>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, mas simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 70DG
Hanatarō olha para a vila do topo do prédio do Departamento de Pesquisa. Há dois anos era uma salinha no fim do laboratório geral da vila, agora tinha seu próprio prédio tão alto quanto o próprio escritório do Kazekage. Hanatarō sorri vendo as pessoas andando felizes na nova vila construída graças aos avanços científicos realizados com a inteligência de Takura, sua mentora. Antes, ele só via uma vila pobre, com construções de areia frágeis, com um horizonte desértico, dependendo de outras vilas, inclusive de Konoha, para conseguir sobreviver, mas agora... Sunagakure estava grandiosa novamente e tinha comprado sua independência. As construções ainda tinham porções de areia, mas eram forjadas em metais nobres, em ouro, em prata, criando grandes casas e prédios. As lojas estavam cheias de especiarias únicas, pois o trabalho de encontrar certos ingredientes se tornou muito mais prático desde que a vegetação voltou a florescer nos arredores da vila; onde antes era só deserto agora possuía vielas de relva, florestas, rios e uma fauna cheia de roedores, mamíferos e carnívoros.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno
Últimos assuntos

Julian Kyor
Tokubetsu Jonin
Julian Kyor
Vilarejo Atual
Ícone : [FILLER] JULIAN KYOR Images10

https://www.narutorpgakatsuki.net/t70385-f-miyamoto-musashi-ii-15y https://www.narutorpgakatsuki.net/t70497-gf-musashi-ii

