:: Mundo Ninja :: Mapa Mundi :: Iwagakure no Sato :: Campo de Treinamento
12 Anos Online
O Nascer do Sol
Arco 01
Ano 12 DG
Inverno
Após a cisão que uniu o mundo, a separação de espólios pós-guerra pareceu muito promissora, mas mais para uns do que para outros. Kumo tomou como parte de seu território uma terra pequena que para muitos não tinha nada, mas, após uma investigação minuciosa feita por ninjas enviados pelo próprio Daimyou do Fogo, foi descoberta a vantagem que Kumo tinha em mãos: estavam em posse, ainda com vitalidade, do corpo de Hashirama Senju, este que foi considerado o maior shinobi em sua época. O Fogo começou uma campanha pessoal para descobrir mais sobre isso, o que acabou culminando em uma grande reunião entre os Senhores Feudais. Mas, no fim, sem nenhum acordo que fosse bom para todos os lados, uma declaração de Guerra Mundial foi feita, e o campo de batalha escolhido foi Otogakure. Forças do mundo inteiro estão agora marchando para Oto para travar aquela batalha que pode destruir toda a paz que foi conquistada há 10 anos.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Oblivion
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Salvatore
Salvatore é parte da comunidade de RPG narrativo desde meados de 2013. Conheceu o Akatsuki nessa época, mas começou a fazer parte como jogador ativamente em 2021, sempre com muita dedicação e compromisso com o fórum. Hoje, atua no fórum como narrador e administrador, focado nas partes administrativas do ON. Fora do fórum se considera um amante de futebol, adora cozinhar pratos exóticos e é estudante de Engenharia Civil.
Salvatore#1234
Sr. L
Sr.L apelido recebido pelos players do fórum, devido ao seu sobrenome Sinhorelli, joga em fóruns narrativos desde 2010. Encontrou o Akatsuki no final de 2020, mas manteve-se ativo no início de 2021. Desde então se empenhou como player e se sentiu na obrigação de ajudar os demais e hoje auxilia o fórum como Narrador, Moderador e Administrador. Fora do forum, trabalha e possui formações acadêmicas, voltadas a área de gestão de pessoas.
Sinhorelli#1549

[T] ─ Suzuya 100x100

Deku
Genin
Deku
Vilarejo Atual
[T] ─ Suzuya 100x100

[T] ─ Suzuya - Publicado Dom 29 Jul - 20:25

Código:
[i]Atributo; +x[/i].

<center><div style="width: 600px; text-align: justify; font-family: Arial; color: #000000">[justify]─[/justify]
[center][b][size=24]-[/size][/b][/center]
Suzuya; intacto.
[size=10](xxx palavras).[/size]</div></center>

-

_______________________

[T] ─ Suzuya Lzwi1hP
[T] ─ Suzuya 100x100

Deku
Genin
Deku
Vilarejo Atual
[T] ─ Suzuya 100x100

Re: [T] ─ Suzuya - Publicado Dom 29 Jul - 21:01

Ninjutsu; +1 (2).


Não havia feito muito durante este dia em particular. No anterior, em contrapartida, pude realizar duas missões; isso tem tudo a ver com a razão de eu estar sendo completamente inútil hoje, na verdade. Estava descansando. Na verdade não estava tão cansado, mas com certeza estar exausto após uma sequência de missões no dia anterior soava como uma ótima desculpa que teria de dar ao senhor Shinohara, caso ele aparecesse. Aliás, raciocinei, eu não precisaria dar nenhum tipo de justificativa para ninguém caso eu estivesse em um lugar onde não pudesse ser localizado, não é? Pareceu-me um ótimo plano, a princípio. Já me encontrava nos primeiros minutos depois do meio-dia, e com bastante fome. As missões agora traziam ótimas remunerações, já que, com a progressão tecnológica que começava a consumir as maiores Aldeias Ocultas, a quantia de ninjas dispostos a realiza-las diminuiu, então tinha fundos o suficiente para não ter que lidar com a minha própria comida; seria bem difícil se eu tivesse de o fazer. Com isso em mente, adornei-me, como sempre o fazia, contando também com minha bolsa de equipamentos ninja, e rumei para um dos restaurantes em que costumava comer.

