconhecer, a coisa havia simplesmente caído na agua sem muito alvoroço enquanto o navio virava de lado dando as costas para tal objeto. A curiosidade poderia ser despertada ao ver uma espécie de bola preta boiando em meio ao oceano e subitamente caindo....

Informações:
Qualquer coisa sabem como em contactar
Feedback são bem vindos

se quiserem algum treino de qualidade ou jutsu, favor mandar aquele mp maroto

kazui vcs se afastaram, então esta livre para tomar as rédeas do role, ou seja, faça o que quiser, pode narrar os npc ou o que voce esta investigando
Crown fugiu, mas tu esta fodido prestes a se afoga, consegue tenta se afastar mais do navio sem ser notado
Dito tu ta livre para fazer o que quiser, mas não cometa o meta de dizer que sabe o que é, pois, esta a 2km de vc

perdão qualquer erro de português ;-;

Objetivos:
Takeshi:

Missão B 4/10
Superar o defeito: Código de Honra - Derrota 5/8
Dominar Jutsu criado 1/1
Filler 1/1 (+100 Status)

Aiki:

Superar o defeito: Cumpridor de Regras 0/5
Fazer a Quest do Juuinjutsu - Chi 4/10
Filler 1/1 (+100 Status)
Missão C 5/5 (+ Ry 125.000,00)

Ash:

Missão B 4/10
Filler 2/2 (+200 Status)
Missão C 5/5 (+ Ry 125.000,00)



Cronica: 9/40


@Kazui @Crown @dito

_______________________

Status | bank | aparencia |Template
私は愛のためにしますが、私が売っているとき、私の愛はお金です。
I do for love, but I'm sold, my love is money.
Akeido 2k18
avatar
Shugonin Jūnishi
Shugonin Jūnishi
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Qui 4 Out - 18:46

HP: ❲1025/1025❳  CH: ❲1025/1025❳  ST: ❲00/06❳
Naquele momento estávamos em uma pequena parada pelo caminho que levava até a vila, já estava ma hora de voltarmos e eu tinha que levar aqueles dois de volta para as suas famílias, porém existia uma coisa a mais iríamos entregar aquele pergaminho e nós não sabíamos o que iríamos enfrentar, além é claro do que o misterioso homem havia dado como aviso, está certo que não foi o mais animador, mas mesmo assim nós tínhamos que levar aquilo em conta, pois ele não estava de todo errado. Enquanto conversávamos eu dizia quais eram as minhas habilidades, não tudo que eu podoa fazer, mas apenas para eles terem uma ideia que pudesse ajudar. A “princesa” Hyuga deu uma resposta que não me surpreendeu, pois ela era o exemplo do clã, todo aquele orgulho e uma certa prepotência nas suas palavras chegava a ser engraçado ela não conhecer nada dos perigos que podiam se apresentar em uma missão, já Ash era mais simplório e falava da sua pouca experiência e falta de habilidade, mesmo sendo mais “cru” como shinobi ele ainda tinha uma coisa que ainda faltava em Aiki. - Certo então vamos agir da seguinte maneira, Ash você vai ser o nosso camaleão, vai ficar vigiando a nossa retaguarda e atento a qualquer perigo, Aiki, mesmo você sendo uma Hyuga, você ainda tem fraquezas e se você enfrentar um inimigo mais experiente ele vai explorar isso, então você vai ser o meu suporte, caso a situação saia do controle, você se junta ao Ash, caso o adversário seja mais habilidoso, você se junta ao Ash, se por algum motivo, vocês acharem que a situação está além da capacidades de vocês, vocês me deixam para trás e correm...estamos entendidos? Falava aquilo para eles em um tom sério, mesmo sem saber o que vinha pela frente, era melhor sempre pensar na pior situação possível. Após algum tempo nós fomos caminhando e voltando para a vila.

Cruzávamos o portão de Kumo e naquele momento tudo estava bem, mesmo que por algum tempo. Levava os dois até a área onde ficavam as residências dos Hyugas na vila e os deixava no portão do conglomerado de casas e antes de me despedir eu dizia. - Amanhã nos encontramos naquela montanha ali... falava apontando a montanha onde eu tinha o costume de treinar e assim voltava para eles - Vou reportar tudo que aconteceu e vocês apenas descansem...até amanhã. Terminava de falar e dava as costas para os dois indo em direção a minha casa, não sabia se iria conseguir dormir aquela noite, com tudo sobre o pergaminho e Sana, que eu torcia para que estivesse bem eu me perdia nos pensamentos. Antes do amanhecer do outro dia eu já estava de pé saindo de casa indo em direção ao quartel general da vila enquanto iria relatar a missão de resgate dos genins com sucesso e depois me dirigindo para o local marcado, chegando lá no nascer do sol esperando os dois chegarem.   

Considerações:
Vamo que vamo...Galera post pequeno, pois to escrevendo ele do celular no Onibus pra não deixar vocês esperando muito kkkkkkk, qualquer erro de português favor desconsiderar.

Aparência, sem a mascara...

jutsus:
Bolsa de Armas (40):
x4 Kibaku  Fuda / x10 Kunai / x10 Shuriken / x2 Fūma Shuriken / x2 Hyōrōgan / x2 Zōketsugan / 18 mts de Fio
Armas:
x1 Flak Jacket / x1 Tantō / x1 Hidden Kunai Mechanism

- Raijin no Ken (Rank: A) Descrição: Essa espada era propriedade de Tobirama Senju. Foi roubado de Konohagakure por Idate Morino porque Aoi Rokushō lhe disse que poderia se tornar um chūnin se conseguisse pegar a espada. Aoi então pegou a espada para si mesmo até que foi destruído pelos esforços combinados da Equipe 7. A lâmina brilhava de cor amarela e aparentemente era infundida com energia elétrica pura, daí o seu nome. A lâmina era incomum naquilo, embora parecesse se retrair ou emanar do punho ou travessas como um sabre de luz (e produzir o mesmo som), aparentemente era sólido e sujeito a estressar e a ser quebrado quando era aplicada força suficiente. As forças necessárias foram extraordinárias, no entanto, como uma fraqueza na lâmina teve que ser criada primeiro com um ataque sustentado do Chidori de Sasuke Uchiha, um ataque extremamente poderoso baseado em relâmpagos em si e, em seguida, para quebrar a espada precisasse ser atingido Com Rasengan de Naruto Uzumaki no ponto fraco exato que foi criado. Antes disso, a espada poderia cortar facilmente Chidori e Rasengan sem prejudicar.


Última edição por Kazui em Sex 19 Out - 20:44, editado 1 vez(es)

_______________________

avatar
Tokubetsu Jonin
Tokubetsu Jonin
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Sex 5 Out - 21:45


Byakugan's Princess


A fuga do barco havia sido concluída com êxito e, instantes depois, eu já me encontrava a uma "considerável" distância do barco de meus sequestradores. " Será que as coisas estão começando a dar certo? " Às vezes, cantar vitória antes do tempo era um erro gravíssimo. Meu corpo que - mesmo possuído por uma dor infernal - não tinha me "traído" durante a fuga da embarcação, começou a dar indícios de, repentinamente, sucumbir. Meus músculos se contorceram, contraindo-se, de maneira que eu me vi obrigada a parar de nadar. - Ma.. qumerd.. - Água salgada entrava e saía de minha boca, à medida que eu lutava pela sobrevivência, em meio a descidas e subidas de ondas. O dito "Selo Amaldiçoado", também, se desativou. Eu não entendia exatamente o porquê, mas acredito que nem mesmo esta habilidade suportava a fadiga em que meu corpo se encontrava. " Será que esse é meu fim? " Morrer afogada nunca foi um de meus "anseios" como shinobi. Morrer em combate, no meio de uma missão condizia mais com a minha realidade. Até mesmo padecer devido à velhice soava melhor que ter a sensação de água preencher meus pulmões.

Lutando contra a inércia que meu corpo aparentava querer manter, eu me debateria insanamente na água, tentando arrastá-la para baixo. - Alguém.. Por favor.. - Se eu me visse de outra perspectiva, provavelmente notaria que eu me debatia como um cachorro que tentava nadar em alto mar. As pernas, cujo os músculos estavam fortemente contraídos, se debatiam de trás para frente, enquanto minhas mãos, na "superfície" da água, seriam utilizadas para me empurrar enquanto no líquido. " Droga.. Eu poderia usar minha cauda como turbina! Que.. merda! " Na minha mente, a única coisa que importava era permanecer viva.

Considerações:
Aparência Aqui, com a Tantõ embainhada nas costas
Notas:Todas as afirmações podem ser desmentidas, é apenas pra narração.
Autoexplicativo. Qualquer erro, srry
Atingi os 5 pontos de stamina, tô cansadão. Devido a isso, o Juuin foi obrigado a ser desativado. " Quando o limite é atingido, o personagem ficará impossibilitado de usar os atributos Força e Velocidade acima de 0 pontos e também sofrerá com uma desativação forçada de todas as técnicas ativas. "
tôsemsacoprapostar, só não quero atrasar os mano
Negrito representam falas
Itálico são pensamentos
Armamentos(60/60):
20 kunais
20 shurikens
20 senbon
10 metros de arame
30 makibishi

HP: ❲ 585 • 675 ❳ CH: ❲ 645 • 650 ❳ ST: ❲ 05 • 05 ❳

Thankz Mirai



_______________________


you should see me in a crown
Falas
Pensamentos

*Click*
avatar
Genin
Genin
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Sab 6 Out - 13:28


DIA PREGUIÇOSO
Tão problemático.
Com um solavanco Ash sentiu as marolas do mar movendo o pequeno barco pesqueiro, e todo o pensamento sobre procurar Aiki ou esperar Takeshi sumiu de sua mente, como também as ordens dada anteriormente. — Isso mesmo Imediato Zang, vamos conquistar os sete mares! — Bradou do alto do mastro para o dono do barco, o Hyuga tinha assumido o controle da embarcação, em sua mente, e sua imaginação criou um plano de fundo para sua sede de aventura no mundo pirata. O jovem de cabelos azuis olhou para os lados procurando por uma luneta ou binóculos, queria usufruir ao máximo de sua posição, mas não encontrou nada, ao voltar sua atenção para o mar, não teria como não notar um enorme navio, a beleza e riquezas de detalhes prendeu sua atenção de imediato, fazendo nascer um largo sorriso em seus lábios. — Imediato Zang, aumente a velocidade, iremos começar a pilhagem, rume no sentido daqueles ricos e gordos! — Apontou o braço sinalizando o navio como alvo. Um pirata tinha que ter reputação e riqueza, e mesmo com a bandeira de um Damyio, Ash não teve medo. Qual melhor início do que assaltar um senhor feudal?

Provavelmente o dono do barco pesqueiro acharia graça do jovem, e entrasse na brincadeira. A distância e velocidade eram fatores gritantes entre as duas embarcações, mas Ash não ligava. Sem luneta, teve que recorrer a ativação do byakugan para conseguir o máximo de informações do alvo, que se distanciava cada vez mais no horizonte. — Droga! Esses bastardos estão fugindo! Mais rápido Zang, içar todas as velas, trace uma rota direta, eu quero aquele navio! — Gritou irritado. Sentia seu tesouro escapando por entre os dedos, quando algo chamou atenção. — Eles estão jogando fora algumas coisas para ficarem mais leve, covardes! Fiquem e lutem! — Agitava nervosamente os dois braços no ar, mas sabia que nunca chegaria até o navio bonito, tinha partido tarde demais, entretanto, talvez não estivessem deixando para trás lixo sem significado e sim algo de valor. — Imediato Zang, continue nessa direção, vamos ver o que aqueles covardes deixaram para trás. — O hyuga estava com receio, se tivesse "abandonado" a perseguição por causa de um lixo qualquer deixado para trás, sua reputação estaria perdida. 

O barco pesqueiro se aproximaria cada vez mais do local onde o "lixo" tinha sido descartado, e a cada metro percorrido os olhos atentos e focados, mas pelo medo de não ser nada do que qualquer outra coisa, de Ash vasculhavam a superfície, assim como também sob a água marítima, era bem capaz de que quando chegassem, o descarte tivesse afundado e com o alcance de 300 metros do byakugan, conseguiria enxergar. Se o mar tivesse mais que essa profundidade e o descarte já tivesse afundado além desse limite, Ash apenas suspiraria e deixaria para lá, bradando ao imediato que rumava para o mar aberto, atrás de novas presas para serem perseguidas e abordadas.

