Naruto RPG Akatsuki
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.
Bem-Vindo
Naruto rpgakatsuki
tópicos recentes
Inverno
O fim da guerra trouxe a paz, junto com a oportunidade das vilas prosperarem e crescerem. O Nascer do Sol se aproxima trazendo uma nova leva de Kages que querem expandir seu território. A primeira reunião dos Senhores Feudais está marcada, onde irão debater o futuro de Otogakure, atual colônia de Kumogakure e palco da última Grande Guerra.
11 DG
ShionFundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
AngeAnge, mais conhecida como Angell, é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
SenkoSenko, também jogador de RPG narrativo desde 2011, conheceu o Akatsuki em 2017, mas começou a jogar para valer em 2020, destacando-se pela sua prestatividade e suas habilidades em design e programação. É responsável por ajudar na criação de novos sistemas e regras além de fazer a manutenção do tema do fórum.
BlueJay#0529
BahkoBahko joga fóruns narrativos desde 2010. Após ficar muito tempo sem jogar, voltou em 2020 onde encontrou o Akatsuki. Desde então, vem auxiliando o fórum como Narrador, Moderador e Administrador. Fora do fórum, é estudante de Engenharia Elétrica.
fransudo#7724
RavesJogador ativo desde 2020, Raves entrou pro Akatsuki RPG e desde então vem contribuindo para o engajamento interno do fórum. Atualmente, é o principal responsável pela organização geral, além da criação, revisão e adequação de regras e sistemas, auxiliando como pode nas demais áreas. Particularmente, é um grande apreciador de enredos e está constantemente pensando no futuro.
Revescream#5421

Ícone
Rodrigues
http://narutorpgakatsuki.net
[CAMPO DE TREINAMENTO] Gilgamesh Campo_de_entrenamiento_konoha___by_lwisf3rxd-d633fvg
Obs: o campo é exatamente como mostrado na imagem.

_______________________

Rodrigues
Rodrigues
Genin
Vilarejo Atual
[CAMPO DE TREINAMENTO] Gilgamesh JGLOWqz

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Rodrigues
http://narutorpgakatsuki.net


—— I: the beginning

Havia se passado certo tempo desde de meu ultimo treinamento. Enquanto andava pelas ruas, eu matutava sobre a quantia de shinobis que agiam ativamente a comando da vila. Eis que um pensamento surgia em minha mente. Eu nunca havia praticado o estilo do ninjutsu fora da acadêmia, tendo uma certa desvantagem por não conhecer a forma de combate predominante entre os shinobi do país e por ter uma noção de que algum dia eu havia de combater outros shinobi, uma vontade de saber me consumia. Tendo um certo período sem atividades para realizar, eu partia para a acadêmia, onde eu vinha a pesquisar sobre o ninjutsu. Não parecia nada extremamente complexo, já que eu estava bem acostumado com o processo de movimentação do chakra através do meu corpo. Me direcionando a um pequeno centro de práticas da acadêmia, eu começava minhas atividades em busca de meu aperfeiçoamento. Como começo do meu treinamento, eu buscava realizar uma distribuição de chakra massiva, com o intuito de formar uma grande quantidade de bunshins para aperfeiçoar minha capacidade de executar tais técnicas. Eu realizava os selos de execução do jutsu, levando meu tempo para tal. Ao finalizar, eu executava a técnica conforme o praticado na acadêmia, mas tudo o que eu conseguia fazer era um único clone que parecia durar por um bom tempo. De acordo com a primeira tentativa, eu podia notar o limite de minhas capacidades com o ninjutsu e por saber disso, eu poderia começar a aumentar a quantidade de chakra para forçar meu corpo a cooperar na execução do bunshin. Em uma série de tentativas, eu executava os selos e repetia o processo, mas somente dois clones eram formados, sendo um deles em perfeito estado e o outro, uma falha. De inicio, distribuir meu chakra em dois clones era, de certa forma, trabalhoso mas com insistência, eu conseguia notar que a cada clone que eu formava, mais e mais o meu chakra se distribuía e se formava de maneira correta, ao ponto de se tornar notável as mudanças que os clones começavam a apresentar. Conforme o passar do tempo, eu consegui aperfeiçoar a distribuição do chakra aos clones de tal forma, que os mesmos apresentavam a minha exata aparência, sem defeitos. Tendo agora domínio sobre a forma no qual o chakra se comporta perante a este estilo, eu era capaz de executar clonagens em maior quantidade, sendo que, em pouco tempo, eu conseguia formar mais de cinco clones de forma simultânea. Mas havia um certo problema, sendo ele a quantidade de tempo em que eu conseguia manter os clones. Sendo o bunshin uma técnica de clonagem bem distinta, eu teria certos problemas em executa-la em combate devido ao meu controle de chakra. Contudo, este seria um obstáculo a superar em outra hora.