[FILLER] JULIAN KYOR - em Qua 1 Ago 2018 - 0:35

Uma vez constante a intensa adrenalina corpórea, presente na incerteza e no desafio contrastantes de incontáveis missões, tornava-se um tanto intocável, separar algum momento de estudo anatômico, aliás deveras prático seria, sobretudo, por haver alguns corpos e membros humanos em meu estoque caseiro, um certo freezer alocado no porão subterrâneo e pouco usado. Porém, quanto mais cumpria missões, mais era requisitado, crescendo um misto esperado de prazer e obrigação, pois é da lei humana, quem faz bem sempre é chamado, e modéstia a parte, procuro dar + que 100% em cada uma delas, ainda que se apresente simplória e sem complições, pois compreendo que ela por si só representa um aprendizado único e inestimável. Acumular e destrinchar conhecimentos é, sem dúvidas, um dos maiores trunfos dentro de épicas batalhas, é a linha tênue entre a morte/derrota e a vida/vitória. Por tanto quanto fosse, precisava coletar mais conhecimento, principalmente, assumindo a vantagem de ter alguns membros e até um corpo completo em minhas estalagens.
Até que em um determinado dia, sobreveio sobre Konoha, uma escuridão atípica e nublosa, ameaçando lançar seu choro característico. É possível concluir, portanto, o nascimento de uma boa oportunidade de retirar-me da aventura habitual, e dedicar-me a estudos mais aprofundados, na minha nova paixão, alimentada a cada dia, talvez de repente, o grande controle de chakra que sempre tive, me atentasse a entender aquela nova trilha, usar o grande controle, minha especilidade, em algo superior e de totais suportes à batalha, porém, me atenho, a bel prazer, nas enormidades presentes no estudo anatômico, ainda básico em minha mente. Apesar do leigo saber sobre isso, me interesso completamente, assumindo uma postura muito comum em tempos de academia, a bunda na cadeira e o olhos fixos, preocupados em plantar aquele livro repleto de detalhes ainda que teórico, em minha mente. Visto seu tamanho, a leitura se prolongaria até altos horários, a complexidade e conceitos novos se acumulam como peixes capturados em uma longa rede de pesca, este acumúlo, ás vezes, me obrigou a relaxar de olhos cerrados e mente limpa, retornando logo em seguida, triturando cada detalhe seguinte, e acelerando o ritmo, a medida que me acostumava ao desgaste mental. Através do conhecimento descobria certas individualidades que contemos internamente, uns princípios ativos interessantes e ritmados a alterar funções de alta importância em nossos corpos, um ponte entre o êxito e favorecimento em algumas capacidades físicas e o fracasso, se bem estimulados a anatomia possivelmente assumiria um avanço considerável. Entretanto, há riscos e tudo mais, a exemplo de como funciona a vida, sempre há os prós e os contras, de maneira a ser importante conhecermos o bônus e o ônus. Este livro, retratava inúmeras especificidades humanas, a anatomia humano, assemelha-se, e muito, a uma floresta gigantesca, com seus perigos e com suas espécies ainda em plena descoberta. Encarno o biólogo num mundo desconhecido, tateando o mínimo de informação e acima de tudo, se encantando em cada nova descoberta. Este meu lado é hilário, a mente ferve em teorias, os olhos catam até poeria nas palavras, enquanto, recito palavras soltas através da intenção de gravá-los no arquivo de gavetas importantes da memória.
Os temas não surpreendem seu ninguém, é desbravar cada músculo, osso, ligamento, órgãos, hormônios e liquidos corpóreos. Há nome que só a disgraça, cada osso com seu nome, função, prós e contra, os hormônios e suas misturas com os órgãos funcionam na mediação de um sistema perfeito, havendo um link surreal e muito bem coordenado. Me chama atenção ademais, detalhes como funcionamento das células, seu nascimento, sua morte, sua reprodução, um globo composto de lógicas e cálculos interessantes. Este destrinchamento ímpar da natureza humana, me revela aspectos notademente influentes em meu dia-a-dia, e a paixão antes cultivada à leves regadas, transforma-se, agora, em algo sincrone e intenso, quanto mais lia, mais queria, num processo lá e cá de perfeita sincronia. A dados momentos, meu querido coroa grisalho, tocava-me ao ombro, a questionar o exagero no estudo do referente tema, entretanto, vidrado em detalhes que intrigavam minha inteligência, apenas agradecia a preocupação e retificava o quão prazeroso aquilo se mostrava a mim, logo voltando ao estudo.
Quando tomei por mim, as páginas do grosso livro findaram em seu último parágrafo, tempo restante utilizado no agradecimento de todos os investigadores e grandes iroy ninjas de Konoha, prestadores desse incrível serviço de coleta de dados e conhecimento valioso. Apesar do término "precoce" do livro, corro a desenhar rastros dentro de casa até a chegada no porão, sentindo um espírito de criança bailar e libertar-se em minha alma. Lá erguia a tampa do velho freezer doado a mim por meu velho, e carregando corpos em várias mesas e ideias, iniciava um aplicação prática retornando à mente conceitos, há pouco aprendidos, aliando teoria a empirismo, sucesso repetido desde os tempos de infância imatura, repassado inteligentemente por gerações em minha família, o método de maior aprendizado mais pleno e testado. Nada me preocupa, a consciência daquele experiente genin está muito além do mundo a sua volta, ela viajava despreocupada e feliz perante inúmeras possibilidades e aprendizados, realizava pontes, sem dúvidas, importantes demais para seu próximo projeto como ninja, sua novo empreitada encheria-se de desafios e portas prontas para serem vencidas e abertas, de modo que se visualizava dois sóis em seu novo mundo, a exploração era notadamente inevitável, suas forças prestam total apoio à fixação no entendimento geral e particular do corpo humano.
Havia horas e os corpos logo eram pertubardos e dessecados, mostrando os detalhes antes relatados em livros, agora vívidos, agarrados calmamente em suas morenas mãos, já manchadas em sangue frio e escurecido, além de tudo, compreendia o efeito danoso do gelo e das baixas temperaturas, e o que surtiam no funcionamento humano. Por enquanto, quanto ainda tivesse órgãos, ossos e músculos a serem revirados e analisados, ainda haveria Julian Kyor desbravando fixamente. De certo, ele adquiriria um conhecimento sem igual, sem precedentes sobre a anatomia humana, visto que a mistura entre saber teórico e prático lhe daria totais autoridades a discutir qualquer tema referente a estas particularidades.
O tempo decorrido toma-me um dia praticamente inteiro, as longas horas refletem apenas alguns minutos de cansaço, de repente por conta do prazer agregado, ou talvez, pela forma como aquilo me surpreendia, a revelar, vez ou outra, um semblante de "nossa, que irado", acumulando a chama da curiosidade, queimando o que havia e o que não havia. Uma paixão desta magnitude não se encontra em qualquer lugar, as peças se encaixaram, determinava a mim mesmo prosseguir ávidamente em busca, sobretudo, deste forte desejo pelo desconhecido. Bem, é verdade que devemos assumir a fome incasiável inerente, a todo esse dia, os lanches caseiros, velozmente usurpam-se em mãos do curioso protótipo de cientista, de fios loiros e quimono sempre a cobrir os ombros e esconder a pele nua do seu tórax. Seu avô, sempre visitava o neto destemido, lhe dando uma atenção especial, o cuidado era constante e importante o bastante, para assim deixar o neto 100% enquanto se joga em suas novas pesquisas e aprendizados daquele intensivão.
O fim havia de se aproximar ou, caso contrário, a sanidade mental e física se esgotariam ao extremo, apesar da sua determinação ser peculiar e extrema, quando os limites corporais são atingidos, forçar só prejudicaria o rendimento, muita coisa poderia ser perdida, por isso, sentindo a noitada invadir o dia em Konoha, Julian assume a decisão de parar todo o estudo aprofundado, compilado através de extensa leitura, forte fixação dos termos e dos caminhos humanos além de tudo houve o desecamento e o destrinchamento de corpos antes adquiridos em suas missões, no qual utilizou-os a fim de justamente estudá-los em posterior momento. O dia, portanto, encerrava-se ali, naquela grande bagagem de conhecimento e muito esforço mental. O conjunto dá a confirmação contudente de um largo conhecimento da anatomia humana. Nascia em seguida, uma oportunidade boa o bastante para reservar um tempo a papear com meu ilustríssimo avô, apreciar um quente chá, padrão da senhoria desse nosso país, não tanto quanto em terras gélidas, entretanto, a noite aqui, permitia esse costume interessante e relaxante, e se não fosse esse outra forma de unir a família e relaxar perante um dia de extremo esforço, visto que mesmo que ninjas, somos também humanos, filhos de homens, portanto, tratamos de ter esses minutos de paz e familiaridade, aliás faz muito meu gosto, considero-me do tipo familiar, típico carismático e calmo, bastante observador e raramente ousado ou invasivo, prefiro me aprazerar curtindo a vibe do ambiente, das pessoas, das missões e principalmente em batalhas, o ápice da minha curtição, mas isso é conserva pra outra instância, afinal, resta-me pensar menos e descansar mais, jogando papos simplórios ao ar, e interagindo um pouco com meu valoroso velho, meu grande alicerce nessa vida e mentor eterno.

Considerações:
+1400 palavras
+1 qualidade Conhecimento Anatômico
Material ninja intacto
Status:
500 HP e 500 CH
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [FILLER] JULIAN KYOR - em Qua 1 Ago 2018 - 0:51

@
-


Layout com edições de Halloween feito por @Akeido Themes e Senko.