Entretanto, se o byakugan fosse capaz de captar a imagem de Aiki com distinção perfeita ou quase isso, devido ao fato de estarem se aproximando, bradaria com ainda mais fúria para que o imediato aumentasse ainda mais a velocidade. — Eles consideraram aquela menina um lixo e a jogaram fora? tsc, ela já perdeu os olhos? — Mesmo divagando sobre ser um pirata, a mente do Hyuga não estava entorpecida ou distorcida ao ponto de não saber quem é ou o que tinha que fazer. Quando estivesse a uma distância entre 100 a 50 metros do local do avistamento, saltaria para o mar e usaria toda sua força e velocidade para nadar até Aiki, mergulhando e buscando-a sob a superfície, se fosse preciso. Não mediria esforços, mesmo sendo preguiçoso, não poderia deixar alguém morrer sem fazer nada, ele não é esse tipo de pessoa. Guiado pelo byakugan, seria fácil saber para onde ir, a questão central era o tempo. Seria o suficiente? Se alcançasse a menina, se posicionaria atrás dela, passaria o braço direito sob a axila direita da menina, a mão segurando, elevando o mento dela e bateria as pernas e braço esquerdo para voltarem para superfície e se manterem lá até o barco pesqueiro os resgatarem.



нρ: ❲ 525 • 525 ❳ cн: ❲ 415 • 425 ❳ sт: ❲O1 • O3 ❳ sρ: ❲1Om/s ❳


Informações:

Considerações:
Modifiquei o status de acordo com a app do último filler, mas não pedi md. de status no tpc, como falado antes.

Duas linhas de ação.

Bolsas, 2O slots:
1O kunais; O5 kibaku fuda (32un); O5 shurikens.

Equipamentos:

Jutsus usados:


_______________________



Não fazemos aquilo que queremos e, no entanto, 
somos responsáveis por aquilo que somos.
Jean-Paul Sartre
avatar
Genin
Genin
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Sab 6 Out - 15:36


NARRADOR
────────


Kumogakure | Primavera

Takeshi

A boa conversa rendeu uma carona para o alto mar em um navio, dentre os inúmeros que ali estavam. O barco era de médio porte e possuía bandeiras de kumogakure, certamente era alguém cujo daria para confiar. Estando a bordo e já afastado da terra firme a capitã, uma mulher de Kumo, convidaria o rapaz para tomar alguma coisa na sala de comando, talvez um bom chá. – Eu aceitei lhe dar carona apenas para afastar do tumulto – dizia a mulher preocupada com algo – suspeito de hostilidades nas fronteira com o país da Água. Desde a destruição de kirigakure aquele país está um caos – sentou-se em uma mesa que parecia estar em um escritório luxuoso. Apoiou seus cotovelos na mesa – Eu sei que é confiável, eu vi você procurando alguém e também sei de seus segredos – a realidade era que o blefe fazia parte da rotina dos grandes capitães.

Colocaria um pergaminho, que outrora estava na sua gaveta, em cima da mesa – posso lhe fazer uma proposta logo logo, mas antes leve esse pergaminho lacrado até esse local – apontou um ponto do mapa, um local próximo dos subúrbios de kumo – preferencialmente o pergaminho não poderá ser violado, esse é o preço pela carona. – continuaria a velejar rumo a saída da bacia aquífera

Aiki

A jovem hyuuga estaria a se afogar devido à exaustão eu seu corpo sofreu devido ao esforço que teve durante aquele longo dia. O corpo sentia fortes dores e os músculos estavam enfraquecendo pouco a pouco, as aguas adentraram todos os seus orifícios antes de se afundar por completo. A situação era desesperadora, não há como descrever a agonia e o pânico naquele momento, apenas torcer para que algo, ou alguém salvasse. Poderia ser vista por seus sequestradores, afinal era uma forma de ser salva por mais algumas horas.

[...]

Aguentaria o máximo que desse, ao menos conseguia ver um barquinho se aproximando, mas sem distinguir o que seria, antes mesmo da corrente puxar para baixo. O corpo não seria levado aos lados, apenas seria arrastado as profundezas daquele local. Sua vida, sem saber, estaria dependendo do sujeito mais preguiço e detestável pela personalidade nem um pouco amorosa de Aiki...


Ash

O dono do barco não se importava com as brincadeiras que Ash estava a fazer, a proposito o garoto serviu de grande ajuda ao idoso em ajustar o encordoamento das velas e mastros e outras tranqueiras que o senhor não conseguia executar. – Senhor zhang, cuidado para não ser atacado pela marinha – entrou na piada de forma parcial.

A busca pelo seu adversário e sua possível captura seria interrompida por algo que o próprio garoto havia feito, ativar seu doujutsu. Estando a trezentos metros poderia ver parcialmente o rosto de aiki, mas não de forma completa, certamente reconheceria que era uma pessoa. A única coisa que poderia ver era o “lixo” sendo levado ao fundo por uma corrente marítima...

- Droga, alguém está se afogando e sendo levado pelas correntezas – surgiu o velho com uma luneta se utilizando da experiência em anos de mar – Eu não consigo nadar muito, vai lá garoto amarre isso na cintura e tente ir lá – entregou uma corda pra que o garoto pudesse executar o salvamento que o velho acabou por ordenar. A experiência do pescador era inquestionável, saberia ao notar seu rosto um tanto desesperado para concertar o problema.

Informações:
Qualquer coisa sabem como em contactar
Feedback são bem vindos

se quiserem algum treino de qualidade ou jutsu, favor mandar aquele mp maroto

kazui vc conseguiu uma carona interessante
Crown tu ta prestes a se afogar de fato, mas ta mec, eu acho. vai apagar no final do psot
Dito como todo psot foi uma tentativa, considerei tudo até a sua ativação, a partir dai começa a parte chata, seja rapido

perdão qualquer erro de português ;-;

Objetivos:
Takeshi:

Missão B 5/10
Superar o defeito: Código de Honra - Derrota 5/8
Dominar Jutsu criado 1/1
Filler 1/1 (+100 Status)

Aiki:

Superar o defeito: Cumpridor de Regras 0/5
Fazer a Quest do Juuinjutsu - Chi 5/10
Filler 1/1 (+100 Status)
Missão C 5/5 (+ Ry 125.000,00)

Ash:

Missão B 5/10
Filler 2/2 (+200 Status)
Missão C 5/5 (+ Ry 125.000,00)



Cronica: 10/40


@Kazui @Crown @dito

_______________________

Status | bank | aparencia |Template
私は愛のためにしますが、私が売っているとき、私の愛はお金です。
I do for love, but I'm sold, my love is money.
Akeido 2k18
avatar
Shugonin Jūnishi
Shugonin Jūnishi
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Seg 8 Out - 9:26

HP: ❲1025/1025❳  CH: ❲1025/1025❳  ST: ❲00/06❳
Seguia o barco do genin que havia saído velejando momentos antes, iria ao seu encontro para que pudéssemos começar a procurar pela outra genin da família Hyuga que havia sido seqüestrada, naquele momento eu já sabia que haviam sido pessoas do pais da água, mas até onde poderia se estender esse “ataque” eu ainda não conseguia entender, uma vez que a vila oculta de Kiri, havia sido destruída algum tempo atrás e o ataque só poderia ser dado pelo senhor feudal daquele país, o que se fosse verdade era um proclamação de guerra direta contra Kumo, seqüestrar um de seus shinobis desse jeito. Tudo isso eram apenas suposições que eu fazia na minha cabeça enquanto tentávamos alcançar o barco do garoto e em um momento no qual eu estava perdido nos meus pensamentos podia ouvir a capitã do barco me convidar para tomar um chá em sua cabine. Como eu era uma espécie de “convidado” ali eu logo fui aceitando a seguindo até a cabine de comando pegando o chá que ela me servia e ouvindo algumas coisas interessantes.

Ouvia a mulher falando pretanso bastante atenção em tudo que ela dizia, primeiro ela queria me tirar do tumulto e depois sabia, sobre algumas “hostilidades” do país da água e depois vinha com aquele papo todo sobre conhecer os meus segredos. ”Isso está me parecendo muita coisa para uma simples capitã de barco, com certeza ela está tentando descobrir alguma coisa a mais jogando esse verde, não vou dar informações para ela, porém vamos ver onde isso vai levar... Tinha aquele pensamento em mente, não iria revelar nada para ela, porém deixaria ela pensar que a sua estratégia estava dando certo no momento enquanto eu a via pegar alguma coisa em sua gaveta, uma espécie de pergaminho e dizer que tinha uma proposta, mas que antes eu deveria levar aquele pergaminho lacrado até um local que ela apontava no mapa e podia ver que era em um dos subúrbios de Kumo e terminava de dizer que o pergaminho não poderia ser violado, sendo esse o pagamento pela carona.

Parava por um momento levando a minha mão ao queixo e parado com o copo de chá sem beber a frente da minha boca. ”E a trama se complica mais uma vez, tenho que tomar cuidado com isso, afinal de contas eu não sei nada sobre essa mulher e o que ela pretende, com tudo que tem acontecido com os Jashinistas todo cuidado é pouco... Tentava arrumar uma estratégia para saber o que falaria com a mulher, precisava da ajuda dela para chegar até o barco do genin, mas aquilo tudo estava suspeito demais para se falar a verdade. - Como você deve saber sou um shinobi de Kumo, logo a minha função é defender a vila e levar qualquer coisa que eu não tenha conhecimento, para dentro dos território da vila é uma coisa que você deve imaginar que eu não possa fazer, ainda mais se tratando dos dias de hoje, com tudo que tem acontecido com a vila, porque não entramos em um acordo, você me diz qual é a sua proposta e o que contém o pergaminho e a partir da sua resposta, sendo ela verdadeira ou não eu lhe digo se aceito levar ele pra dentro da vila, afinal você tem que admitir que se você mentir o risco vai ser todo meu e bem eu acabei de lhe conhecer, não sei o quão confiável você pode ser... Dava a minha resposta naquele momento para a mulher esperando para saber o que ela faria, fazia sentido o que eu dizia para ela e sem contar que era uma preocupação verdadeira, mas aquilo ainda me fazia ganhar tempo para chegar no barco, continuar aquela conversa seria importante, caso eu sentisse que tinha alguma coisa errada naquela história e naquele momento minha atenção se voltava para a mulher, para o que ela iria falar e como ela iria falar.
  
Considerações:
Vamo que vamo...

Aparência, sem a mascara...

jutsus:
Bolsa de Armas (40):
x4 Kibaku  Fuda / x10 Kunai / x10 Shuriken / x2 Fūma Shuriken / x2 Hyōrōgan / x2 Zōketsugan / 18 mts de Fio
Armas:
x1 Flak Jacket / x1 Tantō / x1 Hidden Kunai Mechanism

- Raijin no Ken (Rank: A) Descrição: Essa espada era propriedade de Tobirama Senju. Foi roubado de Konohagakure por Idate Morino porque Aoi Rokushō lhe disse que poderia se tornar um chūnin se conseguisse pegar a espada. Aoi então pegou a espada para si mesmo até que foi destruído pelos esforços combinados da Equipe 7. A lâmina brilhava de cor amarela e aparentemente era infundida com energia elétrica pura, daí o seu nome. A lâmina era incomum naquilo, embora parecesse se retrair ou emanar do punho ou travessas como um sabre de luz (e produzir o mesmo som), aparentemente era sólido e sujeito a estressar e a ser quebrado quando era aplicada força suficiente. As forças necessárias foram extraordinárias, no entanto, como uma fraqueza na lâmina teve que ser criada primeiro com um ataque sustentado do Chidori de Sasuke Uchiha, um ataque extremamente poderoso baseado em relâmpagos em si e, em seguida, para quebrar a espada precisasse ser atingido Com Rasengan de Naruto Uzumaki no ponto fraco exato que foi criado. Antes disso, a espada poderia cortar facilmente Chidori e Rasengan sem prejudicar.