[...]


Caminhei até um rochedo mais elevado da vila, perto dos portões. Retirei uma kunai da bolsa e a utilizei a fim de escalar tal rochedo. Cravava com a mão direita em um ponto mais alto, onde minha envergadura alcançasse, e me apoiava com os membros inferiores na parede rochosa. Isso buscando uma boa sustentação para a pequena escalada. Após alguns movimentos, encontrei-me sobre a rocha. Vislumbrei a paisagem da vila por alguns instantes, mas logo retornei ao meu foco: desenvolver habilidade em selos de mão. Com o pergaminho aberto, estiquei-o no chão e comecei a leitura. Carneiro, javali, touro, cachorro e cobra. Enquanto analisava os desenhos representativos dos selos, aquecia os dedos de ambas as mãos. Quando terminei a memorização da sequência, iniciei as posições lentamente, buscando atingir eficiência e precisão. A partir daí, acelerei a cada repetição dos selos, tornando a técnica cada vez mais rápida. Enfim, a velocidade já estava me agradando. Estava na hora de aplicar o jutsu, em vista de garantir que a prática dos selos estivesse realmente dominada. Realizei os movimentos de mãos necessários e , ao finalizá-los, meu corpo se transfigurou em uma rocha. Porém, em seguida, apareci em uma posição um pouco atrás da original. Não era uma transformação, mas sim um jutsu básico de substituição. Já era suficiente, entretanto repeti o processo durante 1 hora, visando um melhor aprimoramento da técnica. Depois de um tempo, certo de que poderia elevar o processo ao novo nível, resolvi me testar. “Vamos ver o quão rápido eu posso fazer isso” pensei. Empunhei a mesma kunai de antes com a mão direita. Calculei mais ou menos a força com a qual a lançaria, bem como a distância possível de se obter. Em um movimento rápido, lancei a arma perpendicularmente à minha posição –para o alto. Da maneira realizada, a kunai subiria cerca de 5 metros e depois retornaria com a ponta direcionada à minha cabeça. Caso eu não realizasse o jutsu a tempo, aquilo poderia causar um ferimento significativo. Enquanto a arma subia até sua trajetória máxima, completei os 2 primeiros selos. Ela começou a descer. Faltavam 3 selos para que o jutsu se completasse. Quando a kunai estava muito próxima de se atingir, terminei a última posição de mão e de súbito outra pedra se formou em minha posição em meio a uma fumaça branca. Apareci novamente posicionado atrás da pedra, cerca de 1 metro. “Certo” disse eu, confiante de que completaria os selos antes de ser acometido pela arma. Depois do longo treino só teria que descansar, voltar para casa fora a coisa mais inteligente que havia pensado.
usados:
Bunshin no Jutsu
Rank: E
Selos: Carneiro, Cobra e Tigre.
Descrição: Um ninjutsu que cria uma cópia intangível de seu próprio corpo, sem qualquer substância. Uma vez que o clone em si não tem a capacidade de ataque, e, assim, só pode ser usado para confundir o inimigo, que é usado principalmente em combinação com outros ninjutsu. É uma técnica básica, mas dependendo de uma engenho, ela pode ser utilizada de forma eficaz. Os clones se dissiparm quando entram em contato com algo.

considerações:
+ (5) Kunais,
+ (9) Shurikens,
+ (1) Fuuma Shuriken,
+ (2) Ampolas,
+ (3) Senbon.
+ (1) Tōken.

