:: Mundo Ninja :: Mapa Mundi :: Iwagakure no Sato :: Campo de Treinamento
12 Anos Online
O Nascer do Sol
Arco 01
Ano 12 DG
Inverno
Após a cisão que uniu o mundo, a separação de espólios pós-guerra pareceu muito promissora, mas mais para uns do que para outros. Kumo tomou como parte de seu território uma terra pequena que para muitos não tinha nada, mas, após uma investigação minuciosa feita por ninjas enviados pelo próprio Daimyou do Fogo, foi descoberta a vantagem que Kumo tinha em mãos: estavam em posse, ainda com vitalidade, do corpo de Hashirama Senju, este que foi considerado o maior shinobi em sua época. O Fogo começou uma campanha pessoal para descobrir mais sobre isso, o que acabou culminando em uma grande reunião entre os Senhores Feudais. Mas, no fim, sem nenhum acordo que fosse bom para todos os lados, uma declaração de Guerra Mundial foi feita, e o campo de batalha escolhido foi Otogakure. Forças do mundo inteiro estão agora marchando para Oto para travar aquela batalha que pode destruir toda a paz que foi conquistada há 10 anos.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Oblivion
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Salvatore
Salvatore é parte da comunidade de RPG narrativo desde meados de 2013. Conheceu o Akatsuki nessa época, mas começou a fazer parte como jogador ativamente em 2021, sempre com muita dedicação e compromisso com o fórum. Hoje, atua no fórum como narrador e administrador, focado nas partes administrativas do ON. Fora do fórum se considera um amante de futebol, adora cozinhar pratos exóticos e é estudante de Engenharia Civil.
Salvatore#1234
Sr. L
Sr.L apelido recebido pelos players do fórum, devido ao seu sobrenome Sinhorelli, joga em fóruns narrativos desde 2010. Encontrou o Akatsuki no final de 2020, mas manteve-se ativo no início de 2021. Desde então se empenhou como player e se sentiu na obrigação de ajudar os demais e hoje auxilia o fórum como Narrador, Moderador e Administrador. Fora do forum, trabalha e possui formações acadêmicas, voltadas a área de gestão de pessoas.
Sinhorelli#1549

treino de stamina, Saxa 100x100

Sam'
Genin
Sam'
Vilarejo Atual
treino de stamina, Saxa 100x100

treino de stamina, Saxa - Publicado 2/9/2018, 07:22

O vento transcorria-me. Meus olhos assimilavam o caminho que fazia. De facto, não era a primeira vez que passava por ali, nem sequer a décima. Todos os dias, desde que tinha cinco anos, corria por aquela mesma rota, hoje não estava sendo diferente.

Minhas pernas seguiam adiante, uma na frente da outra. Parecia que tudo ao meu redor se movia em câmera lenta. Na verdade, era eu que estava correndo muito rápido. Queria saber o máximo de minha velocidade, por isso havia disparado numa súbita adrenalina. Agora, o cansaço e o torpor prevaleciam em mim.

Não tinha exatamente uma boa resistência, embora fosse agraciado com uma velocidade invejável. E, infelizmente, por esse motivo acabava esgotado num período de tempo curto. Isso era um dos muitos problemas que tinha, o qual precisava urgentemente ser corrigido. Mesmo que minhas pernas doessem, continuei o caminho que fazia. Contudo, às vezes parava brevemente para dar uma respirada. Enquanto fazia isso, podia perceber que algumas pessoas observavam-me e cochichavam sobre mim. Quando eram pegas no ato, elas apenas disfarçavam e fingiam não terem dito nada.

Já estava acostumado com isso. Sabia o que as pessoas falavam sobre mim, de como eu tinha sumido, algumas diziam que era louco. Elas não estavam enganadas, eu tinha uma dose bem grande de loucura. Mas, ainda assim, odiava o jeito como elas me olhavam. Pareciam ter pena de mim, dó. Eu poderia fazer algo, mas preferia guardar minha raiva e ódio para meus inimigos. Para elas, meu silêncio bastava. Por fim, terminei minha pequena folga e voltei a correr.

Meus pulmões já estavam acostumados com as longas corridas. Não era mais difícil caminhar, correr ou treinar. Talvez esse fosse mais um fator que ajuda-se com minha tenacidade física. Aumentei o ritmo de minha corrida, novamente ao máximo que podia chegar. Tentei perseverar com esse padrão rítmico durante uma distância maior a que havia percorrido antes. O resultado? Nenhum pouco agradável.

