>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

[Fillers] Kai Clive - 22/6/2018, 16:35


Kai Clive HP: 200 e CH: 200 e ST: 0/3

O fogo se manifestava cada vez mais avançando vorazmente contra a estrutura daquele palácio onde vivia toda uma família que chegava a ser um Clã. A combustão de toda a estrutura de madeira provocava um crepitar de morte e violência que se misturava com os gritos dos residentes daquele palácio, a fumaça negra subia se misturando ao céu negro e obscurecendo a Lua por completo. Mercenários invadem os cômodos menos afetados que era os mais nobres procurando por algo, os criminosos ceifavam a vida de qualquer ser vivo que eles avistassem deixando bebês, mulheres, homens banharem os assoalhos com seus sangues. Um deles deslizou a porta de um quarto e adentrou junto ao grupo. -- Onde esse merda está? -- Vociferou para os companheiros que se entreolhavam com medo, talvez se transformassem nas vítimas também, começaram a procurar e rapidamente encontraram um garoto que chorava, aparentava ter 4 anos de idade. -- Aqui, encontramo-lo Chery-sama. -- Gritou um na frente dos outros como se estivesse reivindicando algum crédito ou recompensa pelo seu achado.

O capanga pegou o menino pelo braço que resistiu, em vão, conduzindo a criança até o Mercenário chefe que juntou a criança como se estivesse espremendo uma fruta e a ergueu analisando-a. Os olhos corriam pelo corpo e acima de tudo pela face do garoto que estava desnorteado, aterrorizado com tudo aquilo isto era óbvio, se debatia em uma tentativa tão ineficaz e ingênua de se soltar que chegava a ser cômico mesmo ainda considerando o cenário e as circunstâncias que se encontravam. -- Vamos embora, peguem o que quiser como espólio de...G-...G... -- Um vulto se manifestou sobre o cômodo que com o auxílio das chamas que se propagavam devorando tudo como um monstro enraivecido e louco de fome, os vultos se multiplicavam e se mexiam dando um ar de suspense e horror para os mercenários que estavam em maus lençóis, que já sem seu chefe recuavam para trás.

Quando perceberam, Chery estava com uma katana empalando-o no peito, o sangue escorria por todo o seu corpo e a criança caiu no chão... Depois disso, gritos foram ouvidos que se completavam com o barulho de aço se cruzando, antes de o garoto apagar devido a fumaça ouviu apenas. -- Vou lhe tirar daqui, "senhor". -- Depois disso o garoto de cabelo cor sim e cor não apagou.

...

O sol estava nascendo no leste entre as montanhas de Iwa, seus primeiros raios solares penetravam toda brecha possível alimentando todos os seres ali com seu calor e oferecendo uma ótima sensação de calor, as nuvens eram muitas naquele dia e estavam acinzentadas devido à chuva torrencial da noite passada.
Kai estava dormindo em um colchonete quando o clarear do sol o despertou de seu sonho. Estava ofegante e suava frio, tateou o próprio corpo subindo até o couro cabeludo procurando saliências ou cortes que julgava ter sofrido, mais não encontrou nada e aliviado suspirou lentamente, já parava de ofegar. "Quem é aquela figura... Aquele samurai vem aparecendo cada vez mais para mim." A primeira aparição do samurai misterioso foi enquanto o garoto treinava suas habilidades, onde, em uma questão de segundos ele se manifestou a sua frente e sumiu como uma brisa leve deixando o jovem perplexo e perturbado com tal visão.

Engatinhou até a pequena bancada de madeira de seu quarto e agarrou uma lamparina com uma vela posta no centro, agarrou um fósforo e riscou no chão criando uma faísca que logo fez a vela queimar iluminando o local. Caminhou até a varanda do quarto que dividia com outros três colegas de quarto e que dava para um jardim com árvores e flores, respirou fundo sentindo o cheiro de relva molhada, relaxou um pouco e fechou os olhos, concentrando-se. -- Não consegue dormir? -- Soou Masaki logo atrás em pé com suas vestes de descanso que era composta por um kimono branco. -- Krr, não me assuste assim... Não, uma coisa...vem me enchendo a cabeça. -- Respondeu em tom pensativo e melancólico. -- Diga estou aqui para ajudá-lo. -- Disse com tom reconfortante, sorrindo, ambos sabiam que era um sorriso forçado para confortar o garoto. -- Um samurai vestido de preto está a me atormentar, todos os dias, todas as noites desde o meu treino na pedra. Ele aparece... parece tentar se comunicar comigo, e desaparece... -- Proferiu. -- Hm... Quem sabe não sejam sonhos? Bem vou voltar ao meu quarto.  