[CAMPO DE TREINAMENTO] Gilgamesh NV4Qu9a
Tōken
Descrição:  Uma espada (刀 剣, token) é uma arma longa, laminado utilizado para o combate. Enquanto a maioria das espadas em Naruto estão katana tradicional japonesa, tanto, ou Ninjato, espadas usadas por personagens principais tendem a ter poucas semelhanças com as armas da vida real, como é o caso com os sete espadachins das espadas névoa. Outros espadas que foram introduzidas nas séries têm poderes místicos ou especiais, incluindo Espada de Orochimaru de Kusanagi e a Espada de Totsuka como empunhada por Itachi Uchiha Susanoo.

etc:
一 Aparência de Gilgamesh, Fate/series. Utilizando [este] traje. A hip-pouch está presa na cintura, virada para o lado direito. A Tōken permanece presa nas costas, em transversal, enquanto a bandana da vila está presa na testa.


[obs¹] Treino para adquirir mais um ponto em ninjutsu e em inteligência, vale lembrar que estão dobrados pelo evento então fica +2 em cada atributo.


Gilgamesh; HP: 225, CK 225, ST: 03/03

_______________________

Rodrigues
Rodrigues
Genin
Vilarejo Atual
[CAMPO DE TREINAMENTO] Gilgamesh JGLOWqz

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Artref
http://narutorpgakatsuki.net
@ Mas 02 em ninjutsu e + 02 em inteligencia devido ao més do UP 

_______________________

FICHA 
Artref
Artref
Genin
Vilarejo Atual
[CAMPO DE TREINAMENTO] Gilgamesh 100x100

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Rodrigues
http://narutorpgakatsuki.net

—— I: Treino arduo


Gilgamesh estava na área aberta de sua casa, era cedo pouco após o sol levantar-se, o garoto sabia que não era forte e isso de certa forma o frustava. Manteve seus punhos cerrados por um tempo, estava pensando em uma maneira de melhorar seu taijutsu, e então teve a grande ideia de fazer movimentos que até então era complicados demais para ele. Girou, rodopiou e caiu. Se machucou um pouco e então se levantou novamente, para alguém que não tinha grandes objetivos ficar forte era apenas o básico.

"É difícil melhorar meus movimentos sem conhecimento algum porém é cedo demais para desistir" pensou positivamente. Como ainda era de manhã o garoto teria o dia todo para treinar sua técnica de taijutsu e melhorar o máximo que puder. Respirou fundo e continuou a tentar, dessa vez indo pelo mais fácil, até ter a certeza de que os movimentos estavam dominados o jovem Gilgamesh não desistiu. Era de fato um orgulho para seus pais, chegou na vila como um forasteiro qualquer e se graduou como o melhor de sua turma, ele sabia que era especial. Mas o trabalho duro ainda sim era necessário e nunca dispensável.

Suas investidas ágeis "contra o nada" não sucederam até o mesmo cair no chão, preferiu retirar sua vestimenta habitual e então ficar apenas com um shorts. Seu folego acabaria logo, ele sabia disso mas não havia nada que pudesse impedir o progresso do garoto e seu esforço descomunal. Sabia o que estava fazendo mesmo sem um guia para lhe ensinar, quase que um prodígio, de fato uma das grandes promessas de Konohagakure no sato era Gilgamesh.

E então desabou no chão, sem que percebesse horas passariam voando, era hora de descansar. Seus olhos fechavam quase que instantaneamente contra sua vontade. Sua mente queria continuar o treino mas seu corpo insistiu que não e era de fato uma batalha inútil. Quando acordou o mesmo recebeu um café da manhã daqueles de sua mãe e então se prontificou a voltar para o treino o quanto antes, os movimentos tão complicados do outro dia já não tinham mais tal dificuldade, havia certo progresso ali. Um sorriso projetado no rosto, socos voando em direção ao ar, piruetas e chutes... esse foi o treino massivo de taijutsu que se repetiu por alguns dias até que Gilgamesh concluiu estar melhorando na arte.