Indisposto de arriscar uma comida diferente ou algum alimento requintado ou saudável, como sempre me incentivavam a o fazer, pedi o macarrão de sempre. Não era exatamente o lámen de pacote que adorava ingerir, mas era um começo; e poucas pessoas iam a um restaurante para pedir algo tão básico, então não teria de esperar os cozinheiros prepararem nem nada do tipo. Assim que o garçom foi embora, pude começar a pensar em como ainda poderia ser útil naquele dia sem ter de me submeter às horrendas missões de ranque D. Refletindo sobre este mesmo pensamento ao longo do almoço, cheguei à conclusão de que poderia aprimorar minha qualidade intimamente intrínseca com minha arte: o Ninjutsu.

Era o melhor plano possível para a ocasião, afinal poderia me afastar de todo o pessoal da vila – e do senhor Shinohara junto, no processo – com a vantagem de entrar novamente em contato com minhas explosões sem ser perturbado. E assim o fiz. Retornei para casa apenas para buscar uma de minhas bolsas carregadas de argila e uma ou duas garrafas d’água e, despedindo-me brevemente dos guardas dos portões com uma breve justificativa, retirei-me dali; eles já haviam me visto fazê-lo outras vezes, então esperava que não suspeitassem de nada o suficiente para me incomodarem depois. Agora isolado, concentrava-me no Kibaku Nendo: analisava com olhos atentos as alterações que a argila sofria perante meu fluxo de Chakra, e como respondia quando alterava tal fluxo de energia. Foi um treino básico, mas, acima de tudo, proveitoso e que rendeu-me maior entendimento na minha própria arte.
-
Suzuya; intacto.
(453 palavras).

_______________________

[T] ─ Suzuya Lzwi1hP
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [T] ─ Suzuya - Publicado Dom 29 Jul - 21:35

Ninjutsu = Aprovado.
Outros = Reprovados.
1. São necessário 450 palavras de treinamento.
2. Apenas 2 treinamentos por semana.
Para entender melhor: http://www.narutorpgakatsuki.com.br/t53755-3-databook ou http://narutorpgakatsuki.com.br/t53755-3-databook
[T] ─ Suzuya 100x100

Deku
Genin
Deku
Vilarejo Atual
[T] ─ Suzuya 100x100

Re: [T] ─ Suzuya - Publicado Dom 29 Jul - 21:59

XX escreveu:Inteligência; +1 (2).

E não é que meu novo passatempo criado com o único desígnio de fugir de pessoas indesejadas na verdade acabou se mostrando um treinamento produtivo? Apenas horas haviam se passado desde quando efetuei um treinamento focado em Ninjutsu e poderia sentir, através da maneira que moldava a argila e como esta respondia à estímulos de energia, que minha proficiência na arte mencionada aumentou significativamente. Estava fazendo algo corretamente, isto era certo. Perguntei-me, portanto se seria capaz de aumentar a produtividade e a frequência destes treinos, assim como também expandir o foco dos exercícios para outras vertentes ninja. Hm. “Outras vertentes ninja” soou bastante interessante assim que a enunciei em minha cabeça. Talvez eu estivesse analisando as coisas demais. Talvez eu poderia estar pensando numa maneira que iria positivamente afetar minha arte; não poderia mais levar certas coisas como se fossem levianas e não importantes mais, como antes costumava fazer. Ainda não dava importância alguma para ser um ninja, entretanto dava-a para aprimorar a arte. E, qualquer tipo de bizarrice que pudesse fazer minhas queridas argilas explodirem de um jeito mais maneiro, eu estaria tentando.

Já estava anoitecendo; talvez não fosse de noite ainda, mas com certeza já estava escuro. Me encontrava na cozinha, agora degustando o macarrão instantâneo que estava há pouco aguardando ficar pronto. Ou, melhor dizendo, os macarrões instantâneos. Eu comia bastante macarrão. Deveriam existir competições assim. Uma vez, comi um pacote inteiro em um minuto e vinte e dois segundos! Gostava de como a cozinha era quieta no horário em que havia programado para saborear minhas refeições; pode parecer estranho, mas preferia o fazer sozinho e em silêncio. O senhor Shinohara questionava-me bastante sobre isso, então aprendi a justificar essas coisas bem cedo. Sobre a mesa, raciocinava sobre meu pensamento anterior de treinar outras vertentes ninja. Quais vertentes seriam estas mesmo? As utilizadas pela Academia Ninja para categorizar sua milícia de acordo com suas proficiências, é claro.

