>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

[Filler] Hipátia - enredo - Qua 19 Set - 3:20


" Não recuaria neste momento, Hipátia avançou para os confins da região montanhosa e adentrou numa casa tão arcaica quanto as planícies " [...]

Depois da invasão Jashinista, a criança dos olhos avermelhados manteve o seu ritmo de treinamento e aprendeu diversas coisas que lhe propiciariam um maior poderio; ela esperava nunca mais fraquejar perante nenhum inimigo. O nível de suas missões aumentava gradativamente, e agora a possibilidade de morrer em uma delas era expressiva. Durante alguns meses, ela teve sonhos que eram baseados em fantasias de sua infância: um castelo de gelo, onde ela era a rainha e defendia-o com todo o poder que seu espirito lhe permitia usufruir. Guiada pelo destino, enfrentava diversos seres mitológicos, e era auxiliada por sua espada lendária capaz de transformar qualquer coisa que tocasse sua lâmina em gelo. Ao fim de todos eles, acordava atônita em sua cama, como se aquilo fosse real ou conversasse consigo mesma num universo paralelo. Não era bem isso. Mas uma cicatriz com um fragmento de gelo existia no seu punho, definida alguns anos atrás. Para sua sorte, o fragmento de gelo não era seu, mas de algo que lhe atingiu e deixou seu chakra preso dentro da pequena garota.
Quando percebeu, aquele chakra a guiou para o local onde a espada sagrada era mantida, nas planícies congeladas ao noroeste de Konoha, numa ilha onde tudo que era possível ver no horizonte era recoberto do elemento congelado. Seus sonhos agora pareciam fazer sentido. Não recuaria neste momento, Hipátia avançou para os confins da região montanhosa e adentrou numa casa tão arcaica quanto as planícies. Ela havia encontrado o lar de seus antepassados do clã Yuki, os portadores da kekkei genkai Hyōton assim como a própria. Ela sequer sabia como havia conseguido a cicatriz, mas a espada clamava por seu nome como se ela fosse a única capaz de usá-la. Quantos outros Yukis haviam vivos? Não sabia, mas encontrou a lâmina num baú enferrujado e passou a carrega-la consigo para todos os locais que fosse; era sua sagrada relíquia que resguardava memórias de seu clã.

“Nanadaime"

Os tempo passou, e as antigas ameaças voltaram a ocorrer. Os seguidores da temível seita Jashinista revelaram seu objetivo de tomar todos os vilarejos para si e tiraniza-los impondo a religião. Rokudaime Hokage, homem incomensuravelmente respeitado pela garota, agiu em uma expedição para aniquilar a ameaça de vez; mas pereceu diante os avanços do padecimento que assolava o planeta. Avançaram, tomando Konoha para si e tendo assumido a liderança do vilarejo a mulher nomeada de Glitine. Seus objetivos estavam cada vez mais próximos de serem concluídos. Glitine agia em tirania, pressionando toda a população da folha a agir nos conformes de seus ideais malignos. Hipátia, por sua vez, atuou em um batalhão efetuando missões para atrapalhar e prejudicar o sistema do vilarejo; mas não parou por ai, sua indignação perante a submissão compelida pela tirana era colossal. A situação era totalmente oposta a seus sonhos e objetivos. Era hora da vingança contra a seita, a jovem preparou-se devidamente para enfrenta-la numa batalha de vida ou morte. Lançou-se contra o destino e lutou pela vida da melhor forma que pôde. No dia levemente chuvoso, já preparada para encarar o deus da morte, prostrou-se diante o prédio onde a mulher instalava-se, e gritou pelo seu nome lançando o desafio de batalharem na disputa do comando do vilarejo.  
Dito isso, a preponderante desafiada avançou para acatar o desafio, e acompanhada de uma aliada que atuaria como uma segunda inimiga. Para a sorte de Hipátia, ninjas da folha ergueram-se também para lutar, e todos juntaram as forças para combater a opressiva líder do vilarejo. Sandaime Hokage sobressaiu-se na batalha sangrenta, que terminou por partir Glitine ao meio e selá-la devidamente de modo que não a permitisse nunca mais retornar a vida com sua temível habilidade de tomar posse do corpo dos mortos. No fim, condecorou Hipátia como a nova líder: a Nanadaime Hokage.

“A primavera do Fogo"

Sua conquista era algo inimaginável. Com apenas dez anos, tornou-se a Hokage avançando com um passo largo em seu objetivo de tornar-se plena. O cargo representava para si que seus esforços estavam valendo à pena, sua grande obsessão pelo poder era algo que estava funcionando. Seguia agindo nos seus conformes, preocupada em ser um dia a ninja mais poderosa que o mundo shinobi já viu, e se possível, faria do vilarejo de Konohagakure no Sato o mais forte dos reinos, onde cada um dos ninjas fosse incalculavelmente superior a todos os outros que compartilhavam das mesmas terras. Por isso, auxiliá-los em seu treinamento era algo favorável para o bem de seus objetivos maiores.
Sua rotina tornou-se basicamente trabalhar, e ler todas as obras que antes não tinha acesso. Ela conhecia a literatura como nunca antes pôde, agora com as portas abertas devido seu cargo como governanta. Apercebeu-se de que grande parte do que poderia aprender daqui pra frente não viria de um simples treinamento, mas sim de um profundo estudo e concentração em escrituras feitas por ninjas incríveis que já estavam mortos, porém suas palavras foram eternizadas nos papéis que eram resguardados naqueles alfarrábios empoeirados. Certo dia na biblioteca, deparou-se com uma habilidade estranha que permitia, teoricamente, a ressurreição dos mortos. Estudou-a devidamente, procurando saber como funcionava, e seus testes terminaram em afirmação: era realmente possível revivê-los, mas havia de dispender de um sacrifício humano. Guardou aquela informação pra si, e seu interior fervia como um caldeirão de ansiedade; ela indubitavelmente precisava fazê-lo de uma forma ou outra, isso lhe permitiria alcançar um poderio militar ainda maior. Com os seus estudos, tornou-se uma garota ainda mais inteligente e conhecedora de grande parte do conhecimento que Konoha resguardava: passou a identificar cada uma das Kekkei Genkais; descobriu as peculiaridades dos ninjas de seu vilarejo; treinou as sementes que um dia floresceriam na folha e manteve a rotina que um dia lhe faria alcançar a plenitude. A primavera do fogo faria com que essas sementes outrora plantadas um dia florescessem para que tornassem-se implacáveis; era esse o sonho da pequena garota, e tudo faria para que ele desse certo.

Considerações:
→ 1018 Palavras // Este filler foi feito no intuito de ser adicionado à história constada na ficha de personagem, portanto mantendo-se fiel a narrativa do RPG.

-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Filler] Hipátia - enredo - Qua 19 Set - 16:34

-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.