_______________________

avatar
Tokubetsu Jonin
Tokubetsu Jonin
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Ter 9 Out - 13:22


Byakugan's Princess


" Será.. o meu fim? " Apenas quando a morte se torna quase um caminho inevitável, que enfim nos damos conta de tudo aquilo que foi feito enquanto estávamos vivos. Era exatamente nessas indagações que o problema residia: o que eu havia feito até então, além de dedicar a minha vida em prol de Kumogakure? Uma profunda crise existencial se apoderava de meus pensamentos, à medida que a água do mar adentrava - contra minha vontade - em minha boca. A dor presente em meus músculos era extrema, tendo meus braços e pernas enfim cedidos à força do mar. Tudo que restava, na melhor das hipóteses, era uma morte rápida. " Dro..g.. "

Tudo foi, lentamente, ficando escuro. Meus olhos cerravam-se por conta própria, "abraçando" o futuro (ou a falta de um) que me aguardava. Mais água se apossava de minhas narinas e, ainda "semi-acordada", tinha a impressão de que o líquido se dirigia a meu pescoço. Como uma última tentativa de permanecer viva, eu levaria as mãos até o pescoço, tentando impedir a passagem de água com as mãos. Eu sabia que aquilo era ineficiente, mas o desespero da situação impedia que minhas capacidades cognitivas agissem. Instantes depois, soltei as mãos do pescoço, que caíram e se mantiveram ao lado de meu corpo. Paralelamente a isso, eu tornaria a afundar mais e mais, como se meu corpo fosse uma rocha. Era dessa forma que eu iria morrer?

Considerações:
Aparência Aqui, com a Tantõ embainhada nas costas
Notas: Bem.. Não tinha muito o que fazer. Acho que o post foi mais um "incentivo" pra perder o Cumpridor de Regras.
Eu tô no mar poarr, não esperem um post gigante em uma situação dessas -q pensei em fazer um post de "sonho", mas não sei quantos já fiz nesse RP uauayhswyay
Espero não ter metado. Até abri um guia de afogamento pra saber o que acontece nessas situações.
Negrito representam falas
Itálico são pensamentos
Armamentos(60/60):
20 kunais
20 shurikens
20 senbon
10 metros de arame
30 makibishi

HP: ❲ 585 • 675 ❳ CH: ❲ 645 • 650 ❳ ST: ❲ 04 • 05 ❳

Thankz Mirai



_______________________


you should see me in a crown
Falas
Pensamentos

*Click*
avatar
Genin
Genin
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Qua 10 Out - 12:49


DIA PREGUIÇOSO
Tão problemático.
Ash não precisou pensar muito, pegando a corda e amarrando na própria cintura segundos antes de saltar para o mar. Sua velocidade na água não era muito diferente da terrestre, e demoraria apenas alguns segundos para alcançar o corpo quase sem vida de Aiki, mergulhando e buscando-a sob a superfície, se fosse preciso. Não mediria esforços, mesmo sendo preguiçoso, não poderia deixar alguém morrer sem fazer nada, ele não é esse tipo de pessoa. Guiado pelo byakugan, seria fácil saber para onde ir, a questão central era o tempo. Ao alcançar a menina, se posicionou atrás dela, passando o braço direito sob a axila direita da menina, a mão segurando, elevando o mento dela e bateria as pernas e braço esquerdo para voltarem para superfície. O barco estaria próximo, mostrando a habilidade de ler situações do pescador. Ash colocou Aiki para dentro da embarcação com a ajuda do velho, deixando-a deitada com as costas voltadas para a madeira.

Vendo a garota inconsciente, uma expressão de dor passou pelo rosto do Hyuga. — Bem Aiki, você terá a honra de sentir os lábios desse deus Hyuga aqui. Sinta-se eternamente grata. — Ao invés de começar uma massagem, Ash queria desobstruir as vias aéreas da garota, e para tirar a água de seus pulmões, faria a famosa respiração boca a boca. Visava trazer a menina para o mundo dos vivos, e de quebra, ficar com um favor em haver para que Aiki o pagasse no futuro. Seria bem gratificante ver uma menina arrogante em dívida.



нρ: ❲ 525 • 525 ❳ cн: ❲ 41O • 425 ❳ sт: ❲OO • O3 ❳ sρ: ❲1Om/s ❳


Informações:

Considerações:

Bolsas, 2O slots:
1O kunais; O5 kibaku fuda (32un); O5 shurikens.

Equipamentos:

Jutsus usados:


_______________________



Não fazemos aquilo que queremos e, no entanto, 
somos responsáveis por aquilo que somos.
Jean-Paul Sartre
avatar
Genin
Genin
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Qua 10 Out - 14:37


NARRADOR
────────


Kumogakure | Primavera

Takeshi

O navio gradualmente se aproximava da saída definitiva do porto. A capita, ao ser bombardeada pelas questões do rapaz, tomou uma postura mais rígida quanto a atitude um pouco severa do
Hyuuga – Bom, não saberei a sua procedência se não enviar o pergaminho são e salvo. Não posso confiar em quem não segue ordens. Leve o pergaminho e saberá da proposta – levantou-se da mesa indo para fora – sua carona está terminando –solicitou que a segue até a uma prancha na lateral do navio – se não pode levar o pergaminho, eu não posso leva-lo até seu destino – apontou a katana para o mesmo na tentativa de força-lo a sair do barco.

Na embarcação havia uma vasta quantidade de funcionários, ou marinheiros, todos sob ordens da capitã já que a estrutura era de médio porte. Poderia notar as credenciais de kumo estampada na bandeira e mastros, o que indicaria pertencer a frota da nação, assim, descartando algumas possibilidades.

Aiki and Ash

A atitude de Ash fora necessária para trazer o corpo de Aiki até o barco pesqueiro. A garota estaria inconsciente e sem a forma do juin, o que por sinal era bom. Tendo em vista a necessidade de desobstruir as vias aéreas, seguiria direto para a respiração boca a boca antes da massagem cardíaca. Enquanto o velho buscava cobertores, o jovem Hyuga colocava seus lábios preguiçosos junto ao beiço salgado da garota, certamente ela o mataria ao descobrir a violação de seu primeiro beijo, se é que este era o primeiro da garota.

A primeira seção seria finalizada ao partir para o tórax e forçar a massagem, um procedimento muito comum, faria o ciclo umas três vezes até o despertar da jovem. Um grande jato de água sairia da boca da menina banhando Ash novamente.

- Graças a Rikudou - dizia o pescador dando cobertores para aquece-la – a senhorita está bem?

Todos

A missão em teoria estaria completa visto que a garota já havia sido resgatada pelo seu colega, mas ainda teriam umas arestas para resolver, tais como, quem? O que? O porque dos hyuugas terem sido alvos. Um dos pontos no qual deveriam resolver era a forma como se reencontrariam, pois, takeshi estava rumando o lado oposto do navio pesqueiro...

Informações:
Qualquer coisa sabem como em contactar
Feedback são bem vindos

esse post será livre, vocês estão a mercê das suas escolhas

kazuilivre para fazer o que quiser e-e
Crown Parabéns pela perda do BV e por acordar. Terão que decidir seus rumos
Dito Parabéns pela perda do BV. Terão que decidir seus rumos

perdão qualquer erro de português ;-;

Objetivos:
Takeshi:

Missão B 6/10
Superar o defeito: Código de Honra - Derrota 5/8
Dominar Jutsu criado 1/1
Filler 1/1 (+100 Status)

Aiki:

Superar o defeito: Cumpridor de Regras 0/5
Fazer a Quest do Juuinjutsu - Chi 6/10
Filler 1/1 (+100 Status)
Missão C 5/5 (+ Ry 125.000,00)

Ash:

Missão B 6/10
Filler 2/2 (+200 Status)
Missão C 5/5 (+ Ry 125.000,00)



Cronica: 11/40


@Kazui @Crown @dito

_______________________

Status | bank | aparencia |Template
私は愛のためにしますが、私が売っているとき、私の愛はお金です。
I do for love, but I'm sold, my love is money.
Akeido 2k18
avatar
Shugonin Jūnishi
Shugonin Jūnishi
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Qui 11 Out - 9:49

HP: ❲1025/1025❳  CH: ❲1025/1025❳  ST: ❲00/06❳
Sempre tinha ouvido que capitães de navios, apesar de como todo marinheiro gostar de uma boa conversa, não era muito de aceitar oposições as suas opiniões e era esse fato que eu estava constatando naquele momento quando eu podia notar a postura que a capitã do barco que me levava até o barco onde estava o genin tomava ficando mais rígida e inflexível. Ouvia a sua resposta e já sabia que as coisas poderiam piorar muito se eu não fizesse o que ela queria e bom naquele momento eu estava no meio da água, não tinha muito o que eu pudesse fazer, parecia que eu tinha ficado mais uma vez encurralado. ”Droga, eu e a minha mania de me meter nesse tipo de coisa... Tinha aquele pensamento enquanto olhava ela se levantar indo para fora da cabine e logo em seguida eu lhe seguia até a lateral do navio enquanto ela dizia que se eu não podia fazer o que ela me pedia, ela também não poderia fazer nada do que eu havia pedido para ela que seria me levar até o outro barco. ”Como eu já imaginava, complicações...eu poderia derrubar todos eles, mas como eu não entendo nada de navegação marítima acho melhor eu seguir conforme a dança... Pensava enquanto podia ver a Katana da capitã apontada na minha direção e eu levantava os braços calmamente dando um sorriso e dizendo. - Ok, você me convenceu, façamos desse jeito...você me leva até o barco dos meus amigos e eu levo o tal pergaminho até Kumo, o que me diz? Todos nós saímos ganhando e ninguém se molha mais do que deveria... Falava aquilo de forma tranqüila e agradável, afinal de contas não queria começar uma batalha no meio do oceano dentro de um barco ao qual eu não sabia nada sobre navegá-lo, aquela era a minha melhor opção para evitar um conflito naquelas situações.- Então esse pergaminho é importante para você assim como os meus amigos são para mim, acho que é uma troca justa, dou a minha palavra que ele vai chegar ao seu destino. Dizia reforçando que iria cumprir com a minha parte do trato se ela cumprisse com a dela. Tinha que chegar nos genins, pois naquele momento eles eram minha responsabilidade, assim como naquele momento eu já estava bem curioso para saber o que tinha naquele pergaminho também.
  
Considerações:
Vamo que vamo...

Aparência, sem a mascara...

jutsus:
Bolsa de Armas (40):
x4 Kibaku  Fuda / x10 Kunai / x10 Shuriken / x2 Fūma Shuriken / x2 Hyōrōgan / x2 Zōketsugan / 18 mts de Fio
Armas:
x1 Flak Jacket / x1 Tantō / x1 Hidden Kunai Mechanism

- Raijin no Ken (Rank: A) Descrição: Essa espada era propriedade de Tobirama Senju. Foi roubado de Konohagakure por Idate Morino porque Aoi Rokushō lhe disse que poderia se tornar um chūnin se conseguisse pegar a espada. Aoi então pegou a espada para si mesmo até que foi destruído pelos esforços combinados da Equipe 7. A lâmina brilhava de cor amarela e aparentemente era infundida com energia elétrica pura, daí o seu nome. A lâmina era incomum naquilo, embora parecesse se retrair ou emanar do punho ou travessas como um sabre de luz (e produzir o mesmo som), aparentemente era sólido e sujeito a estressar e a ser quebrado quando era aplicada força suficiente. As forças necessárias foram extraordinárias, no entanto, como uma fraqueza na lâmina teve que ser criada primeiro com um ataque sustentado do Chidori de Sasuke Uchiha, um ataque extremamente poderoso baseado em relâmpagos em si e, em seguida, para quebrar a espada precisasse ser atingido Com Rasengan de Naruto Uzumaki no ponto fraco exato que foi criado. Antes disso, a espada poderia cortar facilmente Chidori e Rasengan sem prejudicar.

_______________________

avatar
Tokubetsu Jonin
Tokubetsu Jonin
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Sex 12 Out - 0:18


Byakugan's Princess


Um amplo jato de água foi, abruptamente, expelido pela minha boca, seguido de inumeráveis tossidas, à medida que eu direcionava meu corpo para frente, sentando-me na superfície abaixo de mim. Abriria os olhos, lentamente, ainda fixando o olhar em meu corpo. Levaria as mãos à frente do meu campo visual e, com os dedos polegar e indicador da mão direita posicionados em formato de pinça, eu beliscaria a parte superior da minha mão esquerda. " Dor.. " O tato insinuava que, mesmo após os momentos desesperadores de quase afogamento, eu estava viva. Meu tom de pele retornara ao usual que, mesmo sendo caucasiana, não se comparava com a palidez de um "quase" defunto. - Sim.. Fico agradecida por terem me salvado.. - disse, fitando o pescador, enquanto pegaria o cobertor que o mesmo me oferecera e, agressivamente, passaria-o pelos meus cabelos. - Obrig.. Você?! - Enquanto direcionaria meu olhar para o outro rapaz no barco - que provavelmente ajudara a salvar minha vida - minha "gratidão" se tornaria ressentimento. - O que.. - cerrando os olhos, eu colocaria minha mão direita na Tantõ (afinal, tacar as armas no mar para diminuir o peso corpóreo é coisa de gado), trêmula.. - você fez enquanto eu estava desacordada? - disse, passando a fitá-lo com olhos de raiva. Eu não confiava em Ash a ponto de permitir que o mesmo tomasse conta de meu corpo enquanto eu estava desacordada.