Nunca duvidei de minha inteligência. Já a questionei e ocasionalmente colocava-a à prova, é verdade, mas nunca me achei insuficientemente qualificado em atividades intelectuais. Apesar de eu parecer arrogante, era extremamente realista, tirando conclusões sobre minhas próprias habilidades através dum frio e analítico raciocínio; todos os meus tutores apontavam minha inteligência como uma de minhas principais características, por exemplo. Eu mesmo já me vi em situações que seriam o fim da trajetória para pessoas menos favorecidas intelectualmente. Não seria difícil, portanto, tirar tempo para meditar dentro de um assunto específico. E foi isso que o fiz assim que terminei meus macarrões. Tranquei-me no quarto, escureci-o por completo e analisei quadrantes de movimentação para minhas criações; como se moverem se maneira mais ofensiva e menos previsível. Não foi nem um pouco difícil, e, assim como da última vez, senti instantaneamente uma melhora artística.
-
Suzuya; intacto.
(462 palavras).


Perdão, querido, achei que fossem 300. Pode deletar os demais, por favor?

E ainda editei quando era pra repostar.

_______________________

[T] ─ Suzuya Lzwi1hP
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [T] ─ Suzuya - Publicado Dom 29 Jul - 22:18

@Aprovado, exclui os demais.
[T] ─ Suzuya 100x100

Deku
Genin
Deku
Vilarejo Atual
[T] ─ Suzuya 100x100

Re: [T] ─ Suzuya - Publicado Dom 19 Ago - 19:03

Selos de mão; +1.

Encontrava-me, no momento, procrastinando meus treinos, e estava nesta situação há um bom tempo. Nunca deixei de interagir com minha arte e nunca deixei de melhor desenvolvê-la e estudá-la, porém tinha um grande pesar em como estava negligenciando uma das atividades que mais traziam-me benefícios a longo prazo. Ao menos existem férias para ninjas? Se você pensar bem, isso deveria ser algo de verdade. Com a grande expansão tecnológica surgiram várias outras profissões e ser um ninja não é mais mandatório, porém continua sendo a que mais exaure, tanto em sentido físico como mental. Sempre fui muito bem disposto com as coisas que eu gosto de praticar, portanto eu nunca me sentia cansado em nenhum sentido; mas mesmo assim, todos precisam de descanso às vezes! O pior era ter que mentir para o senhor Shinohara que estava treinando com frequência e regularidade. Talvez fosse melhor dar reinício aos meus treinamentos de uma vez por todas. Talvez o melhor passo para isso fosse levantar da cama de uma vez por todas já que se passaram alguns minutos depois do meio-dia, não?

Assim o fiz: levantei num pinote, bagunçando os já bagunçados cobertores e me dirigindo ao armário. Este, por sua vez, mostrava-me roupas tão ecléticas e combinações tão diferentes quanto minha própria personalidade. Mantive meu dedo indicador dançando em meus lábios enquanto realizava as escolhas; uma camiseta branca com várias gravuras de vários tipos de doces coloridos, uma calça preta e sandálias ninjas de cano alto, que se prolongavam até próximo de meus joelhos, de coloração igualmente escura. Não poderia esquecer do mais importante, portanto, agachei-me, dobrando ambos os meus joelhos e ficando próximo do chão. Em baixo dos cabides que suspendiam as roupas, se tornava visível, com meu último movimento, uma bolsa facilmente reconhecida por ninjas: a bolsa de equipamentos de combate. Buscando-a ao fundo com minha mão esquerda, rapidamente me levantei para que amarrasse o que acabei de pegar em minha coxa esquerda, de modo que se tornasse de fácil acesso para minha mão dominante. Em uma mochila marrom, enfiei alguns livros e parafernálias que possivelmente poderia precisar para o treino e saí de casa.

Eu e o senhor Shinohara compartilhávamos um campo de treinamento, num local específico fora do vilarejo ─ na verdade, ele utilizava-o antes de mim e permitiu que eu começasse a fazer o mesmo quando me tornei um ninja. Era próximo da vila, tanto que era próximo de uma de suas grandes muralhas defensoras, ao lado leste. Algumas formações rochosas que se interligavam com os imensos muros em questão transformavam a pequena formação gramada numa arena de combate. Era um ótimo local para testar minhas explosões. Desta vez, no entanto, treinei selos de mão: retirei um dos livros da mochila que continha alguns princípios básicos para o assunto em questão e repeti algumas vezes até que melhor compreendesse os selos mais utilizados entre os ninjas e que poderiam possivelmente serem utilizados em minhas técnicas.
-
Suzuya; intacto.
(489 palavras).

_______________________

[T] ─ Suzuya Lzwi1hP
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [T] ─ Suzuya - Publicado Dom 19 Ago - 19:18

Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [T] ─ Suzuya - Publicado

Resposta Rápida

Área para respostas curtas