>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

[ Filler ] Dialogo, O Verdadeiro Ice King - Parte 2. - 21/7/2018, 23:56


Toshiro sempre foi uma pessoa extremamente calma, indiferente a mais intensa situação o ninja sempre tentou se manter o mais estável que conseguisse. No entanto, um fator nunca foi esperado em sua pacata vida que era conhecer a companheira Aoi, a menina que mudou a forma como Hitsugaya observava, tratava e considerava a vida de uma forma grandiosa, mesmo que recentemente o ninja já estivesse conseguindo lidar bem com a dor amorosa que teria se metido, ainda vivia pensativo sobre todo o acontecimento. E foi perante um sonho, em que se imaginou vivendo ainda em Konoha, repleto de paz ao lado da garota — Aoi-sama, eu te amo — dizia Hitsugaya no próprio mundo imaginário. Se submeteu aquele sonho durante um bom período da noite, até em que a trovoada lhe despertou inquietamente, aterrorizado com o barulho, mas só foi precisa levanta-se para lembrar-se das desgraças da própria vida — Ame é um porre — dizia para si mesmo, levantando-se e indo buscar um copo d’água para saciar a própria sede.

Naquela noite em especifico, fazia bastante frio no esconderijo de Toshiro, que já deixava de ser o mesmo de sempre a anos. Tinha bastante ansiedade pelas horas da noite que demoravam a passar, observando o cair da chuva pela janela parecia que aquele segundo seria eterno, e a eternidade apenas lhe recordava o passageiro tempo em que passou com Aoi, foi um tempo extremamente rápido mas que no calor do momento parecia ser uma vida, uma vida em que não retornaria a vivencia tão cedo — Eu fui um babaca... — repreendeu-se, criticando as próprias atitudes que outrora teria feito. E sabia que não era mentira, o tempo que desperdiçou com a garota, naquela própria noite poderiam está enrolados nos braços um do outro — Aoi-sama, prometa-me, iremos nos encontrar de novo... — pediu, mas não a Aoi e sim aquele sentimento intenso que vivenciou.

As lagrimas rolaram pelo seu rosto, lhe recordando o que era sentir amor e como aquilo mexia — Paree! — gritou, implorando que os sentimentos passagem e que a própria voz em seus pensamentos parasse de lhe fazer pensar eternamente, preso pela própria verdade que era meramente passageira. Nunca foi um humano que lidava fácil com os sentimentos, apenas os esquecia e continua sua vida, mas naquela situação era impossível se livrar ou esquecer dos sentimentos que esquentavam o próprio coração pois eles viveriam para ali enquanto ainda estivesse na sua memoria os momentos passado com a menina de sua vida, a paixão que lhe arrebatava a uma outra dimensão e que trazia a tona alguém totalmente diferente do que Toshiro já estava acostumado, quando estava com Aoi ele sentia a necessidade, a vontade de amar, suas palavras, seu corpo, suas atitudes não era coordenadas mais por si próprio, era impulsivo e se agradava em ver o sorriso da menina, pois era aquela sua atual razão de viver, e permitir que alguém que lhe afete tanto partisse de longe era uma burrice inegável, o ninja para sempre sentiria o peso desse problema lhe arrebatar sempre, numa dor que não passaria.

Quando despertou da própria tortura que era os pensamentos, percebeu a imensurável quantidade de gelo que estava presente no local além da presença da alma que aquela espada carregava, Ice King.

— Hitsugaya-kun!
— Me deixe em paz, não venha me encher o saco!
— Ainda arrependido do nosso beijo?
— Eu já não mandei você me deixar em paz?
— Não existe paz em você, não tente se enganar.
— Suma!
— Me faça sumir.
— E isso é possível?
— Eu só apareço porque você precisa, eu não escolho me materializar nesse mundo.
— Não minta, eu jamais faria algo como você me importurnar por vontade própria.
— Então eu posso ser uma representação do seu subconsciente, tentando se comunicar com seu eu interior.
— Não fale besteiras.
— Eu imagino que eu esteja certo, você lembra da primeira vez que apareci?
— Infelizmente lembro.
— No que pensava?
— Aoi-sama...
— E na segunda vez?
— Matsumoto-san, e Aoi-san...
— E na terceira, ou melhor, hoje?
— Aoi-san novamente, mas isso não prova nada!
— Quem sabe eu seja uma representação dos seus sentimentos frustrados, tentando lhe mostrar que você ainda não as perdeu.
— Não deveria ser possível beijar minha própria consciência.
— De fato não, mas quem prova que de fato você beijou algo?
— Eu senti, eu não me enganaria sobre sentir o que senti.
— Sua mente lhe enganaria, ela está sempre nos enganando.
— Pois se é meu subconsciente ou não, suma!
— Não posso, nem sei o motivo de estar aqui ainda.
— Não existe motivo.
— Solidão deve ser o motivo, conte-me porque ainda se abriga num pedaço de lixo desse?
— Pare de se intrometer e me deixe em paz porra!
— Não se exalte Toshi-kun, vamos conversar, você está tão sozinho...
— ...

Toshiro se recusava a qualquer momento a verdadeira origem de Ice King, mesmo que de fato existisse a possiblidade dele ser uma materialização da espada, o menino costumava se manter firme na própria realidade, e era extremamente esquisito a possiblidade que sua própria mente tentava lhe enfiar uma companhia goela abaixo. Mas mesmo que passasse enorme parte de seu tempo negando a aceitar a ajuda, aos poucos iria respondendo de maneira menos grotescas e se entregando a conversa. Algo que Toshiro ainda não teria percebido, era a ausência de emoções em relação a Aoi quando Ice King se fazia presente, diferentemente do que estava acostumado seus pensamentos se focavam a algo totalmente diferente do que a própria tortura, e com isso o menino conseguia manter um pouco das próprias emoções, ganhando um alivio emocional, mesmo que por pouco tempo.

Com o passar do tempo, o silêncio se fez presente no local e apenas a imagem de Ice King foi avistada por Toshiro. Nenhum ousava falar uma palavra, apenas encaravam-se numa espécie de desejo. De fato, era impossível superar Aoi, mas envolvesse com o garoto a sua frente não era uma ideia ignorado pelo ninja, e por isso foi em uma aproximação lenta em que os lábios voltaram a se tocar, a noite durou ali apenas os dois ninjas, e um breve silêncio no local, um silêncio que se estendia da realidade a mentalidade.

HP: ❲650 • 650) CH: ❲1600 • 1625 ❳ ST: ❲00 • 04❳
Considerações:
Aparência: Toshiro Hitsugaya (Bleach), com essas vestes.

Nota: +200 // Vou ativar meu filler extra que ganhei como player mais sanguinário.
Técnicas utilizadas:


Hyōrinmaru
Rank: S
Descrição: Hyōrinmaru é o antigo artefato de combate pertencente ao clã Yuki, forjado especialmente para um dos primeiros usuários da kekkei genkai Hyouton, o ice king. A katana é uma espécie de condutor para o poder do gelo, estabilizando-o e o tornando mais destrutivo ainda, além de carregar com ela as forças restantes do ice king, permitindo assim que seu poder reviva através do condutor da katana. Em questões de aparência é apenas uma longa katana afiada, com uma corrente que carrega a uma lâmina curvada, acoplada ao cabo da espada, referência.

Sua primeira habilidade é nomeada como Shikai, sendo essa a capacidade da arma de trazer à tona todo o poder da linhagem do gelo, os Yuki. Essa habilidade trata-se do total controle da umidade local, não apenas controlando ela ao seu favor, como a tornando ainda mais forte e intensa, graças a essa capacidade de controle de umidade, o usuário sofre uma bonificação em qualquer forma de Hyouton utilizada, bonificando assim todos os seus jutsus em um rank, exceto rank S que recebem o dobro de poder ofensivo ou defensivo. Sendo necessário cem de chakra para se ativar essa habilidade, durando de acordo com a stamina.

A segunda habilidade também possui a um próprio nome, sendo esse Daiguren Hyōrinmaru, essa habilidade é capaz de liberar a quantia restante das forças do Ice King, quando ativa o condutor da espada recebe tal força que lhe concede uma nova aparência totalmente mais madura, envelhecendo-o. Essa mudança de aparência ocorre para demostrar o quão mais maduro se torna o poder da kekkei genkai, sendo ela capaz de congelar a tudo, até mesmo material de chakra, que possua umidade, no entanto, só poderá congelar umidade que contenha chakra alheio uma vez ao turno, mas umidade sem chakra ou do próprio chakra é sem restrições. O alcance da técnica chega até cinquenta metros, e possui um gasto de cinquenta de chakra para ativação e metade por cada turno que se mantiver, durando de acordo com a stamina.
Tōken
Descrição: Uma espada (刀 剣, token) é uma arma longa, laminado utilizado para o combate. Enquanto a maioria das espadas em Naruto estão katana tradicional japonesa, tanto, ou Ninjato, espadas usadas por personagens principais tendem a ter poucas semelhanças com as armas da vida real, como é o caso com os sete espadachins das espadas névoa. Outros espadas que foram introduzidas nas séries têm poderes místicos ou especiais, incluindo Espada de Orochimaru de Kusanagi e a Espada de Totsuka como empunhada por Itachi Uchiha Susanoo.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [ Filler ] Dialogo, O Verdadeiro Ice King - Parte 2. - 26/7/2018, 00:26

@
-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.