O vômito saiu antes que eu conseguisse impedi-lo. Felizmente, nenhuma pessoa vira o que tinha acontecido, me livrando de uma enorme vergonha. No entanto, era deplorável o que tinha feito. Não só isso, pois agora sentia o corpo pesado e sem vida. Deveria ter parado para um breve descanso quando comecei a sentir-me mal. Infelizmente, não fora o que aconteceu. Locomovi-me para longe de lá, parando no bar mais próximo. Tomei um gole de água, que apesar de ter me dado vontade de vomitar de novo, acabou revigorando um pouco de minha energia. Recostei-me numa cadeira e descansei por um longo tempo.

Depois que comecei a me sentir melhor, voltei ao meu treinamento. Não deixaria que uma coisa tão pequena como essa atrapalhasse meus planos. Claro, dessa vez moderei minha velocidade. Algumas vezes acelerava o passo, enquanto outras apenas dava uma leve caminhada. Continuei assim por mais duas, três horas. Quando senti que havia chegado em meu limite, quase desmaiando de cansaço, voltei para minha casa.

Não me recordo quando aconteceu, mas numa certa hora da madrugada acabei desmaiando. Infelizmente, meu corpo não conseguiu aguentar aquela exaustão e havia acabo tendo uma noite de sono horrível, onde sentia meu corpo inteiro ranger de cansaço. Quando acordei e decidi retomar meu treinamento, logo após um café da manhã farto, voltei ao campo onde tinha treinado anteriormente. No caminho para lá, percebi que várias pessoas me olhavam, talvez pensando o que eu tinha bebido para acabar daquele jeito, pois parecia uma bêbada de ressaca.

Minha cabeça doía e meu corpo parecia ter sido atropelado por elefantes. Embora sentisse o corpo pesado e dolorido, tinha reconquistado um pouco de minha energia com o sono que tinha tido. O sol já estava no meio do céu, indicando que ainda estávamos na metade do dia. Não existia um meio para que eu pudesse voltar no tempo e recobrar estas poucas horas que perdi, passando da hora que deveria ter acordado, mas ainda poderia treinar o restante do dia.

Fiquei surpresa ao descobrir o tempo que levei para percorrer o percurso. Aparentemente tinha tido uma leve melhora, o que resultou numa explosão de animo. Assim, corri progressivamente várias vezes, intercalando entre rápido e devagar. Quando percebia que começava a melhorar, aumentava minha velocidade e estendia o caminho a ser percorrido.

O vento seguia o movimento de minhas pernas, estava me tornando uma só com ele. Conseguia sentir que ficava mais veloz enquanto o tempo passava. Minhas dores não me incomodavam mais, nem se quer pensava nelas. O cansaço, no entanto, começava a mostrar-se aparente de novo. Por esse motivo parei um pouco para descansar.

Depois de dar longos suspiros e espairecer embaixo da sombra de uma árvore, decidi que faria minhas últimas voltas naquele lugar. Agora, só precisava aperfeiçoar o que tinha conseguido até o presente momento. Desta forma, cinco voltas foram feitas em máxima velocidade no primeiro percurso que tinha feito. Os resultados foram ótimos.

Foram muitas horas, quase o dia todo para que eu conseguisse melhorar. Depois de tanto perseverar, consegui reduzir o meu tempo pela metade. Felicidade transbordava de mim, um sorriso duma orelha a outra estava escancarado em meu rosto. Tenho certeza que agora seria capaz de acompanhar meus superiores nas missões, talvez conseguisse até superá-los.  Por fim, voltei para minha casa. Me restava tomar um banho e deitar em minha cama, pois estava na hora de descansar de meu longo e árduo treino.

HP: 225/225
CH: 575/575
ST: 00/03

Considerações:
→Visual
Treino do atributo stamina, mais de 900 palavras escritas, portanto 2 pontos ganhos.

Bolsa de Armas:

Bolsa 1:
Kunais: 05/05
Shurikens: 05/05
Kibaku Fuuda: 08/02
Hikaridama: 03/03
Fios: 25m/05

Jutsus usados:

_______________________

treino de stamina, Saxa Tumblr_static_tumblr_static_dnwrqo6856gw0ks84oskk48cc_640
さむらい の みち
I looked the sky, screaming rude words
treino de stamina, Saxa 100x1010

Isa.BR
Jōnin
Isa.BR
Vilarejo Atual
treino de stamina, Saxa 100x1010

Re: treino de stamina, Saxa - Publicado 2/9/2018, 08:27

Passei em três contadores (Word Counter 360, Google Documentos e Word) e, todos eles, acusaram 893 palavras.

Como disse que tem mais de 900 palavras, favor me passar em qual contador você verificou para eu avaliar de novo.

Por ora, aprovado 1 ponto de stamina.