Soou nervoso e inquieto sua voz, Kai desconfiou do fato mas o samurai negro ainda prendia maior parte de sua atenção fazendo com que o iwanin desse de ombros voltando-se a se afogar em pensamentos. -- Masaki, espere, tenho... -- Kai agarrou a lamparina e andando na ponta dos dedos caminhou até o quarto do samurai grisalho que por sinal estava acordado com uma lamparina acesa e a silhueta de uma espada encostada em seu ombro, embainhada, escutou: -- Não pode ser, ele se materializou para a criança, ele está desconfiando se ele descobrir isso pode ameaçar tudo pelo que lutamos, e também, pelo que estamos a lutar... -- O garoto recuou em desespero achando que não era para ter escutado aquilo, de repente o assoalho do abrigo rangeu e a silhueta preta do grisalho se moveu apagando a lamparina e deslizando a porta, colocando a cabeça para fora, disse. -- Está acordado ainda? É melhor ir para a cama, essa tarde entrará para uma equipe. -- Um certo tom de desapontamento e desprezo, junto com um semblante desconfiado se formou na face do velho que trincou a porta indo dormir.

""Com quem ele estava falando? Não importa, vou dormir..."" Pensou o possuidor do jinton.

Kai até se deitou novamente mas se levantou logo em seguida, o sono já não existia mais. Foi até a banheira do abrigo com uma muda de roupas e uma toalha, junto de seus pertences de higiene pessoal. Acabou vestido com um kimono cinza e um colete preto por cima, sem contar é claro, de suas chinelas de madeira. -- Ei idiota, será que da pra apagar as luzes, estamos tentando dormir aqui. -- Disse um do seus colegas de quarto, sentindo-se incomodado com a movimentação do inquieto Kai.

 
Informações:
Nome: Kai Clive
Post: One
Bolsa de Armas: - 5x Shuriken [5] - 5x Kunai [5] - 8x Kibaku Fuuda [2] - 3x Hikaridama [3] - Fios 15m [3] - 10 Makibichi [2]
Qualidades: Habilidade em Ninjutsu e Grande Controle de Chakra.
Defeitos: Código de Honra - Derrota, Falta de Habilidade Social e Cabeça Dura.
Item: --
NPCs: --
Filler: 1030 palavras pra 100 de status (+100 pelo mês de UP!)  



-
Database
Chūnin
Database
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] Kai Clive F84635dc3b652bb9e64de17cffcb8f48ba4a3ef3

https://www.narutorpgakatsuki.net/t69813-f-hakai-kyoki#524597 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69841-gestao-de-ficha-eilish#524990

Re: [Fillers] Kai Clive - 22/6/2018, 18:03

@ Aprovado
+200 de status a distribuir
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Fillers] Kai Clive - 24/6/2018, 23:54


Kai Clive HP: 300 e CH: 300 e ST: 0/3

Dias se passaram, semanas. Todo o tempo que o garoto esteve com sua nova equipe foi treinando e se conhecendo. Novas perspectivas foram se abrindo para as crianças, menos para Kai, que continuava alheio a tudo, não se importando com nada. As aulas teóricas de Lara o chateavam, apenas anotava uma coisa aqui e outra ali fingindo estar interessado, parecia estar dando certo. Treinaram também jutsus, combos e estratégias. Todo o tempo com a equipe foi um borrão que durou um mês, um mês ele não falou com seu guardião que agora, não era digno de confiança.

...

Um incêndio voraz estava acontecendo, um palácio provavelmente de uma família tradicional era o combustível, o fogo devorava todo centímetro do palácio consumindo tudo a sua frente e também humanos! Os servos corriam gritando de um lado para o outro jogando baldes de água até desistirem e correrem para salvar suas vidas, mas, sobre aquele caos sons se sobressaíam. Gritos de guerra, tintilar de aço com aço e o zunido de lâmina cortando carne um verdadeiro banquete de sangue. Os mercenários avançavam para os aposentos mais importantes procurando uma criança, que estava dentro do armário, ela foi pega e logo um homem foi empalado.

...

-- O mesmo sonho? -- Questionou-se o garoto, sem nem mesmo saber que era ele quando pequeno. Provavelmente reprimiu tal dia em que as pessoas mais importantes de sua vida morreram a ponto de se esquecer. Levantou-se com dificuldade, as pálpebras pesadas e os olhos cheios de areia, tateou uma gaveta procurando uma lamparina de querosene, pegando-a sacou um palito e banhou o centro da lamparina com o produto inflamável pronto para acendê-la e desfrutar da luz, porém vacilou, olhou para o lado e viu Masaki, sentado do lado de seu colchonete. Quanto tempo ele estava ali? Como Masaki não o percebera? O que ele estava fazendo ali a essa hora? Essas perguntas inundaram sua mente, a curiosidade brotou juntamente da suspeita de sua lealdade e de seus objetivos. -- O-O que está fazendo Masaki-sama. -- Vacilou evidenciando o nervosismo com a situação. -- Oh, é a primeira vez que usa "-sama" comigo. Por que será... -- Proferiu lentamente e de forma maligna, não proposital como brincavam às vezes, de forma maligna mesma. Um choque subiu a espinha fazendo o garoto enrijecer e ficar nervoso, sua expressão era de total insegurança. -- Apenas responda. -- Devolveu para o homem. -- Escutei falar enquanto dormia e vim aqui ver se estava tudo bem apenas isso. -- Disse mudando o tom de voz para algo aconchegante e companheiro, muito diferente do tom ríspido e superior que tinha há alguns tempos atrás. ""Então ele estava acordado para me ouvir, o que ele estava fazendo?""

-- Tive um pesadelo, só isso, vou voltar a dormir. -- Respondeu -- Me conte sobre... -- Insistiu o grisalho. -- Boa noite. -- Falou puxando o cobertor do colchonete até a face, ocultando-se. Sentiu um alívio instantâneo de não olhar para a face do homem, como se ele fosse um monstro para com uma criança de oito anos. Estava em terror com toda a situação e os acontecimentos recentes que faziam o garoto questionar certas ações de seu guardião. Demorou um pouco mas ouviu passos e a porta deslizar, ele finalmente tinha ido embora.

Descobriu-se respirando aliviado, silenciosamente, tocou o coração, os batimentos estavam a um ritmo assombroso. ""Preciso de respostas. Vou ter que vasculhar os textos dele. Amanhã, quando ele estiver cozinhando entrarei no quarto dele.""

...

O sol já atingia seu pico no céu o que indicava que o meio-dia fora atingindo, era hora do almoço. Masaki entregou alguns Ryos para comprar suprimentos para o almoço de hoje, o garoto fez sem questionar. Voltando do mercado, colocou a cesta no chão, juntou as mãos e realizou os selos formando um Bunshin igual a ele. -- Escute quero que entregue a ele e converse com ele. Tenho que analisar uma coisa e ele não pode saber, ok? -- Concordou com a cabeça e o clone seguiu prontamente as ordens, dirigindo-se para a cozinha para entregar os ingredientes sorriu o clone, gerando desconfiança em Masaki. O verdadeiro entrou no quarto do grisalho vasculhando o armário preso a parede, lá encontrou diversos pergaminhos entocados e também cartas, Kai os pegou e abriu lendo-as.

Carta escreveu:
Mestre, como vai? O garoto já despertou eu creio, vem me fazendo perguntas e desconfiando de mim, me flagrou escrevendo e lendo uma carta ao meio da noite, uma carta do senhor, não o estou culpando mestre, só acho que devemos ter mais cuidado com nossas trocas de informações. O pai do garoto tem se manifestado para ele, como se ele estivesse selado na mente dele ou ainda estivesse vivo e fraco, tentando se comunicar com ele, eu sei que é loucura mas é uma possibilidade que não devemos ignorar. A hora de agir se aproxima, temo que ele tente algo radical e eu tenha que mudar os planos, tentarei controlá-lo, ele é um garoto arrogante e ingênuo tenho certeza que terei sucesso. Deixo aqui os nomes do últimos remanescentes, temos de agir contra eles e erradica-los já, não podemos vacilar em nossas próximas atividades e agradeço pelos arquivos. Ebisu... Ekichi... Ichiro...

De repente, passos se manifestavam logo a porta do quarto do velho, era o próprio. Onde estava o clone agora para ajudar? -- Masaki me ajude venha cá me ajudar a pegar isso. -- Falou o clone, inocentemente. O homem foi até o clone dando caminho livre para o original, que, deslizou a porta do quarto saindo à francesa do local e sumindo do cômodo. Agora as suspeitas estavam mais que confirmadas, Masaki estava planejando algo, mas o que? Bem não saberia dizer mas as cartas e os pergaminhos em seu quarto poderiam oferecer-lhe algo a mais, embora não fosse vital.

Já tinha três nomes, três nomes pelo qual começar a sua investigação. Mas, com tudo isso, era evidente a tristeza que se manifestava em um choro forte que inundava os olhos com lágrimas. Masaki, seu guardião, aquele que o ajudou a lutar, ensinou diversas coisas, ensinou técnicas era um suspeito de traição ou de algo pior. -- Kai? -- Proferiu uma voz feminina, já sabia quem era, era a garota de seu time. -- Estou bem. Oi... -- Disse metendo a cara nos joelhos e enxugando as lágrimas na calça discretamente, mas já era tarde, a garota era esperta e rápida, já sabia que ele não estava bem.
 
Informações:
Nome: Kai Clive
Post: One
Bolsa de Armas: - 5x Shuriken [5] - 5x Kunai [5] - 8x Kibaku Fuuda [2] - 3x Hikaridama [3] - Fios 15m [3] - 10 Makibichi [2]
Qualidades: Habilidade em Ninjutsu e Grande Controle de Chakra.
Defeitos: Código de Honra - Derrota, Falta de Habilidade Social e Cabeça Dura.
Item: --
NPCs: --
Filler: 1000+ palavras pra 100 de status (+100 pelo mês de UP!)  



-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Fillers] Kai Clive - 25/6/2018, 00:25

@
-
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [Fillers] Kai Clive -

-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.