Minha mente se encheu de possibilidades. Se tratando de Ash, nenhuma destas situações era agradável. Passei os dedos da mão esquerda em meus lábios. - Não me diga que.. - Subitamente, eu largaria a espada e, apressadamente, correria até a extremidade do barco. - Você tentou.. fazer um boca a boca? - Uma ânsia de vômito se faria presente no meu corpo. Por mais que eu quisesse "gorfar" na água do mar, eu seria capaz de - apenas - cuspir a água restante em minha boca. - Seu..tarado.. Eu só tenho dez anos! - proferi, virando novamente o rosto em direção ao "companheiro" Hyuga. Doía pensar que a pureza e castidade de meu ser haviam sido removidas por Ash. " Como eu vou contar para as pessoas como foi meu primeiro beijo? " Fitei o rapaz novamente e, decepcionada, virei-me em direção ao mar. - Eu mereço..

No fundo, é claro que eu estava aliviada com o fato de ter sobrevivido, mesmo que a minhas vontades de olhar ou dirigir a palavra à Ash eram quase nulas. - Hm.. E a missão? - De fato, o sucesso da missão ainda deveria ser minha prioridade, tal como o dever de uma shinobi manda. - Aconteceu algo "estranho" enquanto eu estava desacordada? E isso exclui você ter me.. eca.. "beijado".. - perguntei-lhe, enfiando-me dentro de cobertores. - A gente precisa derrotar esses merdas.. E temos que resgatar um velho preso em um barco. - Talvez a pequena quantidade de diálogos que eu tivera até então em minha vida vieram a ocasionar a dificuldade que eu possuo na hora de me expressar. Ash deveria estar se perguntando sobre o que eu dissera em relação a "resgatar um velho", por mais que aquilo fosse claro para mim. - Os meus sequestradores fizeram um ancião de refém. Como ele me ajudou a escapar, acho válido eu salvar a bunda dele uma vez, também. - disse, suspirando. Esperaria pelas respostas de Ash, enquanto manteria-me inteiramente concentrada na movimentação do barco.

Considerações:
Aparência Aqui, com a Tantõ embainhada nas costas
Notas: Descansei. Let's bora.
Negrito representam falas
Itálico são pensamentos
Armamentos(60/60):
20 kunais
20 shurikens
20 senbon
10 metros de arame
30 makibishi

HP: ❲ 585 • 675 ❳ CH: ❲ 645 • 650 ❳ ST: ❲ 03 • 05 ❳

Thankz Mirai



_______________________


you should see me in a crown
Falas
Pensamentos

*Click*
avatar
Genin
Genin
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Sex 12 Out - 17:13


DIA PREGUIÇOSO
Tão problemático.
O doujutsu de Ash foi desativado assim que colocou o corpo de Aiki sobre o convés, e ao realizar as manobras de ressuscitação, ficou aliviado quando a garota voltou dos mortos, e com os dois olhos. — Haha, o Grande Ash salva o dia mais uma vez, e sinta-se grata por ter tido a oportunidade de ser beijada por meus lábios doce! — O gennin coçou o nariz meio envergonhado. — Sua vida é minha até que pague a dívida por ter salvo a sua, será minha subordinada. — Ash se meteu em grandes apuros para conseguir salvar a menina, e nem deu muita atenção para todo o charme que ela fazia,notando que não recebeu um obrigado decente por ter sido seu herói.

A conversa mudou de direção quando Aiki adicionou um novo objetivo, assim como ordens? — Negativo, temos um novo líder e temos que nos reagrupar com ele primeiro. Como você foi capturada e causou tantos problemas por causa desses seus olhinhos, não tem poder nenhum para ditar o que faremos agora. Salvar um velho porque ele te ajudou? Só seremos capturados outra vez, e agora eu junto. — Ash pela primeira vez estava se impondo, não colocaria sua vida em risco por causa de uma dívida de gratidão de Aiki, e muito menos perseguiria um navio tão mais rápido que o barco no qual estavam. Lógica simples, nunca conseguiriam, e se fossem, precisariam da força de takeshi. — Imediato Zang, estamos voltando ao porto, temos que buscar nosso marinheiro. E conseguir informações sobre o navio. Esqueça Aiki, não partiremos de imediato só para morrer. Pense antes de agir. — Ash sorriu e daria um peteleco na testa da Hyuga, voltando rapidamente para o alto no mastro para tentar encontrar takeshi mais rápido.



нρ: ❲ 525 • 525 ❳ cн: ❲ 41O • 425 ❳ sт: ❲OO • O3 ❳ sρ: ❲1Om/s ❳


Informações:

Considerações:

Bolsas, 2O slots:
1O kunais; O5 kibaku fuda (32un); O5 shurikens.

Equipamentos:

Jutsus usados:


_______________________



Não fazemos aquilo que queremos e, no entanto, 
somos responsáveis por aquilo que somos.
Jean-Paul Sartre
avatar
Genin
Genin
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Sex 12 Out - 18:59


NARRADOR
────────


Kumogakure | Primavera

Takeshi

Guardou a lamina ao ouvir as palavras – Certo, use-os para proteger o pergaminho sem muitas delongas a capitã fora notificada de um barco pesqueiro nas redondezas, este cujo estaria com um uma bandeira de ajuda – o que é isso? – olhou pela luneta para poder verificar o que seria. Poderia ver um velho, uma garota, e um rapaz no pequeno barco, não poderia imaginar quais os problemas que poderiam estar enfrentando, mas resolveu auxilia-los.

Passou a luneta para takeshi – esses ai pertencem a tua trupe? – solicitaria que o rapaz averiguasse. Aguardou a resposta de Takeshi – Se tenta abrir eu saberei, pois o conteúdo é protegido por um fuinjutsu forte – restirou um pergaminho de cor dourada com detalhes azuis de uma bolsa no qual arregrava consigo– Boa sorte – estendeu a canhota para entregar ao rapaz – isso é tudo

Aiki and Ash

Ao entregar as cobertas se redirecionou ao mastro para colocar uma bandeira de ajuda, algo cujo era rotineiro nos pequenos pescadores, feito isso, voltaria ao encontro dos dois – haha, vocês dois se combinam – ria ao ver a conversas dos dois – senhorita se acalme, ele não violou você – completava o velho.

A agitação de aiki transparecia sua irritação o que por sinal ocasionou numa leve intervenção por parte do pescador – Descanse, afinal você está fatigada pelo afogamento. Já estamos rumo ao cais e lá poderá se acertar de fato com ele – apontou para o rapaz.

Após o acerto de contas ou passado todas as informações necessárias a Aiki, os três poderiam ver um navio de porte médio se aproximando dos mesmos. Saberiam que este seria aliado pelas marcações de kumogakure e outras credenciais estampadas em meio a majestosa bandeira e vela.


Todos

O navio da capitã se aproximaria ao encontro do navio pesqueiro, assim, ocasionando o encontro da trupe novamente. O pescador os levaria até o cais, mas sem antes de perguntar as credenciais do capitão daquela embarcação.

Informações:
Qualquer coisa sabem como em contactar
Feedback são bem vindos

as madame se encontraram no final do post, ou seja, deixei livre, mas lembre-se que o takeshi sera o lider

vai haver uma redução na RP por motivos que o kazui passara no mp(cobrem dele -q)

perdão qualquer erro de português ;-;

Objetivos:
Takeshi:

Missão B 7/10
Superar o defeito: Código de Honra - Derrota 5/8
Dominar Jutsu criado 1/1
Filler 1/1 (+100 Status)

Aiki:

Superar o defeito: Cumpridor de Regras 0/5
Fazer a Quest do Juuinjutsu - Chi 7/10
Filler 1/1 (+100 Status)
Missão C 5/5 (+ Ry 125.000,00)

Ash:

Missão B 7/10
Filler 2/2 (+200 Status)
Missão C 5/5 (+ Ry 125.000,00)



Ato: 12/20


@Kazui @Crown @dito

_______________________

Status | bank | aparencia |Template
私は愛のためにしますが、私が売っているとき、私の愛はお金です。
I do for love, but I'm sold, my love is money.
Akeido 2k18
avatar
Shugonin Jūnishi
Shugonin Jūnishi
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Seg 15 Out - 10:44

HP: ❲1025/1025❳  CH: ❲1025/1025❳  ST: ❲00/06❳
Eu podia dizer que eu tinha um certo dom de me meter nas mais diversas confusões, mas isso que estava acontecendo naquele momento estava extrapolando um pouco a ordem universal das coisas, pois o dia havia começado tão bem e agora eu estava em um navio no meio do mar com uma espada apontada para o meu pescoço, meio que andando na prancha enquanto estava tentando resgatar uma genin da família Hyuga e...bom acho que era só isso, ou não, ainda tinha agora a parte que eu deveria entregar um pergaminho muito do suspeito nos subúrbios de Kumo, orava aos deuses para que essa fosse a parte mais tranqüila do meu dia naquele momento, porque só faltava ter mais confusão quando a isso, Mas era bom manter uma coisa de cada vez na cabeça afinal de contas eu tinha que “sair vivo” daquele barco. Após ter falado tudo, olhava para a capitã e logo seguia olhando para saber o que ela iria fazer, me preparava para o pior que seria a luta naquele barco contando a quantidade de inimigos que eu deveria enfrentar e então logo vinha a resposta dela que guardava a sua lâmina e dizia para eu usar os dois genins para proteger o pergaminho.

Isso só fazia a minha curiosidade3 aumentar cada vez mais, pensando no que aquele pergaminho continha então alguém chegava para avisar a capitão que um barco pedia ajuda e assim me perguntava se algum de seus integrantes era do meu grupo. Me virei olhando vendo o genin de antes, junto de uma garota e um velho, sendo que esse ultimo eu não sabia do que se tratava, mas os dois menores eu poderia afirmar que sim. - Sim são eles mesmo, pelo menos já se encontraram, já é um avanço...Falava  em um tom descontraído para aliviar a situação enquanto podia ouvir mais uma ameaça da capitã do barco dizendo que se eu tentasse abrir o pergaminho ela iria descobrir e tudo mais enquanto eu apenas dava um sorriso querendo dizer que ela não tinha com o que se preocupar e então eu pegava o pergaminho das mãos dela esperando ela aproximar o barco do barco dos garotos e assim que o fizesse eu dava um leve aceno e me mudava para o outro barco.

Tinha saído vivo daquele barco, agora o foco da missão era levar os genins vivos e em segurança de volta para Kumo, afinal os dois eram membros de família principais do clã Hyuga dentro de Kumo e eu não queria que eles viessem me encher o saco caso alguma coisa acontecessem com os dois, afinal de contas já estava tendo problema demais. - No final você conseguiu encontrá-la, não é mesmo? Dizia aquilo olhando para a garota e depois para o jovem que eu havia conhecido antes e assim me abaixava para ver se a jovem estava bem. - Olá eu sou Takeshi Aoki, fui enviado para ajudar vocês após a caravana que vocês estavam protegendo terem pedido ajuda, você está bem? Os seus seqüestradores fizeram alguma coisa com você? Eu tenho conhecimentos médicos, se você tem algum ferimento me diga. Falava olhando e com um certo tom de preocupação na voz para saber o estado da garota e após a sua resposta, para saber se eu iria iniciar algum tipo de tratamento ou não eu dizia. - Bom nosso próximo passo será voltar a vila, você já fizeram até por demais hoje e ter que encontrar vocês me custou uma dívida que eu não quero demorar muito em pagar... Dizia olhando para os dois enquanto me lembrava da promessa de entregar o pergaminho e torcendo parta não ter nenhum outro problema pelo caminho.

  
Considerações:
Vamo que vamo...Yukino kkkkkkkk mano pode continuar com o planejamento inicial do RP cara, o que a gente conversou era só se tivesse como, não precisa diminuir o RP não, pelo menos não pra mim, até porque teria bastante história para desenvolver ainda eu acho, até porque a gente nem desenvolveu a ligação dos três e blá blá blá.

@Crown e @Dito , vocês querem que diminua o RP para vcs poderem aproveitar o mês do UP ou pode continuar do jeito que tá? Por mim tanto faz a gente continuar aqui ou não, se vocês quiserem terminar pra pegar os bônus do mês do UP a gente segue o novo plano do Yukino e depois fazemos outros plots.

Aparência, sem a mascara...

jutsus:
Bolsa de Armas (40):
x4 Kibaku  Fuda / x10 Kunai / x10 Shuriken / x2 Fūma Shuriken / x2 Hyōrōgan / x2 Zōketsugan / 18 mts de Fio
Armas:
x1 Flak Jacket / x1 Tantō / x1 Hidden Kunai Mechanism

- Raijin no Ken (Rank: A) Descrição: Essa espada era propriedade de Tobirama Senju. Foi roubado de Konohagakure por Idate Morino porque Aoi Rokushō lhe disse que poderia se tornar um chūnin se conseguisse pegar a espada. Aoi então pegou a espada para si mesmo até que foi destruído pelos esforços combinados da Equipe 7. A lâmina brilhava de cor amarela e aparentemente era infundida com energia elétrica pura, daí o seu nome. A lâmina era incomum naquilo, embora parecesse se retrair ou emanar do punho ou travessas como um sabre de luz (e produzir o mesmo som), aparentemente era sólido e sujeito a estressar e a ser quebrado quando era aplicada força suficiente. As forças necessárias foram extraordinárias, no entanto, como uma fraqueza na lâmina teve que ser criada primeiro com um ataque sustentado do Chidori de Sasuke Uchiha, um ataque extremamente poderoso baseado em relâmpagos em si e, em seguida, para quebrar a espada precisasse ser atingido Com Rasengan de Naruto Uzumaki no ponto fraco exato que foi criado. Antes disso, a espada poderia cortar facilmente Chidori e Rasengan sem prejudicar.

_______________________

avatar
Tokubetsu Jonin
Tokubetsu Jonin
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Seg 15 Out - 16:02


Byakugan's Princess


Durante toda a minha estadia no barco, minhas expressões faciais expressariam, em totalidade, desagrado e tédio. Envolta pelos cobertores que haviam sido previamente dados a mim, eu me manteria inerte, como uma lagarta em seu casulo. Apenas parte de minha cabeça - o nariz e os olhos, especificamente - não estariam tapados pela coberta, a fim de que eu pudesse respirar - é bem importante, afinal - e observar o mundo à minha frente. " Um navio de Kumogakure? E por que eles estão vindo na minha direção? " pensei, de maneira individualista, ignorando o fato de os navios estarem vindo tanto em encontro de Ash e do velhote, e não somente de mim. - Conhece eles? - perguntei, não deixando claro se eu havia perguntado para Ash ou não, visto que eu não cheguei a virar o rosto para o mesmo. Instantes posteriores, devido à aproximação entre as embarcações, já era possível ver algumas das pessoas que se encontravam no outro transporte. Dentre os que estavam lá, um era identificável como ninja: um homem branco, de cabelos ligeiramente amarelos - que tendiam para o grisalho - que trajava vestes usuais de um ninja de Kumogakure, estando a bandana do mesmo localizada no pescoço.    

- No final você conseguiu encontrá-la, não é mesmo? - O homem, já no barco, fitava-me, direcionando o olhar para Ash, em seguida. Isso dava a entender que os mesmos já haviam se conhecido previamente. Um amigo de Ash, provavelmente, jamais seria capaz de ser meu amigo. " Muita coisa aconteceu enquanto eu fui capturada..." Dei um longo suspiro, puxando as cobertas mais ainda. O rapaz se abaixou, aproximando-se de mim, e me bombardeou com perguntas. Retrocedi um pouco, desconfiada em relação à "amigabilidade" do sujeito. Quando a esmola é demais, o santo desconfia. - Sou Aiki. É..Estou bem. Eles não fizeram nada comigo e não, eu não estou ferida. - disse, fitando-o seriamente. Por dentro das cobertas, eu levaria minha mão direita até o pescoço, passando a palma da mesma por onde a marca do "Selo Amaldiçoado" deveria estar. Eu não me sentia totalmente satisfeita em relação a mentir para alguém que - aparentemente - estava disposto a me ajudar. Todavia, a falta de entendimento em relação àquele poder que agora estava em minha posse, me deixava receosa em relação se deveria escondê-lo dos outros, até que o dominasse, ou não.  

- Voltar para Kumo? Hm.. tanto faz. - Ash já havia deixado claro que não estava disposto a ir em uma missão suicida para resgatar um idoso, e as palavras de Takeshi não pareciam demonstrar tanto desejo de me ajudar. Eu não era insana a ponto de ir sozinha para a "toca" dos inimigos e, portanto, resgatar o velho(se eu chegasse a fazer isso) se daria em outra ocasião. - A primeira coisa que eu vou fazer é desinfeccionar minha boca. - Tremi o corpo, assim que lembrei do que Ash fizera enquanto eu dormia.

Considerações:
Aparência Aqui, com a Tantõ embainhada nas costas
Notas: Olha, por mim eu tirava o mês pra upar, mesmo. Já ficava com uns pontos guardados e subia de graduação(sepa chunin ou mais) uahuahuah. Mas se vocês quiserem continuar, pra mim tá dboa tbm.
Negrito representam falas
Itálico são pensamentos
Armamentos(60/60):
20 kunais
20 shurikens
20 senbon
10 metros de arame
30 makibishi

HP: ❲ 585 • 675 ❳ CH: ❲ 645 • 650 ❳ ST: ❲ 02 • 05 ❳

Thankz Mirai



_______________________


you should see me in a crown
Falas
Pensamentos

*Click*
avatar
Genin
Genin
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Ter 16 Out - 19:54


DIA PREGUIÇOSO
Tão problemático.
Ash olhou para baixo observando Aiki falando sozinha, não saberia dizer se ela estava lembrando de quando teve sua vida salva pelo grandioso gennin, ou se só estava delirando com seus pensamentos de grandeza. O navio de Kumo abordou o pequeno barco pesqueiro com Takeshi saltando para dentro, cumprimentando Ash logo que o avistou. — Não só a encontrei, como salvei a vida dela. Duas vezes. Só não sei se valeu a pena, mas pelo menos recuperei os olhos. — O gennin desceu do alto do mastro, ignorando completamente a knoichi. Lidar com ela é muito cansativo e não queria perder mais tempo com ela, ou com suas vontades.

Ao ouvir que voltariam, ficou feliz, apesar da breve aventura marítima, nada o agradaria mais que voltar e desfrutar de sua cama. — Positivo Takeshi-kun, voltemos. Quer ir no meu barco ou no navio de sua amiga? — Não se importava muito em não ser o tomador de decisão, na verdade, preferia que outros o fizessem, não sendo contra a sugestão do tokubetsu.



нρ: ❲ 525 • 525 ❳ cн: ❲ 41O • 425 ❳ sт: ❲OO • O3 ❳ sρ: ❲1Om/s ❳


Informações:

Considerações:

Bolsas, 2O slots:
1O kunais; O5 kibaku fuda (32un); O5 shurikens.

Equipamentos:

Jutsus usados:


_______________________



Não fazemos aquilo que queremos e, no entanto, 
somos responsáveis por aquilo que somos.
Jean-Paul Sartre
avatar
Genin
Genin
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Qua 17 Out - 9:17





NARRADOR
────────


Kumogakure | Primavera

Todos

O barquinho pesqueiro os guiaria até a costa, longe do porto precisamente, após uma hora velejando pela bacia – Vocês são parentes? – tentaria puxar um assunto para não entedia-los. O velho sabia a importância de preservar os olhos que ash citou – Eu não os levarei para o porto já que estão em uma situação complicada – dizia o velho enquanto manobrava o barquinho para que todos pudessem descer– aqui é um bom lugar, só seguirem a trilha que os colocara nas rédeas de kumo – completou.

A trilha era em meio a mata fechada, era calma e serena, não existiria problema um ninja de kumogakure cruzar aquelas trilhas, seguiriam fielmente até os portões da cidade. O tempo de qualidade poderia ser bom para os três, principalmente para takeshi, o único que ainda não estava tão entrosado quanto seus conterrâneos.

[...]

O pergaminho seria seu novo problema, poderia ou não contar a existência dele para os dois e arrisca-los em uma missão, que talvez, seja maior que os 3 juntos. O preço da sua indecisão certamente seria cobrado caso não resolvesse isso logo, outro problema de takeshi seria seu clã, uma hora ou outra teria de revelar seu paradeiro para com os dois a fim de não prejudicar o andamento das coisas.

Informações:
Qualquer coisa sabem como em contactar
Feedback são bem vindos
visto que os 3 querem continuar.... tenho uma noticia boa, tudo o que foi finalizado entre o dia 12/10 a 12/11, será dobrado de acordo com o mes do up

dito a boa noticia...

acelerem seus posts e me mandem na mp os objetivos corretos para reorganizar os fatos, se deus quiser a gente termina antes do mês

perdão qualquer erro de português ;-;

Nesse post em si eu não consegui nada, mas coloquei vocês em um local seguro para se conhecer e tomarem a decisão quanto ao pergaminho... lembre-se é uma cronica, se fizerem besteira irão para o bico do corvo...

Objetivos:
Takeshi:

Missão B 8/10
Superar o defeito: Código de Honra - Derrota 5/8
Dominar Jutsu criado 1/1
Filler 1/1 (+100 Status)

Aiki:

Superar o defeito: Cumpridor de Regras 0/5
Fazer a Quest do Juuinjutsu - Chi 8/10
Filler 1/1 (+100 Status)
Missão C 5/5 (+ Ry 125.000,00)

Ash:

Missão B 8/10
Filler 2/2 (+200 Status)
Missão C 5/5 (+ Ry 125.000,00)



Cronica: 13/40


@Kazui @Crown @dito

_______________________

Status | bank | aparencia |Template
私は愛のためにしますが、私が売っているとき、私の愛はお金です。
I do for love, but I'm sold, my love is money.
Akeido 2k18
avatar
Shugonin Jūnishi
Shugonin Jūnishi
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Qua 17 Out - 10:26

HP: ❲1025/1025❳  CH: ❲1025/1025❳  ST: ❲00/06❳
Finalmente havia conseguido encontrar os dois genins que eu tinha saído de Kumo para achar e aparentemente eles estavam em perfeitas condições logo após a garota me dizer que estava bem e assim eu soltava um suspiro de alivio, afinal levando em consideração tudo que podia acarretar se ela tivesse se ferido a “dor” de cabeça daquilo tudo poderia realmente se complicar cada vez mais, porém no final estava tudo bem. Havia dito para os dois que voltaríamos para a vila e esse realmente era o objetivo, podia notar Aiki não ficar tão animada assim com aquilo que eu havia dito enquanto Ash, me indagava sobre como iríamos voltar. Virava a minha cabeça para o barco ao qual eu havia chego ao encontro dos dois e acenava para a capitã dele me despedindo enquanto podia ver o barco virar e dizia para os que estavam a minha volta ouvissem. - Se o capitão desse barco não se importar acho que deveremos voltar com ele, essa carona que eu peguei até aqui já saiu um tanto quanto cara demais, não gostaria de voltar naquele barco, eu explico para vocês mais para frente... Falava me virando para os genins e depois para o velho que concordava em nos levar para terra firme, porém não seria pelo porto e eu não questionei, apenas fui parando encostado a lateral da embarcação esperando para ver onde o velho iria nos deixar.

Enquanto nós seguíamos a viagem o velho perguntava se nós três éramos parentes, a resposta era uma só, porém um tanto complicada então eu dizia. - Os dois sim, já quanto a mim é meio complicado de se dizer... Dava aquela resposta para o velho e depois mudava o meu olhar para o horizonte, não sabia se havia falado demais, eu tinha um certo habito de falar as coisas e só perceber depois se tinha falado demais ou não e isso as vezes me atrapalhava um pouco, mas era o que seguia e assim o velho continuava dizendo que nos deixaria próximos a uma trilha que culminava em Kumo, isso era excelente se os bandidos que tivessem seqüestrado Aiki dessem conta da fuga dela eles provavelmente voltariam pelo porto e não imaginariam que nós tivéssemos tomado outro caminho, então desse problema provavelmente não teríamos mais que lidar, agora o único problema era chegar a vila e entregar o tal pergaminho em um determinado ponto eu teria que dizer aos dois sobre aquilo, afinal de contas nós querendo ou não éramos um time naquele momento e mesmo a diferença de idade sendo bem pequena eu ainda era o shinobi com maior classificação teria que protegê-los durante o caminho até a vila, e eu que pensava que aquele dia iria ser tranqüilo.

Não demorava muito e nós fomos chegando até a margem onde o velho dizia começar a trilha ele parava o barco enquanto nós descíamos para terra firme assim eu agradecia ele pela carona e por ter cuidado dos dois até que eu os encontrassem e então após os genins se despedirem nós iríamos começar a seguir pela trilha e andar por um tempo. Após algumas horas de caminhada eu me virava para os dois dizendo. - Nós já nos afastamos um pouco do litoral então acho melhor nós descansarmos um pouco, mesmo Aiki dizendo que está bem, ele provavelmente passou por maus bocados hoje, vamos prosseguir a viagem quando vocês estiverem em plenas condições...vamos acampar por ali. Dizia aquilo para os dois enquanto apontava para uma direção um pouco mais escondida da trilha próximas a umas arvores, não sabia quem passava por aquele caminho e naquele momento eu só queria evitar qualquer outro problema naquele dia então eu andava parando perto de uma dar arvores, numa boa posição que dava para ver a trilha e quem passasse por ali e me sentava um pouco pensando. ”Talvez agora seja o melhor momento para contar a eles sobre o pergaminho, afinal de contas a minha missão era apenas resgatar os dois, não vou metê-los em uma coisa que nem eu sei o que vai acontecer... Tinha aquela coisa em mente quando eu esperava os dois se ajeitarem primeiro e lhe dizia. - Temos que alinhar algumas coisas, nosso objetivo agora é levar vocês dois de volta para Kumo antes que as suas famílias queiram a minha cabeça, por ter acontecido alguma coisa com vocês, porém eu tenho que entregar esse pergaminho... Retirava o mesmo da minha bolsa mostrando para os dois e continuando. ...em uma casa na vila a capitã daquele navio me solicitou como pagamento de ela ter me levado até o barco onde vocês estavam, como eu não somos um time oficial não posso impor isso a vocês, a decisão tem que ser suas, eu não sei o que tem pela frente quanto a isso e não o que pode acontecer, por isso cabe a vocês decidirem, posso deixar vocês em segurança com as suas famílias ou vocês podem ir comigo, “sabendo” dos riscos e no fim das contas ganhar mais uma missão as suas fichas de shinobi... Falava para os dois enquanto esperava por suas respostas e guardava o pergaminho, sabia que eles teriam muitas perguntas, porém eu também sabia que nem eu teria todas as respostas para aquilo era realmente bem complicado.  
  
Considerações:
Vamo que vamo...Yukino mandei a MP, dá uma olhada lá.

Aparência, sem a mascara...

jutsus:
Bolsa de Armas (40):
x4 Kibaku  Fuda / x10 Kunai / x10 Shuriken / x2 Fūma Shuriken / x2 Hyōrōgan / x2 Zōketsugan / 18 mts de Fio
Armas:
x1 Flak Jacket / x1 Tantō / x1 Hidden Kunai Mechanism

- Raijin no Ken (Rank: A) Descrição: Essa espada era propriedade de Tobirama Senju. Foi roubado de Konohagakure por Idate Morino porque Aoi Rokushō lhe disse que poderia se tornar um chūnin se conseguisse pegar a espada. Aoi então pegou a espada para si mesmo até que foi destruído pelos esforços combinados da Equipe 7. A lâmina brilhava de cor amarela e aparentemente era infundida com energia elétrica pura, daí o seu nome. A lâmina era incomum naquilo, embora parecesse se retrair ou emanar do punho ou travessas como um sabre de luz (e produzir o mesmo som), aparentemente era sólido e sujeito a estressar e a ser quebrado quando era aplicada força suficiente. As forças necessárias foram extraordinárias, no entanto, como uma fraqueza na lâmina teve que ser criada primeiro com um ataque sustentado do Chidori de Sasuke Uchiha, um ataque extremamente poderoso baseado em relâmpagos em si e, em seguida, para quebrar a espada precisasse ser atingido Com Rasengan de Naruto Uzumaki no ponto fraco exato que foi criado. Antes disso, a espada poderia cortar facilmente Chidori e Rasengan sem prejudicar.

_______________________

avatar
Tokubetsu Jonin
Tokubetsu Jonin
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Qui 18 Out - 0:06


Byakugan's Princess


" Ótimo.. Outra pessoa no barco.. Tudo que eu que eu desejava.. " Um demorado suspiro seria expelido de minha boca, paralelamente a um cerrar lamentoso de pálpebras. Já me sentindo relativamente seca - após a amedrontante situação de quase afogamento, procedida por um "beijo" de Ash - eu removeria as cobertas de meu corpo, enquanto me levantaria, lentamente. Iria até a borda da embarcação e, sem proferir qualquer palavra, começaria a contorcer o cobertor que estava em minhas mãos, a fim de retirar o excesso de água que se fazia presente no mesmo. A quantidade excessiva de força utilizada durante tal atividade deixava clara a minha insatisfação mediante a situação em que eu me encontrava: uma garota em companhia de duas pessoas que ela, até então, não gostava. - Como assim é "complicado" dizer? Basta afirmar ou negar. - disse, enquanto ainda mexia nas cobertas, logo após Takeshi responder ao velho sobre a indagação do mesmo em relação a nosso parentesco. Direcionei o olhar para o mesmo, mas optei em permanecer em silêncio quando vi que o mesmo olhava para o "nada", provavelmente imerso em pensamentos. - Sim, eu e esse cara de cu com cãibra de cabelos azuis somos familiares. Acredite, também foi uma surpresa para mim. - disse, tornando a olhar em direção ao garoto ao qual eu me referia, mostrando a língua para o mesmo em forma de deboche.

O ancião afirmara que, devido à ocasião em que nos encontrávamos, optara por nos deixar em uma região que não fosse o porto. Ótimo, além de ter sido obrigada a ficar mais de uma hora em um barco com aquelas pessoas, provavelmente o tempo na companhia destes ainda se alongaria. - Mrmm. - Quando eu estava começando a abrir a boca para protestar, cerrei os lábios antes que pudesse praguejar. Parecia que quanto mais eu reclamava, pior a situação ficava e, devido a isso, o silêncio aparentava ser minha melhor opção. Posteriormente, o velho fez uma manobra suave com o barco, parando ao lado de uma trilha. - Vai mesmo me deixar com esses dois? - praguejei, dando um salto para fora do barco, buscando ir de encontro ao solo. Assim que as solas de meus pés foram de encontro ao chão, eu pisaria com mais força sobre o mesmo. " Nunca achei que eu chegaria ao ponto de sentir saudades de um negócio tão bobo quanto terra firme.. " Após "demasiado" tempo no mar (melhor dizendo, uma quantidade de tempo que eu nunca havia ficado), era como se terra firme chamasse minha atenção positivamente, por mais que fosse difícil de explicar. - Eu tô ficando doida na presença desses dois.. - Daria um soquinho na nunca, com a mão direita. Bastaram algumas horas com Ash para que eu começasse a ponderar sobre a "beleza pragmática do solo". O que estava acontecendo?

Assim que Takeshi começasse a andar, eu o seguiria, sem reclamar em relação a nada, desta vez. Apesar de segui-lo, manteria-me alerta em relação às imediações, pois temia por qualquer avanço inimigo. " Será que já descobriram que eu escapei? " Vez ou outra, olharia para meus aliados, fitando-os. Apesar de eu não acreditar que algum deles fosse me atacar, eu não poderia baixar a guarda mesmo em situações aparentemente calmas. - Descansar? Eu estou ótima! - disse, realizando alguns pulinhos, para demonstrar a veracidade de minhas palavras. A fala de Takeshi carregava um pouco de verdade: eu estava exausta, e uma situação de quase morte, somada à descoberta do Selo Amaldiçoado, eram os principais fatores responsáveis pela minha fadiga. Todavia, eu não iria expor meu cansaço para meus aliados, a fim de não mostrar fraqueza. - Eu não acho que você vá mudar de ideia.. Tanto faz. - Um alívio, na verdade, saber que teria algumas horas de descanso. Vendo Takeshi se sentar, eu me apoiaria em uma árvore, não muito distante dele e, antes que eu pudesse abrir a boca para perguntar, o mesmo começou a falar.

O homem falou sobre a função de nos levar em segurança para casa, mas isso não me chamou muito a atenção. O pergaminho que o mesmo mostrara, isso sim me deixou curiosa sobre a situação em que nós nos encontrávamos. Takeshi disse ter uma missão para nós mas, por não ser nosso "líder oficial", não poderia nos obrigar a ajudar. - Sabe.. Eu aguento ficar mais algumas horas na companhia de vocês se for pelo bem de Kumo.. - disse, brevemente, cruzando os braços e virando o rosto para a direção oposta. " Qual a chance disso dar errado? "

Considerações:
Aparência Aqui, com a Tantõ embainhada nas costas
Notas: Vamo que vamo poraaaaa. Qualquer erro, srry.
Tudo é tentativa.
Negrito representam falas
Itálico são pensamentos
Armamentos(60/60):
20 kunais
20 shurikens
20 senbon
10 metros de arame
30 makibishi

HP: ❲ 585 • 675 ❳ CH: ❲ 645 • 650 ❳ ST: ❲ 01 • 05 ❳

Thankz Mirai



_______________________


you should see me in a crown
Falas
Pensamentos

*Click*
avatar
Genin
Genin
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Qui 18 Out - 17:11


DIA PREGUIÇOSO
Tão problemático.
O gennin estava com a mente em outro lugar, não dando tanta importância para as palavras do barqueiro, voltando a si só quando viu Aiki mostrando a língua, não entendia direito o que ela queria, só a "beijo" para salvá-la, uma garota como aquela não fazia seu tipo. — Desculpe, apesar de ser Hyuga, você não tem as qualificações de ser algo mais do que uma companheira de missão. — Ash cumprimentou o pescador por toda a ajuda prestada. Sem ele, seria impossível salvar a menina, e ele sabia tratar com gratidão aqueles que o prestaram serviço. — Se houver qualquer coisa que eu possa fazer no futuro para te ajudar, pode me procurar em Kumo, por Hyuga Ash. — Bradou firme momentos antes de descer para a trilha. Sobre a terra firme ficou mais seguro de si. Apesar de sua afinidade com o elemento água, gostava por demais de ter seus pés em uma superfície sólida.

Takeshi tinha uma missão alternativa, depois de salvar a duplinha do barulho poderia muito bem deixá-lo em Kumo, e seguir sem eles, mas algo o fez convidar aqueles entraves para sua tarefa. Ash queria ter a cama quente e cobertas cobrindo seu corpo, porém, não tinha como deixar Aiki sozinha, as chances dela fazer outra trapalhada era grande demais, optando por ficar com eles. — Ficaremos juntos até o final. — Ditou sem emoção, olhando para a kunoichi.



нρ: ❲ 525 • 525 ❳ cн: ❲ 41O • 425 ❳ sт: ❲OO • O3 ❳ sρ: ❲1Om/s ❳


Informações:

Considerações:

Bolsas, 2O slots:
1O kunais; O5 kibaku fuda (32un); O5 shurikens.

Equipamentos:

Jutsus usados:


_______________________



Não fazemos aquilo que queremos e, no entanto, 
somos responsáveis por aquilo que somos.
Jean-Paul Sartre
avatar
Genin
Genin
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Qui 18 Out - 19:04





NARRADOR
────────


Kumogakure | Primavera

Todos

Os três continuariam a viajem de acordo, ou seja, todos concordaram em realizar a missão que seria a entrega do pergaminho ou coisa do gênero. Andando um bocado da trilha encontrariam um sujeito com as vestimentas tradicionais de kumo e uma katana nas costas – a capita mandou eu falar com vocês – dizia o sujeito de forma amigável – vão mesmo se envolver nisso aí? Pode ser que dois de vocês morram, principalmente a pirralha ali – dizia em tom sarcástico para aiki.

Sem muitas delongas o jovem tornaria a falar – antes de irem entregar isso eu recomendo que treinem alguma coisa, o sujeito da entrega está voltando de viajem e ir lá agora seria total perda de tempo – falava de braços cruzados – ao meu ver vocês estão bem desconexos... melhor se entrosarem – advertiu.

O sujeito apenas daria o recado e voltaria o caminho. A forma no qual ele achou os três fora através da habilidade segundaria de sensoriamento, em outras palavras, a leitura de chakra dos três estariam marcadas pelo sujeito o que impossibilita saírem do radar da Capitã.

[...]

Takeshi ainda não teria revelado seu segredo aos dois, o que por sinal era uma faca de dois gumes. A decisão dos três era clara de concluir a tal missão, mas a qual preço? E que estratégia usariam?


Informações:
Qualquer coisa sabem como em contactar
Feedback são bem vindos

perdão qualquer erro de português ;-;

as madame pode traçar um plano e se entrosar, por sinal precisarão (esse post é bem leve mesmo)

Objetivos:
Takeshi:

Missão B 9/10
Superar o defeito: Código de Honra - Derrota 5/8
Dominar Jutsu criado 1/1
Filler 1/1 (+100 Status)

Aiki:

Superar o defeito: Cumpridor de Regras 0/5
Fazer a Quest do Juuinjutsu - Chi 9/10
Filler 1/1 (+100 Status)
Missão C 5/5 (+ Ry 125.000,00)

Ash:

Missão B 9/10
Filler 2/2 (+200 Status)
Missão C 5/5 (+ Ry 125.000,00)



Cronica: 14/40


@Kazui @Crown @dito

_______________________

Status | bank | aparencia |Template
私は愛のためにしますが、私が売っているとき、私の愛はお金です。
I do for love, but I'm sold, my love is money.
Akeido 2k18
avatar
Shugonin Jūnishi
Shugonin Jūnishi
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Qui 18 Out - 20:13

HP: ❲1025/1025❳  CH: ❲1025/1025❳  ST: ❲00/06❳
Havia dito para os dois genins que eu não iria obrigá-los a entrar naquela entrega de pergaminho por assim se dizer e que a decisão de participar daquilo ou não era deles, porém não podia negar que havia ficado um tanto quanto surpreso pela resposta deles uma vez que ambos os dois haviam aceitado me acompanharem naquela "missão" e assim eu dava um sorriso enquanto estávamos. Após algum tempo de descanso nós fomos voltando a caminhar em direção a vila, porém para a nossa surpresa nós não eramos os únicos, pois da mesma trilha surgia uma figura, vestido com roupas de Kumo e uma katana as costas falando conosco. Dizia ele que a capitã do navio havia mandado ele e bem não era muito animador com o restante das palavras que lhe dizia principalmente para os dois genins, mas antes que eu pudesse interrompê-lo afinal de contas ele havia nos encontrado no meio do nada ele ia continuando a falar.

Ele falava aquilo e com a mesma forma que havia aparecido ele sumiu enquanto eu apenas conseguia pensar. "É cada estranho que me aparece, mas ele não está errado e julgando por toda a estranheza da situação é melhor estarmos preparados para o que possa aparecer a nossa frente...e eu não sabendo nada desses dois as coisas realmente podem se complicar... Pensava aquilo enquanto me virava para os dois genins e dizia para eles. - Bom esse não foi um conselho dos mais animadores, mas ele não deixa de estar de todo errado, afinal de contas a unica informações que eu tenho sobre vocês é o que está no databook de vocês no quartel general e dependendo do que nós encontrarmos pela frente as coisas podem se complicar, acho melhor nós criarmos um ou dois planos diferentes dependendo do que a gente encontre quando for entregar esse pergaminho. Claro se vocês não se amedrontaram com as palavras daquele cara que por sinal é bem estranho, vocês não acharam? Dizia para os dois enquanto eu da um sorriso meio sem graça e agora continuava a caminhar, se eu estava correto de onde nos estávamos dentro do território do país do relâmpago, não muito longe dali havia um lago e bem seria uma boa escolha para o que eu havia pensado e então era só seguir até ele.

Não demorou muito e eu podia ver que a trilha passava por um lago e assim então eu fui parando perto do mesmo enquanto me virava para os dois genins lhe dizendo. - Não sei se vocês pensaram em alguma estratégia para ir de encontro com o que o homem havia nos alertado, mas se pensaram em alguma coisa eu sou todo ouvidos. Como ele disse nós não nos conhecemos e entrar em um conflito desse jeito realmente as coisas podem ficar bem feias, mas vocês já devem saber disso, por favor se pensaram em alguma coisa me digam, eu já tenho alguma coisa em mente, mas prefiro saber o que vocês podem adicionar com a experiência de vocês, vamos supor que nós entremos em um combate, como vocês já sabem eu tenho habilidades médicas, mas podem adicionar isso como eu sendo muito bom em Taijutsu e Ninjutsu além de ter alguns jutsus de Raiton e Suiton no meu arsenal, dito isso o que vocês podem criar a partir disso?Dava as informações básicas para eles sobre as minhas habilidades, mas aquilo tudo na verdade era um teste para os dois, para saber o quão eu poderia contar com a capacidade de adaptação de cada um dentro de um plano, pelo pouco que eu conseguia observar deles até o momento os dois eram orgulhosos, não podia dizer que isso era muito longe de ser uma característica dos Hyugas e eles sendo genins não queria ter que me preocupar com algum deles tentando salvar o dia. "Agora eu consigo entender o tanto de dor de cabeça que eu dei para o Taki-Sensei...só espero que eles se saiam melhor do que eu me saia...Pensava naquilo me lembrando rapidamente das vezes que eu havia me enrolado todo e o meu sensei havia tido que salvar o nosso time quando estávamos em missões.    
  
Considerações:
Vamo que vamo...post de transição só pra gente falar mesmo, eu não sei o que vocês vão querer treinar, mas já tenho algumas coisas em mente para bolas uma estratégia pra gente fuder com o narrador (Brincadeira Yukino...é nóis mano xD)

Aparência, sem a mascara...

jutsus:
Bolsa de Armas (40):
x4 Kibaku  Fuda / x10 Kunai / x10 Shuriken / x2 Fūma Shuriken / x2 Hyōrōgan / x2 Zōketsugan / 18 mts de Fio
Armas:
x1 Flak Jacket / x1 Tantō / x1 Hidden Kunai Mechanism

- Raijin no Ken (Rank: A) Descrição: Essa espada era propriedade de Tobirama Senju. Foi roubado de Konohagakure por Idate Morino porque Aoi Rokushō lhe disse que poderia se tornar um chūnin se conseguisse pegar a espada. Aoi então pegou a espada para si mesmo até que foi destruído pelos esforços combinados da Equipe 7. A lâmina brilhava de cor amarela e aparentemente era infundida com energia elétrica pura, daí o seu nome. A lâmina era incomum naquilo, embora parecesse se retrair ou emanar do punho ou travessas como um sabre de luz (e produzir o mesmo som), aparentemente era sólido e sujeito a estressar e a ser quebrado quando era aplicada força suficiente. As forças necessárias foram extraordinárias, no entanto, como uma fraqueza na lâmina teve que ser criada primeiro com um ataque sustentado do Chidori de Sasuke Uchiha, um ataque extremamente poderoso baseado em relâmpagos em si e, em seguida, para quebrar a espada precisasse ser atingido Com Rasengan de Naruto Uzumaki no ponto fraco exato que foi criado. Antes disso, a espada poderia cortar facilmente Chidori e Rasengan sem prejudicar.

_______________________

avatar
Tokubetsu Jonin
Tokubetsu Jonin
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Sex 19 Out - 14:51


Byakugan's Princess


Talvez eu viesse a me arrepender em ter aceitado formar um time irregular - que sequer foi sancionado pela Raikage - com dois indivíduos..estranhos. A natureza preguiçosa, porém orgulhosa, de Ash, em contraste com a animação e amigabilidade de Takeshi, geravam - ao meu ver - um "conflito" de características psicológicas. É incontestável o fato de todos os seres humanos possuírem uma maneira heterogênea de pensar, mas isso não tornava menos curioso o fato de três pessoas, aparentemente quase completamente diferentes, terem sido unidas pelo destino. Infelizmente, não cabia a mim desvendar as rédeas propostas pelo futuro, mas sim ser uma simples observadora do mesmo. E, assim sendo, tudo que eu fiz foi seguir Takeshi pela trilha que se formava à nossa frente. Calada, porém imersa em alguns pensamentos eremíticos - baseando-me no taoísmo - eu seguia o líder do grupo.  

Não tardou muito e um homem pôs-se em nosso caminho. Um homem, aparentemente amigável, com vestes e bandana típicas de Kumogakure tornou a falar. A minha postura neutra em relação ao mesmo fora, rapidamente, substituída por antipatia, após as palavras do homem em relação ao fato de eu viver ou morrer. " Hm..Babaca. " Mostraria-lhe o dedo médio da mão direita, elevando o braço até a altura do busto, para que ficasse bem visível a minha postura perante o homem. O homem falou por mais alguns instantes, e eu me mantive calada enquanto o mesmo prosseguia. Havia um pouco de verdade nas palavras do mesmo. Para um grupo, nós três não possuíamos intimidade(ou até mesmo conhecimento) um com o outro a ponto de saber o que cada um iria fazer em combate. Estávamos, de fato, desconexos. Ao cessar a fala, o homem se retirou. - Vocês viram a audácia daquele filhadaputa? Eu, morrer? Hoje não. - proferi. Takeshi girou o corpo, virando-se para mim e Ash. Tornou a falar, terminando com uma pergunta. - Ele até pode ser estranho, mas eu não me surpreendo com mais nada que venha a acontecer hoje.. - Apesar da minha preocupação relacionada à missão de entrega do pergaminho, é bem difícil chegar a pensar que alguma coisa vai dar errado logo depois de ter sobrevivido (ou melhor, ter sido salva) a um afogamento.

Seguimos andando e, instantes posteriores, chegamos a um lago que havia por ali. " Eu não sabia que esse lugar existia.. Vivendo e aprendendo.. " O Tokubetsu deu algumas informações a seu respeito, indicando possuir proficiência em Taijutsu e em Ninjutsu, além de técnicas médicas. - Eu sei lutar corpo a corpo, mas acho que apenas isso. - Novamente, eu esconderia dos outros a existência do Juin, por precaução. Caso tal poder, durante a missão, se fizesse necessário, eu certamente o usaria. Até lá, era válido mantê-lo em sigilo. - Você pode dar assistência médica para o Ash e para mim, se assim desejar. Mesmo nós dois sendo apenas Gennin, isso não muda o fato de pertencermos ao clã Hyuga. Pode confiar em mim. - Palavras carregadas de orgulho Hyuga foram expelidas pela minha boca, sem que eu sequer refletisse naquilo que eu dizia. No fim, devo admitir que era um pouco idiota querer que a missão dependesse de dois Gennin, por mais que sua linhagem sanguínea fosse poderosa.

Considerações:
Aparência Aqui, com a Tantõ embainhada nas costas
Notas: Vamo que vamo poraa. Não me perguntem que caralhos eu escrevi no primeiro parágrafo que eu até agora não entendi tbm. Tavamarolando.
Tudo é tentativa.
Negrito representam falas
Itálico são pensamentos
Armamentos(60/60):
20 kunais
20 shurikens
20 senbon
10 metros de arame
30 makibishi

HP: ❲ 585 • 675 ❳ CH: ❲ 645 • 650 ❳ ST: ❲ 00 • 05 ❳

Thankz Mirai



_______________________


you should see me in a crown
Falas
Pensamentos

*Click*
avatar
Genin
Genin
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Sex 19 Out - 15:48


DIA PREGUIÇOSO
Tão problemático.
Ash caminhava mais atrás do trio, não acompanhando o ritmo dos dois. Ter que apressar os passos seria deveras trabalhoso, então foi o último a notar a chegada do homem misterioso, e as palavras do mensageiro causaram apenas um leve desconforto, não sendo algo que incomodava de verdade o Hyuga. Desde do surgimento até a saída, não soltou nenhuma palavra. Esperou pelos companheiros, que como sempre, tinham algo para falar. — Pfff. Então a capitão não acredita muito em você ein Kazui-kun. Se ele nos encontrou tão fácil assim, devemos presumir que estamos sendo seguidos. — Ditou pausadamente o pensamento que veio em sua cabeça.

Ash não ativou o byakugan, não parecia ser uma boa ideia ter certeza que estavam sendo seguidos, e não se importava muito também. — Eu sou um Hyuga, não conheço nenhuma técnicas, apenas as básicas do clã e o uso do doujutsu. Minha velocidade é um pouco avantajada, mas nada sobre-humano. — Estava encarando as duas pessoas, sem se importar muito com a indignação da kunoichi. — Única estratégia é que posso ficar e cuidar da retaguarda. — Claro, seu principal interesse é não ficar andando rápido.