Então um mês se passou e uma nova meta foi traçada. Aumentar a velocidade de seus golpes era fundamental para Gilgamesh, e essa era sua vontade. Entretanto tinha que confirmar suas habilidades melhoradas, era hora de fazer todos os movimentos que um genin comum não faria, o jovem desafia a sí mesmo. Era fenomenal ver aquilo, nem mesmo ele acreditou em sua flexibilidade e precisão e era óbvio que o mesmo tinha muito o que melhorar mas por hora era o suficiente.



usados:


considerações:
+ (5) Kunais,
+ (9) Shurikens,
+ (1) Fuuma Shuriken,
+ (2) Ampolas,
+ (3) Senbon.

Cabaça de areia
Rank: C
Descrição: Um item de aproximadamente oitenta centímetros capaz de carregar certa quantidade de areia de ferro (3000Un). A cabaça fica localizada nas costas do usuário mas também pode ser posta em um dos lados da cintura, vai de sua preferencia.

etc:
一 Aparência de Gilgamesh, Fate/series. Utilizando [este] traje. A hip-pouch está presa na cintura, virada para o lado direito. A cabaça permanece presa nas costas, enquanto a bandana da vila está presa na testa.


[obs¹] Treino para adquirir um ponto em taijutsu e com a bonificação do mês do up fica  2


Gilgamesh; HP: 500, CK 500, ST: 00/03
Areia: 2870Un.

_______________________

Rodrigues
Rodrigues
Genin
Vilarejo Atual
[CAMPO DE TREINAMENTO] Gilgamesh JGLOWqz

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
@
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Rodrigues
http://narutorpgakatsuki.net

—— I: Treino arduo


Era uma manhã como qualquer outra, levantara antes mesmo do Sol começar a surgir no horizonte. Fitei meu reflexo frente a um espelho velho que tinha no quarto, agora escuro devido as janelas fechadas e a falta eminente de iluminação. Não tinha uma boa aparência: uma camisa que um dia foi branca, um shorts verde e meu rosto detonado por despertar tão cedo. Deveria começar meu dia tomando um bom banho, tinha planos para a tarde toda e talvez para a semana se tudo ocorresse como planejado. Removi as peças de roupa que cobriam-me e fui para o chuveiro, a água morna me cobria por completo, fazendo-me despertar por definitivo.

Quando saí do banho, tinha roupas novas em cima da cama já arrumada. Notei que a porta do quarto estava aberta e que as roupas que tinha largado no chão anteriormente já não estavam lá, sorri por um momento. Estava aliviado porque sabia quem havia feito isso. Com a tragédia de dois anos atrás, o desaparecimento de meu pai... ele seria o único restante, o único que poderia cuidar das coisas e não me deixar cair na escuridão completa. Meu avô foi o único capaz de me ensinar coisas magníficas.

Vestia as roupas; camiseta, jaqueta, shorts, meias e botas. Estava pronto para descer e realizar a refeição da manhã. Em minha família essa é a refeição mais importante, não que as outras duas não sejam mas o café da manhã é aquilo que te levanta e prepara para o dia. Ele estava lá, sentado na cadeira de madeira e apoiando seus braços na mesa um pouco a frente. Vi o prato de misoshiru pronto para mim, fora o tradicional shisamo. O acompanhamento líquido seria um chá de laranja. Meu velho se orgulhava muito de suas habilidades culinárias. Não dizíamos nada durante as refeições, após acabar saí com um sorri no rosto e pude escutar ele dizer ao fundo "boa sorte".

— Certo — sabia para onde estava indo, as montanhas seriam o lugar especial para o meu treino. Queria aumentar minha velocidade, já que força física era minha "especialidade" no momento. Minha inabilidade natural para dominar o ninjutsu havia me deixado de certa forma atrás de qualquer ninja. Mas aos poucos sabia que poderia superar isso. O Sol já estava sob minha cabeça, iluminava toda a vila. Não demorou muito para chegar até meu objetivo, lá me desfiz das armas básicas apenas por enquanto.