_______________________


Gastos e Danos de Jutsus:
Rank E: 00(10un) & 00;
Rank D: 10(10un) & 25;
Rank C: 25(30un) & 45;
Rank B: 50(50un) & 70;
Rank A: 100(100un) & 140;
Rank S: 200(200un) & 280;
Mortais: Variável & 560
Rank -: 75 & 90.
treino de stamina, Saxa 100x100

Sam'
Genin
Sam'
Vilarejo Atual
treino de stamina, Saxa 100x100

Re: treino de stamina, Saxa - Publicado 2/9/2018, 08:33

Estava usando este: https://www.invertexto.com/contador-caracteres
Para provar que não estou mentindo, aqui está acusando 902 palavras. Como uma imagem vale mais que mil palavras, tirei um print:
Print:
treino de stamina, Saxa Print10

Entretanto, passei o texto NESTE contador e ele realmente acusou 893 palavras. O erro é meu, me desculpe. Irei escrever o resto do treinamento e parar de usar o contador que estava usando.

_______________________

treino de stamina, Saxa Tumblr_static_tumblr_static_dnwrqo6856gw0ks84oskk48cc_640
さむらい の みち
I looked the sky, screaming rude words
treino de stamina, Saxa 100x100

Sam'
Genin
Sam'
Vilarejo Atual
treino de stamina, Saxa 100x100

Re: treino de stamina, Saxa - Publicado 2/9/2018, 08:42

REPOSTE' escreveu:
O vento transcorria-me. Meus olhos assimilavam o caminho que fazia. De facto, não era a primeira vez que passava por ali, nem sequer a décima. Todos os dias, desde que tinha cinco anos, corria por aquela mesma rota, hoje não estava sendo diferente.

Minhas pernas seguiam adiante, uma na frente da outra. Parecia que tudo ao meu redor se movia em câmera lenta. Na verdade, era eu que estava correndo muito rápido. Queria saber o máximo de minha velocidade, por isso havia disparado numa súbita adrenalina. Agora, o cansaço e o torpor prevaleciam em mim.

Não tinha exatamente uma boa resistência, embora fosse agraciado com uma velocidade invejável. E, infelizmente, por esse motivo acabava esgotado num período de tempo curto. Isso era um dos muitos problemas que tinha, o qual precisava urgentemente ser corrigido. Mesmo que minhas pernas doessem, continuei o caminho que fazia. Contudo, às vezes parava brevemente para dar uma respirada. Enquanto fazia isso, podia perceber que algumas pessoas observavam-me e cochichavam sobre mim. Quando eram pegas no ato, elas apenas disfarçavam e fingiam não terem dito nada.

Já estava acostumado com isso. Sabia o que as pessoas falavam sobre mim, de como eu tinha sumido, algumas diziam que era louco. Elas não estavam enganadas, eu tinha uma dose bem grande de loucura. Mas, ainda assim, odiava o jeito como elas me olhavam. Pareciam ter pena de mim, dó. Eu poderia fazer algo, mas preferia guardar minha raiva e ódio para meus inimigos. Para elas, meu silêncio bastava. Por fim, terminei minha pequena folga e voltei a correr.

Meus pulmões já estavam acostumados com as longas corridas. Não era mais difícil caminhar, correr ou treinar. Talvez esse fosse mais um fator que ajuda-se com minha tenacidade física. Aumentei o ritmo de minha corrida, novamente ao máximo que podia chegar. Tentei perseverar com esse padrão rítmico durante uma distância maior a que havia percorrido antes. O resultado? Nenhum pouco agradável.

O vômito saiu antes que eu conseguisse impedi-lo. Felizmente, nenhuma pessoa vira o que tinha acontecido, me livrando de uma enorme vergonha. No entanto, era deplorável o que tinha feito. Não só isso, pois agora sentia o corpo pesado e sem vida. Deveria ter parado para um breve descanso quando comecei a sentir-me mal. Infelizmente, não fora o que aconteceu. Locomovi-me para longe de lá, parando no bar mais próximo. Tomei um gole de água, que apesar de ter me dado vontade de vomitar de novo, acabou revigorando um pouco de minha energia. Recostei-me numa cadeira e descansei por um longo tempo.

Depois que comecei a me sentir melhor, voltei ao meu treinamento. Não deixaria que uma coisa tão pequena como essa atrapalhasse meus planos. Claro, dessa vez moderei minha velocidade. Algumas vezes acelerava o passo, enquanto outras apenas dava uma leve caminhada. Continuei assim por mais duas, três horas. Quando senti que havia chegado em meu limite, quase desmaiando de cansaço, voltei para minha casa.