нρ: ❲ 525 • 525 ❳ cн: ❲ 41O • 425 ❳ sт: ❲OO • O3 ❳ sρ: ❲1Om/s ❳


Informações:

Considerações:

Bolsas, 2O slots:
1O kunais; O5 kibaku fuda (32un); O5 shurikens.

Equipamentos:

Jutsus usados:


_______________________



Não fazemos aquilo que queremos e, no entanto, 
somos responsáveis por aquilo que somos.
Jean-Paul Sartre
avatar
Genin
Genin
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Sex 19 Out - 18:43





NARRADOR
────────


Kumogakure | Primavera

Todos

Prosseguiam a caminha até kumo, visto que a maioria das cosias já foram expostas a mês, todos saberiam dos riscos e benefícios, sabiam do que poderia ocorrer e o que não iria ocorrer. Atravessando os portões da bela kumogakure notariam o entardecer, o dia passou corrido de uma forma avassaladora para os três, estes que outrora estavam tendo um dia normal. A equipe improvisada teria de marcar um encontro no dia seguinte, pois, alguma coisa teria de ser feito, talvez treinar algum jutsu ou coisa do gênero.

[...]

Os três seriam forçados a irem para seus respectivos aposentos, assim que marcassem um ponto de encontro. A equipe improvisada poderia ser algo bom para os três considerando seus respectivos clãs e graduações. Apesar da divergência de personalidade, conseguiram lidar bem com os leves problemas que ocorreram, mas algo pior viria, uma cousa no qual arrancaria as esperanças e toda a fagulha de heroísmo dos três...

Informações:
Qualquer coisa sabem como em contactar
Feedback são bem vindos

perdão qualquer erro de português ;-;

post curto e rapido
motivos: pra resetar os role tudo, podem dormir etc

Objetivos:
Takeshi:

Missão B 10/10
Superar o defeito: Código de Honra - Derrota 5/8
Dominar Jutsu criado 1/1
Filler 1/1 (+100 Status)

Aiki:

Superar o defeito: Cumpridor de Regras 0/5
Fazer a Quest do Juuinjutsu - Chi 10/10
Filler 1/1 (+100 Status)
Missão C 5/5 (+ Ry 125.000,00)

Ash:

Missão B 10/10
Filler 2/2 (+200 Status)
Missão C 5/5 (+ Ry 125.000,00)



Cronica: 15/40


@Kazui @Crown @dito

_______________________

Status | bank | aparencia |Template
私は愛のためにしますが、私が売っているとき、私の愛はお金です。
I do for love, but I'm sold, my love is money.
Akeido 2k18
avatar
Shugonin Jūnishi
Shugonin Jūnishi
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Sex 19 Out - 20:48

HP: ❲1025/1025❳  CH: ❲1025/1025❳  ST: ❲00/06❳
Naquele momento estávamos em uma pequena parada pelo caminho que levava até a vila, já estava ma hora de voltarmos e eu tinha que levar aqueles dois de volta para as suas famílias, porém existia uma coisa a mais iríamos entregar aquele pergaminho e nós não sabíamos o que iríamos enfrentar, além é claro do que o misterioso homem havia dado como aviso, está certo que não foi o mais animador, mas mesmo assim nós tínhamos que levar aquilo em conta, pois ele não estava de todo errado. Enquanto conversávamos eu dizia quais eram as minhas habilidades, não tudo que eu podoa fazer, mas apenas para eles terem uma ideia que pudesse ajudar. A “princesa” Hyuga deu uma resposta que não me surpreendeu, pois ela era o exemplo do clã, todo aquele orgulho e uma certa prepotência nas suas palavras chegava a ser engraçado ela não conhecer nada dos perigos que podiam se apresentar em uma missão, já Ash era mais simplório e falava da sua pouca experiência e falta de habilidade, mesmo sendo mais “cru” como shinobi ele ainda tinha uma coisa que ainda faltava em Aiki. - Certo então vamos agir da seguinte maneira, Ash você vai ser o nosso camaleão, vai ficar vigiando a nossa retaguarda e atento a qualquer perigo, Aiki, mesmo você sendo uma Hyuga, você ainda tem fraquezas e se você enfrentar um inimigo mais experiente ele vai explorar isso, então você vai ser o meu suporte, caso a situação saia do controle, você se junta ao Ash, caso o adversário seja mais habilidoso, você se junta ao Ash, se por algum motivo, vocês acharem que a situação está além da capacidades de vocês, vocês me deixam para trás e correm...estamos entendidos? Falava aquilo para eles em um tom sério, mesmo sem saber o que vinha pela frente, era melhor sempre pensar na pior situação possível. Após algum tempo nós fomos caminhando e voltando para a vila.

Cruzávamos o portão de Kumo e naquele momento tudo estava bem, mesmo que por algum tempo. Levava os dois até a área onde ficavam as residências dos Hyugas na vila e os deixava no portão do conglomerado de casas e antes de me despedir eu dizia. - Amanhã nos encontramos naquela montanha ali... falava apontando a montanha onde eu tinha o costume de treinar e assim voltava para eles - Vou reportar tudo que aconteceu e vocês apenas descansem...até amanhã. Terminava de falar e dava as costas para os dois indo em direção a minha casa, não sabia se iria conseguir dormir aquela noite, com tudo sobre o pergaminho e Sana, que eu torcia para que estivesse bem eu me perdia nos pensamentos. Antes do amanhecer do outro dia eu já estava de pé saindo de casa indo em direção ao quartel general da vila enquanto iria relatar a missão de resgate dos genins com sucesso e depois me dirigindo para o local marcado, chegando lá no nascer do sol esperando os dois chegarem.   

Considerações:
Vamo que vamo...Galera post pequeno, pois to escrevendo ele do celular no Onibus pra não deixar vocês esperando muito kkkkkkk, qualquer erro de português favor desconsiderar.

Aparência, sem a mascara...

jutsus:
Bolsa de Armas (40):
x4 Kibaku  Fuda / x10 Kunai / x10 Shuriken / x2 Fūma Shuriken / x2 Hyōrōgan / x2 Zōketsugan / 18 mts de Fio
Armas:
x1 Flak Jacket / x1 Tantō / x1 Hidden Kunai Mechanism

- Raijin no Ken (Rank: A) Descrição: Essa espada era propriedade de Tobirama Senju. Foi roubado de Konohagakure por Idate Morino porque Aoi Rokushō lhe disse que poderia se tornar um chūnin se conseguisse pegar a espada. Aoi então pegou a espada para si mesmo até que foi destruído pelos esforços combinados da Equipe 7. A lâmina brilhava de cor amarela e aparentemente era infundida com energia elétrica pura, daí o seu nome. A lâmina era incomum naquilo, embora parecesse se retrair ou emanar do punho ou travessas como um sabre de luz (e produzir o mesmo som), aparentemente era sólido e sujeito a estressar e a ser quebrado quando era aplicada força suficiente. As forças necessárias foram extraordinárias, no entanto, como uma fraqueza na lâmina teve que ser criada primeiro com um ataque sustentado do Chidori de Sasuke Uchiha, um ataque extremamente poderoso baseado em relâmpagos em si e, em seguida, para quebrar a espada precisasse ser atingido Com Rasengan de Naruto Uzumaki no ponto fraco exato que foi criado. Antes disso, a espada poderia cortar facilmente Chidori e Rasengan sem prejudicar.

_______________________

avatar
Tokubetsu Jonin
Tokubetsu Jonin
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Sex 19 Out - 21:25


Byakugan's Princess


- Hmpf.. Entendo. - Escutei as falas de Takeshi, calada. "Suporte"? Eu? Eu já tive dias melhores, isso era fato. Infelizmente, eu não podia discordar de Aoki. Eu não era a líder, e nem mesmo a ninja de maior patente no local. Naquele momento, tudo que cabia a mim era - por mais doloroso que fosse - abaixar a cabeça e concordar. - Tá, estamos entendidos. - disse, colocando ambas as mãos nos bolsos das vestes, e passando a fitar Ash, para ver se a resposta do mesmo se igualava à minha. Sem mais necessidade de conversa, nos dirigimos para Kumogakure. Takeshi não falou mais nada e, como eu não tinha interesse em puxar assunto, eu fiz o mesmo que ele.  

O Tokubetsu nos deixou na área residencial dos Hyuga e, anteriormente à sua despedida, disse que o ponto de encontro - no dia seguinte - seria em uma montanha. Direcionei meu olhar para o local indicado por Aoki e, sem dizer "adeus", retirei-me de sua presença. Fui até minha casa, prosseguindo para meu quarto. Quando meu corpo foi de encontro à cama, pude sentir como se eu estivesse balançando. A típica sensação após ficar parte do dia no mar, sabe? " Hoje foi por pouco.. Obrigada, seu idiota.. " Cerrando os olhos e começando a dormir, eu mentalmente agradeceria Ash. Até mesmo a pessoa mais orgulhosa que eu conhecia (eu) tinha que reconhecer o fato daquele Hyuga de cabelos azuis ter me salvado.

- Merda.. - Mais cedo do que deveria, eu me levantaria. Não é como se eu tivesse tido uma noite horrível de sono, mas estava longe de ser uma das melhores. Vesti-me, tomei café da manhã e peguei meus armamentos ninja. - Eu bem que podia ir até a casa de Ash garantir que ele não vá se atrasar de novo. Não.. Espero que Takeshi dê início à missão sem ele, caso aquele diabo chegue atrasado. - disse, com um sorriso de canto de boca. Andaria a passos largos em direção à montanha e, chegando na mesma, realizaria um "balançar" de cabeça ao(s) que estivesse(m) presente(s).
Considerações:
Aparência Aqui, com a Tantõ embainhada nas costas
Notas: Pequeno nada kkjkjkjk vou escrever rapidola e mais cocozento que o normal pq tô embrasado. Qualquer erro, me desculpe. Tô cansadão -q
Negrito representam falas
Itálico são pensamentos
Armamentos(60/60):
20 kunais
20 shurikens
20 senbon
10 metros de arame
30 makibishi

HP: ❲ 675 • 675 ❳ CH: ❲ 650 • 650 ❳ ST: ❲ 00 • 05 ❳

Thankz Mirai



_______________________


you should see me in a crown
Falas
Pensamentos

*Click*
avatar
Genin
Genin
Ver perfil do usuário
Re: |Cronica| Aguas Profundas - em Dom 21 Out - 17:26


DIA PREGUIÇOSO
Tão problemático.
Os três pareciam ter chegado em um consenso, e Ash não tinha motivos para questionar as ordens dadas por Takeshi, com um aceno de cabeça ele mostra concordar com o mais graduado. Não teria nada melhor que ir para Kumo e descansar, assim que passou pelo portão, aumentou seus passos instintivamente. — Tudo bem, até amanhã, espero que não chova. — Se despediu assim que chegaram no bairro Hyuga. O gennin entrou em casa, que para sua sorte não tinha ninguém na residência. Aproveitou para tomar banho, indo direto para cama depois.

O mundo dos sonhos era sempre assustador para Ash, que tinha visões estranhas e desconexas, mas nunca estragavam sua noite. Como de costume, o gennin acordou atrasado com seu pai virando a cama. Sem querer gastar sua energia brigando, o Hyuga fez sua limpeza matinal e tomou café, dirigindo para a montanha indica por takeshi. [...] O cabelo bagunçado e olhos inchados mostrava o desleixo do jovem, que não se importou em ser o último do trio a chegar. — Tive um problema com o despertador. — Com um sorriso envergonhado, o gennin se desculpou, encarando a menina. — Teve sonhos comigo? — Perguntou surpreso para Aiki.



нρ: ❲ 525 • 525 ❳ cн: ❲ 41O • 425 ❳ sт: ❲OO • O3 ❳ sρ: ❲1Om/s ❳


Informações:

Considerações:

Bolsas, 2O slots:
1O kunais; O5 kibaku fuda (32un); O5 shurikens.

Equipamentos:

Jutsus usados:


_______________________



Não fazemos aquilo que queremos e, no entanto, 
somos responsáveis por aquilo que somos.
Jean-Paul Sartre
avatar
Genin
Genin
Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado

Página 2 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

resposta rápida

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto RPG Akatsuki (c) 2010 — 2018
Layout por Dorian Havilliard e Akeido.