Correr. Sim, correr. Foi o que fiz, aqueci meu corpo. Afinal antes de qualquer coisa precisava entender como iria fazê-lo, ficar mais forte assim o nada não era tão fácil. Por um tempo aquilo foi normal, para uma pessoa com o meu físico não tinha problemas, a primeira gota de suor veio e então pude apertar o passo. Exigir mais dos músculos inferiores, correr o mais rápido que pude naquele momento. Fiz questão de dificultar um pouco as coisas, saltei entre as pedras e dava passos largos, tive de fazer um certo esforço com alguns movimentos necessários.

E então parei, o meu percurso seria feito em círculos, quando cheguei novamente onde estavam minhas armas básicas pude descansar. A ideia de me fortalecer apenas correndo era viável mas seria um processo lento. Musculação seria uma das respostas, usaria algumas pedras grandes para levantá-las com as minhas próprias pernas. Músculos tendem a ficar mais fortes quando estão sobre pressão, entendi isso na primeira vez que treinei na montanha. Não almejava, no momento, ganhar mais músculos. Apenas fazer com que os que já tinha, fossem bem utilizados. Faria a mesma série de levantamento quatro vezes, repetindo o movimento vinte e cinco vezes.

Continuaria correndo e me exercitando da melhor forma possível, meu primeiro dia acabou e eu voltaria para casa faminto. Como esperado uma refeição já me aguardava. Ele sempre estaria na porta com um sorriso gentil, tentei fazê-lo sentir da mesma forma sendo empático e transmitindo uma risada cansada, porém feliz. Voltaria para o treino no outro dia, afinal dormir era importante para o crescimento de uma criança. Tinha dias que sonhava e dias que não. Era uma coisa que não escolhia, mas se pudesse queria sonhar com minha mãe e meu pai, a pescaria no lago e com a esperança.

A primeira semana acabou, logo veio a segunda já apresentando seus resultados. Estava conseguindo atingir alvos com mais velocidade, meus saltos estavam mais longos e os passos largos já não eram tão problemáticos assim. Mantive o mesmo treino para que meu corpo se acostumasse, a ideia era fazer com que aquilo fosse o meu "normal". Minha motivação para continuar não me deixava ceder, nem mesmo quando minha respiração ficava ofegante demais ou quando minhas pernas pediam por um descanso, tentei exigir delas o máximo possível. Era óbvio que algumas vezes minha vontade não seria o bastante, o corpo cairia adormecido no lugar.

Na terceira semana eu já pronto. Pelo menos me sentia assim, conseguia me movimentar em uma velocidade totalmente diferente o que era impressionante. A primeira das coisas que precisava fazer para ir realizar meus sonhos mundo afora. Continuei com os treinos por um tempo, ressaltando: desenvolver-me era minha prioridade. Tinha esperança de conseguir atingir meus objetivos. Teria a oportunidade de realizar o teste chunin e mostrar para a Hokage do que alguém como eu, que apareceu do nada, era capaz de fazer. Estava pronto! No fim do último dia de treino, voltei para casa sem arrependimentos.

usados:


considerações:
+ (5) Kunais,
+ (9) Shurikens,
+ (1) Fuuma Shuriken,
+ (2) Ampolas,
+ (3) Senbon.

Cabaça de areia
Rank: C
Descrição: Um item de aproximadamente oitenta centímetros capaz de carregar certa quantidade de areia de ferro (3000Un). A cabaça fica localizada nas costas do usuário mas também pode ser posta em um dos lados da cintura, vai de sua preferencia.

etc:
一 Aparência de Gilgamesh, Fate/series. Utilizando [este] traje. A hip-pouch está presa na cintura, virada para o lado direito. A cabaça permanece presa nas costas, enquanto a bandana da vila está presa na testa.


[obs¹] Treino para adquirir um ponto em stamina.


Gilgamesh; HP: 500, CK 500, ST: 00/03
Areia: 2870Un.

_______________________

Rodrigues
Rodrigues
Genin
Vilarejo Atual
[CAMPO DE TREINAMENTO] Gilgamesh JGLOWqz

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos