>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

[Filler] Nostalgia - Seg 25 Jun - 12:59


Um pequeno pássaro pousava na janela levando um pequeno pergaminho preso em sua pata logo pela manhã. Apesar de aparecer derepente o jovem que estava lavando o prato usado em seu café da manhã não se assustou. Já havia se acostumado com as aparições repentinas dessas aves a sua procura lhe entregando missões, naquela manhã não era diferente. Tratou de pegar o pergaminho e desenrola-lo deixando o animal livre para partir. Após uma pequena lida na descrição do serviço constatou o que devia fazer e fechou o papiro o jogando dentro de sua bag logo em seguida. "Parece que nunca mais vou sair dessa academia, é a segunda vez só hoje que me chamam. Enfim, trabalho é trabalho."

Após se aprontar o garoto se dirigiu até a saída principal de sua casa deixando ela para trás depois de tranca-la completamente, evitando que alguém entre. Próximo a casa mais perto saltou sobre seu telhado e disparou em velocidade média até o seu local de trabalho. Em poucos minutos conseguiu visualisar a construção, de longe dava para ver diversas crianças entrando com suas mochilas presas nas costas, em pensar que ele já tinha sido um deles, até que dava uma certa nostalgia. "Olha eu aqui mais uma vez vó." Ao aproximar-se o bastante saltou de cima da casa e seguiu até o interior da academia. Conforme passava pelos corredores se deparava com a grande quantidade de crianças e seus senseis. Pouco depois ele chegou ao laboratório e abriu a porta vagarosamente deixando sua presença ser percebida. Com educação se apresentou ao sensei responsável esperando pelos maiores detalhes do que devia fazer depois. -Ola sensei, sou Shizui e vim ajuda-lo hoje. Em meio as suas falas reverenciou o homem e depois se colocou ereto novamente.

O sensei enfim explicava os afazeres saindo em seguida para resolver o problema do pedido de permissão para um acompanhente dentro do laboratório. O garoto por sua vez tomou a lista de chamada em mãos e de um em um chamava os nomes as enfileirando uma atrás da outra, formando duas filas separadas por menino e menina. Em torno de cinco crianças ficaram sem responder, pensando que estavam apenas brincando refez a chamada deles. Na segunda chamada percebeu que os estudantes não encontravam-se em sala, por isso perguntou aos demais se sabiam o paradeiros de seus colégas de sala. -Alguém viu eles? Preciso saber para procurar antes que o sensei retorne. O garoto em meio a pergunta e esperando pela resposta executou um pequeno selo de mãos criando um clone ao seu lado, preparado para partir em busca das crianças

Apesar da pergunta todos se mantiveram calados, talvez por medo ou quem sabe estivessem querendo pregar uma pessa no rapaz. No entanto não era hora para esses tipos de brincadeira. Se mantendo calmo o garoto repetiu sua pergunta tentando deixar o restante das crianças calmas. -Olha pessoal podem me contar, não vou falar nada com o sensei de vocês para não serem castigados, confiem em mim. Mas preciso que me ajudem a achar as outras crianças. Com sua voz serena e firme Shizui pedia mais uma vez, esperando que depois disso a turma colaborasse. Mesmo assim já tinha seu plano B em mente, cabia apenas receber ou não a resposta para sua pergunta

A nova maneira de perguntar aos garotos o paradeiros dos fugitivos deu bons frutos, resultando na localização exata das cinco crianças. Na face dos delatores havia medo, mas que não precisavam ter. O jovem gennin deixava bem claro que não precisavam se preocupar com a situação, pois seus colégas não saberiam quem havia contado. -Podem se acalmar, eles não vão saber que vocês contaram. Agora fiquem com meu clone que vou busca-los imediatamente.

Em poucos minutos o jovem chegou a tal lanchonete dando de cara com as crianças. Ao se aproximar calmamente deixou sua voz ser ouvida e assim possivelmente assustando os estudantes. -Achei vocês, precurei bastante até chegar aqui. Uma coisa é certa, vamos voltar para academia agora, caso não façam isso terei que paralisa-los com uma corrente elétrica e assim leva-los a força. Mais uma coisa, se me obedecerem não faço nada, nem mesmo conto ao sensei de vocês e assim se livram do castigo. De uma maneira ou outra todos voltavam a sala mantendo-se quietos e esperando pela aparição do sensei

O sensei voltava a sua sala e observava todos quietos e sentados, estranhou um pouco e assim quis saber se tudo tinha dado certo. Mantendo sua promessa para com os alunos balançou sua cabeça positivamente, confortando o mestre. Logo partiram para o laboratório, o gennin se mantinha atrás de todos cuidando para que não houvesse mais fugas inesperadas. Após entrarem no cômodo se colocou de pé perto da porta enquanto o sensei expicava algumas coisas sobre a matéria que ensinava aos mais novos. Foi assim durante duas horas, tempo o bastante para que todas as dúvidas fossem tiradas. Todos retornaram para a sala e ao chegar oviram o toque do sinal alertando para a saída. Enfileiravam-se calmamente, uma fila de meninos e outra de meninas. Com a permissão todos se retiraram, menos Shizui que ficou para receber sua recompensa. Assim que recebeu se retirou após reverenciar o sensei em forma de cumprimento e despedida. Partiu para sua casa afim de descansar.

Chegando em casa percebeu que haviam coisas a fazer deixadas por ter que sair em missão. Uma delas era arrumar toda a sua cozinha, que até o momento tinha poeira por todo o chão. Foram apenas alguns minutos, tudo estava um brilho até mesno toda a louça que etava dentro da pia tinha sido lavada. O corpo do jovem pedia sua cama, mas ainda precisava de um bom banho. Relaxou ao sentir a água morna tocando seu corpo por inteiro, tanto que estava quase dormindo dentro do boxe. Antes que isso ocorresse saíu e se enrrolou em uma toalha. Foi o bastante, não precisava de muito para dormir. Com isso caíu em sua cama e apagou de sono.

HP: 650/650 CH: 675/675 ST: 0/5


Considerações:
+ 200 Status Up / 1008 palavras
Jutsus Usados:
Armas Levadas:
Kunais - 5
Shurikens - 5
Kibaku Fuuda - 20 (espaço 5)
Hikaridamas - 5 (Espaço 5)
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Filler] Nostalgia - Seg 25 Jun - 13:33

@
-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.