Não me recordo quando aconteceu, mas numa certa hora da madrugada acabei desmaiando. Infelizmente, meu corpo não conseguiu aguentar aquela exaustão e havia acabo tendo uma noite de sono horrível, onde sentia meu corpo inteiro ranger de cansaço. Quando acordei e decidi retomar meu treinamento, logo após um café da manhã farto, voltei ao campo onde tinha treinado anteriormente. No caminho para lá, percebi que várias pessoas me olhavam, talvez pensando o que eu tinha bebido para acabar daquele jeito, pois parecia uma bêbada de ressaca.

Minha cabeça doía e meu corpo parecia ter sido atropelado por elefantes. Embora sentisse o corpo pesado e dolorido, tinha reconquistado um pouco de minha energia com o sono que tinha tido. O sol já estava no meio do céu, indicando que ainda estávamos na metade do dia. Não existia um meio para que eu pudesse voltar no tempo e recobrar estas poucas horas que perdi, passando da hora que deveria ter acordado, mas ainda poderia treinar o restante do dia.

Fiquei surpresa ao descobrir o tempo que levei para percorrer o percurso. Aparentemente tinha tido uma leve melhora, o que resultou numa explosão de animo. Assim, corri progressivamente várias vezes, intercalando entre rápido e devagar. Quando percebia que começava a melhorar, aumentava minha velocidade e estendia o caminho a ser percorrido.

O vento seguia o movimento de minhas pernas, estava me tornando uma só com ele. Conseguia sentir que ficava mais veloz enquanto o tempo passava. Minhas dores não me incomodavam mais, nem se quer pensava nelas. O cansaço, no entanto, começava a mostrar-se aparente de novo. Por esse motivo parei um pouco para descansar. Era claro que minha estamina não era grande coisa, precisava melhorar este requisito para conseguir aguentar em batalhas longas e dificultosas. Em uma guerra, aqueles que acabam atrapalhando e atrasando o grupo são simplesmente descartados.

Depois de dar longos suspiros e espairecer embaixo da sombra de uma árvore, decidi que faria minhas últimas voltas naquele lugar. Agora, só precisava aperfeiçoar o que tinha conseguido até o presente momento. Desta forma, cinco voltas foram feitas em máxima velocidade no primeiro percurso que tinha feito. Os resultados foram ótimos.

Foram muitas horas, quase o dia todo para que eu conseguisse melhorar. Depois de tanto perseverar, consegui reduzir o meu tempo pela metade. Felicidade transbordava de mim, um sorriso duma orelha a outra estava escancarado em meu rosto. Tenho certeza que agora seria capaz de acompanhar meus superiores nas missões, talvez conseguisse até superá-los.  Por fim, voltei para minha casa. Me restava tomar um banho e deitar em minha cama, pois estava na hora de descansar de meu longo e árduo treino.

HP: 225/225
CH: 575/575
ST: 00/03

Considerações:
→Visual
Treino do atributo stamina, mais de 900 palavras escritas, portanto 2 pontos ganhos.

Bolsa de Armas:

Bolsa 1:
Kunais: 05/05
Shurikens: 05/05
Kibaku Fuuda: 08/02
Hikaridama: 03/03
Fios: 25m/05

Jutsus usados:

_______________________

treino de stamina, Saxa Tumblr_static_tumblr_static_dnwrqo6856gw0ks84oskk48cc_640
さむらい の みち
I looked the sky, screaming rude words
treino de stamina, Saxa 100x1010

Isa.BR
Jōnin
Isa.BR
Vilarejo Atual
treino de stamina, Saxa 100x1010

Re: treino de stamina, Saxa - Publicado 2/9/2018, 08:53

Sam, não quis nem sugerir que você estivesse mentindo. Exatamente por saber que diversos contadores mostram valores diferentes para um mesmo texto, que eu confiro em três quando dá menos do que o player informa.

Por ser Tsuchikage e não gostar de acusações de panela ("ah você ta favorecendo quem é de Iwa"), vou deixar com o @DouglasCapiotti para ele avaliar se aprova seu treino de 2 pontos de stamina (ou não), já que embora tenha sido um erro seu, foi um erro induzido pelo site que acusou 902 palavras.

Reavalia aí, @DouglasCapiotti...

_______________________


Gastos e Danos de Jutsus:
Rank E: 00(10un) & 00;
Rank D: 10(10un) & 25;
Rank C: 25(30un) & 45;
Rank B: 50(50un) & 70;
Rank A: 100(100un) & 140;
Rank S: 200(200un) & 280;
Mortais: Variável & 560
Rank -: 75 & 90.
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: treino de stamina, Saxa - Publicado 2/9/2018, 09:43

aprovado.
Repostou com as palavras ultrapassando o necessário, então tá tudo ok.
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: treino de stamina, Saxa - Publicado

Resposta Rápida

Área para respostas curtas